SlideShare uma empresa Scribd logo
CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA 
MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC Belo Horizonte 
2014
IP.14.02.TCC.001 
Página 2 de 19 
PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 - Ementa Desenvolvimento do trabalho de conclusão de curso que integre diferentes conteúdos e conceitos aprendidos pelos alunos durante o curso, desenvolvendo sua capacidade analítica e crítica, enfatizando a aplicação prática de conhecimentos de engenharia. Conceito de ciência; Método científico; Problema de pesquisa, hipótese e variáveis; Definição dos objetivos; Método de pesquisa (qualitativo x quantitativo); Natureza da pesquisa; Coleta de dados; Tratamento e análise de dados; Normatização e estrutura da pesquisa. O desenvolvimento do trabalho deve seguir o Manual de Elaboração do TCC publicado todos os semestres letivos. 2 - Objetivo Geral Proporcionar ao aluno a possibilidade de desenvolver um trabalho completo de pesquisa e síntese sob a supervisão de um professor. 3 - Objetivos Específicos Planejar e desenvolver o trabalho de conclusão de curso, de forma a aprofundar e aplicar os conhecimentos adquiridos durante o curso, sobretudo aqueles que demonstrem familiaridade com a temática escolhida; Aplicar diretrizes metodológicas para documentar o desenvolvimento do trabalho científico, em especial as normas da ABNT e as normas de elaboração de trabalho científica da UNA; Concluir com a elaboração e apresentação oral e impressa de um artigo científico. 4 - Justificativa 
O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC finaliza o processo de graduação, contribuindo para a formação profissional dos alunos do Instituto Politécnico do Centro Universitário UNA, através da aplicação e consolidação dos conhecimentos acumulados ao longo do curso. Os Projetos Pedagógicos dos cursos de Engenharia contemplam a obrigatoriedade de cursar a
IP.14.02.TCC.001 
Página 3 de 19 
disciplina Metodologia de TCC com uma carga horária mínima estabelecida de acordo com o Projeto Político Pedagógico de cada curso, para a obtenção do título de Bacharel nos cursos de Engenharias oferecidos pelo Centro Universitário UNA. 5 - Metodologia A estrutura organizacional da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso envolve, além do discente regularmente matriculado, a participação dos seguintes entes: I. Colegiado de Curso – Coordenadores de curso e professores; II. Núcleo de Trabalho de Conclusão de Curso - NTCC; III. Professor da disciplina de TCC – Professor Orientador Metodológico; IV. Professores do curso de Engenharia – Professor Orientador Técnico; V. Banca avaliadora – Comissão formada pelo professor orientador técnico e pelo menos um professor convidado; Na estrutura envolvida vale ressaltar que o professor orientador metodológico se responsabiliza por estabelecer as diretrizes metodológicas a serem utilizadas na elaboração e execução do projeto científico (de acordo com o tipo de pesquisa: experimental, bibliográfica, de campo, estudo de caso, etc.) e pela avaliação da forma de apresentação do trabalho. Já o professor orientador técnico é o especialista na área temática escolhida que, além de definir com o aluno o problema a ser resolvido, dá apoio científico ao orientando durante o desenvolvimento do projeto, avaliando o conteúdo do mesmo. O trabalho deverá ser desenvolvido individualmente e para que o aluno curse a disciplina de TCC é necessário que o mesmo tenha ao menos 70% dos créditos do curso realizados. De acordo com o cronograma estabelecido na TABELA 03 o aluno deverá preencher e encaminhar ao NTCC duas cópias impressas, totalmente preenchidas e assinadas da ficha de inscrição (ANEXO A) do seu trabalho de acordo com a atividade I descrita na TABELA 01. DOCUMENTOS INCOMPLETOS E/OU SEM ASSINATURAS NÃO SERÃO RECEBIDOS PELO NTCC.
IP.14.02.TCC.001 
Página 4 de 19 
Enquanto não for feita a submissão do ANEXO A ao NTCC, bem como a sua aprovação pelo Colegiado de Curso, serão trabalhados em sala textos associados à metodologia científica. Definida a estrutura de trabalho, após conclusão e aprovação do processo de inscrição (ANEXO A) no qual o tema é proposto, bem como sua justificativa, o aluno deverá realizar as atividades de II a VI conforme descritas na TABELA 01. Após aprovação e assinatura pelo NTCC, uma cópia do ANEXO A será devolvida para o professor orientador metodológico. Qualquer alteração no ANEXO A deverá ser solicitada imediatamente ao professor orientador metodológico que encaminhará o pedido para nova aprovação do NTCC, caso julgue pertinente. Nesse caso, o aluno deverá entregar ao professor orientador metodológico 02 cópias do ANEXO A com as devidas alterações solicitadas, totalmente preenchidas e assinadas inclusive pelo professor orientador técnico. Alterações não notificadas através desse processo, até a 10ª semana do calendário acadêmico oficial da UNA, implicará na não marcação da defesa de TCC, IMPLICANDO NA REPROVAÇÃO AUTOMÁTICA DA DISCIPLINA. O produto final do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é denominado Artigo Técnico de Conclusão de Curso – ATCC (vide modelo que deverá ser adotado no ANEXO B), o qual se caracteriza por ser um documento escrito de acordo com as normas estabelecidas no Manual de Atividades Acadêmicas da UNA, devendo conter no mínimo 10 e no máximo 12 páginas de elementos textuais. Deverá ser original não podendo constituir de conteúdo proveniente de projetos acadêmicos já elaborados em outras atividades. Deve-se salientar que a cópia total ou parcial de trabalho existente, bem como de trechos de livro sem que se identifiquem adequadamente as fontes (ver regra no Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos) é considerado plágio e constitui fraude. A confirmação da existência de plágio ocasionará a reprovação do trabalho.
IP.14.02.TCC.001 
Página 5 de 19 
TABELA 01 – Atividades discentes a serem realizadas e entregues na Disciplina de TCC 
ATIVIDADE 
DESCRIÇÃO 
DOCUMENTO DE ENTREGA 
I O que fazer? 
Escolha do tema da pesquisa e justificativa. Propor o tema de TCC verificando a conformidade do tema com as competências definidas para as áreas de conhecimento. 
ANEXO A 
II Por que fazer? Para que fazer? 
Seleção do material a ser pesquisado. Estudo de fontes bibliográficas para subsidiar: - Histórico do tema - Objetivos: Geral e específicos 
Primeira versão do artigo científico contendo o título, autoria, orientadores, e-mails, a afiliação institucional e o esboço da primeira seção - a Introdução, que deve conter as questões respondidas nas atividades I e II, com as citações bibliográficas e da seção das Referências. 
III Com o que fazer? 
Pesquisa bibliográfica na área em que o tema se insere para estudar: - Marco teórico que subsidia a solução do problema 
Segunda versão do artigo científico acrescido das seções anteriores, que devem constar o estudo realizado nesta atividade com as devidas atualizações da Introdução e das Referências. 
IV Onde fazer? Quando fazer? Como fazer? 
Desenvolvimento da pesquisa para: - Especificar a metodologia, ou seja, a descrição do processo a ser seguido no desenvolvimento da pesquisa com a exposição dos métodos e técnicas a serem utilizados. Identificação das ferramentas que darão suporte à resolução do problema. - Detalhar como será feita a coleta de dados, se for o caso. 
Terceira versão do artigo científico com a inserção do material produzido nessa atividade e atualização das Referências. 
V Quais os resultados? O que se pode concluir? Os objetivos foram alcançados? 
Finalização da pesquisa: Análise dos resultados, conclusões, correlação com os objetivos propostos para o trabalho. Releitura do artigo para alterar os tempos verbais, não cabendo mais verbos no futuro. 
Quarta versão do artigo cientifico com a inserção do material produzido nessa atividade. 
VI O trabalho tem continuidade? Revisão de seções anteriores é necessária? Qual o resumo do trabalho / palavras-chave? 
Revisão de todas as seções abordadas, sobretudo a introdução; estabelecendo, se for o caso, recomendações para trabalhos futuros; apresentação do resumo (abstract) e palavras- chave (keywords). 
Quinta e última versão do artigo científico contendo todas as atividades realizadas e atualizações pertinentes. 
VII Apresentação Oral 
Apresentação Oral do Trabalho de Conclusão de Curso no I Seminário de Apresentações de TCC. 
Apresentação oral em 20 minutos através da utilização de recursos audiovisuais. 
Nota 01: Para completo preenchimento do ANEXO A é de responsabilidade do aluno sugerir e convidar um professor como seu orientador técnico. O docente deve ser um professor do campus em que está cursando a
IP.14.02.TCC.001 
Página 6 de 19 
disciplina. A escolha deve ser pautada no objetivo de estudo da pesquisa ou projeto em questão. Caso o aluno não tenha conhecimento de professores que possam lhe orientar deverá procurar a coordenação do seu curso até o dia 20 de fevereiro para auxílio. Por conseguinte cada professor poderá ter no máximo 10 orientandos. 6 - Processo de Avaliação O trabalho do aluno é avaliado pelo: 
 Professor orientador metodológico, que realiza atividades relacionadas à apresentação e dinâmica da disciplina, discute a forma de apresentação do trabalho, atendendo às normas de metodologia científica. 
 Professor orientador técnico, que se responsabiliza pela abordagem do conteúdo do tema estudado. 
 Banca de avaliação que analisa as tarefas VI e VII. 
Os pontos da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso serão atribuídos aos alunos de acordo com a TABELA 02, caracterizando a entrega das atividades de trabalho de I a VII que deverão ser cumpridas dentro do cronograma estabelecido na TABELA 03. TABELA 02 – Distribuição de pontos 
ATIVIDADE 
DISTRIBUIÇÃO DE PONTOS x RESPONSÁVEL PELA AVALIAÇÃO 
Professor Orientador Metodológico 
Professor Orientador Técnico 
Total 
I 
5 
5 
10 
II 
5 
5 
10 
III 
5 
5 
10 
IV 
5 
5 
10 
V 
10 
10 
20 
VI e VII 
- 
40 * 
40 
TOTAL 
100 
* Avaliação consensual entre o Professor Orientador Técnico e o Professor Convidado para participar da Banca de Avaliadora dos Alunos. O professor Orientador Técnico será responsável pela condução dos trabalhos de avaliação, o que inclui o preenchimento da Ata de Defesa (ANEXO C), com a deliberação da nota final ao aluno.
IP.14.02.TCC.001 
Página 7 de 19 
