SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 77
Aplicabilidade da ISO 14001 no
processo produtivo.
Empresa antes do SGA
2
Multas
Passivos ambientais
Paralisações
Danos a imagem
Processo na justiça
Acidentes ambientais
Perda de competitividade
• Organização não
governamental
• Fundada em
25/02/1947.
• Sede em Genebra
(Suíça).
• Elabora normas de
aplicação internacional
• Mais 163 Países
participam da ISO.
• Representante do
Brasil – ABNT.
3
Fundadores da ISO, Londres 1946
Introdução
4
Sistema de Gestão Ambiental
• animadora
• É um conjunto de ações
e recursos humanos,
financeiros, tecnológicos
organizados cuja
finalidade é garantir a
melhoria constante do
desempenho ambiental
de uma organização.
• Visando processos,
produtos e serviços
ecologicamente correto.
5
4.1 Requisitos Gerais
• A NBR ISO 14001 é
aplicada a qualquer
tipo de organização
empresas, indústrias,
hospital, escola,
estabelecimento
comercial,
condomínio
residencial etc.
6
A Solução: Utilização do Sistema 5 R's
alinhado ao SGA
7
Residual Management
(Gerenciamento de Resíduos)
4.2 POLÍTICA AMBIENTAL
4.3 Planejamento
Aspectos ambientais Requisitos
legais e outros requisitos, objetivos,
metas e programa(s)4.6 Analise pela administração
4.4 Implementação e operação
Recursos, atribuições, responsabilidades
e autoridade Competência, formação e sensibilização
Comunicação Documentação
Controlo dos documentos Controlo operacional
Preparação e resposta a emergências
4.5 Verificação
Monitorização e medição Avaliação da
conformidade Não conformidades, ações
corretivas e ações preventivas
Auditoria interna
8
PLAN
DoCheck
Act
Inicio
MELHORIA
CONTINUA
4.2 Politica Ambiental
4.3 Planejamento
4.4 Implementação
e Operação
4.5 Verificação
4.6 Analise pela
Administração
Melhoria
Continua
Implantação do SGA segundo a norma 14001
ÁREA DE MEIO AMBIENTE
• Politica ambiental;
• Objetivos e metas;
• Especificação da
atividade/responsabilidade;
• Resultados.
Atuação do responsável
Produção
• Menos energia;
• Menos resíduos;
• Economia de recursos;
• Cuidados na manutenção;
• Execuções de auditoria ambientais.
Pesquisa e desenvolvimento
• Melhoria na qualidade ambiental
na concepção do produto,
materiais usados no processo de
manufatura e uso final do produto.
Suprimentos
• Flexibilidade de recursos alternativos;
• Implicações ambientais da extração,
uso e escassez;
• Estudos específicos;
• Acordo com fornecedores.
Relações
públicas/comunicação
• Reforço da imagem institucional junto.
• Comunidade interna;
• Comunidade externa.
Marketing
• Produtos ambientalmente
melhores;
• Embalagens adequada;
• Distribuição sem riscos;
• Descarte sem resíduos.
Recursos humanos
• Conscientização;
• Treinamento;
• Esquema de incentivos e
remuneração;
• Riscos (saúde e segurança).Outras unidades
• Finanças
• Planejamento.
• .......
4.2 Politica Ambiental
1- Melhoria contínua de seu desempenho Ambiental
MELHORIA
PREVENÇÃO
CUMPRIMENTO
POLÍTICA AMBIENTAL
12
Deve se definida pela alta administração da empresa e apropriada
à natureza, escala e Impactos ambientais de suas atividades,
produtos ou serviço.
2 - Atendimento à legislação ambiental e outros requisitos
subscritos.
Item 4.3.2
13
3 - Prevenção a poluição
14
Garantir a natureza
A escala
E os impactos reais
de suas atividades
Produtos
Serviços
15
E incluir a estrutura para o fornecimento e analise de seus
objetivos e metas Ambientais.
Exemplo de Politica Ambiental
16
Identificação de
aspectos ambientais
Determinação de
aspectos ambientais
controláveis
e influenciáveis
Identificação de
impactes ambientais
relacionados com
os aspectos
Determinação dos
aspectos ambientais
significativos
17
Desempenho Ambiental
Resíduos sólidos Efluentes
Recursos
naturais
Emissões
atmosféricas
Legislação
Lodo gerado
Efluentes do
processo
Consumo da água
Compostos
orgânicos voláteis
Atendimento
à legislação
município
Resíduos enviados ao
aterro
Esgoto sanitários
Perda de celulose
no processo
Particulados
Atendimento
à legislação
Estado
Resíduos reciclados
Consumo de
energia elétrica
Ruídos externos
Atendimento
legislação
União
Resíduos perigosos
Consumo de
combustíveis
fósseis
Odores
Atendimento
ao IBAMA
Emissão de CO CO2
Atividade
/Produto/Serviço
Aspectos Impactos reais e potenciais
Serviço: Transporte e distribuição de bens e produtos
Operação da
frota
Consumo de combustível
Esgotamento de combustível
fósseis não renováveis
emissão de óxidos de
nitrogênio (Nox)
Poluição do ar - produção de
ozônio - névoa -Aquecimento
Global e mudança climática
Geração de ruído
Desconforto e inconveniência
para os residentes da área
Manutenção
rotineira da frota
(incluindo troca
de óleo)
emissão de óxidos de
nitrogênio (Nox)
Cumprimento dos objetivos da
qualidade do ar
Geração de resíduo de óleo Poluição do solo
Filtro de Significância
18
Índice de Avaliação do Impacto =(A+B)xC
A: Probabilidade de ocorrencia B: Probabilidade de detecção C: Severidade de impacto
5: Frequência 5: impossível detectar 5: Dano humano e ambiental
4: (Intermediário) 4: Difícil detectar 4: Reclamação de vizinhos
3: Algumas vezes 3: Verificado periodicamente 3: Dano temporário
2: (Intermediário) 2: verificado continuamente 2: Rápida recuperação
1: Raramente 1: Previsível 1: Baixo dano
Valor máximo do IAI: 50
Aspecto ambiental Probabilidade de ocorrência (A) Probabilidade de detecção (B) Severidade de impacto Total
Vazamento de Nox 3 1 4 16
IAI=(A+B)XC>16
4.3.1 Identificação dos Aspectos Impactos Ambientais
Aspecto ambiental é
uma característica
própria uma
particularidade que
determinada atividade,
processo, produto ou
serviços que pode
afetar o meio ambiente
positiva ou
negativamente.
19
4.3.1 Identificação Impactos Ambientais
Efeito causado pelo aspecto no meio ambiente
20
Veja esse processo
• Temos vários aspectos
relacionados a emissão
de particulados a
geração de resíduos de
processos papeis,
plásticos, borra de
processos se todos
esses aspectos não
forem gerenciado
adequadamente pode
contaminar o solo, o
lençol freático e a
atmosfera.
21
4.3.2 Requisitos legais e outros
