SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Governança em T.I. 
Metodologia para 
Gestão de Projetos 
de TI
Governança em T.I. 
Objetivo: 
Apresentação da Metodologia para Gestão de Projetos (MGP), desenvolvida e adaptada 
para a melhor gestão de desenvolvimento e projetos em TI. 
Roteiro: 
 Conceitos 
 Metodologia para Projetos de TI 
 Métricas e Indicadores 
 Benefícios
Governança em T.I. 
Conceitos: 
Metodologia: 
É o conjunto de processos, documentos e regras para o desenvolvimento do trabalho. A 
empresa pode já dispor de um conjunto de regras operacionais que o projeto pode usar 
para criar a sua própria metodologia. O importante é que haja um conjunto formalizado 
de regras de trabalho. 
Projeto: 
É um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado 
exclusivo. Um projeto não se confunde com tarefas rotineiras de operação normal da 
empresa, diferem principalmente no fato de que as operações são contínuas e 
repetitivas, enquanto os projetos são temporários e exclusivos.
Governança em T.I. 
Conceitos: 
Visão Estratégica: 
Os projetos são normalmente autorizados como resultado de uma ou mais das seguintes 
considerações estratégicas: 
 Requisito Legal (Fiscal ou jurídico) 
 Demanda de Mercado 
 Necessidade Organizacional 
 Demanda de Clientes 
 Avanço Tecnológico
Governança em T.I. 
Conceitos: 
Gerenciamento de Projetos: 
É a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do 
projeto a fim de atender aos seus requisitos. É realizado através da aplicação e da 
integração dos seguintes processos de gerenciamento de projetos: 
 Inicialização 
 Planejamento 
 Execução 
 Monitoramento e Controle 
 Encerramento
Governança em T.I. 
Conceitos: 
Líder de Projetos: 
É a pessoa responsável pela realização dos objetivos do projeto, gerenciar um projeto 
inclui: 
 Identificar as Necessidades 
 Estabelecer Objetivos Claros e Alcançáveis 
 Balancear Demandas Conflitantes de Qualidade, Escopo, Tempo e Custo 
 Adaptar as Especificações, Planos e Abordagem às Preocupações e 
Expectativas das Partes Interessadas
Governança em T.I. 
Conceitos: 
Sponsor: 
Também chamado de Patrocinador, é quem apóia o projeto dentro da organização. Pode 
ser um diretor que também autoriza os pagamentos, ou um gerente que se reporta à 
diretoria. É quem suporta o projeto tanto em termos financeiros quanto no respaldo 
político, garantindo os recursos quando necessário. 
Stakeholders: 
Conjunto dos interessados de um projeto, engloba todas as pessoas que de alguma forma 
podem influir no sucesso do projeto. Considera-se interessado desde o Patrocinador, 
Fornecedores, Clientes, Equipe de Projeto, Diretoria e Usuários que sejam afetados pelo 
projeto. 
Cada projeto tem seu grupo de Stakeholders próprio, a questão crítica é identificar todos 
os interessados.
Governança em T.I. 
Metodologia para Projetos de TI: 
Definição: 
É o conjunto de processos, documentos e regras para o desenvolvimento de projetos no 
ambiente de TI, baseados nas melhores práticas de mercado, adaptados à realidade dos 
processos operacionais de uma empresa. 
Esta metodologia tem por objetivo, documentar todas as etapas do ciclo de vida dos 
projetos de Ti e sua continuidade de modo a garantir: 
 Aderência das demandas de negócio às atividades desenvolvidas; 
 Garantia da qualidade dos entregáveis do projeto; 
 Comunicação eficiente da equipe de projetos com a área de negócios; 
 Definição clara das responsabilidades e tarefas que envolvam o projeto; 
 Aderência às exigências de auditoria e continuidade de negócios.
Governança em T.I. 
Métricas e Indicadores: 
Métricas para Projetos: 
Esta Metodologia para Gestão de Projetos, contempla a categorização dos projetos, 
utilizando para isto métricas de mercado, estabelecidas para um melhor controle do 
orçamento e execução dos projetos. 
Fases do Projeto x Tempo Estimado em Documentação (Gartner): 
Fase do Projeto Tempo Estimado 
CONCEPÇÃO Até 10% do Projeto 
PLANEJAMENTO De 10% a 15% do Projeto 
DESENVOLVIMENTO De 20% a 45% do Projeto 
HOMOLOGAÇÃO De 10% a 15% do Projeto 
