SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 65
ISO
14000
PROCEDIM
ENTOS
GESTÃO
AM
BIENTAL
PO
LÍTIC
A
IMPACTO
AMBIENTAL
O QUE É ISSO ?
A QUESTÃO AMBIENTAL
A TECNOLOGIA FEZ COM QUE OCORRESSEM
MUDANÇAS IMPORTANTES NAS ORGANIZAÇÕES
HUMANAS
•melhoria da qualidade de vida
•aumento do número de materiais e substâncias conhecidas
•avanços na medicina aumentando a expectativa de vida
do ser humano
•população humana aumentou
•automação e industrialização: aumento das taxas de produção
novos problemas econômicos, sociais, políticos,
ambientais e novas demandas de recursos naturais
disponíveis
A opinião pública está cada vez mais se tornando sensível
às questões ambientais. A sociedade começa a exigir um
maior controle da poluição e uma mudança na concepção de
produto de consumo, de modo que a sua produção e uso não
afete sensivelmente o Meio Ambiente.
A QUESTÃO AMBIENTAL
mudança de paradigmas
característica
compulsória
atitude voluntária
A competitividade da organização começa a ser afetada
órgãos regulamentadores
clientes ( corporativos e individuais )
bancos
seguradoras
funcionários
comunidade local
grupos de interesses particulares
órgãos regulamentadores
clientes ( corporativos e individuais )
bancos
seguradoras
funcionários
comunidade local
grupos de interesses particulares
SISTEMAS DE GESTÃO
INTERESSES E ORGANIZAÇÕES DE INFLUÊNCIA NO DESEMPENHO
AMBIENTAL DA ORGANIZAÇÃO
A QUESTÃO AMBIENTAL
ACIDENTES OCORRIDOS
SEVESO
BHOPAL
MÉXICO
CHERNOBYL
BASILÉIA
EXXON-VALDEZ
SHELL
 PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS número de vítimas
degradação da flora e fauna
valor das indenizações
Efeito “estufa “ Devastação das florestas
Biodiversidade
SISTEMAS DE GESTÃO
AMBIENTAL
 ANOS 80 E INICIO DOS ANOS 90:ANOS 80 E INICIO DOS ANOS 90:
 PREOCUPAÇÃO DAS EMPRESAS ERA APREOCUPAÇÃO DAS EMPRESAS ERA A
REALIZAÇÃO DE “AUDITORIAS” OUREALIZAÇÃO DE “AUDITORIAS” OU
“REVISÕES” PARA DEMONSTRAR“REVISÕES” PARA DEMONSTRAR
MELHORIAS NO SEU DESEMPENHOMELHORIAS NO SEU DESEMPENHO
AMBIENTAL OU NO CUMPRIMENTO DEAMBIENTAL OU NO CUMPRIMENTO DE
PADRÕES LEGAIS OU MESMO PRÓPRIOSPADRÕES LEGAIS OU MESMO PRÓPRIOS..
““AUDITORIAS” NÃO ASSEGURAVAM REALMENTEAUDITORIAS” NÃO ASSEGURAVAM REALMENTE
A POSSIBILIDADE DE ALCANÇAR UMA POSSIBILIDADE DE ALCANÇAR UM
DESEMPENHO AMBIENTAL ADEQUADODESEMPENHO AMBIENTAL ADEQUADO
AUSÊNCIA DE UM SISTEMA DE GESTÃOAUSÊNCIA DE UM SISTEMA DE GESTÃO
FORMAL !FORMAL !
 ANOS 90:ANOS 90: NECESSIDADE DE UMNECESSIDADE DE UM PROCESSOPROCESSO QUEQUE
ASSEGURE QUE:ASSEGURE QUE:
 MÉTODOS E PRÁTICAS POSSAM SER VERIFICADOSMÉTODOS E PRÁTICAS POSSAM SER VERIFICADOS
SEGUNDO OS OBJETIVOS DETERMINADOS;SEGUNDO OS OBJETIVOS DETERMINADOS;
 GERENCIAMENTO DO DESEMPENHO AMBIENTALGERENCIAMENTO DO DESEMPENHO AMBIENTAL
SEGUNDO MÉTODOS ESTABELECIDOS;SEGUNDO MÉTODOS ESTABELECIDOS;
 COMPARAÇÃO DE SISTEMAS DE DIFERENTESCOMPARAÇÃO DE SISTEMAS DE DIFERENTES
ORGANIZAÇÕES.ORGANIZAÇÕES.
SISTEMAS DE GESTÃOSISTEMAS DE GESTÃO
AMBIENTALAMBIENTAL
SISTEMAS DE GESTÃO
AMBIENTAL
 SISTEMAS DE GESTÃO:
MANEIRA COMO O TRABALHO DE UMA ORGANIZAÇÃO
DEVE SER REALIZADO
 IMPLICA NA NECESSIDADE DE SE TER UMA VISÃO
DO TODO !
 Inclui:
 estrutura organizacional,
 responsabilidades,
 procedimentos,
 processos
 recursos
O que é um Sistema de Gestão ?
“ a parte do sistema de gestão global que inclui
estrutura organizacional, atividades de planejamento,
responsabilidades, práticas, procedimentos, processos
e recursos para desenvolver, implementar, atingir,
analisar criticamente e manter a política ambiental “.
“ a parte do sistema de gestão global que inclui
estrutura organizacional, atividades de planejamento,
responsabilidades, práticas, procedimentos, processos
e recursos para desenvolver, implementar, atingir,
analisar criticamente e manter a política ambiental “.
A norma NBR ISO 14001 define sistema de gestão ambiental`como:
SISTEMAS DE GESTÃO
AMBIENTAL
SISTEMA DE GESTÃO
AMBIENTAL
SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
(SGA)
ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL
Responsabilidades
Autoridades
PROCEDIMENTOS PROCESSOS
Métodos
Práticas
RECURSOS
Mão-de-Obra
Material
Máquina
IMPLANTADO
E
MANTIDO
PLANEJAMENTO
 OBJETIVOS DE UM SGA:OBJETIVOS DE UM SGA:
 FORNECER AS FERRAMENTAS NECESSÁRIASFORNECER AS FERRAMENTAS NECESSÁRIAS
PARA ALCANÇAR AS METAS AMBIENTAIS EPARA ALCANÇAR AS METAS AMBIENTAIS E
MELHORIA CONTÍNUA DO DESEMPENHO DEMELHORIA CONTÍNUA DO DESEMPENHO DE
UMA EMPRESA;UMA EMPRESA;
 BUSCAR A QUALIDADE AMBIENTAL;BUSCAR A QUALIDADE AMBIENTAL;
 AVALIAR A ESTRATÉGIA DA EMPRESAAVALIAR A ESTRATÉGIA DA EMPRESA
(FATOR DE DIFERENCIAÇÃO NO MERCADO);(FATOR DE DIFERENCIAÇÃO NO MERCADO);
 ADOTAR MEDIDAS DEADOTAR MEDIDAS DE PREVENÇÃO DAPREVENÇÃO DA
POLUIÇÃO.POLUIÇÃO.
SISTEMAS DE GESTÃO
AMBIENTAL
Situar-se acima das exigências
legais deixou de ser apenas uma
estratégia preventiva para
constituir-se numa vantagem
competitiva.
Melhorias nos processos
existentes;
Uso de tecnologias mais
limpas;
Gerenciamento da
prevenção de perdas;
• redução de custos de produção;
• uso mais racional de energia e
de matérias primas;
• menores quantidades de
rejeitos;
• menores números de
incidentes / acidentes;
• maior eficiência de conversão;
SISTEMAS DE GESTÃO
 Objetivos da série ISO 14000Objetivos da série ISO 14000
 Assegurar e demonstrar a melhoriaAssegurar e demonstrar a melhoria
do desempenho ambiental;do desempenho ambiental;
 Avaliar os resultados através daAvaliar os resultados através da
conservação e da preservação doconservação e da preservação do
meio ambiente.meio ambiente.
 Prevenção da Poluição na ISO 14001Prevenção da Poluição na ISO 14001
 Modelo de gestão oferecendo meiosModelo de gestão oferecendo meios
efetivos para que a empresa possaefetivos para que a empresa possa
garantir condições adequadas degarantir condições adequadas de
minimização de seus impactosminimização de seus impactos
ambientais.ambientais.
PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO E A ISO
14000
 Esse enfoque envolve:Esse enfoque envolve:
Busca de soluções para evitar:Busca de soluções para evitar:
 O uso de substâncias tóxicasO uso de substâncias tóxicas
 A geração de resíduos e poluentes.A geração de resíduos e poluentes.
Eliminação de desperdícios através de:Eliminação de desperdícios através de:
 Aumento da eficiência e melhoriaAumento da eficiência e melhoria
contínua dos processos e produtoscontínua dos processos e produtos
utilizados e/ou fabricadosutilizados e/ou fabricados..
Necessidade de reavaliação dos processosNecessidade de reavaliação dos processos
de produção dentro de uma perspectivade produção dentro de uma perspectiva
holística !holística !
PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO E A ISO
14000
 GERENCIAMENTO AMBIENTAL É UMA PARTEGERENCIAMENTO AMBIENTAL É UMA PARTE
INTEGRANTE DO:INTEGRANTE DO:
 GERENCIAMENTOGERENCIAMENTO
DA QUALIDADEDA QUALIDADE
TOTALTOTAL
PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO E A ISO
14000
MEIO AMBIENTE
ÁGUA
SOLO /SUB-SOLO
RECURSOS
NATURAIS
FLORA
FAUNA
PESSOAS
AR
ORGANIZAÇÃO
ATIVIDADE PRODUTO
Elementos das atividades,
produtos e serviços de uma
organização que podem interagir
com o meio ambiente.
SERVIÇOS
Qualquer mudança no meio
ambiente, adversa ou benéfica,
que resulte, total ou parcialmente,
das atividades, produtos ou serviços
de uma organização
ASPECTO AMBIENTAL IMPACTO AMBIENTAL
POLÍTICA
AMBIENTAL
PLANEJAMENTO
IMPLEMENTAÇÃO
E
OPERAÇÃO
MONITORAMENTO
E
AÇÃO CORRETIVA
REVISÃO DO SISTEMA PELA
ALTA ADMINISTRAÇÃO
MELHORIA CONTÍNUA
ISO 14000 ETAPAS DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL
SELEÇÃO E USO
AS NORMAS DA SÉRIE 14000
NORMA
ISO 14001
ISO 14004
ISO 14010/1/2
ISO 14020’s
ISO 14031
ISO 14040’s
SGA - Diretrizes, Princípios e Elementos Adicionais aos
Componentes Centrais
Auditoria Ambiental
Rotulagem Ambiental
Avaliação do Desempenho Ambiental
Avaliação do Ciclo de Vida
Especificação do SGA - Componentes Centrais
CONTEÚDO
A norma que visa a certificação do Sistema de
Gestão Ambiental é a ISO 14001.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
 Planejamento pró-ativo e respostaPlanejamento pró-ativo e resposta
reativareativa
Planejamento de um sistema dePlanejamento de um sistema de
gestão requer uma abordagemgestão requer uma abordagem
enfatizando a prevenção da poluiçãoenfatizando a prevenção da poluição
e a melhoria contínua.e a melhoria contínua.
 Um sistema pró-ativo de gestão deve assegurarUm sistema pró-ativo de gestão deve assegurar
que:que:
Providências apropriadas e adequadamenteProvidências apropriadas e adequadamente
providas de recursos sejam tomadas, utilizandoprovidas de recursos sejam tomadas, utilizando
pessoal competente, com responsabilidadespessoal competente, com responsabilidades
definidas e meios eficazes de comunicação;definidas e meios eficazes de comunicação;
Objetivos sejam estabelecidos, de modo aObjetivos sejam estabelecidos, de modo a
permitir a implantação de planos de ação,permitir a implantação de planos de ação,
monitorando a sua implantação e verificando amonitorando a sua implantação e verificando a
sua eficácia;sua eficácia;
Criação de uma metodologia para identificarCriação de uma metodologia para identificar
aspectos ambientais e avaliar e controlaraspectos ambientais e avaliar e controlar
impactos ambientais, antes que ocorram danos;impactos ambientais, antes que ocorram danos;
Medição do desempenho possa ser realizadaMedição do desempenho possa ser realizada
através de diversos modos.através de diversos modos.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
 Planejamento pró-ativo e resposta reativaPlanejamento pró-ativo e resposta reativa
Problema de um planejamento pró-ativo é aProblema de um planejamento pró-ativo é a
gestão de mudanças de paradigmas:gestão de mudanças de paradigmas:
 Mudanças de pessoal;Mudanças de pessoal;
 Propostas de novos produtos,Propostas de novos produtos,
modificações de instalações, processos oumodificações de instalações, processos ou
serviços;serviços;
 Mudanças em procedimentos operacionais;Mudanças em procedimentos operacionais;
 Modificações em sistemas ou programasModificações em sistemas ou programas
