SlideShare uma empresa Scribd logo
DINÂMICA
Leis de Newton
1ª Lei de Newton ou Lei da
Inércia
   Inércia: tendência a manter a velocidade
    constante.


“Todo corpo continua no estado de repouso ou de
movimento retilíneo uniforme, a menos que seja
obrigado a mudá-lo por forças a ele aplicadas.”
Exemplo 1
   Um corpo em repouso tende, por inércia, a
    permanecer em repouso.




                 Ônibus arrancando
Exemplo 2
   Um corpo em movimento tende, por inércia, a
    continuar em MRU.




                  Ônibus freando
Exemplo 3




      Quando o cão entra em movimento, o
      menino em repouso em relação ao solo,
      tende a permanecer em repouso. Note que
      em relação ao carrinho o menino é
      atirado para trás.
Exemplo 4




      Por inércia, o cavaleiro tende a
      prosseguir com sua velocidade.
Exemplo 5
Exemplo 5
MATANDO A SOGRA!!!
2ª Lei de Newton ou Princípio
Fundamental da Dinâmica

“A resultante das forças que agem num corpo é igual
ao produto de sua massa pela aceleração adquirida”.



                    a         FR = m .a
1º Caso          FR tem o mesmo sentido da velocidade V.
Neste caso a aceleração a também tem o mesmo sentido de V e o movimento é acelerado,
isto é, o módulo de V aumenta com o tempo.




    2º Caso          FR tem sentido contrário da velocidade V.

Neste caso, a aceleração a tem sentido oposto ao de V e o movimento é retardado, isto é,
o módulo de V diminui com o tempo.
Unidade de medida SI

   unidade de massa → m = kg
   unidade de aceleração → a = m/s 2
   unidade de força → F = N = kg.m/s 2




      Um Newton (1N) é a intensidade de força que
       produziria, numa massa de um quilograma (1 kg),
       uma aceleração de módulo um metro por segundo,
       (1 m/s2).
3ª Lei de Newton ou Lei da Ação e
Reação
“Se um corpo A aplicar uma força sobre um corpo
B, receberá deste uma força de mesma intensidade,
mesma direção e sentido oposto à força que aplicou
em B”.



                              FAB = - FBA
Características
   Toda vez que um corpo A exerce num
    corpo B uma força , este também
    exerce em A outra força tal que essas
    forças:
    a)    têm a mesma intensidade;
    b)    têm a mesma direção;
    c)    têm sentidos opostos;
    d)    têm mesma natureza, sendo ambas de
          campo ou
         ambas de contato.
   O helicóptero é um aparelho capaz de levantar voo na
    vertical por possuir uma hélice na parte superior, que
    funciona como propulsor. Quando o motor é ligado, a
    hélice principal gira, impulsionando o ar para baixo. Pelo
    princípio da ação e reação, o ar aplica na hélice uma
    força de reação para cima;
   Aplica-se a 3ª Lei de Newton, cujo enunciado é: se um
    corpo exerce uma força sobre outro corpo, este reage
    sobre aquele com uma força de mesma intensidade,
    mesma direção e sentido oposto
   As forças de ação e reação entre os corpos são
    denominadas forças de interação. A toda ação
    corresponde uma reação. aplica-se a 3ª Lei de Newton.
   Aplica-se a 3ª Lei de Newton, cujo enunciado é: se um
    corpo exerce uma força sobre outro corpo, este reage
    sobre aquele com uma força de mesma intensidade,
    mesma direção e sentido oposto.
Peso
   Denomina-se força peso (P) a força de campo
    gravitacional que a Terra exerce sobre qualquer
    objeto colocado próximo à sua superfície. Ela
    tem direção vertical e sentido para baixo.


                              P=m.g
Peso
Lei de Hooke (Força Elástica)
“A intensidade da força elástica (Fel) é proporcional
à deformação (x)".




