SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
Metodologia do Trabalho
Científico
Prof. Sinara Duarte
Universidade Estadual do Ceará
Universidade Aberta do Brasil
Curso de Pedagogia - 2023
Unidade 1 - Objetivos
● Iniciar uma discussão sobre o processo de produção do conhecimento, atentando
para as diversas formas e estratégias de desvelamento da realidade físico-social.
● Identificar e caracterizar os diferentes tipos de conhecimento, relacionando-os às
suas finalidades e especificidades.
https://www.solucaocasting.com.br/blog/treinamento-em-pilulas-de-conhecimento-o-que-e-e-como-funciona/
Conhecimento
Saber
O que é conhecimento?
De acordo com Japiassu & Marcondes (1996), a palavra conhecimento vem do
latim ‘cognoscere’ e significa buscar, procurar, saber, conhecer. Para os
autores, trata-se de uma capacidade ou ação do mundo psíquico que tem o
objetivo de fazer com que o objeto real ou abstrato seja apreendido por um sujeito.
Na visão de Cortela (1999), o conhecimento é a relação que se estabelece
entre o sujeito que conhece ou deseja conhecer e o objeto a ser conhecido
ou que se dá a conhecer. Para este autor, o conhecimento é a relação na qual
intervém o sujeito e o objeto, não estando a verdade nem no sujeito, nem no
objeto, mas precisamente na interação entre eles.
Dentro desta lógica, o
conhecimento conta com dois
elementos constituintes: o
sujeito que busca dominar o
objeto (cognoscente) e o
objeto que pode ser conhecido
por um sujeito (cognoscível),
sendo, portanto, compreendido
ora como pensamento, uma
forma de apropriação
intelectual ou uma relação que
se estabelece entre o sujeito
que conhece e o objeto a ser
conhecido.
Científico
Filosófico
Empírico
Teleológico
tipos de
Conhecimento
Tipos de Conhecimento
Fonte: Gil, 2008. Design by Sinara Duarte
Conhecimento empírico: é um tipo de conhecimento não planejado, obtido entre tentativas e
erros, por acaso. Parte da prática e da observação.
Teoria do Chicó: “não sei, só sei que é assim…”
Exemplos:
Se meu joelho doi é porque vai
esfriar hoje.
Ao ferver o leite aumenta de tamanho
e suja o fogão.
Se a porta emperrar é só empurrar
várias vezes até abrir.
Colocar bananas no plástico fazem
acelerar o amadurecimento.
Para plantar precisa arrar a terra.
filme: Auto da Compadecida. (2000)
Conhecimento científico: Caracteriza-se pelo pensamento racional, objetivo, exato,
confiável, porém não falível, portanto passível de verificação. Parte de pesquisa científicas
originadas de ciências factuais (Biologia, Física, Químíca, Saúde, etc.) e sociais (Psicologia,
Pedagogia, Ciências Sociais, Antropologia, etc.).
Exemplos:
Todo corpo em queda cai por conta da
gravidade.
A Terra é redonda e gira em torno do
Sol.
A chuva é causada pela condensação
das nuvens.
Toda ação corresponde a uma reação
de igual intensidade, mas que atua no
sentido oposto. (3º lei de Newton)
Conhecimento filosófico - busca dar sentido aos fenômenos gerais do universo. Tem um
caráter especulativo, infalível, sistemático, inverificável, valorativo, gerando conceitos
subjetivos. Ultrapassa os limites da ciência. Busca fazer o homem refletir sobre questões
morais e éticas.
Exemplo: Vivemos em tempos
líquidos. Nada é para durar. (Bauman)
Na atualidade a filosofia busca refletir
sobre questões como:
A máquina substituirá quase totalmente
o homem?
A clonagem humana será uma prática
aceita universalmente?
Quando chegará a vez do combate à
fome e à miséria?
Conhecimento teleológico: revelado pela fé divina, pela crença religiosa, portanto,
por sua origem não pode ser confirmado ou negado. Também chamado de religioso.
Exemplos:
Existe Reencarnação. .
Elimine a raiva da sua vida (dogma
budista)
Não devemos trabalhar no sábado pois é
sagrado. (judaísmo)
Amaterasu Oo-mikami, a deusa do Sol, é
considerada a fundadora da família real
japonesa (Xintoismo).
Oficina do pensar
Que tal pensarmos em outros exemplos dos tipos de conhecimentos?
Oficina do Pensar: Cite um exemplo de conhecimento empírico (popular), filosófico, Científico e
Teleológico. 20 minutos!
Oficina do Pensar
Hora
do
cafezinho?
20 minutos
O que é Pesquisa?
Pesquisa Científica
Segundo Ruiz (1977), a pesquisa científica é
a realização concreta de uma investigação
planejada, desenvolvida e redigida de acordo
com as normas metodológicas propostas
pela ciência. É o método ou a maneira de se
obter respostas ou explicações para um
