SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Filosofia SSA1
Arrasando na Prova!!
01. Atente ao texto a seguir: Sobre o Pensamento Mítico Para nós, os mitos primitivos não
passam de histórias fantasiosas que são contadas ao lado das histórias da Branca de Neve ou
da Bela Adormecida. O mito, porém, não é isso. Quando vira uma história, uma lenda, ele
perde a sua força de mito. ARANHA, Maria Lúcia; MARTINS, Maria Helena. Temas de Filosofia, 1992, p. 62. Adaptado.
Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que
a) o mito nasce da razão, com a força de dominar o mundo para a garantia da
segurança do humano.
b) o mito está desligado do desejo, ausentes do querer que as coisas ocorram de uma
determinada forma.
c) o mito tem como característica singular o crivo da racionalidade, ou seja, a sua
aceitação tem de atender o questionamento e a certeza.
d) a força do mito está atrelada às histórias fantasiosas cuja função principal é explicar
a realidade nas suas narrativas.
e) o pensamento mítico encontrou, na cultura grega, a forma privilegiada de se
organizar e de se estruturar.
02. Considere o texto a seguir: Por intermédio do trabalho, o homem
acrescenta um “mundo novo” (a cultura) ao mundo natural existente. O
Trabalho é, portanto, elemento essencial da relação dialética entre o homem e
a natureza, entre o saber e o fazer, entre a teoria e a prática. COTRIM, Gilberto.
Fundamentos da Filosofia, 2002, p. 23. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que
a) o homem, com a atribuição unicamente do fazer teórico, acrescenta, no mundo
atual, o mundo cultural.
b) o homem é um ser atuante no mundo natural. Na sua relação dialética com a
natureza, o trabalho é secundário.
c) a singularidade da cultura está em ser absoluta, ou seja, a cultura é única para
todas as sociedades.
d) o ser humano não intervém no transcurso da história. O homem é um ser imutável
no mundo natural existente.
e) o homem, agindo sobre a realidade do mundo natural, adapta o seu meio
ambiente às suas necessidades.
03. Considere o texto a seguir: O mito no Mundo Atual O mito hoje, se ainda tem força
para inflamar paixões, como no caso dos astros, dos políticos ou mesmo de causas políticas
ou religiosas, não se apresenta mais com o caráter existencial que tinha o mito primitivo.
Ou seja, os mitos modernos não abrangem mais a totalidade do real. ARANHA, Maria Lúcia;
MARTINS, Maria Helena. Temas de Filosofia, 1992, p. 65. Adaptado. No tocante a esse assunto, é
CORRETO afirmar que
a) o mito no mundo atual está diretamente relacionado a diversos fatores da globalização, e
sua abrangência explica as mais diversificadas formas de inflamar as paixões.
b) o pensamento mítico no mundo atual responde às questões diretamente voltadas à
condição humana, à origem do universo, fazendo uso do rigor metodológico.
c) os mitos modernos não têm a força para inflamar paixões; são de natureza sobrenatural.
d) as narrativas míticas no mundo atual explicam a realidade no seu todo. Essas narrativas
têm o poder do domínio absoluto da exigência do sentido.
e) o mito hoje tem profunda relação com a natureza. Ou seja, tenta explicar o mundo e
encontrar o seu lugar entre os demais seres da natureza.
04. Ao contrário dos outros animais, os homens não são apenas seres biológicos produzidos
pela natureza. Os homens são seres culturais, que modificam o estado da natureza. (COTRIM,
Gilberto. Fundamentos da Filosofia, 2002, p. 12.) Com base no texto de Cotrim, analise os itens a
seguir:
I. A dimensão cultural do homem é o resultado do processo pelo qual a existência adquire
concretude.
II. Os animais, na sua natureza irracional, somente conhecem os problemas teóricos e
ignoram os obstáculos práticos.
III. O trabalho é a atividade animal por excelência pela qual ele transforma o estado da
natureza.
IV. O homem é por natureza um ser cultural. Ou seja, é um ser que, na atividade do trabalho,
modifica o mundo e a si mesmo. Estão CORRETOS apenas
a) I, II e III.
b) b) II, III e IV.
c) c) I e IV.
d) d) III e IV.
e) e) I e II.
05. Atente ao texto a seguir sobre a ‘Condição Humana’: A capacidade inventiva do homem
tende a desalojá-lo do ‘já feito’ em busca daquilo que ‘ainda não é’. Portanto, o homem é um ser
da ambiguidade em constante busca de si mesmo. E é por isso que o homem é também um ser
histórico, capaz de compreender o passado e projetar o futuro. Saber aliar tradição e mudança,
continuidade e ruptura, interdição e transgressão é um desafio constante na construção de uma
sociedade sadia. ARANHA, Maria Lúcia; MARTINS, Maria Helena. Temas de Filosofia, 1992, p. 30-31. :
I. A condição humana é um projeto em permanente construção, que, na dinâmica do
tempo, aprimora sua forma de Ser. O homem é também aquilo que ele se faz no processo
histórico do existir.
II. Na continuidade do seu existir, a condição humana vai além das necessidades primárias;
possui outras necessidades, que atingem a profundidade de sua existência.
III. A condição humana não é um produto da natureza e da cultura. O ser humano está alheio
às mudanças; é um ser indiferente ao passado e futuro.
IV. A condição humana é essencialmente social, e a dimensão ética no seu agir é
preponderante para a construção de uma sociedade sadia.
Estão CORRETOS apenas a) II, III e IV. b) III e IV. c) II e III. d) I, II e IV. e) II e IV.
06. Moramos na tenda da linguagem. Nós e todas as coisas! Na tenda da linguagem, não nos
fechamos, não nos enclausuramos; abrimo-nos à percepção da realidade, entregamo-nos a
muitas experiências; devotamo-nos a múltiplas aprendizagens. (BUZZI. Arcângelo R.
Introdução ao pensar, 1991, p. 233.)
Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que
a) o homem é o único animal capaz de criar símbolos para poucas experiências no seu
processo de aprendizagem.
