SlideShare uma empresa Scribd logo
Rotulagem Ambiental:
Mercado Verde
Marketing Ambiental
Marketing Verde
Tiago Henrique Gomes
Daniel
Mercado Verde
 Mercado verde é uma mudança no
comportamento do mercado e do consumidor
 Mudança do processo produtivo:
-Mais sustentável
-Menos impacto ao meio ambiente
-Menos custo energético
-Mais responsabilidade social
-Busca por produtos mais sustentáveis e saudáveis
Mercado Verde
 Harmonia entre economia e o meio ambiente:
-Usar as ferramentas analíticas da ciência econômica para buscar
soluções que promovam qualidade ambiental.
-Incentivos para a prática da conservação ambiental
Impostos verdes
Incentivo fiscais
Transformação de preservação ou poluição em commodities de
mercado.
Mercado Verde
 Conferência da Rio + 20: Chefes de estado acordaram sobre a
importância estratégica fundamental, para emergência da
economia verde no mundo
 International Federation of Private Water Operators:
Desenvolvimento do documento sobre o conceito de economia
circular, que seria uma forma de manejo de recursos naturais não
mais no sistema “fonte-dreno” e sim com reciclagem de materiais,
reduzindo a demanda por matéria-prima.
Mercado Verde
 Economia Verde x Inovação:
 A inovação tecnológica e gerencial apresenta novas formas
de se produzir, gerir ou fazer negócios, aproveitando
mercados ainda não explorados ou mesmo melhorando o
marketing da empresa, resolvendo conflitos com os
próprios instrumentos de mercado.
 No Brasil possui poucos investimentos em inovação,
perdendo oportunidades de melhoria e de estabelecer o
uso sustentável dos recursos
Mercado Verde
 Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA):
Relatório denominado: “Rumo a uma Economia Verde: Caminhos para
o Desenvolvimento Sustentável e a Erradicação da Pobreza”
 Documento do WBCSD/CEBDS, “Visão 2050”: Apresenta
possibilidades de negócios que devem ser estimulados nos próximos
anos para que a sociedade se torne sustentável
 Soluções de saúde, educação, mobilidade urbana; eco eficiência;
medidas ambientais que relacionem recuperação e preservação das
funções ambientais
Marketing Verde
 Definição:
O Marketing Verde é uma estratégia adotada
pelas empresas e está relacionado ao vínculo da
marca com uma imagem ecologicamente correta e
consciente.
Marketing Verde
 Com a constante divulgação de informações sobre
o aquecimento global a onda de conscientização
na sociedade tem aumentado e isso inclui as
ações das empresas frente à problemática
ambiental em todo o mundo.
 Somente na década de 1970 é que o tema
“Marketing Verde” teve destaque nos Estados
Unidos
Marketing Verde
 Critérios de classificação dos processos empresariais como
ecologicamente corretos:
• O uso de componentes sustentáveis (reciclados ou
recicláveis);
• O uso de matérias-primas sustentáveis – recicladas,
reutilizadas, orgânicas, extrativistas cultiváveis ou que não
causam danos ao meio ambiente;
• A redução do uso de embalagens e/ou uso das que são feitas
com materiais recicláveis;
• A utilização de métodos de produção e transporte utilizando
fontes de energia limpa, menor consumo de água e o tratamento
dos efluentes;
• O processo de logística reversa após o consumo, com o
descarte adequado ou sua reutilização.
Marketing Verde
 Eco Produto é todo bem de consumo que COMPROVADAMENTE utilize ao
menos um dos seguintes critérios:
• Componentes sustentáveis (reciclado/reciclável) – mínimo de 20%
• Matérias primas sustentáveis: recicladas, reutilizadas, orgânicas,
extrativistas cultiváveis, não danosos ao meio ambiente
• Embalagens em mínima quantidade e materiais recicláveis e
ambientalmente responsáveis
• Métodos de produção e transporte utilizando fontes de energia limpa,
mínimo consumo de água, tratamento de efluentes com destinação
