SlideShare uma empresa Scribd logo
Aliane Coelho
Jéssica Rodrigues
João Marcos
Larissa Mendes
Natália Virgínia
Universidade Federal do Pará
Instituto de Ciências Biológicas
Faculdade de Biomedicina
Módulo: Hereditariedade & Evolução I
Orientadora: Isabel Cabral
Belém
2013
Leucemia Mielóide Crônica
LEUCEMIA
 Conjunto de neoplasias que atingem os
glóbulos brancos
 Acúmulo de células anormais na medula óssea
Natália Virgínia
LEUCEMIA LINFÓIDE
CLASSIFICAÇÃO
AGUDA
• Proliferação
desordenada de
linfócitos imaturos
(linfoblastos)
• Progressividade e
urgência no
tratamento
CRÔNICA
• Proliferação
desordenada dos
linfócitos. Afeta
linfócitos B
• Aumento do risco
de infecções
Natália Virgínia
LEUCEMIA MIELÓIDE
CLASSIFICAÇÃO
• Proliferação desordenada
dos Blastos
• Decréscimo na contagem
de glóbulos vermelhos,
plaquetas e leucócitos
• Fadiga, falta de ar,
hemorragia e aumento do
risco de infecção
CRÔNICA
• Proliferação desordenada de
células tronco hematopoiética
• Fases: Crônica, acelerada e
blástica
• Presença do Cromossomo
Philadelphia
• Gene BCR-ABL
AGUDA
Natália Virgínia
 Representa 15% das leucemias;
 Prevalência de 12,5/100.000 habitantes;
 Incidência (novos casos) no Brasil: 1/100.000 habitantes
por ano; Belém: 1,8/100.000;
 Idade média ao diagnóstico no Brasil: 50 a 60 anos; Em
Belém: A partir dos 30 anos;
 O sexo masculino apresenta leve predominância
Larissa Mendes
Epidemiologia da Leucemia
Mielóide Crônica (LMC)
O Cromossomo Philadelphia (Ph)
• Descrito por Janet Rowley em
1960, na Philadelphia.
• Cromossomo 22 curto,
resultante da translocação
recíproca t(9:22) (q34;q11) entre c-
ABL e BCR
• Marcador característico da LMC
• Presente em 95% dos pacientes
com LMC
• Identificado por análises
citogenéticas
Larissa Mendes
O Cromossomo Ph
(1) Cariótipo 46 XY, t(9;22) (q34;q11) de um paciente com LMC Ph(+); (2)
Cromossomo derivado 9 (seta); (3) O cromossomo Ph (seta).
Larissa Mendes
O gene ABL
• O proto-oncogene ABL, também
conhecido como Abelson (homólogo de
Abelson Murine Leukemia Virus)
• Localizado no braço longo do
cromossomo 9
• Atividades relacionadas
* Tirosino quinase
* Controle do ciclo celular
* Remodelamento do citoesqueleto
Aliane Coelho
O gene BCR
• Do inglês, Break Point Cluster Region
• Localizado no braço longo do
cromossomo 22, região pericentromérica
22q11
• Funções relacionadas com a sinalização
intracelular, sendo conhecida como um
dos principais sinalizadores em
organismos eucariontes.
Aliane Coelho
Aliane Coelho
O gene quimérico BRC-ABL
 Fusão 3’ ABL no cromossomo 9 com
5’ BCR no cromossomo 22
 Transcreve um mRNA com atividade
tirosino quinase potencializada e
desregulada
 O tamanho pode variar de 190 a 230
Kd
Jéssica Rodrigues
Proteína BCR-ABL
Jéssica Rodrigues
Vias de sinalização
 As principais vias ativadas pelo BCR-ABL são:
PI3-K/AKT, NF-KB e STAT.
 Essas vias interferem em processos celulares
fundamentais como:
- Proliferação;
- Sobrevivência;
- Diferenciação;
- Reparo de DNA;
- Adesão;
- Circulação de células hematopoéticas.
Jéssica Rodrigues
Diagnóstico
 Hematológico
* Leucocitose
* Aumento das plaquetas
* Intensa hiperplasia granulócita (medula óssea)
 Citogenético
* Análise cariotípica em cultura de células (medula óssea).
* Extremamente específico
* Apesar da especificidade, tem baixa sensibilidade (1:100)
 Molecular
* Baseia-se no uso da RT-PCR com alta sensibilidade
* Detecção entre 106 células normais.
João Marcos
Tratamento
 Agentes citostáticos (Hidroxiuréia)
 Interferon-α
 Transplante de medula óssea (TMO)
 Mesilato de Imatinib (Gleevec)
João Marcos
Tratamento com Gleevec
João Marcos
Considerações Finais
 A identificação do cromossomo Ph não é suficiente para
diagnosticar a LMC.
 É preciso fazer um estudo molecular para descobrir o tipo de
rearranjo do portador.
 Dependendo do rearranjo, pode-se tentar o tratamento com
Gleevec.
Referências Bibliográficas
SCERNI, Ana Carolina Costa. Monitoramento com PCR quantitativo
para BCR-ABL de pacientes portadores de Leucemia Mielóide
Crônica em tratamento com Mesilato de Imatinib. Dissertação. 2006.
SANTOS, Cíntia Cichowski. Tratamento da Leucemia Mielóide
Crônica com Mesilato de Imatinibe no Hospital de Clínicas de Porto
Alegre. Dissertação. 2007.
INCA, Condutas do. Leucemia mielóide crônica. Artigo. 2003