b) b) a linguagem como atividade humana por excelência permite a comunicação entre os
seus integrantes. A linguagem está fechada para as múltiplas aprendizagens e aberta para
as muitas experiências.
c) c) a linguagem nos fecha à realidade e nos abre à percepção da experiência.
d) d) dentre as muitas experiências, é na aprendizagem da ciência e da técnica que a
linguagem aparentemente mostra mais sua função de organização da realidade.
e) e) na tenda da linguagem, a comunicação humana não consegue transpor os limites da
simples transmissão e recepção para as múltiplas aprendizagens.
07. A mente humana é naturalmente inquiridora: quer conhecer as razões das coisas; basta ver
uma criança fazendo perguntas aos pais. Mas às mesmas perguntas podem ser dadas diversas
respostas: míticas, científicas, filosóficas. MONDIN, Batista. Curso de filosofia. São Paulo: Paulus,
1981. (Adaptado)
O pensamento mítico na atualidade reflete-se naquelas respostas que estão repletas de
explicações valorativas sobre a personalidade do super-herói, a exaltação do cientificismo,
valorando o ‘desejo desenfreado’ e dando primazia ao poder midiático. Sendo assim, assinale a
alternativa CORRETA.
a) A verdadeira função do mito, na atualidade, é orientar a ação humana.
b) O papel atual do mito é dar sentido ao mundo humano.
c) O pensamento mítico, no mundo atual, identifica-se como uma resistência às invenções
científicas e tecnológicas.
d) Nos dias atuais, a função fabuladora presente nos contos e nas estórias populares remetem aos
valores arquetípicos.
e) O mito, na atualidade, promove o desenvolvimento do homem no seu cotidiano, pela eficácia
na linguagem das formas ideológicas.
08 Sobre a gênese do pensamento filosófico entre os gregos, é CORRETO
afirmar que
a) a experiência concreta da racionalidade estava isenta da vida política na Pólis Grega.
b) a prática político-democrática, atrelada ao enfoque irracional da vida em sociedade, foi o
terreno fértil para a gênese do pensamento filosófico.
c) sob o impulso dos gregos, a dimensão racional se impõe como critério de verdade. A
filosofia é fruto desse projeto da razão.
d) a filosofia é fruto do momento cultural em que a sensibilidade e a fantasia impõem-se
sobre a razão.
e) na gênese do pensamento filosófico grego, na civilização ocidental, a forma de sabedoria
que se sobrepunha à ciência filosófica, eram as convicções religiosas fundamentadas na razão
pura.
09. No tocante ao pensamento grego, assinale a alternativa CORRETA.
a) O pensamento grego, no enfoque da filosofia, é a expressão máxima da racionalidade no
trato com o conhecimento.
b) No pensamento grego, a singularidade da filosofia está imbuída na tarefa de uma
explicação sensível sobre a origem e a ordem do mundo.
c) Os primeiros filósofos gregos pretenderam explicar, apenas, a origem das coisas e da ordem
do mundo sem atentar para o fluxo das mudanças e repetições. Eles buscavam, pelo simples
discurso, o estudo do cosmos.
d) Desde o seu início, o problema cosmológico é o último a destacar-se claramente como
objeto de pesquisa e sistematização. Ou seja, a cosmologia estava em segundo plano.
e) No pensamento grego, os primeiros filósofos acreditavam que o princípio de todas as coisas
se encontrava na substância imaterial e desprezavam a natureza material – o enfoque na
cosmologia.
10. A Grécia é considerada o berço da Filosofia. O pensamento grego tem a singularidade do
intelecto, privilegiando, acima de tudo, a dimensão conceitual e discursiva. De acordo com a
tradição histórica, a fase inaugural do pensar filosófico grego é conhecida como período pré-
socrático. Sendo assim, é CORRETO afirmar que
a) a filosofia pré-socrática enfatiza, principalmente, a explicação da liberdade.
b) b) no período pré-socrático da filosofia, o pensar crítico retrata o valor da história dos
deuses.
c) c) o período pré-socrático da filosofia é denominado essencialmente de período
naturalista.
d) d) no período pré-socrático, o enfoque da Filosofia é denominado de período ético.
e) e) o período pré-socrático da filosofia enaltece a confiança na religiosidade das ideias e no
problema da vida.
SOCIOLOGIA SSA1
ARRASANDO NA PROV A!
01 . Leia o texto a seguir: A Sociologia surgiu como decorrência de um processo histórico, que culminou com a
Revolução Industrial, iniciada na Inglaterra, e a Revolução Francesa de 1789. Esses dois acontecimentos geraram
problemas sociais que os pensadores da época não conseguiram explicar (...). Assim, com o social tornando-se
um problema de dimensões nunca vistas, estavam dadas as condições que geraram a necessidade de criar uma
nova disciplina científica. DIAS, Reinaldo. Introdução à Sociologia. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010,
p. 19. (Adaptado) Sobre o assunto tratado no texto, é INCORRETO afirmar que
a) a Sociologia buscou explicar os problemas sociais decorrentes da rápida urbanização, provocada pelas novas tecnologias
de produção em massa.
b) a divisão do trabalho industrial se tornou um importante tema de estudo da Sociologia, pois as tarefas repetitivas e
altamente especializadas tiveram como consequência o aumento da desigualdade social.
c) os primeiros pensadores da ciência sociológica tinham a tarefa de racionalizar a nova ordem social, encontrando soluções
para a “desorganização” por meio do conhecimento das leis que regem as relações entre os indivíduos.
d) os novos papéis sociais, que surgem nesse período, marcam a interdependência entre operários e empresário. Isso será
um fator fundamental para se compreenderem as desigualdades produzidas pela relação entre instrumentos de produção
(do empresário) e a força de trabalho (do operário), a qual fundamentou a organização social da época.
