Metodologia do trabalho científico

971 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
971
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
79
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodologia do trabalho científico

  1. 1. TIPOS DE PERSQUISATIPOS DE CONHECIMENTOSMETODOLOGIA DO TRABALHOCIENTÍFICO
  2. 2. TIPOS DE CONHECIMENTOS
  3. 3. CONHECIMENTOObjetivos de aprendizagem A palavra conhecimento tem sua origem no latimcognitivo e pressupõe, necessariamente, aexistência de uma relação entre dois polos: deum lado o sujeito e de outro o objeto.
  4. 4.  CONHECER = Incorporação de um conceito novo ouoriginal sobre algo ( fato ou fenômeno) CONHECIMENTO surge: De experiências acumuladas na vida cotidiana; De relacionamentos interpessoais; De outros instrumentos institucionalizados: livros ououtros documentos.
  5. 5.  Ao longo de toda existência o homem vemacumulando conhecimentos desde o seunascimento, conhecimentos vitais e necessáriospara a sua sobrevivência. O conhecimento chegaa ser uma necessidade, uma capacidadeinerente ao ser humano.
  6. 6. Tipos de conhecimentos senso comum filosófico religioso científico.
  7. 7. senso comum É aquele obtido no dia a dia, independentementede estudos ou critérios de análise. Foi o primeironível de contato do homem com omundo, acontecendo através de experiênciascasuais e de erros e acertos. conceitua o conhecimento empírico como: “[...] éo modo comum, espontâneo, pré-crítico deconhecer. É o conhecimento do povo que atingeos fatos sem lhes inquirir as causas”.
  8. 8. Filosófico A filosofia não é uma ciência propriamentedita, mas um tipo de saber que procura desenvolverno indivíduo a capacidade de raciocínio lógico e dereflexão crítica, sem delimitar com exatidão o objetode estudo.Exemplo:"O homem é a ponte entre o animal e o além-homem" (Friedrich Nietzsche)
  9. 9. Religioso É o conhecimento à fé, ao divino, ou seja, àexistência de um Deus, seja ele o Sol, aLua, Jesus, ou qualquer outro que represente umaautoridade suprema. O Conhecimento teológico, de formageral, encontra seu ápice respondendo aquilo quea ciência não consegue responder, visto que ele éincontestável ou dogmático, já que se baseia nacerteza da existência de um ser supremo (Fé).
  10. 10.  Os Conhecimentos ou verdades teológicas estãoregistrados em livros sagrados, que não seguemcritérios científicos de verificação e são revelados porseres iluminados como profetas ou santos, que estãoacima de qualquer contestação por receberem taisensinamentos diretamente de um Deus.Exemplo:Acreditar que alguém foi curado por um milagre; Acreditar em Duende; Acreditar em reencarnação; Acreditar no espiritismo.
  11. 11. Científico Ao contrário do empirismo, que fornece umentendimento superficial, o conhecimento científicobusca a explicação profunda do fenômeno e suasinter-relações com o meio. O conhecimento científico procura delimitar oobjeto alvo, buscando o rigor da exatidão, que podeser temporária, porém comprovada. Deve serprovado com clareza e precisão, levando àelaboração de leis universalmente válidas paratodos os fenômenos da mesma natureza.
  12. 12.  Sua origem está nos procedimentos de verificaçãobaseados na metodologia científica.Exemplo:Descobrir uma vacina que evite uma doença;descobrir como se dá a respiração dos batráquios.
  13. 13. TIPOS DE PESQUISA
  14. 14. A pesquisa Pesquisa é um processo de investigação que seinteressa em descobrir as relações existentes entreos aspectos que envolvem osfatos, fenômenos, situações ou coisas. Toda pesquisa nasce do desejo de encontrarresposta para uma questão, proporcionando aquem pesquisa a aquisição de um novoconhecimento.
