SlideShare uma empresa Scribd logo
Educação Ambiental

    Jefferson.brito@ifap.edu.br
Coordena_ambi_laranjal@ifap.edu.br
METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO
●   1ª AVALIAÇÃO – Exercícios e Atividades+ Prova do Bimestre- 10 pts
    (Cada)
●   2ª AVALIAÇÃO – Exercícios/Atividades , Seminário (10,0 pontos)-
    (Apresentação e parte Escrita)/ Prova do Bimestre – 10 pts
●   3ª AVALIAÇÃO- Montagem de um insetário/ Exsicata/Prova
    Escrita/Atividades
●   4ª AVALIAÇÃO – Relatório de Visita Técnica / Prova escrita do conteúdo
    bimestral (10,0 pontos)
●   Recuperação Final: Criação de dinâmicas em Ea para o programa
    mulheres mil /Prova Escrita (10,0 pontos).
                 FÓRMULA= MC = 3(N1 + N2) + 4N3=
                                      10
                    MC= 3(4+7)+4(6)=57/10= 5,7 R
                MC = Média do Componente Curricular
                  N1 = Nota da Avaliação Parcial 1
                  N2 = Nota da Avaliação Parcial 2
                    N3 = Nota da Avaliação Geral
O Homem no Meio Ambiente


Revolução Neolítica-10.000 a.c


Revolução Industrial

Pós-Revolução Industrial
CRISE AMBIENTAL
Uso Inadequado do solo nos E.U.A




Eliminação de espécie de Gramínea nativa na região
Tempestade de poeira
Preocupação Ambiental no Brasil(Século XIX)




José Bonifácio de Andrada e Silva, um dos autores presentes no livro, em uma
representação à Assembléia Constituinte e Legislativa do Império do Brasil, em 1823,
escreveu: "... Nossas preciosas matas vão desaparecendo, vítimas do fogo e do machado
destruidor da ignorância e do egoísmo... e com o andar do tempo faltarão as chuvas
fecundantes que favoreçam a vegetação e alimentem nossas fontes e rios, sem o que o
nosso belo Brasil, em menos de dois séculos, ficará reduzido aos páramos e desertos
áridos da Líbia..."
Livro Primavera
         Silenciosa
• 1962

•Doses maciças nas lavouras americanas

•Incomodou o Lobby da indústria química

•Recebeu este nome pelo desaparecimento das Aves migratórias
envenenadas pelo produto                                       Rachel Carlson
ATIVIDADE
1) O Homem da Era Neolítica deixou de ser Nômade para ser:
a) Obeso
b) Articulado
c) Sedentário
d) Desocupado
JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA

2) Qual era as principais fontes de energia utilizado no período da
   revolução industrial ?
3) A partir de que ação inicio-se a desertificação nos campos planos
   nativos nos E.U.A ?
4) Explique o porque do titulo do livro de Rachel Carson: “ Primavera
   Silenciosa ?
Aula2: Conceitos de Educação
              Ambiental e Histórico
              O que é Educação Ambiental?
●   Educação Ambiental é uma ação destinada a
    reformular comportamentos e recriar valores
    perdidos ou jamais alcançados. É a busca da
    reflexão constante sobre o destino do homem
    face aos recursos naturais e ao futuro do planeta.
                                   Aziz Ab’Saber
OUTROS CONCEITOS:
●   Educação para uma vida sustentável envolve uma
    pedagogia centrada na compreensão da vida, uma
    experiência de aprendizagem no mundo real que
    supere a nossa alienação da natureza e reacenda o
    senso de participação e um currículo que ensine às
    nossas    crianças   os   princípios   básicos   da
    sustentabilidade.               Fritjof Capra
●   “A Educação Ambiental, para cumprir sua
    finalidade, conforme definida na Constituição
    Federal, na Lei 9.795/99, que institui a Política
    Nacional de Educação Ambiental (PRONEA) e
    em seu Decreto regulamentador (4.281/02).

    ●   A Educação Ambiental deve tratar de questões
        globais críticas.
HISTÓRICO DE ALGUNS PROBLEMAS
      AMBIENTAIS NO MUNDO
• 1930- Inversão térmica na Bélgica, poluentes da
Indústria siderúrgica, causando adoecimentos e
morte.