• As organizações
podem então
identificar a legislação
e outros requisitos
aplicados a ela.
Legislação é o
conjuntos de leis
decretos, portarias e
outras normas
emitida pelo poder
publico federal
estadual e municipal.
22
Outro requisitos
• São especificações que
mesmo não sendo leis
tem que ser atendidos
pela organização.
• Ex. condicionante de
uma essência
ambiental, os
compromissos
assumidos com a
comunidade, com
governo, com órgãos
ambientais. Normas
técnicas e diretrizes
corporativas entre
outras.
23
4.3.3 Objetivos Metas e Programas
• Reduzir o consumo
de água industrial
• Objetivo ambiental é
uma melhoria que a
organização se
propõe a fazer
visando a proteção do
meio ambiente e/ou
atendimento aos
requisitos legais e
outros requisitos
ambientais.
24
• Conscientizar o
pessoal sobre
proteção ambiental.
• Reduzir resíduos e o
desperdícios de
recursos.
25
• Reduzir ou eliminar a
emissão de poluentes
no ambiente.
• Projetar produtos de
modo a minimizar seu
impacto ambiental em
sua produção, uso e
disposição.
26
• Controlar o impacto
ambiental de extração
de matérias-primas.
• Promover
conscientização
ambiental entre os
empregados e a
comunidade.
27
4.3.3 Objetivos Metas relacionadas
28
Objetivo
Eliminação de SO4
Meta 1
Desenvolvimento de projeto para a
instalação de lavadores de gases
para emissões atmosféricas até
outubro de 2014.
Meta 2
Instalação de elevadores de
gases até abril 2015
• É a quantificação do objetivo e a definição do prazo e do
grau em que se quer obter a melhoria o progresso dos
esforços em direção a um objetivo pode ser medido
através de indicadores de desempenho ambiental tais
como:
29
Meta ambiental
Indicador de desempenho ambiental
Indicadores de eficácia do processo: Indicadores de eficiência do processo:
Documentos de referência do
processo:
Resíduos recicláveis, Auditoria interna,
ISO 14001, Não conformidades
ambientais internas, Reclamações
ambientais, consumo de água,
consumo de energia elétrica,
inspeções ambientais, Resíduos
industriais gerado.
Indicador de eficiência da ETC(DBO e
DQO)
Politica ambiental
Objetivos e metas ambientais
Procedimentos de comunicação
PAE Plano de ação Emergencial
Procedimentos de Controle
Operacional
Instrução para procedimento
Operacional da ETE (Estação de
tratamento de efluentes)
Procedimentos de auditoria interna
Controle de inspeções ambientais
Procedimentos para levantamentos de
aspectos e impactos
Fluxograma de comunicações de
ocorrências ambientais
Elaborado por; Aprovado por:
30
Dados jan/11 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 dez/11
Consumo
de água
mensal
6,3 6 5,7 5,6 5,6 5,4
Meta 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6
Objetivo:
Legenda:
Formula: Consumo de água (m³) mensal qde de
funcionários
Melhor
4.8
5
5.2
5.4
5.6
5.8
6
6.2
6.4
Indicador de Consumo de Água
------------ Meta
--------------------------------------------------------------------
Consumo de água mensal
• Quantidade de
emissões como co²
• Quantidade de
resíduos produzido
por quantidade de
produtos acabado.
31
• Eficiências no uso de
materiais e energia.
• Números de pessoas
que receberam treina-
mento.
32
• Número de acidentes
ambientais.
• Porcentagem de
resíduos reciclado.
33
• Porcentagem de material
reciclado usado em
embalagem.
• Quantidade de
poluentes específicos
lançados na
atmosfera (pó,
chumbo, co, so2, etc)
34
• Investimentos em
proteção ambiental.
 Quantidades
de matérias-primas,
água ou energia
usadas.
35
4.4.1 Recursos, Funções Responsabilidades e
Autoridades(DO)-Executar
SISTEMA DE RECURSOS
• HUMANOS
• FINANCEIRO
• TECNOLOGICOS,
ETC
ORGANIZAÇÃO
OBJETIVOS
A auto administração tem
um papel importante
nesse processo eles
determinam os recursos
essenciais do SGA,
precisa aponta RH,
Financeiros, tecnológicos
etc. todos aqueles
recursos que possa
garantir a eficaz do SGA.
36
Funções Responsabilidades e Autoridades
• Temos que definir e documentar e comunicar as
funções responsabilidades e autoridade do SGA
sem esquecer de designar um representante da
direção para conduzir o SGA da empresa.
37
Responsabilidades Presidente Representantes da
alta administração
Diretoria
Implementar os PGAs R
Analisar criticamente o
desenvolvimento do SGA R
Estabelecer objetivos e
metas ambientais
C
R= Responsável
C= Corresponsável
Legenda:
4.4.2 Competência, Treinamento e
Conscientização
• Todas as pessoas tem
que ser treinadas e
conscientizadas sobre
a importância de sua
participação no SGA e
o que cada uma deve
fazer para que a
politica ambiental seja
cumprida e os objetivos
e metas ambientais
sejam atingidos.
38
4.4.3 Comunicação
• Interna e externa é
um processo
importantíssimo que
garante sucesso ou
fracasso do SGA
39
Comunicação
• Uma comunicação mal
feita ou ineficaz além
de interferir no sucesso
do SGA interfere nos
índice de
sustentabilidade de
qualquer organização e
que muitas vezes pode
ser irreversível.
• As partes interessadas
deve ser comunicada
sobre sua decisão de
divulgar ou não seus
aspectos ambientais.
40
4.4.4 Documentação
• Todas as atividades e
responsabilidades do
SGA deve ser
documentada em um
manual de gestão.
41
4.4.5 Controle de Documentos
(Verificação)
• Deve se definir e
documentar um
procedimento que
especifique como os
documentos do SGA
deve ser elaborado,
aprovados, revisados,
atualizados, arquivados
e descartados incluindo
prazos e
responsabilidades.
42
4.4.6 Controle Operacional (Agir)
• Todas as atividades e
processos que
possuem algum
aspectos ambiental
significativos devem
ser controladas
através de
procedimento
documentados para
que não ocorra
nenhum impacto.
43
• Devem haver
procedimentos
escritos descrevendo
que cuidados devem
ser tomado em certas
atividades para evitar
a poluição do ar, da
água e do solo
principalmente
desperdício de água
e de energia elétrica.
44
4.4.7 Preparação e respostas de emergências
• Todos processos e serviços instalações e
atividades que apresentem alguns riscos de sérios
danos ao meio ambiente devidos a explosão,
incêndio, derrame ou vazamento de produtos