problema em estudo que caracteriza o
aspecto científico de uma pesquisa. Sua
finalidade é descobrir respostas para
questões, ainda não elucidadas ou
disponíveis.
O método cientifico caracteriza-se
por um conjunto de modelos de
observação, identificação,
descrição e explanação teórica
acerca dos fenomenos estudados,
permitindo a elaboração conceitual
da realidade que se deseja objetiva,
impessoal, verdadeira e passivel da
falseabilidade. Para obtenção da
realidade são vários os métodos ou
caminhos utilizados na
investigação.
Vamos falar de plágio?
O plágio?
O plágio acadêmico se configura quando um aluno retira, seja de
livros ou da Internet, ideias, conceitos ou frases de outro autor (que as
formulou e as publicou), sem lhe dar o devido crédito, sem citá-lo
como fonte de pesquisa.
Independentemente da forma de cópia, o plágio é sempre uma
desonestidade e uma violação dos direitos autorais, e o plagiador
pode ser responsabilizado com ações cíveis e penais, por se tratar de
reprodução de redações, resultados ou de ideias, as quais estão
amparadas por lei, que é pública e explícita (GALVÃO, 2014).
Como saber se está cometendo plágio?
Estou usando minhas palavras?
não
Sim
A ideia é minha? fez a citação?
sim, não é
plagio
Não, cite o autor
corretamente
sim, não é plagio
Design by Sinara Duarte
Como escrever melhor?
● Ao ler um autor, salve o texto.
● Faça fichamentos com resumos do autor.
● Referencie sempre o autor. Livros, textos, videos, sites, precisam ser
citados.
● Leia, leia, leia, tente escrever sempre com suas palavras emitindo juizo de
valor sobre o assunto.
● Escrever é um exercício que somente praticando seremos capazes de
aprender. Se necessário peça ajuda de um professor para lhe orienta da
forma correta de referenciar. Existem dezenas de sofwares que fazem uma
aferição dos dados na Internet.
Classificação quanto a abordagem: (Gil, 2008)
Qualitativa
Quantitativa
Preocupa-se com a quantificação dos dados
coletados, utiliza-se de técnicas estatísticas para a
medição dos dados
Mista Também chamada de quali-quanti apresenta as
duas abordagens qualitativa e quantiativa.
De caráter subjetivo foca no ambiente e nas relações
sociais. Universo de significados, crenças e motivações.
Classificação da Pesquisa quanto aos objetivos
exploratória
proporcionar maior
familiaridade com o problema
(explicitá-lo). Pode envolver
levantamento bibliográfico,
entrevistas com pessoas
experientes no problema
pesquisado. Geralmente,
assume a forma de pesquisa
bibliográfica e estudo de
caso.
descritiva
descrever as características
de determinadas populações
ou fenômenos. Uma de suas
peculiaridades está na
utilização de técnicas
padronizadas de coleta de
dados, tais como o
questionário e a observação
sistemática. Ex.: pesquisa
referente à idade, sexo,
procedência, eleição etc
explicativa
identificar os fatores que
determinam ou que
contribuem para a ocorrência
dos fenômenos. É o tipo que
mais aprofunda o
conhecimento da realidade,
porque explica a razão, o
porquê das coisas. Por isso, é
o tipo mais complexo e
delicado.
Pesquisa bibliográfica
Este tipo de pesquisa consiste na busca de referenciais teóricos pu-
blicados em livros, publicações em periódicos e artigos científicos, visando alcançar
as contribuições científicas ao assunto em questão. Neste tipo de pesquisa, é
necessário que o pesquisador verifique a veracidade dos dados obtidos, observando as
possíveis incoerências ou contradições que as obras possam apresentar.
Exemplo: Revisão de Literatura sobre a Educação Infantil no Brasil pós-LDB.
Metodologias Ativas aplicadas a educação: revisão de literatura.
Neto, Humberto Amorim. HEITOR VILLA-LOBOS: uma revisão bibliográfica e considerações sobre a produção violonística'
Documental
A pesquisa documental objetiva selecionar, tratar e interpretar informações em
relação a documentos, escritos ou não, buscando dela extrair algum valor. Assim,
documento é uma fonte de dados, fixada materialmente e suscetível de ser utilizada
para consulta, estudo ou prova.
Tais documentos podem ser classificados como (a) manuscritos; b) impressos sem
periodicidade: livros, folhetos, catálogos, processos, pareceres, enfim, uma vasta
gama de fontes; (c) periódicos: revistas, boletins, jornais, anuários e demais
documentos de divulgação periódica; (d) microfilmes e vídeos que reproduzem outros
documentos; e (e) mapas, planos, documentos fotográficos, documentos magnéticos,