• Inverno de 1952 em Londres, aumento da
utilização de carvão mineral para calefação,
aumento da concentração de poluentes- 4000 mil
mortes na época.
• Em 1953 na baía de Minamata no Japão,
efeitos da contaminação por mercúrio lançado
por indústrias;

• 1950 na Cidade de Cubatão-SP é instalado a
primeira refinaria de petróleo, ar da cidade é
inssuportável;
• Modelos de desenvolvimento x Realidade
Sócio-Ambiental
Porquê Educação Ambiental ?

A prepotência e a arrogância com que o homem tratava o
seu meio tornava-o cego ao óbvio: os recursos ambientais
são finitos, limitados e estão dinamicamente inter-
relacionados. A diminuição drástica de um pode causar o
mesmo em outro aparentemente não relacionado a ele.
(Pedrini,1997, p.21).
A partir do Século XX

      •Constatação de Ecossistemas degradados;

      •Falta de qualidade de vida dos povos;

      • Hoje em dia já se fala em ameaça a
      continuidade da vida a longo prazo
•  “Os Problemas ambientais foram criados por homens e mulheres e
deles virão as soluções.
Estas não serão obras de gênios, de politícos ou tecnocratas, mas sim
de cidadãos e cidadãs” (REIGOTA, 2009, p.19).
Todos esses Eventos corroboraram para a
necessidade de buscar na educação suporte para
que mudanças de comportamentos ambiental
fossem estabelecidas. Para tanto, houve
necessidade de adjetivar a educação e então
surgiu a Educação Ambiental.
VIDEO EDUCAÇÃO AMBIENTAL
ATIVIDADE

1) CRIE UM CONCEITO DE EDUCAÇÃO
            AMBIENTAL

 2) PESQUISE E TRAGA NA PRÓXIMA
AULA DIA 30/03/2012: O Conceito de EA de
         acordo com o MMA
Aula 4:
       Conferências Ambientais no Mundo
 1968- Clube de Roma, fundado pelo industrial Aurélio Peccei ( Fiat e
          Olivetti) e pelo cientista escocês Alexander King:

• Problemas relacionados ao consumo das reservas dos recursos naturais não-
                               renováveis;
          • Crescimento da população mundial até o século XXI;

             Criação do Relatório Limites do crescimento:
                       -Industrialização acelerada;
                   - Rápido Crescimento demográfico;
               - Esgotamento de recursos não renováveis;
O Clube de Roma deixou Clara a necessidade “ de se investir numa mudança
            radical na mentalidade de consumo e procriação”.
1972- Estocolmo (Suécia)- 1º Conferência
  Mundial de Meio Ambiente Humano
  • Consequência dos relatórios do clube de Roma;

  • Percebe-se a necessidade da educação dos cidadãos;

  • Busca soluções para os problemas M.A;
  • Corresponsabilidade no controle e fiscalização dos agentes
                        degradadores;
   • Tema Poluição industrial como principal pauta da discussão;
1975- Belgrado: Seminário Internacional
        sobre EA- Carta de Belgrado

•Atentou para a importância de um novo tipo de educação;


• Um novo e produtivo relacionamento entre estudantes e professores;


• O que pressupõe uma EA contínua, voltada para os interesses
     nacionais, integrada às diferenças e multidisciplinar;
1977- Conferência de Tbilisi- Geórgia (Ex-
                    União Soviética)
  • Trabalhos apresentados voltados ao M.A realizados em diversos países;


• Saíram as definições, os objetivos, os princípios e as estratégias para EA
adotadas até hoje no mundo;


• A EA passou a ser uma importante ferramenta de transformação e quebra
de paradigmas;
1987- 2º Congresso Internacional de EA- Moscou

  Objetivos:

  • Avaliar a EA nos países membros da UNESCO desde a conferência de
  Tbilisi ;

  • Traçar um plano de ação para a década de 1990;


  • Se começou a falar sobre a importância de uma formação em EA;
1992- Rio 92 (ECO 92)
• Pela 1º vez foi permitido a participação de entidades da sociedade
(ONG´S);

• Porém não tinham direito de deliberar;

Foram aprovados 05 acordos internacionais:
• Declaração do Rio sobre meio Ambiente e desenvolvimento;

• Agenda 21 e os meios para sua implementação;
• Declaração de Florestas;

• Convenção- Quadro sobre mudanças Climáticas;
• Convenção sobre mudanças diversidade biológica;
2002- Rio + 10 (Jhoanesburgo-África do Sul)
• Analisar os progressos obtidos desde a ECO 92;
• Estabelecer meios mais eficazes para a implementação da
agenda 21;
• Contexto histórico Mundial conturbado o que impossibilitou
os avanços desejados;
• 11 de Setembro;

• Invasão no Norte-Americana no Iraque;


                      RIO + 20 ...???

