SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Ensino Fundamental e Médio



                          MENSAGEM DA DIREÇÃO


                                  Prezados Pais:


     O Colégio CERP sente-se honrado em assumir a co-responsabilidade na
educação de seu (sua) filho (a).
     Temos consciência de que somente uma educação baseada em princípios
éticos, com limites bem definidos, que se processe por meio do exemplo, do
diálogo e da compreensão será bem sucedida.
     Mais do que nunca, faz-se necessária a união entre Pais e Filhos, Escola e
Família, a fim de garantir uma vida com responsabilidade e um futuro de
sucesso para seu (sua) filho (a), nosso aluno.
     Para obtermos tal sucesso, contamos com uma equipe de excelentes
qualificações que, ciente da grande missão que é educar, valoriza a vivência e
transmite princípios sólidos que norteiam a vida de nossos alunos.
     A família, por meio deste manual, terá acesso às informações referentes ao
funcionamento do Colégio tais como: processo educacional, formas de
atendimento, normas que regulamentam nosso trabalho e outros procedimentos e
atitudes que fazem parte do dia-a-dia escolar. Assim sendo, solicitamos a sua
leitura cuidadosa. Em caso de qualquer dúvida, nossa equipe estará sempre
disponível para atendê-los.


                          Sejam bem-vindos ao CERP!
                                  A Direção




                                                                              1
FILOSOFIA EDUCACIONAL
      A idéia essencial do Colégio CERP é trabalhar com profissionais identificados com a
sua filosofia e fazer uso de uma metodologia coerente com a mesma. Os funcionários da área
de educação, além de ter um elevado espírito científico e de equipe, têm que cultivar,
sobretudo, um espírito de educador, pois a valorização do indivíduo e o respeito a seus limites
e potencialidades é muito importante para nós. Já que cada aluno é um ser único e tem sua
própria identidade, é preciso que o professor fique atento a essas diferenças e dê as diretrizes
corretas para que ele se constitua como cidadão livre e consciente de seus próprios ideais.
Tornando-se crítico e reflexivo, o aluno, além de sujeito único, será também um cidadão
participativo e realizado pessoalmente.
      O Colégio CERP entende que o êxito no processo ensino/aprendizagem se dá por meio
de um trabalho coletivo, baseado no comprometimento de todos. Desse modo, o que é estar
comprometido com a Filosofia CERP?
      Tendo em vista que o comportamento do nosso aluno é largamente influenciado pela
postura de todos nós, tanto educadores quanto pais, é preciso ter sensatez nas atitudes e
caráter nas decisões dentro do espaço educativo (casa-escola), no qual o educando está
inserido. Os pais, os professores e os demais funcionários que estão se relacionando com os
alunos devem dizer, mas também ouvir; escrever, mas também ler o que lhes foi escrito.
Acima de tudo, conviver bem e ter respeito e carinho para com todos, pois é no exemplo do
educador (família-professor) que o filho-aluno se espelha.
       Assim, é necessário que todos os envolvidos na formação de um indivíduo estejam
atentos à natureza e as mudanças que o homem está sofrendo através dos tempos, não se
deixando abater pela falta de ânimo e preservando o bom humor para lidar com as
inconstâncias da vida.
        Enfim, é preciso ter serenidade para desenvolver plenamente as atividades do dia-a-
dia, não esquecendo que não estamos sozinhos; a confiança pessoal e profissional uns nos
outros faz com que todos sejam parte integrante de um único elo. A determinação permite que
FAMÍLIA e ESCOLA, mesmo ensinando, aprendam cada vez mais.


             CRENÇAS QUE DÃO IDENTIDADE AO COLÉGIO
      O Colégio CERP tem crença em princípios que definem o processo educacional de seus
alunos. Essas crenças são as seguintes:

1) Crença na educação
       A educação no CERP baseia-se na humanização, na responsabilidade, na democracia,
na criatividade, no espírito crítico e na autonomia. Esses fatores são fundamentais à formação
de cidadãos inovadores, solidários e comprometidos com o bem comum.

2) Crença no aluno
      No CERP, o aluno possui “luz própria” e pode desenvolver livremente o seu potencial,
mas também é orientado para suas responsabilidades. É importante que ele compreenda que
há normas a serem seguidas no Colégio e na sociedade e, assim, prepare-se para superar os
desafios que surgirão em toda a sua vida.




                                                                                              2
3) Crença no professor
      Os professores são a “alma” do colégio. Eles devem ser criativos e entusiasmados.
Também devem ser capazes de ensinar, de ouvir, de motivar e, principalmente, de aprender
sempre.

4) Crença no relacionamento família e escola
      A participação da Família é fundamental no processo educacional. Com o auxílio das
famílias, o CERP tem convicção de que a construção do conhecimento por parte do aluno se
dará de forma completa.

5) Crença no material didático
     O CERP acredita que o seu material didático é um ótimo referencial para que o colégio,
junto com seus professores, conduza o aprendizado dos alunos com qualidade e liberdade,
tendo assim uma ótima base para motivar os educandos ao prazer da descoberta do
conhecimento.

6) Crença na formação para a vida
     O CERP acredita que o aluno constrói o conhecimento à medida que a instituição de
ensino e a família oportunizam um número crescente de experiências e de informações. Os
educandos participam de inúmeras atividades que desenvolvem aqueles que são considerados
nossos valores mais importantes: responsabilidade, respeito, solidariedade, justiça,
honestidade, amizade e humildade.

7) Crença na Equipe Técnico-Administrativa
      O CERP acredita que só poderá desenvolver estas crenças com o apoio direto de todos
aqueles que atuam nos bastidores, organizando, atendendo, preparando, orientando e,
principalmente, contribuindo com a formação dos alunos dia a dia, completamente envolvidos
no processo educacional.



                             PROJETO PEDAGÓGICO
      Acreditamos que, para colocarmos em prática um Projeto Pedagógico real, todos devem
estar envolvidos no processo educacional (professores, pais ou responsáveis, alunos e equipe
técnico-administrativa). Se estes estiverem comprometidos e articulados com o mesmo, por
meio do esforço coletivo e diário nas ações que buscam sua efetivação, teremos êxito.


                ABORDAGEM TEÓRICO-METODOLÓGICA
      Nossa proposta pedagógica tem características próprias: relaciona-se à corrente
Cognitivista ao se basear em princípios evolucionistas; tem caráter humanista, ao propor o
respeito à “humanidade”; conta uma face tradicional e sistêmica, ao trabalhar em direção a
objetivos pré-estabelecidos e, além disso, mostra-se dialética, ao pressupor que a superação
das contradições implica em movimento.




                                                                                           3
Proposta Curricular
     A proposta educacional do Colégio CERP está diretamente ligada à concepção de “ser
humano”, de “mundo” e de “sociedade”.
     Partindo dessa visão mais ampla, foram levantados os nossos objetivos gerais:

     Ser espaço de criação da identidade do educando;
     Ser espaço de socialização e de criação de laços comunitários;
     Favorecer o acesso à cultura, despertando o gosto pelo conhecimento;
     Ajudar a resgatar o gosto de viver, o sentido da vida; criar condições para o
desenvolvimento de um autoconceito positivo aos educandos;
     Ajudar o aluno a adquirir método de pensamento, conhecimento, pesquisa,
investigação;
     Favorecer o desenvolvimento de instrumentos de participação na sociedade, por meio
da construção do conhecimento de forma significativa, crítica e duradoura, e trabalhar com
conceitos fundamentais para a leitura e intervenção no mundo;
     Formar o novo dirigente social: aquele que tem condições de dirigir ou controlar quem
dirige;
     Ajudar a desenvolver no aluno um compromisso com uma causa maior: ser capaz de
pensar e vivenciar algo além de seus interesses imediatos – além do dinheiro, do poder e do
prazer. Esse processo exige um embasamento em valores como justiça, verdade,
solidariedade, respeito, os quais são imprescindíveis para o CERP. Dessa forma, o colégio se
abre como espaço de vivência e recriação do mundo que cerca nossos alunos.


                                      Metodologia
       Nossa proposta metodológica exige do professor a compreensão de que o processo
ensino-aprendizagem consiste na construção do conhecimento e não na mera repetição de
novas informações e, para isso, deve-se ter uma postura metodológica que possa ajudar o
aluno na aquisição e construção de seus conhecimentos.
       O aluno é motivado a participar de aquisição do conhecimento, interagindo com outros,
valorizando a troca de experiências e os conhecimentos adquiridos fora do colégio.
       O professor trabalha com o aluno como um todo, respeitando suas fases de
desenvolvimento e suas estruturas mentais.
       Valorizando a nossa proposta, temos alguns princípios que têm se mostrado eficazes,
tais como:

     Interdisciplinaridade: todos os professores estão comprometidos com os objetivos e
metas do CERP referentes à formação de habilidades. Não há, no colégio, prática pedagógica
isolada.
     Igualdade entre as disciplinas: todo conhecimento é igualmente importante, não
havendo supervalorização de componentes curriculares em detrimento de outros.
     Interação entre todos os envolvidos no processo educativo: professores, pais e alunos.
     Espírito de parceria, de cooperação entre os funcionários e também entre o colégio e a
família.
     Boa relação entre professor e aluno. Pesquisas confirmam que a disciplina é condição
para que a aprendizagem ocorra, portanto, deve haver um bom relacionamento entre os
envolvidos com o trabalho de EDUCAR.

                                                                                           4
Ainda de acordo com a proposta educacional do Colégio CERP, nosso alunos são
formados de acordo com os seguintes aspectos:

      Adequação da linguagem oral e escrita;
      Memória, raciocínio, compreensão para análise e síntese;
      Espírito crítico, desalienação;
      Hábitos de estudo e leitura;
      Hábitos de saúde e higiene;
      Hábitos de preservação da natureza e bens coletivos;
      Aprendizagem ativa: experienciar para aprender;
      Habilidade de fazer descobertas por meio de resolução de problema;
      Criatividade e expressão clara e correta.




                            CÓDIGO DISCIPLINAR
O Código Disciplinar é parte integrante do Regimento Escolar do Centro Educacional Rio
Preto – Colégio CERP.

       As aulas que constam em carga horária semanal são de presença obrigatória para o
aluno, exigindo-se, portanto pontualidade e assiduidade, as quais são essenciais à vida do
aluno. Na ocasião da matrícula são fornecidas todas as orientações necessárias e no início do
ano letivo são entregues aos alunos o calendário de atividades anuais e o horário das aulas de
sua turma.
       Atrasos não serão permitidos, com a finalidade única de respeitar o aluno e não
prejudicar o andamento interno do Colégio. No caso de atraso por motivos relevantes, os
responsáveis deverão justificar junto à secretaria, coordenação ou direção do Colégio.
       Quando o aluno necessitar sair mais cedo do CERP, os pais e/ou responsáveis deverão
fazer justificativas por escrito na agenda escolar ou comunicar à secretaria.
       O portão de entrada será aberto por funcionário do CERP às 6h55 para o período da
manhã e às 12h55 para o período da tarde e fechado 10 minutos após o sinal de entrada de
cada turma. O mesmo procedimento ocorrerá no horário de saída, tanto de manhã quanto à
tarde. Após os horários de tolerância, não será permitida a entrada de nenhum aluno
desacompanhado de seu responsável, que deverá justificar o fato.

