SlideShare uma empresa Scribd logo
INTRODUÇÃO

 O objetivo deste relatório é oferecer as estratégias um aspecto de qualidade, onde
relataremos o nosso trabalho que foram dinâmicos e construtivos, onde
proporcionaremos a socialização professor, aluno e funcionário, como também o
exercício da ética profissional.
 Com este estágio conheceremos a realidade escolar, e com essa realidade
aprenderemos a refletir mais, sobre uma pratica criativa e transformadora, na formação
de um profissional consciente, onde perceberemos o quanto é importante e necessário à
capacitação dos funcionários que estão envolvidos na educação das crianças, pois ela só
desenvolvera o seu potencial e a sua aprendizagem, conforme o desenvolvimento do
professor, assim ele fará com que as crianças reconheçam suas possibilidades,
potencialidades e limitações para que a criança possa perceber a extensão e
complexidade do conhecimento, por isso o professor deve decidir bem sobre a
quantidade e a qualidade dos conteúdos que serão apresentados aos seus alunos,
conforme a realidade da criança e da escola.
 Embora o professor planeje a aprendizagem de seus alunos, estes aprenderão além do
que se imaginou, e muitas vezes não aprenderão aquilo que se tinha preparado. Por isso,
o papel do mediador implica em conhecer as especialidades do desenvolvimento de seus
alunos, como também a natureza da aprendizagem que se desenha.
 Os funcionários e direção da escola colaboraram e nos ajudaram em tudo que podiam,
facilitando assim o nosso trabalho com as crianças. A escola tem por objetivo formar o
cidadão em seu contexto social para uma vida em sociedade.
 Realizamos na Escola Municipal Padre José de Anchieta, um trabalho diversificado e
muito proveitoso, pois passamos para os professores através de conversas, novas
maneiras de se trabalhar em sala, sempre com as crianças construindo a sua
aprendizagem.
 No decorrer das atividades desenvolvidas na escola constamos que a pratica educativa,
ministrada por nós estagiários consideravelmente fluíram bons resultados, pois os
educandos participaram e realizaram todas as perguntas propostas.
 As crianças são ativas, criadoras por natureza e cabe ao professor estimular e incentivar
para que as mesmas construam seu próprio conhecimento, embora algumas crianças
fogem as regras, ainda são indisciplinadas e sem limites.
 É importante que o educando traga para dentro do ambiente escolar suas experiências
vividas, pois o educador deve propor um trabalho baseado no mesmo, só assim o aluno
poderá ser sujeito da sua própria aprendizagem. Todas as formas de aquisição dos
conhecimentos produzidos historicamente que contribuem para a formação geral e a
capacitação dos indivíduos, seja pelas formas institucionalizadas ( a escola), sejam
informais ( o dia-a-dia), possibilitando autonomia e condições de transcendência para
esses mesmos indivíduos.
 Nesse sentido, a educação envolve, de um lado, ensino-aprendizagem das normas e
regras que servem de base para a organização de um grupo social ( formação humana) e,
de outro, os conhecimentos considerados úteis para viver dentro dessa organização
social (capacitação). Caso o individuo adquira os conhecimentos necessários à
sobrevivência ele naturalmente conseguirá observar, criar ferramentas de
experimentações, construir o conhecimento, enfim produzir a aprendizagem.
 Pensando na formação dos indivíduos procuramos nos adaptar as regras da escola e
executamos os planejamentos da melhor forma possível, aproveitando todas as
experiências trazidas pelo educando sendo estas mostradas através de brincadeiras e
conversas formais e informais.
Os professores observados retomavam conceitos, explicitava e estimulava o debate.
Sua pedagogia, nesse contexto, parecia bem pautada nos princípios da tendência crítico-
social dos conteúdos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Perspectiva histórica da orientação educacional
Perspectiva histórica da orientação educacionalPerspectiva histórica da orientação educacional
Perspectiva histórica da orientação educacional
Luciana Moraes
 
Construção da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escolaConstrução da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escola
Marcelo Assis
 
Orientação Educacional
Orientação EducacionalOrientação Educacional
Orientação Educacional
tanialins
 
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
UFPB
 
Projeto político pedagógico
Projeto político pedagógicoProjeto político pedagógico
Projeto político pedagógico
Sonia Souza
 
Conceito de currículo
Conceito de currículoConceito de currículo
Conceito de currículo
julianafigueirdocamara
 