químicos e outros tem que ser inserido em um
plano de resposta a emergência ambientais.
Transportes de produtos perigosos.
45
• Tanques de
armazenamentos de
líquidos e de gases
tóxicos;
• E ou corrosivo
46
• E ou inflamável
• Processos e
instalações que
utilizam algum desses
produtos;
47
• Estações de
tratamento de esgoto
sanitário e industriais;
• Obras e demolições
que usam algum tipo
de explosivos.
48
Esse plano deve descrever o que tem que ser feito para
combater cada tipo de emergência ambiental.
• Que pessoas e órgãos
devem ser acionados
dentro e fora da
organização.
49
Quais são as responsabilidades de cada um no
caso de emergência ambiental.
50
Coordenação e gerenciamento do PAE
Sistema de Prevenção e Combate a
incêndio;
Equipamento de proteção;
Produtos absorventes;
Sinalização de emergência;
Inspeções ambientais Periódica.
Chefe de brigada
Líder da brigada
Grupos de ação de emergência
Líder de equipe
de combate
Líder da equipe
de socorrista
Líder de equipe
de isolamento
Líder da equipe
de apoio
• Que meios de
comunicação devem ser
usados.
• Quais são as possíveis
rota de fugas.
51
• Quais são as
principais
características de
cada produto
perigoso.
• O plano também deve
prever a realização
periódica de
treinamento e
simulação de
emergência
ambientais para que
todos estejam sempre
preparado.
52
4.5 Verificação(check) Avaliação
• Agora que o SGA estar implantado vamos
ver o que deve ser feito para verificar se ele
estar realmente funcionando e dando
resultado positivos.
53
4.5.1 Monitoramento e Medição
• Analise periódica
efluentes líquidos e de
emissão atmosférica.
• Aferição e calibração
de termômetros
manômetros e outros
medidores existentes
em escalações e
processos que possam
causar algum impacto
ambiental.
54
• Verificação periódica
do atendimento a
legislação e a outros
requisitos ambientais.
• Acompanhamento do
desempenho
ambiental de
fornecedores e
contratados.
55
• Controle e
acompanhamento da
geração e tratamento
de resíduos.
• Acompanhamento do
consumo de água e
energia e
combustíveis.
56
• Matérias-primas;
• Manutenção dos
veículos da frota
interna;
• Medição periódica da
fumaça negra e do
escapamento dos
veículos a disiel da
frota própria e de
fornecedores.
57
4.5.2 Avaliação e atendimento aos
Requisitos Legais e Outros
• Conhecendo a
legislação e seguindo
os parâmetros
especificados entra
agora o que fazer a
auditoria da
conformidade legal ou
seja verificar se a
empresa atende todos
os requisitos legais
para seu setor que é
importante para o SGA.
58
4.5.3 Não conformidade, ação Corretiva e
ação Preventiva
• Uma não conformidade
ambiental é uma
situação ou ocorrência
que não estar de
acordo com os
procedimentos
requisitos legais e
outros aplicáveis ao
SGA.
• Aqui aplica a ação
corretiva.
59
Uma não conformidade real
• É aquela que
aconteceu que foi
constatada;
• Lixo jogado no solo;
• Vazamento de óleo
de uma tanque e seu
derramamento no
solo ou em um rio.
60
Uma não conformidade potencial
• É aquela que ainda
não ocorreu mais que
pode vir se tornar
real.
• EX. a instalação de
um tanque de óleo ou
de um produto
químico próximo a um
bueiro de água pluvial
sem proteção.
• Aqui aplica a ação
preventiva.
61
62
• Para que não se repita é preciso elaborar documentar
e implementar procedimentos para identifica e
eliminar as causas das não conformidades e evitar
que estas ocorram ou se repita.
Definição do problema
Use esse caminho para analise
das não conformidades
Por que?
Por que?
Por que?
Por que?
Por que?
Causa Raiz
5 Porquês
Correções e ações corretivas
• Revisar plano;
• Estabelecer um
procedimento para
gestão de mudanças;
• Disponibilizar para o setor
inspeção;
• Por abrangência verificar
quais outras instalações
criticas pode não estar
sendo verificados.
63
4.54 Controles e Registros
• Registros são
evidencias, provas
concretas da
operação continua do
SGA portanto todos
os dados dessas
operação deve ser
registrado e
devidamente
arquivados e
mantidos.
64
• Relação dos aspectos e
impactos ambientais
• Relatórios de auditorias
65
66
Resultados de monitoramento e
dados de controle de influentes
resíduos emissões e ruídos
As licenças ambientais de
fornecedores
67
Os dados de aferição e calibração
de instrumentos de medição
Comunicação interna e externa
68
Lista de presença em treinamentos
sobre os procedimentos do SGA ou
palestras de conscientização ambiental
Notas fiscais conhecimento de
remessa e recebimento de óleo
usado e resíduo.
69
Relatório de manutenção
Relatórios de fiscalização realizada
por órgãos ambientais e clientes.
• Dados de consumo de água,
energia e matérias primas.
• Relatórios informações e
correspondências
70
4.5.5 Auditoria interna
• Auditoria do SGA são as
verificações dos
documentos, processos
feitas nos escritórios e
áreas da organização
afim de constatar se o
SGA estar mesmo
operando
satisfatoriamente e sendo
obedecido, elas devem
ser periódicas e feitas por
pessoal externo ou da
própria organização
devidamente treinada
para isso.
71
CICLO DE MELHORIA CONTÍNUA
GERADO PELA AUDITORIA
72
AUDITORIA
NÃO
CONFORMIDADE
IDENTIFICAÇÃO
DA(S) CAUSA(S)
DEFINIÇÃO DE
AÇÕES
PREVENTIVAS
IMPLANTAÇÕES DE
AÇÕES CORRETIVAS
Melhoria
continua
4.6 ANALISE PELA ADMINISTRAÇÃO (Agir)
• De tempos e tempos
a alta administração
da organização tem
que verificar como
estão a eficiência do
SGA e desempenho
ambiental e se
necessário acionar
medidas para corrigir
falhas e garantir a
melhoria continua é o
que se chama de
analise e critica.
73
Analise critica
• É a alto critica da
organização do que
desrespeita
desempenho
ambiental para isso
ela utiliza dados das
auditoria, dados das
inspeções e
monitoramento e os
diversos registros que
vimos anteriormente.
74
Empresa depois do SGA
75
Imagem atraente para o
mercado
Desempenho ambiental
Prevenção de riscos
Gerenciamento ambiental
homogeneizado
Cria boa reputação
Ótimos financiamentos
Disseminação e
responsabilidade
Benefícios intangíveis
Reduzir cutos de seguros
Redução de desperdícios
Consciência ambiental
Exemplo de certificado ISO14001:2004
76
77