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
Gilberto Ribeiro Pinto Júnior
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
DAIANE AZOLINI
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMC
proftstsergioetm
 
gestão ambiental
gestão ambientalgestão ambiental
gestão ambiental
Neilany Sousa
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
lucasvinicius98
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
Cadernos PPT
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
Antonio Wilton
 
gestão ambiental
gestão ambientalgestão ambiental
gestão ambiental
Gisele Fernandes
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Carlos Priante
 
Aula 5 reciclagem
Aula 5  reciclagemAula 5  reciclagem
Aula 5 reciclagem
Giovanna Ortiz
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
taisy goncalves
 
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
Aula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   SlideAula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   Slide
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
budhamider
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
Silmara Vedoveli
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administração
e-Tec
 
Politicas Ambientais
Politicas AmbientaisPoliticas Ambientais
Politicas Ambientais
Ezequias Guimaraes
 
Aula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambientalAula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambiental
sionara14
 
Aula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambientalAula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambiental
Fundação Educacionbal Unificada Campograndense
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
Francisco de Assis da S Araujo
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
Dheymia de Lima
 

Mais procurados (20)

Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMC
 
gestão ambiental
gestão ambientalgestão ambiental
gestão ambiental
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
gestão ambiental
gestão ambientalgestão ambiental
gestão ambiental
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentável
 
Aula 5 reciclagem
Aula 5  reciclagemAula 5  reciclagem
Aula 5 reciclagem
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
Aula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   SlideAula 1    GestãO Ambiental E Responsabilidade Social   Slide
Aula 1 GestãO Ambiental E Responsabilidade Social Slide
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administração
 
Politicas Ambientais
Politicas AmbientaisPoliticas Ambientais
Politicas Ambientais
 
Aula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambientalAula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambiental
 
Aula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambientalAula de sustentabilidade_ambiental
Aula de sustentabilidade_ambiental
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 

Semelhante a Aula Educação ambiental 1

I Curso De Introdução A E A
I  Curso De Introdução A  E AI  Curso De Introdução A  E A
I Curso De Introdução A E A
fesansao
 
Histórico da Educação Ambiental
Histórico da Educação AmbientalHistórico da Educação Ambiental
Histórico da Educação Ambiental
Jéssica Asencio
 
Gt4 apresentacao final
Gt4 apresentacao finalGt4 apresentacao final
Gt4 apresentacao final
Procambiental
 
evolucao_historica_ambiental.pdf
evolucao_historica_ambiental.pdfevolucao_historica_ambiental.pdf
evolucao_historica_ambiental.pdf
OlgaPortodaSilvaGald
 
Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01
Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01
Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01
Sara Ceron Hentges
 
Aula 2 educacao para sustentabilidade (1)
Aula 2   educacao para sustentabilidade (1)Aula 2   educacao para sustentabilidade (1)
Aula 2 educacao para sustentabilidade (1)
USP
 
Aula 4 2014.1 ucam - rsa - evol historica
Aula 4   2014.1 ucam - rsa - evol historicaAula 4   2014.1 ucam - rsa - evol historica
Aula 4 2014.1 ucam - rsa - evol historica
Angelo Peres
 
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel
Nilton Goulart
 
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)
Nilton Goulart
 
Avaliação de geografia territorialidade e paisagem
Avaliação de geografia territorialidade e paisagemAvaliação de geografia territorialidade e paisagem
Avaliação de geografia territorialidade e paisagem
Atividades Diversas Cláudia
 
Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company Empresa Verde Consul...
Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company  Empresa Verde Consul...Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company  Empresa Verde Consul...
Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company Empresa Verde Consul...
Empresa Verde Consultoria em Sustentabilidade Empresarial
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
Aula 02 1
Aula 02 1Aula 02 1
Aula 02 1
Josenete Cardoso
 
As conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambienteAs conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambiente
Ana Paula Bezerra
 
NOVA ORDEM AMBIENTAL
NOVA ORDEM AMBIENTAL NOVA ORDEM AMBIENTAL
NOVA ORDEM AMBIENTAL
Marcelo Dores
 
A construção do conceito de meio ambiente.pptx
A construção do conceito de meio ambiente.pptxA construção do conceito de meio ambiente.pptx
A construção do conceito de meio ambiente.pptx
KatyaSmiljanic
 
A sustentabilidade para além dos muros da universidade
A sustentabilidade para além dos muros da universidadeA sustentabilidade para além dos muros da universidade
A sustentabilidade para além dos muros da universidade
MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
 
O Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ Pnuma
O Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ PnumaO Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ Pnuma
O Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ Pnuma
Instituto Besc
 
Aula 2 - Educação Ambiental.pptx
Aula 2 - Educação Ambiental.pptxAula 2 - Educação Ambiental.pptx
Aula 2 - Educação Ambiental.pptx
adelmapereiraazevedo
 
Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"
Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"
Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"
Matheus Yuri
 

Semelhante a Aula Educação ambiental 1 (20)

I Curso De Introdução A E A
I  Curso De Introdução A  E AI  Curso De Introdução A  E A
I Curso De Introdução A E A
 
Histórico da Educação Ambiental
Histórico da Educação AmbientalHistórico da Educação Ambiental
Histórico da Educação Ambiental
 
Gt4 apresentacao final
Gt4 apresentacao finalGt4 apresentacao final
Gt4 apresentacao final
 
evolucao_historica_ambiental.pdf
evolucao_historica_ambiental.pdfevolucao_historica_ambiental.pdf
evolucao_historica_ambiental.pdf
 
Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01
Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01
Aula1 sgaecertificao-140310095637-phpapp01
 
Aula 2 educacao para sustentabilidade (1)
Aula 2   educacao para sustentabilidade (1)Aula 2   educacao para sustentabilidade (1)
Aula 2 educacao para sustentabilidade (1)
 
Aula 4 2014.1 ucam - rsa - evol historica
Aula 4   2014.1 ucam - rsa - evol historicaAula 4   2014.1 ucam - rsa - evol historica
Aula 4 2014.1 ucam - rsa - evol historica
 
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel
 
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)
[Segmedtrab] desenvolvimento sustentavel desenvolvimento sustentavel (1)
 
Avaliação de geografia territorialidade e paisagem
Avaliação de geografia territorialidade e paisagemAvaliação de geografia territorialidade e paisagem
Avaliação de geografia territorialidade e paisagem
 
Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company Empresa Verde Consul...
Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company  Empresa Verde Consul...Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company  Empresa Verde Consul...
Portfólio de Cursos, Palestras, Treinamentos in Company Empresa Verde Consul...
 
Aula 02
Aula 02Aula 02
Aula 02
 
Aula 02 1
Aula 02 1Aula 02 1
Aula 02 1
 
As conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambienteAs conferencias em defesa do meio ambiente
As conferencias em defesa do meio ambiente
 
NOVA ORDEM AMBIENTAL
NOVA ORDEM AMBIENTAL NOVA ORDEM AMBIENTAL
NOVA ORDEM AMBIENTAL
 
A construção do conceito de meio ambiente.pptx
A construção do conceito de meio ambiente.pptxA construção do conceito de meio ambiente.pptx
A construção do conceito de meio ambiente.pptx
 
A sustentabilidade para além dos muros da universidade
A sustentabilidade para além dos muros da universidadeA sustentabilidade para além dos muros da universidade
A sustentabilidade para além dos muros da universidade
 
O Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ Pnuma
O Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ PnumaO Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ Pnuma
O Desenvolvimento Sustentável Na Prática/ Pnuma
 
Aula 2 - Educação Ambiental.pptx
Aula 2 - Educação Ambiental.pptxAula 2 - Educação Ambiental.pptx
Aula 2 - Educação Ambiental.pptx
 
Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"
Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"
Aula 5 Aula de "homem, sociedade e meio ambiente"
 