ENCERRAMENTO De 10% a 15% do Projeto
Governança em T.I. 
Métricas e Indicadores: 
Indicadores para Projetos: 
Esta Metodologia para Gestão de Projetos estabelece alguns indicadores de performance 
para medir a qualidade dos projetos entregues pelas equipes de consultoria e 
desenvolvimento. A seguir apresentamos os indicadores de performance definidos: 
Indicador Medição Eficiência Objetivos 
Projetos entregues dentro 
dos prazos 
% - Atender aos padrões de qualidade e requisitos de 
governança; 
- Implementar transparência nos status de projetos; 
- Facilitar a tomada de decisões em tempo hábil. 
Projetos entregues dentro 
do orçamento 
% - Atender aos padrões de qualidade e orçamento; 
- Estabelecer mecanismos de controle de custos dos 
projetos. 
Desvio orçamentário em 
relação ao orçamento do 
projeto 
% - Otimizar custos e maximizar benefícios do projeto. 
Projetos que atendem a 
Metodologia 
% - Definir e implantar programas, estruturas e abordagens 
de projeto, direcionadas aos objetivos da GD Burti. 
Foco em Controle:
Governança em T.I. 
Métricas e Indicadores: 
Foco em Implementação: 
Indicador Medição Eficiência Objetivos 
Projetos com plano de 
testes documentados 
% - Estabelecer metodologia de teste que assegure a 
realização de testes suficientes antes da migração para 
produção; 
- Avaliação e aprovação dos resultados de testes por parte 
dos responsáveis pelo gerenciamento de negócio. 
Erros identificados no 
desenvolvimento e 
homologação 
UN - Estabelecer metodologia de teste que assegure a 
realização de testes suficientes antes da migração para 
produção; 
- Realizar planejamento para liberação em produção. 
Lições aprendidas nas 
revisões de Projetos 
UN - Garantir que novas aplicações de negócio e mudanças nas 
aplicações existentes estejam livres de erros. 
Indisponibilidade devido 
a testes inadequados. 
H -Liberar e distribuir adequadamente as aplicações e 
soluções tecnológicas aprovadas; 
- Realizar planejamento para liberação em produção. 
Chamados devido a 
erros de implantação ou 
treinamento 
UN -Liberar e distribuir adequadamente as aplicações e 
soluções tecnológicas aprovadas; 
- Capacitar usuários e equipes de operação para utilização 
das aplicações e soluções tecnológicas.
Governança em T.I. 
Métricas e Indicadores: 
Foco em Qualidade: 
Indicador Medição Eficiência Objetivos 
Projetos liberados 
pela qualidade 
% - Monitorar a eficácia dos projetos de TI 
Requisições de Mudança de 
Projetos 
UN - Monitorar a qualidade dos levantamentos e escopos de 
projetos 
Bugs descobertos antes de 
entrar em produção 
% - Estabelecer uma área de revisão de garantia da 
qualidade de TI eficaz e eficiente.
Governança em T.I. 
Métricas e Indicadores: 
Painel Executivo: Visão Geral 
STATUS REPORT DE PROJETOS – Período: dd/mm a dd/mm 
Resumo: Atenção: 
Informe resumido da evolução dos 
projetos, observações relevantes, re-planejamentos 
e decisões de impacto 
nos projetos. 
Informe resumido dos principais 
pontos de atenção dos projetos. 
Visão Geral por Projeto: 
Projeto: Status: 
Progresso: % Documentação: % 
Comentários: 
Ciclo de vida: C P D H E 
Projeto: Status: 
Progresso: % Documentação: % 
Comentários: 
Ciclo de vida: C P D H E 
Projeto: Status: 
Progresso: % Documentação: % 
Comentários: 
Ciclo de vida: C P D H E
Governança em T.I. 
Plano de Implantação: 
Cronograma Macro: 
Desenvolver Templates 
Preparar Ambientes 
Revisar Normas 
Capacitar Equipes
Governança em T.I. 
Benefícios: 
 Melhoria na qualidade de entrega, custos e prazos dos projetos; 
 Mitigar os riscos de projetos implementados em ambiente de produção; 
 Maior alinhamento junto à estratégia de negócios da empresa; 
 Melhor visibilidade do portfólio de projetos; 
 Aderência aos principais Frameworks de mercado (PMBOK, COBIT, CMMI Etc.); 
 Alinhamento junto aos padrões de Governança de TI. 
Governança de TI 
Gestão de Projetos 
Como Fazer ? O que Fazer ? 
Governança Corporativa Direcionadores 
Estratégicos 
Como Fazer ? 
Como Fazer ?
Governança em T.I. 
Obrigado. 
Willian Berriel