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Leucemias
Leucemias Leucemias
Leucemia mieloide cronica
Leucemia mieloide cronicaLeucemia mieloide cronica
Leucemia mieloide cronica
Arquivo-FClinico
 
Mieloma Múltiplo
Mieloma MúltiploMieloma Múltiplo
Mieloma Múltiplo
Patrícia Prates
 
Anticoagulante e Antiagregante
Anticoagulante e AntiagreganteAnticoagulante e Antiagregante
Anticoagulante e Antiagregante
resenfe2013
 
Anemia hemolitica
Anemia hemoliticaAnemia hemolitica
Anemia hemolitica
dapab
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Janderson Physios
 
2 anemias - visão geral
2  anemias - visão geral2  anemias - visão geral
2 anemias - visão geral
Francismar Prestes Leal
 
Interpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriaisInterpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriais
Levi Lopes
 
Exames de Laboratório
Exames de LaboratórioExames de Laboratório
Exames de Laboratório
Sheyla Amorim
 
Mielomas
MielomasMielomas
Aula: Leucemia Mieloide Crônica
Aula: Leucemia Mieloide CrônicaAula: Leucemia Mieloide Crônica
Aula: Leucemia Mieloide Crônica
Conceição Áquila
 
Leucemia
LeucemiaLeucemia
Leucemia
Ana Luzia
 
Carcinogenese e Bases Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases  Moleculares Da OncologiaCarcinogenese e Bases  Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases Moleculares Da Oncologia
Carlos Frederico Pinto
 
Hemostasia
HemostasiaHemostasia
Insuficiência cardíaca
Insuficiência cardíacaInsuficiência cardíaca
Insuficiência cardíaca
dapab
 
Slide 1 Aula 1 Hematologia
Slide 1   Aula 1 HematologiaSlide 1   Aula 1 Hematologia
Slide 1 Aula 1 Hematologia
samir12
 
Aula 6 - B
Aula 6 - BAula 6 - B
Apresentação leucemia
Apresentação leucemiaApresentação leucemia
Apresentação leucemia
Laboratório Sérgio Franco
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Maxwell Castro
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivosAula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Jaqueline Almeida
 

Mais procurados (20)

Leucemias
Leucemias Leucemias
Leucemias
 
Leucemia mieloide cronica
Leucemia mieloide cronicaLeucemia mieloide cronica
Leucemia mieloide cronica
 
Mieloma Múltiplo
Mieloma MúltiploMieloma Múltiplo
Mieloma Múltiplo
 
Anticoagulante e Antiagregante
Anticoagulante e AntiagreganteAnticoagulante e Antiagregante
Anticoagulante e Antiagregante
 