Último

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 

Aula Educação ambiental 1

  • 1. Educação Ambiental Jefferson.brito@ifap.edu.br Coordena_ambi_laranjal@ifap.edu.br
  • 2. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO ● 1ª AVALIAÇÃO – Exercícios e Atividades+ Prova do Bimestre- 10 pts (Cada) ● 2ª AVALIAÇÃO – Exercícios/Atividades , Seminário (10,0 pontos)- (Apresentação e parte Escrita)/ Prova do Bimestre – 10 pts ● 3ª AVALIAÇÃO- Montagem de um insetário/ Exsicata/Prova Escrita/Atividades ● 4ª AVALIAÇÃO – Relatório de Visita Técnica / Prova escrita do conteúdo bimestral (10,0 pontos) ● Recuperação Final: Criação de dinâmicas em Ea para o programa mulheres mil /Prova Escrita (10,0 pontos). FÓRMULA= MC = 3(N1 + N2) + 4N3= 10 MC= 3(4+7)+4(6)=57/10= 5,7 R MC = Média do Componente Curricular N1 = Nota da Avaliação Parcial 1 N2 = Nota da Avaliação Parcial 2 N3 = Nota da Avaliação Geral
  • 3. O Homem no Meio Ambiente Revolução Neolítica-10.000 a.c Revolução Industrial Pós-Revolução Industrial
  • 5. Uso Inadequado do solo nos E.U.A Eliminação de espécie de Gramínea nativa na região
  • 7. Preocupação Ambiental no Brasil(Século XIX) José Bonifácio de Andrada e Silva, um dos autores presentes no livro, em uma representação à Assembléia Constituinte e Legislativa do Império do Brasil, em 1823, escreveu: "... Nossas preciosas matas vão desaparecendo, vítimas do fogo e do machado destruidor da ignorância e do egoísmo... e com o andar do tempo faltarão as chuvas fecundantes que favoreçam a vegetação e alimentem nossas fontes e rios, sem o que o nosso belo Brasil, em menos de dois séculos, ficará reduzido aos páramos e desertos áridos da Líbia..."
  • 8. Livro Primavera Silenciosa • 1962 •Doses maciças nas lavouras americanas •Incomodou o Lobby da indústria química •Recebeu este nome pelo desaparecimento das Aves migratórias envenenadas pelo produto Rachel Carlson
  • 9. ATIVIDADE 1) O Homem da Era Neolítica deixou de ser Nômade para ser: a) Obeso b) Articulado c) Sedentário d) Desocupado JUSTIFIQUE SUA RESPOSTA 2) Qual era as principais fontes de energia utilizado no período da revolução industrial ? 3) A partir de que ação inicio-se a desertificação nos campos planos nativos nos E.U.A ? 4) Explique o porque do titulo do livro de Rachel Carson: “ Primavera Silenciosa ?
  • 10. Aula2: Conceitos de Educação Ambiental e Histórico O que é Educação Ambiental? ● Educação Ambiental é uma ação destinada a reformular comportamentos e recriar valores perdidos ou jamais alcançados. É a busca da reflexão constante sobre o destino do homem face aos recursos naturais e ao futuro do planeta. Aziz Ab’Saber
  • 11. OUTROS CONCEITOS: ● Educação para uma vida sustentável envolve uma pedagogia centrada na compreensão da vida, uma experiência de aprendizagem no mundo real que supere a nossa alienação da natureza e reacenda o senso de participação e um currículo que ensine às nossas crianças os princípios básicos da sustentabilidade. Fritjof Capra
  • 12. “A Educação Ambiental, para cumprir sua finalidade, conforme definida na Constituição Federal, na Lei 9.795/99, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental (PRONEA) e em seu Decreto regulamentador (4.281/02). ● A Educação Ambiental deve tratar de questões globais críticas.
  • 13. HISTÓRICO DE ALGUNS PROBLEMAS AMBIENTAIS NO MUNDO • 1930- Inversão térmica na Bélgica, poluentes da Indústria siderúrgica, causando adoecimentos e morte. • Inverno de 1952 em Londres, aumento da utilização de carvão mineral para calefação, aumento da concentração de poluentes- 4000 mil mortes na época.
  • 14. • Em 1953 na baía de Minamata no Japão, efeitos da contaminação por mercúrio lançado por indústrias; • 1950 na Cidade de Cubatão-SP é instalado a primeira refinaria de petróleo, ar da cidade é inssuportável; • Modelos de desenvolvimento x Realidade Sócio-Ambiental