Nota 02: As atividades I a V deverão ser avaliadas pelo professor orientador metodológico através do preenchimento do ANEXO D. Nesse mesmo formulário, é apresentado um guia para correção que poderá ser utilizado a critério do professor. Nota 03: As atividades I a V deverão ser avaliadas também pelo professor orientador técnico através do preenchimento do ANEXO E. Nesse mesmo formulário, é apresentado um guia para correção (sem atribuição de pontos a serem descontados) que poderá ser utilizado a critério do professor. Ao final da atividade V o orientador técnico deverá finalizar o preenchimento e encaminhar o ANEXO D em conjunto com a Ata de Defesa ao NTCC, logo após a apresentação do TCC à banca de avaliação. Nota 04: A Ata de Defesa devidamente preenchida e assinada por todos os membros da banca deverá ser entregue pelo professor orientador técnico ao NTCC, que a arquivará e repassará ao professor orientador metodológico a nota a ser lançada no sistema referente à apresentação (defesa) e à orientação técnica. Nota 05: Cada dia de atraso na entrega de qualquer etapa descrita na tabela acima incorrerá, respectivamente, em 20% de desconto na nota atribuída (Vide cronograma TABELA 03). 7 - Cronograma As atividades descritas na TABELA 02 deverão ser realizadas de acordo com o cronograma abaixo: TABELA 03 – Cronograma de atividades discentes 
ATIVIDADE 
DESCRIÇÃO 
SEMANA DE ENTREGA 
RESPOSÁVEL PELO RECEBIMENTO 
I 
Escolha do tema da pesquisa e justificativa. Indicação do professor orientador técnico. Preenchimento COMPLETO da ficha de inscrição (ANEXO A). 
3ª 
NTCC 
II 
1a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 
5ª 
Professor Orientador Metodológico e Técnico 
III 
2a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 
8ª 
Professor Orientador Metodológico e Técnico 
IV 
3a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 
11ª 
Professor Orientador Metodológico e Técnico 
V 
4a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 
14ª 
Professor Orientador Metodológico e Técnico 
VI 
Versão Final do ATCC (cópia física ou eletrônica para os professores e cópia eletrônica – formatos DOC e PDF – para o NTCC: ntcc.politecnico@una.br ) 
16ª 
Professor Orientador Metodológico e Técnico NTCC
IP.14.02.TCC.001 
Página 8 de 19 
VII 
Apresentação Oral do Trabalho de Conclusão de Curso - Defesa 
18ª e 19ª 
Professor Orientador Técnico e Professor Convidado 
Nota 06: Cabe ao professor orientador técnico a indicação e convite ao professor convidado para composição da banca avaliadora, bem como, a marcação da data e horário da defesa. O agendamento deverá ser feito até a 17ª semana letiva do semestre, pessoalmente ou através do email: ntcc.politecnico@una.br ). EM NENHUMA HIPOTESE SERÁ ACEITA DEFESAS MARCADAS EM PERIODO DIFERENTE AO EXPOSTO NA TABELA 03. Nota 07: Cada dia de atraso na entrega de qualquer etapa acima incorrerá, respectivamente, em 20% de desconto na nota atribuída. Nota 08: As propostas de trabalho, através do ANEXO A, serão avaliadas pelo Colegiado de Curso e o parecer final será enviado ao professor orientador metodológico em até 5 dias úteis após o término do período de inscrição e entrega da documentação. Nota 09: Propostas reprovadas deverão ser reapresentadas, através de um novo preenchimento do ANEXO A, e entregues ao NTCC até 02 dias úteis após o envio do e-mail de notificação da reprovação. A resposta será divulgada em até 02 dias úteis. Não será concedida uma 3ª oportunidade para apresentação de propostas de trabalho. Nota 10: Não serão aceitos atrasos para entrega da Atividade I, implicando na REPROVAÇÃO AUTOMÁTICA DA DISCIPLINA. Nota 11: Os produtos referentes às Etapas I a VI deverão ser entregues ao professor orientador metodológico, impreterivelmente no horário de aula, e ao orientador técnico de acordo com sua disponibilidade e orientação do professor ao aluno, respeitando a semana letiva apresentada na TABELA 03. Nota 12: A não entrega das atividades VI e VII* de acordo com o estabelecido, acarretará na reprovação automática do acadêmico. *O aluno que comprovar o aceite do ATCC (completo), até o prazo estabelecido na TABELA 03, em congressos correlatos a sua área de atuação estará dispensado da defesa oral para banca avaliadora do TCC mediante a apresentação da carta de aceite do trabalho sob anuência do colegiado de curso. NOTA 13: Em caso de aprovação com restrição das atividades VI e VII, o discente terá um prazo (estipulado pela banca) para apresentar ao orientador técnico a versão final do ATCC contendo as correções elencadas pela banca em meio digital. 
NOTA 14: O ATCC corrigido após a defesa (APROVAÇÃO COM RESTRIÇÃO) deverá ser enviado eletronicamente para o endereço ntcc.politecnico@una.br, com cópia para o orientador técnico nos formatos DOC e PDF. O NTCC só divulgará a nota final para o professor orientador metodológico após autorização do professor orientador técnico. NOTA 16: É de responsabilidade do NTCC a emissão de certificados de orientação e de participação de bancas avaliadoras.
IP.14.02.TCC.001 
Página 9 de 19 
8 - Referências Bibliográficas 
1. FRANÇA, Júnia Lessa. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 8a Edição, BH. UFMG, 2009. 
2. LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 4ed,São Paulo. 2001. 
3. Medeiros, João Bosco. Redação técnica: elaboração de relatórios técnico-científicos e técnica de normalização textual: teses, dissertações, monografias, relatórios técnico- científicos, TCC. 2 ED. São Paulo. Atlas. 2010. 
4. Centro Universitário UNA. Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos: Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e Metodologia Científica. 2011; Belo Horizonte. Disponível em www.una.br. 2011. 
5. SEVERINO, Antonio J. Metodologia do trabalho científico. 23ªed. São paulo: Cortez, 2007. 
6. http://metodologia.org/ 
9 - Anexos ANEXO A – Ficha de Inscrição ANEXO B – Modelo de ATCC ANEXO C – Ata de Defesa ANEXO D – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Metodológico ANEXO E – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Técnico Os casos omissos serão resolvidos pelo Colegiado dos cursos do Instituto Politécnico. Belo Horizonte, 08 de agosto de 2014. 
Ana Paula Ladeira - Diretora
IP.14.02.TCC.001 
Página 10 de 19 
ANEXO A – Ficha de Inscrição da Disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso 
FICHA DE INSCRIÇAO DA PROPOSTA DO TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO 
O aluno abaixo relacionado, matriculado no curso de Engenharia _____________________ do Instituto Politécnico - UNA, vem requerer a inscrição na disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso. 
Nome Completo: 
RA: 
E- mail: 
Tel.: 
Data da Solicitação: 
Assinatura do aluno: Tema a ser desenvolvido: 
Título da Pesquisa/Projeto 
Justificativa 
Professor Orientador Técnico 
Nome: 
Aceite do Professor (assinatura): 
Data do aceite: 
Observações: Professor Orientador Metodológico 
Nome: 
Assinatura do professor: Considerações do Colegiado de Curso 
APROVADO REPROVADO Data: 
Assinatura / Carimbo: 
Observações:
IP.14.02.TCC.001 
Página 11 de 19 
ANEXO B – Modelo de ATCC Preparação do Artigo de Trabalho de Conclusão de Curso Nome e sobrenome do autor (e-mail do autor) Nome e sobrenome do orientador técnico Nome e sobrenome do orientador metodológico Coordenação de curso de <nome do curso> 
Resumo – Estas instruções fornecem as orientações básicas para a preparação do ATCC desenvolvido a partir das atividades do TIDIR/PA. Este modelo apresenta diretrizes para a preparação de artigos, as quais têm por base orientações do IEEE (Institute of Electrical and Electronic Engineers). O texto deverá ser escrito em linguagem técnica. Não cite referências no resumo. O resumo não deve exceder 100 palavras. Evite usar abreviaturas no título e, caso sejam necessárias, descreva-as no resumo. Siga atentamente estas instruções, permitindo um texto legível e uniforme. Palavras-chaves  Preparação do ATCC, formato DUAS colunas. I. INTRODUÇÃO Neste trabalho são encontradas as diretrizes para a formatação dos artigos que normalmente são exigidas pelos eventos (conferências) patrocinadas pelo IEEE. Ao longo do trabalho também são descritas as partes que o constituem. Atualmente, é sabido que há diversas metodologias sugeridas na literatura com relação à montagem de artigos científicos. Sempre as formatações se devem a uma necessária padronização dos trabalhos para que os mesmos possam fazer parte dos anais ou, do que sido mais frequente, do CD da conferência no qual vão gravados os artigos. Este trabalho tem como base orientações do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) [1]. 
A introdução deve conter informações do contexto do assunto estudado, de modo que possa o leitor ter uma clara posição do que será abordado ao longo do artigo. Assim, desde o início, o leitor deve ter uma clara visão dos caminhos a serem trilhados, de certa forma prevendo os resultados. Portanto, por seu caráter didático, a INTRODUÇÃO deve, no primeiro parágrafo, seguir o mais claramente possível o que pretende o autor. Em seguida deve procurar situar o problema a ser examinado em relação ao desenvolvimento científico e técnico do momento. Assim sendo, sempre que pertinente, devem ser examinadas a importância do assunto, o estado da arte (contexto atual do tema), o que é desconhecido no assunto, as áreas de controvérsias (caso existam), a natureza e a extensão da contribuição pretendida. II. SUGESTÕES DIVERSAS Ao longo do corpo do trabalho diversos aspectos devem ser observados no tocante à formatação e ao desenvolvimento do assunto abordado. Assim algumas orientações são apresentadas a seguir. A. Formatação do Artigo 
Prepare seu artigo definindo o tamanho do papel como A4, com a margem superior e inferior com tamanho 25mm e as margens esquerda e direita com tamanho 18mm e 12mm, respectivamente. O espaço entre as colunas é de 5mm, e as colunas são de 88mm, com parágrafos justificados. Utilizar uma fonte do tamanho 10, Times, Times New Roman ou Dutch Roman. Procure sempre colocar as tabelas e
IP.14.02.TCC.001 
Página 12 de 19 
figuras para se ajustarem às larguras das colunas. No 
final do artigo procure ajustar os tamanhos das 
colunas de forma que ambas as colunas tenham a 
mesma aparência. 
As figuras e tabelas devem ser colocadas no 
topo ou na parte inferior da página. Evite colocá-las 
no meio das colunas. Figuras e tabelas muito largas 
poderão ocupar o espaço das duas colunas. Os títulos 
das figuras deverão vir imediatamente abaixo das 
mesmas; os títulos das tabelas deverão vir 
imediatamente acima destas. Evite colocar as figuras 
e tabelas antes de serem mencionadas ao longo do 
texto. Observe a Fig. 1 e a Tabela I. Nesta pode ser 
identificada a formatação para as fontes em cada 
parte do trabalho. 
-1 0 1 2 3 4 5 
-2 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
-1 0 1 2 3 4 5 
Campo Aplicado (kA/m) 
Magnetização (kA/m) 
-2 0 2 4 6 8 10 12 14 16 
As legendas das figuras costumam ser fonte de 
confusão. Procure empregar palavras ao invés de 
símbolos. 
Fig. 1 - Magnetização em Função do Campo Aplicado 
Note como o título é centralizado na coluna 
Primeiras letras maiúsculas 
Como exemplo, escreva a quantidade 
“Magnetização”, ou “Magnetização, M”, e não 