                                  Fel = k . x
Acesse o blog e divirta!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
Marco Antonio Sanches
 
Força elétrica
Força elétricaForça elétrica
Força elétrica
Marco Antonio Sanches
 
Trabalho e potência
Trabalho e potênciaTrabalho e potência
Trabalho e potência
Marco Antonio Sanches
 
Física (calorimetria)
Física (calorimetria)Física (calorimetria)
Física (calorimetria)
Adrianne Mendonça
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
Fábio Ribeiro
 
Lançamento oblíquo
Lançamento oblíquoLançamento oblíquo
Lançamento oblíquo
jorgehenriqueangelim
 
5 queda livre
5  queda livre5  queda livre
5 queda livre
daniela pinto
 
3ª lei de newton gizelda
3ª lei de newton   gizelda3ª lei de newton   gizelda
3ª lei de newton gizelda
Gizelda
 
Força de atrito
Força de atritoForça de atrito
Força de atrito
Marco Antonio Sanches
 
9 ano leis de newton
9 ano leis de newton9 ano leis de newton
9 ano leis de newton
crisbassanimedeiros
 
Maquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano AlavancasMaquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano Alavancas
Priscilaqueirozmarchon
 
Queda livre
Queda livreQueda livre
Queda livre
Ana Paula Praxedes
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
O mundo da FÍSICA
 
Aula de Física - As Leis de Newton
Aula de Física - As Leis de NewtonAula de Física - As Leis de Newton
Aula de Física - As Leis de Newton
Editora Moderna
 
9 ano cinemática_aula
9 ano cinemática_aula9 ano cinemática_aula
9 ano cinemática_aula
Giselle Marques Goes
 
Leis newton
Leis newtonLeis newton
Leis newton
Adrianne Mendonça
 
Plano Inclinado
Plano InclinadoPlano Inclinado
Plano Inclinado
XequeMateShannon
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
luam1969
 
Movimento Circular Uniforme
Movimento Circular UniformeMovimento Circular Uniforme
Movimento Circular Uniforme
Marco Antonio Sanches
 
09 movimento variado
09  movimento variado09  movimento variado
09 movimento variado
Bruno De Siqueira Costa
 

Mais procurados (20)

Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
 
Força elétrica
Força elétricaForça elétrica
Força elétrica
 
Trabalho e potência
Trabalho e potênciaTrabalho e potência
Trabalho e potência
 
Física (calorimetria)
Física (calorimetria)Física (calorimetria)
Física (calorimetria)
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
Lançamento oblíquo
Lançamento oblíquoLançamento oblíquo
Lançamento oblíquo
 
5 queda livre
5  queda livre5  queda livre
5 queda livre
 
3ª lei de newton gizelda
3ª lei de newton   gizelda3ª lei de newton   gizelda
3ª lei de newton gizelda
 
Força de atrito
Força de atritoForça de atrito
Força de atrito
 
9 ano leis de newton
9 ano leis de newton9 ano leis de newton
9 ano leis de newton
 
Maquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano AlavancasMaquinas simples - Plano Alavancas
Maquinas simples - Plano Alavancas
 
Queda livre
Queda livreQueda livre
Queda livre
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
 
Aula de Física - As Leis de Newton
Aula de Física - As Leis de NewtonAula de Física - As Leis de Newton
Aula de Física - As Leis de Newton
 
9 ano cinemática_aula
9 ano cinemática_aula9 ano cinemática_aula
9 ano cinemática_aula
 
Leis newton
Leis newtonLeis newton
Leis newton
 
Plano Inclinado
Plano InclinadoPlano Inclinado
Plano Inclinado
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
 
Movimento Circular Uniforme
Movimento Circular UniformeMovimento Circular Uniforme
Movimento Circular Uniforme
 
09 movimento variado
09  movimento variado09  movimento variado
09 movimento variado
 

Destaque

Força
ForçaForça
óPtica
óPticaóPtica
Titanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lendaTitanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lenda
Move to Junk
 
2015815 1231 gravitacao
2015815 1231 gravitacao2015815 1231 gravitacao
2015815 1231 gravitacao
Diego Alves
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
Eloir De Carli
 
aula1-termometria (2).pdf
aula1-termometria (2).pdfaula1-termometria (2).pdf
aula1-termometria (2).pdf
Cleiton Rosa
 