ambientalmente responsável, logística reversa pós consumo
• Logística reversa ao final do pós consumo
Marketing Verde
 Um revés do Marketing verde em massa é desconfiança
gerada com relação às propostas que se dizem
ecologicamente corretas, mas que na verdade são
apenas meios que as empresas utilizam para
conquistarem este novo nicho de mercado, sem
cumprirem as políticas estabelecidas pela própria
organização.
 EXAME.com – Cada vez mais, as marcas querem convencer o consumidor
a respeito de suas credenciais verdes. Mas as pessoas estão mais desconfiadas...
 Gibbons - Por isso sempre digo “esqueça o verde, pense na informação”. A má
comunicação cria ceticismo no consumidor. A sustentabilidade não deve ser vista como
um canal de comunicação, porque ela não é isso, é sim uma forma de gerir o negócio com
reponsabilidade.
Muito do discurso da sustentabilidade acontece no plano acadêmico e teórico e o consumidor não quer
saber disso, porque não muda a realidade dele. Quando uma empresa me passa uma informação que não me
interessa, eu me pergunto por que essa empresa está dizendo isso. A dica é: Não diga às pessoas o que elas não
querem ouvir, ache uma forma dizer o que é importante para sua empresa de maneira que interesse o
consumidor.
Se você só empurra informação, aumenta o comportamento cético.
Em entrevista para a revista EXAME, o cofundador
e CEO da britânica Good Business, uma das
consultorias líderes em responsabilidade
empresarial, Giles Gibbons, disse:
 EXAME.com – Lembra algum exemplo positivo?
 Gibbons - A Fiat tem uma campanha que mostra ao motorista que, com
medidas simples, como checar o pneu, é possível otimizar a direção do
carro, gastar menos com combustível e evitar multas por poluição. Eles
não vendem o veículo por um ponto de vista sustentável, e, sim, pela
eficiência energética e pelo benefício econômico.
Outro exemplo é uma ação da Procter & Gamble para o sabão
em pó Ariel. Fizeram uma campanha dizendo que, com o novo produto,
não era mais necessário lavar a roupa com água muito quente, que de tão
poderoso, Ariel lavava roupa com água morna. Essa era a primeira
mensagem. A segunda mensagem era do benefício ambiental, de que
dispensar água quente, Ariel usava menos energia. Neste caso, o
Marketing achou um jeito de comunicar a ação verde da companhia de
um ponto vista que interessasse ao consumidor.
Marketing Verde – Selos Verdes e
Rotulagem Ambiental
 Os selos verdes, atestam ações da empresa em favor do meio ambiente , ou seja, é a forma que
a empresa aponta que aquele produto, embalagem ou serviço neutralizou ou diminuiu seus
impactos ao meio ambiente.
 As formas de reduzir esses impactos podem ser as mais diversas:
- Utilizando madeira de reflorestamento.
- Adquirindo matéria prima reciclável.
- Neutralizando a emissão de CO2, um dos principais causadores do efeito estufa
Alguns Benefícios do Selo Verde:
 Financeiro: Para ter um selo verde a empresa precisa desenvolver ações que contribuam para
um planeta melhor e essas ações podem apresentar custos que antes não tinham a mesma
importância perante a empresa como o uso de água e de energia elétrica.
 Valor agregado a marca: Quando se possui um selo verde a empresa entra no hall de instituições
que se preocupam com o futuro do planeta; e esse tipo de ação é bem vista pelo consumidor
final.
 E o mais importante, a contribuição para um planeta melhor e mais sustentável.
 Selo Procel: Voltado para produtos e equipamentos eletrônicos e tem como
função identificar os produtos com melhor desempenho energético dentro de
uma categoria. Esse selo é inserido no produto.
 ISO 14001: Emitido pela ABNT, tem como função atestar que a empresa usa
de maneira racional recursos naturais. Ele não é exibido nos produtos.