simplesmente “M”. Coloque as unidades de medidas 
entre parênteses.No exemplo, escreva 
“Magnetização (A/m)”, e não “A/m”. 
Multiplicadores nas legendas também 
freqüentemente causam alguma confusão. Portanto, 
escreva “Magnetização (kA/m)” ou “Magnetização 
(103 A/m)”. Não escreva “Magnetização (A/m) x 
1000”, pois pode levar o leitor a confusão na 
interpretação dos valores. As legendas das figuras 
devem ser sempre legíveis. 
As notas de rodapé deverão ser enumeradas por 
meio de sobrescrito. Coloque a note de rodapé atual 
no rodapé da coluna na qual a mesma foi citada. 
B. Referências 
As referências deverão ser enumeras à medida que 
são citadas ao longo do texto entre colchetes [1]. 
Sempre que se for realizar alguma menção à 
referência apenas o faça referindo-se ao número, 
como em [3]. Não utilize “Ref. [3]” ou “referência 
[3]”, exceto no início de sentenças: “A referência [3] 
foi a primeira...”. 
Coloque os nomes de todos os autores. Não utilize 
o termo “et al.”, a menos que haja mais de seis 
autores. Observe ao final deste trabalho o formato 
definido para as referências.
IP.14.02.TCC.001 
Página 13 de 19 
C. Abreviações 
Defina as abreviaturas inicialmente antes de 
começar o texto, ou seja, antes da introdução. 
Abreviações como IEEE, SI, MKS, CGS, cc, ac e 
rms não precisão ser definidas. Não utilize 
abreviaturas em títulos, a menos que seja 
imprescindível. 
D. Equações 
Enumere as equações seqüencialmente com o 
número da equação entre parênteses e alinhado à 
margem direita, como em (1). Uma boa dica é a 
utilização de editor de equações como o Microsoft 
Equation, por exemplo). Para fazer suas equações 
mais compactas, pode ser utilizado o símbolo de 
fração (/), a função exp, ou expoentes convenientes. 
Os símbolos e variáveis empregados devem ser em 
itálico. Empregue o sinal de travessão para indicar a 
operação de subtração, ou sinal disponível em 
editores de equação. Sempre utilize também os 
parênteses para evitar ambigüidades no 
denominador. Não se esqueça de pontuar 
adequadamente com vírgula ou ponto quando a 
equação for parte da sentença, como em 
ax  bx  c  y 2 
. (1) 
Esteja certo de que os símbolos ou 
grandezas utilizados na equação tenham sido 
definidos antes ou imediatamente após a citação. 
Use “(1)”, não “Eq. (1)” ou “equação (1)”, exceto no 
início de sentença: “Equação (1) é...”. 
E. Do Conteúdo do Corpo do Trabalho 
Após a INTRODUÇÃO vem o corpo do trabalho, 
também conhecido como desenvolvimento. Deve ser 
realizada uma abordagem teórica do assunto 
estudado, seguido dos resultados obtidos em 
laboratório (simulação e/ou experimentais). Assim o 
leitor terá uma visão completa a respeito do 
conteúdo estudado. 
F. Outras recomendações 
O uso de números romanos para enumerar os 
títulos das seções é opcional. Se for utilizado 
enumere a partir da INTRODUÇÃO, mas não use este 
procedimento para os AGRADECIMENTOS e 
REFERÊNCIAS. 
Utilize um zero antes da vírgula que indica 
decimal: “0,25”, e não “, 25”. Não misture palavras 
com abreviações de unidades: “Wb/m2” ou “weber 
por metro quadrado”, não “weber/m2”. Escreva por 
extenso a unidade quando a grandeza está no texto: 
“... poucos henries”, e não “... poucos H”. Enumere 
cada página no topo da página, alinhado à direita: “1 
de 3”, “2 de 3”, etc. 
Utilize o sistema internacional de medidas 
(MKS), evitando assim a combinação entre sistemas 
de medidas, o que geralmente é fonte de confusão, 
em especial porque as equações não são 
dimensionalmente coerentes. Caso sejam 
empregados sistemas de medidas diferentes, declare 
claramente as unidades para cada grandeza na 
equação. 
III. CONCLUSÃO 
A CONCLUSÃO, como a INTRODUÇÃO, devem ser 
escritas em uma só seção sem subseção. Nesta seção 
é realizada uma apreciação do trabalho onde são 
abordados os aspectos principais do trabalho, 
realçando a sua contribuição à disciplina. A 
CONCLUSÃO deve fazer sentido para quem não leu 
todo o trabalho ou para quem leu, no máximo a 
INTRODUÇÃO. Deve-se, entretanto, evitar a 
repetição. 
AGRADECIMENTOS 
Muitas das pesquisas realizadas são financiadas 
por algum órgão de fomento, sendo que muitos 
destes órgãos sugerem que, quando da publicação de 
artigos, seja realizado o devido reconhecimento 
público. Normalmente este espaço é utilizado para 
tal fim.
IP.14.02.TCC.001 
Página 14 de 19 
REFERÊNCIAS 
[1] http://www.ieee.org. Em 27/10/2004, 10:20h. [2] J. O’Malley. “Análise de Circuitos”. McGraw-Hill do Brasil, 1983. [3] D. E. Johnson, J. L. Hilburn e J. R. Johnson. “Fundamentos de Análise de Circuitos”. Editora Prentice-Hall do Brasil, 1994. [4] J. Clerk Maxwell, A Treatise on Electricity and Magnetism, 3rd ed., vol. 2. Oxford: Clarendon, 1892, pp.68-73. [5] I.S. Jacobs and C.P. Bean, “Fine particles, thin films and exchange anisotropy,” in Magnetism, vol. III, G.T. Rado and H. Suhl, Eds. New York: Academic, 1963, pp. 271-350. 
[6] K. Elissa, at al. “Title of paper if known,” unpublished.
IP.14.02.TCC.001 
Página 15 de 19 
ANEXO C – Ata de Defesa 
FICHA DE AVALIAÇÃO DA BANCA – TCC – ENGENHARIA 
Nome do aluno: 
Orientador: 
RA: 
Engenharia: Título do Trabalho (Preenchimento Obrigatório) 
Produto Escrito *1 Pontuação 20pt 4 pts por item 
1. Normatização: o trabalho está dentro dos requisitos exigidos pela ABNT: capa, folha de rosto, formatação, paginação, numeração, abreviaturas, quadros, tabelas, figuras, citações bibliográfica e referências 
2. Aspecto estrutural do trabalho: O trabalho apresenta resumo, introdução, delimitação do tema / área, justificativa, problemática, objetivo(s), procedimentos metodológicos, referencial (desenvolvimento) teórico, apresentação do caso prático, apresentação dos resultados, conclusão e referências bibliográficas. 
3. Pertinência dos procedimentos metodológicos: os procedimentos metodológicos são pertinentes ao(s) objetivo(s) proposto(s) para o trabalho 
4. Apresentação e análise dos resultados: Os dados foram colhidos adequadamente e são consistentes com a proposta do trabalho; a discussão dos resultados está clara e proporciona uma análise coerente e consistente 
5. Propostas e conclusão: As propostas são coerentes com os resultados apresentados e com o referencial teórico construído pelo aluno. A Conclusão está coerente e contempla o trabalho como um todo. 
TOTAL 
Artefato*1(se houver) 
Obs.: Apresentação Oral*2 Pontuação 20 pts 4 pts por item 
1 Clareza na apresentação. 
2. Coerência nas argumentações. 
3. Uso equilibrado do tempo. 
4. Domínio da norma culta (concordância verbal) 
5. Qualidade dos recursos de apoio utilizados 
TOTAL 
ATENÇAO: *1 – Produto escrito = 20 pontos, SE HOUVER produto físico: produto escrito = produto físico = 10 pontos/cada. *2 – Apresentação oral = 20 pontos. 
NOTA FINAL 
PARECER FINAL: 
APROVADO 
REPROVADO 
APROVADO COM RESTRIÇÃO 
Belo Horizonte,____/_____/ 2014 BANCA EXAMINADORA: 
PROFESSOR 1: | Assinatura: 
PROFESSOR 2: | Assinatura: 
Data para entrega do trabalho final (ntcc.politecnico@una.br) com os ajustes sugeridos pela banca:___/____/2014
IP.14.02.TCC.001 
Página 16 de 19 
ANEXO D – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Metodológico 
FICHA DE AVALIAÇÃO DO PROFESSOR 
ORIENTADOR METODOLÓGICO 
Nome do aluno: 
RA: 
Engenharia: 
Professor Responsável: 
Atividade 
Data de Entrega (prevista) 
Data de Entrega (efetiva) 
Pontuação 
Nota 
I 
25/08 a 29/08 
5,0 
II 
08/09 a 12/09 
5,0 
III 
06/10 a 10/10 
5,0 
IV 
20/10 a 24/10 
5,0 
V 
10/11 a 14/11 
10,0 
Total 
30,0 
Guia para Avaliação de TCC – Professor Orientador Metodológico 
Item 
Descrição 
Valor a ser descontado caso não cumprida a descrição 
1 
O texto do artigo científico deve seguir as regras de construção estabelecidas no Manual de Atividades Acadêmicas: tamanho papel, formatação, tipo e tamanho da fonte de acordo com a seção em que o texto estiver inserido. 
0,5 
2 
Texto na terceira pessoa do singular, impessoal. 
0,5 
3 
As citações das fontes pesquisadas no corpo do texto são obrigatórias e devem seguir as normas do Manual de Atividades Acadêmicas. 
0,5 
4 
As referências são obrigatórias e devem seguir as normas do Manual de Atividades Acadêmicas. 
0,5
IP.14.02.TCC.001 
Página 17 de 19 
5 
Deve haver correspondência biunívoca entre os documentos inseridos nas Referências e os das citações do corpo do texto. 
0,5 
6 
O texto é dividido em três partes: 1ª parte (Títulos, Autores, Afiliação Institucional, E-mails, Resumo e Abstract), 2ª parte (o texto que compõe de Introdução, seções de Desenvolvimento, Conclusão e Agradecimentos) e, a 3ª parte (Referências, Apêndices e Anexos). 
0,5 
7 
Os documentos das Referências devem estar em ordem alfabética. 
0,5 
8 
Toda ilustração deve ser referenciada no texto, numerada, conter título e, caso seja de outro autor, deve ser indicada a fonte bibliográfica. 
0,5 
9 
Os títulos das seções e subseções devem seguir a formatação do Manual de Atividades Acadêmicas, em tipo e tamanho de fonte, espaçamento. 
0,5 
10 
Os parágrafos devem seguir as normas de afastamento, espaçamento entre si, espaçamento entre linhas, conforme estabelecido no Manual de Atividades Acadêmicas. 
0,5
IP.14.02.TCC.001 
Página 18 de 19 
ANEXO E – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Técnico 
FICHA DE AVALIAÇÃO DO PROFESSOR 
ORIENTADOR TÉCNICO 
Nome do aluno: 
RA: 
Engenharia: 
Professor Responsável: 
Atividade 
Data de Entrega (prevista) 
Data de Entrega (efetiva) 
Pontuação 
Nota 
I 
25/08 a 29/08 
5,0 
II 
08/09 a 12/09 
5,0 
III 
06/10 a 10/10 
5,0 
IV 
20/10 a 24/10 
5,0 
V 
10/11 a 14/11 
10,0 
Total 
- 
30,0 
Guia para Avaliação de TCC – Orientador Técnico 
Item 
Descrição 
Valor Descontado 
1 
O título deve ser conciso, claro e refletir o objetivo geral do trabalho. 
2 
A Introdução do artigo deve conter: O tema da pesquisa, o problema a ser resolvido, o foco da abordagem, objetivo geral, objetivos específicos, justificativa para o trabalho (contextualização do problema, situando-o em sua área temática e/ou explicitando as circunstâncias de sua aplicabilidade). 
3 
O Desenvolvimento deve ser subdividido em seções contendo: Revisão bibliográfica, descrição da metodologia aplicada para solucionar o problema, conjunto de passos que compõem o método (caminho) utilizado na resolução do problema, especificação das técnicas (ferramentas) utilizadas para realização dos passos, inclusive para a coleta e quantificação dos dados. Por ultimo, os resultados são apresentados e discutidos. 
4 
Na conclusão deve-se: apresentar a síntese do estudo realizado, aspectos essenciais da pesquisa, relacionar os resultados obtidos com os objetivos propostos, dificuldades
IP.14.02.TCC.001 
Página 19 de 19 
encontradas, sugestão de trabalhos futuros.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Manual tcc outubro_20101
Manual tcc outubro_20101Manual tcc outubro_20101
Manual tcc outubro_20101
Priscila Costa
 