AULA SOBRE Termometria
AULA SOBRE TermometriaAULA SOBRE Termometria
AULA SOBRE Termometria
andre alcantara
 
Termologia - I-Termometria
Termologia - I-TermometriaTermologia - I-Termometria
Termologia - I-Termometria
Marco Antonio Sanches
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
Everton Moraes
 
Terceira Lei De Newton
Terceira Lei De NewtonTerceira Lei De Newton
Terceira Lei De Newton
Colegio Coutinho
 
Leis de Newton e suas aplicações
Leis de Newton e suas aplicaçõesLeis de Newton e suas aplicações
Leis de Newton e suas aplicações
Michele Bertim
 
3ª lei de newton – ação e reação
3ª lei de newton – ação e reação3ª lei de newton – ação e reação
3ª lei de newton – ação e reação
João Paulo Silva Mendes
 
Segunda lei de newton !!
Segunda lei de newton !!Segunda lei de newton !!
Segunda lei de newton !!
Loamy Amarantte
 
2ª lei de newton
2ª lei de newton2ª lei de newton
2ª lei de newton
Débora Neves
 
exercicios resolvidos-termometria.pdf
exercicios resolvidos-termometria.pdfexercicios resolvidos-termometria.pdf
exercicios resolvidos-termometria.pdf
Cleiton Rosa
 
Gravitação Universal
Gravitação UniversalGravitação Universal
Gravitação Universal
Pibid Física
 
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricasSlide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
Kátia Cilene Suptitz
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
Adrianne Mendonça
 
Slide sobre termometria
Slide sobre termometriaSlide sobre termometria
Slide sobre termometria
joaberb
 

Destaque (20)

Força
ForçaForça
Força
 
óPtica
óPticaóPtica
óPtica
 
Titanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lendaTitanic: como se constrói uma lenda
Titanic: como se constrói uma lenda
 
2015815 1231 gravitacao
2015815 1231 gravitacao2015815 1231 gravitacao
2015815 1231 gravitacao
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
 
aula1-termometria (2).pdf
aula1-termometria (2).pdfaula1-termometria (2).pdf
aula1-termometria (2).pdf
 
AULA SOBRE Termometria
AULA SOBRE TermometriaAULA SOBRE Termometria
AULA SOBRE Termometria
 
Termologia - I-Termometria
Termologia - I-TermometriaTermologia - I-Termometria
Termologia - I-Termometria
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
Terceira Lei De Newton
Terceira Lei De NewtonTerceira Lei De Newton
Terceira Lei De Newton
 
Leis de Newton e suas aplicações
Leis de Newton e suas aplicaçõesLeis de Newton e suas aplicações
Leis de Newton e suas aplicações
 
3ª lei de newton – ação e reação
3ª lei de newton – ação e reação3ª lei de newton – ação e reação
3ª lei de newton – ação e reação
 
Segunda lei de newton !!
Segunda lei de newton !!Segunda lei de newton !!
Segunda lei de newton !!
 
2ª lei de newton
2ª lei de newton2ª lei de newton
2ª lei de newton
 
exercicios resolvidos-termometria.pdf
exercicios resolvidos-termometria.pdfexercicios resolvidos-termometria.pdf
exercicios resolvidos-termometria.pdf
 
Gravitação Universal
Gravitação UniversalGravitação Universal
Gravitação Universal
 
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricasSlide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
 
Slide sobre termometria
Slide sobre termometriaSlide sobre termometria
Slide sobre termometria
 

Semelhante a Leis de Newton

Leis de newton cópia
Leis de newton   cópiaLeis de newton   cópia
Leis de newton cópia
Flavio Albano
 
LEIS DE NEWTON.ppt
LEIS DE NEWTON.pptLEIS DE NEWTON.ppt
LEIS DE NEWTON.ppt
NbiaOliveira35
 
8a série as leis de newton
8a série   as leis de newton8a série   as leis de newton
8a série as leis de newton
SESI 422 - Americana
 
Leis de Newton.pptx
Leis de Newton.pptxLeis de Newton.pptx
Leis de Newton.pptx
WallasMorett
 