 Site Sustentável : A empresa auxilia sites, blog e lojas virtuais a realizarem a
neutralização da emissão de carbono de seus sites. A empresa ganhou espaço
pelo fácil modo como as empresas podem realizar a neutralização, pois o
plantio e cultivo das mudas fica sob responsabilidade do Site Sustentável.
 Rainforest Alliance Certified: Este selo foi desenvolvido para produtos
agrícolas e indica que houve cuidado com a biodiversidade do local onde foi
cultivado, além de apontar respeito ao produtor agrícola.
Rotulagem Ambiental
 Conjunto de instrumentos informativos para estimular
a procura de produtos e serviços com baixos impactos
ambientais através da disponibilização de informação
sobre os seus desempenhos ambientais.
 Tem em consideração a preocupação global e crescente
da proteção do ambiente, por parte dos governos, do
mercado e dos cidadãos.
Classificação dos rótulos Segundo ISO
14020
 Tipo I: Rótulos ambientais certificados:
Programas voluntários que concedem rótulos refletindo
uma preferencia ambiental global de um produto dentro de
uma categoria particular, baseados em considerações do
ciclo de vida.
Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf
Classificação dos rótulos Segundo ISO
14020
 Tipo II: Auto declarações:
Feitas pelos produtores, importadores ou distribuidores,
para informar sobre aspectos ambientais dos produtos e
serviços.
Não são certificadas: Sem custos de certificação ou de
validação.
Criticado em relação as declarações ambientais do Tipo I e III
Classificação dos rótulos Segundo ISO
14020
 Tipo III: Declarações Ambientais do Produto (EPDs)
 Método de avaliação de ciclo de vida (ACV)
Conjunto de dados ambientais quantificáveis ao longo do ciclo de vida
do produto, baseados nos Requisitos Específicos para as diferentes
categorias dos produtos.
Contribui para a disponibilização de informação para a cadeia de
produção e para o consumidor, facilita o processo de desenvolvimento
do produto, melhoria contínua de um Sistema de Gestão Ambiental já
estabelecido, e permite os consumidores a julgar sobre o desempenho
ambiental dos produtos e serviços.
Marketing Ambiental
 Em muitas literaturas, ele também é traduzido como Marketing Verde, ou até
mesmo Marketing Ecológico.
 marketing ambiental e marketing verde segue os mesmos preceitos, sendo
somente diferentes em decorrência dos autores que tratam sobre este
assunto com termos contrários.
 O greenwashing (termo derivativo de um termo da língua inglesa, onde
greenwash é uma mistura de green mais whitewash, o encobrir verde ou a
maquiagem verde) não deve ser confundido com o greenmarketing, ou seja, o
marketing verde, pois greenwashing tornou-se um termo pejorativo, e é
nocivo ao meio ambiente, além de ser uma anomalia conceitual gritante e é
infelizmente comum nos dias de hoje.
Conclusão
 Após a implantação dos diversos tipos de marketing voltados para a
responsabilidade social e ambiental as empresas precisam primeiramente
querer atuar com ética. Caso haja a confirmação do greenwashing em suas
práticas corporativas, se faz necessário um planejamento de demarketing
para diminuir a demanda, diminuindo assim os impactos socioambientais.
 A informação repassada tem uma grande importância à medida que, a partir
dela, os consumidores, seus stakeholders e colaboradores/empregados,
passarão a desenvolver uma consciência crítica em relação à responsabilidade
coletiva e de como suas ações podem impactar o meio ambiente.
 Canais efetivos de comunicação entre os diversos públicos, como o
endomarketing por exemplo.
 *Demarketing: é uma estratégia de marketing utilizada para reduzir a
demanda de forma temporária ou permanente, uma vez que a mesma é
utilizada nos casos de demanda excessiva ou indesejada.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf

Grupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envio
Grupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envioGrupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envio
Grupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envio
ISetor
 
Bag for life
Bag for lifeBag for life
Bag for life
Rozangela Silva
 
Marketing verde versão final
Marketing verde versão finalMarketing verde versão final
Marketing verde versão final
Laura Martins
 
Empreendedorismo Verde
Empreendedorismo VerdeEmpreendedorismo Verde
Empreendedorismo Verde
rodportelafilm
 
Contabilidade Ambietal
Contabilidade AmbietalContabilidade Ambietal
Contabilidade Ambietal
pedrophzp
 
O Boticário - Sustentabilidade nos Negócios
O Boticário - Sustentabilidade nos NegóciosO Boticário - Sustentabilidade nos Negócios
O Boticário - Sustentabilidade nos Negócios
Sistema CNC
 
Estudo de Caso 2
Estudo de Caso 2Estudo de Caso 2
Estudo de Caso 2
albeliodias
 
Embalagem Uma Poderosa Ferramenta De Marketing
Embalagem Uma Poderosa Ferramenta De MarketingEmbalagem Uma Poderosa Ferramenta De Marketing
Embalagem Uma Poderosa Ferramenta De Marketing
keilajsantos
 
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizadoEntenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Gabriela Bornhausen Branco
 
Grupo 5 vantagens
Grupo 5 vantagensGrupo 5 vantagens
Grupo 5 vantagens
vivianemenardi
 
Apresentacao sus rebeca tentar 09 30
Apresentacao sus rebeca tentar 09 30Apresentacao sus rebeca tentar 09 30
Apresentacao sus rebeca tentar 09 30
forumsustentar
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
Regiane Oliveira
 
MKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptxMKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptx
AmarildoJosMorett
 
Reunião Comercial / Mkt
Reunião Comercial / MktReunião Comercial / Mkt
Reunião Comercial / Mkt
Hélio Cabral
 
Apresentação-Econegócios
 Apresentação-Econegócios  Apresentação-Econegócios
Apresentação-Econegócios
Rodrigo Torres Group
 
Sustentabilidade para Pequenos Negocios
Sustentabilidade para Pequenos NegociosSustentabilidade para Pequenos Negocios
Sustentabilidade para Pequenos Negocios
Michelle Raimundo dos Santos
 
Marketing Verde Luiane
Marketing Verde LuianeMarketing Verde Luiane
Marketing Verde Luiane
Gustavo Sartori
 
Ceo fgv sustentável
Ceo fgv sustentávelCeo fgv sustentável
Ceo fgv sustentável
kleber.torres
 
gestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarialgestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarial
Carolina Moura
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
Cadernos PPT
 

Semelhante a Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf (20)

Grupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envio
Grupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envioGrupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envio
Grupo boticario sustentabilidade i_setor_092015_vf envio
 
Bag for life
Bag for lifeBag for life
Bag for life
 
Marketing verde versão final
Marketing verde versão finalMarketing verde versão final
Marketing verde versão final
 
Empreendedorismo Verde
Empreendedorismo VerdeEmpreendedorismo Verde
Empreendedorismo Verde
 
Contabilidade Ambietal
Contabilidade AmbietalContabilidade Ambietal
Contabilidade Ambietal
 
O Boticário - Sustentabilidade nos Negócios
O Boticário - Sustentabilidade nos NegóciosO Boticário - Sustentabilidade nos Negócios
O Boticário - Sustentabilidade nos Negócios
 
Estudo de Caso 2
Estudo de Caso 2Estudo de Caso 2
Estudo de Caso 2
 
Embalagem Uma Poderosa Ferramenta De Marketing
Embalagem Uma Poderosa Ferramenta De MarketingEmbalagem Uma Poderosa Ferramenta De Marketing
Embalagem Uma Poderosa Ferramenta De Marketing
 
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizadoEntenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
Entenda o que é um outsourcing de impressão neutralizado
 
Grupo 5 vantagens
Grupo 5 vantagensGrupo 5 vantagens
Grupo 5 vantagens
 
Apresentacao sus rebeca tentar 09 30
Apresentacao sus rebeca tentar 09 30Apresentacao sus rebeca tentar 09 30
Apresentacao sus rebeca tentar 09 30
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
 
MKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptxMKT Social e Verde.pptx
MKT Social e Verde.pptx
 
Reunião Comercial / Mkt
Reunião Comercial / MktReunião Comercial / Mkt
Reunião Comercial / Mkt
 
Apresentação-Econegócios
 Apresentação-Econegócios  Apresentação-Econegócios
Apresentação-Econegócios
 
Sustentabilidade para Pequenos Negocios
Sustentabilidade para Pequenos NegociosSustentabilidade para Pequenos Negocios
Sustentabilidade para Pequenos Negocios
 
