SlideShare uma empresa Scribd logo
PRO – PROCEDIMENTO 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO 
DE EPI 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI 
ELABORADO - SESMT CENTRAL
PRO – PROCEDIMENTO 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO 
DE EPI 
1. OBJETIVO 
Definir, padronizar e estabelecer critérios de utilização e controle dos 
Equipamentos de Proteção Individual, fornecidos aos funcionários que 
trabalham nas obras e instalações da empresa TABOCAS. 
2. ABRANGÊNCIA 
Este procedimento é aplicável a todos os funcionários, colaboradores e 
subcontratadas que exercem atividades nas obras e instalações da empresa 
TABOCAS. 
3. DOCUMENTOS DE REFERENCIA 
Portaria 32.14 de 08 – 06 – 1978 NR 06 
4. DEFINIÇÃO 
· EPR – Equipamentos de Proteção Respiratória 
·  CA – Certificado de Aprovação – MTE. 
·  CRF – Certificado de Registro do Fabricante. 
·  MTE – Ministério do Trabalho e Emprego. 
4.PROCEDIMENTOS 
· A Tabocas fornecerá somente EPI’s aprovados e certificados no 
Ministério do Trabalho e Emprego, conforme legislação em vigor; 
· Serão fornecidos todos EPI’s sempre que necessário; 
· O fornecimento de um novo EPI’s, se dará mediante a entrega do usado, 
a não ser em casos de perda ou roubo, que será analisado pela 
Segurança do Trabalho da Obra; 
· Qualquer irregularidade como: furos, escritas e cortes, será entendida 
como provocada pelo usuário e será cobrado o valor do EPI sendo 
descontado em seu pagamento; 
· É dever de o empregado utilizar, higienizar, conservar e armazenar 
corretamente os EPI’s. Cumprir as determinações do empregador sobre 
o uso adequado dos mesmos, conforme NR 6.7; 
ELABORADO - SESMT CENTRAL
PRO – PROCEDIMENTO 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO 
DE EPI 
· O supervisor / coordenador deve fazer a requisição de EPI’s, 
antecipadamente, conforme a necessidade de seu efetivo; 
· A solicitação deve ser feita conforme procedimento da empresa ao 
almoxarifado, que realizará a separação e o envio do equipamento; 
· Todo EPI entregue ao colaborador, deve ser descrito na ficha de 
controle individual do mesmo. 
RESPONSABILIDADES 
Segurança do Trabalho 
· Orientar os colaboradores sobre a correta utilização dos EPI’s; 
· Definir e especificar todos os EPI’s a serem utilizados na empresa de 
acordo com a função; 
· Manter em arquivo cópia do CA e CRF de cada EPI utilizado na 
empresa; 
· Realizar treinamento sobre os EPI’s, conforme a solicitação de cada 
área, e/ou programa de treinamento; 
· Quando necessário, realizar auditoria de forma aleatória, vistoriando 
tanto na matriz, filiais e obras, o controle de distribuição de EPI’s, a 
qualidade e higienização dos mesmos; 
· Acompanhar o consumo de EPI’s mensalmente 
· Fiscalizar os trabalhadores quanto ao uso correto dos EPI’s; 
· Orientar o correto preenchimento das Fichas de Entrega de EPI’s. 
Almoxarifado 
· Consultar este manual sempre que necessário, nas situações de 
aquisição e fornecimento de EPI’s; 
· Distribuir somente EPI’s indicado neste procedimento; 
· Manter estoque de EPI’s necessários para atender à demanda pelos 
funcionários, repondo sempre que necessário mantendo a especificação 
e qualidade dos mesmos; 
· Consultar o setor de Segurança do Trabalho sempre que surgirem 
dúvidas sobre EPI’s a serem adquiridos ou distribuídos; 
· Registrar todos os EPI’s distribuídos aos colaboradores nas respectivas 
fichas de entrega de EPI’s e mantê-las arquivadas em local adequado; 
· Quando um colaborador for desligado da empresa, obrigatoriamente 
deve-se dirigir ao almoxarifado para a devolução dos seus EPI’s, que no 
ato da entrega serão analisados quanto à qualidade e estado de 
conservação. Feita à baixa na ficha de entrega de EPI’s e emitido um 
recibo de devolução em nome do funcionário remetendo cópia para o 
Administrativo, para o devido arquivamento; 
ELABORADO - SESMT CENTRAL
PRO – PROCEDIMENTO 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO 
DE EPI 
· Providenciar o descarte ou reciclagem dos EPI’s usados. 
Usuários em Geral 
· Utilizar obrigatoriamente os EPI’s especificados para sua área e função 
e somente para a finalidade a que se destina; 
· Comunicar qualquer anormalidade ocorrida em seu EPI; 
· Não fazer alterações nos EPI’s, como furos, cortes, pinturas e marcas; 
· Guardar e conservar todos os EPI’s recebidos; 
· Solicitar a troca do EPI sempre que necessário quando o mesmo 
apresentar impossibilidade de uso, comprovando que o equipamento 
apresenta problemas. 
ESPECIFICAÇÃO DE EPI’S 
Tabela 01 – Proteção para a cabeça 
· Capacetes de segurança para proteção contra impactos de objetos sobre o 
crânio; 
· Capacetes de segurança para proteção contra choques elétricos; 
· Capuz de segurança para proteção do crânio e pescoço contra riscos de 
origem térmica; 
Tabela 02 - Proteção dos olhos e face 
· Óculos de segurança para proteção dos olhos contra impactos de 
partículas volantes; 
· Óculos de segurança para proteção dos olhos contra luminosidade intensa; 
· Óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação ultra-violeta; 