Textos de apoio e docs sobre a pap
Textos de apoio e docs sobre a papTextos de apoio e docs sobre a pap
Textos de apoio e docs sobre a pap
downa2013
 
Modelo de-projeto-pedagógico
Modelo de-projeto-pedagógicoModelo de-projeto-pedagógico
Modelo de-projeto-pedagógico
Luciano Almeida
 
Tcc -diretrizes_eesc_v_2010
Tcc  -diretrizes_eesc_v_2010Tcc  -diretrizes_eesc_v_2010
Tcc -diretrizes_eesc_v_2010
Milene Carvalho de Sousa
 
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Ana Garcez
 
Manual do tcc 2013 1
Manual do tcc 2013 1Manual do tcc 2013 1
Manual do tcc 2013 1
Dércio Luiz Reis
 
Plano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e Engenharias
Plano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e EngenhariasPlano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e Engenharias
Plano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e Engenharias
Micaela Redondo
 
Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...
Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...
Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...
Faculdade de Tecnologia de Americana (Americana/SP); Faculdade de Tecnologia de Sumaré (Sumaré/SP);
 
Caderno de apoio ao professor 10 f
Caderno de apoio ao professor 10 fCaderno de apoio ao professor 10 f
Caderno de apoio ao professor 10 f
Silvia Couto
 
ResolucaoACC
ResolucaoACCResolucaoACC
ResolucaoACC
Annkatlover
 
Livro de aulas tcc i
Livro de aulas tcc iLivro de aulas tcc i
Livro de aulas tcc i
Srilis Mourao
 
10º testes leya
10º testes leya10º testes leya
10º testes leya
Graça Gomes
 
Estágio cursos de licenciaturas i ii e iii
Estágio cursos de licenciaturas i ii e iiiEstágio cursos de licenciaturas i ii e iii
Estágio cursos de licenciaturas i ii e iii
HELENO FAVACHO
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Felipe Bugov
 
Norma tcc fgv
Norma tcc   fgvNorma tcc   fgv
Norma tcc fgv
Giselma Alves
 
An2avaliacao das aprendizagens
An2avaliacao das aprendizagensAn2avaliacao das aprendizagens
An2avaliacao das aprendizagens
Abel Antunes
 
Manual atividades complementares
Manual atividades complementaresManual atividades complementares
Manual atividades complementares
producaoaudiovisualunip
 
Tecnico em planejamento offshore
Tecnico em planejamento offshoreTecnico em planejamento offshore
Tecnico em planejamento offshore
alexandre Silveira
 
Recomendações do GT -
Recomendações do GT -Recomendações do GT -
Recomendações do GT -
Patricia Almeida Ashley
 
Relato 25 nov 2010
Relato 25 nov 2010Relato 25 nov 2010
Relato 25 nov 2010
Patricia Almeida Ashley
 

Mais procurados (20)

Manual tcc outubro_20101
Manual tcc outubro_20101Manual tcc outubro_20101
Manual tcc outubro_20101
 
Textos de apoio e docs sobre a pap
Textos de apoio e docs sobre a papTextos de apoio e docs sobre a pap
Textos de apoio e docs sobre a pap
 
Modelo de-projeto-pedagógico
Modelo de-projeto-pedagógicoModelo de-projeto-pedagógico
Modelo de-projeto-pedagógico
 
Tcc -diretrizes_eesc_v_2010
Tcc  -diretrizes_eesc_v_2010Tcc  -diretrizes_eesc_v_2010
Tcc -diretrizes_eesc_v_2010
 
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)Fisica quimica (c.profissionais) (1)
Fisica quimica (c.profissionais) (1)
 
Manual do tcc 2013 1
Manual do tcc 2013 1Manual do tcc 2013 1
Manual do tcc 2013 1
 
Plano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e Engenharias
Plano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e EngenhariasPlano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e Engenharias
Plano de Gestão para criação de Projeto Técnico de Arquitetura e Engenharias
 
Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...
Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...
Artigo: Realizando um TG (Trabalho de Graduação) de sucesso, pelo Prof. Benê ...
 
Caderno de apoio ao professor 10 f
Caderno de apoio ao professor 10 fCaderno de apoio ao professor 10 f
Caderno de apoio ao professor 10 f
 
ResolucaoACC
ResolucaoACCResolucaoACC
ResolucaoACC
 
Livro de aulas tcc i
Livro de aulas tcc iLivro de aulas tcc i
Livro de aulas tcc i
 
10º testes leya
10º testes leya10º testes leya
10º testes leya
 
Estágio cursos de licenciaturas i ii e iii
Estágio cursos de licenciaturas i ii e iiiEstágio cursos de licenciaturas i ii e iii
Estágio cursos de licenciaturas i ii e iii
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014Manual de atividades_complementares_cst_v2014
Manual de atividades_complementares_cst_v2014
 
Norma tcc fgv
Norma tcc   fgvNorma tcc   fgv
Norma tcc fgv
 
An2avaliacao das aprendizagens
An2avaliacao das aprendizagensAn2avaliacao das aprendizagens
An2avaliacao das aprendizagens
 
Manual atividades complementares
Manual atividades complementaresManual atividades complementares
Manual atividades complementares
 
Tecnico em planejamento offshore
Tecnico em planejamento offshoreTecnico em planejamento offshore
Tecnico em planejamento offshore
 
Recomendações do GT -
Recomendações do GT -Recomendações do GT -
Recomendações do GT -
 
Relato 25 nov 2010
Relato 25 nov 2010Relato 25 nov 2010
Relato 25 nov 2010
 

Destaque

Ficha cadastral do candidato pessoa física
Ficha cadastral do candidato pessoa físicaFicha cadastral do candidato pessoa física
Ficha cadastral do candidato pessoa física
jjimoveispl
 
Ficha para contratação
Ficha para contrataçãoFicha para contratação
Ficha para contratação
Vinicius Pedraci
 
Permissão de Trabalho - PT 0001
Permissão de Trabalho - PT 0001Permissão de Trabalho - PT 0001
Permissão de Trabalho - PT 0001
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Fichas atualizadas para estágio
Fichas atualizadas para estágioFichas atualizadas para estágio
Fichas atualizadas para estágio
Floratta
 
Ficha de avaliação (professor)
Ficha de avaliação (professor)Ficha de avaliação (professor)
Ficha de avaliação (professor)
Péricles Penuel
 
II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...
II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...
II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...
Thays J. Perassoli Boiko
 
Manual da família 2013 final (2)
Manual da família 2013 final (2)Manual da família 2013 final (2)
Manual da família 2013 final (2)
C
 
Apostila curso capacitacao_sp_1267713703
Apostila curso capacitacao_sp_1267713703Apostila curso capacitacao_sp_1267713703
Apostila curso capacitacao_sp_1267713703
Jocéia Nunes Mata
 
Modelo de plano de negócio os anexos
Modelo de plano de negócio os anexosModelo de plano de negócio os anexos
Modelo de plano de negócio os anexos
Fred Hazin
 
Pesquisa de satisfacao dos clientes colegio infantilstandard aruja
Pesquisa de satisfacao dos clientes  colegio infantilstandard arujaPesquisa de satisfacao dos clientes  colegio infantilstandard aruja
Pesquisa de satisfacao dos clientes colegio infantilstandard aruja
PORTUGA MERCA
 
Recrutamento externo
Recrutamento externoRecrutamento externo
Recrutamento externo
pedalduplo
 
ficha de candidatura
 ficha de candidatura ficha de candidatura
ficha de candidatura
Filomena Claudino
 
Manual do aluno 2016
Manual do aluno   2016Manual do aluno   2016
Manual do aluno 2016
Nayara Alves
 
FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO
FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO
FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO
Ane Costa
 
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
Temas ambientais no ensino de química  recurso didáticoTemas ambientais no ensino de química  recurso didático
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
DanielSFaria
 
Art analise-de-risco-do-trabalho
Art analise-de-risco-do-trabalhoArt analise-de-risco-do-trabalho
Art analise-de-risco-do-trabalho
gerailto2
 
Maquete Ficha Auto AvaliaçãO VersãO Final]
Maquete   Ficha Auto AvaliaçãO   VersãO Final]Maquete   Ficha Auto AvaliaçãO   VersãO Final]
Maquete Ficha Auto AvaliaçãO VersãO Final]
jdlimaaear
 
Tcc avaliação folha ficha nota una
Tcc avaliação folha ficha nota unaTcc avaliação folha ficha nota una
Tcc avaliação folha ficha nota una
Eric Liberato
 
ATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em AlturaATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em Altura
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...
Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...
Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...
Roberta Ferreira da Silva
 

Destaque (20)

Ficha cadastral do candidato pessoa física
Ficha cadastral do candidato pessoa físicaFicha cadastral do candidato pessoa física
Ficha cadastral do candidato pessoa física
 
Ficha para contratação
Ficha para contrataçãoFicha para contratação
Ficha para contratação
 
Permissão de Trabalho - PT 0001
Permissão de Trabalho - PT 0001Permissão de Trabalho - PT 0001
Permissão de Trabalho - PT 0001
 
Fichas atualizadas para estágio
Fichas atualizadas para estágioFichas atualizadas para estágio
Fichas atualizadas para estágio
 
Ficha de avaliação (professor)
Ficha de avaliação (professor)Ficha de avaliação (professor)
Ficha de avaliação (professor)
 
II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...
II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...
II PROJETOS - Hiperlink i - MODELO DE FORMULÁRIO PROPOSTA DE PROJETO - Slides...
 
Manual da família 2013 final (2)
Manual da família 2013 final (2)Manual da família 2013 final (2)
Manual da família 2013 final (2)
 
Apostila curso capacitacao_sp_1267713703
Apostila curso capacitacao_sp_1267713703Apostila curso capacitacao_sp_1267713703
Apostila curso capacitacao_sp_1267713703
 
Modelo de plano de negócio os anexos
Modelo de plano de negócio os anexosModelo de plano de negócio os anexos
Modelo de plano de negócio os anexos
 
Pesquisa de satisfacao dos clientes colegio infantilstandard aruja
Pesquisa de satisfacao dos clientes  colegio infantilstandard arujaPesquisa de satisfacao dos clientes  colegio infantilstandard aruja
Pesquisa de satisfacao dos clientes colegio infantilstandard aruja
 
Recrutamento externo
Recrutamento externoRecrutamento externo
Recrutamento externo
 
ficha de candidatura
 ficha de candidatura ficha de candidatura
ficha de candidatura
 
Manual do aluno 2016
Manual do aluno   2016Manual do aluno   2016
Manual do aluno 2016
 
FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO
FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO
FORMULARIO DEI NSOPEÇÃO
 
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
Temas ambientais no ensino de química  recurso didáticoTemas ambientais no ensino de química  recurso didático
Temas ambientais no ensino de química recurso didático
 
Art analise-de-risco-do-trabalho
Art analise-de-risco-do-trabalhoArt analise-de-risco-do-trabalho
Art analise-de-risco-do-trabalho
 
Maquete Ficha Auto AvaliaçãO VersãO Final]
Maquete   Ficha Auto AvaliaçãO   VersãO Final]Maquete   Ficha Auto AvaliaçãO   VersãO Final]
Maquete Ficha Auto AvaliaçãO VersãO Final]
 
Tcc avaliação folha ficha nota una
Tcc avaliação folha ficha nota unaTcc avaliação folha ficha nota una
Tcc avaliação folha ficha nota una
 
ATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em AlturaATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em Altura
 
Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...
Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...
Pré projeto TCC: Continuidade Delitiva Aplicabilidade do Sistema de Exasperaç...
 

Semelhante a Manual de trabalho de conclusao de curso 2014 2

Engenharia Civil TCC 1 e 2
Engenharia Civil TCC 1 e 2Engenharia Civil TCC 1 e 2
Engenharia Civil TCC 1 e 2
trabalhosnota10sp
 
Regulamento do trabalho_de_conclusao_de_curso
Regulamento do trabalho_de_conclusao_de_cursoRegulamento do trabalho_de_conclusao_de_curso
Regulamento do trabalho_de_conclusao_de_curso
Keneston Coelho
 
manual.pdf
manual.pdfmanual.pdf
manual.pdf
LuizFreitas91
 
Guia tcc 2012
Guia tcc 2012Guia tcc 2012
Guia tcc 2012
Jayme Domingo Filho
 
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...
HELENO FAVACHO
 
Curso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso ii
Curso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso iiCurso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso ii
Curso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso ii
HELENO FAVACHO
 
Tcc manual
Tcc manualTcc manual
Tcc manual
ETEC/SBC
 
Apresentação felupic 2013
Apresentação   felupic 2013Apresentação   felupic 2013
Apresentação felupic 2013
Ale Garcia
 
Manual do tcc
Manual do tccManual do tcc
Manual do tcc
Ivanete Andrade
 
Ciências Econômicas - TCC.pdf
Ciências Econômicas - TCC.pdfCiências Econômicas - TCC.pdf
Ciências Econômicas - TCC.pdf
HELENO FAVACHO
 
Diretrizes 2021
Diretrizes 2021Diretrizes 2021
Diretrizes 2021
MarleteBatistadeSous1
 
Tcc não é bicho papão
Tcc não é  bicho papãoTcc não é  bicho papão
Tcc não é bicho papão
Itamar Faria
 
Projeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplacProjeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplac
Matheus Yuri
 
Projeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplacProjeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplac
Matheus Yuri
 
AULA_ORIENTATIVO_TCC.pptx
AULA_ORIENTATIVO_TCC.pptxAULA_ORIENTATIVO_TCC.pptx
AULA_ORIENTATIVO_TCC.pptx
Ademar Trindade
 
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Como iniciar um tcc
Como iniciar um tccComo iniciar um tcc
Como iniciar um tcc
SaidaJamel Vitral Horta
 
Aula tcc
Aula tccAula tcc
Aula tcc
André Bem
 
Guião para elaboração de projetos de investigação
Guião para elaboração de projetos de investigaçãoGuião para elaboração de projetos de investigação
Guião para elaboração de projetos de investigação
ESTeSC
 

Semelhante a Manual de trabalho de conclusao de curso 2014 2 (20)

Engenharia Civil TCC 1 e 2
Engenharia Civil TCC 1 e 2Engenharia Civil TCC 1 e 2
Engenharia Civil TCC 1 e 2
 
Regulamento do trabalho_de_conclusao_de_curso
Regulamento do trabalho_de_conclusao_de_cursoRegulamento do trabalho_de_conclusao_de_curso
Regulamento do trabalho_de_conclusao_de_curso
 
manual.pdf
manual.pdfmanual.pdf
manual.pdf
 
Guia tcc 2012
Guia tcc 2012Guia tcc 2012
Guia tcc 2012
 
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...
CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM Manual de Trabalho de Conclusão de Curso I...
 
Curso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso ii
Curso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso iiCurso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso ii
Curso de bacharelado em enfermagem manual de trabalho de conclusão de curso ii
 
Tcc manual
Tcc manualTcc manual
Tcc manual
 
Apresentação felupic 2013
Apresentação   felupic 2013Apresentação   felupic 2013
Apresentação felupic 2013
 
Manual do tcc
Manual do tccManual do tcc
Manual do tcc
 
Ciências Econômicas - TCC.pdf
Ciências Econômicas - TCC.pdfCiências Econômicas - TCC.pdf
Ciências Econômicas - TCC.pdf
 
Diretrizes 2021
Diretrizes 2021Diretrizes 2021
Diretrizes 2021
 
Tcc não é bicho papão
Tcc não é  bicho papãoTcc não é  bicho papão
Tcc não é bicho papão
 
Projeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplacProjeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplac
 
Projeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplacProjeto integrador i da faciplac
Projeto integrador i da faciplac
 
AULA_ORIENTATIVO_TCC.pptx
AULA_ORIENTATIVO_TCC.pptxAULA_ORIENTATIVO_TCC.pptx
AULA_ORIENTATIVO_TCC.pptx
 
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Estagio c..[1]
 
Estagio c..[1]
Estagio c..[1]Estagio c..[1]
Estagio c..[1]
 
Como iniciar um tcc
Como iniciar um tccComo iniciar um tcc
Como iniciar um tcc
 
Aula tcc
Aula tccAula tcc
Aula tcc
 
Guião para elaboração de projetos de investigação
Guião para elaboração de projetos de investigaçãoGuião para elaboração de projetos de investigação
Guião para elaboração de projetos de investigação
 

Último

ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
SolangeWaltre
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
adequacaocontabil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Falcão Brasil
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 

Último (20)

ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 

Manual de trabalho de conclusao de curso 2014 2

  • 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MANUAL DE ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC Belo Horizonte 2014
  • 2. IP.14.02.TCC.001 Página 2 de 19 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 - Ementa Desenvolvimento do trabalho de conclusão de curso que integre diferentes conteúdos e conceitos aprendidos pelos alunos durante o curso, desenvolvendo sua capacidade analítica e crítica, enfatizando a aplicação prática de conhecimentos de engenharia. Conceito de ciência; Método científico; Problema de pesquisa, hipótese e variáveis; Definição dos objetivos; Método de pesquisa (qualitativo x quantitativo); Natureza da pesquisa; Coleta de dados; Tratamento e análise de dados; Normatização e estrutura da pesquisa. O desenvolvimento do trabalho deve seguir o Manual de Elaboração do TCC publicado todos os semestres letivos. 2 - Objetivo Geral Proporcionar ao aluno a possibilidade de desenvolver um trabalho completo de pesquisa e síntese sob a supervisão de um professor. 3 - Objetivos Específicos Planejar e desenvolver o trabalho de conclusão de curso, de forma a aprofundar e aplicar os conhecimentos adquiridos durante o curso, sobretudo aqueles que demonstrem familiaridade com a temática escolhida; Aplicar diretrizes metodológicas para documentar o desenvolvimento do trabalho científico, em especial as normas da ABNT e as normas de elaboração de trabalho científica da UNA; Concluir com a elaboração e apresentação oral e impressa de um artigo científico. 4 - Justificativa O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC finaliza o processo de graduação, contribuindo para a formação profissional dos alunos do Instituto Politécnico do Centro Universitário UNA, através da aplicação e consolidação dos conhecimentos acumulados ao longo do curso. Os Projetos Pedagógicos dos cursos de Engenharia contemplam a obrigatoriedade de cursar a
  • 3. IP.14.02.TCC.001 Página 3 de 19 disciplina Metodologia de TCC com uma carga horária mínima estabelecida de acordo com o Projeto Político Pedagógico de cada curso, para a obtenção do título de Bacharel nos cursos de Engenharias oferecidos pelo Centro Universitário UNA. 5 - Metodologia A estrutura organizacional da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso envolve, além do discente regularmente matriculado, a participação dos seguintes entes: I. Colegiado de Curso – Coordenadores de curso e professores; II. Núcleo de Trabalho de Conclusão de Curso - NTCC; III. Professor da disciplina de TCC – Professor Orientador Metodológico; IV. Professores do curso de Engenharia – Professor Orientador Técnico; V. Banca avaliadora – Comissão formada pelo professor orientador técnico e pelo menos um professor convidado; Na estrutura envolvida vale ressaltar que o professor orientador metodológico se responsabiliza por estabelecer as diretrizes metodológicas a serem utilizadas na elaboração e execução do projeto científico (de acordo com o tipo de pesquisa: experimental, bibliográfica, de campo, estudo de caso, etc.) e pela avaliação da forma de apresentação do trabalho. Já o professor orientador técnico é o especialista na área temática escolhida que, além de definir com o aluno o problema a ser resolvido, dá apoio científico ao orientando durante o desenvolvimento do projeto, avaliando o conteúdo do mesmo. O trabalho deverá ser desenvolvido individualmente e para que o aluno curse a disciplina de TCC é necessário que o mesmo tenha ao menos 70% dos créditos do curso realizados. De acordo com o cronograma estabelecido na TABELA 03 o aluno deverá preencher e encaminhar ao NTCC duas cópias impressas, totalmente preenchidas e assinadas da ficha de inscrição (ANEXO A) do seu trabalho de acordo com a atividade I descrita na TABELA 01. DOCUMENTOS INCOMPLETOS E/OU SEM ASSINATURAS NÃO SERÃO RECEBIDOS PELO NTCC.
  • 4. IP.14.02.TCC.001 Página 4 de 19 Enquanto não for feita a submissão do ANEXO A ao NTCC, bem como a sua aprovação pelo Colegiado de Curso, serão trabalhados em sala textos associados à metodologia científica. Definida a estrutura de trabalho, após conclusão e aprovação do processo de inscrição (ANEXO A) no qual o tema é proposto, bem como sua justificativa, o aluno deverá realizar as atividades de II a VI conforme descritas na TABELA 01. Após aprovação e assinatura pelo NTCC, uma cópia do ANEXO A será devolvida para o professor orientador metodológico. Qualquer alteração no ANEXO A deverá ser solicitada imediatamente ao professor orientador metodológico que encaminhará o pedido para nova aprovação do NTCC, caso julgue pertinente. Nesse caso, o aluno deverá entregar ao professor orientador metodológico 02 cópias do ANEXO A com as devidas alterações solicitadas, totalmente preenchidas e assinadas inclusive pelo professor orientador técnico. Alterações não notificadas através desse processo, até a 10ª semana do calendário acadêmico oficial da UNA, implicará na não marcação da defesa de TCC, IMPLICANDO NA REPROVAÇÃO AUTOMÁTICA DA DISCIPLINA. O produto final do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é denominado Artigo Técnico de Conclusão de Curso – ATCC (vide modelo que deverá ser adotado no ANEXO B), o qual se caracteriza por ser um documento escrito de acordo com as normas estabelecidas no Manual de Atividades Acadêmicas da UNA, devendo conter no mínimo 10 e no máximo 12 páginas de elementos textuais. Deverá ser original não podendo constituir de conteúdo proveniente de projetos acadêmicos já elaborados em outras atividades. Deve-se salientar que a cópia total ou parcial de trabalho existente, bem como de trechos de livro sem que se identifiquem adequadamente as fontes (ver regra no Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos) é considerado plágio e constitui fraude. A confirmação da existência de plágio ocasionará a reprovação do trabalho.
  • 5. IP.14.02.TCC.001 Página 5 de 19 TABELA 01 – Atividades discentes a serem realizadas e entregues na Disciplina de TCC ATIVIDADE DESCRIÇÃO DOCUMENTO DE ENTREGA I O que fazer? Escolha do tema da pesquisa e justificativa. Propor o tema de TCC verificando a conformidade do tema com as competências definidas para as áreas de conhecimento. ANEXO A II Por que fazer? Para que fazer? Seleção do material a ser pesquisado. Estudo de fontes bibliográficas para subsidiar: - Histórico do tema - Objetivos: Geral e específicos Primeira versão do artigo científico contendo o título, autoria, orientadores, e-mails, a afiliação institucional e o esboço da primeira seção - a Introdução, que deve conter as questões respondidas nas atividades I e II, com as citações bibliográficas e da seção das Referências. III Com o que fazer? Pesquisa bibliográfica na área em que o tema se insere para estudar: - Marco teórico que subsidia a solução do problema Segunda versão do artigo científico acrescido das seções anteriores, que devem constar o estudo realizado nesta atividade com as devidas atualizações da Introdução e das Referências. IV Onde fazer? Quando fazer? Como fazer? Desenvolvimento da pesquisa para: - Especificar a metodologia, ou seja, a descrição do processo a ser seguido no desenvolvimento da pesquisa com a exposição dos métodos e técnicas a serem utilizados. Identificação das ferramentas que darão suporte à resolução do problema. - Detalhar como será feita a coleta de dados, se for o caso. Terceira versão do artigo científico com a inserção do material produzido nessa atividade e atualização das Referências. V Quais os resultados? O que se pode concluir? Os objetivos foram alcançados? Finalização da pesquisa: Análise dos resultados, conclusões, correlação com os objetivos propostos para o trabalho. Releitura do artigo para alterar os tempos verbais, não cabendo mais verbos no futuro. Quarta versão do artigo cientifico com a inserção do material produzido nessa atividade. VI O trabalho tem continuidade? Revisão de seções anteriores é necessária? Qual o resumo do trabalho / palavras-chave? Revisão de todas as seções abordadas, sobretudo a introdução; estabelecendo, se for o caso, recomendações para trabalhos futuros; apresentação do resumo (abstract) e palavras- chave (keywords). Quinta e última versão do artigo científico contendo todas as atividades realizadas e atualizações pertinentes. VII Apresentação Oral Apresentação Oral do Trabalho de Conclusão de Curso no I Seminário de Apresentações de TCC. Apresentação oral em 20 minutos através da utilização de recursos audiovisuais. Nota 01: Para completo preenchimento do ANEXO A é de responsabilidade do aluno sugerir e convidar um professor como seu orientador técnico. O docente deve ser um professor do campus em que está cursando a
  • 6. IP.14.02.TCC.001 Página 6 de 19 disciplina. A escolha deve ser pautada no objetivo de estudo da pesquisa ou projeto em questão. Caso o aluno não tenha conhecimento de professores que possam lhe orientar deverá procurar a coordenação do seu curso até o dia 20 de fevereiro para auxílio. Por conseguinte cada professor poderá ter no máximo 10 orientandos. 6 - Processo de Avaliação O trabalho do aluno é avaliado pelo:  Professor orientador metodológico, que realiza atividades relacionadas à apresentação e dinâmica da disciplina, discute a forma de apresentação do trabalho, atendendo às normas de metodologia científica.  Professor orientador técnico, que se responsabiliza pela abordagem do conteúdo do tema estudado.  Banca de avaliação que analisa as tarefas VI e VII. Os pontos da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso serão atribuídos aos alunos de acordo com a TABELA 02, caracterizando a entrega das atividades de trabalho de I a VII que deverão ser cumpridas dentro do cronograma estabelecido na TABELA 03. TABELA 02 – Distribuição de pontos ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO DE PONTOS x RESPONSÁVEL PELA AVALIAÇÃO Professor Orientador Metodológico Professor Orientador Técnico Total I 5 5 10 II 5 5 10 III 5 5 10 IV 5 5 10 V 10 10 20 VI e VII - 40 * 40 TOTAL 100 * Avaliação consensual entre o Professor Orientador Técnico e o Professor Convidado para participar da Banca de Avaliadora dos Alunos. O professor Orientador Técnico será responsável pela condução dos trabalhos de avaliação, o que inclui o preenchimento da Ata de Defesa (ANEXO C), com a deliberação da nota final ao aluno.