A orientação educacional e a família do aluno
A orientação educacional e a família do alunoA orientação educacional e a família do aluno
A orientação educacional e a família do aluno
Maryanne Monteiro
 
Orientação educacional
Orientação educacionalOrientação educacional
Op ppp coordenacao pedagogica final
Op ppp coordenacao pedagogica   finalOp ppp coordenacao pedagogica   final
Op ppp coordenacao pedagogica final
Carlos Junior
 
Uma Escola Ideal se faz com:
Uma Escola Ideal se faz com:Uma Escola Ideal se faz com:
Uma Escola Ideal se faz com:
Seduc MT
 
Janete projeto do coordenador
Janete projeto do coordenadorJanete projeto do coordenador
Janete projeto do coordenador
Nethy Marques
 
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC'sO PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
Sueli Dib
 
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICOPROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
Cursos Profissionalizantes
 
Rotina
RotinaRotina
Progestão modulo 4
Progestão modulo 4Progestão modulo 4
Progestão modulo 4
mtolentino1507
 
Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014
eemarquesdesaovicente
 
Ensaio aline modulo v
Ensaio aline modulo vEnsaio aline modulo v
Ensaio aline modulo v
Vania Mendes
 
Visão estrategica da escola
Visão estrategica da escolaVisão estrategica da escola
Visão estrategica da escola
Dulcilene Figueiredo
 
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado  formação continuada dos gestores na educação infantilAtualizado  formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
UAB -Polo de Primavera do Leste
 
Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012
Angela Silva
 

Mais procurados (20)

Perspectiva histórica da orientação educacional
Perspectiva histórica da orientação educacionalPerspectiva histórica da orientação educacional
Perspectiva histórica da orientação educacional
 
Construção da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escolaConstrução da proposta pedagógica da escola
Construção da proposta pedagógica da escola
 
Orientação Educacional
Orientação EducacionalOrientação Educacional
Orientação Educacional
 
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
 
Projeto político pedagógico
Projeto político pedagógicoProjeto político pedagógico
Projeto político pedagógico
 
Conceito de currículo
Conceito de currículoConceito de currículo
Conceito de currículo
 
A orientação educacional e a família do aluno
A orientação educacional e a família do alunoA orientação educacional e a família do aluno
A orientação educacional e a família do aluno
 
Orientação educacional
Orientação educacionalOrientação educacional
Orientação educacional
 
Op ppp coordenacao pedagogica final
Op ppp coordenacao pedagogica   finalOp ppp coordenacao pedagogica   final
Op ppp coordenacao pedagogica final
 
Uma Escola Ideal se faz com:
Uma Escola Ideal se faz com:Uma Escola Ideal se faz com:
Uma Escola Ideal se faz com:
 
Janete projeto do coordenador
Janete projeto do coordenadorJanete projeto do coordenador
Janete projeto do coordenador
 
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC'sO PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
O PAPEL DO PEDAGOGO NAS TIC's
 
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICOPROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
 
Rotina
RotinaRotina
Rotina
 
Progestão modulo 4
Progestão modulo 4Progestão modulo 4
Progestão modulo 4
 
Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014
 
Ensaio aline modulo v
Ensaio aline modulo vEnsaio aline modulo v
Ensaio aline modulo v
 
Visão estrategica da escola
Visão estrategica da escolaVisão estrategica da escola
Visão estrategica da escola
 
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado  formação continuada dos gestores na educação infantilAtualizado  formação continuada dos gestores na educação infantil
Atualizado formação continuada dos gestores na educação infantil
 
Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012
 

Destaque

Closing costs change trid
Closing costs change   tridClosing costs change   trid
Closing costs change trid
KerryAnn Snopek-Douglas
 
Reference letter for Khan Alam (1)
Reference letter for Khan Alam (1)Reference letter for Khan Alam (1)
Reference letter for Khan Alam (1)
K. M. Saqiful Alam
 
Ciclos del carbon
Ciclos del carbonCiclos del carbon
Ciclos del carbon
romi_08_31
 
Practica 1 im
Practica 1 imPractica 1 im
Practica 1 im
karely120
 
Promedios
Promedios Promedios
Promedios
Joyce Barrios
 
March UK Clip
March UK ClipMarch UK Clip
March UK Clip
Gillian Francella
 
Autoformas 1 im_ernesto renk
Autoformas 1 im_ernesto renkAutoformas 1 im_ernesto renk
Autoformas 1 im_ernesto renk
karely120
 