· Protetores faciais de segurança para proteção da face contra impactos de 
partículas volantes; 
· Protetores faciais de segurança para proteção da face contra respingos de 
produtos químicos; 
· Máscara de solda para proteção dos olhos e face contra impactos de 
partículas volantes; 
· Máscara de solda para proteção dos olhos e face contra luminosidade 
intensa; 
· Máscara de solda para proteção dos olhos e face contra radiação 
infra-vermelha; 
Tabela 03 – Proteção auditiva 
· Protetor auditivo de inserção para proteção do sistema auditivo contra 
níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR 15. Anexos I e 
II; 
ELABORADO - SESMT CENTRAL
PRO – PROCEDIMENTO 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO 
DE EPI 
· Protetor auditivo semi-auricular para proteção do sistema auditivo contra 
níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR 15. Anexos I e 
II; 
Tabela 04 - Proteção respiratória 
· Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias contra 
gases emanados de produtos químicos; 
· Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias contra 
poeiras e névoas; 
· Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias contra 
poeiras, névoas e fumos; 
Tabela 05 - Proteção do tronco 
· Vestimentas de segurança que ofereçam proteção ao tronco contra riscos de 
origem elétrica. 
Tabela 06 - Proteção dos membros superiores 
· Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes abrasivos e 
escoriantes; 
· Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes cortantes e 
perfurantes; 
· Luvas de segurança para proteção das mãos contra choques elétricos; 
· Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes biológicos; 
· Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes químicos; 
· Luvas de segurança para proteção das mãos contra radiações ionizantes; 
· Creme protetor de segurança para proteção dos membros superiores 
contra agentes químicos; 
· Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra 
agentes abrasivos e escoriantes; 
· Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra 
agentes cortantes e perfurantes; 
Tabela 07 - Proteção para membros inferiores 
· Calçado de segurança para proteção contra impactos de quedas de objetos 
sobre os artelhos; 
· Calçado de segurança para proteção dos pés contra choques elétricos; 
· Calçado de segurança para proteção dos pés contra agentes cortantes e 
escoriantes; 
· Calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra umidade 
proveniente de operações com uso de água; 
· Calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra respingos de 
produtos químicos; 
ELABORADO - SESMT CENTRAL
PRO – PROCEDIMENTO 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO 
DE EPI 
· Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes abrasivos e 
escoriantes; 
Tabela 07 - Proteção contra quedas com diferença de nível 
·Cinturão de segurança, para proteção do usuário contra riscos de queda em 
trabalhos em altura; 
·Trava quedas, para proteção do usuario contra riscos de quedas de altura em 
trabalhos com movimentação vertical, quando utilizado com cinturão de 
segurança. 
·Talabarte de segurança modelo em “Y”, proteção do usuário contra riscos de 
quedas de altura em trabalhos onde precise subir e descer de estruturas 
metálicas e/ou torres. 
NOTAS: 
Cada colaborador deve ter o seu próprio EPI, não sendo permitido o uso 
coletivo; 
É proibido o uso de EPI´s que não tenham CA; 
Na CNH o cinto de segurança a ser usado é do tipo Pára-quedista, sendo 
proibido o uso de qualquer outro tipo de cinto de segurança para trabalhos em 
altura superior a 2,0 metros; 
Ainda que em altura não superior a 2,0 metros, quando for identificado risco, o 
cinto de segurança deverá ser utilizado. 
ELABORADO - SESMT CENTRAL
PRO – PROCEDIMENTO 
ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO 
DE EPI 
· Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes abrasivos e 
escoriantes; 
Tabela 07 - Proteção contra quedas com diferença de nível 
·Cinturão de segurança, para proteção do usuário contra riscos de queda em 
trabalhos em altura; 
·Trava quedas, para proteção do usuario contra riscos de quedas de altura em 
trabalhos com movimentação vertical, quando utilizado com cinturão de 
segurança. 
·Talabarte de segurança modelo em “Y”, proteção do usuário contra riscos de 
quedas de altura em trabalhos onde precise subir e descer de estruturas 
metálicas e/ou torres. 
NOTAS: 
Cada colaborador deve ter o seu próprio EPI, não sendo permitido o uso 
coletivo; 
É proibido o uso de EPI´s que não tenham CA; 
Na CNH o cinto de segurança a ser usado é do tipo Pára-quedista, sendo 
proibido o uso de qualquer outro tipo de cinto de segurança para trabalhos em 
altura superior a 2,0 metros; 
Ainda que em altura não superior a 2,0 metros, quando for identificado risco, o 
cinto de segurança deverá ser utilizado. 
ELABORADO - SESMT CENTRAL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptxDIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DaniPinto11
 