e) as novas formas de pensar a sociedade sofreram influência das ciências biológicas. Estas explicavam a sociedade como um
conjunto de ações individuais independentes, sendo esses estudos considerados uma referência teórica importante para a
Sociologia.
02. Observe a imagem a seguir:
Sobre as características do objeto de estudo apresentado, é CORRETO afirmar que:
a) Karl Marx elaborou o que considerava a relação indivíduo-sociedade como um conjunto de
condições materiais manipuladas pelos indivíduos, objetivando organizar e manter as relações
sociais de produção.
b) a ação individual é o principal conceito desse objeto e só faz sentido na consciência de
classe, possibilitando aos grupos mais ricos atuarem sobre os grupos mais pobres,
aumentando a desigualdade social.
c) as normas, os comportamentos e as regras são os aspectos fundantes do objeto em
destaque. Seguidos pelos indivíduos, esses aspectos da vida social são construídos fora das
consciências individuais para manter a sociedade coesa.
d) a conduta dos indivíduos é valorizada, pois a ação individual tem mais importância que a
imposição coercitiva das normas sociais.
e) Max Weber criou o que denominou à “ação do indivíduo”, orientada pela ação de outros e
estabelecida por uma relação significativa.
03. O objeto de estudo da Sociologia é caracterizado como a compreensão do ser humano nas suas
relações sociais. No entanto, na história da sociologia, cada pensador elaborou uma maneira particular
de investigar os fenômenos sociais. A seguir, encontram-se imagens dos principais teóricos da
Sociologia. 1. Marx 2. Durkheim 3. Weber
Sobre o objeto de estudo elaborado por esses teóricos, é CORRETO afirmar que
a) o primeiro teórico entende a sociedade como um conjunto de relações de poder, controladas por
luta entre classes sociais diferentes, caracterizando o objeto de estudo da Sociologia como fatos sociais.
b) o sociólogo da imagem 2 entende a Sociologia como uma ciência preocupada em entender as
relações humanas significativas, ou seja, algum tipo de sentido entre as várias ações sociais.
c) as classes sociais são o objeto de estudo do sociólogo apresentado na imagem 2 que entende a
sociedade como um grupo de indivíduos, ocupando uma mesma posição nas relações de produção. d) o
terceiro teórico elaborou o objeto de estudo da Sociologia, visando compreender as relações sociais
com base no modo de agir, pensar e sentir, exterior ao indivíduo e dotado de um poder coercitivo.
e) a ação social é um conceito-chave utilizado pelo teórico apresentado na imagem 3. Esse conceito se
refere à ação que, quanto ao sentido visado pelo indivíduo, tem como referência o comportamento de
outros, orientando-se por estes em seu curso.
04. TEXTO 1 Processo é o nome, que se dá à contínua mudança de alguma coisa numa
direção definida. Processo social indica interação social, movimento, mudança. Os processos
sociais são as diversas maneiras pelas quais os indivíduos e os grupos atuam uns com os
outros, a forma como os indivíduos se relacionam e estabelecem relações sociais. OLIVEIRA,
Pérsio Santos de. Introdução à Sociologia. São Paulo: Ática, 2003, p. 32.
De acordo com o texto 1, ao processo social, apresentado nos textos 2 e 3, dá-se o nome
de a) conflito. b) isolamento. c) competição. d) cooperação direta. e) cooperação indireta.
05. A Sociologia categoriza as relações entre os indivíduos, objetivando
compreender as diferentes formas de organização da estrutura social. Sobre
isso, o tipo de sociedade representada na imagem tem como principal
característica:
a) a divergência de crenças, costumes e valores.
b) o comportamento regulado pelos costumes locais.
c) as regras de convivência estabelecida pela tradição com pouca lei formal.
d) os contatos primários como principal elemento de interação e convivência
social.
e) a autossuficiência nas atividades por meio do atendimento às
necessidades de seus membros.
6. Observe a imagem a seguir:
A relação social estabelecida ocorre entre dois agentes sociais. Aparentemente um dos lados exerce
influência significativa sobre o outro. A Sociologia classifica essa ação como
a) Interação social não recíproca.
b) b) Interação social bilateral.
c) c) Retardamento cultural.
d) d) Assimilação direta.
e) e) Aculturação.
07. Leia o texto a seguir: As danças africanas desenvolvidas no Brasil têm também suas
matrizes no binômio África Ocidental e África Banta (centro-oeste africano). Dos africanos
ocidentais, principalmente dos iorubas, a cultura brasileira herdou as danças dos orixás, ricas
em mímica e teatralidade. E dos bantos, chegaram-nos, principalmente, as danças em círculo e
em cortejo, que geralmente expressam um enredo, um drama, sendo, por isso, denominadas
“danças dramáticas”. LOPES, Nei. Heranças Culturais. In: ______. História e Cultura africanas e afro-brasileira. São Paulo: Barsa
Planeta, 2011, p. 86
As danças africanas contribuíram significativamente para as manifestações culturais de
Pernambuco, que estão quase sempre associadas aos principais ciclos festivos. Sobre esse
assunto e de acordo com o texto, assinale a alternativa que indica uma dança pernambucana
de herança banta.
a) Coco de roda b) Baião c) Quadrilha d) Frevo e) Caboclinho
08. A diversidade religiosa trazida da África para o Brasil pode ser explicada
pelo processo escravocrata empreendido pelos europeus a partir do século XVI.
A presença marcante dos diferentes grupos iorubás e jejês, vindos do oeste
africano, permitiu que os rituais religiosos dos povos africanos recebessem
influência de outros rituais e religiões. Em Pernambuco, as matrizes religiosas
africanas receberam várias denominações.
Sobre isso, assinale a alternativa que indica um ritual de matriz africana
frequente na Região Metropolitana do Recife.
a) Xangôs b) Catimbó c) Pajelança d) Protestantismo e) Tambor de Crioula