de controle;de controle;
 Novas regulamentaçõesNovas regulamentações
ou legislação.ou legislação.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
PREVENÇÃO EM MEIO AMBIENTE REQUER:PREVENÇÃO EM MEIO AMBIENTE REQUER:
CONTROLES TÉCNICOSCONTROLES TÉCNICOS
ATITUDESATITUDES
COMPORTAMENTAISCOMPORTAMENTAIS
SUSTENTADOS EM TREINAMENTOS ESUSTENTADOS EM TREINAMENTOS E
COMPETÊNCIA.COMPETÊNCIA.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
Enfoque reativo normalmente é mais simples deEnfoque reativo normalmente é mais simples de
aplicaraplicar
gestão fica reduzida à soluçãogestão fica reduzida à solução
de problemas aparentementede problemas aparentemente
contornados com medidascontornados com medidas
limitadas.limitadas.
Um sistema de gestão ambiental que se baseia emUm sistema de gestão ambiental que se baseia em
indicadores e medidas reativas e emindicadores e medidas reativas e em
investigações superficiais, não tem uma baseinvestigações superficiais, não tem uma base
segura, em termo de custos e no controle desegura, em termo de custos e no controle de
impactos ambientais.impactos ambientais.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
Análise Crítica InicialAnálise Crítica Inicial
♣ objetivoobjetivo
 avaliar a situação existenteavaliar a situação existente
 fornecer informações para decisões sobre ofornecer informações para decisões sobre o
objetivo,objetivo, adequação e implementação de um SGAadequação e implementação de um SGA
 indicar as oportunidades de melhorias deindicar as oportunidades de melhorias de
desempenhodesempenho e uma base para a medição doe uma base para a medição do
progressoprogresso
 compara o sistema existente na organizaçãocompara o sistema existente na organização
com:com:
 Requisitos de legislação, regulamentação e normasRequisitos de legislação, regulamentação e normas
internas pertinentes;internas pertinentes;
 Nível de orientação existente sobre gestão ambiental;Nível de orientação existente sobre gestão ambiental;
 Comparação com as melhores práticas e melhorComparação com as melhores práticas e melhor
desempenho dos setores e segmentos;desempenho dos setores e segmentos;
 Demonstração de eficiência e eficácia dos recursosDemonstração de eficiência e eficácia dos recursos
destinados à gestão ambiental;destinados à gestão ambiental;
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
Na realização da análise crítica da situação deve-se levar emNa realização da análise crítica da situação deve-se levar em
consideração se o seu atual Sistema de Gestão:consideração se o seu atual Sistema de Gestão:
 depende somente de indicadores reativos dedepende somente de indicadores reativos de
monitoramento - análise de saída de efluentes emonitoramento - análise de saída de efluentes e
emissões, índice de acidentes, etc.;emissões, índice de acidentes, etc.;
 está baseado na atitude de que uma açãoestá baseado na atitude de que uma ação
somente é necessária após a ocorrência de umasomente é necessária após a ocorrência de uma
série de eventos, e que a ação preventiva torna-série de eventos, e que a ação preventiva torna-
se necessária somente para evitar a repetição dese necessária somente para evitar a repetição de
um dado evento;um dado evento;
 baseia-se em investigações e levantamentosbaseia-se em investigações e levantamentos
superficiais de eventos ambientais.superficiais de eventos ambientais.
ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE
GESTÃO AMBIENTAL
 A Análise Crítica Inicial permite:A Análise Crítica Inicial permite:
Identificar não conformidades facilitando oIdentificar não conformidades facilitando o
planejamento estratégico do programa deplanejamento estratégico do programa de
implantação e definindo um cronograma;implantação e definindo um cronograma;
Melhorar a situação de áreas problemáticas ;Melhorar a situação de áreas problemáticas ;
Identificar áreas que requerem maior atenção, comoIdentificar áreas que requerem maior atenção, como
as que não estão em conformidade com a legislação eas que não estão em conformidade com a legislação e
requerem ação imediata;requerem ação imediata;
Estabelecer metas de ação e verificar necessidadesEstabelecer metas de ação e verificar necessidades
de treinamento;de treinamento;
Levantar informações e oportunidades de melhorias,Levantar informações e oportunidades de melhorias,
que serão usadas para direcionar o processo deque serão usadas para direcionar o processo de
planejamento de implementação do Sistema deplanejamento de implementação do Sistema de
Gestão Ambiental.Gestão Ambiental.
Comprometimento
da alta administração
Reunião de
lançamento
Representante da
da alta administração
Comitê
executivo
Treinamento de
Implementação
Projeto de
Implem.
Identificar Perigos
Avaliar Riscos
Requisitos Legais
Objetivos e
metas
Desenvolver a
Política
Desenvolver
Programa de
Gestão
Monitoramento e
Mensuração
Controle Operacional
Responsabilidades
Desenvolver
Procedimentos
Procedimentos de
Sistema e atividades
Práticas de
operação
Desenvolver
Matriz de
Treinamentos
Revisão
Gerencial
Revisão
Gerencial
Sistema de
Documentação
Estrutura e
Responsabilidades Desenvolver
Manual
Conscientização
Treinamentos
Específicos de
função
Treinamento
Conduzir
Auditorias
internas
Programa de
Auditorias
Treinamento de
Auditores
Check-list e
escopos
Revisão
Gerencial
Pré-
certificação
Certificação
Manutenção
Revisão
Alta
Administração
Ações Preventivas
E Corretivas
Ações Preventivas
E CorretivasRevisão
Gerencial
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA
POLUIÇÃO
A política correta dependerá das circunstâncias
que a empresa enfrentará e da estratégia que será escolhida.
Debate sobre negócios e meio ambiente
tem sido colocado numa maneira extremamente simples:
"Ser " verde ", vale a pena ? "
A resposta é: "Depende ! "
 A hipA hipóótese mais aceitatese mais aceita éé que oque o
planeta terra estplaneta terra estáá doente !doente !
 Deve ser altamente lucrativo pesquisarDeve ser altamente lucrativo pesquisar
meios para ajudá-la a recuperar a suameios para ajudá-la a recuperar a sua
saúde:saúde:
Reciclagem,Reciclagem,
 Energia solarEnergia solar
Agricultura em pequena escala, semAgricultura em pequena escala, sem
dúvida, devem ter um retorno lucrativo.dúvida, devem ter um retorno lucrativo.
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA
POLUIÇÃO
Ao mesmo tempo,
afirmar que a melhoria de desempenho ambiental
não vale o investimento feito, é, também, incorreto
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA
POLUIÇÃO
A verdade é que:
problemas ambientais nem sempre
criam
oportunidades de ganhar dinheiro.
Abordagens utilizadas na integração do
meio ambiente nos negócios:
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
 Diferenciação de seus produtos com preços mais altos;
 Utilização de uma "regulamentação " própria mais
restritiva que a da legislação oficial;
 Corte de custos;
 Melhoria de seu gerenciamento de riscos,e, portanto,
redução de suas perdas associadas a acidentes,
multas e boicotes;
 Realização de mudanças sistêmicas que redefinirão
a competição em seus mercados.
Com a implementação de uma política de prevenção
da poluição, as organizações podem obter
economias reduzindo:
monitoramento,
custos de controle e tratamento e
o manuseio, pré-tratamento, transporte e disposição
de resíduos
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
A PREVENÇÃO
PODE REPRESENTAR UMA TAXA DE RETORNO
MUITO MAIOR DO QUE A MAIORIA
DOS INVESTIMENTOS ATUAIS DA EMPRESA.
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
Quando uma empresa reduz
de modo eficiente suas despesas
com recursos naturais e eliminação de rejeitos
está diminuindo suas despesas, podendo,
portanto, reduzir o preço de seus produtos.
O mercado mundial de tecnologias
de eficiência em energia
e prevenção da poluição será
um dos mercados de crescimento
mais acelerado nos próximos anos.
Esse aumento de produtividade e conseqüentemente
da competitividade permite que a empresa supere a
concorrência,
tanto no mercado interno quanto no externo.
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
A prevenção dA poluição reduz As
conseqüênciAs
negAtivAs dA degrAdAção AmbientAl:
 perdA de recursos nAturAis vAliosos,
como águAs limpAs;
 diversos efeitos sobre A sAúde;
 destruição de equipAmentos
e de propriedAdes ( corrosão,
erosão );
 dAnos Aos ecossistemAs
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
Em 2010, as melhorias estariam gerando dois milhões de novos
empregos líquidos –
o equivalente a quase 1,5 % da taxa de empregos daquele ano.
Um estudo realizado nos Estados Unidos em 1993
para o Departamento de Energia,
mostrou os benefícios macroeconômicos
da prevenção da poluição
Uma redução de 10 a 20 % do desperdício
pela indústria americana
geraria um aumento cumulativo do PIB entre 1996 e 2010
de 1,94 trilhões de dólares
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
A adoção de métodos mais limpos de produção,
portanto,
auxilia na conservação de recursos,
na eliminação de resíduos e emissões,
no aumento de produtividade
e até na geração de empregos.
O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
O estudo afirmou, também,
que esse é um impacto relativamente grande,
considerando que
os investimentos que o causaram foram feitos
com propósitos diversos ao aumento do emprego.
Não se pode gerenciar
o que não se pode medir.
Não se pode medir
o que não se consegue definir.
E não se pode definir sem entender.
CONCLUSÃO
LEVANTAMENTO DE
ASPECTOS E IMPACTOS
AMBIENTAIS
(MÓDULO 02)
INTRODUÇÃO
 Porque se torna necessário impor
controles e meios de prevenção,
relacionados com o meio ambiente e
segurança, em processos e produtos
desenvolvidos ou fabricados pelo ser
humano ?
O trabalho manual cedeu lugar áO trabalho manual cedeu lugar á
automação e industrialização, com oautomação e industrialização, com o
conseqüente aumento das taxas deconseqüente aumento das taxas de
produção.produção.
INTRODUÇÃO
A tecnologia fez com que ocorressem
mudanças importantes nas organizações
humanas:
