SlideShare uma empresa Scribd logo
MARKETING VERDE E
ESTRATÉGIAS AMBIENTAIS
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Clarissa Lourenci
Laura Martins
AGENDA
•Marketing Verde: definição
•Estratégias Ambientais: definição
 Os Sete Mandamentos da Empresa Responsável
 Cases
•Greenwashing
 Os Sete Pecados do Greenwashing
 Cases
•Entidades
•Dicas
MARKETING
VERDE“O estudo dos aspectos positivos e negativos das atividades de Marketing em
relação à poluição, ao esgotamento de energia e ao esgotamento dos recursos
não renováveis.”
AMA (American Marketing Association)
“(…) um movimento das empresas para criarem e colocarem no mercado
produtos ambientalmente responsáveis em relação ao meio ambiente”.
Kotler
“Marketing Verde ou Ambiental consiste em todas as atividades desenvolvidas
para gerar e facilitar quaisquer trocas com a intenção de satisfazer os desejos
e necessidades dos consumidores, desde que a satisfação de tais desejos e
necessidades ocorra com o mínimo de impacto negativo sobre o meio
ambiente.”
Polonsky
ESTRATÉGIAS
AMBIENTAIS
“Conjunto de metas e planos de ações dentro das corporações que buscam
reduzir as emissões de gases do efeito estufa, visando responder às
alterações produzidas pelas mudanças climáticas nos mercados, nas políticas
públicas ou no mundo físico.”
Gecko Marketing e Consultoria Ltda.
OS SETE MANDAMENTOS
DA EMPRESA
RESPONSÁVEL
1) Identificar os problemas socioambientais potenciais e reais existentes em todas as
áreas da empresa - e não só na área de produção. Pode-se economizar energia e
matérias-primas, reciclar materiais e reduzir hábitos esbanjadores em toda a
organização.
2) As soluções devem ser tecnicamente honestas e politicamente desejáveis -
investimentos em responsabilidade socioambiental devem ser planejados como
aqueles que aumentam os lucros.
3) Promover mudanças comportamentais de “cima para baixo e de dentro para fora”.
Os diretores devem dar o exemplo e a empresa só deve divulgar seu esforço em
responsabilidade social depois de ter feito as “lições de casa”.
4) Situar os valores socioambientais no contexto da cultura corporativa de maneira
irreversível, no “DNA da empresa” - e zelar por eles.
5) Permitir e promover a contribuição dos funcionários. Programas de mudança
comportamental precisam ser participativos, e os de caráter socioambiental
geralmente motivam iniciativas individuais muito ricas.
6) Estender as conquistas socioambientais aos fornecedores e parceiros de
negócios. No fundo, a maioria quer mudar, mas alguns podem precisar de uma
ajuda especial, de um empurrãozinho.
7) Ter paciência e calma com ataques externos agressivos: ambientalistas,
lideranças sociais e jornalistas também estão aprendendo a conviver. Diálogo é
sempre o melhor caminho.
Fonte: Rogerio Ruschel
OS SETE MANDAMENTOS
DA EMPRESA
RESPONSÁVEL
CASES
De vilão para herói do meio
ambiente.
“O que eu imaginava que seria
uma estratégia de defesa está
se mostrando exatamente o
contrário.”
DE “VILÃO” A
“MOCINHO”
FORNECEDORES (CADEIA PRODUTIVA)
• O Wal-Mart busca estimular toda a cadeia para a adoção de princípios de sustentabilidade.
• Depositam a maior expectativa nos fornecedores de produtos de marca própria.
"Não há limite para o que podemos fazer com nossos produtos, podemos simplesmente
quebrar qualquer paradigma e mudar o comportamento da indústria." afirma o presidente
Héctor Núñez.
• Estímulo: (incrível) poder de compra e o fator exposição dos produtos (maior visibilidade
aos produtos sustentáveis no p-d-v).
• Erradicação do trabalho escravo e o Programa de Certificação de Produção Responsável
na Cadeia Bovina, que rastreia a origem da carne comercializada nos supermercados
brasileiro.
• Toddy Orgânico (Pepsico), Matte Leão Orgânico (Coca-Cola), Pinho Sol (Colgate-
Palmolive) , Esponja de banho de Curauá (3M), Pampers Total Confort (Procter & Gamble),
etc.
WAL-MART
(BRASIL)
SACOLAS PLÁSTICAS