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx

Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia  Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia
faculdade11
 
Texto para filosofia, trabalho da bruna
Texto para filosofia, trabalho da brunaTexto para filosofia, trabalho da bruna
Texto para filosofia, trabalho da bruna
frederico194320
 
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humanaEvolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
19121992
 
O conhecimento mítico
O conhecimento míticoO conhecimento mítico
O conhecimento mítico
Italo Colares
 

Semelhante a SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx (20)

FILOSOFIA_3EM_AGO_CLENILSON.docx
FILOSOFIA_3EM_AGO_CLENILSON.docxFILOSOFIA_3EM_AGO_CLENILSON.docx
FILOSOFIA_3EM_AGO_CLENILSON.docx
 
Aula 3 Filosofia grega e o mundo ocidental - 1º Filosofia - Prof. Noe Assunção
Aula 3  Filosofia grega e o mundo ocidental - 1º Filosofia - Prof. Noe AssunçãoAula 3  Filosofia grega e o mundo ocidental - 1º Filosofia - Prof. Noe Assunção
Aula 3 Filosofia grega e o mundo ocidental - 1º Filosofia - Prof. Noe Assunção
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
Prova de filosofia 1 ano e. i.
Prova de filosofia 1 ano e. i.Prova de filosofia 1 ano e. i.
Prova de filosofia 1 ano e. i.
 
Aula 1 iniciação a antropologia filosofica - o que é o ser humano - Prof. N...
Aula 1   iniciação a antropologia filosofica - o que é o ser humano - Prof. N...Aula 1   iniciação a antropologia filosofica - o que é o ser humano - Prof. N...
Aula 1 iniciação a antropologia filosofica - o que é o ser humano - Prof. N...
 