      Quanto aos atrasos do aluno, quando forem consecutivos, o colégio procederá da
seguinte forma:
      1º atraso: o aluno perderá a 1ª aula.
      2º atraso: o responsável será comunicado e o aluno não entrará na 1ª aula.
      3º atraso: o aluno será impedido de assistir as aulas; do dia, e o responsável retornará
com o mesmo.




                                                                                            5
Importante:

     O Colégio se exime de qualquer responsabilidade para com o aluno passados 15
minutos do horário de saída.
     Após o fechamento da secretaria, permanecem no colégio apenas os funcionários
responsáveis pela limpeza e segurança. Esses não estão autorizados a permitir a entrada de
nenhum aluno ou seu responsável nas dependências do prédio. Pedimos não insistir, pois o
funcionário sofrerá punições da mantenedora.
     Os professores do Colégio são proibidos, por regimento interno, de ministrarem aulas
particulares para qualquer aluno do CERP, independentemente do ano que esteja cursando.
     Compete ao colégio, após verificação da real necessidade, avisar aos pais e solicitar
sua presença quando acontecer algum imprevisto ou urgência com os alunos.
     Os professores só estão autorizados a receber pais ou responsáveis em horários
determinados pela coordenação pedagógica. Portanto, os assuntos relativos ao rendimento
escolar dos alunos não poderão, em nenhuma hipótese, ser tratados em seus telefones
particulares.
     É expressamente proibida a entrega de convites de aniversário nas dependências do
colégio, a não ser que seja para todos os colegas de sala. Isso evitará situações
constrangedoras para nossas crianças.
      É obrigatória a entrega da documentação exigida pelo Colégio CERP no ato da
matrícula ou, quando for o caso, no prazo estipulado. A matrícula somente será deferida
mediante a apresentação da documentação completa.




                                 CORPO DISCENTE
      O corpo discente é constituído por todos os alunos matriculados.

São direitos do aluno:

a) ter asseguradas as condições necessárias ao desenvolvimento de suas potencialidades
sociais e individuais;
b) ter assegurado o respeito aos direitos da pessoa humana e as suas liberdades fundamentais;
c) ter asseguradas boas condições de aprendizagem; devendo lhe ser propiciada ampla
assistência por parte do professor e acesso aos recursos materiais e didáticos do Colégio;
d) questionar os resultados das verificações de seu desempenho;
e) reunir-se a seus colegas para organização de agremiações e campanhas de cunho educativo,
nas condições estabelecidas ou aprovadas pelo Diretor do Colégio;
f) receber atendimento adequado por parte dos servidores do CERP;
g) formular petições ou representar sobre assuntos pertinentes à vida escolar;
h) participar de atividades do colégio seja esportivo ou cultural.




                                                                                            6
São deveres do aluno:

a) contribuir para o prestígio do colégio;
b) atuar pontualmente e de forma participante às atividades que lhe forem designadas;
c) ter adequado comportamento social tratando servidores do Cerp e colegas com civilidade e
respeito;
d) cooperar para a boa conservação dos móveis do colégio e equipamentos, colaborando com
a manutenção de boas condições de asseio do edifício e suas dependências;
e) não portar material que possa representar perigo para a saúde, segurança e integridade
física ou moral, sua ou de outrem;
f) observar rigorosa probidade na execução de quaisquer provas ou trabalhos escolares;
g) submeter à aprovação dos superiores à realização de atividades de iniciativa pessoal ou de
grupos, no âmbito do colégio;
h) não participar de movimentos de indisciplina coletiva;
i) comportar-se de modo a fortalecer o espírito patriótico e a responsabilidade democrática.
j) apresentar-se com asseio e decência no vestuário, observando a obrigatoriedade do uso do
uniforme do colégio;
k) indenizar o prejuízo quando produzir danos materiais ao estabelecimento ou a objetos de
propriedade dos colegas ou dos funcionários;
n) ocupar o lugar que lhe for destinado, no mapeamento da sala. O mapeamento é da
responsabilidade do professor coordenador e é estabelecido em consenso pelo conjunto de
docentes da turma. Quando, eventualmente, um dos professores permitirem ou determinarem
a troca de lugares, o aluno deverá retornar ao seu lugar correto antes do início da aula
seguinte;
o) manter-se atento e participativo durante as aulas, executando as atividades determinadas
pelos professores com empenho e dedicação;
p) ler, diariamente, os editoriais da sala de aula, referentes à sua turma;
s) estudar, fazer as tarefas, portar todo o material escolar solicitado e guardar os livros
didáticos dos semestres até o final do ano letivo.
s) desenvolver o hábito de estudo, fazendo as tarefas de casa e revendo os conteúdos
trabalhados em sala diariamente;
t) ser honesto na apresentação das tarefas e trabalhos, na realização das avaliações e nas
atitudes no dia-a-dia;
u) comparecer às recuperações sempre que convocado;
v) entregar a Família à correspondência enviada pelo Colégio, devolvendo-a assinada, no
prazo estabelecido, quando for o caso;
w) comparecer às solenidades, festas cívicas e outros eventos promovidos pelo
estabelecimento;
x) cuidar de seus pertences. Objetos de valor não deverão ser trazidos ao colégio, pois esse
não se responsabilizará em caso de extravios. Quando encontrados ou entregues por terceiros,
os objetos ficam à disposição;
y) procurar o orientador educacional sempre que houver possibilidade de desentendimento
entre alunos. No caso de envolvimento de alunos em brigas com grupos ou pessoas estranhas
nas proximidades do colégio, os educandos sofrerão sanções disciplinares, podendo ser
encaminhados a outras instituições de acompanhamento educativo.
z) obedecer rigorosamente às normas estabelecidas no “Código Disciplinar do Colégio”, o
qual lhe é entregue na ocasião da matrícula.




                                                                                           7
A inobservância dos deveres estipulados sujeita o aluno às seguintes penalidades:

     Advertência verbal;
     Repreensão escrita, a ser devolvida com assinatura do pai ou responsável; (ocorrência
ou advertência).
     Suspensão de 01 (um) até 06 (seis) dias letivos;
     Transferência compulsória.

       Nesse último caso, a penalidade será aplicada pelo Diretor após a apuração de
culpabilidade, ouvido o Conselho de Série e de Classe que será convocado especialmente para
esse fim, assegurando ao aluno o direito à defesa, assistida quando menor pelo pai ou
responsável.


Atitudes que poderão acarretar punições ao aluno:

     Fumar ou consumir bebidas alcoólicas nas dependências do Colégio.
     Fazer uso do telefone do Cerp, sem estar devidamente autorizado.
     Andar de bicicleta, skates e patins no espaço interno no CERP.
     Correr em rampas e escadas do colégio.
     Trazer brinquedos para escola sem solicitação dos professores.
     Desrespeitar, agredir física e moralmente a qualquer pessoa.
     Jogar baralho ou qualquer outro jogo que não seja educativo.
     Atrapalhar e tumultuar a aula com conversas, bolinhas de papel, risadas, vaias,
batucadas, gritos, vocabulário impróprio, desenhos, bilhetes e outros.
     Permanecer na porta da sala nos intervalos de aulas dificultando a entrada ou saída dos
colegas.
     Permanecer no corredor ou fora de seu lugar no momento em que o professor entrar na
sala de aula. Se houver necessidade de o aluno sair da sala durante as aulas, esse deverá ser
acompanhado pelo representante de sala ou portar autorização do professor.
     Comer, mascar chicletes ou chupar balas e pirulitos durante as aulas.
     Usar bonés, capuz, touca, gorro quando em sala de aula, laboratórios e outros espaços
físicos fechados.
     Praticar atos que prejudiquem as atividades escolares, em sala ou fora dela, que sejam
contrários aos bons costumes ou excedam os limites de segurança e da boa educação.
     Apelidar, ofender, discriminar ou expor a situações embaraçosas colegas, professores e
funcionários.
     Namorar de maneira desrespeitosa ou que cause transtornos aos demais alunos que
compartilhem o mesmo ambiente.
     Falsificar a assinatura de professores, pais ou responsáveis, quando lhe for enviada
correspondência referente à sua situação escolar.
     Usar piercing em qualquer parte visível do corpo.
     Usar brincos de argolas (meninos), sendo permitido somente o uso de pequenas
pedrinhas.
     Usar celulares, MP3 e similares. É importante ressaltar que o Colégio não se
responsabiliza caso o aluno os traga escondido e aconteça algo com tais aparelhos.




                                                                                            8
 Ocupar-se, durante as aulas, com atividade alheia aos objetivos educacionais ou portar
material estranho às atividades escolares. Em caso de ocorrência desse último fato, o aluno
deverá entregar ao professor ou funcionário do CERP o material estranho, o qual será
entregue diretamente aos pais ou responsáveis.




       SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DA APRENDIZAGEM
      A verificação, dentro da proposta educacional do Colégio CERP, tem um enfoque
diferente de uma proposta tradicional. Nosso sistema de acompanhamento da aprendizagem
do aluno baseia-se em princípios do construtivismo (de Piaget) do sócio construtivismo (de
Vygotski). Tais princípios enfatizam que o professor não dá conhecimento ao aluno. Ele
auxilia o aluno num processo ativo de aprendizagem em que este último, com ações motoras,
perceptivas, reflexivas ou intuitivas, constrói ou reconstrói o conhecimento. Todo o grupo,
incluído nele o professor e os colegas, fornece elementos que “alimentarão” esta construção.
      Dessa forma, todas as etapas do processo de aprendizagem precisam ser verificadas,
não somente o produto final. Neste processo, a verificação da proposta de trabalho do
professor (verificação diagnóstica), por ele mesmo e pela equipe pedagógica, é tão importante
quanto à verificação do próprio aluno.
      Para que os instrumentos de avaliação de um professor sejam mais consistentes, ele
precisa obter dados de observação e analisar constantemente os trabalhos produzidos pelos
alunos. Esse procedimento permite mais clareza sobre desempenho do aluno, além de uma
oportunidade de reorientação da própria prática pedagógica.
      O professor e o coordenador definem os dados a serem coletados. A verificação de cada
aluno deverá considerar nossa proposta de participação na formação integral do sujeito,
entendendo como papel da escola a construção significativa do conhecimento e o
desenvolvimento da autonomia e da autoconfiança do ser humano. Nesse sentido, será
essencial buscar o autoconhecimento por meio da interação entre as reflexões: “quem eu
sou?” e “o que esperam de mim?”, permitindo assim que a inserção social se efetue por
intermédio da análise e ponderação dos dados obtidos pela observação do professor.


São instrumentos de acompanhamento do desempenho do aluno:

      Verificações marcadas ou não;
      Exercícios realizados em aula e/ou casa (tarefas);
      Relatórios;
      Resumos;
      Debates;
      Seminários;
      Leitura de livros;
      RC (Refletir – Crescer) e verificações para estimular no aluno hábito diário de estudo;
      Projetos Sociais realizados dentro ou fora do colégio;
      Simpósios.