• melhoria da qualidade de vida;
• aumento do número de materiais e
substâncias conhecidas;
• avanços na medicina aumentaram a
expectativa de vida do ser humano;
• população humana aumentou;
• automação e industrialização: aumento
das taxas de produção.
• melhoria da qualidade de vida;
• aumento do número de materiais e
substâncias conhecidas;
• avanços na medicina aumentaram a
expectativa de vida do ser humano;
• população humana aumentou;
• automação e industrialização: aumento
das taxas de produção.
INTRODUÇÃO
PRINCIPAL MUDANÇA
Aumento da velocidade
- transporte
- comunicação
- fluxo de informações
Novos materiais
cerca de 4 milhões de substâncias
registradas
70.000 em uso
700 novas por ano
O FATOR TECNOLOGIA
Estas melhorias tiveram um crescimento
enorme nos últimos duzentos anos
Entretanto, esse desenvolvimento
pode resultar em perdas para as pessoas
e suas organizações e alterar excessivamente
o meio ambiente natural.
Essa visão tornou-se mais pronunciada
a partir do anos sessenta, e desde então
tem provocado uma revolução no comportamento humano.
INTRODUÇÃO
ACIDENTES OCORRIDOS
SEVESO
BHOPAL
MÉXICO
CHERNOBYL
BASILÉIA
EXXON-VALDEZ
SHELL
 PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS
número de vítimas
degradação da flora e fauna
valor das indenizações
O FATOR TECNOLOGIA
o ““Questão ambiental“: inicio no final dosQuestão ambiental“: inicio no final dos
anos 50, principalmente nos paísesanos 50, principalmente nos países
desenvolvidos, à medida que seusdesenvolvidos, à medida que seus
cidadãos começaram a se alarmar com acidadãos começaram a se alarmar com a
deterioração da qualidade do ar e dadeterioração da qualidade do ar e da
água.água.
o Quando essa preocupação com o meioQuando essa preocupação com o meio
ambiente aumentou, a chaminé soltandoambiente aumentou, a chaminé soltando
fumaça se tornou um símbolo negativo dafumaça se tornou um símbolo negativo da
prosperidadeprosperidade
A QUESTÃO AMBIENTAL
A opinião pública está cada vez mais se tornando sensível às
questões ambientais. A sociedade começa a exigir um maior
controle da poluição e uma mudança na concepção de produto de
consumo, de modo que a sua produção e uso não afete
sensivelmente o Meio Ambiente.
A opinião pública está cada vez mais se tornando sensível às
questões ambientais. A sociedade começa a exigir um maior
controle da poluição e uma mudança na concepção de produto de
consumo, de modo que a sua produção e uso não afete
sensivelmente o Meio Ambiente.
A QUESTÃO AMBIENTAL
mudança de paradigmasmudança de paradigmas
característica
compulsória atitude voluntária
A competitividade da organização começa a ser afetada
SISTEMAS DE GESTÃO
trabalha-se mais no
controle de perdas e na
prevenção,
integrados no sistema de
gestão da organização, e
tendo-se uma
visão sistêmica do
negócio.
Visão
moderna da
Segurança e
do Meio
Ambiente
Visão
moderna da
Segurança e
do Meio
Ambiente
SISTEMA ITEGRADOS DE
GESTÃO
ESTRUTURA
ORGANIZACIONAL
RESPONSABILIDADES
AUTORIDADES
DOCUMENTAÇÃO
PROCEDIMENTOS
INSTRUÇÕES
RECURSOS
MÃO DE OBRA
MÁQUINA
PROCESSOS
MÉTODOS
 Algumas organizações já vem mudandoAlgumas organizações já vem mudando
uma visão unilateral, por exemplo douma visão unilateral, por exemplo do MeioMeio
Ambiente e da SegurançaAmbiente e da Segurança como um custo,como um custo,
e passaram a considerá-los como umae passaram a considerá-los como uma
oportunidadeoportunidade..
 Situar-se acima das exigências legaisSituar-se acima das exigências legais
deixou de ser apenas uma estratégiadeixou de ser apenas uma estratégia
preventiva para constituir-se numapreventiva para constituir-se numa
vantagem competitivavantagem competitiva..
SISTEMAS DE GESTÃO
 Objetivo: melhor qualidadeObjetivo: melhor qualidade
ambiental e de segurança,ambiental e de segurança,
Resultado:Resultado:
Redução de custos deRedução de custos de
produção, uso mais racional deprodução, uso mais racional de
energia e de matérias primas,energia e de matérias primas,
menores quantidades demenores quantidades de
rejeitos, menores números derejeitos, menores números de
incidentes / acidentes e umaincidentes / acidentes e uma
maior eficiência de conversãomaior eficiência de conversão..
SISTEMAS DE GESTÃO
PERDAS POTENCIAIS
 INCÊNDIOSINCÊNDIOS
 EXPLOSÕESEXPLOSÕES
 LIBERAÇÃOLIBERAÇÃO
TÓXICATÓXICA
INTRODUÇÃO
ACIDENTE MAIORACIDENTE MAIOR
PREOCUPAÇÃO DOPREOCUPAÇÃO DO
PÚBLICOPÚBLICO
México, Bhopal, Cubatão, Basiléia,México, Bhopal, Cubatão, Basiléia,
Exxon Valdez, Chernobyl, PetrobrásExxon Valdez, Chernobyl, Petrobrás
Os resultadosOs resultados
excepcionais que seexcepcionais que se
conseguiu em termos deconseguiu em termos de
aumento da expectativaaumento da expectativa
de vida e do controle dasde vida e do controle das
doenças agudasdoenças agudas
tornaram ainda maistornaram ainda mais
evidentes os problemasevidentes os problemas
das doenças crônicas edas doenças crônicas e
da poluição ambiental.da poluição ambiental.
INTRODUÇÃO
 Quando verifica-se mais de perto a questão,Quando verifica-se mais de perto a questão,
constata-se que as novas tecnologias econstata-se que as novas tecnologias e
programas de auxílio ampliaram e transferiramprogramas de auxílio ampliaram e transferiram
a insegurança em vez de eliminar os perigos.a insegurança em vez de eliminar os perigos.
 A forma encontrada para reduzir o tamanho dosA forma encontrada para reduzir o tamanho dos
riscos foi torná-los mais difusos.riscos foi torná-los mais difusos.
 Troca-se o risco de vida pelo risco de danosTroca-se o risco de vida pelo risco de danos
materiais e distribui-se o custo desses danos aomateriais e distribui-se o custo desses danos ao
longo do espaço e do tempo.longo do espaço e do tempo.
INTRODUÇÃO
 Tecnologia transformou eventosTecnologia transformou eventos
catastróficos em situações crônicas, semcatastróficos em situações crônicas, sem
entretanto, impedir as catástrofesentretanto, impedir as catástrofes
naturais.naturais.
o A cada ano, somente nos EstadosA cada ano, somente nos Estados
Unidos, ocorrem mais de 100.000Unidos, ocorrem mais de 100.000
mortes e cerca de 11 milhões demortes e cerca de 11 milhões de
inválidos, por acidentes.inválidos, por acidentes.
o O custo deste total de acidentes é maisO custo deste total de acidentes é mais
ou menos de US $ 100 bilhõesou menos de US $ 100 bilhões
anualmenteanualmente
INTRODUÇÃO
 Apesar dos índices, danos ou mortesApesar dos índices, danos ou mortes
haverem diminuído, o público aindahaverem diminuído, o público ainda
não está satisfeito plenamente comnão está satisfeito plenamente com
a proteção oferecida em relação aoa proteção oferecida em relação ao
riscorisco tecnológicotecnológico..
INTRODUÇÃO
 Nos EUA> 50 % dos entrevistadosNos EUA> 50 % dos entrevistados
alegaram que o governo está realizandoalegaram que o governo está realizando
menos do que poderia fazer para obrigarmenos do que poderia fazer para obrigar
as grandes empresas a terem umaas grandes empresas a terem uma
atitude mais compatível, no tocante aatitude mais compatível, no tocante a
aumentar a proteção da população,aumentar a proteção da população,
quanto aos riscos industriais equanto aos riscos industriais e
tecnológicos criados por essas empresas.tecnológicos criados por essas empresas.
INTRODUÇÃO
 Em que extensão os perigosEm que extensão os perigos
tecnológicos são consideradostecnológicos são considerados
como aceitáveis;como aceitáveis;
 Em que grau, riscos consideradosEm que grau, riscos considerados
como aceitáveis podem sercomo aceitáveis podem ser
reduzidos.reduzidos.
INTRODUÇÃO
OBJETIVO DE UMA AVALIAÇÃO DE RISCOS
Fornecer informações para conhecer:
ASPECTOASPECTO
AMBIENTALAMBIENTAL
ASPECTO / IMPACTOASPECTO / IMPACTO
IMPACTOIMPACTO
AMBIENTALAMBIENTAL
 Exigência do controle ambientalExigência do controle ambiental
 Requisito dos Sistemas deRequisito dos Sistemas de
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Avaliação de Impactos Ambientais
Identificação de aspectos e avaliação
dos impactos ambientais associados
É recomendado que a política ambiental, osÉ recomendado que a política ambiental, os
objetivos e metas de uma organização sejamobjetivos e metas de uma organização sejam
baseados no conhecimento dos aspectos e dosbaseados no conhecimento dos aspectos e dos
impactos ambientais significativos associados àsimpactos ambientais significativos associados às
suas atividades , produtos ou serviços.suas atividades , produtos ou serviços.
Isto pode assegurar que os impactos ambientaisIsto pode assegurar que os impactos ambientais
significativos associados a tais aspectos sejamsignificativos associados a tais aspectos sejam
levados em consideração quando dolevados em consideração quando do
estabelecimento dos objetivos ambientais.estabelecimento dos objetivos ambientais.
(Fonte:NBR ISO 14004 – SGA - Diretrizes gerais sobre princípios,(Fonte:NBR ISO 14004 – SGA - Diretrizes gerais sobre princípios,
sistemas e técnicas de apoio )sistemas e técnicas de apoio )
 É o processo de se caracterizar os efeitos adversosÉ o processo de se caracterizar os efeitos adversos
potenciais da exposição a perigos ambientaispotenciais da exposição a perigos ambientais
 Um dos mais eficientes meios de proteger umaUm dos mais eficientes meios de proteger uma
comunidade e ecossistemas sensíveis contra os riscos decomunidade e ecossistemas sensíveis contra os riscos de
instalações industriais é mantê-las suficientementeinstalações industriais é mantê-las suficientemente
afastadas.afastadas.
 A falta de zoneamento do uso do solo, como também deA falta de zoneamento do uso do solo, como também de
planejamento ambiental leva à proximidades perigosas,planejamento ambiental leva à proximidades perigosas,
que foram a causa de vários acidentes graves.que foram a causa de vários acidentes graves.
Avaliação de Impactos Ambientais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Aula 03 normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
Aula 03   normas iso 14000 sobre sga (parte 1)Aula 03   normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
Aula 03 normas iso 14000 sobre sga (parte 1)
 