Dinámica
DinámicaDinámica
Dinámica
SEEDUC-RJ
 
Força e movimento.pdf
Força e movimento.pdfForça e movimento.pdf
Força e movimento.pdf
TayaneCarvalho6
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
Elisabete2014
 
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
Física força
Física  forçaFísica  força
11 dinâmica - introdução
11  dinâmica - introdução11  dinâmica - introdução
11 dinâmica - introdução
Bruno De Siqueira Costa
 
1º lei de newton
1º lei de newton1º lei de newton
1º lei de newton
LarissaRaquel_
 
As Leis de Newton
As Leis de NewtonAs Leis de Newton
As Leis de Newton
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Fisico quimica
Fisico quimicaFisico quimica
Fisico quimica
Andre Agostinho
 
07 leis de newtons
07 leis de newtons07 leis de newtons
07 leis de newtons
carlos monteiro
 
Leis de Newton
Leis de NewtonLeis de Newton
Leis de Newton
Alícia Quintino
 
1594605306QixYENV2.ppt
1594605306QixYENV2.ppt1594605306QixYENV2.ppt
1594605306QixYENV2.ppt
EdilenedosSantosSilv1
 
Apostila leis de newton
Apostila leis de newtonApostila leis de newton
Apostila leis de newton
littlevic4
 
Fisica 001 leis de newton
Fisica   001 leis de newtonFisica   001 leis de newton
Fisica 001 leis de newton
con_seguir
 

Semelhante a Leis de Newton (20)

Leis de newton cópia
Leis de newton   cópiaLeis de newton   cópia
Leis de newton cópia
 
LEIS DE NEWTON.ppt
LEIS DE NEWTON.pptLEIS DE NEWTON.ppt
LEIS DE NEWTON.ppt
 
8a série as leis de newton
8a série   as leis de newton8a série   as leis de newton
8a série as leis de newton
 
Leis de Newton.pptx
Leis de Newton.pptxLeis de Newton.pptx
Leis de Newton.pptx
 
Dinámica
DinámicaDinámica
Dinámica
 
Força e movimento.pdf
Força e movimento.pdfForça e movimento.pdf
Força e movimento.pdf
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
As leis de newton
 
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
As leis de newton
 
As leis de newton
As leis de newtonAs leis de newton
As leis de newton
 
Física força
Física  forçaFísica  força
Física força
 
11 dinâmica - introdução
11  dinâmica - introdução11  dinâmica - introdução
11 dinâmica - introdução
 
1º lei de newton
1º lei de newton1º lei de newton
1º lei de newton
 
As Leis de Newton
As Leis de NewtonAs Leis de Newton
As Leis de Newton
 
Fisico quimica
Fisico quimicaFisico quimica
Fisico quimica
 
07 leis de newtons
07 leis de newtons07 leis de newtons
07 leis de newtons
 
Leis de Newton
Leis de NewtonLeis de Newton
Leis de Newton
 
1594605306QixYENV2.ppt
1594605306QixYENV2.ppt1594605306QixYENV2.ppt
1594605306QixYENV2.ppt
 
Apostila leis de newton
Apostila leis de newtonApostila leis de newton
Apostila leis de newton
 
Fisica 001 leis de newton
Fisica   001 leis de newtonFisica   001 leis de newton
Fisica 001 leis de newton
 

Mais de O mundo da FÍSICA

3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
O mundo da FÍSICA
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
O mundo da FÍSICA
 
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
O mundo da FÍSICA
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
O mundo da FÍSICA
 
Potência e energia
Potência e energiaPotência e energia
Potência e energia
O mundo da FÍSICA
 
Espelho planos
Espelho planosEspelho planos
Espelho planos
O mundo da FÍSICA
 
Reflexão da luz
Reflexão da luzReflexão da luz
Reflexão da luz
O mundo da FÍSICA
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
O mundo da FÍSICA
 
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
O mundo da FÍSICA
 
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
O mundo da FÍSICA
 
Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
O mundo da FÍSICA
 
Exercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetriaExercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetria
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
O mundo da FÍSICA
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
O mundo da FÍSICA
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
O mundo da FÍSICA
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
O mundo da FÍSICA
 