Abril Verde, por que aderir?
Abril Verde, por que aderir?Abril Verde, por que aderir?
Abril Verde, por que aderir?
WS Controles
 
treinamento nr 18
treinamento nr 18treinamento nr 18
treinamento nr 18
pwolter
 
O que é fispq
O que é fispqO que é fispq
O que é fispq
Alexandre Santos
 
NOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdf
NOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdfNOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdf
NOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdf
ElioenaiAlmeida1
 
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e EquipamentosNR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
Zanel EPIs de Raspa e Vaqueta
 
Procedimento operacional padrão
Procedimento operacional padrãoProcedimento operacional padrão
Procedimento operacional padrão
Régis Pinheiro Martins Bezerra
 
NR 6 - Equipamento de Proteção Individual
NR 6 - Equipamento de Proteção IndividualNR 6 - Equipamento de Proteção Individual
NR 6 - Equipamento de Proteção Individual
emanueltstegeon
 
Treinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptxTreinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptx
breno90
 
Integração de Segurança do Trabalho NOVO
Integração de Segurança do Trabalho NOVOIntegração de Segurança do Trabalho NOVO
Integração de Segurança do Trabalho NOVO
Sergio Silva
 
8 apresentação - acidentes de trabalho
8   apresentação - acidentes de trabalho8   apresentação - acidentes de trabalho
8 apresentação - acidentes de trabalho
Nilton Goulart
 
Apr carpintaria
Apr carpintariaApr carpintaria
Treinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos QuímicosTreinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos Químicos
HugoDalevedove
 
Epi proteção respiratória
Epi   proteção respiratóriaEpi   proteção respiratória
Epi proteção respiratória
Márcio Roberto de Mattos
 
Epi’s
Epi’sEpi’s
Epi’s
Ítalo Vieira
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
HP Safety Engenharia
 
O s motorista carreteiro
O s motorista carreteiroO s motorista carreteiro
O s motorista carreteiro
Dilcemar Mendes
 
Proteção das mãos
Proteção das mãosProteção das mãos
Proteção das mãos
matheushenriquePadil1
 
20 temas para dds segurança do trabalho nwn
20 temas para dds   segurança do trabalho nwn20 temas para dds   segurança do trabalho nwn
20 temas para dds segurança do trabalho nwn
Luis Araujo
 
Treinamento NR 18 .pptx
Treinamento NR 18  .pptxTreinamento NR 18  .pptx
Treinamento NR 18 .pptx
MarceloRodriguesdaLu2
 

Mais procurados (20)

DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptxDIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
DIREÇÃO DEFENSIVA.pptx
 
Abril Verde, por que aderir?
Abril Verde, por que aderir?Abril Verde, por que aderir?
Abril Verde, por que aderir?
 
treinamento nr 18
treinamento nr 18treinamento nr 18
treinamento nr 18
 
O que é fispq
O que é fispqO que é fispq
O que é fispq
 
NOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdf
NOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdfNOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdf
NOVO DIREÇÃO DEFENSIVA 2023.pdf
 
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e EquipamentosNR 12 - Máquinas e Equipamentos
NR 12 - Máquinas e Equipamentos
 
Procedimento operacional padrão
Procedimento operacional padrãoProcedimento operacional padrão
Procedimento operacional padrão
 
NR 6 - Equipamento de Proteção Individual
NR 6 - Equipamento de Proteção IndividualNR 6 - Equipamento de Proteção Individual
NR 6 - Equipamento de Proteção Individual
 
Treinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptxTreinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptx
 
Integração de Segurança do Trabalho NOVO
Integração de Segurança do Trabalho NOVOIntegração de Segurança do Trabalho NOVO
Integração de Segurança do Trabalho NOVO
 
8 apresentação - acidentes de trabalho
8   apresentação - acidentes de trabalho8   apresentação - acidentes de trabalho
8 apresentação - acidentes de trabalho
 
Apr carpintaria
Apr carpintariaApr carpintaria
Apr carpintaria
 
Treinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos QuímicosTreinamento - Produtos Químicos
Treinamento - Produtos Químicos
 
Epi proteção respiratória
Epi   proteção respiratóriaEpi   proteção respiratória
Epi proteção respiratória
 
Epi’s
Epi’sEpi’s
Epi’s
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
 
O s motorista carreteiro
O s motorista carreteiroO s motorista carreteiro
O s motorista carreteiro
 
Proteção das mãos
Proteção das mãosProteção das mãos
Proteção das mãos
 
20 temas para dds segurança do trabalho nwn
20 temas para dds   segurança do trabalho nwn20 temas para dds   segurança do trabalho nwn
20 temas para dds segurança do trabalho nwn
 
Treinamento NR 18 .pptx
Treinamento NR 18  .pptxTreinamento NR 18  .pptx
Treinamento NR 18 .pptx
 