informatizados, normalmente organizados em arquivos públicos ou particulares.
exemplo: a educação infantil no papel: analise da legislação paulista de Irene Garcia Sousa - PUC.
Pesquisa ex-post-facto
A pesquisa ex-post-facto consiste no estudo de um fenômeno já ocorrido,
tentando explicá-lo e entendê-lo. É muito utilizada nas ciências sociais, pois
permite a investigação de determinantes econômicos e sociais do
comportamento da sociedade em geral.
Exemplo. Pandemia de Covic-19. Como ocorre a aprendizagem dos alunos
durante e após a pandemia de covic-19?
qual o nivel de satisfação de professores e alunos após a implantação do
ensino integral? São exemplos. avaliação de politica públicas: cotas? prouni?
AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E
COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE HISTOLOGIA DAS UNIVERSIDADES DE
ODONTOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO de ALICE R. CONCEIÇÃO
Experimental
É caracterizada por interferir artificialmente na produção do fenômeno/processo
ou artificializar o ambiente ou os mecanismos de percepção para que o fenômeno
seja produzido ou percebido adequadamente. O ambiente pode ser uma
empresa, uma escola, uma área preservada, um laboratório.
Ex: Aplicação de um medicamento, vacina,técnica, software, metodologia de
ensino forma a mudar um comportamento físico ou mental ou impactar a
aprendizagem.
A PRÁTICA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR DO ATENDIMENTO
EDUCACIONAL ESPECIALIZADO DO MUNICÍPIO DE CAUCAIA- CE: UMA
ANÁLISE SOBRE O USO DO SOFTWARE LUZ DO SABER NA SALA DE
RECURSO MULTIFUNCIONAL
Autor: MARIA DO SOCORRO MORAES SOARES RODRIGUES - UFC
Pesquisa ação
Nesse tipo de pesquisa, pesquisadores e pesquisados envolvem-se no trabalho de
forma cooperativa, interagindo em função de um resultado comum esperado. Com a
pesquisa-ação, os pesquisadores pretendem desempenhar um papel ativo na própria
realidade dos fatos observados.
exemplo: Formação em contexto educomunicativo: reflexões
sobre uma pesquisa-ação nos centros rurais de inclusão
digital de
Santana, Ana Carmen de Souza; Borges Neto, Hermínio
Estudo de caso
Caracteriza-se pelo estudo profundo e exaustivo de um ou mais objetos. O estudo de
caso pode permitir novas descobertas de aspectos que não foram previstos inicialmente.
Restringe-se o estudo a um objeto que pode ser um indivíduo, família, grupo. Deve partir
de uma situação UNICA, particular, inédita que mereça atenção.
Ex: Albinismo em tigres. Uma sala de aula com notas espetaculares no saeb.
Uma sala de aula do ensino fundamental do Ceará com a mesma realidade de outras
escolas (mesma comunidade, mesmo professores, mesmo recursos didáticos) se
destacou num exame estadual, por que? Merece um olhar para essa realidade.
ARAUJO, KARLANE HOLANDA. OS EFEITOS DO PRÊMIO ESCOLA NOTA DEZ NOS PROCESSOS
PEDAGÓGICOS DAS ESCOLAS PREMIADAS DE SOBRAL E DAS APOIADAS DE CAUCAIA NO ANO
DE 2009 '
Pesquisa de campo
É uma forma de coleta de pesquisa que permite a obtenção de dados sobre um
fenômeno de interesse, da maneira como este ocorre na realidade estudada. A
pesquisa de campo abrange: pesquisa bibliográfica; determinação das técnicas de
coleta de dados e determinação da amostra; e registro dos dados e de análises.
Exemplos: O nascimento de crianças com microcefalia.
CORREIA, ELIS SANTOS. O FECHAMENTO DAS ESCOLAS DO CAMPO EM SERGIPE: TERRITÓRIOS EM DISPUTA (2007-
2015)
2011
O torém entre o folclore e a antropologia: pesquisas de campo e escrita da história
entre os Tremembé de Almofala (1940-1955) de Gomes, Alexandre Oliveira - UFC
Etnografia
TORRES, ANTONIA LIS DE MARIA MARTINS. O LABORATÓRIO DE PESQUISA
MULTIMEIOS DA FACULDADE DE EUCAÇÃO (UFC) E SUAS MULTI-DIMENSÕES .
A etnografia é um método de estudo utilizado pelos antropólogos com o intuito de descrever os
costumes e as tradições de um grupo humano. Este estudo ajuda a conhecer a identidade de uma
comunidade humana que se desenvolve num âmbito sociocultural concreto
Pesquisa participante
Neste caso, o tema escolhido deverá indicar de partida a fundamentação
teórica que orientará a pesquisa, tendo em vista que os sujeitos da
pesquisa passam a constituir eles próprios o objeto de estudo. O
pesquisador também é sujeito da pesquisa.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Metodologia do Trabalho Científico slides unidade 1.pptx