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalluigicanova
 
Aula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integradaAula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integradafrank encarnacão
 
Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1
Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1
Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1Roberto Emery-Trindade
 
Curso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso online
Curso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso onlineCurso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso online
Curso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso onlineGAC CURSOS ONLINE
 
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Alisson Sena, MBA
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCproftstsergioetm
 
Prevenção e Controle de Perdas
Prevenção e Controle de PerdasPrevenção e Controle de Perdas
Prevenção e Controle de PerdasRicardo Akerman
 

Mais procurados (20)

Sistemas de gestao integrados
Sistemas de gestao integradosSistemas de gestao integrados
Sistemas de gestao integrados
 
Apresentação sgi
Apresentação sgiApresentação sgi
Apresentação sgi
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
Aula iso 14000
Aula  iso 14000Aula  iso 14000
Aula iso 14000
 
4 higiene ocupacional
4   higiene ocupacional4   higiene ocupacional
4 higiene ocupacional
 
gestão ambiental
gestão ambientalgestão ambiental
gestão ambiental
 
Aula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integradaAula 1 sistema de gestão integrada
Aula 1 sistema de gestão integrada
 
Gestor Sistema Integrado - SGI ( ISO 9001- ISO 14001 - 45001)
Gestor Sistema Integrado - SGI ( ISO 9001- ISO 14001 - 45001)Gestor Sistema Integrado - SGI ( ISO 9001- ISO 14001 - 45001)
Gestor Sistema Integrado - SGI ( ISO 9001- ISO 14001 - 45001)
 
Riscos físicos
Riscos físicosRiscos físicos
Riscos físicos
 
Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1
Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1
Roteiro auditoria SGA NBR ISO 14001:2015v1
 
Procedimento de aspectos e impactos ambientais
Procedimento de aspectos e impactos ambientaisProcedimento de aspectos e impactos ambientais
Procedimento de aspectos e impactos ambientais
 
Curso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso online
Curso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso onlineCurso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso online
Curso Interpretação e Transição da Norma ISO 45001:2018 - Curso online
 
Iso14001
Iso14001Iso14001
Iso14001
 
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
Gestão da qualidade - ISO 9001:2015
 
ISO 14.000
ISO 14.000ISO 14.000
ISO 14.000
 
Aula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMCAula de Gestão Ambiental - UMC
Aula de Gestão Ambiental - UMC
 
ISO 14000
ISO 14000 ISO 14000
ISO 14000
 
Prevenção e Controle de Perdas
Prevenção e Controle de PerdasPrevenção e Controle de Perdas
Prevenção e Controle de Perdas
 
Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000
 
EIA - RIMA
EIA - RIMAEIA - RIMA
EIA - RIMA
 

Destaque

ISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão AmbientalISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão AmbientalRobson Peixoto
 
Sistema de gestão ambiental1.pptx
Sistema de gestão ambiental1.pptxSistema de gestão ambiental1.pptx
Sistema de gestão ambiental1.pptxTiago Marques
 
Auditoria de sistema de gestão
Auditoria de sistema de gestãoAuditoria de sistema de gestão
Auditoria de sistema de gestãoMarcos Thompson
 
A importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedade
A importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedadeA importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedade
A importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedadesabbathsp
 
Apresentação Coltec - 2015
Apresentação Coltec - 2015Apresentação Coltec - 2015
Apresentação Coltec - 2015santosmarco_
 
Garantir a Sustentabilidade Ambiental
Garantir a Sustentabilidade Ambiental Garantir a Sustentabilidade Ambiental
Garantir a Sustentabilidade Ambiental Thalia Dias
 
Norma iso 14001
Norma iso 14001Norma iso 14001
Norma iso 14001brunoheck
 
PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA PÚBLICA -...
PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA  PÚBLICA -...PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA  PÚBLICA -...
PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA PÚBLICA -...Elisane Almeida Pires
 
Apresentao 120324224848-phpapp01
Apresentao 120324224848-phpapp01Apresentao 120324224848-phpapp01
Apresentao 120324224848-phpapp01Daniel Americano
 
ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão
ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão
ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão Luciano Moreira
 
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015RB4 Consulting & Auditing
 
Normas 14000 aula de gestão ambiental
Normas 14000 aula de gestão ambientalNormas 14000 aula de gestão ambiental
Normas 14000 aula de gestão ambientalPaulo Eventos
 

Destaque (20)