Destaque

Formulario inspeção E.P.I
Formulario inspeção E.P.IFormulario inspeção E.P.I
Formulario inspeção E.P.I
Ane Costa
 
Inspeção de epi modelo
Inspeção de epi   modeloInspeção de epi   modelo
Inspeção de epi modelo
Junior Arouca
 
Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.
Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.
Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.
Revair Ferraresi
 
modelo de ficha de E.P.I
modelo de ficha de E.P.I modelo de ficha de E.P.I
modelo de ficha de E.P.I
Ane Costa
 
Ficha de epi
Ficha de epiFicha de epi
Ficha de epi
fabio16121985
 
SAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTES
SAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTESSAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTES
SAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTES
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Ficha controle epis
Ficha controle episFicha controle epis
Ficha controle epis
waltermoreira
 
Ficha de epi
Ficha de epi Ficha de epi
Ficha de epi
ACBarcelos
 
Ficha de epi modelo
Ficha de epi modeloFicha de epi modelo
Ficha de epi modelo
Lazaro Carvalho Neto
 
MODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOS
MODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOSMODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOS
MODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOS
Ane Costa
 
Jornal Segurito fev/11 nº 52
Jornal Segurito fev/11 nº 52Jornal Segurito fev/11 nº 52
Jornal Segurito fev/11 nº 52
segvita
 
Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...
Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...
Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...
Robson Peixoto
 
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Klezio Portes Reis Portes
 
Vistoria moradias(versão 2003)
Vistoria moradias(versão 2003)Vistoria moradias(versão 2003)
Vistoria moradias(versão 2003)
Construsites
 
Epi
EpiEpi
Plano de manutenção transformadores 13.8 kv
Plano de manutenção   transformadores 13.8 kvPlano de manutenção   transformadores 13.8 kv
Plano de manutenção transformadores 13.8 kv
Alexandre Grossi
 
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Paulo H Bueno
 
Laudo técnico de vistoria predial ltvp
Laudo técnico de vistoria predial   ltvpLaudo técnico de vistoria predial   ltvp
Laudo técnico de vistoria predial ltvp
Universidade Federal Fluminense
 
Ficha de consignação de epi
Ficha de consignação de epiFicha de consignação de epi
Ficha de consignação de epi
Katita Rocha
 
Ficha de controle de epi
Ficha de controle de epiFicha de controle de epi
Ficha de controle de epi
Bellucio Ribeiro
 

Destaque (20)

Formulario inspeção E.P.I
Formulario inspeção E.P.IFormulario inspeção E.P.I
Formulario inspeção E.P.I
 
Inspeção de epi modelo
Inspeção de epi   modeloInspeção de epi   modelo
Inspeção de epi modelo
 
Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.
Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.
Elaborei este controle de entrega de EPIs para facilitar o dia dia do Técnico.
 
modelo de ficha de E.P.I
modelo de ficha de E.P.I modelo de ficha de E.P.I
modelo de ficha de E.P.I
 
Ficha de epi
Ficha de epiFicha de epi
Ficha de epi
 
SAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTES
SAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTESSAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTES
SAUDE E SEGURANÇA NO TRABALHO - 31 DICAS IMPORTANTES
 
Ficha controle epis
Ficha controle episFicha controle epis
Ficha controle epis
 
Ficha de epi
Ficha de epi Ficha de epi
Ficha de epi
 
Ficha de epi modelo
Ficha de epi modeloFicha de epi modelo
Ficha de epi modelo
 
MODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOS
MODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOSMODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOS
MODELO DE LISTA DE PRESENÇA PARA TREINAMENTOS
 
Jornal Segurito fev/11 nº 52
Jornal Segurito fev/11 nº 52Jornal Segurito fev/11 nº 52
Jornal Segurito fev/11 nº 52
 
Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...
Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...
Manual vestimentas.Manual de Orientações para Especificações das Vestimentas ...
 
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
Ltcat laudo técnico das condições ambientais de trabalho avaliação de insalub...
 
Vistoria moradias(versão 2003)
Vistoria moradias(versão 2003)Vistoria moradias(versão 2003)
Vistoria moradias(versão 2003)
 
Epi
EpiEpi
Epi
 
Plano de manutenção transformadores 13.8 kv
Plano de manutenção   transformadores 13.8 kvPlano de manutenção   transformadores 13.8 kv
Plano de manutenção transformadores 13.8 kv
 
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
Laudo técnico pericial panificadora anibal bartz
 
Laudo técnico de vistoria predial ltvp
Laudo técnico de vistoria predial   ltvpLaudo técnico de vistoria predial   ltvp
Laudo técnico de vistoria predial ltvp
 
Ficha de consignação de epi
Ficha de consignação de epiFicha de consignação de epi
Ficha de consignação de epi
 
Ficha de controle de epi
Ficha de controle de epiFicha de controle de epi
Ficha de controle de epi
 