                                                                                             9
Outros aspectos observados pelo professor:

     Qualidade do trabalho apresentado;
     Realização e apresentação de tarefas;
     Reformulação e/ou complementação de atividades como resumos, exercícios,
redações;
     Boa apresentação estética;
     Pontualidade na entrega;
     Clareza;
     Empenho na realização conforme o potencial de cada aluno.

        O professor, ao final de cada semestre, analisará e poderá somar todos os dados
provenientes de diferentes formas de acompanhamento, a fim de obter o resultado da
aprendizagem adquirida pelo aluno da forma mais ampla possível.


Observações sobre as verificações semestrais
1. Os alunos do Ensino Fundamental e Médio poderão realizar mais de uma verificação no
mesmo dia.

2. As datas de realização de verificações, sondagens e atividades especiais são de exclusivo
critério do Cerp, não podendo em hipótese alguma, haver interferência dos pais ou
responsáveis.

3. Os alunos que estiverem impedidos de realizar as verificações, sondagens ou atividades
especiais, por motivo de doença comprovadamente grave terão direito a solicitar a 2ª
chamada, obedecendo para tanto aos critérios abaixo:

a) 2° a 5° ano: aviso prévio dos pais à direção do CERP.
b) 6° a 9º ano e Ensino Médio: somente em caso de doença com atestado médico.
c) A 2ª chamada será marcada pelo professor responsável da matéria.

4. O aluno ou seu responsável deverá solicitar junto à Secretaria o requerimento de 2ª
chamada no prazo máximo de 24 horas após a realização da verificação, bem como apresentar
documentos comprobatórios do fato, juntamente com o requerimento preenchido;

5. A autorização para realização será feita pela Coordenação ou pela Direção do colégio
dentro do prazo de 24 horas após o recebimento do pedido;

6. As verificações serão realizadas em horários e dias estipulados em calendário escolar e
estarão sujeitas ao pagamento de taxa instituída pela Secretaria do Colégio;

7. Não será realizada 2ª chamada de verificação na semana que antecede ao fechamento das
notas.




                                                                                         10
Critério adotado para atribuição de média final a alunos do 2° ao 9° ano do
Ensino Fundamental
     Os professores das disciplinas de Língua Portuguesa (Gramática, Literatura e Produção
Textual), Matemática, História, Geografia, Ciências, Física, Química, Filosofia, Inglês e
Espanhol usarão o critério abaixo:

       Nota de participação (peso 1) + Nota de RC (peso 1) + Nota de Trabalhos (peso 1) + Nota de
       Tarefas (peso 1); Nota de Projetos ou Simpósio (peso 1); Nota da Verificação Semestral (peso
       1) = Média Final no Boletim.

Observação: As disciplinas de Psicologia, Informática, Arte, Xadrez e Educação Física têm
outros critérios a serem observados e considerados pelos professores. Considera-se que o mais
relevante é a participação, logo depois os demais itens como: RCS, trabalhos ou relatórios
etc.

     Os dados obtidos com todas essas formas de avaliação são recolhidos para verificar se
houve a assimilação e compreensão do conteúdo.

     Com isso o educador orienta seu trabalho, reorientando, se necessário:
    A sua atuação constante e imediata sobre as posturas dos alunos;
    Orientações e conteúdos a serem mais enfatizados e cobrados no trabalho diário;
    Modo de avaliação;
    Meios de informar o aluno sobre seu desempenho.



Critério adotado para atribuição de média final a alunos do Ensino Médio
       Todas as atividades e verificações do Ensino Médio valem peso 1 e a média aritmética
é feita pelo resultado obtido no todo.

Observações: Tanto as verificações semestrais, como as outras formas de avaliar são
periodicamente analisadas e corrigidas pelos professores juntamente com os alunos.
     A média final do aluno será obtida por meio da média aritmética das verificações e de
toda a produção do educando no período letivo, tanto dentro quanto fora de sala de aula. São
considerados, portanto, tarefas de casa, trabalhos em grupo, simpósios, projetos sociais,
participação em sala de aula, entre outros.


Sistema de Recuperação
Recuperação Contínua e Paralela

      Paralelamente ao desenvolvimento normal das atividades em aula, o aluno será
orientado quanto aos aspectos de recuperação contínua por meio de:

    orientação de estudos: tarefas extras, exercícios, trabalhos de pesquisa, etc.


                                                                                                11
 atendimento individualizado, a critério do Colégio, no período inverso ao de suas
aulas.

       Após as verificações de recuperação, o Conselho de Classe se reunirá, decidindo e
traçando orientações a respeito do aluno que não conseguiu se recuperar.
       Os responsáveis pelos alunos poderão acompanhar as verificações e recuperações
paralelas, por meio de reuniões periódicas que o Colégio realiza no decorrer do ano letivo.
Isso manterá os pais cientes de como está o processo de ensino-aprendizagem de seu filho.


Recuperação Final

      No final do 2º semestre, os alunos que não conseguirem atingir plenamente os objetivos
essenciais, ou seja, média 7,0 (sete), nos componentes curriculares, serão submetidas à
apreciação dos Conselhos de Classe que avaliará o desempenho global do aluno durante todo
o processo ensino-aprendizagem.
      Só poderá ser encaminhado para Recuperação Final, o aluno que tiver uma média
aritmética de no mínimo 3,5 (três e meio), ou seja, a soma das notas dos dois semestres
dividida por dois deverá totalizar a média citada.
      Caberá aos Conselhos de Série e de Classe decidir quanto à retenção ou
encaminhamento do aluno a estudos de recuperação final. Depois dessa análise, se o aluno for
para a recuperação final, deverá freqüentar as aulas das disciplinas em questão, em horários
especialmente determinados.

Observação:
      De acordo com a Deliberação do Conselho Estadual de Educação nº. 11 de 27/12/96,
em seu artigo 1º, § 2º -... Após cada avaliação periódica, o professor responsável registrará
em ficha individual, as dificuldades observadas de aprendizagem bem como as
recomendações aos próprios alunos, aos pais e outras providências tomadas.




                             PLANTÕES DE DÚVIDAS
      A presença do aluno nos Plantões de Dúvidas é obrigatória quando convocado pelo
professor responsável pela disciplina ou pela coordenação-direção.
      Os plantões existem com a finalidade específica de possibilitar ao aluno a oportunidade
de rever determinado conteúdo no qual apresentou dificuldades. Portanto o Plantão, não se
configura como uma “aula particular”.


                          CALENDÁRIOS ESCOLARES
       No calendário Escolar, estão estipulados todos os dias letivos, bem como eventuais
atividades letivas a serem realizadas aos sábados, as quais exigem a presença do aluno.
       As atividades letivas aos sábados compensam as aulas suspensas (pontes) realizadas
durante o ano. A falta só será abonada nos casos previstos em lei, ao final do ano letivo.
IMPORTANTE: atestado médico não abona falta, apenas justifica a ausência, caso o aluno
ultrapasse o limite de faltas no final do ano letivo.

                                                                                          12
INFORMAÇÕES IMPORTANTES

a) Quadro de Horários:

Horário das aulas:
MANHÃ:
   Ensino Fundamental I – 2º a 5º ano: das 07h10 às 12h10
   Ensino Fundamental II – 6º a 9º ano: das 07h00 às 12h25
  nsino Médio – 1º, 2º e 3º ano: das 07h00 às 12h45

TARDE:
   Ensino Fundamental I – 1 a 5º ano: das 13h10 às 18h10
   Ensino Fundamental II – 6º a 9º ano: das 13h00 às 18h25


Horários de expediente interno:

    Coordenação: das 09h00 às 17h

    Secretaria: das 07h00 às 18h00

   Direção: das 8h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00


b) Aspectos importantes com relação à sala de aula:

     Após a entrada do professor em sala, não é permitida a entrada do aluno que saiu sem
autorização.
     O aluno só poderá sair durante as aulas com autorização expressa do professor ou por
motivo relevante.
     Para evitar interrupções durante as aulas com recados ou circulares, estes serão
entregues pelos professores.
     O professor é autoridade em sala de aula e responsável pela disciplina, devendo
resolver os problemas mais imediatos, encaminhando ao Orientador Educacional aqueles que
julgar mais graves e que necessitarem de acompanhamento específico.
     O encaminhamento ao Orientador Educacional deve ser feito através do representante
de sala ou pelo próprio professor com a notificação de ocorrência preenchida de modo a
esclarecer os motivos e as providências anteriores tomadas pelo mesmo e não atendidas pelo
aluno.
     Não é permitida a permanência de pais e alunos na sala dos professores.


c) Observações importantes sobre a agenda escolar:

      Na agenda os alunos anotam os recados, verificações, tarefas e trabalhos estabelecidos
pelo colégio e/ou professores.
       Nela os professores anotam o não cumprimento de trabalhos, tarefas, esquecimento do
material escolar, o não comparecimento às verificações ou a trabalhos específicos e, o não
cumprimento aos prazos pré-estabelecidos pelos professores.

                                                                                          13
Portanto, a agenda deverá ser diariamente observada pelos pais e assinada, quando
houver comunicado do Colégio. Dessa forma, os pais tomarão conhecimento de todos os
acontecimentos e decisões relativas à vida escolar do filho.


d) Tarefas e Trabalhos

       Os trabalhos em grupo devem ser feitos preferencialmente na biblioteca do colégio
mediante agendamento. Os alunos devem respeitar o tempo determinado para realização do
trabalho e, caso não terminem, podem agendar outra data. Os trabalhos individuais não
precisam ser feitos na biblioteca do colégio.
      As tarefas solicitadas pelos professores deverão ser apresentadas no dia determinado,
pois deixar de apresentar acarreta comprometimento na média geral.

OBSERVAÇÃO: com relação ao não cumprimento de prazos fica estabelecidos que os
trabalhos valerão até 10,0 se forem entregues no dia marcado, até 8,0 se entregues no dia
seguinte e até 6,0 se forem entregues até o 3º dia a partir da data estabelecida. Após esse
período os trabalhos não serão aceitos.


e) Folha de Ocorrências

Nela serão registrados:

      Ausência à aula;
      Comportamentos inadequados;
      Falta de assinatura dos pais quando houver recados na agenda;
      Saídas da aula sem autorização do professor;
      Outros fatos a serem julgados pelo professor.

f) Uniforme Escolar

Lembre-se de que o uso do uniforme proporciona:

      identificação do aluno;
      integração do aluno;
      praticidade.

       O uso do uniforme é obrigatório para todos os alunos em todos os períodos em que
freqüentarem o colégio, como forma de identificação. Quem, reiteradamente, deixar de usá-
lo será impedido de participar das aulas ou outras atividades educativas.