Iso 14001
Iso 14001Iso 14001
Iso 14001
 
ISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão AmbientalISO 14001 Gestão Ambiental
ISO 14001 Gestão Ambiental
 
Sistema de gestão ambiental1.pptx
Sistema de gestão ambiental1.pptxSistema de gestão ambiental1.pptx
Sistema de gestão ambiental1.pptx
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
 
Auditoria de sistema de gestão
Auditoria de sistema de gestãoAuditoria de sistema de gestão
Auditoria de sistema de gestão
 
A importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedade
A importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedadeA importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedade
A importância da certificação ambiental para as empresas e para a sociedade
 
Aula 03 planejamento
Aula 03  planejamentoAula 03  planejamento
Aula 03 planejamento
 
Apresentação Coltec - 2015
Apresentação Coltec - 2015Apresentação Coltec - 2015
Apresentação Coltec - 2015
 
Iso 14001
Iso 14001Iso 14001
Iso 14001
 
Garantir a Sustentabilidade Ambiental
Garantir a Sustentabilidade Ambiental Garantir a Sustentabilidade Ambiental
Garantir a Sustentabilidade Ambiental
 
Norma iso 14001
Norma iso 14001Norma iso 14001
Norma iso 14001
 
Gestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentaçãoGestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentação
 
PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA PÚBLICA -...
PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA  PÚBLICA -...PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA  PÚBLICA -...
PROJETO DE SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA UMA EMPRESA DE LIMPEZA PÚBLICA -...
 
Apresentao 120324224848-phpapp01
Apresentao 120324224848-phpapp01Apresentao 120324224848-phpapp01
Apresentao 120324224848-phpapp01
 
ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão
ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão
ABNT NBR ISO 19011:2012 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão
 
Iso 14001 resenha
Iso 14001 resenhaIso 14001 resenha
Iso 14001 resenha
 
Iso14000
Iso14000Iso14000
Iso14000
 
Norma iso 14001
Norma iso 14001Norma iso 14001
Norma iso 14001
 
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
 
Normas 14000 aula de gestão ambiental
Normas 14000 aula de gestão ambientalNormas 14000 aula de gestão ambiental
Normas 14000 aula de gestão ambiental
 

Semelhante a Iso 14001

Datasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambientalDatasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambientalVinicius Saraiva
 
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdfAPRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdfJAQUELINE BARRETO
 
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdfAula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdfLilianeLili11
 
1191354954 129.sistema de_gestao_ambiental
1191354954 129.sistema de_gestao_ambiental1191354954 129.sistema de_gestao_ambiental
1191354954 129.sistema de_gestao_ambientalPelo Siro
 
A questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptx
A questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptxA questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptx
A questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptxRayssaNogueira11
 
7. gestão e auditoria ambiental
7. gestão e auditoria ambiental7. gestão e auditoria ambiental
7. gestão e auditoria ambientalVirna Salgado Barra
 
Auditoria ambiental
Auditoria ambientalAuditoria ambiental
Auditoria ambientalcelikennedy
 
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãOAspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãOguest998346
 
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãOAspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãOguest998346
 
NORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIA
NORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIANORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIA
NORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIARicardoRodrigues55184
 

Semelhante a Iso 14001 (20)

Datasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambientalDatasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambiental
 
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdfAPRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
 
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdfAula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
 
ISO 14001:2015
ISO 14001:2015ISO 14001:2015
ISO 14001:2015
 
1191354954 129.sistema de_gestao_ambiental
1191354954 129.sistema de_gestao_ambiental1191354954 129.sistema de_gestao_ambiental
1191354954 129.sistema de_gestao_ambiental
 
Sga14001
Sga14001Sga14001
Sga14001
 
A questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptx
A questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptxA questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptx
A questão e as auditorias ambientais- Dielson, Ivailson e Rayssa (2).pptx
 
Qsms
QsmsQsms
Qsms
 
Apresentação iso 14001 2004
Apresentação iso 14001 2004Apresentação iso 14001 2004
Apresentação iso 14001 2004
 
7. gestão e auditoria ambiental
7. gestão e auditoria ambiental7. gestão e auditoria ambiental
7. gestão e auditoria ambiental
 
Auditoria ambiental
Auditoria ambientalAuditoria ambiental
Auditoria ambiental
 
Auditoria ambiental
Auditoria ambientalAuditoria ambiental
Auditoria ambiental
 
Auditoria ambiental
Auditoria ambientalAuditoria ambiental
Auditoria ambiental
 
Auditoria ambiental
Auditoria ambientalAuditoria ambiental
Auditoria ambiental
 
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãOAspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãO
 
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãOAspectos Ambientais E Impactos Ambientais   ApresentaçãO
Aspectos Ambientais E Impactos Ambientais ApresentaçãO
 
380
380380
380
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 
NORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIA
NORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIANORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIA
NORMAS_CERTIFICADORAS_ANO2019_ENGENHARIA
 