Semelhante a Item 58 procedimento de especificação, inspeção e uso de epi

ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
LucianaFernandes219481
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
Daniel Lira
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
Daniel Lira
 
NR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptxNR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptx
AlfaTreinamentoseAss
 
Epi e epc ifal
Epi e epc ifalEpi e epc ifal
Epi e epc ifal
jose oliveira
 
NR 6.pdf
NR 6.pdfNR 6.pdf
NR 6.pdf
RosinaldoSena
 
TREINAMENTO NR 06.pdf
TREINAMENTO NR 06.pdfTREINAMENTO NR 06.pdf
TREINAMENTO NR 06.pdf
JaniceCosta11
 
Apresentao dos EPI - nr 18 construção civil
Apresentao dos EPI - nr 18 construção civilApresentao dos EPI - nr 18 construção civil
Apresentao dos EPI - nr 18 construção civil
larissa818051
 
NR 18
NR 18NR 18
NR 18
NewAge16
 
Trabalho em altura escrevendo....
Trabalho em altura  escrevendo....Trabalho em altura  escrevendo....
Trabalho em altura escrevendo....
Roberta Soares
 
Trabalho em altura escrevendo....
Trabalho em altura  escrevendo....Trabalho em altura  escrevendo....
Trabalho em altura escrevendo....
Roberta Soares
 
Epc Epi 2009
Epc Epi 2009Epc Epi 2009
Epc Epi 2009
Almir Teixeira
 
Trabalho em altura1
Trabalho em altura1Trabalho em altura1
Trabalho em altura1
Leandro Guimarães de Toledo
 
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURANR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
Geovanine Miranda
 
TREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURAL
TREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURALTREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURAL
TREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURAL
Renato Marcelo Andrzejewski
 
trabalho em altura.pptx
trabalho em altura.pptxtrabalho em altura.pptx
trabalho em altura.pptx
MENTORAMONIZEALMEIDA
 
Diretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalhoDiretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalho
RENATA PEDROSA SANTOS
 
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptxTrabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
ValmarOliveira2
 
GESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptx
GESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptxGESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptx
GESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptx
reinaldomartins9
 
ORDEM DE SERVIÇO TST
ORDEM DE SERVIÇO TST ORDEM DE SERVIÇO TST
ORDEM DE SERVIÇO TST
BrunolucasSousalima
 

Semelhante a Item 58 procedimento de especificação, inspeção e uso de epi (20)

ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
 
NR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptxNR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptx
 
Epi e epc ifal
Epi e epc ifalEpi e epc ifal
Epi e epc ifal
 
NR 6.pdf
NR 6.pdfNR 6.pdf
NR 6.pdf
 
TREINAMENTO NR 06.pdf
TREINAMENTO NR 06.pdfTREINAMENTO NR 06.pdf
TREINAMENTO NR 06.pdf
 
Apresentao dos EPI - nr 18 construção civil
Apresentao dos EPI - nr 18 construção civilApresentao dos EPI - nr 18 construção civil
Apresentao dos EPI - nr 18 construção civil
 
NR 18
NR 18NR 18
NR 18
 
Trabalho em altura escrevendo....
Trabalho em altura  escrevendo....Trabalho em altura  escrevendo....
Trabalho em altura escrevendo....
 
Trabalho em altura escrevendo....
Trabalho em altura  escrevendo....Trabalho em altura  escrevendo....
Trabalho em altura escrevendo....
 
Epc Epi 2009
Epc Epi 2009Epc Epi 2009
Epc Epi 2009
 
Trabalho em altura1
Trabalho em altura1Trabalho em altura1
Trabalho em altura1
 
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURANR 35- TRABALHO EM ALTURA
NR 35- TRABALHO EM ALTURA
 
TREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURAL
TREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURALTREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURAL
TREINAMENTO DE SEGURANÇA SOBRE ACIDENTES DE TRABALHO E EPIS PARA ÁREA RURAL
 
trabalho em altura.pptx
trabalho em altura.pptxtrabalho em altura.pptx
trabalho em altura.pptx
 
Diretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalhoDiretriz de segurança do trabalho
Diretriz de segurança do trabalho
 
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptxTrabalho em altura- escrevendo.....pptx
Trabalho em altura- escrevendo.....pptx
 
GESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptx
GESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptxGESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptx
GESTÃO DR - TREINAMENTO NR 12, 18 E 35 NOVO.pptx
 