Uniforme de 1° a 5°ano: bermuda azul escuro, camiseta branca, abrigo azul escuro (optativo)
com logotipo do colégio.
Uniforme do 6º a 9º ano: camiseta branca com logotipo do Colégio e calça ou bermuda azul
marinho ou preta. O uso do chinelo é PROIBIDO.
Uniforme do Ensino Médio: camiseta branca com logotipo e a parte debaixo (calça ou
bermuda) à escolha do aluno, desde que adequadas ao ambiente. O uso do chinelo é
PROIBIDO.

                                                                                        14
Os calçados permitidos são tênis, moleca ou sandália sem salto (para meninas). O uso
de rasteirinha ou tamanco É PROIBIDO.
       Para as aulas de Educação Física, os alunos deverão usar tênis e roupas adequadas.
Caso o aluno queira usar outra camiseta para participar dessa aula deverá providenciá-la.


g) Doenças ou acidentes no Colégio

      Durante o período de aulas, o aluno que sofrer qualquer acidente será encaminhado pelo
funcionário do colégio ao socorro imediato e a família será contatada pela Secretaria. Não
possuímos aqui nenhum tipo de medicamento via oral, apenas material de primeiros socorros.
Todo e qualquer medicamento só será ministrado ao aluno com autorização dos responsáveis.


                                        BIBLIOTECA

       A Biblioteca está aberta a todos os alunos, professores e funcionários. O seu objetivo é
selecionar e disponibilizar informações, incentivar o gosto pela leitura e auxiliar na realização
das pesquisas escolares.
       A utilização do acervo da Biblioteca pode ser feita também em sala de aula mediante
prévia escolha do professor, possibilitando a circulação dos livros entre as classes e
facilitando o manuseio dos mesmos.

    Horário de funcionamento da biblioteca: das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 18h00

      A pesquisa escolar constitui uma das principais atividades realizadas no processo
de ensino-aprendizagem, desde os anos iniciais do Ensino Fundamental.
      A missão da biblioteca CERP é estimular o aluno a ter interesse em buscar sempre
mais para seu próprio aprendizado. Seus pontos básicos se referem ao desenvolvimento
da informação, à alfabetização, à educação e à cultura.
      A biblioteca tem a função de ajudar o aluno a estudar com independência,
planejar, conviver, interagir em grupo e ouvir novas opiniões.

      Algumas observações se fazem necessárias para o bom uso da biblioteca:

     É expressamente proibido usar bonés ou gorros na biblioteca;
     A biblioteca é um lugar de estudo, portanto não podemos usá-la como depósito
para guardar as coisas, muito menos espaço para jogos de azar como o baralho;
     Considerando que a biblioteca é um lugar de concentração, também não é permitido
ouvir músicas (MP3) nem usar celular;
     Fica expressamente proibido o consumo de qualquer tipo de alimento nesse espaço,
principalmente chicletes, balas e pirulitos.
      O aluno recebe essas orientações da própria bibliotecária, sabendo, assim, como
usar a biblioteca de maneira adequada e como aproveitar as fontes de consulta e
pesquisa, desenvolvendo pensamento crítico e gosto pela leitura.




                                                                                              15
LABORATÓRIO

      O Laboratório é um recurso para o desenvolvimento de atividades práticas, por meio de
observação e experimentação na área de ciências físicas e biológicas. O material de
Laboratório é utilizado em sala de aula e no próprio laboratório, sendo selecionado e
preparado pelo docente conforme o conteúdo programático a ser desenvolvido na área de
estudo específico.


                                        CANTINA

       A cantina CERP é mantida pelos próprios cooperados (mantenedora). Ela oferece a
melhor opção em alimentação para os alunos, incentivando-os a fazer suas refeições dentro do
colégio, para que não comam bobagens fora do mesmo.
       Não vendemos chocolates e doces em horário de entrada e de saída a fim de preservar a
hora do almoço ou jantar dos estudantes com a família.
       O Colégio oferece uma variedade de lanches naturais ou assados e sucos, porém, os
alunos que preferirem trazer o lanche de casa poderão fazê-lo, pois não os obrigamos a
comprar produtos da cantina. Pedimos apenas para os pais observarem que é proibido trazer
refrigerante e que todo alimento que exigir refrigeração deve ser etiquetado para melhor
identificação dos lanches no balcão.
       O aluno que for consumir o lanche da cantina deve pedir o lanche de sua preferência no
início do período, pois só assamos o salgado na hora. Portanto, os estudantes não devem
esquecer-se de solicitar seu lanche no momento de sua entrada no colégio. Os alunos não
poderão anotar o lanche para pagarem depois, salvo exceções comunicadas pelos pais.
       Vale lembrar que a formação de fila na cantina é natural, visto que trabalhamos com
alunos pequenos que ocupam mais tempo na solicitação de seus produtos. Tal fato nos motiva
a pedir aos pais para que orientem seus filhos a terem paciência com os menores e com o
atendimento. Salientamos que isso é uma questão de cidadania que já estamos começando a
trabalhar com nossos filhos-alunos.


                           Sobre o pagamento de mensalidades

      Os pais receberão os bloquetos das mensalidades na 2ª quinzena de cada mês por meio
dos próprios alunos. O pagamento deve ocorrer até o quinto dia útil de cada mês.
      A fim de garantir a segurança dos nossos estudantes, o Colégio orienta os pais a
pagarem as mensalidades diretamente em agências bancárias.




                                                                                          16
MENSAGEM FINAL SOBRE A PARCERIA FAMÍLIA – ESCOLA

        Esta parceria, baseada na cooperação, no respeito e na confiança, é
imprescindível para o sucesso da educação das nossas crianças e jovens, uma
vez que nossos objetivos são comuns: a formação do caráter, a construção de
conhecimentos e a auto-realização de cada um deles.
        Para tanto, solicitamos a cooperação da Família no acompanhamento
sistemático da vida escolar dos alunos e a atenção da mesma para aspectos
fundamentais:
     O conhecimento detalhado do conteúdo deste manual e a leitura
pormenorizada dos comunicados semanais, dos informativos mensais e de outras
correspondências encaminhadas pelo Colégio.
     A análise das verificações, trabalhos e outros realizados pelo aluno por
meio da ficha de estimativa, do boletim e pasta individual do mesmo;
apresentados em reuniões antecipadamente agendadas.
     O incentivo à formação de hábitos de estudo, por exemplo, a realização
diária das tarefas de casa;
     O encaminhamento do aluno para as aulas de plantão de dúvidas quando
for o caso;
     O favorecimento da presença contínua do aluno em todas as aulas,
justificando por escrito as faltas que porventura ocorram;
     A participação de reuniões, comemorações e eventos do Colégio;
     O cuidado ao marcar consultas médicas ou viagens, evitando prejudicar a
assiduidade do estudante. Da mesma forma, devem-se evitar chegadas tardias ou
saídas antecipadas nos períodos de aula;
     O estímulo ao cumprimento das normas estabelecidas pelo CERP ao
aluno.



     Todas essas informações são consideradas por nós, Educadores CERP,
extremamente relevantes para desenvolvermos uma Educação de
qualidade, pautada em bons valores e voltada para a formação da boa
conduta dos educandos. Ao alcançarmos tal meta, teremos certeza de que
formamos cidadãos íntegros e criativos.




                                                                            17

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensarA escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensar
Renata Peruce
 
Trabalho individual currículo escolar
Trabalho individual   currículo escolarTrabalho individual   currículo escolar
Trabalho individual currículo escolar
hamiltondutra
 
Complemento da apostila i
Complemento da apostila iComplemento da apostila i
Complemento da apostila i
Eduardo Lopes
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Jesica Hencke
 
CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR ...
CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA  E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR  ...CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA  E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR  ...
CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR ...
christianceapcursos
 
A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
Kelly Sauerbonn
 

Mais procurados (19)

A escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensarA escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensar
 
Trabalho individual currículo escolar
Trabalho individual   currículo escolarTrabalho individual   currículo escolar
Trabalho individual currículo escolar
 
Complemento da apostila i
Complemento da apostila iComplemento da apostila i
Complemento da apostila i
 
Ensinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escolaEnsinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escola
 
Por uma educação humanizadora
Por uma educação humanizadoraPor uma educação humanizadora
Por uma educação humanizadora
 
4 o professor contemporaneo
4 o professor contemporaneo4 o professor contemporaneo
4 o professor contemporaneo
 
Projeto 2015
Projeto 2015Projeto 2015
Projeto 2015
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
 
CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR ...
CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA  E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR  ...CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA  E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR  ...
CONSIDERAÇÕES ENTRE INDISCIPLINA E PRÁTICA PEDAGÓGICA NO COTIDIANO ESCOLAR ...
 
A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
 
Escola e sociedade
Escola e sociedadeEscola e sociedade
Escola e sociedade
 
Tecnologia de-gestao-educacional
Tecnologia de-gestao-educacionalTecnologia de-gestao-educacional
Tecnologia de-gestao-educacional
 
3 modelogestao
3 modelogestao3 modelogestao
3 modelogestao
 
Monografia Cione Pedagogia 2008
Monografia Cione Pedagogia 2008Monografia Cione Pedagogia 2008
Monografia Cione Pedagogia 2008
 
A avaliação docente
A avaliação docenteA avaliação docente
A avaliação docente
 
AEducação Conservadora ou tradicional
AEducação Conservadora ou tradicionalAEducação Conservadora ou tradicional
AEducação Conservadora ou tradicional
 
A Educação Conservadora ou Tradicional
A Educação Conservadora ou TradicionalA Educação Conservadora ou Tradicional
A Educação Conservadora ou Tradicional
 
Orientação educacional – mediação e intervenção diante da indisciplina escolar
Orientação educacional – mediação e intervenção diante da indisciplina escolarOrientação educacional – mediação e intervenção diante da indisciplina escolar
Orientação educacional – mediação e intervenção diante da indisciplina escolar
 
Construtivismo na Educacao Infantil
Construtivismo na Educacao InfantilConstrutivismo na Educacao Infantil
Construtivismo na Educacao Infantil
 

Destaque (9)

Colégio Cerp
Colégio CerpColégio Cerp
Colégio Cerp
 
Instrução Normativa nº. 05
Instrução Normativa nº. 05Instrução Normativa nº. 05
Instrução Normativa nº. 05
 
Cartade advertenciadisciplinar
Cartade advertenciadisciplinarCartade advertenciadisciplinar
Cartade advertenciadisciplinar
 
Regimento escolar para as turmas
Regimento escolar para as turmas Regimento escolar para as turmas
Regimento escolar para as turmas
 
LEI DE PROTEÇÃO AO PROFESSOR‏
LEI DE PROTEÇÃO AO PROFESSOR‏LEI DE PROTEÇÃO AO PROFESSOR‏
LEI DE PROTEÇÃO AO PROFESSOR‏
 
Plano de aula educacao fisica
Plano de aula    educacao fisicaPlano de aula    educacao fisica
Plano de aula educacao fisica
 
Modelo relatório individual
Modelo relatório individualModelo relatório individual
Modelo relatório individual
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!
 