Fichamento do livro_convite_a_filosofia
Fichamento do livro_convite_a_filosofiaFichamento do livro_convite_a_filosofia
Fichamento do livro_convite_a_filosofia
 
Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia  Apresentacao de antropologia psicologia
Apresentacao de antropologia psicologia
 
1 serie filosofia
1 serie filosofia1 serie filosofia
1 serie filosofia
 
1 apostila-filosofia go ok
1 apostila-filosofia go ok1 apostila-filosofia go ok
1 apostila-filosofia go ok
 
Antorpologia filosofica
Antorpologia filosoficaAntorpologia filosofica
Antorpologia filosofica
 
Mitologia - Mito em Busca de Resposta
Mitologia - Mito em Busca de RespostaMitologia - Mito em Busca de Resposta
Mitologia - Mito em Busca de Resposta
 
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
Prova filosofia 1º ano /  I bimestreProva filosofia 1º ano /  I bimestre
Prova filosofia 1º ano / I bimestre
 
AULA-MITO.ppt
AULA-MITO.pptAULA-MITO.ppt
AULA-MITO.ppt
 
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIOTrabalho Conclusão Didática - UNIRIO
Trabalho Conclusão Didática - UNIRIO
 
Texto para filosofia, trabalho da bruna
Texto para filosofia, trabalho da brunaTexto para filosofia, trabalho da bruna
Texto para filosofia, trabalho da bruna
 
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humanaEvolução histórica da reflexão sobre a condição humana
Evolução histórica da reflexão sobre a condição humana
 
Filosofia II bimestre -1º ano
Filosofia II  bimestre -1º anoFilosofia II  bimestre -1º ano
Filosofia II bimestre -1º ano
 
Mito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptxMito a Filosofia.pptx
Mito a Filosofia.pptx
 
Atividade 2s-3 p-iluminismo-alunos
Atividade 2s-3 p-iluminismo-alunosAtividade 2s-3 p-iluminismo-alunos
Atividade 2s-3 p-iluminismo-alunos
 
O conhecimento mítico
O conhecimento míticoO conhecimento mítico
O conhecimento mítico
 

Mais de Cristiane Pantoja

Mais de Cristiane Pantoja (13)

SIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docx
SIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docxSIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docx
SIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docx
 
Tema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docx
Tema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docxTema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docx
Tema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docx
 
QUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docx
QUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docxQUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docx
QUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docx
 
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdfslide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf
 
40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
 
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptxSLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
 
40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
 
slide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptx
slide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptxslide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptx
slide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptx
 
2. Pré-colonial.pptx
2. Pré-colonial.pptx2. Pré-colonial.pptx
2. Pré-colonial.pptx
 
40. aula 1 e 2 sociologia
40. aula 1 e 2  sociologia 40. aula 1 e 2  sociologia
40. aula 1 e 2 sociologia
 
1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega
 
China e india exercicio comentado2142012164518 (1)
China e india exercicio comentado2142012164518 (1)China e india exercicio comentado2142012164518 (1)
China e india exercicio comentado2142012164518 (1)
 