Aula 02 sistemas de gestão ambiental
Aula 02   sistemas de gestão ambientalAula 02   sistemas de gestão ambiental
Aula 02 sistemas de gestão ambiental
 
Iso14000
Iso14000Iso14000
Iso14000
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 
Tcc Gestão Ambiental
Tcc Gestão AmbientalTcc Gestão Ambiental
Tcc Gestão Ambiental
 
Iso 14001
Iso 14001Iso 14001
Iso 14001
 
Gestao ambiental
Gestao ambientalGestao ambiental
Gestao ambiental
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
Apostila sga
Apostila   sgaApostila   sga
Apostila sga
 
Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000Aula sobre iso 14000
Aula sobre iso 14000
 
ISO 14.000
ISO 14.000ISO 14.000
ISO 14.000
 
06 aulas iso 14000
06 aulas iso 1400006 aulas iso 14000
06 aulas iso 14000
 
Apresentao 120324224848-phpapp01
Apresentao 120324224848-phpapp01Apresentao 120324224848-phpapp01
Apresentao 120324224848-phpapp01
 
Gestão e planejamento ambiental
Gestão e planejamento ambientalGestão e planejamento ambiental
Gestão e planejamento ambiental
 
Iso 14000
Iso 14000Iso 14000
Iso 14000
 
01 Sistema de Gestão Ambiental
01 Sistema de Gestão Ambiental01 Sistema de Gestão Ambiental
01 Sistema de Gestão Ambiental
 
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
Sistemas de gestão ambiental iso 14001 2015
 
Gestão ambiental aula 1 - facear
Gestão ambiental   aula 1 - facearGestão ambiental   aula 1 - facear
Gestão ambiental aula 1 - facear
 
Gestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarialGestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarial
 
Sistema de gestão ambiental1.pptx
Sistema de gestão ambiental1.pptxSistema de gestão ambiental1.pptx
Sistema de gestão ambiental1.pptx
 

Semelhante a Sistema de gestão ambiental

APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdfAPRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdfJAQUELINE BARRETO
 
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Pueblo Peçanha
 
Slide 01 - Auditoria -1a. unid. (1).ppt
Slide 01 -  Auditoria -1a.  unid. (1).pptSlide 01 -  Auditoria -1a.  unid. (1).ppt
Slide 01 - Auditoria -1a. unid. (1).pptZoraide6
 
Seminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptx
Seminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptxSeminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptx
Seminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptxSidneySillas2
 
Gestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptx
Gestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptxGestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptx
Gestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptxJlioDobicz
 
Auditoria e Perícia ambiental
Auditoria e Perícia ambientalAuditoria e Perícia ambiental
Auditoria e Perícia ambientalJennefer Sousa
 
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdfAula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdfLilianeLili11
 
Iso 14001 - Sistema de Gestão Ambiental
Iso 14001 - Sistema de Gestão AmbientalIso 14001 - Sistema de Gestão Ambiental
Iso 14001 - Sistema de Gestão AmbientalNayara Michelle
 
Aula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdf
Aula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdfAula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdf
Aula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdfEtieneClavico
 

Semelhante a Sistema de gestão ambiental (20)

Sga renata
Sga renataSga renata
Sga renata
 
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdfAPRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
APRESENTAÇÃO DA 14001 2015 rev.pdf
 
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
 
Apresentação PSM Gestão Sustentável
Apresentação PSM Gestão SustentávelApresentação PSM Gestão Sustentável
Apresentação PSM Gestão Sustentável
 
Aula_04.ppt
Aula_04.pptAula_04.ppt
Aula_04.ppt
 
Slide 01 - Auditoria -1a. unid. (1).ppt
Slide 01 -  Auditoria -1a.  unid. (1).pptSlide 01 -  Auditoria -1a.  unid. (1).ppt
Slide 01 - Auditoria -1a. unid. (1).ppt
 
Aproducao
AproducaoAproducao
Aproducao
 
Seminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptx
Seminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptxSeminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptx
Seminário-Importância-das-auditorias-ambientais-nas-organiações.pptx
 
Apresentação iso 14001 2004
Apresentação iso 14001 2004Apresentação iso 14001 2004
Apresentação iso 14001 2004
 
Sistemas de gestao integrados
Sistemas de gestao integradosSistemas de gestao integrados
Sistemas de gestao integrados
 
Gestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptx
Gestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptxGestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptx
Gestao-Ambiental-2014_Sistema-de-Gestao-Ambiental-SGA.pptx
 
Auditoria e Perícia ambiental
Auditoria e Perícia ambientalAuditoria e Perícia ambiental
Auditoria e Perícia ambiental
 
Auditoriae certificao
Auditoriae certificaoAuditoriae certificao
Auditoriae certificao
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdfAula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
Aula 2 - SGA Normas ISOs 14001 e 14004.pdf
 
Sgi
SgiSgi
Sgi
 
Iso 14001 - Sistema de Gestão Ambiental
Iso 14001 - Sistema de Gestão AmbientalIso 14001 - Sistema de Gestão Ambiental
Iso 14001 - Sistema de Gestão Ambiental
 
Aula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdf
Aula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdfAula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdf
Aula SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO.pdf
 
Custo ambientais
Custo ambientaisCusto ambientais
Custo ambientais
 

Último

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxCEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxReservadaBiosferadaM
 
poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024LorenaRocha85
 
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdfAruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdfReservadaBiosferadaM
 
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptxReservadaBiosferadaM
 
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxapresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxReservadaBiosferadaM
 
avaliação pratica .pdf
avaliação pratica                      .pdfavaliação pratica                      .pdf
avaliação pratica .pdfHELLEN CRISTINA
 
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPSEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPReservadaBiosferadaM
 
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...atendimento93
 
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdfHELLEN CRISTINA
 
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfApresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfReservadaBiosferadaM
 
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ReservadaBiosferadaM
 
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfFazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfReservadaBiosferadaM
 
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAÁrea de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAReservadaBiosferadaM
 

Último (14)

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptxCEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
CEARÁ MAIS VERDE Fernando Bezerra .pptx
 
poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024poluição da água trabalho biologia 2024
poluição da água trabalho biologia 2024
 
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdfAruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta  RBMA.pdf
Aruá final RBMA Conectando Pessoas e Floresta RBMA.pdf
 
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
32ª_Reunião Ordinária_Conselho Nacional_2023.pptx
 
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptxapresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
apresentação Cajueiro_32º Encontro Nacional da RBMA.pptx
 
avaliação pratica .pdf
avaliação pratica                      .pdfavaliação pratica                      .pdf
avaliação pratica .pdf
 
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMPSEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
SEDE DO PARQUE ESTADUAL MATA DA PIPA - PEMP
 
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
A maravilhosa fauna registrada nos empreendimentos da Enel Green Power no Bra...
 
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina- Projeto Integrado I – GESTÃO.pdf
 
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdfApresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
Apresentação Tekoa Yvy Porã 32 CN - Natal 2023.pdf
 
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
ARIE SITIO CURIÓ 32º Encontro Nacional RBMA_
 
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdfFazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
Fazenda Bicho Preguiça - BA proposta posto avançado .pdf
 
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMAÁrea de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
Área de Proteção Ambiental Jenipabu 32º Encontro Nacional da RBMA
 