Conhecimento cientifico
Conhecimento cientificoConhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
Lucila Pesce
 
Metodologia da pesquisa e do trabalho científico
Metodologia da pesquisa e do trabalho científicoMetodologia da pesquisa e do trabalho científico
Metodologia da pesquisa e do trabalho científico
Edy Bast
 
Ateliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slidesAteliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slides
gadelhabrito
 
Apresentação e Aula Introdutória.pptx
Apresentação e Aula Introdutória.pptxApresentação e Aula Introdutória.pptx
Apresentação e Aula Introdutória.pptx
Luiz Eduardo
 
Métodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisaMétodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisa
Felipe Hiago
 
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do efA importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
NascimentoJr2
 
EspecializaçãO Pro Eja 4
EspecializaçãO   Pro Eja 4EspecializaçãO   Pro Eja 4
EspecializaçãO Pro Eja 4
William Eduardo
 
Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2
Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2
Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2
Débora Santos
 

Semelhante a Metodologia do Trabalho Científico slides unidade 1.pptx (20)

Slide projeto
Slide projetoSlide projeto
Slide projeto
 
Pesquisas educacionais
Pesquisas educacionaisPesquisas educacionais
Pesquisas educacionais
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
 
Conhecimento cientifico
Conhecimento cientificoConhecimento cientifico
Conhecimento cientifico
 
1 ciência e conhecimento
1 ciência e conhecimento1 ciência e conhecimento
1 ciência e conhecimento
 
Metodologia da Pesquisa Profa Francinete Braga
Metodologia da Pesquisa Profa Francinete BragaMetodologia da Pesquisa Profa Francinete Braga
Metodologia da Pesquisa Profa Francinete Braga
 
MIC-Métodos-2021.pptx
MIC-Métodos-2021.pptxMIC-Métodos-2021.pptx
MIC-Métodos-2021.pptx
 
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdfDIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
DIFERENTES FORMAS CONHECIMENTO CIENTIFICO.pdf
 
Metodologia da pesquisa e do trabalho científico
Metodologia da pesquisa e do trabalho científicoMetodologia da pesquisa e do trabalho científico
Metodologia da pesquisa e do trabalho científico
 
1 slides.pdf
1 slides.pdf1 slides.pdf
1 slides.pdf
 
Ateliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slidesAteliê de pesquisa i slides
Ateliê de pesquisa i slides
 
Apresentação e Aula Introdutória.pptx
Apresentação e Aula Introdutória.pptxApresentação e Aula Introdutória.pptx
Apresentação e Aula Introdutória.pptx
 
Métodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisaMétodos e técnicas de pesquisa
Métodos e técnicas de pesquisa
 
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do efA importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
A importância da pesquisa escolar para a construção do conhec. do aluno do ef
 
Trabalho metodologia
Trabalho metodologiaTrabalho metodologia
Trabalho metodologia
 
EspecializaçãO Pro Eja 4
EspecializaçãO   Pro Eja 4EspecializaçãO   Pro Eja 4
EspecializaçãO Pro Eja 4
 
Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2
Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2
Método em Pesquisa e Redação Científica - Aula1 e 2
 
Uso de conhecimento
Uso de conhecimentoUso de conhecimento
Uso de conhecimento
 
01
0101
01
 
Quest
QuestQuest
Quest
 

Mais de Sinara Duarte

Anamnese Psicopedagogica
Anamnese Psicopedagogica Anamnese Psicopedagogica
Anamnese Psicopedagogica
Sinara Duarte
 
Diagnostico psicopedagogico
Diagnostico psicopedagogicoDiagnostico psicopedagogico
Diagnostico psicopedagogico
Sinara Duarte
 
Informática Educativa e Aplicações do software livre na educação
Informática Educativa e Aplicações do software livre na educaçãoInformática Educativa e Aplicações do software livre na educação
Informática Educativa e Aplicações do software livre na educação
Sinara Duarte
 

Mais de Sinara Duarte (15)

SLIDES defesa de tcc memorial uece pedagogia
SLIDES  defesa de tcc memorial uece pedagogiaSLIDES  defesa de tcc memorial uece pedagogia
SLIDES defesa de tcc memorial uece pedagogia
 
aula introdução a EaD uece.pptx
aula introdução a EaD uece.pptxaula introdução a EaD uece.pptx
aula introdução a EaD uece.pptx
 
pei.pdf
pei.pdfpei.pdf
pei.pdf
 
Psicologia do desenvolvimento: infância
Psicologia do desenvolvimento: infânciaPsicologia do desenvolvimento: infância
Psicologia do desenvolvimento: infância
 
Anamnese Psicopedagogica
Anamnese Psicopedagogica Anamnese Psicopedagogica
Anamnese Psicopedagogica
 
Diagnostico psicopedagogico
Diagnostico psicopedagogicoDiagnostico psicopedagogico
Diagnostico psicopedagogico
 
Aula 1 Historico da informática
Aula 1   Historico da informáticaAula 1   Historico da informática
Aula 1 Historico da informática
 
Plano De Formação De Professores Do Mec
Plano De Formação De Professores Do MecPlano De Formação De Professores Do Mec
Plano De Formação De Professores Do Mec
 
Quadrinhos Livres
Quadrinhos LivresQuadrinhos Livres
Quadrinhos Livres
 
Experiência de escrita colaborativa e autoria discente na web
Experiência de escrita colaborativa  e autoria discente na webExperiência de escrita colaborativa  e autoria discente na web
Experiência de escrita colaborativa e autoria discente na web
 
Informática Educativa e Aplicações do software livre na educação
Informática Educativa e Aplicações do software livre na educaçãoInformática Educativa e Aplicações do software livre na educação
Informática Educativa e Aplicações do software livre na educação
 
Tutorial Smie 2008
Tutorial Smie 2008Tutorial Smie 2008
Tutorial Smie 2008
 
Apresentacao Cesol Sinara 2008
Apresentacao Cesol Sinara 2008Apresentacao Cesol Sinara 2008
Apresentacao Cesol Sinara 2008
 
Tutorial do Sbie 2008 - JEMS
Tutorial do Sbie 2008 - JEMSTutorial do Sbie 2008 - JEMS
Tutorial do Sbie 2008 - JEMS
 
Projeto Dengue: O LIE em ação
Projeto Dengue: O LIE em açãoProjeto Dengue: O LIE em ação
Projeto Dengue: O LIE em ação
 

Último

ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
azulassessoria9
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
lbgsouza
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
FLAVIA LEZAN
 

Último (20)