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento copia
+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento   copia+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento   copia
+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento copiarenatawr1
 
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP RecursoCap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP RecursoEloGroup
 
Gestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos EmpresariaisGestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos EmpresariaisKenneth Corrêa
 
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de ProcessosEloGroup
 
Indicadores - Intro - Apresentação
Indicadores - Intro - ApresentaçãoIndicadores - Intro - Apresentação
Indicadores - Intro - ApresentaçãoRafael Lisboa
 
Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015
Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015
Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015EloGroup
 
Gestão de mudança em âmbito de projecto
Gestão de mudança em âmbito de projectoGestão de mudança em âmbito de projecto
Gestão de mudança em âmbito de projectoAlcides Cabral PMP
 
Unp mba - pmo - indicadores
Unp   mba - pmo - indicadoresUnp   mba - pmo - indicadores
Unp mba - pmo - indicadoresUNP
 
Ciclo PDCA e as Mídias Sociais
Ciclo PDCA e as Mídias SociaisCiclo PDCA e as Mídias Sociais
Ciclo PDCA e as Mídias SociaisGlória Guimarães
 

Mais procurados (19)

Modulo2- Gestão de processos
Modulo2- Gestão de processosModulo2- Gestão de processos
Modulo2- Gestão de processos
 
Construindo e gerenciando indicadores (guia do STJ)
Construindo e gerenciando indicadores (guia do STJ)Construindo e gerenciando indicadores (guia do STJ)
Construindo e gerenciando indicadores (guia do STJ)
 
+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento copia
+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento   copia+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento   copia
+ 2.0 administração de projetos áreas de conhecimento copia
 
Workshop Bsc Tdabc
Workshop Bsc TdabcWorkshop Bsc Tdabc
Workshop Bsc Tdabc
 
Sistema de Indicadores.
Sistema de Indicadores.Sistema de Indicadores.
Sistema de Indicadores.
 
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP RecursoCap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
Cap 6 – Gerenciamento de desempenho – Nicir Chaves, CBPP Recurso
 
Agregando a Gestão de Processos ao PMO
Agregando a Gestão de Processos ao PMOAgregando a Gestão de Processos ao PMO
Agregando a Gestão de Processos ao PMO
 
Gestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos EmpresariaisGestao de Projetos Empresariais
Gestao de Projetos Empresariais
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 
PM Congress 2016 - Case de Maturidade
PM Congress 2016 - Case de MaturidadePM Congress 2016 - Case de Maturidade
PM Congress 2016 - Case de Maturidade
 
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
[BPM DAY RJ 2013] Oi - Escritório de Processos
 
Indicadores - Intro - Apresentação
Indicadores - Intro - ApresentaçãoIndicadores - Intro - Apresentação
Indicadores - Intro - Apresentação
 
Definição e tipos de pmo
Definição e tipos de pmoDefinição e tipos de pmo
Definição e tipos de pmo
 
Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015
Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015
Escritório de Processos - Anac BPM Day_2015
 
Gestão de mudança em âmbito de projecto
Gestão de mudança em âmbito de projectoGestão de mudança em âmbito de projecto
Gestão de mudança em âmbito de projecto
 
Unp mba - pmo - indicadores
Unp   mba - pmo - indicadoresUnp   mba - pmo - indicadores
Unp mba - pmo - indicadores
 
Ciclo PDCA e as Mídias Sociais
Ciclo PDCA e as Mídias SociaisCiclo PDCA e as Mídias Sociais
Ciclo PDCA e as Mídias Sociais
 
Seis sigma apres fap
Seis sigma apres fapSeis sigma apres fap
Seis sigma apres fap
 
PDCA
PDCAPDCA
PDCA
 

Semelhante a Metodologia para gestão de projetos

Gerencia de projetos
Gerencia de projetosGerencia de projetos
Gerencia de projetosEdisonCamilo2
 
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011Vitor Vargas
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficeAragon Vieira
 