Anemia hemolitica
Anemia hemoliticaAnemia hemolitica
Anemia hemolitica
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - Inicial
 
2 anemias - visão geral
2  anemias - visão geral2  anemias - visão geral
2 anemias - visão geral
 
Interpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriaisInterpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriais
 
Exames de Laboratório
Exames de LaboratórioExames de Laboratório
Exames de Laboratório
 
Mielomas
MielomasMielomas
Mielomas
 
Aula: Leucemia Mieloide Crônica
Aula: Leucemia Mieloide CrônicaAula: Leucemia Mieloide Crônica
Aula: Leucemia Mieloide Crônica
 
Leucemia
LeucemiaLeucemia
Leucemia
 
Carcinogenese e Bases Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases  Moleculares Da OncologiaCarcinogenese e Bases  Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases Moleculares Da Oncologia
 
Hemostasia
HemostasiaHemostasia
Hemostasia
 
Insuficiência cardíaca
Insuficiência cardíacaInsuficiência cardíaca
Insuficiência cardíaca
 
Slide 1 Aula 1 Hematologia
Slide 1   Aula 1 HematologiaSlide 1   Aula 1 Hematologia
Slide 1 Aula 1 Hematologia
 
Aula 6 - B
Aula 6 - BAula 6 - B
Aula 6 - B
 
Apresentação leucemia
Apresentação leucemiaApresentação leucemia
Apresentação leucemia
 
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.Exames laboratoriais   uma visão geral - maxwell castro.
Exames laboratoriais uma visão geral - maxwell castro.
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivosAula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos anti-hipertensivos
 

Semelhante a Leucemia Mielóide Crônica

Meningite bacteriana
Meningite bacterianaMeningite bacteriana
Meningite bacteriana
sebastiaomoises
 
Imunodeficiência Comum Variável
Imunodeficiência Comum VariávelImunodeficiência Comum Variável
Imunodeficiência Comum Variável
Annie Oliveira
 
Hematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdf
Hematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdfHematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdf
Hematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdf
MariaAparecida103394
 
Alterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronica
Alterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronicaAlterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronica
Alterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronica
Rinaldo Pereira
 
Câncer colorretal.pptx
Câncer colorretal.pptxCâncer colorretal.pptx
Câncer colorretal.pptx
LusHenriqueSalvadorF
 
Genética dos tumores
Genética dos tumoresGenética dos tumores
Genética dos tumores
Rauricio Vital Mendes
 
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptxEnfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
FranchescaPereira
 
estudo dirigido brmatologia
estudo dirigido brmatologiaestudo dirigido brmatologia
estudo dirigido brmatologia
Vanderley Da Silva Castro
 
Sepse E DisfunçãO Aguda De óRgãO
Sepse E DisfunçãO Aguda De óRgãOSepse E DisfunçãO Aguda De óRgãO
Sepse E DisfunçãO Aguda De óRgãO
Rodrigo Biondi
 
Mieloma multiplo relato de caso clinico
Mieloma multiplo relato de caso clinicoMieloma multiplo relato de caso clinico
Mieloma multiplo relato de caso clinico
Hospital Samaritano Paulista
 
NeoplasiaS.pdf
NeoplasiaS.pdfNeoplasiaS.pdf
NeoplasiaS.pdf
RomuloHalley1
 
Lidiano Oliveira, Artigo - defesa
Lidiano Oliveira, Artigo - defesaLidiano Oliveira, Artigo - defesa
Lidiano Oliveira, Artigo - defesa
Lidiano Oliveira
 
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Safia Naser
 
Paciente oncológico
Paciente oncológicoPaciente oncológico
Paciente oncológico
Iapes Ensino
 
Lesões celulares
Lesões celulares Lesões celulares
Lesões celulares
Karen Costa
 
Neoplasias (Parte III) do livro de Robins
Neoplasias (Parte III) do livro de RobinsNeoplasias (Parte III) do livro de Robins
Neoplasias (Parte III) do livro de Robins
AdrielSampedroOrtega
 
Leucemia slide
Leucemia   slideLeucemia   slide
Leucemia slide
Gildo Oliveira
 
Aula oncologia ii
Aula oncologia iiAula oncologia ii
Aula oncologia ii
Sergio Garcia
 