Marketing Verde Luiane
Marketing Verde LuianeMarketing Verde Luiane
Marketing Verde Luiane
 
Ceo fgv sustentável
Ceo fgv sustentávelCeo fgv sustentável
Ceo fgv sustentável
 
gestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarialgestão ambiental empresarial
gestão ambiental empresarial
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 

Último

Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Geagra UFG
 
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdfMuro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Marco Zero Conteúdo
 
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdfCIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
viictorrkk
 
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison TeixeiraMecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Geagra UFG
 
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdfMuro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Marco Zero Conteúdo
 
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdfEconomia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
DeboraGomes73
 
Melhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatísticaMelhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatística
tyciavilela
 
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdfAula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
PriscilaLira27
 
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdfApostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Ademir36
 

Último (9)

Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
 
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdfMuro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
 
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdfCIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
 
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison TeixeiraMecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
 
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdfMuro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
 
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdfEconomia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
 
Melhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatísticaMelhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatística
 
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdfAula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
 
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdfApostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
 

Semi7-Mercado-Verde-Marketing-Ambiental.pdf

  • 1. Rotulagem Ambiental: Mercado Verde Marketing Ambiental Marketing Verde Tiago Henrique Gomes Daniel
  • 2. Mercado Verde  Mercado verde é uma mudança no comportamento do mercado e do consumidor  Mudança do processo produtivo: -Mais sustentável -Menos impacto ao meio ambiente -Menos custo energético -Mais responsabilidade social -Busca por produtos mais sustentáveis e saudáveis
  • 3. Mercado Verde  Harmonia entre economia e o meio ambiente: -Usar as ferramentas analíticas da ciência econômica para buscar soluções que promovam qualidade ambiental. -Incentivos para a prática da conservação ambiental Impostos verdes Incentivo fiscais Transformação de preservação ou poluição em commodities de mercado.
  • 4. Mercado Verde  Conferência da Rio + 20: Chefes de estado acordaram sobre a importância estratégica fundamental, para emergência da economia verde no mundo  International Federation of Private Water Operators: Desenvolvimento do documento sobre o conceito de economia circular, que seria uma forma de manejo de recursos naturais não mais no sistema “fonte-dreno” e sim com reciclagem de materiais, reduzindo a demanda por matéria-prima.
  • 5. Mercado Verde  Economia Verde x Inovação:  A inovação tecnológica e gerencial apresenta novas formas de se produzir, gerir ou fazer negócios, aproveitando mercados ainda não explorados ou mesmo melhorando o marketing da empresa, resolvendo conflitos com os próprios instrumentos de mercado.  No Brasil possui poucos investimentos em inovação, perdendo oportunidades de melhoria e de estabelecer o uso sustentável dos recursos
  • 6. Mercado Verde  Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA): Relatório denominado: “Rumo a uma Economia Verde: Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável e a Erradicação da Pobreza”  Documento do WBCSD/CEBDS, “Visão 2050”: Apresenta possibilidades de negócios que devem ser estimulados nos próximos anos para que a sociedade se torne sustentável  Soluções de saúde, educação, mobilidade urbana; eco eficiência; medidas ambientais que relacionem recuperação e preservação das funções ambientais