o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 

Metodologia do Trabalho Científico slides unidade 1.pptx

  • 1. Metodologia do Trabalho Científico Prof. Sinara Duarte Universidade Estadual do Ceará Universidade Aberta do Brasil Curso de Pedagogia - 2023
  • 2.
  • 3. Unidade 1 - Objetivos ● Iniciar uma discussão sobre o processo de produção do conhecimento, atentando para as diversas formas e estratégias de desvelamento da realidade físico-social. ● Identificar e caracterizar os diferentes tipos de conhecimento, relacionando-os às suas finalidades e especificidades.
  • 5. O que é conhecimento? De acordo com Japiassu & Marcondes (1996), a palavra conhecimento vem do latim ‘cognoscere’ e significa buscar, procurar, saber, conhecer. Para os autores, trata-se de uma capacidade ou ação do mundo psíquico que tem o objetivo de fazer com que o objeto real ou abstrato seja apreendido por um sujeito. Na visão de Cortela (1999), o conhecimento é a relação que se estabelece entre o sujeito que conhece ou deseja conhecer e o objeto a ser conhecido ou que se dá a conhecer. Para este autor, o conhecimento é a relação na qual intervém o sujeito e o objeto, não estando a verdade nem no sujeito, nem no objeto, mas precisamente na interação entre eles.
  • 6. Dentro desta lógica, o conhecimento conta com dois elementos constituintes: o sujeito que busca dominar o objeto (cognoscente) e o objeto que pode ser conhecido por um sujeito (cognoscível), sendo, portanto, compreendido ora como pensamento, uma forma de apropriação intelectual ou uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto a ser conhecido.
  • 7. Científico Filosófico Empírico Teleológico tipos de Conhecimento Tipos de Conhecimento Fonte: Gil, 2008. Design by Sinara Duarte
  • 8. Conhecimento empírico: é um tipo de conhecimento não planejado, obtido entre tentativas e erros, por acaso. Parte da prática e da observação. Teoria do Chicó: “não sei, só sei que é assim…” Exemplos: Se meu joelho doi é porque vai esfriar hoje. Ao ferver o leite aumenta de tamanho e suja o fogão. Se a porta emperrar é só empurrar várias vezes até abrir. Colocar bananas no plástico fazem acelerar o amadurecimento. Para plantar precisa arrar a terra. filme: Auto da Compadecida. (2000)
  • 9. Conhecimento científico: Caracteriza-se pelo pensamento racional, objetivo, exato, confiável, porém não falível, portanto passível de verificação. Parte de pesquisa científicas originadas de ciências factuais (Biologia, Física, Químíca, Saúde, etc.) e sociais (Psicologia, Pedagogia, Ciências Sociais, Antropologia, etc.). Exemplos: Todo corpo em queda cai por conta da gravidade. A Terra é redonda e gira em torno do Sol. A chuva é causada pela condensação das nuvens. Toda ação corresponde a uma reação de igual intensidade, mas que atua no sentido oposto. (3º lei de Newton)
  • 10. Conhecimento filosófico - busca dar sentido aos fenômenos gerais do universo. Tem um caráter especulativo, infalível, sistemático, inverificável, valorativo, gerando conceitos subjetivos. Ultrapassa os limites da ciência. Busca fazer o homem refletir sobre questões morais e éticas. Exemplo: Vivemos em tempos líquidos. Nada é para durar. (Bauman) Na atualidade a filosofia busca refletir sobre questões como: A máquina substituirá quase totalmente o homem? A clonagem humana será uma prática aceita universalmente? Quando chegará a vez do combate à fome e à miséria?
  • 11. Conhecimento teleológico: revelado pela fé divina, pela crença religiosa, portanto, por sua origem não pode ser confirmado ou negado. Também chamado de religioso. Exemplos: Existe Reencarnação. . Elimine a raiva da sua vida (dogma budista) Não devemos trabalhar no sábado pois é sagrado. (judaísmo) Amaterasu Oo-mikami, a deusa do Sol, é considerada a fundadora da família real japonesa (Xintoismo).
  • 12.
  • 13. Oficina do pensar Que tal pensarmos em outros exemplos dos tipos de conhecimentos? Oficina do Pensar: Cite um exemplo de conhecimento empírico (popular), filosófico, Científico e Teleológico. 20 minutos!
  • 15. O que é Pesquisa?
  • 16. Pesquisa Científica Segundo Ruiz (1977), a pesquisa científica é a realização concreta de uma investigação planejada, desenvolvida e redigida de acordo com as normas metodológicas propostas pela ciência. É o método ou a maneira de se obter respostas ou explicações para um problema em estudo que caracteriza o aspecto científico de uma pesquisa. Sua finalidade é descobrir respostas para questões, ainda não elucidadas ou disponíveis.