LMA slides com caso clínico e explicação
LMA slides com caso clínico e explicaçãoLMA slides com caso clínico e explicação
LMA slides com caso clínico e explicação
beautteclinic
 
02 linfomas
02 linfomas02 linfomas

Semelhante a Leucemia Mielóide Crônica (20)

Meningite bacteriana
Meningite bacterianaMeningite bacteriana
Meningite bacteriana
 
Imunodeficiência Comum Variável
Imunodeficiência Comum VariávelImunodeficiência Comum Variável
Imunodeficiência Comum Variável
 
Hematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdf
Hematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdfHematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdf
Hematologia_clinica_e_laboratorial_dos_leucocitos_III.pdf
 
Alterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronica
Alterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronicaAlterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronica
Alterações cromossômicas e prognóstico em leucemia mieloide cronica
 
Câncer colorretal.pptx
Câncer colorretal.pptxCâncer colorretal.pptx
Câncer colorretal.pptx
 
Genética dos tumores
Genética dos tumoresGenética dos tumores
Genética dos tumores
 
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptxEnfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
Enfermedad de Leucemia concepto y clasificacion.pptx
 
estudo dirigido brmatologia
estudo dirigido brmatologiaestudo dirigido brmatologia
estudo dirigido brmatologia
 
Sepse E DisfunçãO Aguda De óRgãO
Sepse E DisfunçãO Aguda De óRgãOSepse E DisfunçãO Aguda De óRgãO
Sepse E DisfunçãO Aguda De óRgãO
 
Mieloma multiplo relato de caso clinico
Mieloma multiplo relato de caso clinicoMieloma multiplo relato de caso clinico
Mieloma multiplo relato de caso clinico
 
NeoplasiaS.pdf
NeoplasiaS.pdfNeoplasiaS.pdf
NeoplasiaS.pdf
 
Lidiano Oliveira, Artigo - defesa
Lidiano Oliveira, Artigo - defesaLidiano Oliveira, Artigo - defesa
Lidiano Oliveira, Artigo - defesa
 
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
Introdução de tecnicas de diagnostico molecular
 
Paciente oncológico
Paciente oncológicoPaciente oncológico
Paciente oncológico
 
Lesões celulares
Lesões celulares Lesões celulares
Lesões celulares
 
Neoplasias (Parte III) do livro de Robins
Neoplasias (Parte III) do livro de RobinsNeoplasias (Parte III) do livro de Robins
Neoplasias (Parte III) do livro de Robins
 
Leucemia slide
Leucemia   slideLeucemia   slide
Leucemia slide
 
Aula oncologia ii
Aula oncologia iiAula oncologia ii
Aula oncologia ii
 
LMA slides com caso clínico e explicação
LMA slides com caso clínico e explicaçãoLMA slides com caso clínico e explicação
LMA slides com caso clínico e explicação
 