ORDEM DE SERVIÇO TST
ORDEM DE SERVIÇO TST ORDEM DE SERVIÇO TST
ORDEM DE SERVIÇO TST
 

Mais de R.A. DA SILVA BECKMA-ME

Matriz de causas e efeitos cristão 2021.jpg
Matriz de causas e efeitos cristão 2021.jpgMatriz de causas e efeitos cristão 2021.jpg
Matriz de causas e efeitos cristão 2021.jpg
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Programa 5 s 2021 definido
Programa 5 s 2021 definidoPrograma 5 s 2021 definido
Programa 5 s 2021 definido
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
MODELO DE CURRICULO 2021
MODELO DE CURRICULO 2021MODELO DE CURRICULO 2021
MODELO DE CURRICULO 2021
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Relatorio diario de obras
Relatorio diario de obrasRelatorio diario de obras
Relatorio diario de obras
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Higiene ocupacional 4
Higiene ocupacional  4Higiene ocupacional  4
Higiene ocupacional 4
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Apostila azimutal 2019
Apostila azimutal 2019Apostila azimutal 2019
Apostila azimutal 2019
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Comando e liderança
Comando e liderançaComando e liderança
Comando e liderança
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12
Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12
Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Projeto integrador v av2 5º periodo 2015
Projeto integrador v av2 5º periodo 2015Projeto integrador v av2 5º periodo 2015
Projeto integrador v av2 5º periodo 2015
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Normam03
Normam03Normam03
BECKMA - PROPOSTA COMERCIAL
BECKMA - PROPOSTA COMERCIALBECKMA - PROPOSTA COMERCIAL
BECKMA - PROPOSTA COMERCIAL
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
NR 35 trabalho em altura - beckma
NR  35 trabalho em altura - beckmaNR  35 trabalho em altura - beckma
NR 35 trabalho em altura - beckma
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Item 57 procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveis
Item 57   procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveisItem 57   procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveis
Item 57 procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveis
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Item 55 procedimento de proteção contra incêndios
Item 55   procedimento de proteção contra incêndiosItem 55   procedimento de proteção contra incêndios
Item 55 procedimento de proteção contra incêndios
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Beckma - assessori análise de risco
Beckma - assessori análise de risco Beckma - assessori análise de risco
Beckma - assessori análise de risco
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Ministração encontro com deus midia-rasb
Ministração encontro com deus  midia-rasbMinistração encontro com deus  midia-rasb
Ministração encontro com deus midia-rasb
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
Minha casa é um pedacinho do ceu ou do inferno
Minha casa é um pedacinho do ceu ou do infernoMinha casa é um pedacinho do ceu ou do inferno
Minha casa é um pedacinho do ceu ou do inferno
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
06 operaodeempilhadeira
06  operaodeempilhadeira06  operaodeempilhadeira
06 operaodeempilhadeira
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
4 técnicas de estivagem (tes)
4 técnicas de estivagem (tes)4 técnicas de estivagem (tes)
4 técnicas de estivagem (tes)
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
R.A. DA SILVA BECKMA-ME
 

Mais de R.A. DA SILVA BECKMA-ME (20)

Matriz de causas e efeitos cristão 2021.jpg
Matriz de causas e efeitos cristão 2021.jpgMatriz de causas e efeitos cristão 2021.jpg
Matriz de causas e efeitos cristão 2021.jpg
 
Programa 5 s 2021 definido
Programa 5 s 2021 definidoPrograma 5 s 2021 definido
Programa 5 s 2021 definido
 
MODELO DE CURRICULO 2021
MODELO DE CURRICULO 2021MODELO DE CURRICULO 2021
MODELO DE CURRICULO 2021
 
Relatorio diario de obras
Relatorio diario de obrasRelatorio diario de obras
Relatorio diario de obras
 
Higiene ocupacional 4
Higiene ocupacional  4Higiene ocupacional  4
Higiene ocupacional 4
 
Apostila azimutal 2019
Apostila azimutal 2019Apostila azimutal 2019
Apostila azimutal 2019
 
Comando e liderança
Comando e liderançaComando e liderança
Comando e liderança
 
Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12
Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12
Cusos NR 35, NR 33, NR 20, NR 12
 
Projeto integrador v av2 5º periodo 2015
Projeto integrador v av2 5º periodo 2015Projeto integrador v av2 5º periodo 2015
Projeto integrador v av2 5º periodo 2015
 
Normam03
Normam03Normam03
Normam03
 
BECKMA - PROPOSTA COMERCIAL
BECKMA - PROPOSTA COMERCIALBECKMA - PROPOSTA COMERCIAL
BECKMA - PROPOSTA COMERCIAL
 
NR 35 trabalho em altura - beckma
NR  35 trabalho em altura - beckmaNR  35 trabalho em altura - beckma
NR 35 trabalho em altura - beckma
 
Item 57 procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveis
Item 57   procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveisItem 57   procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveis
Item 57 procedimento para transporte, manuseio e armazenamento de combustiveis
 
Item 55 procedimento de proteção contra incêndios
Item 55   procedimento de proteção contra incêndiosItem 55   procedimento de proteção contra incêndios
Item 55 procedimento de proteção contra incêndios
 
Beckma - assessori análise de risco
Beckma - assessori análise de risco Beckma - assessori análise de risco
Beckma - assessori análise de risco
 
Ministração encontro com deus midia-rasb
Ministração encontro com deus  midia-rasbMinistração encontro com deus  midia-rasb
Ministração encontro com deus midia-rasb
 
Minha casa é um pedacinho do ceu ou do inferno
Minha casa é um pedacinho do ceu ou do infernoMinha casa é um pedacinho do ceu ou do inferno
Minha casa é um pedacinho do ceu ou do inferno
 