  • 7. IP.14.02.TCC.001 Página 7 de 19 Nota 02: As atividades I a V deverão ser avaliadas pelo professor orientador metodológico através do preenchimento do ANEXO D. Nesse mesmo formulário, é apresentado um guia para correção que poderá ser utilizado a critério do professor. Nota 03: As atividades I a V deverão ser avaliadas também pelo professor orientador técnico através do preenchimento do ANEXO E. Nesse mesmo formulário, é apresentado um guia para correção (sem atribuição de pontos a serem descontados) que poderá ser utilizado a critério do professor. Ao final da atividade V o orientador técnico deverá finalizar o preenchimento e encaminhar o ANEXO D em conjunto com a Ata de Defesa ao NTCC, logo após a apresentação do TCC à banca de avaliação. Nota 04: A Ata de Defesa devidamente preenchida e assinada por todos os membros da banca deverá ser entregue pelo professor orientador técnico ao NTCC, que a arquivará e repassará ao professor orientador metodológico a nota a ser lançada no sistema referente à apresentação (defesa) e à orientação técnica. Nota 05: Cada dia de atraso na entrega de qualquer etapa descrita na tabela acima incorrerá, respectivamente, em 20% de desconto na nota atribuída (Vide cronograma TABELA 03). 7 - Cronograma As atividades descritas na TABELA 02 deverão ser realizadas de acordo com o cronograma abaixo: TABELA 03 – Cronograma de atividades discentes ATIVIDADE DESCRIÇÃO SEMANA DE ENTREGA RESPOSÁVEL PELO RECEBIMENTO I Escolha do tema da pesquisa e justificativa. Indicação do professor orientador técnico. Preenchimento COMPLETO da ficha de inscrição (ANEXO A). 3ª NTCC II 1a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 5ª Professor Orientador Metodológico e Técnico III 2a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 8ª Professor Orientador Metodológico e Técnico IV 3a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 11ª Professor Orientador Metodológico e Técnico V 4a Versão do ATCC (cópia física ou eletrônica) 14ª Professor Orientador Metodológico e Técnico VI Versão Final do ATCC (cópia física ou eletrônica para os professores e cópia eletrônica – formatos DOC e PDF – para o NTCC: ntcc.politecnico@una.br ) 16ª Professor Orientador Metodológico e Técnico NTCC
  • 8. IP.14.02.TCC.001 Página 8 de 19 VII Apresentação Oral do Trabalho de Conclusão de Curso - Defesa 18ª e 19ª Professor Orientador Técnico e Professor Convidado Nota 06: Cabe ao professor orientador técnico a indicação e convite ao professor convidado para composição da banca avaliadora, bem como, a marcação da data e horário da defesa. O agendamento deverá ser feito até a 17ª semana letiva do semestre, pessoalmente ou através do email: ntcc.politecnico@una.br ). EM NENHUMA HIPOTESE SERÁ ACEITA DEFESAS MARCADAS EM PERIODO DIFERENTE AO EXPOSTO NA TABELA 03. Nota 07: Cada dia de atraso na entrega de qualquer etapa acima incorrerá, respectivamente, em 20% de desconto na nota atribuída. Nota 08: As propostas de trabalho, através do ANEXO A, serão avaliadas pelo Colegiado de Curso e o parecer final será enviado ao professor orientador metodológico em até 5 dias úteis após o término do período de inscrição e entrega da documentação. Nota 09: Propostas reprovadas deverão ser reapresentadas, através de um novo preenchimento do ANEXO A, e entregues ao NTCC até 02 dias úteis após o envio do e-mail de notificação da reprovação. A resposta será divulgada em até 02 dias úteis. Não será concedida uma 3ª oportunidade para apresentação de propostas de trabalho. Nota 10: Não serão aceitos atrasos para entrega da Atividade I, implicando na REPROVAÇÃO AUTOMÁTICA DA DISCIPLINA. Nota 11: Os produtos referentes às Etapas I a VI deverão ser entregues ao professor orientador metodológico, impreterivelmente no horário de aula, e ao orientador técnico de acordo com sua disponibilidade e orientação do professor ao aluno, respeitando a semana letiva apresentada na TABELA 03. Nota 12: A não entrega das atividades VI e VII* de acordo com o estabelecido, acarretará na reprovação automática do acadêmico. *O aluno que comprovar o aceite do ATCC (completo), até o prazo estabelecido na TABELA 03, em congressos correlatos a sua área de atuação estará dispensado da defesa oral para banca avaliadora do TCC mediante a apresentação da carta de aceite do trabalho sob anuência do colegiado de curso. NOTA 13: Em caso de aprovação com restrição das atividades VI e VII, o discente terá um prazo (estipulado pela banca) para apresentar ao orientador técnico a versão final do ATCC contendo as correções elencadas pela banca em meio digital. NOTA 14: O ATCC corrigido após a defesa (APROVAÇÃO COM RESTRIÇÃO) deverá ser enviado eletronicamente para o endereço ntcc.politecnico@una.br, com cópia para o orientador técnico nos formatos DOC e PDF. O NTCC só divulgará a nota final para o professor orientador metodológico após autorização do professor orientador técnico. NOTA 16: É de responsabilidade do NTCC a emissão de certificados de orientação e de participação de bancas avaliadoras.
  • 9. IP.14.02.TCC.001 Página 9 de 19 8 - Referências Bibliográficas 1. FRANÇA, Júnia Lessa. Manual para normalização de publicações técnico-científicas. 8a Edição, BH. UFMG, 2009. 2. LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 4ed,São Paulo. 2001. 3. Medeiros, João Bosco. Redação técnica: elaboração de relatórios técnico-científicos e técnica de normalização textual: teses, dissertações, monografias, relatórios técnico- científicos, TCC. 2 ED. São Paulo. Atlas. 2010. 4. Centro Universitário UNA. Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos: Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e Metodologia Científica. 2011; Belo Horizonte. Disponível em www.una.br. 2011. 5. SEVERINO, Antonio J. Metodologia do trabalho científico. 23ªed. São paulo: Cortez, 2007. 6. http://metodologia.org/ 9 - Anexos ANEXO A – Ficha de Inscrição ANEXO B – Modelo de ATCC ANEXO C – Ata de Defesa ANEXO D – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Metodológico ANEXO E – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Técnico Os casos omissos serão resolvidos pelo Colegiado dos cursos do Instituto Politécnico. Belo Horizonte, 08 de agosto de 2014. Ana Paula Ladeira - Diretora
  • 10. IP.14.02.TCC.001 Página 10 de 19 ANEXO A – Ficha de Inscrição da Disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso FICHA DE INSCRIÇAO DA PROPOSTA DO TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO O aluno abaixo relacionado, matriculado no curso de Engenharia _____________________ do Instituto Politécnico - UNA, vem requerer a inscrição na disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso. Nome Completo: RA: E- mail: Tel.: Data da Solicitação: Assinatura do aluno: Tema a ser desenvolvido: Título da Pesquisa/Projeto Justificativa Professor Orientador Técnico Nome: Aceite do Professor (assinatura): Data do aceite: Observações: Professor Orientador Metodológico Nome: Assinatura do professor: Considerações do Colegiado de Curso APROVADO REPROVADO Data: Assinatura / Carimbo: Observações:
  • 11. IP.14.02.TCC.001 Página 11 de 19 ANEXO B – Modelo de ATCC Preparação do Artigo de Trabalho de Conclusão de Curso Nome e sobrenome do autor (e-mail do autor) Nome e sobrenome do orientador técnico Nome e sobrenome do orientador metodológico Coordenação de curso de <nome do curso> Resumo – Estas instruções fornecem as orientações básicas para a preparação do ATCC desenvolvido a partir das atividades do TIDIR/PA. Este modelo apresenta diretrizes para a preparação de artigos, as quais têm por base orientações do IEEE (Institute of Electrical and Electronic Engineers). O texto deverá ser escrito em linguagem técnica. Não cite referências no resumo. O resumo não deve exceder 100 palavras. Evite usar abreviaturas no título e, caso sejam necessárias, descreva-as no resumo. Siga atentamente estas instruções, permitindo um texto legível e uniforme. Palavras-chaves  Preparação do ATCC, formato DUAS colunas. I. INTRODUÇÃO Neste trabalho são encontradas as diretrizes para a formatação dos artigos que normalmente são exigidas pelos eventos (conferências) patrocinadas pelo IEEE. Ao longo do trabalho também são descritas as partes que o constituem. Atualmente, é sabido que há diversas metodologias sugeridas na literatura com relação à montagem de artigos científicos. Sempre as formatações se devem a uma necessária padronização dos trabalhos para que os mesmos possam fazer parte dos anais ou, do que sido mais frequente, do CD da conferência no qual vão gravados os artigos. Este trabalho tem como base orientações do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) [1]. A introdução deve conter informações do contexto do assunto estudado, de modo que possa o leitor ter uma clara posição do que será abordado ao longo do artigo. Assim, desde o início, o leitor deve ter uma clara visão dos caminhos a serem trilhados, de certa forma prevendo os resultados. Portanto, por seu caráter didático, a INTRODUÇÃO deve, no primeiro parágrafo, seguir o mais claramente possível o que pretende o autor. Em seguida deve procurar situar o problema a ser examinado em relação ao desenvolvimento científico e técnico do momento. Assim sendo, sempre que pertinente, devem ser examinadas a importância do assunto, o estado da arte (contexto atual do tema), o que é desconhecido no assunto, as áreas de controvérsias (caso existam), a natureza e a extensão da contribuição pretendida. II. SUGESTÕES DIVERSAS Ao longo do corpo do trabalho diversos aspectos devem ser observados no tocante à formatação e ao desenvolvimento do assunto abordado. Assim algumas orientações são apresentadas a seguir. A. Formatação do Artigo Prepare seu artigo definindo o tamanho do papel como A4, com a margem superior e inferior com tamanho 25mm e as margens esquerda e direita com tamanho 18mm e 12mm, respectivamente. O espaço entre as colunas é de 5mm, e as colunas são de 88mm, com parágrafos justificados. Utilizar uma fonte do tamanho 10, Times, Times New Roman ou Dutch Roman. Procure sempre colocar as tabelas e