02 linfomas
02 linfomas02 linfomas
02 linfomas
 

Leucemia Mielóide Crônica

  • 1. Aliane Coelho Jéssica Rodrigues João Marcos Larissa Mendes Natália Virgínia Universidade Federal do Pará Instituto de Ciências Biológicas Faculdade de Biomedicina Módulo: Hereditariedade & Evolução I Orientadora: Isabel Cabral Belém 2013 Leucemia Mielóide Crônica
  • 2. LEUCEMIA  Conjunto de neoplasias que atingem os glóbulos brancos  Acúmulo de células anormais na medula óssea Natália Virgínia
  • 3. LEUCEMIA LINFÓIDE CLASSIFICAÇÃO AGUDA • Proliferação desordenada de linfócitos imaturos (linfoblastos) • Progressividade e urgência no tratamento CRÔNICA • Proliferação desordenada dos linfócitos. Afeta linfócitos B • Aumento do risco de infecções Natália Virgínia
  • 4. LEUCEMIA MIELÓIDE CLASSIFICAÇÃO • Proliferação desordenada dos Blastos • Decréscimo na contagem de glóbulos vermelhos, plaquetas e leucócitos • Fadiga, falta de ar, hemorragia e aumento do risco de infecção CRÔNICA • Proliferação desordenada de células tronco hematopoiética • Fases: Crônica, acelerada e blástica • Presença do Cromossomo Philadelphia • Gene BCR-ABL AGUDA Natália Virgínia
  • 5.  Representa 15% das leucemias;  Prevalência de 12,5/100.000 habitantes;  Incidência (novos casos) no Brasil: 1/100.000 habitantes por ano; Belém: 1,8/100.000;  Idade média ao diagnóstico no Brasil: 50 a 60 anos; Em Belém: A partir dos 30 anos;  O sexo masculino apresenta leve predominância Larissa Mendes Epidemiologia da Leucemia Mielóide Crônica (LMC)
  • 6. O Cromossomo Philadelphia (Ph) • Descrito por Janet Rowley em 1960, na Philadelphia. • Cromossomo 22 curto, resultante da translocação recíproca t(9:22) (q34;q11) entre c- ABL e BCR • Marcador característico da LMC • Presente em 95% dos pacientes com LMC • Identificado por análises citogenéticas Larissa Mendes
  • 7. O Cromossomo Ph (1) Cariótipo 46 XY, t(9;22) (q34;q11) de um paciente com LMC Ph(+); (2) Cromossomo derivado 9 (seta); (3) O cromossomo Ph (seta). Larissa Mendes
  • 8. O gene ABL • O proto-oncogene ABL, também conhecido como Abelson (homólogo de Abelson Murine Leukemia Virus) • Localizado no braço longo do cromossomo 9 • Atividades relacionadas * Tirosino quinase * Controle do ciclo celular * Remodelamento do citoesqueleto Aliane Coelho
  • 9. O gene BCR • Do inglês, Break Point Cluster Region • Localizado no braço longo do cromossomo 22, região pericentromérica 22q11 • Funções relacionadas com a sinalização intracelular, sendo conhecida como um dos principais sinalizadores em organismos eucariontes. Aliane Coelho
  • 11. O gene quimérico BRC-ABL  Fusão 3’ ABL no cromossomo 9 com 5’ BCR no cromossomo 22  Transcreve um mRNA com atividade tirosino quinase potencializada e desregulada  O tamanho pode variar de 190 a 230 Kd Jéssica Rodrigues
  • 13. Vias de sinalização  As principais vias ativadas pelo BCR-ABL são: PI3-K/AKT, NF-KB e STAT.  Essas vias interferem em processos celulares fundamentais como: - Proliferação; - Sobrevivência; - Diferenciação; - Reparo de DNA; - Adesão; - Circulação de células hematopoéticas. Jéssica Rodrigues
  • 14. Diagnóstico  Hematológico * Leucocitose * Aumento das plaquetas * Intensa hiperplasia granulócita (medula óssea)  Citogenético * Análise cariotípica em cultura de células (medula óssea). * Extremamente específico * Apesar da especificidade, tem baixa sensibilidade (1:100)  Molecular * Baseia-se no uso da RT-PCR com alta sensibilidade * Detecção entre 106 células normais. João Marcos
  • 15. Tratamento  Agentes citostáticos (Hidroxiuréia)  Interferon-α  Transplante de medula óssea (TMO)  Mesilato de Imatinib (Gleevec) João Marcos
  • 17. Considerações Finais  A identificação do cromossomo Ph não é suficiente para diagnosticar a LMC.  É preciso fazer um estudo molecular para descobrir o tipo de rearranjo do portador.  Dependendo do rearranjo, pode-se tentar o tratamento com Gleevec.
  • 18. Referências Bibliográficas SCERNI, Ana Carolina Costa. Monitoramento com PCR quantitativo para BCR-ABL de pacientes portadores de Leucemia Mielóide Crônica em tratamento com Mesilato de Imatinib. Dissertação. 2006. SANTOS, Cíntia Cichowski. Tratamento da Leucemia Mielóide Crônica com Mesilato de Imatinibe no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Dissertação. 2007. INCA, Condutas do. Leucemia mielóide crônica. Artigo. 2003