Semelhante a Manual da Família Colégio Cerp

Trabalho individual currículo escolar
Trabalho individual   currículo escolarTrabalho individual   currículo escolar
Trabalho individual currículo escolar
elzimarbrito
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
170477
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
170477
 
Relatoriopppunicid
RelatoriopppunicidRelatoriopppunicid
Relatoriopppunicid
lillianmello
 
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
heder oliveira silva
 
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
heder oliveira silva
 
Atps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidadeAtps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidade
mkbariotto
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Jesica Hencke
 
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular   em consulta para aprovaçãoProjecto educativo e curricular   em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
ANA GRALHEIRO
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
ANA GRALHEIRO
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
ANA GRALHEIRO
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
AMG Sobrenome
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Cenpec
 

Semelhante a Manual da Família Colégio Cerp (20)

Colegio Djss
Colegio DjssColegio Djss
Colegio Djss
 
Metodologia de ensino Colegio Nossa senhora de Osasco
Metodologia de ensino Colegio Nossa senhora de OsascoMetodologia de ensino Colegio Nossa senhora de Osasco
Metodologia de ensino Colegio Nossa senhora de Osasco
 
Trabalho individual currículo escolar
Trabalho individual   currículo escolarTrabalho individual   currículo escolar
Trabalho individual currículo escolar
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Relatoriopppunicid
RelatoriopppunicidRelatoriopppunicid
Relatoriopppunicid
 
Tecendo sobre a Inclusão Escolar
Tecendo sobre a Inclusão EscolarTecendo sobre a Inclusão Escolar
Tecendo sobre a Inclusão Escolar
 
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola ReflexivaProfessores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
 
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
 
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01
 
Atps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidadeAtps projeto de extensao_a_comunidade
Atps projeto de extensao_a_comunidade
 
Os desafios de educar com qualidade
Os desafios de educar com qualidadeOs desafios de educar com qualidade
Os desafios de educar com qualidade
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
 
Ensaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo ivEnsaio maria nilza modulo iv
Ensaio maria nilza modulo iv
 
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular   em consulta para aprovaçãoProjecto educativo e curricular   em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3didatica no ensino superios 3
didatica no ensino superios 3
 

Mais de Paulo Grisi

Cartilha+sobre+bulling
Cartilha+sobre+bullingCartilha+sobre+bulling
Cartilha+sobre+bulling
Paulo Grisi
 
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
Paulo Grisi
 
Ler é exercitar o discernimento
Ler é exercitar o discernimentoLer é exercitar o discernimento
Ler é exercitar o discernimento
Paulo Grisi
 
Ser professor é aceitar o desafio de fazer a diferença na
Ser professor é aceitar o desafio de fazer a diferença naSer professor é aceitar o desafio de fazer a diferença na
Ser professor é aceitar o desafio de fazer a diferença na
Paulo Grisi
 
Existia numa aldeia
Existia numa aldeiaExistia numa aldeia
Existia numa aldeia
Paulo Grisi
 
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
Paulo Grisi
 
Como desenhar manga_para_iniciantes
Como desenhar manga_para_iniciantesComo desenhar manga_para_iniciantes
Como desenhar manga_para_iniciantes
Paulo Grisi
 
Você é um ser criado para a eternidade
Você é um ser criado para a eternidadeVocê é um ser criado para a eternidade
Você é um ser criado para a eternidade
Paulo Grisi
 
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobosEis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos
Paulo Grisi
 
Promoção de uma rádio
Promoção de uma rádioPromoção de uma rádio
Promoção de uma rádio
Paulo Grisi
 
A+parábola+da+vaquinha
A+parábola+da+vaquinhaA+parábola+da+vaquinha
A+parábola+da+vaquinha
Paulo Grisi
 

Mais de Paulo Grisi (19)

Oracao em kansas_usa
Oracao em kansas_usaOracao em kansas_usa
Oracao em kansas_usa
 
Licao de-casa
Licao de-casaLicao de-casa
Licao de-casa
 
A Verdadeira Humildade
 A Verdadeira  Humildade  A Verdadeira  Humildade
A Verdadeira Humildade
 
Outdoors cerp
Outdoors cerpOutdoors cerp
Outdoors cerp
 
Cartilha+sobre+bulling
Cartilha+sobre+bullingCartilha+sobre+bulling
Cartilha+sobre+bulling
 
Pai nosso
Pai nossoPai nosso
Pai nosso
 
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
 
Ler é exercitar o discernimento
Ler é exercitar o discernimentoLer é exercitar o discernimento
Ler é exercitar o discernimento
 
Ser professor é aceitar o desafio de fazer a diferença na
Ser professor é aceitar o desafio de fazer a diferença naSer professor é aceitar o desafio de fazer a diferença na
Ser professor é aceitar o desafio de fazer a diferença na
 
Existia numa aldeia
Existia numa aldeiaExistia numa aldeia
Existia numa aldeia
 
Aprendi
AprendiAprendi
Aprendi
 
Andre Luiz - Sinal Verde
Andre Luiz -   Sinal  VerdeAndre Luiz -   Sinal  Verde
Andre Luiz - Sinal Verde
 
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
E chegaram para o fidel dizendo que cuba está tão ruim que as universitárias ...
 
Como desenhar manga_para_iniciantes
Como desenhar manga_para_iniciantesComo desenhar manga_para_iniciantes
Como desenhar manga_para_iniciantes
 
Você é um ser criado para a eternidade
Você é um ser criado para a eternidadeVocê é um ser criado para a eternidade
Você é um ser criado para a eternidade
 
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobosEis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos
 
Promoção de uma rádio
Promoção de uma rádioPromoção de uma rádio
Promoção de uma rádio
 
A+parábola+da+vaquinha
A+parábola+da+vaquinhaA+parábola+da+vaquinha
A+parábola+da+vaquinha
 
André luiz
André luizAndré luiz
André luiz
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 