Sistema de gestão ambiental

  • 2. A QUESTÃO AMBIENTAL A TECNOLOGIA FEZ COM QUE OCORRESSEM MUDANÇAS IMPORTANTES NAS ORGANIZAÇÕES HUMANAS •melhoria da qualidade de vida •aumento do número de materiais e substâncias conhecidas •avanços na medicina aumentando a expectativa de vida do ser humano •população humana aumentou •automação e industrialização: aumento das taxas de produção novos problemas econômicos, sociais, políticos, ambientais e novas demandas de recursos naturais disponíveis
  • 3. A opinião pública está cada vez mais se tornando sensível às questões ambientais. A sociedade começa a exigir um maior controle da poluição e uma mudança na concepção de produto de consumo, de modo que a sua produção e uso não afete sensivelmente o Meio Ambiente. A QUESTÃO AMBIENTAL mudança de paradigmas característica compulsória atitude voluntária A competitividade da organização começa a ser afetada
  • 4. órgãos regulamentadores clientes ( corporativos e individuais ) bancos seguradoras funcionários comunidade local grupos de interesses particulares órgãos regulamentadores clientes ( corporativos e individuais ) bancos seguradoras funcionários comunidade local grupos de interesses particulares SISTEMAS DE GESTÃO INTERESSES E ORGANIZAÇÕES DE INFLUÊNCIA NO DESEMPENHO AMBIENTAL DA ORGANIZAÇÃO
  • 5. A QUESTÃO AMBIENTAL ACIDENTES OCORRIDOS SEVESO BHOPAL MÉXICO CHERNOBYL BASILÉIA EXXON-VALDEZ SHELL  PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS número de vítimas degradação da flora e fauna valor das indenizações Efeito “estufa “ Devastação das florestas Biodiversidade
  • 6. SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL  ANOS 80 E INICIO DOS ANOS 90:ANOS 80 E INICIO DOS ANOS 90:  PREOCUPAÇÃO DAS EMPRESAS ERA APREOCUPAÇÃO DAS EMPRESAS ERA A REALIZAÇÃO DE “AUDITORIAS” OUREALIZAÇÃO DE “AUDITORIAS” OU “REVISÕES” PARA DEMONSTRAR“REVISÕES” PARA DEMONSTRAR MELHORIAS NO SEU DESEMPENHOMELHORIAS NO SEU DESEMPENHO AMBIENTAL OU NO CUMPRIMENTO DEAMBIENTAL OU NO CUMPRIMENTO DE PADRÕES LEGAIS OU MESMO PRÓPRIOSPADRÕES LEGAIS OU MESMO PRÓPRIOS.. ““AUDITORIAS” NÃO ASSEGURAVAM REALMENTEAUDITORIAS” NÃO ASSEGURAVAM REALMENTE A POSSIBILIDADE DE ALCANÇAR UMA POSSIBILIDADE DE ALCANÇAR UM DESEMPENHO AMBIENTAL ADEQUADODESEMPENHO AMBIENTAL ADEQUADO AUSÊNCIA DE UM SISTEMA DE GESTÃOAUSÊNCIA DE UM SISTEMA DE GESTÃO FORMAL !FORMAL !
  • 7.  ANOS 90:ANOS 90: NECESSIDADE DE UMNECESSIDADE DE UM PROCESSOPROCESSO QUEQUE ASSEGURE QUE:ASSEGURE QUE:  MÉTODOS E PRÁTICAS POSSAM SER VERIFICADOSMÉTODOS E PRÁTICAS POSSAM SER VERIFICADOS SEGUNDO OS OBJETIVOS DETERMINADOS;SEGUNDO OS OBJETIVOS DETERMINADOS;  GERENCIAMENTO DO DESEMPENHO AMBIENTALGERENCIAMENTO DO DESEMPENHO AMBIENTAL SEGUNDO MÉTODOS ESTABELECIDOS;SEGUNDO MÉTODOS ESTABELECIDOS;  COMPARAÇÃO DE SISTEMAS DE DIFERENTESCOMPARAÇÃO DE SISTEMAS DE DIFERENTES ORGANIZAÇÕES.ORGANIZAÇÕES. SISTEMAS DE GESTÃOSISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTALAMBIENTAL SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL
  • 8.  SISTEMAS DE GESTÃO: MANEIRA COMO O TRABALHO DE UMA ORGANIZAÇÃO DEVE SER REALIZADO  IMPLICA NA NECESSIDADE DE SE TER UMA VISÃO DO TODO !  Inclui:  estrutura organizacional,  responsabilidades,  procedimentos,  processos  recursos O que é um Sistema de Gestão ?
  • 9. “ a parte do sistema de gestão global que inclui estrutura organizacional, atividades de planejamento, responsabilidades, práticas, procedimentos, processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir, analisar criticamente e manter a política ambiental “. “ a parte do sistema de gestão global que inclui estrutura organizacional, atividades de planejamento, responsabilidades, práticas, procedimentos, processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir, analisar criticamente e manter a política ambiental “. A norma NBR ISO 14001 define sistema de gestão ambiental`como: SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL
  • 10. SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL (SGA) ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Responsabilidades Autoridades PROCEDIMENTOS PROCESSOS Métodos Práticas RECURSOS Mão-de-Obra Material Máquina IMPLANTADO E MANTIDO PLANEJAMENTO
  • 11.  OBJETIVOS DE UM SGA:OBJETIVOS DE UM SGA:  FORNECER AS FERRAMENTAS NECESSÁRIASFORNECER AS FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA ALCANÇAR AS METAS AMBIENTAIS EPARA ALCANÇAR AS METAS AMBIENTAIS E MELHORIA CONTÍNUA DO DESEMPENHO DEMELHORIA CONTÍNUA DO DESEMPENHO DE UMA EMPRESA;UMA EMPRESA;  BUSCAR A QUALIDADE AMBIENTAL;BUSCAR A QUALIDADE AMBIENTAL;  AVALIAR A ESTRATÉGIA DA EMPRESAAVALIAR A ESTRATÉGIA DA EMPRESA (FATOR DE DIFERENCIAÇÃO NO MERCADO);(FATOR DE DIFERENCIAÇÃO NO MERCADO);  ADOTAR MEDIDAS DEADOTAR MEDIDAS DE PREVENÇÃO DAPREVENÇÃO DA POLUIÇÃO.POLUIÇÃO. SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL
  • 12. Situar-se acima das exigências legais deixou de ser apenas uma estratégia preventiva para constituir-se numa vantagem competitiva. Melhorias nos processos existentes; Uso de tecnologias mais limpas; Gerenciamento da prevenção de perdas; • redução de custos de produção; • uso mais racional de energia e de matérias primas; • menores quantidades de rejeitos; • menores números de incidentes / acidentes; • maior eficiência de conversão; SISTEMAS DE GESTÃO
  • 13.  Objetivos da série ISO 14000Objetivos da série ISO 14000  Assegurar e demonstrar a melhoriaAssegurar e demonstrar a melhoria do desempenho ambiental;do desempenho ambiental;  Avaliar os resultados através daAvaliar os resultados através da conservação e da preservação doconservação e da preservação do meio ambiente.meio ambiente.  Prevenção da Poluição na ISO 14001Prevenção da Poluição na ISO 14001  Modelo de gestão oferecendo meiosModelo de gestão oferecendo meios efetivos para que a empresa possaefetivos para que a empresa possa garantir condições adequadas degarantir condições adequadas de minimização de seus impactosminimização de seus impactos ambientais.ambientais. PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO E A ISO 14000
  • 14.  Esse enfoque envolve:Esse enfoque envolve: Busca de soluções para evitar:Busca de soluções para evitar:  O uso de substâncias tóxicasO uso de substâncias tóxicas  A geração de resíduos e poluentes.A geração de resíduos e poluentes. Eliminação de desperdícios através de:Eliminação de desperdícios através de:  Aumento da eficiência e melhoriaAumento da eficiência e melhoria contínua dos processos e produtoscontínua dos processos e produtos utilizados e/ou fabricadosutilizados e/ou fabricados.. Necessidade de reavaliação dos processosNecessidade de reavaliação dos processos de produção dentro de uma perspectivade produção dentro de uma perspectiva holística !holística ! PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO E A ISO 14000
  • 15.  GERENCIAMENTO AMBIENTAL É UMA PARTEGERENCIAMENTO AMBIENTAL É UMA PARTE INTEGRANTE DO:INTEGRANTE DO:  GERENCIAMENTOGERENCIAMENTO DA QUALIDADEDA QUALIDADE TOTALTOTAL PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO E A ISO 14000
  • 17. ATIVIDADE PRODUTO Elementos das atividades, produtos e serviços de uma organização que podem interagir com o meio ambiente. SERVIÇOS Qualquer mudança no meio ambiente, adversa ou benéfica, que resulte, total ou parcialmente, das atividades, produtos ou serviços de uma organização ASPECTO AMBIENTAL IMPACTO AMBIENTAL
  • 18. POLÍTICA AMBIENTAL PLANEJAMENTO IMPLEMENTAÇÃO E OPERAÇÃO MONITORAMENTO E AÇÃO CORRETIVA REVISÃO DO SISTEMA PELA ALTA ADMINISTRAÇÃO MELHORIA CONTÍNUA ISO 14000 ETAPAS DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL
  • 19. SELEÇÃO E USO AS NORMAS DA SÉRIE 14000 NORMA ISO 14001 ISO 14004 ISO 14010/1/2 ISO 14020’s ISO 14031 ISO 14040’s SGA - Diretrizes, Princípios e Elementos Adicionais aos Componentes Centrais Auditoria Ambiental Rotulagem Ambiental Avaliação do Desempenho Ambiental Avaliação do Ciclo de Vida Especificação do SGA - Componentes Centrais CONTEÚDO A norma que visa a certificação do Sistema de Gestão Ambiental é a ISO 14001.
  • 20. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL  Planejamento pró-ativo e respostaPlanejamento pró-ativo e resposta reativareativa Planejamento de um sistema dePlanejamento de um sistema de gestão requer uma abordagemgestão requer uma abordagem enfatizando a prevenção da poluiçãoenfatizando a prevenção da poluição e a melhoria contínua.e a melhoria contínua.
  • 21.  Um sistema pró-ativo de gestão deve assegurarUm sistema pró-ativo de gestão deve assegurar que:que: Providências apropriadas e adequadamenteProvidências apropriadas e adequadamente providas de recursos sejam tomadas, utilizandoprovidas de recursos sejam tomadas, utilizando pessoal competente, com responsabilidadespessoal competente, com responsabilidades definidas e meios eficazes de comunicação;definidas e meios eficazes de comunicação; Objetivos sejam estabelecidos, de modo aObjetivos sejam estabelecidos, de modo a permitir a implantação de planos de ação,permitir a implantação de planos de ação, monitorando a sua implantação e verificando amonitorando a sua implantação e verificando a sua eficácia;sua eficácia; Criação de uma metodologia para identificarCriação de uma metodologia para identificar aspectos ambientais e avaliar e controlaraspectos ambientais e avaliar e controlar impactos ambientais, antes que ocorram danos;impactos ambientais, antes que ocorram danos; Medição do desempenho possa ser realizadaMedição do desempenho possa ser realizada através de diversos modos.através de diversos modos. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL
  • 22. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL  Planejamento pró-ativo e resposta reativaPlanejamento pró-ativo e resposta reativa Problema de um planejamento pró-ativo é aProblema de um planejamento pró-ativo é a gestão de mudanças de paradigmas:gestão de mudanças de paradigmas:  Mudanças de pessoal;Mudanças de pessoal;  Propostas de novos produtos,Propostas de novos produtos, modificações de instalações, processos oumodificações de instalações, processos ou serviços;serviços;  Mudanças em procedimentos operacionais;Mudanças em procedimentos operacionais;  Modificações em sistemas ou programasModificações em sistemas ou programas de controle;de controle;  Novas regulamentaçõesNovas regulamentações ou legislação.ou legislação.