06 operaodeempilhadeira
06  operaodeempilhadeira06  operaodeempilhadeira
06 operaodeempilhadeira
 
4 técnicas de estivagem (tes)
4 técnicas de estivagem (tes)4 técnicas de estivagem (tes)
4 técnicas de estivagem (tes)
 
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
01 contrato de prestação de serviços - beckma assessoria segurança do trabalho
 

Último

PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 

Último (8)

PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 

Item 58 procedimento de especificação, inspeção e uso de epi

  • 1. PRO – PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI ELABORADO - SESMT CENTRAL
  • 2. PRO – PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI 1. OBJETIVO Definir, padronizar e estabelecer critérios de utilização e controle dos Equipamentos de Proteção Individual, fornecidos aos funcionários que trabalham nas obras e instalações da empresa TABOCAS. 2. ABRANGÊNCIA Este procedimento é aplicável a todos os funcionários, colaboradores e subcontratadas que exercem atividades nas obras e instalações da empresa TABOCAS. 3. DOCUMENTOS DE REFERENCIA Portaria 32.14 de 08 – 06 – 1978 NR 06 4. DEFINIÇÃO · EPR – Equipamentos de Proteção Respiratória · CA – Certificado de Aprovação – MTE. · CRF – Certificado de Registro do Fabricante. · MTE – Ministério do Trabalho e Emprego. 4.PROCEDIMENTOS · A Tabocas fornecerá somente EPI’s aprovados e certificados no Ministério do Trabalho e Emprego, conforme legislação em vigor; · Serão fornecidos todos EPI’s sempre que necessário; · O fornecimento de um novo EPI’s, se dará mediante a entrega do usado, a não ser em casos de perda ou roubo, que será analisado pela Segurança do Trabalho da Obra; · Qualquer irregularidade como: furos, escritas e cortes, será entendida como provocada pelo usuário e será cobrado o valor do EPI sendo descontado em seu pagamento; · É dever de o empregado utilizar, higienizar, conservar e armazenar corretamente os EPI’s. Cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado dos mesmos, conforme NR 6.7; ELABORADO - SESMT CENTRAL
  • 3. PRO – PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI · O supervisor / coordenador deve fazer a requisição de EPI’s, antecipadamente, conforme a necessidade de seu efetivo; · A solicitação deve ser feita conforme procedimento da empresa ao almoxarifado, que realizará a separação e o envio do equipamento; · Todo EPI entregue ao colaborador, deve ser descrito na ficha de controle individual do mesmo. RESPONSABILIDADES Segurança do Trabalho · Orientar os colaboradores sobre a correta utilização dos EPI’s; · Definir e especificar todos os EPI’s a serem utilizados na empresa de acordo com a função; · Manter em arquivo cópia do CA e CRF de cada EPI utilizado na empresa; · Realizar treinamento sobre os EPI’s, conforme a solicitação de cada área, e/ou programa de treinamento; · Quando necessário, realizar auditoria de forma aleatória, vistoriando tanto na matriz, filiais e obras, o controle de distribuição de EPI’s, a qualidade e higienização dos mesmos; · Acompanhar o consumo de EPI’s mensalmente · Fiscalizar os trabalhadores quanto ao uso correto dos EPI’s; · Orientar o correto preenchimento das Fichas de Entrega de EPI’s. Almoxarifado · Consultar este manual sempre que necessário, nas situações de aquisição e fornecimento de EPI’s; · Distribuir somente EPI’s indicado neste procedimento; · Manter estoque de EPI’s necessários para atender à demanda pelos funcionários, repondo sempre que necessário mantendo a especificação e qualidade dos mesmos; · Consultar o setor de Segurança do Trabalho sempre que surgirem dúvidas sobre EPI’s a serem adquiridos ou distribuídos; · Registrar todos os EPI’s distribuídos aos colaboradores nas respectivas fichas de entrega de EPI’s e mantê-las arquivadas em local adequado; · Quando um colaborador for desligado da empresa, obrigatoriamente deve-se dirigir ao almoxarifado para a devolução dos seus EPI’s, que no ato da entrega serão analisados quanto à qualidade e estado de conservação. Feita à baixa na ficha de entrega de EPI’s e emitido um recibo de devolução em nome do funcionário remetendo cópia para o Administrativo, para o devido arquivamento; ELABORADO - SESMT CENTRAL
  • 4. PRO – PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI · Providenciar o descarte ou reciclagem dos EPI’s usados. Usuários em Geral · Utilizar obrigatoriamente os EPI’s especificados para sua área e função e somente para a finalidade a que se destina; · Comunicar qualquer anormalidade ocorrida em seu EPI; · Não fazer alterações nos EPI’s, como furos, cortes, pinturas e marcas; · Guardar e conservar todos os EPI’s recebidos; · Solicitar a troca do EPI sempre que necessário quando o mesmo apresentar impossibilidade de uso, comprovando que o equipamento apresenta problemas. ESPECIFICAÇÃO DE EPI’S Tabela 01 – Proteção para a cabeça · Capacetes de segurança para proteção contra impactos de objetos sobre o crânio; · Capacetes de segurança para proteção contra choques elétricos; · Capuz de segurança para proteção do crânio e pescoço contra