Manual da Família Colégio Cerp

  • 1. Ensino Fundamental e Médio MENSAGEM DA DIREÇÃO Prezados Pais: O Colégio CERP sente-se honrado em assumir a co-responsabilidade na educação de seu (sua) filho (a). Temos consciência de que somente uma educação baseada em princípios éticos, com limites bem definidos, que se processe por meio do exemplo, do diálogo e da compreensão será bem sucedida. Mais do que nunca, faz-se necessária a união entre Pais e Filhos, Escola e Família, a fim de garantir uma vida com responsabilidade e um futuro de sucesso para seu (sua) filho (a), nosso aluno. Para obtermos tal sucesso, contamos com uma equipe de excelentes qualificações que, ciente da grande missão que é educar, valoriza a vivência e transmite princípios sólidos que norteiam a vida de nossos alunos. A família, por meio deste manual, terá acesso às informações referentes ao funcionamento do Colégio tais como: processo educacional, formas de atendimento, normas que regulamentam nosso trabalho e outros procedimentos e atitudes que fazem parte do dia-a-dia escolar. Assim sendo, solicitamos a sua leitura cuidadosa. Em caso de qualquer dúvida, nossa equipe estará sempre disponível para atendê-los. Sejam bem-vindos ao CERP! A Direção 1
  • 2. FILOSOFIA EDUCACIONAL A idéia essencial do Colégio CERP é trabalhar com profissionais identificados com a sua filosofia e fazer uso de uma metodologia coerente com a mesma. Os funcionários da área de educação, além de ter um elevado espírito científico e de equipe, têm que cultivar, sobretudo, um espírito de educador, pois a valorização do indivíduo e o respeito a seus limites e potencialidades é muito importante para nós. Já que cada aluno é um ser único e tem sua própria identidade, é preciso que o professor fique atento a essas diferenças e dê as diretrizes corretas para que ele se constitua como cidadão livre e consciente de seus próprios ideais. Tornando-se crítico e reflexivo, o aluno, além de sujeito único, será também um cidadão participativo e realizado pessoalmente. O Colégio CERP entende que o êxito no processo ensino/aprendizagem se dá por meio de um trabalho coletivo, baseado no comprometimento de todos. Desse modo, o que é estar comprometido com a Filosofia CERP? Tendo em vista que o comportamento do nosso aluno é largamente influenciado pela postura de todos nós, tanto educadores quanto pais, é preciso ter sensatez nas atitudes e caráter nas decisões dentro do espaço educativo (casa-escola), no qual o educando está inserido. Os pais, os professores e os demais funcionários que estão se relacionando com os alunos devem dizer, mas também ouvir; escrever, mas também ler o que lhes foi escrito. Acima de tudo, conviver bem e ter respeito e carinho para com todos, pois é no exemplo do educador (família-professor) que o filho-aluno se espelha. Assim, é necessário que todos os envolvidos na formação de um indivíduo estejam atentos à natureza e as mudanças que o homem está sofrendo através dos tempos, não se deixando abater pela falta de ânimo e preservando o bom humor para lidar com as inconstâncias da vida. Enfim, é preciso ter serenidade para desenvolver plenamente as atividades do dia-a- dia, não esquecendo que não estamos sozinhos; a confiança pessoal e profissional uns nos outros faz com que todos sejam parte integrante de um único elo. A determinação permite que FAMÍLIA e ESCOLA, mesmo ensinando, aprendam cada vez mais. CRENÇAS QUE DÃO IDENTIDADE AO COLÉGIO O Colégio CERP tem crença em princípios que definem o processo educacional de seus alunos. Essas crenças são as seguintes: 1) Crença na educação A educação no CERP baseia-se na humanização, na responsabilidade, na democracia, na criatividade, no espírito crítico e na autonomia. Esses fatores são fundamentais à formação de cidadãos inovadores, solidários e comprometidos com o bem comum. 2) Crença no aluno No CERP, o aluno possui “luz própria” e pode desenvolver livremente o seu potencial, mas também é orientado para suas responsabilidades. É importante que ele compreenda que há normas a serem seguidas no Colégio e na sociedade e, assim, prepare-se para superar os desafios que surgirão em toda a sua vida. 2
  • 3. 3) Crença no professor Os professores são a “alma” do colégio. Eles devem ser criativos e entusiasmados. Também devem ser capazes de ensinar, de ouvir, de motivar e, principalmente, de aprender sempre. 4) Crença no relacionamento família e escola A participação da Família é fundamental no processo educacional. Com o auxílio das famílias, o CERP tem convicção de que a construção do conhecimento por parte do aluno se dará de forma completa. 5) Crença no material didático O CERP acredita que o seu material didático é um ótimo referencial para que o colégio, junto com seus professores, conduza o aprendizado dos alunos com qualidade e liberdade, tendo assim uma ótima base para motivar os educandos ao prazer da descoberta do conhecimento. 6) Crença na formação para a vida O CERP acredita que o aluno constrói o conhecimento à medida que a instituição de ensino e a família oportunizam um número crescente de experiências e de informações. Os educandos participam de inúmeras atividades que desenvolvem aqueles que são considerados nossos valores mais importantes: responsabilidade, respeito, solidariedade, justiça, honestidade, amizade e humildade. 7) Crença na Equipe Técnico-Administrativa O CERP acredita que só poderá desenvolver estas crenças com o apoio direto de todos aqueles que atuam nos bastidores, organizando, atendendo, preparando, orientando e, principalmente, contribuindo com a formação dos alunos dia a dia, completamente envolvidos no processo educacional. PROJETO PEDAGÓGICO Acreditamos que, para colocarmos em prática um Projeto Pedagógico real, todos devem estar envolvidos no processo educacional (professores, pais ou responsáveis, alunos e equipe técnico-administrativa). Se estes estiverem comprometidos e articulados com o mesmo, por meio do esforço coletivo e diário nas ações que buscam sua efetivação, teremos êxito. ABORDAGEM TEÓRICO-METODOLÓGICA Nossa proposta pedagógica tem características próprias: relaciona-se à corrente Cognitivista ao se basear em princípios evolucionistas; tem caráter humanista, ao propor o respeito à “humanidade”; conta uma face tradicional e sistêmica, ao trabalhar em direção a objetivos pré-estabelecidos e, além disso, mostra-se dialética, ao pressupor que a superação das contradições implica em movimento. 3
  • 4. Proposta Curricular A proposta educacional do Colégio CERP está diretamente ligada à concepção de “ser humano”, de “mundo” e de “sociedade”. Partindo dessa visão mais ampla, foram levantados os nossos objetivos gerais:  Ser espaço de criação da identidade do educando;  Ser espaço de socialização e de criação de laços comunitários;  Favorecer o acesso à cultura, despertando o gosto pelo conhecimento;  Ajudar a resgatar o gosto de viver, o sentido da vida; criar condições para o desenvolvimento de um autoconceito positivo aos educandos;  Ajudar o aluno a adquirir método de pensamento, conhecimento, pesquisa, investigação;  Favorecer o desenvolvimento de instrumentos de participação na sociedade, por meio da construção do conhecimento de forma significativa, crítica e duradoura, e trabalhar com conceitos fundamentais para a leitura e intervenção no mundo;  Formar o novo dirigente social: aquele que tem condições de dirigir ou controlar quem dirige;  Ajudar a desenvolver no aluno um compromisso com uma causa maior: ser capaz de pensar e vivenciar algo além de seus interesses imediatos – além do dinheiro, do poder e do prazer. Esse processo exige um embasamento em valores como justiça, verdade, solidariedade, respeito, os quais são imprescindíveis para o CERP. Dessa forma, o colégio se abre como espaço de vivência e recriação do mundo que cerca nossos alunos. Metodologia Nossa proposta metodológica exige do professor a compreensão de que o processo ensino-aprendizagem consiste na construção do conhecimento e não na mera repetição de novas informações e, para isso, deve-se ter uma postura metodológica que possa ajudar o aluno na aquisição e construção de seus conhecimentos. O aluno é motivado a participar de aquisição do conhecimento, interagindo com outros, valorizando a troca de experiências e os conhecimentos adquiridos fora do colégio. O professor trabalha com o aluno como um todo, respeitando suas fases de desenvolvimento e suas estruturas mentais. Valorizando a nossa proposta, temos alguns princípios que têm se mostrado eficazes, tais como:  Interdisciplinaridade: todos os professores estão comprometidos com os objetivos e metas do CERP referentes à formação de habilidades. Não há, no colégio, prática pedagógica isolada.  Igualdade entre as disciplinas: todo conhecimento é igualmente importante, não havendo supervalorização de componentes curriculares em detrimento de outros.  Interação entre todos os envolvidos no processo educativo: professores, pais e alunos.  Espírito de parceria, de cooperação entre os funcionários e também entre o colégio e a família.  Boa relação entre professor e aluno. Pesquisas confirmam que a disciplina é condição para que a aprendizagem ocorra, portanto, deve haver um bom relacionamento entre os envolvidos com o trabalho de EDUCAR. 4
  • 5. Ainda de acordo com a proposta educacional do Colégio CERP, nosso alunos são formados de acordo com os seguintes aspectos:  Adequação da linguagem oral e escrita;  Memória, raciocínio, compreensão para análise e síntese;  Espírito crítico, desalienação;  Hábitos de estudo e leitura;  Hábitos de saúde e higiene;  Hábitos de preservação da natureza e bens coletivos;  Aprendizagem ativa: experienciar para aprender;  Habilidade de fazer descobertas por meio de resolução de problema;  Criatividade e expressão clara e correta. CÓDIGO DISCIPLINAR O Código Disciplinar é parte integrante do Regimento Escolar do Centro Educacional Rio Preto – Colégio CERP. As aulas que constam em carga horária semanal são de presença obrigatória para o aluno, exigindo-se, portanto pontualidade e assiduidade, as quais são essenciais à vida do aluno. Na ocasião da matrícula são fornecidas todas as orientações necessárias e no início do ano letivo são entregues aos alunos o calendário de atividades anuais e o horário das aulas de sua turma. Atrasos não serão permitidos, com a finalidade única de respeitar o aluno e não prejudicar o andamento interno do Colégio. No caso de atraso por motivos relevantes, os responsáveis deverão justificar junto à secretaria, coordenação ou direção do Colégio. Quando o aluno necessitar sair mais cedo do CERP, os pais e/ou responsáveis deverão fazer justificativas por escrito na agenda escolar ou comunicar à secretaria. O portão de entrada será aberto por funcionário do CERP às 6h55 para o período da manhã e às 12h55 para o período da tarde e fechado 10 minutos após o sinal de entrada de cada turma. O mesmo procedimento ocorrerá no horário de saída, tanto de manhã quanto à tarde. Após os horários de tolerância, não será permitida a entrada de nenhum aluno desacompanhado de seu responsável, que deverá justificar o fato. Quanto aos atrasos do aluno, quando forem consecutivos, o colégio procederá da seguinte forma: 1º atraso: o aluno perderá a 1ª aula. 2º atraso: o responsável será comunicado e o aluno não entrará na 1ª aula. 3º atraso: o aluno será impedido de assistir as aulas; do dia, e o responsável retornará com o mesmo. 5
  • 6. Importante:  O Colégio se exime de qualquer responsabilidade para com o aluno passados 15 minutos do horário de saída.  Após o fechamento da secretaria, permanecem no colégio apenas os funcionários responsáveis pela limpeza e segurança. Esses não estão autorizados a permitir a entrada de nenhum aluno ou seu responsável nas dependências do prédio. Pedimos não insistir, pois o funcionário sofrerá punições da mantenedora.  Os professores do Colégio são proibidos, por regimento interno, de ministrarem aulas particulares para qualquer aluno do CERP, independentemente do ano que esteja cursando.  Compete ao colégio, após verificação da real necessidade, avisar aos pais e solicitar sua presença quando acontecer algum imprevisto ou urgência com os alunos.  Os professores só estão autorizados a receber pais ou responsáveis em horários determinados pela coordenação pedagógica. Portanto, os assuntos relativos ao rendimento escolar dos alunos não poderão, em nenhuma hipótese, ser tratados em seus telefones particulares.  É expressamente proibida a entrega de convites de aniversário nas dependências do colégio, a não ser que seja para todos os colegas de sala. Isso evitará situações constrangedoras para nossas crianças.  É obrigatória a entrega da documentação exigida pelo Colégio CERP no ato da matrícula ou, quando for o caso, no prazo estipulado. A matrícula somente será deferida mediante a apresentação da documentação completa. CORPO DISCENTE O corpo discente é constituído por todos os alunos matriculados. São direitos do aluno: a) ter asseguradas as condições necessárias ao desenvolvimento de suas potencialidades sociais e individuais; b) ter assegurado o respeito aos direitos da pessoa humana e as suas liberdades fundamentais; c) ter asseguradas boas condições de aprendizagem; devendo lhe ser propiciada ampla assistência por parte do professor e acesso aos recursos materiais e didáticos do Colégio; d) questionar os resultados das verificações de seu desempenho; e) reunir-se a seus colegas para organização de agremiações e campanhas de cunho educativo, nas condições estabelecidas ou aprovadas pelo Diretor do Colégio; f) receber atendimento adequado por parte dos servidores do CERP; g) formular petições ou representar sobre assuntos pertinentes à vida escolar; h) participar de atividades do colégio seja esportivo ou cultural. 6