  • 7. Marketing Verde  Definição: O Marketing Verde é uma estratégia adotada pelas empresas e está relacionado ao vínculo da marca com uma imagem ecologicamente correta e consciente.
  • 8. Marketing Verde  Com a constante divulgação de informações sobre o aquecimento global a onda de conscientização na sociedade tem aumentado e isso inclui as ações das empresas frente à problemática ambiental em todo o mundo.  Somente na década de 1970 é que o tema “Marketing Verde” teve destaque nos Estados Unidos
  • 9. Marketing Verde  Critérios de classificação dos processos empresariais como ecologicamente corretos: • O uso de componentes sustentáveis (reciclados ou recicláveis); • O uso de matérias-primas sustentáveis – recicladas, reutilizadas, orgânicas, extrativistas cultiváveis ou que não causam danos ao meio ambiente; • A redução do uso de embalagens e/ou uso das que são feitas com materiais recicláveis; • A utilização de métodos de produção e transporte utilizando fontes de energia limpa, menor consumo de água e o tratamento dos efluentes; • O processo de logística reversa após o consumo, com o descarte adequado ou sua reutilização.
  • 10. Marketing Verde  Eco Produto é todo bem de consumo que COMPROVADAMENTE utilize ao menos um dos seguintes critérios: • Componentes sustentáveis (reciclado/reciclável) – mínimo de 20% • Matérias primas sustentáveis: recicladas, reutilizadas, orgânicas, extrativistas cultiváveis, não danosos ao meio ambiente • Embalagens em mínima quantidade e materiais recicláveis e ambientalmente responsáveis • Métodos de produção e transporte utilizando fontes de energia limpa, mínimo consumo de água, tratamento de efluentes com destinação ambientalmente responsável, logística reversa pós consumo • Logística reversa ao final do pós consumo
  • 11. Marketing Verde  Um revés do Marketing verde em massa é desconfiança gerada com relação às propostas que se dizem ecologicamente corretas, mas que na verdade são apenas meios que as empresas utilizam para conquistarem este novo nicho de mercado, sem cumprirem as políticas estabelecidas pela própria organização.
  • 12.  EXAME.com – Cada vez mais, as marcas querem convencer o consumidor a respeito de suas credenciais verdes. Mas as pessoas estão mais desconfiadas...  Gibbons - Por isso sempre digo “esqueça o verde, pense na informação”. A má comunicação cria ceticismo no consumidor. A sustentabilidade não deve ser vista como um canal de comunicação, porque ela não é isso, é sim uma forma de gerir o negócio com reponsabilidade. Muito do discurso da sustentabilidade acontece no plano acadêmico e teórico e o consumidor não quer saber disso, porque não muda a realidade dele. Quando uma empresa me passa uma informação que não me interessa, eu me pergunto por que essa empresa está dizendo isso. A dica é: Não diga às pessoas o que elas não querem ouvir, ache uma forma dizer o que é importante para sua empresa de maneira que interesse o consumidor. Se você só empurra informação, aumenta o comportamento cético. Em entrevista para a revista EXAME, o cofundador e CEO da britânica Good Business, uma das consultorias líderes em responsabilidade empresarial, Giles Gibbons, disse:
  • 13.  EXAME.com – Lembra algum exemplo positivo?  Gibbons - A Fiat tem uma campanha que mostra ao motorista que, com medidas simples, como checar o pneu, é possível otimizar a direção do carro, gastar menos com combustível e evitar multas por poluição. Eles não vendem o veículo por um ponto de vista sustentável, e, sim, pela eficiência energética e pelo benefício econômico. Outro exemplo é uma ação da Procter & Gamble para o sabão em pó Ariel. Fizeram uma campanha dizendo que, com o novo produto, não era mais necessário lavar a roupa com água muito quente, que de tão poderoso, Ariel lavava roupa com água morna. Essa era a primeira mensagem. A segunda mensagem era do benefício ambiental, de que dispensar água quente, Ariel usava menos energia. Neste caso, o Marketing achou um jeito de comunicar a ação verde da companhia de um ponto vista que interessasse ao consumidor.