Ada 1
Ada 1Ada 1
Ada 1
elsyaz98
 
Criterios Certificado Bai Euskarari
Criterios Certificado Bai EuskarariCriterios Certificado Bai Euskarari
Criterios Certificado Bai Euskarari
Euskaraz
 
Transporte 1°GM
Transporte 1°GM Transporte 1°GM
Transporte 1°GM
Mariela Salazar
 
Informação adicional do produto concord transformer xt pro
Informação adicional do produto concord transformer xt proInformação adicional do produto concord transformer xt pro
Informação adicional do produto concord transformer xt pro
Viver Qualidade
 
Letter from Sauna Specialiste Inc.
Letter from Sauna Specialiste Inc.Letter from Sauna Specialiste Inc.
Letter from Sauna Specialiste Inc.
Vanessa Pallotta
 
Sustantivos
SustantivosSustantivos
Sustantivos
Mi Guel
 

Destaque (13)

Closing costs change trid
Closing costs change   tridClosing costs change   trid
Closing costs change trid
 
Reference letter for Khan Alam (1)
Reference letter for Khan Alam (1)Reference letter for Khan Alam (1)
Reference letter for Khan Alam (1)
 
Ciclos del carbon
Ciclos del carbonCiclos del carbon
Ciclos del carbon
 
Practica 1 im
Practica 1 imPractica 1 im
Practica 1 im
 
Promedios
Promedios Promedios
Promedios
 
March UK Clip
March UK ClipMarch UK Clip
March UK Clip
 
Autoformas 1 im_ernesto renk
Autoformas 1 im_ernesto renkAutoformas 1 im_ernesto renk
Autoformas 1 im_ernesto renk
 
Ada 1
Ada 1Ada 1
Ada 1
 
Criterios Certificado Bai Euskarari
Criterios Certificado Bai EuskarariCriterios Certificado Bai Euskarari
Criterios Certificado Bai Euskarari
 
Transporte 1°GM
Transporte 1°GM Transporte 1°GM
Transporte 1°GM
 
Informação adicional do produto concord transformer xt pro
Informação adicional do produto concord transformer xt proInformação adicional do produto concord transformer xt pro
Informação adicional do produto concord transformer xt pro
 
Letter from Sauna Specialiste Inc.
Letter from Sauna Specialiste Inc.Letter from Sauna Specialiste Inc.
Letter from Sauna Specialiste Inc.
 
Sustantivos
SustantivosSustantivos
Sustantivos
 

Semelhante a Introdução

PTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdf
PTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdfPTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdf
PTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdf
danielle50811770
 
Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402
maria152302
 
Ensinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escolaEnsinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escola
cefaprodematupa
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
renatalguterres
 
Manual da Família Colégio Cerp
Manual da Família Colégio CerpManual da Família Colégio Cerp
Manual da Família Colégio Cerp
Paulo Grisi
 
Leidiane d1 ativ6
Leidiane d1 ativ6Leidiane d1 ativ6
Leidiane d1 ativ6
Leidiane Reiby
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
Rosinara Azeredo
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
filicianunes
 
A CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTE
A CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTEA CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTE
A CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTE
ProfessorPrincipiante
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escola
Johnny Ribeiro
 
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaDIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DaniloStankRibeiro
 
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Adilson P Motta Motta
 
Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]
NandaTome
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Jesica Hencke
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Jesica Hencke
 
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
ProfessorPrincipiante
 
Eronilde ensaio modulo iv
Eronilde ensaio modulo ivEronilde ensaio modulo iv
Eronilde ensaio modulo iv
Vania Mendes
 
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
pibidgeo
 
Ensaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo ivEnsaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo iv
Vania Mendes
 
284-979-1-PB.pdf
284-979-1-PB.pdf284-979-1-PB.pdf
284-979-1-PB.pdf
Marília Vieira
 

Semelhante a Introdução (20)

PTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdf
PTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdfPTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdf
PTE_Apresentacao_final_para_ler_o_mundo.pdf
 
Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402Arq idvol 28-1391209402
Arq idvol 28-1391209402
 
Ensinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escolaEnsinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escola
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
 
Manual da Família Colégio Cerp
Manual da Família Colégio CerpManual da Família Colégio Cerp
Manual da Família Colégio Cerp
 
Leidiane d1 ativ6
Leidiane d1 ativ6Leidiane d1 ativ6
Leidiane d1 ativ6
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
 
Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil Relatorio estagio educação infantil
Relatorio estagio educação infantil
 
A CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTE
A CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTEA CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTE
A CONTRIBUIÇÃO DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE INICIANTE
 
Função social da escola
Função social da escolaFunção social da escola
Função social da escola
 
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaDIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
DIDÁTICA UNIDADE 2 aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
 
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
 
Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
 
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
BRINCANDO E APRENDENDO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL ENTRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA...
 