  • 7. São deveres do aluno: a) contribuir para o prestígio do colégio; b) atuar pontualmente e de forma participante às atividades que lhe forem designadas; c) ter adequado comportamento social tratando servidores do Cerp e colegas com civilidade e respeito; d) cooperar para a boa conservação dos móveis do colégio e equipamentos, colaborando com a manutenção de boas condições de asseio do edifício e suas dependências; e) não portar material que possa representar perigo para a saúde, segurança e integridade física ou moral, sua ou de outrem; f) observar rigorosa probidade na execução de quaisquer provas ou trabalhos escolares; g) submeter à aprovação dos superiores à realização de atividades de iniciativa pessoal ou de grupos, no âmbito do colégio; h) não participar de movimentos de indisciplina coletiva; i) comportar-se de modo a fortalecer o espírito patriótico e a responsabilidade democrática. j) apresentar-se com asseio e decência no vestuário, observando a obrigatoriedade do uso do uniforme do colégio; k) indenizar o prejuízo quando produzir danos materiais ao estabelecimento ou a objetos de propriedade dos colegas ou dos funcionários; n) ocupar o lugar que lhe for destinado, no mapeamento da sala. O mapeamento é da responsabilidade do professor coordenador e é estabelecido em consenso pelo conjunto de docentes da turma. Quando, eventualmente, um dos professores permitirem ou determinarem a troca de lugares, o aluno deverá retornar ao seu lugar correto antes do início da aula seguinte; o) manter-se atento e participativo durante as aulas, executando as atividades determinadas pelos professores com empenho e dedicação; p) ler, diariamente, os editoriais da sala de aula, referentes à sua turma; s) estudar, fazer as tarefas, portar todo o material escolar solicitado e guardar os livros didáticos dos semestres até o final do ano letivo. s) desenvolver o hábito de estudo, fazendo as tarefas de casa e revendo os conteúdos trabalhados em sala diariamente; t) ser honesto na apresentação das tarefas e trabalhos, na realização das avaliações e nas atitudes no dia-a-dia; u) comparecer às recuperações sempre que convocado; v) entregar a Família à correspondência enviada pelo Colégio, devolvendo-a assinada, no prazo estabelecido, quando for o caso; w) comparecer às solenidades, festas cívicas e outros eventos promovidos pelo estabelecimento; x) cuidar de seus pertences. Objetos de valor não deverão ser trazidos ao colégio, pois esse não se responsabilizará em caso de extravios. Quando encontrados ou entregues por terceiros, os objetos ficam à disposição; y) procurar o orientador educacional sempre que houver possibilidade de desentendimento entre alunos. No caso de envolvimento de alunos em brigas com grupos ou pessoas estranhas nas proximidades do colégio, os educandos sofrerão sanções disciplinares, podendo ser encaminhados a outras instituições de acompanhamento educativo. z) obedecer rigorosamente às normas estabelecidas no “Código Disciplinar do Colégio”, o qual lhe é entregue na ocasião da matrícula. 7
  • 8. A inobservância dos deveres estipulados sujeita o aluno às seguintes penalidades:  Advertência verbal;  Repreensão escrita, a ser devolvida com assinatura do pai ou responsável; (ocorrência ou advertência).  Suspensão de 01 (um) até 06 (seis) dias letivos;  Transferência compulsória. Nesse último caso, a penalidade será aplicada pelo Diretor após a apuração de culpabilidade, ouvido o Conselho de Série e de Classe que será convocado especialmente para esse fim, assegurando ao aluno o direito à defesa, assistida quando menor pelo pai ou responsável. Atitudes que poderão acarretar punições ao aluno:  Fumar ou consumir bebidas alcoólicas nas dependências do Colégio.  Fazer uso do telefone do Cerp, sem estar devidamente autorizado.  Andar de bicicleta, skates e patins no espaço interno no CERP.  Correr em rampas e escadas do colégio.  Trazer brinquedos para escola sem solicitação dos professores.  Desrespeitar, agredir física e moralmente a qualquer pessoa.  Jogar baralho ou qualquer outro jogo que não seja educativo.  Atrapalhar e tumultuar a aula com conversas, bolinhas de papel, risadas, vaias, batucadas, gritos, vocabulário impróprio, desenhos, bilhetes e outros.  Permanecer na porta da sala nos intervalos de aulas dificultando a entrada ou saída dos colegas.  Permanecer no corredor ou fora de seu lugar no momento em que o professor entrar na sala de aula. Se houver necessidade de o aluno sair da sala durante as aulas, esse deverá ser acompanhado pelo representante de sala ou portar autorização do professor.  Comer, mascar chicletes ou chupar balas e pirulitos durante as aulas.  Usar bonés, capuz, touca, gorro quando em sala de aula, laboratórios e outros espaços físicos fechados.  Praticar atos que prejudiquem as atividades escolares, em sala ou fora dela, que sejam contrários aos bons costumes ou excedam os limites de segurança e da boa educação.  Apelidar, ofender, discriminar ou expor a situações embaraçosas colegas, professores e funcionários.  Namorar de maneira desrespeitosa ou que cause transtornos aos demais alunos que compartilhem o mesmo ambiente.  Falsificar a assinatura de professores, pais ou responsáveis, quando lhe for enviada correspondência referente à sua situação escolar.  Usar piercing em qualquer parte visível do corpo.  Usar brincos de argolas (meninos), sendo permitido somente o uso de pequenas pedrinhas.  Usar celulares, MP3 e similares. É importante ressaltar que o Colégio não se responsabiliza caso o aluno os traga escondido e aconteça algo com tais aparelhos. 8
  • 9.  Ocupar-se, durante as aulas, com atividade alheia aos objetivos educacionais ou portar material estranho às atividades escolares. Em caso de ocorrência desse último fato, o aluno deverá entregar ao professor ou funcionário do CERP o material estranho, o qual será entregue diretamente aos pais ou responsáveis. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DA APRENDIZAGEM A verificação, dentro da proposta educacional do Colégio CERP, tem um enfoque diferente de uma proposta tradicional. Nosso sistema de acompanhamento da aprendizagem do aluno baseia-se em princípios do construtivismo (de Piaget) do sócio construtivismo (de Vygotski). Tais princípios enfatizam que o professor não dá conhecimento ao aluno. Ele auxilia o aluno num processo ativo de aprendizagem em que este último, com ações motoras, perceptivas, reflexivas ou intuitivas, constrói ou reconstrói o conhecimento. Todo o grupo, incluído nele o professor e os colegas, fornece elementos que “alimentarão” esta construção. Dessa forma, todas as etapas do processo de aprendizagem precisam ser verificadas, não somente o produto final. Neste processo, a verificação da proposta de trabalho do professor (verificação diagnóstica), por ele mesmo e pela equipe pedagógica, é tão importante quanto à verificação do próprio aluno. Para que os instrumentos de avaliação de um professor sejam mais consistentes, ele precisa obter dados de observação e analisar constantemente os trabalhos produzidos pelos alunos. Esse procedimento permite mais clareza sobre desempenho do aluno, além de uma oportunidade de reorientação da própria prática pedagógica. O professor e o coordenador definem os dados a serem coletados. A verificação de cada aluno deverá considerar nossa proposta de participação na formação integral do sujeito, entendendo como papel da escola a construção significativa do conhecimento e o desenvolvimento da autonomia e da autoconfiança do ser humano. Nesse sentido, será essencial buscar o autoconhecimento por meio da interação entre as reflexões: “quem eu sou?” e “o que esperam de mim?”, permitindo assim que a inserção social se efetue por intermédio da análise e ponderação dos dados obtidos pela observação do professor. São instrumentos de acompanhamento do desempenho do aluno:  Verificações marcadas ou não;  Exercícios realizados em aula e/ou casa (tarefas);  Relatórios;  Resumos;  Debates;  Seminários;  Leitura de livros;  RC (Refletir – Crescer) e verificações para estimular no aluno hábito diário de estudo;  Projetos Sociais realizados dentro ou fora do colégio;  Simpósios. 9
  • 10. Outros aspectos observados pelo professor:  Qualidade do trabalho apresentado;  Realização e apresentação de tarefas;  Reformulação e/ou complementação de atividades como resumos, exercícios, redações;  Boa apresentação estética;  Pontualidade na entrega;  Clareza;  Empenho na realização conforme o potencial de cada aluno. O professor, ao final de cada semestre, analisará e poderá somar todos os dados provenientes de diferentes formas de acompanhamento, a fim de obter o resultado da aprendizagem adquirida pelo aluno da forma mais ampla possível. Observações sobre as verificações semestrais 1. Os alunos do Ensino Fundamental e Médio poderão realizar mais de uma verificação no mesmo dia. 2. As datas de realização de verificações, sondagens e atividades especiais são de exclusivo critério do Cerp, não podendo em hipótese alguma, haver interferência dos pais ou responsáveis. 3. Os alunos que estiverem impedidos de realizar as verificações, sondagens ou atividades especiais, por motivo de doença comprovadamente grave terão direito a solicitar a 2ª chamada, obedecendo para tanto aos critérios abaixo: a) 2° a 5° ano: aviso prévio dos pais à direção do CERP. b) 6° a 9º ano e Ensino Médio: somente em caso de doença com atestado médico. c) A 2ª chamada será marcada pelo professor responsável da matéria. 4. O aluno ou seu responsável deverá solicitar junto à Secretaria o requerimento de 2ª chamada no prazo máximo de 24 horas após a realização da verificação, bem como apresentar documentos comprobatórios do fato, juntamente com o requerimento preenchido; 5. A autorização para realização será feita pela Coordenação ou pela Direção do colégio dentro do prazo de 24 horas após o recebimento do pedido; 6. As verificações serão realizadas em horários e dias estipulados em calendário escolar e estarão sujeitas ao pagamento de taxa instituída pela Secretaria do Colégio; 7. Não será realizada 2ª chamada de verificação na semana que antecede ao fechamento das notas. 10
  • 11. Critério adotado para atribuição de média final a alunos do 2° ao 9° ano do Ensino Fundamental Os professores das disciplinas de Língua Portuguesa (Gramática, Literatura e Produção Textual), Matemática, História, Geografia, Ciências, Física, Química, Filosofia, Inglês e Espanhol usarão o critério abaixo: Nota de participação (peso 1) + Nota de RC (peso 1) + Nota de Trabalhos (peso 1) + Nota de Tarefas (peso 1); Nota de Projetos ou Simpósio (peso 1); Nota da Verificação Semestral (peso 1) = Média Final no Boletim. Observação: As disciplinas de Psicologia, Informática, Arte, Xadrez e Educação Física têm outros critérios a serem observados e considerados pelos professores. Considera-se que o mais relevante é a participação, logo depois os demais itens como: RCS, trabalhos ou relatórios etc. Os dados obtidos com todas essas formas de avaliação são recolhidos para verificar se houve a assimilação e compreensão do conteúdo. Com isso o educador orienta seu trabalho, reorientando, se necessário:  A sua atuação constante e imediata sobre as posturas dos alunos;  Orientações e conteúdos a serem mais enfatizados e cobrados no trabalho diário;  Modo de avaliação;  Meios de informar o aluno sobre seu desempenho. Critério adotado para atribuição de média final a alunos do Ensino Médio Todas as atividades e verificações do Ensino Médio valem peso 1 e a média aritmética é feita pelo resultado obtido no todo. Observações: Tanto as verificações semestrais, como as outras formas de avaliar são periodicamente analisadas e corrigidas pelos professores juntamente com os alunos. A média final do aluno será obtida por meio da média aritmética das verificações e de toda a produção do educando no período letivo, tanto dentro quanto fora de sala de aula. São considerados, portanto, tarefas de casa, trabalhos em grupo, simpósios, projetos sociais, participação em sala de aula, entre outros. Sistema de Recuperação Recuperação Contínua e Paralela Paralelamente ao desenvolvimento normal das atividades em aula, o aluno será orientado quanto aos aspectos de recuperação contínua por meio de:  orientação de estudos: tarefas extras, exercícios, trabalhos de pesquisa, etc. 11