  • 14. Marketing Verde – Selos Verdes e Rotulagem Ambiental  Os selos verdes, atestam ações da empresa em favor do meio ambiente , ou seja, é a forma que a empresa aponta que aquele produto, embalagem ou serviço neutralizou ou diminuiu seus impactos ao meio ambiente.  As formas de reduzir esses impactos podem ser as mais diversas: - Utilizando madeira de reflorestamento. - Adquirindo matéria prima reciclável. - Neutralizando a emissão de CO2, um dos principais causadores do efeito estufa Alguns Benefícios do Selo Verde:  Financeiro: Para ter um selo verde a empresa precisa desenvolver ações que contribuam para um planeta melhor e essas ações podem apresentar custos que antes não tinham a mesma importância perante a empresa como o uso de água e de energia elétrica.  Valor agregado a marca: Quando se possui um selo verde a empresa entra no hall de instituições que se preocupam com o futuro do planeta; e esse tipo de ação é bem vista pelo consumidor final.  E o mais importante, a contribuição para um planeta melhor e mais sustentável.
  • 15.  Selo Procel: Voltado para produtos e equipamentos eletrônicos e tem como função identificar os produtos com melhor desempenho energético dentro de uma categoria. Esse selo é inserido no produto.  ISO 14001: Emitido pela ABNT, tem como função atestar que a empresa usa de maneira racional recursos naturais. Ele não é exibido nos produtos.  Site Sustentável : A empresa auxilia sites, blog e lojas virtuais a realizarem a neutralização da emissão de carbono de seus sites. A empresa ganhou espaço pelo fácil modo como as empresas podem realizar a neutralização, pois o plantio e cultivo das mudas fica sob responsabilidade do Site Sustentável.  Rainforest Alliance Certified: Este selo foi desenvolvido para produtos agrícolas e indica que houve cuidado com a biodiversidade do local onde foi cultivado, além de apontar respeito ao produtor agrícola.
  • 16. Rotulagem Ambiental  Conjunto de instrumentos informativos para estimular a procura de produtos e serviços com baixos impactos ambientais através da disponibilização de informação sobre os seus desempenhos ambientais.  Tem em consideração a preocupação global e crescente da proteção do ambiente, por parte dos governos, do mercado e dos cidadãos.
  • 17. Classificação dos rótulos Segundo ISO 14020  Tipo I: Rótulos ambientais certificados: Programas voluntários que concedem rótulos refletindo uma preferencia ambiental global de um produto dentro de uma categoria particular, baseados em considerações do ciclo de vida.
  • 19. Classificação dos rótulos Segundo ISO 14020  Tipo II: Auto declarações: Feitas pelos produtores, importadores ou distribuidores, para informar sobre aspectos ambientais dos produtos e serviços. Não são certificadas: Sem custos de certificação ou de validação. Criticado em relação as declarações ambientais do Tipo I e III
  • 20. Classificação dos rótulos Segundo ISO 14020  Tipo III: Declarações Ambientais do Produto (EPDs)  Método de avaliação de ciclo de vida (ACV) Conjunto de dados ambientais quantificáveis ao longo do ciclo de vida do produto, baseados nos Requisitos Específicos para as diferentes categorias dos produtos. Contribui para a disponibilização de informação para a cadeia de produção e para o consumidor, facilita o processo de desenvolvimento do produto, melhoria contínua de um Sistema de Gestão Ambiental já estabelecido, e permite os consumidores a julgar sobre o desempenho ambiental dos produtos e serviços.
  • 21. Marketing Ambiental  Em muitas literaturas, ele também é traduzido como Marketing Verde, ou até mesmo Marketing Ecológico.  marketing ambiental e marketing verde segue os mesmos preceitos, sendo somente diferentes em decorrência dos autores que tratam sobre este assunto com termos contrários.  O greenwashing (termo derivativo de um termo da língua inglesa, onde greenwash é uma mistura de green mais whitewash, o encobrir verde ou a maquiagem verde) não deve ser confundido com o greenmarketing, ou seja, o marketing verde, pois greenwashing tornou-se um termo pejorativo, e é nocivo ao meio ambiente, além de ser uma anomalia conceitual gritante e é infelizmente comum nos dias de hoje.
  • 22. Conclusão  Após a implantação dos diversos tipos de marketing voltados para a responsabilidade social e ambiental as empresas precisam primeiramente querer atuar com ética. Caso haja a confirmação do greenwashing em suas práticas corporativas, se faz necessário um planejamento de demarketing para diminuir a demanda, diminuindo assim os impactos socioambientais.  A informação repassada tem uma grande importância à medida que, a partir dela, os consumidores, seus stakeholders e colaboradores/empregados, passarão a desenvolver uma consciência crítica em relação à responsabilidade coletiva e de como suas ações podem impactar o meio ambiente.  Canais efetivos de comunicação entre os diversos públicos, como o endomarketing por exemplo.  *Demarketing: é uma estratégia de marketing utilizada para reduzir a demanda de forma temporária ou permanente, uma vez que a mesma é utilizada nos casos de demanda excessiva ou indesejada.