Eronilde ensaio modulo iv
Eronilde ensaio modulo ivEronilde ensaio modulo iv
Eronilde ensaio modulo iv
 
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
PIBID: IMPACTOS POSITIVOS NA FORMAÇÃO DOCENTE ATRAVÉS DO CONTATO ANTECIPADO N...
 
Ensaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo ivEnsaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo iv
 
284-979-1-PB.pdf
284-979-1-PB.pdf284-979-1-PB.pdf
284-979-1-PB.pdf
 

Introdução

  • 1. INTRODUÇÃO O objetivo deste relatório é oferecer as estratégias um aspecto de qualidade, onde relataremos o nosso trabalho que foram dinâmicos e construtivos, onde proporcionaremos a socialização professor, aluno e funcionário, como também o exercício da ética profissional. Com este estágio conheceremos a realidade escolar, e com essa realidade aprenderemos a refletir mais, sobre uma pratica criativa e transformadora, na formação de um profissional consciente, onde perceberemos o quanto é importante e necessário à capacitação dos funcionários que estão envolvidos na educação das crianças, pois ela só desenvolvera o seu potencial e a sua aprendizagem, conforme o desenvolvimento do professor, assim ele fará com que as crianças reconheçam suas possibilidades, potencialidades e limitações para que a criança possa perceber a extensão e complexidade do conhecimento, por isso o professor deve decidir bem sobre a quantidade e a qualidade dos conteúdos que serão apresentados aos seus alunos, conforme a realidade da criança e da escola. Embora o professor planeje a aprendizagem de seus alunos, estes aprenderão além do que se imaginou, e muitas vezes não aprenderão aquilo que se tinha preparado. Por isso, o papel do mediador implica em conhecer as especialidades do desenvolvimento de seus alunos, como também a natureza da aprendizagem que se desenha. Os funcionários e direção da escola colaboraram e nos ajudaram em tudo que podiam, facilitando assim o nosso trabalho com as crianças. A escola tem por objetivo formar o cidadão em seu contexto social para uma vida em sociedade. Realizamos na Escola Municipal Padre José de Anchieta, um trabalho diversificado e muito proveitoso, pois passamos para os professores através de conversas, novas maneiras de se trabalhar em sala, sempre com as crianças construindo a sua aprendizagem. No decorrer das atividades desenvolvidas na escola constamos que a pratica educativa, ministrada por nós estagiários consideravelmente fluíram bons resultados, pois os educandos participaram e realizaram todas as perguntas propostas. As crianças são ativas, criadoras por natureza e cabe ao professor estimular e incentivar para que as mesmas construam seu próprio conhecimento, embora algumas crianças fogem as regras, ainda são indisciplinadas e sem limites. É importante que o educando traga para dentro do ambiente escolar suas experiências vividas, pois o educador deve propor um trabalho baseado no mesmo, só assim o aluno poderá ser sujeito da sua própria aprendizagem. Todas as formas de aquisição dos conhecimentos produzidos historicamente que contribuem para a formação geral e a capacitação dos indivíduos, seja pelas formas institucionalizadas ( a escola), sejam informais ( o dia-a-dia), possibilitando autonomia e condições de transcendência para esses mesmos indivíduos. Nesse sentido, a educação envolve, de um lado, ensino-aprendizagem das normas e regras que servem de base para a organização de um grupo social ( formação humana) e, de outro, os conhecimentos considerados úteis para viver dentro dessa organização social (capacitação). Caso o individuo adquira os conhecimentos necessários à sobrevivência ele naturalmente conseguirá observar, criar ferramentas de experimentações, construir o conhecimento, enfim produzir a aprendizagem. Pensando na formação dos indivíduos procuramos nos adaptar as regras da escola e executamos os planejamentos da melhor forma possível, aproveitando todas as experiências trazidas pelo educando sendo estas mostradas através de brincadeiras e conversas formais e informais.
  • 2. Os professores observados retomavam conceitos, explicitava e estimulava o debate. Sua pedagogia, nesse contexto, parecia bem pautada nos princípios da tendência crítico- social dos conteúdos.