  • 15. Porquê Educação Ambiental ? A prepotência e a arrogância com que o homem tratava o seu meio tornava-o cego ao óbvio: os recursos ambientais são finitos, limitados e estão dinamicamente inter- relacionados. A diminuição drástica de um pode causar o mesmo em outro aparentemente não relacionado a ele. (Pedrini,1997, p.21).
  • 16. A partir do Século XX •Constatação de Ecossistemas degradados; •Falta de qualidade de vida dos povos; • Hoje em dia já se fala em ameaça a continuidade da vida a longo prazo • “Os Problemas ambientais foram criados por homens e mulheres e deles virão as soluções. Estas não serão obras de gênios, de politícos ou tecnocratas, mas sim de cidadãos e cidadãs” (REIGOTA, 2009, p.19).
  • 17. Todos esses Eventos corroboraram para a necessidade de buscar na educação suporte para que mudanças de comportamentos ambiental fossem estabelecidas. Para tanto, houve necessidade de adjetivar a educação e então surgiu a Educação Ambiental.
  • 19. ATIVIDADE 1) CRIE UM CONCEITO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL 2) PESQUISE E TRAGA NA PRÓXIMA AULA DIA 30/03/2012: O Conceito de EA de acordo com o MMA
  • 20. Aula 4: Conferências Ambientais no Mundo 1968- Clube de Roma, fundado pelo industrial Aurélio Peccei ( Fiat e Olivetti) e pelo cientista escocês Alexander King: • Problemas relacionados ao consumo das reservas dos recursos naturais não- renováveis; • Crescimento da população mundial até o século XXI; Criação do Relatório Limites do crescimento: -Industrialização acelerada; - Rápido Crescimento demográfico; - Esgotamento de recursos não renováveis; O Clube de Roma deixou Clara a necessidade “ de se investir numa mudança radical na mentalidade de consumo e procriação”.
  • 21. 1972- Estocolmo (Suécia)- 1º Conferência Mundial de Meio Ambiente Humano • Consequência dos relatórios do clube de Roma; • Percebe-se a necessidade da educação dos cidadãos; • Busca soluções para os problemas M.A; • Corresponsabilidade no controle e fiscalização dos agentes degradadores; • Tema Poluição industrial como principal pauta da discussão;
  • 22. 1975- Belgrado: Seminário Internacional sobre EA- Carta de Belgrado •Atentou para a importância de um novo tipo de educação; • Um novo e produtivo relacionamento entre estudantes e professores; • O que pressupõe uma EA contínua, voltada para os interesses nacionais, integrada às diferenças e multidisciplinar;
  • 23. 1977- Conferência de Tbilisi- Geórgia (Ex- União Soviética) • Trabalhos apresentados voltados ao M.A realizados em diversos países; • Saíram as definições, os objetivos, os princípios e as estratégias para EA adotadas até hoje no mundo; • A EA passou a ser uma importante ferramenta de transformação e quebra de paradigmas;
  • 24. 1987- 2º Congresso Internacional de EA- Moscou Objetivos: • Avaliar a EA nos países membros da UNESCO desde a conferência de Tbilisi ; • Traçar um plano de ação para a década de 1990; • Se começou a falar sobre a importância de uma formação em EA;
  • 25. 1992- Rio 92 (ECO 92) • Pela 1º vez foi permitido a participação de entidades da sociedade (ONG´S); • Porém não tinham direito de deliberar; Foram aprovados 05 acordos internacionais: • Declaração do Rio sobre meio Ambiente e desenvolvimento; • Agenda 21 e os meios para sua implementação; • Declaração de Florestas; • Convenção- Quadro sobre mudanças Climáticas; • Convenção sobre mudanças diversidade biológica;
  • 26. 2002- Rio + 10 (Jhoanesburgo-África do Sul) • Analisar os progressos obtidos desde a ECO 92; • Estabelecer meios mais eficazes para a implementação da agenda 21; • Contexto histórico Mundial conturbado o que impossibilitou os avanços desejados; • 11 de Setembro; • Invasão no Norte-Americana no Iraque; RIO + 20 ...???