Politica ambiental
Politica ambientalPolitica ambiental
Politica ambiental
 

Iso 14001

  • 1. Aplicabilidade da ISO 14001 no processo produtivo.
  • 2. Empresa antes do SGA 2 Multas Passivos ambientais Paralisações Danos a imagem Processo na justiça Acidentes ambientais Perda de competitividade
  • 3. • Organização não governamental • Fundada em 25/02/1947. • Sede em Genebra (Suíça). • Elabora normas de aplicação internacional • Mais 163 Países participam da ISO. • Representante do Brasil – ABNT. 3 Fundadores da ISO, Londres 1946 Introdução
  • 4. 4
  • 5. Sistema de Gestão Ambiental • animadora • É um conjunto de ações e recursos humanos, financeiros, tecnológicos organizados cuja finalidade é garantir a melhoria constante do desempenho ambiental de uma organização. • Visando processos, produtos e serviços ecologicamente correto. 5
  • 6. 4.1 Requisitos Gerais • A NBR ISO 14001 é aplicada a qualquer tipo de organização empresas, indústrias, hospital, escola, estabelecimento comercial, condomínio residencial etc. 6
  • 7. A Solução: Utilização do Sistema 5 R's alinhado ao SGA 7 Residual Management (Gerenciamento de Resíduos)
  • 8. 4.2 POLÍTICA AMBIENTAL 4.3 Planejamento Aspectos ambientais Requisitos legais e outros requisitos, objetivos, metas e programa(s)4.6 Analise pela administração 4.4 Implementação e operação Recursos, atribuições, responsabilidades e autoridade Competência, formação e sensibilização Comunicação Documentação Controlo dos documentos Controlo operacional Preparação e resposta a emergências 4.5 Verificação Monitorização e medição Avaliação da conformidade Não conformidades, ações corretivas e ações preventivas Auditoria interna 8 PLAN DoCheck Act Inicio MELHORIA CONTINUA
  • 9. 4.2 Politica Ambiental 4.3 Planejamento 4.4 Implementação e Operação 4.5 Verificação 4.6 Analise pela Administração Melhoria Continua
  • 10.
  • 11. Implantação do SGA segundo a norma 14001 ÁREA DE MEIO AMBIENTE • Politica ambiental; • Objetivos e metas; • Especificação da atividade/responsabilidade; • Resultados. Atuação do responsável Produção • Menos energia; • Menos resíduos; • Economia de recursos; • Cuidados na manutenção; • Execuções de auditoria ambientais. Pesquisa e desenvolvimento • Melhoria na qualidade ambiental na concepção do produto, materiais usados no processo de manufatura e uso final do produto. Suprimentos • Flexibilidade de recursos alternativos; • Implicações ambientais da extração, uso e escassez; • Estudos específicos; • Acordo com fornecedores. Relações públicas/comunicação • Reforço da imagem institucional junto. • Comunidade interna; • Comunidade externa. Marketing • Produtos ambientalmente melhores; • Embalagens adequada; • Distribuição sem riscos; • Descarte sem resíduos. Recursos humanos • Conscientização; • Treinamento; • Esquema de incentivos e remuneração; • Riscos (saúde e segurança).Outras unidades • Finanças • Planejamento. • .......
  • 12. 4.2 Politica Ambiental 1- Melhoria contínua de seu desempenho Ambiental MELHORIA PREVENÇÃO CUMPRIMENTO POLÍTICA AMBIENTAL 12 Deve se definida pela alta administração da empresa e apropriada à natureza, escala e Impactos ambientais de suas atividades, produtos ou serviço.
  • 13. 2 - Atendimento à legislação ambiental e outros requisitos subscritos. Item 4.3.2 13
  • 14. 3 - Prevenção a poluição 14 Garantir a natureza A escala E os impactos reais de suas atividades Produtos Serviços
  • 15. 15 E incluir a estrutura para o fornecimento e analise de seus objetivos e metas Ambientais.
  • 16. Exemplo de Politica Ambiental 16
  • 17. Identificação de aspectos ambientais Determinação de aspectos ambientais controláveis e influenciáveis Identificação de impactes ambientais relacionados com os aspectos Determinação dos aspectos ambientais significativos 17 Desempenho Ambiental Resíduos sólidos Efluentes Recursos naturais Emissões atmosféricas Legislação Lodo gerado Efluentes do processo Consumo da água Compostos orgânicos voláteis Atendimento à legislação município Resíduos enviados ao aterro Esgoto sanitários Perda de celulose no processo Particulados Atendimento à legislação Estado Resíduos reciclados Consumo de energia elétrica Ruídos externos Atendimento legislação União Resíduos perigosos Consumo de combustíveis fósseis Odores Atendimento ao IBAMA Emissão de CO CO2 Atividade /Produto/Serviço Aspectos Impactos reais e potenciais Serviço: Transporte e distribuição de bens e produtos Operação da frota Consumo de combustível Esgotamento de combustível fósseis não renováveis emissão de óxidos de nitrogênio (Nox) Poluição do ar - produção de ozônio - névoa -Aquecimento Global e mudança climática Geração de ruído Desconforto e inconveniência para os residentes da área Manutenção rotineira da frota (incluindo troca de óleo) emissão de óxidos de nitrogênio (Nox) Cumprimento dos objetivos da qualidade do ar Geração de resíduo de óleo Poluição do solo
  • 18. Filtro de Significância 18 Índice de Avaliação do Impacto =(A+B)xC A: Probabilidade de ocorrencia B: Probabilidade de detecção C: Severidade de impacto 5: Frequência 5: impossível detectar 5: Dano humano e ambiental 4: (Intermediário) 4: Difícil detectar 4: Reclamação de vizinhos 3: Algumas vezes 3: Verificado periodicamente 3: Dano temporário 2: (Intermediário) 2: verificado continuamente 2: Rápida recuperação 1: Raramente 1: Previsível 1: Baixo dano Valor máximo do IAI: 50 Aspecto ambiental Probabilidade de ocorrência (A) Probabilidade de detecção (B) Severidade de impacto Total Vazamento de Nox 3 1 4 16 IAI=(A+B)XC>16
  • 19. 4.3.1 Identificação dos Aspectos Impactos Ambientais Aspecto ambiental é uma característica própria uma particularidade que determinada atividade, processo, produto ou serviços que pode afetar o meio ambiente positiva ou negativamente. 19
  • 20. 4.3.1 Identificação Impactos Ambientais Efeito causado pelo aspecto no meio ambiente 20
  • 21. Veja esse processo • Temos vários aspectos relacionados a emissão de particulados a geração de resíduos de processos papeis, plásticos, borra de processos se todos esses aspectos não forem gerenciado adequadamente pode contaminar o solo, o lençol freático e a atmosfera. 21