  • 12.  atendimento individualizado, a critério do Colégio, no período inverso ao de suas aulas.  Após as verificações de recuperação, o Conselho de Classe se reunirá, decidindo e traçando orientações a respeito do aluno que não conseguiu se recuperar. Os responsáveis pelos alunos poderão acompanhar as verificações e recuperações paralelas, por meio de reuniões periódicas que o Colégio realiza no decorrer do ano letivo. Isso manterá os pais cientes de como está o processo de ensino-aprendizagem de seu filho. Recuperação Final No final do 2º semestre, os alunos que não conseguirem atingir plenamente os objetivos essenciais, ou seja, média 7,0 (sete), nos componentes curriculares, serão submetidas à apreciação dos Conselhos de Classe que avaliará o desempenho global do aluno durante todo o processo ensino-aprendizagem. Só poderá ser encaminhado para Recuperação Final, o aluno que tiver uma média aritmética de no mínimo 3,5 (três e meio), ou seja, a soma das notas dos dois semestres dividida por dois deverá totalizar a média citada. Caberá aos Conselhos de Série e de Classe decidir quanto à retenção ou encaminhamento do aluno a estudos de recuperação final. Depois dessa análise, se o aluno for para a recuperação final, deverá freqüentar as aulas das disciplinas em questão, em horários especialmente determinados. Observação: De acordo com a Deliberação do Conselho Estadual de Educação nº. 11 de 27/12/96, em seu artigo 1º, § 2º -... Após cada avaliação periódica, o professor responsável registrará em ficha individual, as dificuldades observadas de aprendizagem bem como as recomendações aos próprios alunos, aos pais e outras providências tomadas. PLANTÕES DE DÚVIDAS A presença do aluno nos Plantões de Dúvidas é obrigatória quando convocado pelo professor responsável pela disciplina ou pela coordenação-direção. Os plantões existem com a finalidade específica de possibilitar ao aluno a oportunidade de rever determinado conteúdo no qual apresentou dificuldades. Portanto o Plantão, não se configura como uma “aula particular”. CALENDÁRIOS ESCOLARES No calendário Escolar, estão estipulados todos os dias letivos, bem como eventuais atividades letivas a serem realizadas aos sábados, as quais exigem a presença do aluno. As atividades letivas aos sábados compensam as aulas suspensas (pontes) realizadas durante o ano. A falta só será abonada nos casos previstos em lei, ao final do ano letivo. IMPORTANTE: atestado médico não abona falta, apenas justifica a ausência, caso o aluno ultrapasse o limite de faltas no final do ano letivo. 12
  • 13. INFORMAÇÕES IMPORTANTES a) Quadro de Horários: Horário das aulas: MANHÃ:  Ensino Fundamental I – 2º a 5º ano: das 07h10 às 12h10  Ensino Fundamental II – 6º a 9º ano: das 07h00 às 12h25 nsino Médio – 1º, 2º e 3º ano: das 07h00 às 12h45 TARDE:  Ensino Fundamental I – 1 a 5º ano: das 13h10 às 18h10  Ensino Fundamental II – 6º a 9º ano: das 13h00 às 18h25 Horários de expediente interno:  Coordenação: das 09h00 às 17h  Secretaria: das 07h00 às 18h00 Direção: das 8h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00 b) Aspectos importantes com relação à sala de aula:  Após a entrada do professor em sala, não é permitida a entrada do aluno que saiu sem autorização.  O aluno só poderá sair durante as aulas com autorização expressa do professor ou por motivo relevante.  Para evitar interrupções durante as aulas com recados ou circulares, estes serão entregues pelos professores.  O professor é autoridade em sala de aula e responsável pela disciplina, devendo resolver os problemas mais imediatos, encaminhando ao Orientador Educacional aqueles que julgar mais graves e que necessitarem de acompanhamento específico.  O encaminhamento ao Orientador Educacional deve ser feito através do representante de sala ou pelo próprio professor com a notificação de ocorrência preenchida de modo a esclarecer os motivos e as providências anteriores tomadas pelo mesmo e não atendidas pelo aluno.  Não é permitida a permanência de pais e alunos na sala dos professores. c) Observações importantes sobre a agenda escolar: Na agenda os alunos anotam os recados, verificações, tarefas e trabalhos estabelecidos pelo colégio e/ou professores. Nela os professores anotam o não cumprimento de trabalhos, tarefas, esquecimento do material escolar, o não comparecimento às verificações ou a trabalhos específicos e, o não cumprimento aos prazos pré-estabelecidos pelos professores. 13
  • 14. Portanto, a agenda deverá ser diariamente observada pelos pais e assinada, quando houver comunicado do Colégio. Dessa forma, os pais tomarão conhecimento de todos os acontecimentos e decisões relativas à vida escolar do filho. d) Tarefas e Trabalhos Os trabalhos em grupo devem ser feitos preferencialmente na biblioteca do colégio mediante agendamento. Os alunos devem respeitar o tempo determinado para realização do trabalho e, caso não terminem, podem agendar outra data. Os trabalhos individuais não precisam ser feitos na biblioteca do colégio. As tarefas solicitadas pelos professores deverão ser apresentadas no dia determinado, pois deixar de apresentar acarreta comprometimento na média geral. OBSERVAÇÃO: com relação ao não cumprimento de prazos fica estabelecidos que os trabalhos valerão até 10,0 se forem entregues no dia marcado, até 8,0 se entregues no dia seguinte e até 6,0 se forem entregues até o 3º dia a partir da data estabelecida. Após esse período os trabalhos não serão aceitos. e) Folha de Ocorrências Nela serão registrados:  Ausência à aula;  Comportamentos inadequados;  Falta de assinatura dos pais quando houver recados na agenda;  Saídas da aula sem autorização do professor;  Outros fatos a serem julgados pelo professor. f) Uniforme Escolar Lembre-se de que o uso do uniforme proporciona:  identificação do aluno;  integração do aluno;  praticidade. O uso do uniforme é obrigatório para todos os alunos em todos os períodos em que freqüentarem o colégio, como forma de identificação. Quem, reiteradamente, deixar de usá- lo será impedido de participar das aulas ou outras atividades educativas. Uniforme de 1° a 5°ano: bermuda azul escuro, camiseta branca, abrigo azul escuro (optativo) com logotipo do colégio. Uniforme do 6º a 9º ano: camiseta branca com logotipo do Colégio e calça ou bermuda azul marinho ou preta. O uso do chinelo é PROIBIDO. Uniforme do Ensino Médio: camiseta branca com logotipo e a parte debaixo (calça ou bermuda) à escolha do aluno, desde que adequadas ao ambiente. O uso do chinelo é PROIBIDO. 14
  • 15. Os calçados permitidos são tênis, moleca ou sandália sem salto (para meninas). O uso de rasteirinha ou tamanco É PROIBIDO. Para as aulas de Educação Física, os alunos deverão usar tênis e roupas adequadas. Caso o aluno queira usar outra camiseta para participar dessa aula deverá providenciá-la. g) Doenças ou acidentes no Colégio Durante o período de aulas, o aluno que sofrer qualquer acidente será encaminhado pelo funcionário do colégio ao socorro imediato e a família será contatada pela Secretaria. Não possuímos aqui nenhum tipo de medicamento via oral, apenas material de primeiros socorros. Todo e qualquer medicamento só será ministrado ao aluno com autorização dos responsáveis. BIBLIOTECA A Biblioteca está aberta a todos os alunos, professores e funcionários. O seu objetivo é selecionar e disponibilizar informações, incentivar o gosto pela leitura e auxiliar na realização das pesquisas escolares. A utilização do acervo da Biblioteca pode ser feita também em sala de aula mediante prévia escolha do professor, possibilitando a circulação dos livros entre as classes e facilitando o manuseio dos mesmos. Horário de funcionamento da biblioteca: das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 18h00 A pesquisa escolar constitui uma das principais atividades realizadas no processo de ensino-aprendizagem, desde os anos iniciais do Ensino Fundamental. A missão da biblioteca CERP é estimular o aluno a ter interesse em buscar sempre mais para seu próprio aprendizado. Seus pontos básicos se referem ao desenvolvimento da informação, à alfabetização, à educação e à cultura. A biblioteca tem a função de ajudar o aluno a estudar com independência, planejar, conviver, interagir em grupo e ouvir novas opiniões. Algumas observações se fazem necessárias para o bom uso da biblioteca:  É expressamente proibido usar bonés ou gorros na biblioteca;  A biblioteca é um lugar de estudo, portanto não podemos usá-la como depósito para guardar as coisas, muito menos espaço para jogos de azar como o baralho;  Considerando que a biblioteca é um lugar de concentração, também não é permitido ouvir músicas (MP3) nem usar celular;  Fica expressamente proibido o consumo de qualquer tipo de alimento nesse espaço, principalmente chicletes, balas e pirulitos. O aluno recebe essas orientações da própria bibliotecária, sabendo, assim, como usar a biblioteca de maneira adequada e como aproveitar as fontes de consulta e pesquisa, desenvolvendo pensamento crítico e gosto pela leitura. 15
  • 16. LABORATÓRIO O Laboratório é um recurso para o desenvolvimento de atividades práticas, por meio de observação e experimentação na área de ciências físicas e biológicas. O material de Laboratório é utilizado em sala de aula e no próprio laboratório, sendo selecionado e preparado pelo docente conforme o conteúdo programático a ser desenvolvido na área de estudo específico. CANTINA A cantina CERP é mantida pelos próprios cooperados (mantenedora). Ela oferece a melhor opção em alimentação para os alunos, incentivando-os a fazer suas refeições dentro do colégio, para que não comam bobagens fora do mesmo. Não vendemos chocolates e doces em horário de entrada e de saída a fim de preservar a hora do almoço ou jantar dos estudantes com a família. O Colégio oferece uma variedade de lanches naturais ou assados e sucos, porém, os alunos que preferirem trazer o lanche de casa poderão fazê-lo, pois não os obrigamos a comprar produtos da cantina. Pedimos apenas para os pais observarem que é proibido trazer refrigerante e que todo alimento que exigir refrigeração deve ser etiquetado para melhor identificação dos lanches no balcão. O aluno que for consumir o lanche da cantina deve pedir o lanche de sua preferência no início do período, pois só assamos o salgado na hora. Portanto, os estudantes não devem esquecer-se de solicitar seu lanche no momento de sua entrada no colégio. Os alunos não poderão anotar o lanche para pagarem depois, salvo exceções comunicadas pelos pais. Vale lembrar que a formação de fila na cantina é natural, visto que trabalhamos com alunos pequenos que ocupam mais tempo na solicitação de seus produtos. Tal fato nos motiva a pedir aos pais para que orientem seus filhos a terem paciência com os menores e com o atendimento. Salientamos que isso é uma questão de cidadania que já estamos começando a trabalhar com nossos filhos-alunos. Sobre o pagamento de mensalidades Os pais receberão os bloquetos das mensalidades na 2ª quinzena de cada mês por meio dos próprios alunos. O pagamento deve ocorrer até o quinto dia útil de cada mês. A fim de garantir a segurança dos nossos estudantes, o Colégio orienta os pais a pagarem as mensalidades diretamente em agências bancárias. 16
  • 17. MENSAGEM FINAL SOBRE A PARCERIA FAMÍLIA – ESCOLA Esta parceria, baseada na cooperação, no respeito e na confiança, é imprescindível para o sucesso da educação das nossas crianças e jovens, uma vez que nossos objetivos são comuns: a formação do caráter, a construção de conhecimentos e a auto-realização de cada um deles. Para tanto, solicitamos a cooperação da Família no acompanhamento sistemático da vida escolar dos alunos e a atenção da mesma para aspectos fundamentais:  O conhecimento detalhado do conteúdo deste manual e a leitura pormenorizada dos comunicados semanais, dos informativos mensais e de outras correspondências encaminhadas pelo Colégio.  A análise das verificações, trabalhos e outros realizados pelo aluno por meio da ficha de estimativa, do boletim e pasta individual do mesmo; apresentados em reuniões antecipadamente agendadas.  O incentivo à formação de hábitos de estudo, por exemplo, a realização diária das tarefas de casa;  O encaminhamento do aluno para as aulas de plantão de dúvidas quando for o caso;  O favorecimento da presença contínua do aluno em todas as aulas, justificando por escrito as faltas que porventura ocorram;  A participação de reuniões, comemorações e eventos do Colégio;  O cuidado ao marcar consultas médicas ou viagens, evitando prejudicar a assiduidade do estudante. Da mesma forma, devem-se evitar chegadas tardias ou saídas antecipadas nos períodos de aula;  O estímulo ao cumprimento das normas estabelecidas pelo CERP ao aluno. Todas essas informações são consideradas por nós, Educadores CERP, extremamente relevantes para desenvolvermos uma Educação de qualidade, pautada em bons valores e voltada para a formação da boa conduta dos educandos. Ao alcançarmos tal meta, teremos certeza de que formamos cidadãos íntegros e criativos. 17