Aula05 forças

10.395 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Estou no 1º ano, e ainda não aprendi a matéria de Deformações.. estou fazendo um trabalho para um amigo, e contém as 4 perguntas de deformações contida no seu slide, mas não consigo saber qual a resposta correta, e também preciso ter certeza. Se possível gostaria que você me envia-se as resposta no email barbara_luiza.f@hotmail.com , obrigade desde já.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
290
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula05 forças

  1. 1. Aula 5 - Força Colégio Estadual Dom Helder Câmara Física - 2º Ano – Prof.(a) Cristiane 2010
  2. 2. 1. Introdução A Dinâmica é o ramo da Mecânica que estuda as causas do movimento de um corpo. Estas causas estão relacionadas às forças que atuam sobre ele. Dessa maneira, o conceito de força é de fundamental importância no estudo da Dinâmica .
  3. 3. 2. Conceito de Força Tomemos um corpo inicialmente em repouso. Esse corpo jamais conseguirá sair do estado de repouso, a menos que receba a ação de uma força resultante não-nula. Um corpo sozinho não exerce força sobre si mesmo. Logo: “ FORÇA É O FRUTO DA INTERAÇÃO ENTRE DOIS CORPOS”
  4. 4. 2. Conceito de Força É importante lembrar que a grandeza física, força, é uma grandeza vetorial, isto é, para caracterizá-la precisamos definir sua intensidade (módulo), sua direção de atuação e seu sentido. Quando assinalamos uma força num corpo, usando um vetor (seta), queremos simbolizar a ação que ele está sofrendo de um outro corpo. Logo, o número de forças que um corpo recebe está associado ao número de interações das quais ele participa.
  5. 5. 2. Conceito de Força É importante lembrar que a grandeza física, força, é uma grandeza vetorial, isto é, para caracterizá-la precisamos definir sua intensidade (módulo), sua direção de atuação e seu sentido. Quando assinalamos uma força num corpo, usando um vetor (seta), queremos simbolizar a ação que ele está sofrendo de um outro corpo. Logo, o número de forças que um corpo recebe está associado ao número de interações das quais ele participa.
  6. 6. 3. Efeitos de Forças Podemos reconhecer a existência de forças pelos efeitos que produzem quando aplicadas a um corpo. A. Deformação A deformação é um dos efeitos causados pela força. Por exemplo, quando você chuta uma bola, no ponto de contato entre o pé e a bola ocorre uma deformação.
  7. 7. 3. Efeitos de Forças <ul><li>I. TIPOS DE DEFORMAÇÕES: </li></ul><ul><li>Tração: </li></ul><ul><li>Compressão: </li></ul>
  8. 8. 3. Efeitos de Forças <ul><li>Torção: </li></ul><ul><li>Flexão </li></ul>
  9. 9. 3. Efeitos de Forças B. Alteração de Velocidade Outro efeito que a força pode produzir no corpo é a alteração de sua velocidade, que consiste num aumento ou numa diminuição do módulo da velocidade, ou alteração da direção da velocidade. No exemplo acima, além do pé do jogador deformar a bola, simultaneamente seu chute altera a velocidade da bola.
  10. 10. 3. Efeitos de Forças C. Equilíbrio O equilíbrio é outro efeito causado pela força. Por exemplo, você prende um corpo através de um fio num suporte. A força do fio no corpo produz um equilíbrio, evitando que ele caia pela ação da gravidade terrestre.
  11. 11. 4. Medida de Forças A intensidade de uma força pode ser medida através de um aparelho denominado dinamômetro. O dinamômetro é um instrumento constituído de uma mola que se deforma quando recebe a ação de uma força. Logo, para cada deformação produzida, temos o dispositivo indicando a intensidade da força aplicada. No SI, a unidade de medida de força é o Newton (N). Eventualmente pode-se utilizar a unidade prática quilograma-força (kgf), sendo que 1 kgf = 9,8 N.
  12. 12. 5. Tipo de Forças As forças trocadas entre os corpos podem ser de contato ou de campo (ação à distância). Destacamos, a seguir, as orientações (direção e sentido) de algumas dessas forças. A. Força Peso Denomina-se força peso a força de campo gravitacional que a Terra exerce sobre qualquer objeto colocado próximo à sua superfície. Ela tem direção vertical e sentido para baixo.
  13. 13. 5. Tipo de Forças B. Força de Tração É a força de contato aplicada por um fio (ou eventualmente por uma barra) sobre um corpo. A força de tração tem a direção do fio e sentido de puxar.
  14. 14. 5. Tipo de Forças C. Força Normal A força de reação normal de apoio, ou simplesmente força normal , é a força de empurrão que uma superfície exerce sobre um corpo nela apoiado. Quando um bloco (um livro, por exemplo) encontra-se em repouso sobre uma mesa, ele recebe da mesa uma força de compressão que impede a sua penetração sobre ela devido à ação da força peso.
  15. 15. 5. Tipo de Forças D. Força de Atrito Quando se lança um corpo sobre uma mesa comum horizontal, ele pára após percorrer uma certa distância. Isso significa que houve uma resistência ao seu movimento. Essa resistência altera a velocidade do corpo e é, portanto, medida por uma força. Essa força de contato motivada por asperezas superficiais recebe o nome de força de atrito. Tal força de atrito é paralela às superfícies de contato e se opõe ao deslizamento relativo ou à tendência de escorregamento .
  16. 16. 6. Unidade de Força A unidade mais utilizada para se medir uma força é o Newton, embora a dina (dyn) e o quilograma-força (kgf), sejam bastante utilizados em algumas áreas. • No S.I. => N (Newton) • No C.G.S. => dyn (dina) • Sistema Técnico => Kgf (quilograma força) Relação entre as unidades: 1 N = 10 5 dyn 1 Kgf = 9,8 N OBS.: Um Quilograma-força ( kgf ) é a intensidade da força peso de um corpo de 1 kg de massa, situado num local onde a aceleração gravitacional é normal ( g = 9,8 m/s 2 ).
  17. 17. 7. Exercícios 01. Identifique uma situação em que um corpo estará em equilíbrio. a) Um carro em movimento variado. b) Uma pedra caindo em um poço. c) O vento no mar. d) Uma fruta em uma árvore e) Um jogador chutando uma bola. 02. Qual o tipo de deformação responsável para um trator rebocar um caminhão? a) Tração b) Torção c) Flexão d) Compressão e) Colaboração
  18. 18. 7. Exercícios <ul><li>03. Qual o tipo de deformação responsável por espremer uma camisa molhada? </li></ul><ul><li>a) Tração b) Torção c) Flexão </li></ul><ul><li>d) Compressão e) Colaboração </li></ul><ul><li>04. Qual o tipo de deformação responsável por uma </li></ul><ul><li>bomba encher o pneu de uma bicicleta? </li></ul><ul><li>a) Tração b) Torção c) Flexão </li></ul><ul><li>Compressão e) Colaboração </li></ul><ul><li>05. Qual o tipo de deformação responsável por quebrar </li></ul><ul><li>um pedaço de galho com as mãos? </li></ul><ul><li>a) Tração b) Torção c) Flexão </li></ul><ul><li>d) Compressão e) Colaboração </li></ul>

×