Modernidade liquida
Modernidade liquidaModernidade liquida
Modernidade liquida
 

Último

4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 

SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx

  • 2. 01. Atente ao texto a seguir: Sobre o Pensamento Mítico Para nós, os mitos primitivos não passam de histórias fantasiosas que são contadas ao lado das histórias da Branca de Neve ou da Bela Adormecida. O mito, porém, não é isso. Quando vira uma história, uma lenda, ele perde a sua força de mito. ARANHA, Maria Lúcia; MARTINS, Maria Helena. Temas de Filosofia, 1992, p. 62. Adaptado. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que a) o mito nasce da razão, com a força de dominar o mundo para a garantia da segurança do humano. b) o mito está desligado do desejo, ausentes do querer que as coisas ocorram de uma determinada forma. c) o mito tem como característica singular o crivo da racionalidade, ou seja, a sua aceitação tem de atender o questionamento e a certeza. d) a força do mito está atrelada às histórias fantasiosas cuja função principal é explicar a realidade nas suas narrativas. e) o pensamento mítico encontrou, na cultura grega, a forma privilegiada de se organizar e de se estruturar.
  • 3. 02. Considere o texto a seguir: Por intermédio do trabalho, o homem acrescenta um “mundo novo” (a cultura) ao mundo natural existente. O Trabalho é, portanto, elemento essencial da relação dialética entre o homem e a natureza, entre o saber e o fazer, entre a teoria e a prática. COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia, 2002, p. 23. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que a) o homem, com a atribuição unicamente do fazer teórico, acrescenta, no mundo atual, o mundo cultural. b) o homem é um ser atuante no mundo natural. Na sua relação dialética com a natureza, o trabalho é secundário. c) a singularidade da cultura está em ser absoluta, ou seja, a cultura é única para todas as sociedades. d) o ser humano não intervém no transcurso da história. O homem é um ser imutável no mundo natural existente. e) o homem, agindo sobre a realidade do mundo natural, adapta o seu meio ambiente às suas necessidades.
  • 4. 03. Considere o texto a seguir: O mito no Mundo Atual O mito hoje, se ainda tem força para inflamar paixões, como no caso dos astros, dos políticos ou mesmo de causas políticas ou religiosas, não se apresenta mais com o caráter existencial que tinha o mito primitivo. Ou seja, os mitos modernos não abrangem mais a totalidade do real. ARANHA, Maria Lúcia; MARTINS, Maria Helena. Temas de Filosofia, 1992, p. 65. Adaptado. No tocante a esse assunto, é CORRETO afirmar que a) o mito no mundo atual está diretamente relacionado a diversos fatores da globalização, e sua abrangência explica as mais diversificadas formas de inflamar as paixões. b) o pensamento mítico no mundo atual responde às questões diretamente voltadas à condição humana, à origem do universo, fazendo uso do rigor metodológico. c) os mitos modernos não têm a força para inflamar paixões; são de natureza sobrenatural. d) as narrativas míticas no mundo atual explicam a realidade no seu todo. Essas narrativas têm o poder do domínio absoluto da exigência do sentido. e) o mito hoje tem profunda relação com a natureza. Ou seja, tenta explicar o mundo e encontrar o seu lugar entre os demais seres da natureza.
  • 5. 04. Ao contrário dos outros animais, os homens não são apenas seres biológicos produzidos pela natureza. Os homens são seres culturais, que modificam o estado da natureza. (COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia, 2002, p. 12.) Com base no texto de Cotrim, analise os itens a seguir: I. A dimensão cultural do homem é o resultado do processo pelo qual a existência adquire concretude. II. Os animais, na sua natureza irracional, somente conhecem os problemas teóricos e ignoram os obstáculos práticos. III. O trabalho é a atividade animal por excelência pela qual ele transforma o estado da natureza. IV. O homem é por natureza um ser cultural. Ou seja, é um ser que, na atividade do trabalho, modifica o mundo e a si mesmo. Estão CORRETOS apenas a) I, II e III. b) b) II, III e IV. c) c) I e IV. d) d) III e IV. e) e) I e II.
  • 6. 05. Atente ao texto a seguir sobre a ‘Condição Humana’: A capacidade inventiva do homem tende a desalojá-lo do ‘já feito’ em busca daquilo que ‘ainda não é’. Portanto, o homem é um ser da ambiguidade em constante busca de si mesmo. E é por isso que o homem é também um ser histórico, capaz de compreender o passado e projetar o futuro. Saber aliar tradição e mudança, continuidade e ruptura, interdição e transgressão é um desafio constante na construção de uma sociedade sadia. ARANHA, Maria Lúcia; MARTINS, Maria Helena. Temas de Filosofia, 1992, p. 30-31. : I. A condição humana é um projeto em permanente construção, que, na dinâmica do tempo, aprimora sua forma de Ser. O homem é também aquilo que ele se faz no processo histórico do existir. II. Na continuidade do seu existir, a condição humana vai além das necessidades primárias; possui outras necessidades, que atingem a profundidade de sua existência. III. A condição humana não é um produto da natureza e da cultura. O ser humano está alheio às mudanças; é um ser indiferente ao passado e futuro. IV. A condição humana é essencialmente social, e a dimensão ética no seu agir é preponderante para a construção de uma sociedade sadia. Estão CORRETOS apenas a) II, III e IV. b) III e IV. c) II e III. d) I, II e IV. e) II e IV.