• Incentivo à redução do consumo de sacolas plásticas.
• Meta global de que, até 2013, o uso de sacolas caia pela metade.
• Apóia a campanha “Saco é um Saco”, do Ministério do Meio Ambiente.
• Dá um crédito de R$ 0,03 a cada cinco itens no caixa, quando o
cliente não utiliza a sacola plástica. O valor representa o custo que a
empresa tem hoje por cada sacola.
• Comercializa bolsas retornáveis pelo preço de custo (R$ 2,50). De
maio de 2008 a março de 2010 já haviam sido vendidas mais de dois
milhões de unidades.
WAL-MART
(BRASIL)
PROGRAMA IMPACTO ZERO
• O Programa Impacto Zero trabalha para reduzir os resíduos gerados
pela produção.
• 10 lojas já têm 95% dos resíduos reciclados ou reaproveitados.
• Garrafas PET recolhidas nas estações de reciclagem são separadas
pelas cooperativas de catadores e dão origem a cobertores que voltam
às lojas para serem comercializados.
WAL-MART
(BRASIL)
UNIDADES ECOEFICIENTES
• Seis lojas sob esse formato e um centro de distribuição.
• O formato é aplicado desde 2008 em todas as unidades inauguradas e
também nas que passam por reformas.
• Os hipermercados dentro desse conceito têm:
₋ o consumo de água reduzido em 40%,
₋ gastos de energia 25% menores e
₋ geram 30% a menos de gases do efeito estufa.
WAL-MART
(BRASIL)
ENDOMARKETING
• Treina seus funcionários através de cursos e cartilhas sobre os
assunto Responsabilidade Social e Ambiental, incentivando a prática de
ações que promovam a qualidade de vida.
• Dos 80 mil funcionários, 81% se comprometeram a escolher um
projeto e terem seu desempenho monitorado. As atividades vão desde
reciclagem em casa até a prática de exercícios físicos.
WAL-MART
(BRASIL)
Exame escolhe Wal-Mart a empresa sustentável de 2009
WAL-MART
(BRASIL)
• Sustentabilidade gravada em seu DNA desde o nascimento.
• Fundada em 1969, quando conceitos como "responsabilidade social" e
"sustentabilidade" nem sequer haviam sido definidos formalmente.
• Pioneira na venda de refis. Algumas vantagens:
− Reduz, em média, pela metade o impacto ambiental causado em relação a sua
embalagem regular
− A embalagem regular pode ser utilizada várias vezes, diminuindo o descarte no meio
ambiente
− O custo final do produto é menor: cerca de 20% a 30% a menos do que com a
embalagem regular.
• O programa de neutralização de carbono é considerado um dos mais eficazes por
especialistas.
• Tem parceria com comunidades da Amazônia e da Bahia, que são treinadas para fazer o
extrativismo sustentado de produtos como a castanha.
• Baniu o uso de testes em animais em 100% de sua linha de produtos.
NATURA
Exame escolhe Natura a empresa sustentável de 2008
NATURA
PROGRAMA CAMINHO SUSTENTÁVEL
• Partiu do desejo de comemorar os 120 anos do Colégio de uma forma
diferente da tradicional.
• Campanha de comunicação: Agência Escala.
• O colégio assumiu a sustentabilidade como parte do seu planejamento
estratégico.
• Alunos tem aulas práticas no parque eólico de Osório.
• Carrinho movido a energia solar para coletar o lixo produzido internamente.
• Mini-usina de produção de energia com painéis fotovoltaicos.
COLÉGIO
ANCHIETA
Videocase Programa Caminho Sustentável do Colégio Anchieta
COLÉGIO
ANCHIETA
VONPAR
Endomarketing Verde
• Construção de prédio sustentável ;
• Sistema de ventilação natural ;
• Sistema inteligente de cortinas ;
• Coleta seletiva do lixo ;
• Controle do nível de CO2 do ambiente ;
• Portas feitas à partir da resina da cana-de-açucar e casca de coco ;
NOKIA
NOKIA – Ranking Greener Electronics
• Ranking com 18 maiores fabricantes ;
• Eliminou alguns agentes químicos ;
• Reciclagem ;
• Mudanças Climáticas – apoio a redução dos gases do efeito estufa;
ESTRELA E
BRASKEMParceiros !
• Plástico Verde ;
• Banco Imobiliário foi o primeiro;
• Papel Reciclável ;
• Objetivo : Diversão + Educação ;
• Alguns temos do jogo foram substituídos;
DOM – DALVA E
DITOHUMMM
• Ingredientes orgânicos, sazonais;
• Cultivo próximo ao PDV;