Gestão do escopo e qualidade em Gestão de Projetos
Gestão do escopo e qualidade em Gestão de ProjetosGestão do escopo e qualidade em Gestão de Projetos
Gestão do escopo e qualidade em Gestão de ProjetosAntonio Marcos Montai Messias
 
pag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptx
pag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptxpag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptx
pag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptxPelotaMECXII
 
Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7Ueliton da Costa Leonidio
 
Gerenciamento de projetos
Gerenciamento de projetos Gerenciamento de projetos
Gerenciamento de projetos Benedito Leão
 
A RelevâNcia Da Gerencia De Projetos
A RelevâNcia Da Gerencia De ProjetosA RelevâNcia Da Gerencia De Projetos
A RelevâNcia Da Gerencia De Projetoskilma lima
 
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)maryvascon
 
Introduçãoao gestão de projetos
Introduçãoao gestão de projetosIntroduçãoao gestão de projetos
Introduçãoao gestão de projetosMarvinza
 
Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...
Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...
Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...Paulo Roberto Martins de Andrade
 
Taking - Revisão de Processos
Taking - Revisão de ProcessosTaking - Revisão de Processos
Taking - Revisão de ProcessosTaking
 
18 slides palestra idj gerenciamento de projetos 02 jun 2015
18 slides  palestra idj gerenciamento de projetos  02 jun 201518 slides  palestra idj gerenciamento de projetos  02 jun 2015
18 slides palestra idj gerenciamento de projetos 02 jun 2015delano chaves gurgel do amaral
 

Semelhante a Metodologia para gestão de projetos (20)

Gerencia de projetos
Gerencia de projetosGerencia de projetos
Gerencia de projetos
 
Pm bok x prince2
Pm bok x prince2Pm bok x prince2
Pm bok x prince2
 
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
 
Treinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetosTreinamento em gestão de projetos
Treinamento em gestão de projetos
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management Office
 
Fundamentos da Gestão de Projetos
Fundamentos da Gestão de ProjetosFundamentos da Gestão de Projetos
Fundamentos da Gestão de Projetos
 
Gestão do escopo e qualidade em Gestão de Projetos
Gestão do escopo e qualidade em Gestão de ProjetosGestão do escopo e qualidade em Gestão de Projetos
Gestão do escopo e qualidade em Gestão de Projetos
 
pag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptx
pag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptxpag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptx
pag 31 - Curso-Gerenciamento-.pptx
 
Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7Administração de projetos - Integração - Aula 7
Administração de projetos - Integração - Aula 7
 
Gerenciamento de projetos
Gerenciamento de projetos Gerenciamento de projetos
Gerenciamento de projetos
 
A RelevâNcia Da Gerencia De Projetos
A RelevâNcia Da Gerencia De ProjetosA RelevâNcia Da Gerencia De Projetos
A RelevâNcia Da Gerencia De Projetos
 
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
Gerencia deprojeos modulo_2_final_ (1)
 
Introdução a gerenciamento de projetos e PMBoK®
Introdução a gerenciamento de projetos e PMBoK®Introdução a gerenciamento de projetos e PMBoK®
Introdução a gerenciamento de projetos e PMBoK®
 
Material de Estudo - DPRJ
Material de Estudo - DPRJMaterial de Estudo - DPRJ
Material de Estudo - DPRJ
 
Introduçãoao gestão de projetos
Introduçãoao gestão de projetosIntroduçãoao gestão de projetos
Introduçãoao gestão de projetos
 
Gerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracaoGerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracao
 
Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...
Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...
Apresentação do artigo: PMO, características, planejamento e implantação no s...
 
Gestão de Projetos - Prof. João Frederico Gonzales
Gestão de Projetos - Prof. João Frederico GonzalesGestão de Projetos - Prof. João Frederico Gonzales
Gestão de Projetos - Prof. João Frederico Gonzales
 
Taking - Revisão de Processos
Taking - Revisão de ProcessosTaking - Revisão de Processos
Taking - Revisão de Processos
 
18 slides palestra idj gerenciamento de projetos 02 jun 2015
18 slides  palestra idj gerenciamento de projetos  02 jun 201518 slides  palestra idj gerenciamento de projetos  02 jun 2015
18 slides palestra idj gerenciamento de projetos 02 jun 2015
 

Último

EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)Alessandro Almeida
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfRodolpho Concurde
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Dirceu Resende
 
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulasO futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulasAurioOliveira6
 