  • 12. IP.14.02.TCC.001 Página 12 de 19 figuras para se ajustarem às larguras das colunas. No final do artigo procure ajustar os tamanhos das colunas de forma que ambas as colunas tenham a mesma aparência. As figuras e tabelas devem ser colocadas no topo ou na parte inferior da página. Evite colocá-las no meio das colunas. Figuras e tabelas muito largas poderão ocupar o espaço das duas colunas. Os títulos das figuras deverão vir imediatamente abaixo das mesmas; os títulos das tabelas deverão vir imediatamente acima destas. Evite colocar as figuras e tabelas antes de serem mencionadas ao longo do texto. Observe a Fig. 1 e a Tabela I. Nesta pode ser identificada a formatação para as fontes em cada parte do trabalho. -1 0 1 2 3 4 5 -2 0 2 4 6 8 10 12 14 16 -1 0 1 2 3 4 5 Campo Aplicado (kA/m) Magnetização (kA/m) -2 0 2 4 6 8 10 12 14 16 As legendas das figuras costumam ser fonte de confusão. Procure empregar palavras ao invés de símbolos. Fig. 1 - Magnetização em Função do Campo Aplicado Note como o título é centralizado na coluna Primeiras letras maiúsculas Como exemplo, escreva a quantidade “Magnetização”, ou “Magnetização, M”, e não simplesmente “M”. Coloque as unidades de medidas entre parênteses.No exemplo, escreva “Magnetização (A/m)”, e não “A/m”. Multiplicadores nas legendas também freqüentemente causam alguma confusão. Portanto, escreva “Magnetização (kA/m)” ou “Magnetização (103 A/m)”. Não escreva “Magnetização (A/m) x 1000”, pois pode levar o leitor a confusão na interpretação dos valores. As legendas das figuras devem ser sempre legíveis. As notas de rodapé deverão ser enumeradas por meio de sobrescrito. Coloque a note de rodapé atual no rodapé da coluna na qual a mesma foi citada. B. Referências As referências deverão ser enumeras à medida que são citadas ao longo do texto entre colchetes [1]. Sempre que se for realizar alguma menção à referência apenas o faça referindo-se ao número, como em [3]. Não utilize “Ref. [3]” ou “referência [3]”, exceto no início de sentenças: “A referência [3] foi a primeira...”. Coloque os nomes de todos os autores. Não utilize o termo “et al.”, a menos que haja mais de seis autores. Observe ao final deste trabalho o formato definido para as referências.
  • 13. IP.14.02.TCC.001 Página 13 de 19 C. Abreviações Defina as abreviaturas inicialmente antes de começar o texto, ou seja, antes da introdução. Abreviações como IEEE, SI, MKS, CGS, cc, ac e rms não precisão ser definidas. Não utilize abreviaturas em títulos, a menos que seja imprescindível. D. Equações Enumere as equações seqüencialmente com o número da equação entre parênteses e alinhado à margem direita, como em (1). Uma boa dica é a utilização de editor de equações como o Microsoft Equation, por exemplo). Para fazer suas equações mais compactas, pode ser utilizado o símbolo de fração (/), a função exp, ou expoentes convenientes. Os símbolos e variáveis empregados devem ser em itálico. Empregue o sinal de travessão para indicar a operação de subtração, ou sinal disponível em editores de equação. Sempre utilize também os parênteses para evitar ambigüidades no denominador. Não se esqueça de pontuar adequadamente com vírgula ou ponto quando a equação for parte da sentença, como em ax  bx  c  y 2 . (1) Esteja certo de que os símbolos ou grandezas utilizados na equação tenham sido definidos antes ou imediatamente após a citação. Use “(1)”, não “Eq. (1)” ou “equação (1)”, exceto no início de sentença: “Equação (1) é...”. E. Do Conteúdo do Corpo do Trabalho Após a INTRODUÇÃO vem o corpo do trabalho, também conhecido como desenvolvimento. Deve ser realizada uma abordagem teórica do assunto estudado, seguido dos resultados obtidos em laboratório (simulação e/ou experimentais). Assim o leitor terá uma visão completa a respeito do conteúdo estudado. F. Outras recomendações O uso de números romanos para enumerar os títulos das seções é opcional. Se for utilizado enumere a partir da INTRODUÇÃO, mas não use este procedimento para os AGRADECIMENTOS e REFERÊNCIAS. Utilize um zero antes da vírgula que indica decimal: “0,25”, e não “, 25”. Não misture palavras com abreviações de unidades: “Wb/m2” ou “weber por metro quadrado”, não “weber/m2”. Escreva por extenso a unidade quando a grandeza está no texto: “... poucos henries”, e não “... poucos H”. Enumere cada página no topo da página, alinhado à direita: “1 de 3”, “2 de 3”, etc. Utilize o sistema internacional de medidas (MKS), evitando assim a combinação entre sistemas de medidas, o que geralmente é fonte de confusão, em especial porque as equações não são dimensionalmente coerentes. Caso sejam empregados sistemas de medidas diferentes, declare claramente as unidades para cada grandeza na equação. III. CONCLUSÃO A CONCLUSÃO, como a INTRODUÇÃO, devem ser escritas em uma só seção sem subseção. Nesta seção é realizada uma apreciação do trabalho onde são abordados os aspectos principais do trabalho, realçando a sua contribuição à disciplina. A CONCLUSÃO deve fazer sentido para quem não leu todo o trabalho ou para quem leu, no máximo a INTRODUÇÃO. Deve-se, entretanto, evitar a repetição. AGRADECIMENTOS Muitas das pesquisas realizadas são financiadas por algum órgão de fomento, sendo que muitos destes órgãos sugerem que, quando da publicação de artigos, seja realizado o devido reconhecimento público. Normalmente este espaço é utilizado para tal fim.
  • 14. IP.14.02.TCC.001 Página 14 de 19 REFERÊNCIAS [1] http://www.ieee.org. Em 27/10/2004, 10:20h. [2] J. O’Malley. “Análise de Circuitos”. McGraw-Hill do Brasil, 1983. [3] D. E. Johnson, J. L. Hilburn e J. R. Johnson. “Fundamentos de Análise de Circuitos”. Editora Prentice-Hall do Brasil, 1994. [4] J. Clerk Maxwell, A Treatise on Electricity and Magnetism, 3rd ed., vol. 2. Oxford: Clarendon, 1892, pp.68-73. [5] I.S. Jacobs and C.P. Bean, “Fine particles, thin films and exchange anisotropy,” in Magnetism, vol. III, G.T. Rado and H. Suhl, Eds. New York: Academic, 1963, pp. 271-350. [6] K. Elissa, at al. “Title of paper if known,” unpublished.
  • 15. IP.14.02.TCC.001 Página 15 de 19 ANEXO C – Ata de Defesa FICHA DE AVALIAÇÃO DA BANCA – TCC – ENGENHARIA Nome do aluno: Orientador: RA: Engenharia: Título do Trabalho (Preenchimento Obrigatório) Produto Escrito *1 Pontuação 20pt 4 pts por item 1. Normatização: o trabalho está dentro dos requisitos exigidos pela ABNT: capa, folha de rosto, formatação, paginação, numeração, abreviaturas, quadros, tabelas, figuras, citações bibliográfica e referências 2. Aspecto estrutural do trabalho: O trabalho apresenta resumo, introdução, delimitação do tema / área, justificativa, problemática, objetivo(s), procedimentos metodológicos, referencial (desenvolvimento) teórico, apresentação do caso prático, apresentação dos resultados, conclusão e referências bibliográficas. 3. Pertinência dos procedimentos metodológicos: os procedimentos metodológicos são pertinentes ao(s) objetivo(s) proposto(s) para o trabalho 4. Apresentação e análise dos resultados: Os dados foram colhidos adequadamente e são consistentes com a proposta do trabalho; a discussão dos resultados está clara e proporciona uma análise coerente e consistente 5. Propostas e conclusão: As propostas são coerentes com os resultados apresentados e com o referencial teórico construído pelo aluno. A Conclusão está coerente e contempla o trabalho como um todo. TOTAL Artefato*1(se houver) Obs.: Apresentação Oral*2 Pontuação 20 pts 4 pts por item 1 Clareza na apresentação. 2. Coerência nas argumentações. 3. Uso equilibrado do tempo. 4. Domínio da norma culta (concordância verbal) 5. Qualidade dos recursos de apoio utilizados TOTAL ATENÇAO: *1 – Produto escrito = 20 pontos, SE HOUVER produto físico: produto escrito = produto físico = 10 pontos/cada. *2 – Apresentação oral = 20 pontos. NOTA FINAL PARECER FINAL: APROVADO REPROVADO APROVADO COM RESTRIÇÃO Belo Horizonte,____/_____/ 2014 BANCA EXAMINADORA: PROFESSOR 1: | Assinatura: PROFESSOR 2: | Assinatura: Data para entrega do trabalho final (ntcc.politecnico@una.br) com os ajustes sugeridos pela banca:___/____/2014
  • 16. IP.14.02.TCC.001 Página 16 de 19 ANEXO D – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Metodológico FICHA DE AVALIAÇÃO DO PROFESSOR ORIENTADOR METODOLÓGICO Nome do aluno: RA: Engenharia: Professor Responsável: Atividade Data de Entrega (prevista) Data de Entrega (efetiva) Pontuação Nota I 25/08 a 29/08 5,0 II 08/09 a 12/09 5,0 III 06/10 a 10/10 5,0 IV 20/10 a 24/10 5,0 V 10/11 a 14/11 10,0 Total 30,0 Guia para Avaliação de TCC – Professor Orientador Metodológico Item Descrição Valor a ser descontado caso não cumprida a descrição 1 O texto do artigo científico deve seguir as regras de construção estabelecidas no Manual de Atividades Acadêmicas: tamanho papel, formatação, tipo e tamanho da fonte de acordo com a seção em que o texto estiver inserido. 0,5 2 Texto na terceira pessoa do singular, impessoal. 0,5 3 As citações das fontes pesquisadas no corpo do texto são obrigatórias e devem seguir as normas do Manual de Atividades Acadêmicas. 0,5 4 As referências são obrigatórias e devem seguir as normas do Manual de Atividades Acadêmicas. 0,5
  • 17. IP.14.02.TCC.001 Página 17 de 19 5 Deve haver correspondência biunívoca entre os documentos inseridos nas Referências e os das citações do corpo do texto. 0,5 6 O texto é dividido em três partes: 1ª parte (Títulos, Autores, Afiliação Institucional, E-mails, Resumo e Abstract), 2ª parte (o texto que compõe de Introdução, seções de Desenvolvimento, Conclusão e Agradecimentos) e, a 3ª parte (Referências, Apêndices e Anexos). 0,5 7 Os documentos das Referências devem estar em ordem alfabética. 0,5 8 Toda ilustração deve ser referenciada no texto, numerada, conter título e, caso seja de outro autor, deve ser indicada a fonte bibliográfica. 0,5 9 Os títulos das seções e subseções devem seguir a formatação do Manual de Atividades Acadêmicas, em tipo e tamanho de fonte, espaçamento. 0,5 10 Os parágrafos devem seguir as normas de afastamento, espaçamento entre si, espaçamento entre linhas, conforme estabelecido no Manual de Atividades Acadêmicas. 0,5
  • 18. IP.14.02.TCC.001 Página 18 de 19 ANEXO E – Ficha de Avaliação – Professor Orientador Técnico FICHA DE AVALIAÇÃO DO PROFESSOR ORIENTADOR TÉCNICO Nome do aluno: RA: Engenharia: Professor Responsável: Atividade Data de Entrega (prevista) Data de Entrega (efetiva) Pontuação Nota I 25/08 a 29/08 5,0 II 08/09 a 12/09 5,0 III 06/10 a 10/10 5,0 IV 20/10 a 24/10 5,0 V 10/11 a 14/11 10,0 Total - 30,0 Guia para Avaliação de TCC – Orientador Técnico Item Descrição Valor Descontado 1 O título deve ser conciso, claro e refletir o objetivo geral do trabalho. 2 A Introdução do artigo deve conter: O tema da pesquisa, o problema a ser resolvido, o foco da abordagem, objetivo geral, objetivos específicos, justificativa para o trabalho (contextualização do problema, situando-o em sua área temática e/ou explicitando as circunstâncias de sua aplicabilidade). 3 O Desenvolvimento deve ser subdividido em seções contendo: Revisão bibliográfica, descrição da metodologia aplicada para solucionar o problema, conjunto de passos que compõem o método (caminho) utilizado na resolução do problema, especificação das técnicas (ferramentas) utilizadas para realização dos passos, inclusive para a coleta e quantificação dos dados. Por ultimo, os resultados são apresentados e discutidos. 4 Na conclusão deve-se: apresentar a síntese do estudo realizado, aspectos essenciais da pesquisa, relacionar os resultados obtidos com os objetivos propostos, dificuldades
  • 19. IP.14.02.TCC.001 Página 19 de 19 encontradas, sugestão de trabalhos futuros.