  • 7. 06. Moramos na tenda da linguagem. Nós e todas as coisas! Na tenda da linguagem, não nos fechamos, não nos enclausuramos; abrimo-nos à percepção da realidade, entregamo-nos a muitas experiências; devotamo-nos a múltiplas aprendizagens. (BUZZI. Arcângelo R. Introdução ao pensar, 1991, p. 233.) Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que a) o homem é o único animal capaz de criar símbolos para poucas experiências no seu processo de aprendizagem. b) b) a linguagem como atividade humana por excelência permite a comunicação entre os seus integrantes. A linguagem está fechada para as múltiplas aprendizagens e aberta para as muitas experiências. c) c) a linguagem nos fecha à realidade e nos abre à percepção da experiência. d) d) dentre as muitas experiências, é na aprendizagem da ciência e da técnica que a linguagem aparentemente mostra mais sua função de organização da realidade. e) e) na tenda da linguagem, a comunicação humana não consegue transpor os limites da simples transmissão e recepção para as múltiplas aprendizagens.
  • 8. 07. A mente humana é naturalmente inquiridora: quer conhecer as razões das coisas; basta ver uma criança fazendo perguntas aos pais. Mas às mesmas perguntas podem ser dadas diversas respostas: míticas, científicas, filosóficas. MONDIN, Batista. Curso de filosofia. São Paulo: Paulus, 1981. (Adaptado) O pensamento mítico na atualidade reflete-se naquelas respostas que estão repletas de explicações valorativas sobre a personalidade do super-herói, a exaltação do cientificismo, valorando o ‘desejo desenfreado’ e dando primazia ao poder midiático. Sendo assim, assinale a alternativa CORRETA. a) A verdadeira função do mito, na atualidade, é orientar a ação humana. b) O papel atual do mito é dar sentido ao mundo humano. c) O pensamento mítico, no mundo atual, identifica-se como uma resistência às invenções científicas e tecnológicas. d) Nos dias atuais, a função fabuladora presente nos contos e nas estórias populares remetem aos valores arquetípicos. e) O mito, na atualidade, promove o desenvolvimento do homem no seu cotidiano, pela eficácia na linguagem das formas ideológicas.
  • 9. 08 Sobre a gênese do pensamento filosófico entre os gregos, é CORRETO afirmar que a) a experiência concreta da racionalidade estava isenta da vida política na Pólis Grega. b) a prática político-democrática, atrelada ao enfoque irracional da vida em sociedade, foi o terreno fértil para a gênese do pensamento filosófico. c) sob o impulso dos gregos, a dimensão racional se impõe como critério de verdade. A filosofia é fruto desse projeto da razão. d) a filosofia é fruto do momento cultural em que a sensibilidade e a fantasia impõem-se sobre a razão. e) na gênese do pensamento filosófico grego, na civilização ocidental, a forma de sabedoria que se sobrepunha à ciência filosófica, eram as convicções religiosas fundamentadas na razão pura.
  • 10. 09. No tocante ao pensamento grego, assinale a alternativa CORRETA. a) O pensamento grego, no enfoque da filosofia, é a expressão máxima da racionalidade no trato com o conhecimento. b) No pensamento grego, a singularidade da filosofia está imbuída na tarefa de uma explicação sensível sobre a origem e a ordem do mundo. c) Os primeiros filósofos gregos pretenderam explicar, apenas, a origem das coisas e da ordem do mundo sem atentar para o fluxo das mudanças e repetições. Eles buscavam, pelo simples discurso, o estudo do cosmos. d) Desde o seu início, o problema cosmológico é o último a destacar-se claramente como objeto de pesquisa e sistematização. Ou seja, a cosmologia estava em segundo plano. e) No pensamento grego, os primeiros filósofos acreditavam que o princípio de todas as coisas se encontrava na substância imaterial e desprezavam a natureza material – o enfoque na cosmologia.
  • 11. 10. A Grécia é considerada o berço da Filosofia. O pensamento grego tem a singularidade do intelecto, privilegiando, acima de tudo, a dimensão conceitual e discursiva. De acordo com a tradição histórica, a fase inaugural do pensar filosófico grego é conhecida como período pré- socrático. Sendo assim, é CORRETO afirmar que a) a filosofia pré-socrática enfatiza, principalmente, a explicação da liberdade. b) b) no período pré-socrático da filosofia, o pensar crítico retrata o valor da história dos deuses. c) c) o período pré-socrático da filosofia é denominado essencialmente de período naturalista. d) d) no período pré-socrático, o enfoque da Filosofia é denominado de período ético. e) e) o período pré-socrático da filosofia enaltece a confiança na religiosidade das ideias e no problema da vida.
  • 13. 01 . Leia o texto a seguir: A Sociologia surgiu como decorrência de um processo histórico, que culminou com a Revolução Industrial, iniciada na Inglaterra, e a Revolução Francesa de 1789. Esses dois acontecimentos geraram problemas sociais que os pensadores da época não conseguiram explicar (...). Assim, com o social tornando-se um problema de dimensões nunca vistas, estavam dadas as condições que geraram a necessidade de criar uma nova disciplina científica. DIAS, Reinaldo. Introdução à Sociologia. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010, p. 19. (Adaptado) Sobre o assunto tratado no texto, é INCORRETO afirmar que a) a Sociologia buscou explicar os problemas sociais decorrentes da rápida urbanização, provocada pelas novas tecnologias de produção em massa. b) a divisão do trabalho industrial se tornou um importante tema de estudo da Sociologia, pois as tarefas repetitivas e altamente especializadas tiveram como consequência o aumento da desigualdade social. c) os primeiros pensadores da ciência sociológica tinham a tarefa de racionalizar a nova ordem social, encontrando soluções para a “desorganização” por meio do conhecimento das leis que regem as relações entre os indivíduos. d) os novos papéis sociais, que surgem nesse período, marcam a interdependência entre operários e empresário. Isso será um fator fundamental para se compreenderem as desigualdades produzidas pela relação entre instrumentos de produção (do empresário) e a força de trabalho (do operário), a qual fundamentou a organização social da época. e) as novas formas de pensar a sociedade sofreram influência das ciências biológicas. Estas explicavam a sociedade como um conjunto de ações individuais independentes, sendo esses estudos considerados uma referência teórica importante para a Sociologia.