  • 17. O método cientifico caracteriza-se por um conjunto de modelos de observação, identificação, descrição e explanação teórica acerca dos fenomenos estudados, permitindo a elaboração conceitual da realidade que se deseja objetiva, impessoal, verdadeira e passivel da falseabilidade. Para obtenção da realidade são vários os métodos ou caminhos utilizados na investigação.
  • 18. Vamos falar de plágio?
  • 19. O plágio? O plágio acadêmico se configura quando um aluno retira, seja de livros ou da Internet, ideias, conceitos ou frases de outro autor (que as formulou e as publicou), sem lhe dar o devido crédito, sem citá-lo como fonte de pesquisa. Independentemente da forma de cópia, o plágio é sempre uma desonestidade e uma violação dos direitos autorais, e o plagiador pode ser responsabilizado com ações cíveis e penais, por se tratar de reprodução de redações, resultados ou de ideias, as quais estão amparadas por lei, que é pública e explícita (GALVÃO, 2014).
  • 20. Como saber se está cometendo plágio? Estou usando minhas palavras? não Sim A ideia é minha? fez a citação? sim, não é plagio Não, cite o autor corretamente sim, não é plagio Design by Sinara Duarte
  • 21. Como escrever melhor? ● Ao ler um autor, salve o texto. ● Faça fichamentos com resumos do autor. ● Referencie sempre o autor. Livros, textos, videos, sites, precisam ser citados. ● Leia, leia, leia, tente escrever sempre com suas palavras emitindo juizo de valor sobre o assunto. ● Escrever é um exercício que somente praticando seremos capazes de aprender. Se necessário peça ajuda de um professor para lhe orienta da forma correta de referenciar. Existem dezenas de sofwares que fazem uma aferição dos dados na Internet.
  • 22. Classificação quanto a abordagem: (Gil, 2008) Qualitativa Quantitativa Preocupa-se com a quantificação dos dados coletados, utiliza-se de técnicas estatísticas para a medição dos dados Mista Também chamada de quali-quanti apresenta as duas abordagens qualitativa e quantiativa. De caráter subjetivo foca no ambiente e nas relações sociais. Universo de significados, crenças e motivações.
  • 23. Classificação da Pesquisa quanto aos objetivos exploratória proporcionar maior familiaridade com o problema (explicitá-lo). Pode envolver levantamento bibliográfico, entrevistas com pessoas experientes no problema pesquisado. Geralmente, assume a forma de pesquisa bibliográfica e estudo de caso. descritiva descrever as características de determinadas populações ou fenômenos. Uma de suas peculiaridades está na utilização de técnicas padronizadas de coleta de dados, tais como o questionário e a observação sistemática. Ex.: pesquisa referente à idade, sexo, procedência, eleição etc explicativa identificar os fatores que determinam ou que contribuem para a ocorrência dos fenômenos. É o tipo que mais aprofunda o conhecimento da realidade, porque explica a razão, o porquê das coisas. Por isso, é o tipo mais complexo e delicado.
  • 24.
  • 25. Pesquisa bibliográfica Este tipo de pesquisa consiste na busca de referenciais teóricos pu- blicados em livros, publicações em periódicos e artigos científicos, visando alcançar as contribuições científicas ao assunto em questão. Neste tipo de pesquisa, é necessário que o pesquisador verifique a veracidade dos dados obtidos, observando as possíveis incoerências ou contradições que as obras possam apresentar. Exemplo: Revisão de Literatura sobre a Educação Infantil no Brasil pós-LDB. Metodologias Ativas aplicadas a educação: revisão de literatura. Neto, Humberto Amorim. HEITOR VILLA-LOBOS: uma revisão bibliográfica e considerações sobre a produção violonística'
  • 26. Documental A pesquisa documental objetiva selecionar, tratar e interpretar informações em relação a documentos, escritos ou não, buscando dela extrair algum valor. Assim, documento é uma fonte de dados, fixada materialmente e suscetível de ser utilizada para consulta, estudo ou prova. Tais documentos podem ser classificados como (a) manuscritos; b) impressos sem periodicidade: livros, folhetos, catálogos, processos, pareceres, enfim, uma vasta gama de fontes; (c) periódicos: revistas, boletins, jornais, anuários e demais documentos de divulgação periódica; (d) microfilmes e vídeos que reproduzem outros documentos; e (e) mapas, planos, documentos fotográficos, documentos magnéticos, informatizados, normalmente organizados em arquivos públicos ou particulares. exemplo: a educação infantil no papel: analise da legislação paulista de Irene Garcia Sousa - PUC.