• R$ 1,00 / prato para programas de incentivo à
biodiversidade ;
• Incentivo à participação de mais restaurantes ;
GREENWASHIN
G
“(...) é um termo utilizado para designar um procedimento de marketing
utilizado por uma organização (empresa, governo, etc) com o objetivo de dar
à opinião pública uma imagem ecologicamente responsável dos seus
serviços ou produtos, ou mesmo da própria organização”.
GREENWASHIN
G
Fonte: Wikipedia
Greenwashing na visão de dois fantoches
GREENWASHIN
G
1) Pecado do trade-off oculto: ocorre quando existe uma consequência ambiental negativa mais forte
do que aquela característica positiva que está sendo anunciada;
2) Pecado da falta de provas: nesse caso, não há elementos concretos que fundamentem a afirmação
da organização;
3) Pecado da vagueza: quando a empresa faz afirmações sem concretude, como afirmar que um
produto é simplesmente “ambientalmente correto”;
4) Pecado dos selos de certificação sem credibilidade: muitos produtos contêm selos de certificações
inventadas ou que não possuem respaldo em auditorias independentes;
5) Pecado da irrelevância: quando a característica anunciada é prática comum e, portanto, não
precisaria ser mostrada;
6) Pecado do menor de dois males: se um produto é ruim por natureza, como o cigarro, mas existe
uma versão que promete danos reduzidos;
7) Pecado dos falsos selos: simplesmente estampar um selo falso nas embalagens e materiais
promocionais.
FONTE: Terra Choice
SETE PECADOS DO
GREENWASHING
GREENWASHING
BP
• Em 2000, rebranding: de British Petroleum passou
para Beyond Petroleum (além do petróleo).
• Uma das empresas que mais emite CO2e no
mundo: um total de 63 milhões de toneladas em
2007.
• Em 2009 disse que pretendia investir US$1,5bi em
energias renováveis, o que representa apenas 6,8%
de seus investimentos totais em energia.
• Contradição: comunicação visa passar a imagem de
uma empresa que vai além do petróleo.
http://www.youtube.com/watch?v=8liOnfr2BjY&feature=player_embedded
GREENWASHING
AUDI
• Propaganda do Diesel Limpo;
• Dão à entender que não há diferença ;
• http://www.youtube.com/watch?v=CDu8Zh-
a9kM&feature=player_embedded
ENTIDADES
• Instituto Ethos (http://www1.ethos.org.br): Sua missão é mobilizar, sensibilizar
e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável,
tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável.
• Intituto Akatu (http://www.akatu.org.br/): surgiu dentro do Instituto Ethos, por
perceber-se que as empresas só aprofundariam suas práticas de
Responsabilidade Social na medida em que os consumidores passassem a
valorizar essas iniciativas em suas decisões de compra.
• CONAR (http://www.conar.org.br/): organização não-governamental que visa
promover a liberdade de expressão publicitária e defender as prerrogativas
constitucionais da propaganda comercial. Sua missão inclui principalmente o
atendimento a denúncias de consumidores, autoridades, associados ou
formuladas pelos integrantes da própria diretoria.
ENTIDADES
• CEBDS (www.cebds.org.br): fundado em 1997, o CEBDS é uma coalizão dos
maiores e mais expressivos grupos empresariais do Brasil.
Seu objetivo é criar condições no meio empresarial e nos demais segmentos da
sociedade para que haja uma relação harmoniosa entre essas três dimensões da
sustentabilidade - econômica, social e ambiental.
Empresas associadas:
DICAS
Ferramenta on-line que
armazena informações sobre
produtos e serviços
desenvolvidos de acordo
com normas de
sustentabilidade, trazendo
dados técnicos,
características e avaliação
dos impactos ambientais dos
produtos em todas as etapas
de sua vida útil matéria-
prima, processo produtivo,
utilização e descarte final.
Desenvolvido pela FGV.
CATÁLOGO SUSTENTÁVEL
DICAS
Site com produtos
exclusivamente sustentáveis
•Moda feminina ;
•Moda Masculina ;
•Moda Infantil ;
OBRIGADA!!
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Clarissa Lourenci
e Laura Martins