  • 23. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PREVENÇÃO EM MEIO AMBIENTE REQUER:PREVENÇÃO EM MEIO AMBIENTE REQUER: CONTROLES TÉCNICOSCONTROLES TÉCNICOS ATITUDESATITUDES COMPORTAMENTAISCOMPORTAMENTAIS SUSTENTADOS EM TREINAMENTOS ESUSTENTADOS EM TREINAMENTOS E COMPETÊNCIA.COMPETÊNCIA.
  • 24. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL Enfoque reativo normalmente é mais simples deEnfoque reativo normalmente é mais simples de aplicaraplicar gestão fica reduzida à soluçãogestão fica reduzida à solução de problemas aparentementede problemas aparentemente contornados com medidascontornados com medidas limitadas.limitadas. Um sistema de gestão ambiental que se baseia emUm sistema de gestão ambiental que se baseia em indicadores e medidas reativas e emindicadores e medidas reativas e em investigações superficiais, não tem uma baseinvestigações superficiais, não tem uma base segura, em termo de custos e no controle desegura, em termo de custos e no controle de impactos ambientais.impactos ambientais.
  • 25. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL Análise Crítica InicialAnálise Crítica Inicial ♣ objetivoobjetivo  avaliar a situação existenteavaliar a situação existente  fornecer informações para decisões sobre ofornecer informações para decisões sobre o objetivo,objetivo, adequação e implementação de um SGAadequação e implementação de um SGA  indicar as oportunidades de melhorias deindicar as oportunidades de melhorias de desempenhodesempenho e uma base para a medição doe uma base para a medição do progressoprogresso  compara o sistema existente na organizaçãocompara o sistema existente na organização com:com:  Requisitos de legislação, regulamentação e normasRequisitos de legislação, regulamentação e normas internas pertinentes;internas pertinentes;  Nível de orientação existente sobre gestão ambiental;Nível de orientação existente sobre gestão ambiental;  Comparação com as melhores práticas e melhorComparação com as melhores práticas e melhor desempenho dos setores e segmentos;desempenho dos setores e segmentos;  Demonstração de eficiência e eficácia dos recursosDemonstração de eficiência e eficácia dos recursos destinados à gestão ambiental;destinados à gestão ambiental;
  • 26. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL Na realização da análise crítica da situação deve-se levar emNa realização da análise crítica da situação deve-se levar em consideração se o seu atual Sistema de Gestão:consideração se o seu atual Sistema de Gestão:  depende somente de indicadores reativos dedepende somente de indicadores reativos de monitoramento - análise de saída de efluentes emonitoramento - análise de saída de efluentes e emissões, índice de acidentes, etc.;emissões, índice de acidentes, etc.;  está baseado na atitude de que uma açãoestá baseado na atitude de que uma ação somente é necessária após a ocorrência de umasomente é necessária após a ocorrência de uma série de eventos, e que a ação preventiva torna-série de eventos, e que a ação preventiva torna- se necessária somente para evitar a repetição dese necessária somente para evitar a repetição de um dado evento;um dado evento;  baseia-se em investigações e levantamentosbaseia-se em investigações e levantamentos superficiais de eventos ambientais.superficiais de eventos ambientais.
  • 27. ELEMENTOS DE UM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL  A Análise Crítica Inicial permite:A Análise Crítica Inicial permite: Identificar não conformidades facilitando oIdentificar não conformidades facilitando o planejamento estratégico do programa deplanejamento estratégico do programa de implantação e definindo um cronograma;implantação e definindo um cronograma; Melhorar a situação de áreas problemáticas ;Melhorar a situação de áreas problemáticas ; Identificar áreas que requerem maior atenção, comoIdentificar áreas que requerem maior atenção, como as que não estão em conformidade com a legislação eas que não estão em conformidade com a legislação e requerem ação imediata;requerem ação imediata; Estabelecer metas de ação e verificar necessidadesEstabelecer metas de ação e verificar necessidades de treinamento;de treinamento; Levantar informações e oportunidades de melhorias,Levantar informações e oportunidades de melhorias, que serão usadas para direcionar o processo deque serão usadas para direcionar o processo de planejamento de implementação do Sistema deplanejamento de implementação do Sistema de Gestão Ambiental.Gestão Ambiental.
  • 28. Comprometimento da alta administração Reunião de lançamento Representante da da alta administração Comitê executivo Treinamento de Implementação Projeto de Implem. Identificar Perigos Avaliar Riscos Requisitos Legais Objetivos e metas Desenvolver a Política Desenvolver Programa de Gestão Monitoramento e Mensuração Controle Operacional Responsabilidades Desenvolver Procedimentos Procedimentos de Sistema e atividades Práticas de operação Desenvolver Matriz de Treinamentos Revisão Gerencial Revisão Gerencial
  • 29. Sistema de Documentação Estrutura e Responsabilidades Desenvolver Manual Conscientização Treinamentos Específicos de função Treinamento Conduzir Auditorias internas Programa de Auditorias Treinamento de Auditores Check-list e escopos Revisão Gerencial
  • 31. O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO A política correta dependerá das circunstâncias que a empresa enfrentará e da estratégia que será escolhida. Debate sobre negócios e meio ambiente tem sido colocado numa maneira extremamente simples: "Ser " verde ", vale a pena ? " A resposta é: "Depende ! "
  • 32.  A hipA hipóótese mais aceitatese mais aceita éé que oque o planeta terra estplaneta terra estáá doente !doente !  Deve ser altamente lucrativo pesquisarDeve ser altamente lucrativo pesquisar meios para ajudá-la a recuperar a suameios para ajudá-la a recuperar a sua saúde:saúde: Reciclagem,Reciclagem,  Energia solarEnergia solar Agricultura em pequena escala, semAgricultura em pequena escala, sem dúvida, devem ter um retorno lucrativo.dúvida, devem ter um retorno lucrativo. O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
  • 33. Ao mesmo tempo, afirmar que a melhoria de desempenho ambiental não vale o investimento feito, é, também, incorreto O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO A verdade é que: problemas ambientais nem sempre criam oportunidades de ganhar dinheiro.
  • 34. Abordagens utilizadas na integração do meio ambiente nos negócios: O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO  Diferenciação de seus produtos com preços mais altos;  Utilização de uma "regulamentação " própria mais restritiva que a da legislação oficial;  Corte de custos;  Melhoria de seu gerenciamento de riscos,e, portanto, redução de suas perdas associadas a acidentes, multas e boicotes;  Realização de mudanças sistêmicas que redefinirão a competição em seus mercados.
  • 35. Com a implementação de uma política de prevenção da poluição, as organizações podem obter economias reduzindo: monitoramento, custos de controle e tratamento e o manuseio, pré-tratamento, transporte e disposição de resíduos O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO A PREVENÇÃO PODE REPRESENTAR UMA TAXA DE RETORNO MUITO MAIOR DO QUE A MAIORIA DOS INVESTIMENTOS ATUAIS DA EMPRESA.
  • 36. O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO Quando uma empresa reduz de modo eficiente suas despesas com recursos naturais e eliminação de rejeitos está diminuindo suas despesas, podendo, portanto, reduzir o preço de seus produtos.
  • 37. O mercado mundial de tecnologias de eficiência em energia e prevenção da poluição será um dos mercados de crescimento mais acelerado nos próximos anos. Esse aumento de produtividade e conseqüentemente da competitividade permite que a empresa supere a concorrência, tanto no mercado interno quanto no externo. O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
  • 38. A prevenção dA poluição reduz As conseqüênciAs negAtivAs dA degrAdAção AmbientAl:  perdA de recursos nAturAis vAliosos, como águAs limpAs;  diversos efeitos sobre A sAúde;  destruição de equipAmentos e de propriedAdes ( corrosão, erosão );  dAnos Aos ecossistemAs O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
  • 39. Em 2010, as melhorias estariam gerando dois milhões de novos empregos líquidos – o equivalente a quase 1,5 % da taxa de empregos daquele ano. Um estudo realizado nos Estados Unidos em 1993 para o Departamento de Energia, mostrou os benefícios macroeconômicos da prevenção da poluição Uma redução de 10 a 20 % do desperdício pela indústria americana geraria um aumento cumulativo do PIB entre 1996 e 2010 de 1,94 trilhões de dólares O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO
  • 40. A adoção de métodos mais limpos de produção, portanto, auxilia na conservação de recursos, na eliminação de resíduos e emissões, no aumento de produtividade e até na geração de empregos. O CUSTO DA PREVENÇÃO DA POLUIÇÃO O estudo afirmou, também, que esse é um impacto relativamente grande, considerando que os investimentos que o causaram foram feitos com propósitos diversos ao aumento do emprego.
  • 41. Não se pode gerenciar o que não se pode medir. Não se pode medir o que não se consegue definir. E não se pode definir sem entender. CONCLUSÃO
  • 42. LEVANTAMENTO DE ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS (MÓDULO 02)
  • 43. INTRODUÇÃO  Porque se torna necessário impor controles e meios de prevenção, relacionados com o meio ambiente e segurança, em processos e produtos desenvolvidos ou fabricados pelo ser humano ?