  • 22. 4.3.2 Requisitos legais e outros • As organizações podem então identificar a legislação e outros requisitos aplicados a ela. Legislação é o conjuntos de leis decretos, portarias e outras normas emitida pelo poder publico federal estadual e municipal. 22
  • 23. Outro requisitos • São especificações que mesmo não sendo leis tem que ser atendidos pela organização. • Ex. condicionante de uma essência ambiental, os compromissos assumidos com a comunidade, com governo, com órgãos ambientais. Normas técnicas e diretrizes corporativas entre outras. 23
  • 24. 4.3.3 Objetivos Metas e Programas • Reduzir o consumo de água industrial • Objetivo ambiental é uma melhoria que a organização se propõe a fazer visando a proteção do meio ambiente e/ou atendimento aos requisitos legais e outros requisitos ambientais. 24
  • 25. • Conscientizar o pessoal sobre proteção ambiental. • Reduzir resíduos e o desperdícios de recursos. 25
  • 26. • Reduzir ou eliminar a emissão de poluentes no ambiente. • Projetar produtos de modo a minimizar seu impacto ambiental em sua produção, uso e disposição. 26
  • 27. • Controlar o impacto ambiental de extração de matérias-primas. • Promover conscientização ambiental entre os empregados e a comunidade. 27
  • 28. 4.3.3 Objetivos Metas relacionadas 28 Objetivo Eliminação de SO4 Meta 1 Desenvolvimento de projeto para a instalação de lavadores de gases para emissões atmosféricas até outubro de 2014. Meta 2 Instalação de elevadores de gases até abril 2015
  • 29. • É a quantificação do objetivo e a definição do prazo e do grau em que se quer obter a melhoria o progresso dos esforços em direção a um objetivo pode ser medido através de indicadores de desempenho ambiental tais como: 29 Meta ambiental Indicador de desempenho ambiental Indicadores de eficácia do processo: Indicadores de eficiência do processo: Documentos de referência do processo: Resíduos recicláveis, Auditoria interna, ISO 14001, Não conformidades ambientais internas, Reclamações ambientais, consumo de água, consumo de energia elétrica, inspeções ambientais, Resíduos industriais gerado. Indicador de eficiência da ETC(DBO e DQO) Politica ambiental Objetivos e metas ambientais Procedimentos de comunicação PAE Plano de ação Emergencial Procedimentos de Controle Operacional Instrução para procedimento Operacional da ETE (Estação de tratamento de efluentes) Procedimentos de auditoria interna Controle de inspeções ambientais Procedimentos para levantamentos de aspectos e impactos Fluxograma de comunicações de ocorrências ambientais Elaborado por; Aprovado por:
  • 30. 30 Dados jan/11 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/11 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 dez/11 Consumo de água mensal 6,3 6 5,7 5,6 5,6 5,4 Meta 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 Objetivo: Legenda: Formula: Consumo de água (m³) mensal qde de funcionários Melhor 4.8 5 5.2 5.4 5.6 5.8 6 6.2 6.4 Indicador de Consumo de Água ------------ Meta -------------------------------------------------------------------- Consumo de água mensal
  • 31. • Quantidade de emissões como co² • Quantidade de resíduos produzido por quantidade de produtos acabado. 31
  • 32. • Eficiências no uso de materiais e energia. • Números de pessoas que receberam treina- mento. 32
  • 33. • Número de acidentes ambientais. • Porcentagem de resíduos reciclado. 33
  • 34. • Porcentagem de material reciclado usado em embalagem. • Quantidade de poluentes específicos lançados na atmosfera (pó, chumbo, co, so2, etc) 34
  • 35. • Investimentos em proteção ambiental.  Quantidades de matérias-primas, água ou energia usadas. 35
  • 36. 4.4.1 Recursos, Funções Responsabilidades e Autoridades(DO)-Executar SISTEMA DE RECURSOS • HUMANOS • FINANCEIRO • TECNOLOGICOS, ETC ORGANIZAÇÃO OBJETIVOS A auto administração tem um papel importante nesse processo eles determinam os recursos essenciais do SGA, precisa aponta RH, Financeiros, tecnológicos etc. todos aqueles recursos que possa garantir a eficaz do SGA. 36
  • 37. Funções Responsabilidades e Autoridades • Temos que definir e documentar e comunicar as funções responsabilidades e autoridade do SGA sem esquecer de designar um representante da direção para conduzir o SGA da empresa. 37 Responsabilidades Presidente Representantes da alta administração Diretoria Implementar os PGAs R Analisar criticamente o desenvolvimento do SGA R Estabelecer objetivos e metas ambientais C R= Responsável C= Corresponsável Legenda:
  • 38. 4.4.2 Competência, Treinamento e Conscientização • Todas as pessoas tem que ser treinadas e conscientizadas sobre a importância de sua participação no SGA e o que cada uma deve fazer para que a politica ambiental seja cumprida e os objetivos e metas ambientais sejam atingidos. 38
  • 39. 4.4.3 Comunicação • Interna e externa é um processo importantíssimo que garante sucesso ou fracasso do SGA 39
  • 40. Comunicação • Uma comunicação mal feita ou ineficaz além de interferir no sucesso do SGA interfere nos índice de sustentabilidade de qualquer organização e que muitas vezes pode ser irreversível. • As partes interessadas deve ser comunicada sobre sua decisão de divulgar ou não seus aspectos ambientais. 40
  • 41. 4.4.4 Documentação • Todas as atividades e responsabilidades do SGA deve ser documentada em um manual de gestão. 41
  • 42. 4.4.5 Controle de Documentos (Verificação) • Deve se definir e documentar um procedimento que especifique como os documentos do SGA deve ser elaborado, aprovados, revisados, atualizados, arquivados e descartados incluindo prazos e responsabilidades. 42
  • 43. 4.4.6 Controle Operacional (Agir) • Todas as atividades e processos que possuem algum aspectos ambiental significativos devem ser controladas através de procedimento documentados para que não ocorra nenhum impacto. 43
  • 44. • Devem haver procedimentos escritos descrevendo que cuidados devem ser tomado em certas atividades para evitar a poluição do ar, da água e do solo principalmente desperdício de água e de energia elétrica. 44
  • 45. 4.4.7 Preparação e respostas de emergências • Todos processos e serviços instalações e atividades que apresentem alguns riscos de sérios danos ao meio ambiente devidos a explosão, incêndio, derrame ou vazamento de produtos químicos e outros tem que ser inserido em um plano de resposta a emergência ambientais. Transportes de produtos perigosos. 45