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
martinssoul
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Silva Jorge R Gonçalves
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
Gilberto Freitas
 
Fundamentos da logistica
Fundamentos da logisticaFundamentos da logistica
Fundamentos da logistica
lopes22
 
P de Produto
P de ProdutoP de Produto
Plano de negocios
Plano de negociosPlano de negocios
Plano de negocios
Angela Nardelli
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
Aline Corso
 
Aspectos e Impactos
Aspectos e Impactos  Aspectos e Impactos
Planejamento Estrátegico
Planejamento EstrátegicoPlanejamento Estrátegico
Planejamento Estrátegico
Fabricio Medeiros
 
Marketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e TiposMarketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e Tipos
André Zambon
 
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
Aula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   SlideAula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   Slide
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
budhamider
 
Exemplo Negócios Sustentáveis - Prof. Luis Lobão
Exemplo Negócios Sustentáveis - Prof.  Luis LobãoExemplo Negócios Sustentáveis - Prof.  Luis Lobão
Exemplo Negócios Sustentáveis - Prof. Luis Lobão
Luis Lobão
 
Introdução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da AdministraçãoIntrodução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da Administração
Rubens Vinicius Conte
 
Treinamento & Desenvolvimento
Treinamento & DesenvolvimentoTreinamento & Desenvolvimento
Treinamento & Desenvolvimento
Wandick Rocha de Aquino
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
A empresa
A empresa A empresa
Aulas logística 1
Aulas logística 1Aulas logística 1
Aulas logística 1
Sebastião Nascimento
 
Estratégias Organizacionais
Estratégias OrganizacionaisEstratégias Organizacionais
Estratégias Organizacionais
Cadernos PPT
 
Empreendedorismo aula 01
Empreendedorismo   aula 01Empreendedorismo   aula 01
Empreendedorismo aula 01
Thiago Ianatoni
 
O Perfil Do Administrador
O Perfil Do AdministradorO Perfil Do Administrador
O Perfil Do Administrador
Kenneth Corrêa
 

Mais procurados (20)

Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
Logística e distribuição
Logística e distribuiçãoLogística e distribuição
Logística e distribuição
 
Fundamentos da logistica
Fundamentos da logisticaFundamentos da logistica
Fundamentos da logistica
 
P de Produto
P de ProdutoP de Produto
P de Produto
 
Plano de negocios
Plano de negociosPlano de negocios
Plano de negocios
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
 
Aspectos e Impactos
Aspectos e Impactos  Aspectos e Impactos
Aspectos e Impactos
 
Planejamento Estrátegico
Planejamento EstrátegicoPlanejamento Estrátegico
Planejamento Estrátegico
 
Marketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e TiposMarketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e Tipos
 
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
Aula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   SlideAula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   Slide
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
 
Exemplo Negócios Sustentáveis - Prof. Luis Lobão
Exemplo Negócios Sustentáveis - Prof.  Luis LobãoExemplo Negócios Sustentáveis - Prof.  Luis Lobão
Exemplo Negócios Sustentáveis - Prof. Luis Lobão
 
Introdução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da AdministraçãoIntrodução à Teoria Geral da Administração
Introdução à Teoria Geral da Administração
 
Treinamento & Desenvolvimento
Treinamento & DesenvolvimentoTreinamento & Desenvolvimento
Treinamento & Desenvolvimento
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
Adm Producao
 
A empresa
A empresa A empresa
A empresa
 
Aulas logística 1
Aulas logística 1Aulas logística 1
Aulas logística 1
 
Estratégias Organizacionais
Estratégias OrganizacionaisEstratégias Organizacionais
Estratégias Organizacionais
 
Empreendedorismo aula 01
Empreendedorismo   aula 01Empreendedorismo   aula 01
Empreendedorismo aula 01
 
O Perfil Do Administrador
O Perfil Do AdministradorO Perfil Do Administrador
O Perfil Do Administrador
 

Destaque

Marketing Verde Jonathas e Marcel
Marketing Verde Jonathas e MarcelMarketing Verde Jonathas e Marcel
Marketing Verde Jonathas e Marcel
Gustavo Sartori
 
Marketing verde e Greenwash
Marketing verde e GreenwashMarketing verde e Greenwash
Marketing verde e Greenwash
espiral 3C
 
Marketing verde
Marketing verdeMarketing verde
Marketing verde
Karen Krichana
 
Marketing verde
Marketing verdeMarketing verde
Marketing verde
Manolo Mejia
 
Marketing para Pequenas Empresas
Marketing para Pequenas EmpresasMarketing para Pequenas Empresas
Marketing para Pequenas Empresas
Ricardo Jordão Magalhaes
 