Apostila e caderno de exercicios de WORD
Apostila e caderno de exercicios de  WORDApostila e caderno de exercicios de  WORD
Apostila e caderno de exercicios de WORDRONDINELLYRAMOS1
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 

Último (9)

EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
 
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulasO futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
 
Apostila e caderno de exercicios de WORD
Apostila e caderno de exercicios de  WORDApostila e caderno de exercicios de  WORD
Apostila e caderno de exercicios de WORD
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 

Metodologia para gestão de projetos

  • 1. Governança em T.I. Metodologia para Gestão de Projetos de TI
  • 2. Governança em T.I. Objetivo: Apresentação da Metodologia para Gestão de Projetos (MGP), desenvolvida e adaptada para a melhor gestão de desenvolvimento e projetos em TI. Roteiro:  Conceitos  Metodologia para Projetos de TI  Métricas e Indicadores  Benefícios
  • 3. Governança em T.I. Conceitos: Metodologia: É o conjunto de processos, documentos e regras para o desenvolvimento do trabalho. A empresa pode já dispor de um conjunto de regras operacionais que o projeto pode usar para criar a sua própria metodologia. O importante é que haja um conjunto formalizado de regras de trabalho. Projeto: É um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Um projeto não se confunde com tarefas rotineiras de operação normal da empresa, diferem principalmente no fato de que as operações são contínuas e repetitivas, enquanto os projetos são temporários e exclusivos.
  • 4. Governança em T.I. Conceitos: Visão Estratégica: Os projetos são normalmente autorizados como resultado de uma ou mais das seguintes considerações estratégicas:  Requisito Legal (Fiscal ou jurídico)  Demanda de Mercado  Necessidade Organizacional  Demanda de Clientes  Avanço Tecnológico
  • 5. Governança em T.I. Conceitos: Gerenciamento de Projetos: É a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de atender aos seus requisitos. É realizado através da aplicação e da integração dos seguintes processos de gerenciamento de projetos:  Inicialização  Planejamento  Execução  Monitoramento e Controle  Encerramento
  • 6. Governança em T.I. Conceitos: Líder de Projetos: É a pessoa responsável pela realização dos objetivos do projeto, gerenciar um projeto inclui:  Identificar as Necessidades  Estabelecer Objetivos Claros e Alcançáveis  Balancear Demandas Conflitantes de Qualidade, Escopo, Tempo e Custo  Adaptar as Especificações, Planos e Abordagem às Preocupações e Expectativas das Partes Interessadas
  • 7. Governança em T.I. Conceitos: Sponsor: Também chamado de Patrocinador, é quem apóia o projeto dentro da organização. Pode ser um diretor que também autoriza os pagamentos, ou um gerente que se reporta à diretoria. É quem suporta o projeto tanto em termos financeiros quanto no respaldo político, garantindo os recursos quando necessário. Stakeholders: Conjunto dos interessados de um projeto, engloba todas as pessoas que de alguma forma podem influir no sucesso do projeto. Considera-se interessado desde o Patrocinador, Fornecedores, Clientes, Equipe de Projeto, Diretoria e Usuários que sejam afetados pelo projeto. Cada projeto tem seu grupo de Stakeholders próprio, a questão crítica é identificar todos os interessados.
  • 8. Governança em T.I. Metodologia para Projetos de TI: Definição: É o conjunto de processos, documentos e regras para o desenvolvimento de projetos no ambiente de TI, baseados nas melhores práticas de mercado, adaptados à realidade dos processos operacionais de uma empresa. Esta metodologia tem por objetivo, documentar todas as etapas do ciclo de vida dos projetos de Ti e sua continuidade de modo a garantir:  Aderência das demandas de negócio às atividades desenvolvidas;  Garantia da qualidade dos entregáveis do projeto;  Comunicação eficiente da equipe de projetos com a área de negócios;  Definição clara das responsabilidades e tarefas que envolvam o projeto;  Aderência às exigências de auditoria e continuidade de negócios.