  • 46. • Tanques de armazenamentos de líquidos e de gases tóxicos; • E ou corrosivo 46
  • 47. • E ou inflamável • Processos e instalações que utilizam algum desses produtos; 47
  • 48. • Estações de tratamento de esgoto sanitário e industriais; • Obras e demolições que usam algum tipo de explosivos. 48
  • 49. Esse plano deve descrever o que tem que ser feito para combater cada tipo de emergência ambiental. • Que pessoas e órgãos devem ser acionados dentro e fora da organização. 49
  • 50. Quais são as responsabilidades de cada um no caso de emergência ambiental. 50 Coordenação e gerenciamento do PAE Sistema de Prevenção e Combate a incêndio; Equipamento de proteção; Produtos absorventes; Sinalização de emergência; Inspeções ambientais Periódica. Chefe de brigada Líder da brigada Grupos de ação de emergência Líder de equipe de combate Líder da equipe de socorrista Líder de equipe de isolamento Líder da equipe de apoio
  • 51. • Que meios de comunicação devem ser usados. • Quais são as possíveis rota de fugas. 51
  • 52. • Quais são as principais características de cada produto perigoso. • O plano também deve prever a realização periódica de treinamento e simulação de emergência ambientais para que todos estejam sempre preparado. 52
  • 53. 4.5 Verificação(check) Avaliação • Agora que o SGA estar implantado vamos ver o que deve ser feito para verificar se ele estar realmente funcionando e dando resultado positivos. 53
  • 54. 4.5.1 Monitoramento e Medição • Analise periódica efluentes líquidos e de emissão atmosférica. • Aferição e calibração de termômetros manômetros e outros medidores existentes em escalações e processos que possam causar algum impacto ambiental. 54
  • 55. • Verificação periódica do atendimento a legislação e a outros requisitos ambientais. • Acompanhamento do desempenho ambiental de fornecedores e contratados. 55
  • 56. • Controle e acompanhamento da geração e tratamento de resíduos. • Acompanhamento do consumo de água e energia e combustíveis. 56
  • 57. • Matérias-primas; • Manutenção dos veículos da frota interna; • Medição periódica da fumaça negra e do escapamento dos veículos a disiel da frota própria e de fornecedores. 57
  • 58. 4.5.2 Avaliação e atendimento aos Requisitos Legais e Outros • Conhecendo a legislação e seguindo os parâmetros especificados entra agora o que fazer a auditoria da conformidade legal ou seja verificar se a empresa atende todos os requisitos legais para seu setor que é importante para o SGA. 58
  • 59. 4.5.3 Não conformidade, ação Corretiva e ação Preventiva • Uma não conformidade ambiental é uma situação ou ocorrência que não estar de acordo com os procedimentos requisitos legais e outros aplicáveis ao SGA. • Aqui aplica a ação corretiva. 59
  • 60. Uma não conformidade real • É aquela que aconteceu que foi constatada; • Lixo jogado no solo; • Vazamento de óleo de uma tanque e seu derramamento no solo ou em um rio. 60
  • 61. Uma não conformidade potencial • É aquela que ainda não ocorreu mais que pode vir se tornar real. • EX. a instalação de um tanque de óleo ou de um produto químico próximo a um bueiro de água pluvial sem proteção. • Aqui aplica a ação preventiva. 61
  • 62. 62 • Para que não se repita é preciso elaborar documentar e implementar procedimentos para identifica e eliminar as causas das não conformidades e evitar que estas ocorram ou se repita. Definição do problema Use esse caminho para analise das não conformidades Por que? Por que? Por que? Por que? Por que? Causa Raiz 5 Porquês
  • 63. Correções e ações corretivas • Revisar plano; • Estabelecer um procedimento para gestão de mudanças; • Disponibilizar para o setor inspeção; • Por abrangência verificar quais outras instalações criticas pode não estar sendo verificados. 63
  • 64. 4.54 Controles e Registros • Registros são evidencias, provas concretas da operação continua do SGA portanto todos os dados dessas operação deve ser registrado e devidamente arquivados e mantidos. 64
  • 65. • Relação dos aspectos e impactos ambientais • Relatórios de auditorias 65
  • 66. 66 Resultados de monitoramento e dados de controle de influentes resíduos emissões e ruídos As licenças ambientais de fornecedores
  • 67. 67 Os dados de aferição e calibração de instrumentos de medição Comunicação interna e externa
  • 68. 68 Lista de presença em treinamentos sobre os procedimentos do SGA ou palestras de conscientização ambiental Notas fiscais conhecimento de remessa e recebimento de óleo usado e resíduo.
  • 69. 69 Relatório de manutenção Relatórios de fiscalização realizada por órgãos ambientais e clientes.
  • 70. • Dados de consumo de água, energia e matérias primas. • Relatórios informações e correspondências 70
  • 71. 4.5.5 Auditoria interna • Auditoria do SGA são as verificações dos documentos, processos feitas nos escritórios e áreas da organização afim de constatar se o SGA estar mesmo operando satisfatoriamente e sendo obedecido, elas devem ser periódicas e feitas por pessoal externo ou da própria organização devidamente treinada para isso. 71
  • 72. CICLO DE MELHORIA CONTÍNUA GERADO PELA AUDITORIA 72 AUDITORIA NÃO CONFORMIDADE IDENTIFICAÇÃO DA(S) CAUSA(S) DEFINIÇÃO DE AÇÕES PREVENTIVAS IMPLANTAÇÕES DE AÇÕES CORRETIVAS Melhoria continua
  • 73. 4.6 ANALISE PELA ADMINISTRAÇÃO (Agir) • De tempos e tempos a alta administração da organização tem que verificar como estão a eficiência do SGA e desempenho ambiental e se necessário acionar medidas para corrigir falhas e garantir a melhoria continua é o que se chama de analise e critica. 73
  • 74. Analise critica • É a alto critica da organização do que desrespeita desempenho ambiental para isso ela utiliza dados das auditoria, dados das inspeções e monitoramento e os diversos registros que vimos anteriormente. 74
  • 75. Empresa depois do SGA 75 Imagem atraente para o mercado Desempenho ambiental Prevenção de riscos Gerenciamento ambiental homogeneizado Cria boa reputação Ótimos financiamentos Disseminação e responsabilidade Benefícios intangíveis Reduzir cutos de seguros Redução de desperdícios Consciência ambiental
  • 76. Exemplo de certificado ISO14001:2004 76
  • 77. 77