Marketing verde
Marketing verdeMarketing verde
Marketing verde
rayannebrigido
 

Destaque (6)

Marketing Verde Jonathas e Marcel
Marketing Verde Jonathas e MarcelMarketing Verde Jonathas e Marcel
Marketing Verde Jonathas e Marcel
 
Marketing verde e Greenwash
Marketing verde e GreenwashMarketing verde e Greenwash
Marketing verde e Greenwash
 
Marketing verde
Marketing verdeMarketing verde
Marketing verde
 
Marketing verde
Marketing verdeMarketing verde
Marketing verde
 
Marketing para Pequenas Empresas
Marketing para Pequenas EmpresasMarketing para Pequenas Empresas
Marketing para Pequenas Empresas
 
Marketing verde
Marketing verdeMarketing verde
Marketing verde
 

Semelhante a Marketing verde versão final

Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011
Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011
Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011
Empresa Verde Consultoria Sustentabilidade
 
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus ConsultoriaMarketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Dialogus Consultoria
 
Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf
Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdfSemi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf
Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf
LucasBoto2
 
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os CosmeticosSustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
amandastudy
 
Empresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as Empresas
Empresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as EmpresasEmpresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as Empresas
Empresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as Empresas
Empresa Verde Consultoria em Sustentabilidade Empresarial
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
IDIS
 
Aprsentação RL Higiene
Aprsentação RL HigieneAprsentação RL Higiene
Bag for life
Bag for lifeBag for life
Bag for life
Rozangela Silva
 
Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...
Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...
Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...
LuizGustavoPereiraGo1
 
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizadoEntenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Gabriela Bornhausen Branco
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
Cadernos PPT
 
MKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptxMKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptx
AmarildoJosMorett
 
Gestão ambiental tst
Gestão ambiental   tstGestão ambiental   tst
Gestão ambiental tst
Mariane Miranda
 
QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo
QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo
QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo
Sergio Silva
 
Sustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - NaturaSustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - Natura
Maurício BG
 
Bonzinhos não ficam por último
Bonzinhos não ficam por últimoBonzinhos não ficam por último
Bonzinhos não ficam por último
Fábio Nogueira, PhD
 
Apresentação-Econegócios
 Apresentação-Econegócios  Apresentação-Econegócios
Apresentação-Econegócios
Rodrigo Torres Group
 
Empresa Natura
Empresa NaturaEmpresa Natura
Empresa Natura
Denise Marinho
 
Apresentação final(1)
Apresentação final(1)Apresentação final(1)
Guia da-pmaisl
Guia da-pmaislGuia da-pmaisl
Guia da-pmaisl
afermartins
 

Semelhante a Marketing verde versão final (20)

Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011
Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011
Palestra sustentabilidade na Prática Hotel Blue Tree Premium Morumbi SP 2011
 
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus ConsultoriaMarketing Sustentável - Dialogus Consultoria
Marketing Sustentável - Dialogus Consultoria
 
Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf
Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdfSemi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf
Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf
 
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os CosmeticosSustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
 
Empresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as Empresas
Empresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as EmpresasEmpresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as Empresas
Empresa Verde - Palestra Sustentabilidade na prática para as Empresas
 
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
Sustentabilidade ambiental, social e financeira em uma empresa do setor de hi...
 
Aprsentação RL Higiene
Aprsentação RL HigieneAprsentação RL Higiene
Aprsentação RL Higiene
 
Bag for life
Bag for lifeBag for life
Bag for life
 
Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...
Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...
Empreendedorismo ambiental - Soluções práticas para a sustentabilidade nas em...
 
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizadoEntenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 
MKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptxMKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptx
 
Gestão ambiental tst
Gestão ambiental   tstGestão ambiental   tst
Gestão ambiental tst
 
QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo
QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo
QG Retail Lab: Tendencias e inovacoes no varejo
 
Sustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - NaturaSustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - Natura
 
Bonzinhos não ficam por último
Bonzinhos não ficam por últimoBonzinhos não ficam por último
Bonzinhos não ficam por último
 
Apresentação-Econegócios
 Apresentação-Econegócios  Apresentação-Econegócios
Apresentação-Econegócios
 
Empresa Natura
Empresa NaturaEmpresa Natura
Empresa Natura
 
Apresentação final(1)
Apresentação final(1)Apresentação final(1)
Apresentação final(1)
 