  15. 15.  Pesquisar significa identificar uma dúvida quenecessite ser esclarecida e construir e executar oprocesso que apresenta a solução desta, quandonão há teorias que a expliquem ou quando asteorias que existem não estão aptas para fazê-lo. Portanto, pesquisar é descobrir, e assim sendo, éum fato natural a todos os indivíduos.
  16. 16.  Existem várias formas de classificar as pesquisasDo ponto de vista da sua natureza pode ser: Pesquisa Básica: objetiva gerar conhecimentosnovos, úteis para o avanço da ciência sem aplicaçãoprática prevista. Envolve verdades e interessesuniversais. Pesquisa Aplicada: objetiva gerar conhecimentos paraaplicação prática dirigidos à solução de problemasespecíficos. Envolve verdades e interesses locais.
  17. 17. Do ponto de vista da forma de abordagem doproblema pode ser:- Pesquisa Quantitativa: considera que tudo pode serquantificável, o que significa traduzir em númerosopiniões e informações para classificá-los e analisá-los.(percentagem, média, moda, mediana, desviopadrão, coeficiente de correlação, análise deregressão, etc.);
  18. 18. - Pesquisa Qualitativa: considera que há umarelação dinâmica entre o mundo real e o sujeito, istoé, um vínculo indissociável entre o mundo objetivo e asubjetividade do sujeito que não pode ser traduzido emnúmeros.Não requer os uso de métodos e técnicasestatísticas. O ambiente natural é a fonte direta paracoleta de dados e o pesquisador é o instrumento chave.É descritiva. Os pesquisadores tendem a analisar seusdados indutivamente. O processo e seu significado sãoos focos principais de abordagem.
  19. 19. Classificação das pesquisas quanto ao nívelde profundidade ou objetivos do estudo exploratória – pesquisa realizada em área que há poucoconhecimento sistematizado. Os problemas de pesquisaexploratória geralmente não apresentam relações entrevariáveis. O pesquisador apenas constata e estuda afrequência de uma variável. descritiva – expõe características de uma população.Esta pesquisa é aquela que analisa, observa, registra ecorrelaciona aspectos (variáveis) que envolvem fatos oufenômenos, sem manipulá-los.intervencionista – interfere na realidade estudada nosentido de modificá-la.
  20. 20.  explicativa – justifica as razões da existência dealguns fatores. É o tipo de pesquisa que explica as razõesou os porquês das coisas. Seu objetivo é oferecerrespostas às indagações, aos porquês. metodológica – refere-se a instrumentos demanipulação da realidade. aplicada – objetiva buscar soluções práticas pararesolver problemas concretos.
  21. 21. As técnicas de pesquisa que podem serutilizadas na pesquisa exploratória são:- formulários,- questionários,- entrevistas,- fichas para registro de avaliações clínicas,- leitura e documentação quando se tratar depesquisa bibliográfica.
  22. 22. A pesquisa descritiva pode aparecer sobdiversos tipos:- documental,- estudos de campo,- levantamentos,- Etc.As principais técnicas de coleta de dados:- formulários,- entrevistas,- questionários,- fichas de registro para observação e coleta de dadosem documentos.
  23. 23.  A pesquisa explicativa pode aparecer sob aforma de:- pesquisa experimental e estudo de casocontrole.
  24. 24. classificação das pesquisasquanto aos meios- pesquisa de campo,- pesquisa de laboratório,- pesquisa documental,- pesquisa bibliográfica,- pesquisa experimental,- estudo de caso.
  25. 25. Um Projeto de pesquisa, então deverá ter asseguintes características: 1 - Introdução (obrigatório) 2 - Levantamento de Literatura (obrigatório) 3 - Problema (obrigatório) 4 - Hipótese (obrigatório) 5 - Objetivos (obrigatório) 6 - Justificativa (obrigatório) 7 - Metodologia (obrigatório) 8 - Cronograma (se achar necessário) 9 - Recursos (se achar necessário) 10 - Anexos (se achar necessário) 11 - Referências (obrigatório) 12 - Glossário (se achar necessário)

×