riscos de origem térmica; Tabela 02 - Proteção dos olhos e face · Óculos de segurança para proteção dos olhos contra impactos de partículas volantes; · Óculos de segurança para proteção dos olhos contra luminosidade intensa; · Óculos de segurança para proteção dos olhos contra radiação ultra-violeta; · Protetores faciais de segurança para proteção da face contra impactos de partículas volantes; · Protetores faciais de segurança para proteção da face contra respingos de produtos químicos; · Máscara de solda para proteção dos olhos e face contra impactos de partículas volantes; · Máscara de solda para proteção dos olhos e face contra luminosidade intensa; · Máscara de solda para proteção dos olhos e face contra radiação infra-vermelha; Tabela 03 – Proteção auditiva · Protetor auditivo de inserção para proteção do sistema auditivo contra níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR 15. Anexos I e II; ELABORADO - SESMT CENTRAL
  • 5. PRO – PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI · Protetor auditivo semi-auricular para proteção do sistema auditivo contra níveis de pressão sonora superiores ao estabelecido na NR 15. Anexos I e II; Tabela 04 - Proteção respiratória · Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias contra gases emanados de produtos químicos; · Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias contra poeiras e névoas; · Respirador purificador de ar para proteção das vias respiratórias contra poeiras, névoas e fumos; Tabela 05 - Proteção do tronco · Vestimentas de segurança que ofereçam proteção ao tronco contra riscos de origem elétrica. Tabela 06 - Proteção dos membros superiores · Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes abrasivos e escoriantes; · Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes cortantes e perfurantes; · Luvas de segurança para proteção das mãos contra choques elétricos; · Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes biológicos; · Luvas de segurança para proteção das mãos contra agentes químicos; · Luvas de segurança para proteção das mãos contra radiações ionizantes; · Creme protetor de segurança para proteção dos membros superiores contra agentes químicos; · Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra agentes abrasivos e escoriantes; · Manga de segurança para proteção do braço e do antebraço contra agentes cortantes e perfurantes; Tabela 07 - Proteção para membros inferiores · Calçado de segurança para proteção contra impactos de quedas de objetos sobre os artelhos; · Calçado de segurança para proteção dos pés contra choques elétricos; · Calçado de segurança para proteção dos pés contra agentes cortantes e escoriantes; · Calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra umidade proveniente de operações com uso de água; · Calçado de segurança para proteção dos pés e pernas contra respingos de produtos químicos; ELABORADO - SESMT CENTRAL
  • 6. PRO – PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI · Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes abrasivos e escoriantes; Tabela 07 - Proteção contra quedas com diferença de nível ·Cinturão de segurança, para proteção do usuário contra riscos de queda em trabalhos em altura; ·Trava quedas, para proteção do usuario contra riscos de quedas de altura em trabalhos com movimentação vertical, quando utilizado com cinturão de segurança. ·Talabarte de segurança modelo em “Y”, proteção do usuário contra riscos de quedas de altura em trabalhos onde precise subir e descer de estruturas metálicas e/ou torres. NOTAS: Cada colaborador deve ter o seu próprio EPI, não sendo permitido o uso coletivo; É proibido o uso de EPI´s que não tenham CA; Na CNH o cinto de segurança a ser usado é do tipo Pára-quedista, sendo proibido o uso de qualquer outro tipo de cinto de segurança para trabalhos em altura superior a 2,0 metros; Ainda que em altura não superior a 2,0 metros, quando for identificado risco, o cinto de segurança deverá ser utilizado. ELABORADO - SESMT CENTRAL
  • 7. PRO – PROCEDIMENTO ESPECIFICAÇÃO, INSPEÇÃO E USO DE EPI · Perneira de segurança para proteção da perna contra agentes abrasivos e escoriantes; Tabela 07 - Proteção contra quedas com diferença de nível ·Cinturão de segurança, para proteção do usuário contra riscos de queda em trabalhos em altura; ·Trava quedas, para proteção do usuario contra riscos de quedas de altura em trabalhos com movimentação vertical, quando utilizado com cinturão de segurança. ·Talabarte de segurança modelo em “Y”, proteção do usuário contra riscos de quedas de altura em trabalhos onde precise subir e descer de estruturas metálicas e/ou torres. NOTAS: Cada colaborador deve ter o seu próprio EPI, não sendo permitido o uso coletivo; É proibido o uso de EPI´s que não tenham CA; Na CNH o cinto de segurança a ser usado é do tipo Pára-quedista, sendo proibido o uso de qualquer outro tipo de cinto de segurança para trabalhos em altura superior a 2,0 metros; Ainda que em altura não superior a 2,0 metros, quando for identificado risco, o cinto de segurança deverá ser utilizado. ELABORADO - SESMT CENTRAL