Guia da-pmaisl
Guia da-pmaislGuia da-pmaisl
Guia da-pmaisl
 

Último

1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 

Marketing verde versão final

  • 1. MARKETING VERDE E ESTRATÉGIAS AMBIENTAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Clarissa Lourenci Laura Martins
  • 2. AGENDA •Marketing Verde: definição •Estratégias Ambientais: definição  Os Sete Mandamentos da Empresa Responsável  Cases •Greenwashing  Os Sete Pecados do Greenwashing  Cases •Entidades •Dicas
  • 3. MARKETING VERDE“O estudo dos aspectos positivos e negativos das atividades de Marketing em relação à poluição, ao esgotamento de energia e ao esgotamento dos recursos não renováveis.” AMA (American Marketing Association) “(…) um movimento das empresas para criarem e colocarem no mercado produtos ambientalmente responsáveis em relação ao meio ambiente”. Kotler “Marketing Verde ou Ambiental consiste em todas as atividades desenvolvidas para gerar e facilitar quaisquer trocas com a intenção de satisfazer os desejos e necessidades dos consumidores, desde que a satisfação de tais desejos e necessidades ocorra com o mínimo de impacto negativo sobre o meio ambiente.” Polonsky
  • 4. ESTRATÉGIAS AMBIENTAIS “Conjunto de metas e planos de ações dentro das corporações que buscam reduzir as emissões de gases do efeito estufa, visando responder às alterações produzidas pelas mudanças climáticas nos mercados, nas políticas públicas ou no mundo físico.” Gecko Marketing e Consultoria Ltda.
  • 5. OS SETE MANDAMENTOS DA EMPRESA RESPONSÁVEL 1) Identificar os problemas socioambientais potenciais e reais existentes em todas as áreas da empresa - e não só na área de produção. Pode-se economizar energia e matérias-primas, reciclar materiais e reduzir hábitos esbanjadores em toda a organização. 2) As soluções devem ser tecnicamente honestas e politicamente desejáveis - investimentos em responsabilidade socioambiental devem ser planejados como aqueles que aumentam os lucros. 3) Promover mudanças comportamentais de “cima para baixo e de dentro para fora”. Os diretores devem dar o exemplo e a empresa só deve divulgar seu esforço em responsabilidade social depois de ter feito as “lições de casa”. 4) Situar os valores socioambientais no contexto da cultura corporativa de maneira irreversível, no “DNA da empresa” - e zelar por eles.
  • 6. 5) Permitir e promover a contribuição dos funcionários. Programas de mudança comportamental precisam ser participativos, e os de caráter socioambiental geralmente motivam iniciativas individuais muito ricas. 6) Estender as conquistas socioambientais aos fornecedores e parceiros de negócios. No fundo, a maioria quer mudar, mas alguns podem precisar de uma ajuda especial, de um empurrãozinho. 7) Ter paciência e calma com ataques externos agressivos: ambientalistas, lideranças sociais e jornalistas também estão aprendendo a conviver. Diálogo é sempre o melhor caminho. Fonte: Rogerio Ruschel OS SETE MANDAMENTOS DA EMPRESA RESPONSÁVEL
  • 8. De vilão para herói do meio ambiente. “O que eu imaginava que seria uma estratégia de defesa está se mostrando exatamente o contrário.” DE “VILÃO” A “MOCINHO”
  • 9. FORNECEDORES (CADEIA PRODUTIVA) • O Wal-Mart busca estimular toda a cadeia para a adoção de princípios de sustentabilidade. • Depositam a maior expectativa nos fornecedores de produtos de marca própria. "Não há limite para o que podemos fazer com nossos produtos, podemos simplesmente quebrar qualquer paradigma e mudar o comportamento da indústria." afirma o presidente Héctor Núñez. • Estímulo: (incrível) poder de compra e o fator exposição dos produtos (maior visibilidade aos produtos sustentáveis no p-d-v). • Erradicação do trabalho escravo e o Programa de Certificação de Produção Responsável na Cadeia Bovina, que rastreia a origem da carne comercializada nos supermercados brasileiro. • Toddy Orgânico (Pepsico), Matte Leão Orgânico (Coca-Cola), Pinho Sol (Colgate- Palmolive) , Esponja de banho de Curauá (3M), Pampers Total Confort (Procter & Gamble), etc. WAL-MART (BRASIL)