  • 14. 02. Observe a imagem a seguir: Sobre as características do objeto de estudo apresentado, é CORRETO afirmar que: a) Karl Marx elaborou o que considerava a relação indivíduo-sociedade como um conjunto de condições materiais manipuladas pelos indivíduos, objetivando organizar e manter as relações sociais de produção. b) a ação individual é o principal conceito desse objeto e só faz sentido na consciência de classe, possibilitando aos grupos mais ricos atuarem sobre os grupos mais pobres, aumentando a desigualdade social. c) as normas, os comportamentos e as regras são os aspectos fundantes do objeto em destaque. Seguidos pelos indivíduos, esses aspectos da vida social são construídos fora das consciências individuais para manter a sociedade coesa. d) a conduta dos indivíduos é valorizada, pois a ação individual tem mais importância que a imposição coercitiva das normas sociais. e) Max Weber criou o que denominou à “ação do indivíduo”, orientada pela ação de outros e estabelecida por uma relação significativa.
  • 15. 03. O objeto de estudo da Sociologia é caracterizado como a compreensão do ser humano nas suas relações sociais. No entanto, na história da sociologia, cada pensador elaborou uma maneira particular de investigar os fenômenos sociais. A seguir, encontram-se imagens dos principais teóricos da Sociologia. 1. Marx 2. Durkheim 3. Weber Sobre o objeto de estudo elaborado por esses teóricos, é CORRETO afirmar que a) o primeiro teórico entende a sociedade como um conjunto de relações de poder, controladas por luta entre classes sociais diferentes, caracterizando o objeto de estudo da Sociologia como fatos sociais. b) o sociólogo da imagem 2 entende a Sociologia como uma ciência preocupada em entender as relações humanas significativas, ou seja, algum tipo de sentido entre as várias ações sociais. c) as classes sociais são o objeto de estudo do sociólogo apresentado na imagem 2 que entende a sociedade como um grupo de indivíduos, ocupando uma mesma posição nas relações de produção. d) o terceiro teórico elaborou o objeto de estudo da Sociologia, visando compreender as relações sociais com base no modo de agir, pensar e sentir, exterior ao indivíduo e dotado de um poder coercitivo. e) a ação social é um conceito-chave utilizado pelo teórico apresentado na imagem 3. Esse conceito se refere à ação que, quanto ao sentido visado pelo indivíduo, tem como referência o comportamento de outros, orientando-se por estes em seu curso.
  • 16. 04. TEXTO 1 Processo é o nome, que se dá à contínua mudança de alguma coisa numa direção definida. Processo social indica interação social, movimento, mudança. Os processos sociais são as diversas maneiras pelas quais os indivíduos e os grupos atuam uns com os outros, a forma como os indivíduos se relacionam e estabelecem relações sociais. OLIVEIRA, Pérsio Santos de. Introdução à Sociologia. São Paulo: Ática, 2003, p. 32. De acordo com o texto 1, ao processo social, apresentado nos textos 2 e 3, dá-se o nome de a) conflito. b) isolamento. c) competição. d) cooperação direta. e) cooperação indireta.
  • 17. 05. A Sociologia categoriza as relações entre os indivíduos, objetivando compreender as diferentes formas de organização da estrutura social. Sobre isso, o tipo de sociedade representada na imagem tem como principal característica: a) a divergência de crenças, costumes e valores. b) o comportamento regulado pelos costumes locais. c) as regras de convivência estabelecida pela tradição com pouca lei formal. d) os contatos primários como principal elemento de interação e convivência social. e) a autossuficiência nas atividades por meio do atendimento às necessidades de seus membros.
  • 18. 6. Observe a imagem a seguir: A relação social estabelecida ocorre entre dois agentes sociais. Aparentemente um dos lados exerce influência significativa sobre o outro. A Sociologia classifica essa ação como a) Interação social não recíproca. b) b) Interação social bilateral. c) c) Retardamento cultural. d) d) Assimilação direta. e) e) Aculturação.
  • 19. 07. Leia o texto a seguir: As danças africanas desenvolvidas no Brasil têm também suas matrizes no binômio África Ocidental e África Banta (centro-oeste africano). Dos africanos ocidentais, principalmente dos iorubas, a cultura brasileira herdou as danças dos orixás, ricas em mímica e teatralidade. E dos bantos, chegaram-nos, principalmente, as danças em círculo e em cortejo, que geralmente expressam um enredo, um drama, sendo, por isso, denominadas “danças dramáticas”. LOPES, Nei. Heranças Culturais. In: ______. História e Cultura africanas e afro-brasileira. São Paulo: Barsa Planeta, 2011, p. 86 As danças africanas contribuíram significativamente para as manifestações culturais de Pernambuco, que estão quase sempre associadas aos principais ciclos festivos. Sobre esse assunto e de acordo com o texto, assinale a alternativa que indica uma dança pernambucana de herança banta. a) Coco de roda b) Baião c) Quadrilha d) Frevo e) Caboclinho
  • 20. 08. A diversidade religiosa trazida da África para o Brasil pode ser explicada pelo processo escravocrata empreendido pelos europeus a partir do século XVI. A presença marcante dos diferentes grupos iorubás e jejês, vindos do oeste africano, permitiu que os rituais religiosos dos povos africanos recebessem influência de outros rituais e religiões. Em Pernambuco, as matrizes religiosas africanas receberam várias denominações. Sobre isso, assinale a alternativa que indica um ritual de matriz africana frequente na Região Metropolitana do Recife. a) Xangôs b) Catimbó c) Pajelança d) Protestantismo e) Tambor de Crioula