  • 9. Governança em T.I. Métricas e Indicadores: Métricas para Projetos: Esta Metodologia para Gestão de Projetos, contempla a categorização dos projetos, utilizando para isto métricas de mercado, estabelecidas para um melhor controle do orçamento e execução dos projetos. Fases do Projeto x Tempo Estimado em Documentação (Gartner): Fase do Projeto Tempo Estimado CONCEPÇÃO Até 10% do Projeto PLANEJAMENTO De 10% a 15% do Projeto DESENVOLVIMENTO De 20% a 45% do Projeto HOMOLOGAÇÃO De 10% a 15% do Projeto ENCERRAMENTO De 10% a 15% do Projeto
  • 10. Governança em T.I. Métricas e Indicadores: Indicadores para Projetos: Esta Metodologia para Gestão de Projetos estabelece alguns indicadores de performance para medir a qualidade dos projetos entregues pelas equipes de consultoria e desenvolvimento. A seguir apresentamos os indicadores de performance definidos: Indicador Medição Eficiência Objetivos Projetos entregues dentro dos prazos % - Atender aos padrões de qualidade e requisitos de governança; - Implementar transparência nos status de projetos; - Facilitar a tomada de decisões em tempo hábil. Projetos entregues dentro do orçamento % - Atender aos padrões de qualidade e orçamento; - Estabelecer mecanismos de controle de custos dos projetos. Desvio orçamentário em relação ao orçamento do projeto % - Otimizar custos e maximizar benefícios do projeto. Projetos que atendem a Metodologia % - Definir e implantar programas, estruturas e abordagens de projeto, direcionadas aos objetivos da GD Burti. Foco em Controle:
  • 11. Governança em T.I. Métricas e Indicadores: Foco em Implementação: Indicador Medição Eficiência Objetivos Projetos com plano de testes documentados % - Estabelecer metodologia de teste que assegure a realização de testes suficientes antes da migração para produção; - Avaliação e aprovação dos resultados de testes por parte dos responsáveis pelo gerenciamento de negócio. Erros identificados no desenvolvimento e homologação UN - Estabelecer metodologia de teste que assegure a realização de testes suficientes antes da migração para produção; - Realizar planejamento para liberação em produção. Lições aprendidas nas revisões de Projetos UN - Garantir que novas aplicações de negócio e mudanças nas aplicações existentes estejam livres de erros. Indisponibilidade devido a testes inadequados. H -Liberar e distribuir adequadamente as aplicações e soluções tecnológicas aprovadas; - Realizar planejamento para liberação em produção. Chamados devido a erros de implantação ou treinamento UN -Liberar e distribuir adequadamente as aplicações e soluções tecnológicas aprovadas; - Capacitar usuários e equipes de operação para utilização das aplicações e soluções tecnológicas.
  • 12. Governança em T.I. Métricas e Indicadores: Foco em Qualidade: Indicador Medição Eficiência Objetivos Projetos liberados pela qualidade % - Monitorar a eficácia dos projetos de TI Requisições de Mudança de Projetos UN - Monitorar a qualidade dos levantamentos e escopos de projetos Bugs descobertos antes de entrar em produção % - Estabelecer uma área de revisão de garantia da qualidade de TI eficaz e eficiente.
  • 13. Governança em T.I. Métricas e Indicadores: Painel Executivo: Visão Geral STATUS REPORT DE PROJETOS – Período: dd/mm a dd/mm Resumo: Atenção: Informe resumido da evolução dos projetos, observações relevantes, re-planejamentos e decisões de impacto nos projetos. Informe resumido dos principais pontos de atenção dos projetos. Visão Geral por Projeto: Projeto: Status: Progresso: % Documentação: % Comentários: Ciclo de vida: C P D H E Projeto: Status: Progresso: % Documentação: % Comentários: Ciclo de vida: C P D H E Projeto: Status: Progresso: % Documentação: % Comentários: Ciclo de vida: C P D H E
  • 14. Governança em T.I. Plano de Implantação: Cronograma Macro: Desenvolver Templates Preparar Ambientes Revisar Normas Capacitar Equipes
  • 15. Governança em T.I. Benefícios:  Melhoria na qualidade de entrega, custos e prazos dos projetos;  Mitigar os riscos de projetos implementados em ambiente de produção;  Maior alinhamento junto à estratégia de negócios da empresa;  Melhor visibilidade do portfólio de projetos;  Aderência aos principais Frameworks de mercado (PMBOK, COBIT, CMMI Etc.);  Alinhamento junto aos padrões de Governança de TI. Governança de TI Gestão de Projetos Como Fazer ? O que Fazer ? Governança Corporativa Direcionadores Estratégicos Como Fazer ? Como Fazer ?
  • 16. Governança em T.I. Obrigado. Willian Berriel