  • 10. SACOLAS PLÁSTICAS • Incentivo à redução do consumo de sacolas plásticas. • Meta global de que, até 2013, o uso de sacolas caia pela metade. • Apóia a campanha “Saco é um Saco”, do Ministério do Meio Ambiente. • Dá um crédito de R$ 0,03 a cada cinco itens no caixa, quando o cliente não utiliza a sacola plástica. O valor representa o custo que a empresa tem hoje por cada sacola. • Comercializa bolsas retornáveis pelo preço de custo (R$ 2,50). De maio de 2008 a março de 2010 já haviam sido vendidas mais de dois milhões de unidades. WAL-MART (BRASIL)
  • 11. PROGRAMA IMPACTO ZERO • O Programa Impacto Zero trabalha para reduzir os resíduos gerados pela produção. • 10 lojas já têm 95% dos resíduos reciclados ou reaproveitados. • Garrafas PET recolhidas nas estações de reciclagem são separadas pelas cooperativas de catadores e dão origem a cobertores que voltam às lojas para serem comercializados. WAL-MART (BRASIL)
  • 12. UNIDADES ECOEFICIENTES • Seis lojas sob esse formato e um centro de distribuição. • O formato é aplicado desde 2008 em todas as unidades inauguradas e também nas que passam por reformas. • Os hipermercados dentro desse conceito têm: ₋ o consumo de água reduzido em 40%, ₋ gastos de energia 25% menores e ₋ geram 30% a menos de gases do efeito estufa. WAL-MART (BRASIL)
  • 13. ENDOMARKETING • Treina seus funcionários através de cursos e cartilhas sobre os assunto Responsabilidade Social e Ambiental, incentivando a prática de ações que promovam a qualidade de vida. • Dos 80 mil funcionários, 81% se comprometeram a escolher um projeto e terem seu desempenho monitorado. As atividades vão desde reciclagem em casa até a prática de exercícios físicos. WAL-MART (BRASIL)
  • 14. Exame escolhe Wal-Mart a empresa sustentável de 2009 WAL-MART (BRASIL)
  • 15. • Sustentabilidade gravada em seu DNA desde o nascimento. • Fundada em 1969, quando conceitos como "responsabilidade social" e "sustentabilidade" nem sequer haviam sido definidos formalmente. • Pioneira na venda de refis. Algumas vantagens: − Reduz, em média, pela metade o impacto ambiental causado em relação a sua embalagem regular − A embalagem regular pode ser utilizada várias vezes, diminuindo o descarte no meio ambiente − O custo final do produto é menor: cerca de 20% a 30% a menos do que com a embalagem regular. • O programa de neutralização de carbono é considerado um dos mais eficazes por especialistas. • Tem parceria com comunidades da Amazônia e da Bahia, que são treinadas para fazer o extrativismo sustentado de produtos como a castanha. • Baniu o uso de testes em animais em 100% de sua linha de produtos. NATURA
  • 16. Exame escolhe Natura a empresa sustentável de 2008 NATURA
  • 17. PROGRAMA CAMINHO SUSTENTÁVEL • Partiu do desejo de comemorar os 120 anos do Colégio de uma forma diferente da tradicional. • Campanha de comunicação: Agência Escala. • O colégio assumiu a sustentabilidade como parte do seu planejamento estratégico. • Alunos tem aulas práticas no parque eólico de Osório. • Carrinho movido a energia solar para coletar o lixo produzido internamente. • Mini-usina de produção de energia com painéis fotovoltaicos. COLÉGIO ANCHIETA
  • 18. Videocase Programa Caminho Sustentável do Colégio Anchieta COLÉGIO ANCHIETA
  • 19. VONPAR Endomarketing Verde • Construção de prédio sustentável ; • Sistema de ventilação natural ; • Sistema inteligente de cortinas ; • Coleta seletiva do lixo ; • Controle do nível de CO2 do ambiente ; • Portas feitas à partir da resina da cana-de-açucar e casca de coco ;
  • 20. NOKIA NOKIA – Ranking Greener Electronics • Ranking com 18 maiores fabricantes ; • Eliminou alguns agentes químicos ; • Reciclagem ; • Mudanças Climáticas – apoio a redução dos gases do efeito estufa;
  • 21. ESTRELA E BRASKEMParceiros ! • Plástico Verde ; • Banco Imobiliário foi o primeiro; • Papel Reciclável ; • Objetivo : Diversão + Educação ; • Alguns temos do jogo foram substituídos;
  • 22. DOM – DALVA E DITOHUMMM • Ingredientes orgânicos, sazonais; • Cultivo próximo ao PDV; • R$ 1,00 / prato para programas de incentivo à biodiversidade ; • Incentivo à participação de mais restaurantes ;
  • 24. “(...) é um termo utilizado para designar um procedimento de marketing utilizado por uma organização (empresa, governo, etc) com o objetivo de dar à opinião pública uma imagem ecologicamente responsável dos seus serviços ou produtos, ou mesmo da própria organização”. GREENWASHIN G Fonte: Wikipedia