  • 44. O trabalho manual cedeu lugar áO trabalho manual cedeu lugar á automação e industrialização, com oautomação e industrialização, com o conseqüente aumento das taxas deconseqüente aumento das taxas de produção.produção. INTRODUÇÃO
  • 45. A tecnologia fez com que ocorressem mudanças importantes nas organizações humanas: • melhoria da qualidade de vida; • aumento do número de materiais e substâncias conhecidas; • avanços na medicina aumentaram a expectativa de vida do ser humano; • população humana aumentou; • automação e industrialização: aumento das taxas de produção. • melhoria da qualidade de vida; • aumento do número de materiais e substâncias conhecidas; • avanços na medicina aumentaram a expectativa de vida do ser humano; • população humana aumentou; • automação e industrialização: aumento das taxas de produção. INTRODUÇÃO
  • 46. PRINCIPAL MUDANÇA Aumento da velocidade - transporte - comunicação - fluxo de informações Novos materiais cerca de 4 milhões de substâncias registradas 70.000 em uso 700 novas por ano O FATOR TECNOLOGIA
  • 47. Estas melhorias tiveram um crescimento enorme nos últimos duzentos anos Entretanto, esse desenvolvimento pode resultar em perdas para as pessoas e suas organizações e alterar excessivamente o meio ambiente natural. Essa visão tornou-se mais pronunciada a partir do anos sessenta, e desde então tem provocado uma revolução no comportamento humano. INTRODUÇÃO
  • 48. ACIDENTES OCORRIDOS SEVESO BHOPAL MÉXICO CHERNOBYL BASILÉIA EXXON-VALDEZ SHELL  PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS número de vítimas degradação da flora e fauna valor das indenizações O FATOR TECNOLOGIA
  • 49. o ““Questão ambiental“: inicio no final dosQuestão ambiental“: inicio no final dos anos 50, principalmente nos paísesanos 50, principalmente nos países desenvolvidos, à medida que seusdesenvolvidos, à medida que seus cidadãos começaram a se alarmar com acidadãos começaram a se alarmar com a deterioração da qualidade do ar e dadeterioração da qualidade do ar e da água.água. o Quando essa preocupação com o meioQuando essa preocupação com o meio ambiente aumentou, a chaminé soltandoambiente aumentou, a chaminé soltando fumaça se tornou um símbolo negativo dafumaça se tornou um símbolo negativo da prosperidadeprosperidade A QUESTÃO AMBIENTAL
  • 50. A opinião pública está cada vez mais se tornando sensível às questões ambientais. A sociedade começa a exigir um maior controle da poluição e uma mudança na concepção de produto de consumo, de modo que a sua produção e uso não afete sensivelmente o Meio Ambiente. A opinião pública está cada vez mais se tornando sensível às questões ambientais. A sociedade começa a exigir um maior controle da poluição e uma mudança na concepção de produto de consumo, de modo que a sua produção e uso não afete sensivelmente o Meio Ambiente. A QUESTÃO AMBIENTAL mudança de paradigmasmudança de paradigmas característica compulsória atitude voluntária A competitividade da organização começa a ser afetada
  • 51. SISTEMAS DE GESTÃO trabalha-se mais no controle de perdas e na prevenção, integrados no sistema de gestão da organização, e tendo-se uma visão sistêmica do negócio. Visão moderna da Segurança e do Meio Ambiente Visão moderna da Segurança e do Meio Ambiente
  • 53.  Algumas organizações já vem mudandoAlgumas organizações já vem mudando uma visão unilateral, por exemplo douma visão unilateral, por exemplo do MeioMeio Ambiente e da SegurançaAmbiente e da Segurança como um custo,como um custo, e passaram a considerá-los como umae passaram a considerá-los como uma oportunidadeoportunidade..  Situar-se acima das exigências legaisSituar-se acima das exigências legais deixou de ser apenas uma estratégiadeixou de ser apenas uma estratégia preventiva para constituir-se numapreventiva para constituir-se numa vantagem competitivavantagem competitiva.. SISTEMAS DE GESTÃO
  • 54.  Objetivo: melhor qualidadeObjetivo: melhor qualidade ambiental e de segurança,ambiental e de segurança, Resultado:Resultado: Redução de custos deRedução de custos de produção, uso mais racional deprodução, uso mais racional de energia e de matérias primas,energia e de matérias primas, menores quantidades demenores quantidades de rejeitos, menores números derejeitos, menores números de incidentes / acidentes e umaincidentes / acidentes e uma maior eficiência de conversãomaior eficiência de conversão.. SISTEMAS DE GESTÃO
  • 55. PERDAS POTENCIAIS  INCÊNDIOSINCÊNDIOS  EXPLOSÕESEXPLOSÕES  LIBERAÇÃOLIBERAÇÃO TÓXICATÓXICA INTRODUÇÃO ACIDENTE MAIORACIDENTE MAIOR PREOCUPAÇÃO DOPREOCUPAÇÃO DO PÚBLICOPÚBLICO México, Bhopal, Cubatão, Basiléia,México, Bhopal, Cubatão, Basiléia, Exxon Valdez, Chernobyl, PetrobrásExxon Valdez, Chernobyl, Petrobrás
  • 56. Os resultadosOs resultados excepcionais que seexcepcionais que se conseguiu em termos deconseguiu em termos de aumento da expectativaaumento da expectativa de vida e do controle dasde vida e do controle das doenças agudasdoenças agudas tornaram ainda maistornaram ainda mais evidentes os problemasevidentes os problemas das doenças crônicas edas doenças crônicas e da poluição ambiental.da poluição ambiental. INTRODUÇÃO
  • 57.  Quando verifica-se mais de perto a questão,Quando verifica-se mais de perto a questão, constata-se que as novas tecnologias econstata-se que as novas tecnologias e programas de auxílio ampliaram e transferiramprogramas de auxílio ampliaram e transferiram a insegurança em vez de eliminar os perigos.a insegurança em vez de eliminar os perigos.  A forma encontrada para reduzir o tamanho dosA forma encontrada para reduzir o tamanho dos riscos foi torná-los mais difusos.riscos foi torná-los mais difusos.  Troca-se o risco de vida pelo risco de danosTroca-se o risco de vida pelo risco de danos materiais e distribui-se o custo desses danos aomateriais e distribui-se o custo desses danos ao longo do espaço e do tempo.longo do espaço e do tempo. INTRODUÇÃO
  • 58.  Tecnologia transformou eventosTecnologia transformou eventos catastróficos em situações crônicas, semcatastróficos em situações crônicas, sem entretanto, impedir as catástrofesentretanto, impedir as catástrofes naturais.naturais. o A cada ano, somente nos EstadosA cada ano, somente nos Estados Unidos, ocorrem mais de 100.000Unidos, ocorrem mais de 100.000 mortes e cerca de 11 milhões demortes e cerca de 11 milhões de inválidos, por acidentes.inválidos, por acidentes. o O custo deste total de acidentes é maisO custo deste total de acidentes é mais ou menos de US $ 100 bilhõesou menos de US $ 100 bilhões anualmenteanualmente INTRODUÇÃO
  • 59.  Apesar dos índices, danos ou mortesApesar dos índices, danos ou mortes haverem diminuído, o público aindahaverem diminuído, o público ainda não está satisfeito plenamente comnão está satisfeito plenamente com a proteção oferecida em relação aoa proteção oferecida em relação ao riscorisco tecnológicotecnológico.. INTRODUÇÃO
  • 60.  Nos EUA> 50 % dos entrevistadosNos EUA> 50 % dos entrevistados alegaram que o governo está realizandoalegaram que o governo está realizando menos do que poderia fazer para obrigarmenos do que poderia fazer para obrigar as grandes empresas a terem umaas grandes empresas a terem uma atitude mais compatível, no tocante aatitude mais compatível, no tocante a aumentar a proteção da população,aumentar a proteção da população, quanto aos riscos industriais equanto aos riscos industriais e tecnológicos criados por essas empresas.tecnológicos criados por essas empresas. INTRODUÇÃO
  • 61.  Em que extensão os perigosEm que extensão os perigos tecnológicos são consideradostecnológicos são considerados como aceitáveis;como aceitáveis;  Em que grau, riscos consideradosEm que grau, riscos considerados como aceitáveis podem sercomo aceitáveis podem ser reduzidos.reduzidos. INTRODUÇÃO OBJETIVO DE UMA AVALIAÇÃO DE RISCOS Fornecer informações para conhecer:
  • 62. ASPECTOASPECTO AMBIENTALAMBIENTAL ASPECTO / IMPACTOASPECTO / IMPACTO IMPACTOIMPACTO AMBIENTALAMBIENTAL
  • 63.  Exigência do controle ambientalExigência do controle ambiental  Requisito dos Sistemas deRequisito dos Sistemas de Gestão AmbientalGestão Ambiental Avaliação de Impactos Ambientais
  • 64. Identificação de aspectos e avaliação dos impactos ambientais associados É recomendado que a política ambiental, osÉ recomendado que a política ambiental, os objetivos e metas de uma organização sejamobjetivos e metas de uma organização sejam baseados no conhecimento dos aspectos e dosbaseados no conhecimento dos aspectos e dos impactos ambientais significativos associados àsimpactos ambientais significativos associados às suas atividades , produtos ou serviços.suas atividades , produtos ou serviços. Isto pode assegurar que os impactos ambientaisIsto pode assegurar que os impactos ambientais significativos associados a tais aspectos sejamsignificativos associados a tais aspectos sejam levados em consideração quando dolevados em consideração quando do estabelecimento dos objetivos ambientais.estabelecimento dos objetivos ambientais. (Fonte:NBR ISO 14004 – SGA - Diretrizes gerais sobre princípios,(Fonte:NBR ISO 14004 – SGA - Diretrizes gerais sobre princípios, sistemas e técnicas de apoio )sistemas e técnicas de apoio )
  • 65.  É o processo de se caracterizar os efeitos adversosÉ o processo de se caracterizar os efeitos adversos potenciais da exposição a perigos ambientaispotenciais da exposição a perigos ambientais  Um dos mais eficientes meios de proteger umaUm dos mais eficientes meios de proteger uma comunidade e ecossistemas sensíveis contra os riscos decomunidade e ecossistemas sensíveis contra os riscos de instalações industriais é mantê-las suficientementeinstalações industriais é mantê-las suficientemente afastadas.afastadas.  A falta de zoneamento do uso do solo, como também deA falta de zoneamento do uso do solo, como também de planejamento ambiental leva à proximidades perigosas,planejamento ambiental leva à proximidades perigosas, que foram a causa de vários acidentes graves.que foram a causa de vários acidentes graves. Avaliação de Impactos Ambientais