  • 27. Pesquisa ex-post-facto A pesquisa ex-post-facto consiste no estudo de um fenômeno já ocorrido, tentando explicá-lo e entendê-lo. É muito utilizada nas ciências sociais, pois permite a investigação de determinantes econômicos e sociais do comportamento da sociedade em geral. Exemplo. Pandemia de Covic-19. Como ocorre a aprendizagem dos alunos durante e após a pandemia de covic-19? qual o nivel de satisfação de professores e alunos após a implantação do ensino integral? São exemplos. avaliação de politica públicas: cotas? prouni? AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO DE HISTOLOGIA DAS UNIVERSIDADES DE ODONTOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO de ALICE R. CONCEIÇÃO
  • 28. Experimental É caracterizada por interferir artificialmente na produção do fenômeno/processo ou artificializar o ambiente ou os mecanismos de percepção para que o fenômeno seja produzido ou percebido adequadamente. O ambiente pode ser uma empresa, uma escola, uma área preservada, um laboratório. Ex: Aplicação de um medicamento, vacina,técnica, software, metodologia de ensino forma a mudar um comportamento físico ou mental ou impactar a aprendizagem. A PRÁTICA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR DO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO DO MUNICÍPIO DE CAUCAIA- CE: UMA ANÁLISE SOBRE O USO DO SOFTWARE LUZ DO SABER NA SALA DE RECURSO MULTIFUNCIONAL Autor: MARIA DO SOCORRO MORAES SOARES RODRIGUES - UFC
  • 29. Pesquisa ação Nesse tipo de pesquisa, pesquisadores e pesquisados envolvem-se no trabalho de forma cooperativa, interagindo em função de um resultado comum esperado. Com a pesquisa-ação, os pesquisadores pretendem desempenhar um papel ativo na própria realidade dos fatos observados. exemplo: Formação em contexto educomunicativo: reflexões sobre uma pesquisa-ação nos centros rurais de inclusão digital de Santana, Ana Carmen de Souza; Borges Neto, Hermínio
  • 30. Estudo de caso Caracteriza-se pelo estudo profundo e exaustivo de um ou mais objetos. O estudo de caso pode permitir novas descobertas de aspectos que não foram previstos inicialmente. Restringe-se o estudo a um objeto que pode ser um indivíduo, família, grupo. Deve partir de uma situação UNICA, particular, inédita que mereça atenção. Ex: Albinismo em tigres. Uma sala de aula com notas espetaculares no saeb. Uma sala de aula do ensino fundamental do Ceará com a mesma realidade de outras escolas (mesma comunidade, mesmo professores, mesmo recursos didáticos) se destacou num exame estadual, por que? Merece um olhar para essa realidade. ARAUJO, KARLANE HOLANDA. OS EFEITOS DO PRÊMIO ESCOLA NOTA DEZ NOS PROCESSOS PEDAGÓGICOS DAS ESCOLAS PREMIADAS DE SOBRAL E DAS APOIADAS DE CAUCAIA NO ANO DE 2009 '
  • 31. Pesquisa de campo É uma forma de coleta de pesquisa que permite a obtenção de dados sobre um fenômeno de interesse, da maneira como este ocorre na realidade estudada. A pesquisa de campo abrange: pesquisa bibliográfica; determinação das técnicas de coleta de dados e determinação da amostra; e registro dos dados e de análises. Exemplos: O nascimento de crianças com microcefalia. CORREIA, ELIS SANTOS. O FECHAMENTO DAS ESCOLAS DO CAMPO EM SERGIPE: TERRITÓRIOS EM DISPUTA (2007- 2015) 2011 O torém entre o folclore e a antropologia: pesquisas de campo e escrita da história entre os Tremembé de Almofala (1940-1955) de Gomes, Alexandre Oliveira - UFC
  • 32. Etnografia TORRES, ANTONIA LIS DE MARIA MARTINS. O LABORATÓRIO DE PESQUISA MULTIMEIOS DA FACULDADE DE EUCAÇÃO (UFC) E SUAS MULTI-DIMENSÕES . A etnografia é um método de estudo utilizado pelos antropólogos com o intuito de descrever os costumes e as tradições de um grupo humano. Este estudo ajuda a conhecer a identidade de uma comunidade humana que se desenvolve num âmbito sociocultural concreto
  • 33. Pesquisa participante Neste caso, o tema escolhido deverá indicar de partida a fundamentação teórica que orientará a pesquisa, tendo em vista que os sujeitos da pesquisa passam a constituir eles próprios o objeto de estudo. O pesquisador também é sujeito da pesquisa.