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
O mundo da FÍSICA
 

Mais de O mundo da FÍSICA (20)

3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
 
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
 
Potência e energia
Potência e energiaPotência e energia
Potência e energia
 
Espelho planos
Espelho planosEspelho planos
Espelho planos
 
Reflexão da luz
Reflexão da luzReflexão da luz
Reflexão da luz
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
 
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
 
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
 
Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
 
Exercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetriaExercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetria
 
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
 
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
 
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
ILDISONRAFAELBARBOSA
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 

Leis de Newton

  • 2. 1ª Lei de Newton ou Lei da Inércia  Inércia: tendência a manter a velocidade constante. “Todo corpo continua no estado de repouso ou de movimento retilíneo uniforme, a menos que seja obrigado a mudá-lo por forças a ele aplicadas.”
  • 3. Exemplo 1  Um corpo em repouso tende, por inércia, a permanecer em repouso. Ônibus arrancando
  • 4. Exemplo 2  Um corpo em movimento tende, por inércia, a continuar em MRU. Ônibus freando
  • 5. Exemplo 3 Quando o cão entra em movimento, o menino em repouso em relação ao solo, tende a permanecer em repouso. Note que em relação ao carrinho o menino é atirado para trás.
  • 6. Exemplo 4 Por inércia, o cavaleiro tende a prosseguir com sua velocidade.
  • 10. 2ª Lei de Newton ou Princípio Fundamental da Dinâmica “A resultante das forças que agem num corpo é igual ao produto de sua massa pela aceleração adquirida”. a FR = m .a
  • 11. 1º Caso FR tem o mesmo sentido da velocidade V. Neste caso a aceleração a também tem o mesmo sentido de V e o movimento é acelerado, isto é, o módulo de V aumenta com o tempo. 2º Caso FR tem sentido contrário da velocidade V. Neste caso, a aceleração a tem sentido oposto ao de V e o movimento é retardado, isto é, o módulo de V diminui com o tempo.
  • 12. Unidade de medida SI  unidade de massa → m = kg  unidade de aceleração → a = m/s 2  unidade de força → F = N = kg.m/s 2 Um Newton (1N) é a intensidade de força que produziria, numa massa de um quilograma (1 kg), uma aceleração de módulo um metro por segundo, (1 m/s2).
  • 13. 3ª Lei de Newton ou Lei da Ação e Reação “Se um corpo A aplicar uma força sobre um corpo B, receberá deste uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido oposto à força que aplicou em B”. FAB = - FBA
  • 14. Características  Toda vez que um corpo A exerce num corpo B uma força , este também exerce em A outra força tal que essas forças: a) têm a mesma intensidade; b) têm a mesma direção; c) têm sentidos opostos; d) têm mesma natureza, sendo ambas de campo ou ambas de contato.
  • 15. O helicóptero é um aparelho capaz de levantar voo na vertical por possuir uma hélice na parte superior, que funciona como propulsor. Quando o motor é ligado, a hélice principal gira, impulsionando o ar para baixo. Pelo princípio da ação e reação, o ar aplica na hélice uma força de reação para cima;
  • 16. Aplica-se a 3ª Lei de Newton, cujo enunciado é: se um corpo exerce uma força sobre outro corpo, este reage sobre aquele com uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido oposto
  • 17. As forças de ação e reação entre os corpos são denominadas forças de interação. A toda ação corresponde uma reação. aplica-se a 3ª Lei de Newton.
  • 18. Aplica-se a 3ª Lei de Newton, cujo enunciado é: se um corpo exerce uma força sobre outro corpo, este reage sobre aquele com uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido oposto.
  • 19.
  • 20. Peso  Denomina-se força peso (P) a força de campo gravitacional que a Terra exerce sobre qualquer objeto colocado próximo à sua superfície. Ela tem direção vertical e sentido para baixo. P=m.g
  • 21. Peso
  • 22. Lei de Hooke (Força Elástica) “A intensidade da força elástica (Fel) é proporcional à deformação (x)". Fel = k . x
  • 23. Acesse o blog e divirta!!!