  • 25. Greenwashing na visão de dois fantoches GREENWASHIN G
  • 26. 1) Pecado do trade-off oculto: ocorre quando existe uma consequência ambiental negativa mais forte do que aquela característica positiva que está sendo anunciada; 2) Pecado da falta de provas: nesse caso, não há elementos concretos que fundamentem a afirmação da organização; 3) Pecado da vagueza: quando a empresa faz afirmações sem concretude, como afirmar que um produto é simplesmente “ambientalmente correto”; 4) Pecado dos selos de certificação sem credibilidade: muitos produtos contêm selos de certificações inventadas ou que não possuem respaldo em auditorias independentes; 5) Pecado da irrelevância: quando a característica anunciada é prática comum e, portanto, não precisaria ser mostrada; 6) Pecado do menor de dois males: se um produto é ruim por natureza, como o cigarro, mas existe uma versão que promete danos reduzidos; 7) Pecado dos falsos selos: simplesmente estampar um selo falso nas embalagens e materiais promocionais. FONTE: Terra Choice SETE PECADOS DO GREENWASHING
  • 27. GREENWASHING BP • Em 2000, rebranding: de British Petroleum passou para Beyond Petroleum (além do petróleo). • Uma das empresas que mais emite CO2e no mundo: um total de 63 milhões de toneladas em 2007. • Em 2009 disse que pretendia investir US$1,5bi em energias renováveis, o que representa apenas 6,8% de seus investimentos totais em energia. • Contradição: comunicação visa passar a imagem de uma empresa que vai além do petróleo. http://www.youtube.com/watch?v=8liOnfr2BjY&feature=player_embedded
  • 28. GREENWASHING AUDI • Propaganda do Diesel Limpo; • Dão à entender que não há diferença ; • http://www.youtube.com/watch?v=CDu8Zh- a9kM&feature=player_embedded
  • 29. ENTIDADES • Instituto Ethos (http://www1.ethos.org.br): Sua missão é mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade justa e sustentável. • Intituto Akatu (http://www.akatu.org.br/): surgiu dentro do Instituto Ethos, por perceber-se que as empresas só aprofundariam suas práticas de Responsabilidade Social na medida em que os consumidores passassem a valorizar essas iniciativas em suas decisões de compra. • CONAR (http://www.conar.org.br/): organização não-governamental que visa promover a liberdade de expressão publicitária e defender as prerrogativas constitucionais da propaganda comercial. Sua missão inclui principalmente o atendimento a denúncias de consumidores, autoridades, associados ou formuladas pelos integrantes da própria diretoria.
  • 30. ENTIDADES • CEBDS (www.cebds.org.br): fundado em 1997, o CEBDS é uma coalizão dos maiores e mais expressivos grupos empresariais do Brasil. Seu objetivo é criar condições no meio empresarial e nos demais segmentos da sociedade para que haja uma relação harmoniosa entre essas três dimensões da sustentabilidade - econômica, social e ambiental. Empresas associadas:
  • 31. DICAS Ferramenta on-line que armazena informações sobre produtos e serviços desenvolvidos de acordo com normas de sustentabilidade, trazendo dados técnicos, características e avaliação dos impactos ambientais dos produtos em todas as etapas de sua vida útil matéria- prima, processo produtivo, utilização e descarte final. Desenvolvido pela FGV. CATÁLOGO SUSTENTÁVEL
  • 32. DICAS Site com produtos exclusivamente sustentáveis •Moda feminina ; •Moda Masculina ; •Moda Infantil ;
  • 33. OBRIGADA!! UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Clarissa Lourenci e Laura Martins

Notas do Editor

  1. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar:
  2. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar:
  3. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar:
  4. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar:
  5. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar:
  6. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar:
  7. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar:
  8. Até 6m18s
  9. Já que a gente vai falar sobre marketing, acho que ninguem melhor do que o Kotler pra começar: