SlideShare uma empresa Scribd logo
II Fórum das Bibliotecas Virtuais de Saúde da Fiocruz e X 
Encontro da Rede de Bibliotecas da Fiocruz 
Indexação na Área da Saúde: 
Orientações Metodológicas via Descritores em 
Ciências da Saúde 
Oficina 1 
23 de outubro de 2014 
Maria Analia da Conceição 
Sueli Mitiko Yano Suga 
BIREME/OPS/OMS 
lilacs@bireme.org 
sugasuel@paho.org
Agenda da Curso 
• Apresentação sobre a Metodologia LILACS: 
• Indexação de documentos: 
• Revisão de conceitos 
• Principais regras de indexação 
• Principais coordenações 
• Hierarquia e uso de qualificadores. 
• Demonstração de uso do LILDBI-Web e DeCS para atividade de 
indexação 
• Exercício de indexação de um artigo
Definição 
• Atribuição de descritores retirados dos 
vocabulários controlados (DeCS para a BVS), 
para representar o conteúdo temático dos 
documentos de forma mais específica possível. 
Objetivo: 
• Representar o conteúdo discutidos no 
documento para propiciar uma busca por temas 
específicos e recuperação consistente das 
estratégias de busca realizadas.
Busca por Aspirina 
Se a busca na LILACS incluir: 
Qualificador: 
•mh: "aspirina/uso terapeutico" 
• 276 registros 
Ação farmacológica: 
•mh: "aspirina/uso terapeutico" 
AND mh:"Anti-Inflamatórios não 
Esteroides/uso terapeutico“ 
• 9 registros 
Limite de idade: 
•(idem acima) AND mh: ‘idoso” 
• 2 registros
Princípios 
• Concordância – Seguir fielmente as definições, diretrizes 
e regras das notas de indexação e a hierarquia dos 
descritores do DECS. 
• Coerência - Aplicar consistentemente as regras de 
indexação, ou seja, os descritores deverão ser usados 
sempre da mesma forma. 
• Imparcialidade – Abster-se de emitir avaliações ou 
opiniões enfocando todos os assuntos em todos os seus 
aspectos de forma imparcial e sem preconceitos.
Princípios 
• Especificidade - Atingir o maior grau de especificidade 
possível. 
• Multiplicidade - Atribuir a cada documento tantos 
descritores quantos forem necessários para descrevê‑lo 
em todos seus aspectos relevantes. 
• Fidelidade - Reproduzir fielmente o conteúdo do 
documento para que o usuário encontre facilmente o 
documento de seu interesse. 
• Bom Senso - Omitir dados irrelevantes e não pertinentes, 
sem sacrificar a imparcialidade, especificidade, 
multiplicidade ou veracidade.
Características da indexação LILACS: 
• Procedimento guiado pelo manual de indexação de 
documentos para LILACS 
• Uso de vocabulário controlado DeCS para 
descrever todos os tópicos discutidos 
• Tipos de descritores: 
– Primários e secundários 
– Pré-codificados – “Limites” 
– Tipo de Publicação - campo específico; 
– Qualificadores – Aspectos temáticos do documento 
• Arranjo hierárquico – especificidade; 
• Coordenação de descritores
Procedimento de indexação
Vamos entender os conceitos 
praticando? 
• Pesquise no Google o título: 
“Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em 
gestantes atendidas em unidades básicas de saúde, 
antes e após a fortificação das farinhas com ferro” 
• OU acesse o www.scielosp.org 
Rev. bras. epidemiol. vol.16 n.2 São Paulo Jun. 2013 
• OU acesse: 
http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2013000200535&
1. Leitura Técnica 
Leiva e Fugita (2012) 
http://www.culturaacademica.com.br/_img/arquivos/Livro%20Politica-de-indexacao_ebook.pdf
1. Leitura Técnica 
Ler e entender o título – a maioria das palavras do titulo, quase sempre 
é primário. 
Ler as primeiras palavras dos parágrafos da introdução até identificar o 
objetivo do estudo. Normalmente ele aparece no final da introdução 
com frases do tipo “O PROPÓSITO DESTE ESTUDO É...” . 
Obs: o conteúdo da introdução não deve ser indexado, a menos que seja 
profundamente discutido. 
Material e métodos - importante para saber o tipo de estudo, 
(retrospectivo, prospectivo etc); identificados os pré-codificados; 
método estatísticos, técnicas usadas. 
Rastreie parágrafo por parágrafo, verificando palavras em negrito, 
sublinhadas, nomes de seções, tabelas. 
Indexe somente temas e aspectos de temas DISCUTIDOS e não os 
meramente mencionados.
1. Leitura Técnica 
Rastreie parágrafo por parágrafo, verificando palavras em negrito, 
sublinhadas, nomes de seções, tabelas. 
Resultados 
Importante para saber se o propósito do estudo foi alcançado e assim 
confirmar os descritores retirados do título e objetivo. 
Resumo 
Leia somente para confirmar se o que está relatado nele já foi objeto 
de sua indexação 
Palavras-chave 
Verifique-as para identificar se todos os descritores possíveis já foram 
atribuidos 
Referências bibliográficas 
Referências ajudam a identificar qualificadores 
Use o recurso do Ctrl+F ou Ctrl+L
2. Identificação de palavras 
sugestivas ou temas indexáveis 
Título: 
•Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes 
atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação 
das farinhas com ferro. 
Objetivo: 
•...este estudo teve como objetivo avaliar os níveis de hemoglobina e a 
prevalência de anemia em gestantes, antes e após a fortificação das 
farinhas com ferro, com vistas a contribuir para aumentar o 
conhecimento do impacto dessa intervenção e proporcionar uma base 
de referência sobre a evolução do problema em Maringá, PR. Espera-se 
também que os resultados subsidiem o aperfeiçoamento dos 
programas locais de prevenção e controle da anemia em gestantes, 
incluindo as intervenções de enfermagem no pré-natal.
2. Identificação de temas indexáveis 
Título: 
•Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes 
atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação 
das farinhas com ferro. 
Analisando com mais detalhes para ajudar na tradução dos termos 
indexáveis em descritores: 
•Níveis de hemoglobina 
•Prevalência de anemia 
•Fortificação de farinhas com ferro 
.
Vocabulário controlado DeCS 
• Trilíngue: português, espanhol e inglês 
• 3 tipos de índices: alfabético, permutado e hierárquico 
• Polihierarquia 
• Precoordenação 
• Categorias específicas: 
– Saúde Pública 
– Vigilância Sanitária 
– Homeopatia 
– Ciência e Saúde 
• http://decs.bvs.br/
Indexacao fiocruz
Descritores - tipos 
• Descritores - Termos extraídos de um vocabulário 
controlado, no caso da LILACS é o DeCS, que expressam 
conceitos da área de Ciências da Saúde. 
• Descritores primários – usados de forma coordenada 
(combinação de dois ou mais termos) para representar o 
ponto focal de um documento. 
Exemplo mais usados: Doenças, Órgãos, Organismos (bactérias,vírus, 
etc), Drogras, Terapias, Funções. 
Descritores secundários - Complementam ou qualificam 
um descritor primário. 
Alguns exemplos: prevalência, tipos de estudos, técnicas, natureza da 
doença (crônica, aguda, etc.) 
OBS: Os descritores secundários podem ser primários se forem discutidos de uma forma geral. 
(As notas de indexação informam se o termo deve indexado como primário ou secundário)
3. Tradução dos temas identificados 
em descritores de assunto 
Título: 
•Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes 
atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação 
das farinhas com ferro. 
Analisando com mais detalhes para ajudar na tradução dos termos 
indexáveis em descritores: 
•Níveis de hemoglobina 
•Prevalência de anemia 
•Fortificação de farinhas com ferro 
. 
Vamos ao DeCS!! 
HEMOGLOBINAS 
ANEMIA FERROPRIVA 
FARINHA 
ALIMENTOS FORTIFICADOS
3. Tradução dos temas identificados 
em descritores de assunto 
Este artigo possui descritores secundários? 
Que partes do artigo verifico para identificar os descritores 
secundários? 
PREVALÊNCIA 
BRASIL
Descritores Precodificados 
Termos que definem conceitos pré-determinados 
pelo sistema de indexação e que se encontram em 
quase todos os documentos. 
Servem para delimitar o âmbito de uma pesquisa, 
gênero, faixa etária, ou período cronológico. 
Na recuperação os pré-codificados aparecem como 
“limites”.
Precodificados usados na indexação
Precodificados – pesquisa na LILACS 
Recupera todos os documentos indexados com o Pré-codificado HUMANOS
3. Tradução dos temas identificados 
em descritores de assunto 
Este artigo possui descritores precodificados? 
Que partes do artigo verifico para identificar os precodificados? 
HUMANOS 
FEMININO 
GRAVIDEZ 
ADOLESCENTE 
ADULTO JOVEM
Descritores Tipos de Publicação (TP) 
Termos usados para descrever o formato (mais 
que o conteúdo) do documento. Estão 
relacionados com o desenho da pesquisa, 
exemplo: o Revisão (em geral cita as bases de 
dados pesquisadas e outros dados); Relatos de 
Casos (descreve os dados dos pacientes, ex. 
idade, sexo, etc.) 
A importância da indexação dos TPs é delimitar 
a pesquisa. Por exemplo, um pesquisador tem 
interesse apenas por artigos de revisão da 
literatura em um determinado assunto.
Tipos de Publicação usado na indexação 
LILACS
Tipos de Publicação – casos especiais 
Bastante usado para avaliação de programas, 
serviços e pessoal na área de SP.
Tipos de Publicação – casos especiais 
Os Ensaios Clínicos são estudos prospectivos, são utilizados para avaliar 
eficácia ou eficiência de medicamentos (drogas), técnica e ou métodos, por 
exemplo em fisioterapia. Normalmente, toma-se um tratamento tradicional 
outro teste. Quando consta que amostra foi aleatória ou randomizada, é um 
ECR. 
OBS: os ECs podem ser indexados também com o TP Estudo Multicêntrico, mas nem 
todo estudo multicêntrico é um EC.
TP Artigo Histórico e TP Biografia 
Indexar pelo assunto específico e o qualificador /história, e não com o 
descritor HISTÓRIA que deve ser reservado para documentos gerais 
sobre história da humanidade ou como campo ou disciplina. 
Preencher o campos: 
•Indivíduo como tema 
•Precodificados conforme período histórico 
•Tipo de Publicação: 
– Artigo Histórico 
– Biografia 
• Descritor primário da especialidade do biografado com /hist. 
•Localização geográfica 
Exemplo de um artigo: 
John Smith - a biographical note. 
(O texto indica que ele era pediatra em Maryland nos anos 1800) 
Smith, John (Indivíduo como tema) 
PEDIATRIA/historia 
BIOGRAFIA [TP] 
ARTIGO HISTÓRICO [TP] 
MARYLAND 
HISTORIA, SÉCULO 19 (precodificado) 
Se for apenas uma nota de falecimento, como 
uma nota publicada em um jornal, não 
devemos indexá-lo (deletar o artigo).
Tipo de Publicação x Descritor de 
Assunto 
Alguns Tipos de Publicação possuem descritores 
correspondentes. Portanto, deve-se ter em 
mente se está sendo analisado o Tipo de 
Publicação como formato ou como assunto. Para 
diferenciar os descritores de assunto possuem a 
terminação “como assunto” 
Um artigo com o tema “metodologia para ensaios 
clínicos randomizados”, deverá ser indexado 
com o descritor de assunto: Ensaios Clínicos 
Controlados Aleatórios como Assunto.
Indexação ECCA como assunto :
Indexação: ECCA comoTipo de Publicação
3. Tradução dos temas identificados 
em descritores de assunto 
Este artigo possui descritores Tipo de Publicação? 
Que partes do artigo verifico para identificar o tipo de publicação? 
ESTUDO COMPARATIVO
Arranjo hierárquico – especificidade 
Exemplo: 
O específico é Infarto do Miocárdio. Se houver discussão das Doenças 
Cardiovasculares para contextualizar o assunto, essa não deve ser indexada como 
primário. Talvez como secundário, se o aspecto (qualific) discutido for diferente 
daquele usado para Infarto do Miocárdio e se relevante para recuperação. 
Regra de três
Sistema de indexação coordenado 
O conteúdo dos documentos é expresso pela 
combinação ou coordenação de descritores nas 
seguintes modalidades: 
Dois ou mais descritores: 
Planejamento arquitetônico de unidades de terapia 
intensiva em hospitais psiquiátricos 
HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS 
UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA 
ARQUITETURA HOSPITALAR 
Um descritor principal e um qualificador 
Metabolismo do fígado: 
FÍGADO / metabolismo
Coordenações importantes 
• Neoplasias (câncer) – coordenar 
órgão/neoplasias com tipo histológico. 
Drogas (medicamentos) – coordenar com 
ação farmacológica (princípio ativo) 
discutida. 
Vejamos as notas no DeCS: http://decs.bvs.br/
Neoplasias x Tipo Histológico 
• Coordenar órgão/neoplasias com tipo histológico. 
• Exemplo: ADENOCARCINOMA + NEOPLASIAS DA MAMA 
Vejamos as notas no DeCS: http://decs.bvs.br/
Neoplasias x Tipo Histológico 
• Neoplasias (câncer) – coordenar 
órgão/neoplasias com tipo histológico. 
Notem que um termo manda coordenar com o outro. 
http://decs.bvs.br/
Tipo histológico específico 
• Exemplo: MENINGIOMA 
Nota de indexação: benigno ou maligno; coordene como primário com 
NEOPLASIAS MENÍNGEAS (como primário) mas não com 
NEOPLASIAS CEREBRAIS nem com NEOPLASIAS DA MEDULA 
ESPINHAL para meningioma espinhal ou intracranial a menos que a 
localização seja particularmente discutida 
Qual a importância dessa coordenação para a recuperação? 
Propiciar a recuperação por tipo específico de tumor.
Droga X Ação farmacológica 
Drogas (medicamentos) – coordenar com ação 
farmacológica (princípio ativo) discutida. 
Exemplo: Paracetamol + Analgésicos não Entorpecentes (se usado p/ 
dor) ou Antipiréticos (se usado p/ febre). 
No caso de droga nova que não existe no DECS, buscar no MeSH e 
copiar o termo “Heading Mapped to” e pesquisar no DeCS em inglês.
Drogas X Ação farmacológica 
Drogas com nova atividade 
Quando um autor discutir uma nova atividade de uma 
droga que não aparece no seu campo de AF, o indexador 
deverá indexar um Descritor do DeCS que cubra a AF 
como descrito pelo autor, mesmo se ela não estiver no 
registro para o termo: 
Exemplo: 
Efetividade do tratamento no transtorno de 
ansiedade com uso de venlafaxina 
Pesquisa no MeSH 
http://www.nlm.nih.gov/mesh/MBrowser.html
Pesquisa no MeSH
Resultado da indexação 
• CICLOEXANÓIS /uso terap (Descritor Primário) - venlafaxina é 
droga nova que não está no DeCS (consultar MeSH conforme 
exemplo abaixo) 
+ 
ANTIDEPRESSIVOS DE SEGUNDA GERAÇÃO /uso 
terap (Descritor Primário) - indexado se discutido 
+ 
ANSIOLÍTICOS/uso terap (Descritor Primário) - AF nova 
discutida, mas não consta na nota do descritor MeSH: 
venlafaxine. + 
TRANSTORNO DE ANSIEDADE /quimioter (tratamendo com 
drogas)
LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA Cat. Z 
O local deve ser acrescentado somente quando possuir 
importância específica para a realização do trabalho ou para um 
determinado resultado. Não deve ser acrescentado todo e 
qualquer local que seja mencionado no trabalho. 
Dica: quanto o país aparece no título, é importante indexá-lo. 
Em estudo epidemiológicos etnológicos, por exemplo, quando 
usar /epidemiol em uma doença, mesmo que o país não esteja no 
título, é importante indexá-lo. 
Ex. 
DENGUE/epidemiologia (Descritor Primário) 
BRASIL/epidemiologia (Descritor secundário) 
A exceção, são os artigos de revisão em alguns casos discute a 
epidemiologia de um doença sem especificar o país.
O que são qualificadores? 
Os qualificadores são descritores que definem 
diferentes aspectos de um conceito e pontos de 
vista discutidos pelo autor. 
Forma de apresentação nas bases de dados: 
Propiciam maior grau de especificidade na 
análise e recuperação de documentos.
Como usar? 
Existem atualmente 83 qualificadores disponíveis no DeCS para a 
indexação e recuperação; porém, nem todos os qualificadores tem 
sentido com todos os descritores; 
O DeCS indica nas anotações sob cada descritor os qualificadores 
que podem ser usados para cada um e também as definições e 
instruções para indexação. Exemplo: Acidentes tem os seguites 
qualificadores: 
Na LILACS os qualificadores aparecem como aspectos. Ex.: Dengue/diag:
Número de qualificador por descritor e 
hierarquia 
Não se deve usar mais de três qualificadores para um 
mesmo descritor (um como primário e 2 como 
secundário), exceto em raras circunstâncias. 
Em caso de documentos tratando de vários aspectos de 
um mesmo assunto, verificar a hierarquia e usar o mais 
geral. 
Ex: o documento trata de: radiografia, cintilografia e 
ultrasonografia. O qualificador a ser usado é /diag 
/diagnóstico 
/patologia 
/radiografia 
/cintilografia 
/ultrasonografia 
Alguns qualificadores não pertencem a nenhuma hierarquia. Ex: 
/classificação, educação, ética; história, métodos, etc.
/anal 
/sangue 
/lcr 
/isol 
/urina 
/anat 
/irrig 
/citol 
/patol 
/ultraest 
/embriol 
/anorm 
/inerv 
/cirurg 
/transpl 
/citol 
/patol 
/ultraest 
/compl 
/secund 
/diag 
/patol 
/radiogr 
/cint 
/ultrasonogr 
/ef adv 
/env 
/tox 
/embriol 
/anorm 
/epidemiol 
/etnol 
/mortal 
/estatist 
/epidemiol 
/etnol 
/mortal 
/etiol 
/ind quim 
/compl 
/secund 
/congen 
/embriol 
/genet 
/imunol 
/microbiol 
/virol 
/parasitol 
/transm 
/farmacol 
/admin 
/ef adv 
/env 
/tox 
/agon 
/antag 
/uso diag 
/farmacocin 
/fisiol 
/genet 
/cresc 
/imunol 
/metab 
/bios 
/sangue 
/lcr 
/defic 
/enzimol 
/farmacocin 
/urina 
/fisiopatol 
/secr 
/metab 
/bios 
/sangue 
/lcr 
/defic 
/enzimol 
/farmacocin 
/urina 
/microbiol 
/virol 
/org 
/econ 
/legis 
/rec hum 
/normas 
/provis 
/tend 
/util 
/quim 
/agon 
/analog 
/antag 
/sint quim 
/terap 
/dietoter 
/quimioter 
/enf 
/prev 
/radioter 
/rehabil 
/cirug 
/transpl 
/uso terap 
/admin 
/contra 
/ef adv 
/env 
Hierarquia dos Qualificadores
Sinônimo dos qualificadores 
Possibilita pesquisa de sinônimos dos qualificadores 
autorizados e auxilia o indexador na escolha do qualificador 
mais adequado; 
•Exemplo: Texto contém a palavra “endemia”: digitar “/endemia” 
e aparecerá o qualificador autorizado /epidemiol; 
•Se digitarmos apenas a barra “/”, aparecerão todos os 
qualificadores autorizados e seus sinônimos. 
Ex: /epidemiologia: /endemia 
/epidemia 
/frequência 
/incidência 
/morbidade 
/ocorrência 
/surtos 
/prevalência 
/vigilância
Indexação com qualificadores 
Ocorrência de Taenia sp. na população atendida no 
Laboratório Central do Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, 
Brasil 
Descritor Primário: 
Taenia/Isol 
Teníase/Epidemiol 
Fezes/Parasitol 
Descritor Secundário: 
Brasil/Epidemiol 
Contagem de Ovos de Parasitas 
Estudos Retrospectivos 
Animais 
Humanos
Indexação com qualificadores 
Cited Brazilian papers in general surgery between 
1970 and 2009. Brasil 
Descritor Primário: 
Cirurgia Geral/Statist. 
Publicações Periódicas como Assunto/*Statist 
Bibliometria/ 
Descritor Secundário: 
Pesquisa Biomédica/Estatist. 
Brasil 
Cirurgia Geral/Classific. 
Fator de Impacto de Revistas 
Humanos
Indexação com qualificadores 
As mudanças nas práticas de reabilitação profissional da 
Previdência Social no Brasil: modernização ou 
enfraquecimento da proteção social?. 
Descritor Primário: 
Saúde do Trabalhador/* 
Reforma dos Serviços de Saúde/*Org. 
Previdência Social/*Org. 
Descritor Secundário: 
Reforma dos Serviços de Saúde/Normas 
Brasil 
Humanos 
Benefícios do Seguro 
Aposentadoria 
Ajustamento Social 
Previdência Social/Normas
Check list da atribuição de 
descritores 
• Para cada conceito elencado com o indexável no texto, 
faça-se as perguntas: 
– Existe um termo exato no DeCS que traduz esse conceito? 
• Se sim, a definição do DeCS é compatível com a definição do 
termo usado no documento? 
• Se sim, a nota de indexação recomenda alguma coordenação 
obrigatória? É possível realizá-la? 
– Se não: 
• Há um descritor sinônimo ou quase sinônimo? 
• A hierarquia indica um possível descritor? 
• O descritor do órgão relacionado à doença, indica uma 
coordenação nas Nota de Indexação? 
– Ex: inflamação do estômago = GASTRITE 
– Se ainda assim não tiver conseguido atribuir descritores, 
• Pesquise no MEDLINE como documentos similares foram indexados.
Checagem final de descritores 
– Os descritores cobriram todos os aspectos do documento? 
– Há um termo mais específico que pode ser usado? 
– Há um termo mais geral que possa ser usado? 
– Há um termo relacionado que possa ser usado? 
– É necessário realizar alguma coordenação de descritores para 
descrever o assunto? 
• Neoplasias: Tipo histológico + Neoplasia/Órgão (local da neoplasia) 
• Medicamentos: Nome da Droga + Ação Farmacológica (uso do fármaco) 
• Localização geográfica: /epidemiol, /etnol e /estatist + País
Muito Obrigada!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

07 estruturas dos trabalhos científicos
07 estruturas dos trabalhos científicos07 estruturas dos trabalhos científicos
07 estruturas dos trabalhos científicos
Joao Balbi
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Dionísio Carmo-Neto
 
Monografia: como fazer
Monografia: como fazerMonografia: como fazer
Monografia: como fazer
Carolina Lara
 
Curso artigo junho2013 parte 2a
Curso artigo junho2013 parte 2aCurso artigo junho2013 parte 2a
Curso artigo junho2013 parte 2a
Nanda Guzman
 
Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009
Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009
Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009
Serviço de Biblioteca EESC/USP
 
Curso artigo junho2013
Curso artigo junho2013Curso artigo junho2013
Curso artigo junho2013
Nanda Guzman
 
Aula6
Aula6Aula6
Seminário monografia
Seminário monografiaSeminário monografia
Seminário monografia
Jorge Elarrat
 
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduaçãoOficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Biblioteca Central FZEA/USP
 
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva MuñozTCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Breve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografiaBreve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografia
Wilson Valle
 
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCCTcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
Erika Zuza
 
Normalização pós graduação
Normalização pós graduaçãoNormalização pós graduação
Normalização pós graduação
Biblioteca Central FZEA/USP
 
Como elaborar um artigo científico
Como elaborar um artigo científicoComo elaborar um artigo científico
Como elaborar um artigo científico
gepaunipampa
 
Como Fazer Um TCC
Como Fazer Um TCC Como Fazer Um TCC
Como Fazer Um TCC
Marketing Digital
 
Oficina de artigo científico
Oficina de artigo científicoOficina de artigo científico
Oficina de artigo científico
Taís Paranhos
 
Oficina normalização projeto_graduação
Oficina normalização projeto_graduaçãoOficina normalização projeto_graduação
Oficina normalização projeto_graduação
Biblioteca Central FZEA/USP
 
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
Leticia Strehl
 
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientificoRegras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Fernanda Pimenta
 
TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB
TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPBTCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB
TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 

Mais procurados (20)

07 estruturas dos trabalhos científicos
07 estruturas dos trabalhos científicos07 estruturas dos trabalhos científicos
07 estruturas dos trabalhos científicos
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
 
Monografia: como fazer
Monografia: como fazerMonografia: como fazer
Monografia: como fazer
 
Curso artigo junho2013 parte 2a
Curso artigo junho2013 parte 2aCurso artigo junho2013 parte 2a
Curso artigo junho2013 parte 2a
 
Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009
Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009
Artigo Cientifico Aula_ESTRUTURAS_Setembro 2009
 
Curso artigo junho2013
Curso artigo junho2013Curso artigo junho2013
Curso artigo junho2013
 
Aula6
Aula6Aula6
Aula6
 
Seminário monografia
Seminário monografiaSeminário monografia
Seminário monografia
 
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduaçãoOficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
Oficina de normalização de projeto acadêmico de graduação
 
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva MuñozTCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
TCC: Discussão e Conclusões - Profa. Rilva Muñoz
 
Breve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografiaBreve roteiro para elaborar uma monografia
Breve roteiro para elaborar uma monografia
 
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCCTcc – orientações gerais para produção do TCC
Tcc – orientações gerais para produção do TCC
 
Normalização pós graduação
Normalização pós graduaçãoNormalização pós graduação
Normalização pós graduação
 
Como elaborar um artigo científico
Como elaborar um artigo científicoComo elaborar um artigo científico
Como elaborar um artigo científico
 
Como Fazer Um TCC
Como Fazer Um TCC Como Fazer Um TCC
Como Fazer Um TCC
 
Oficina de artigo científico
Oficina de artigo científicoOficina de artigo científico
Oficina de artigo científico
 
Oficina normalização projeto_graduação
Oficina normalização projeto_graduaçãoOficina normalização projeto_graduação
Oficina normalização projeto_graduação
 
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
O Qualis CAPES e os indicadores baseados em publicações científicas: área Psi...
 
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientificoRegras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
 
TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB
TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPBTCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB
TCC: Introdução, Revisão da Literatura e Objetivos - Profa. Rilva Muñoz - UFPB
 

Semelhante a Indexacao fiocruz

Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018
Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018
Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018
http://bvsalud.org/
 
Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018
Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018
Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018
Sueli Suga
 
Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...
Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...
Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...
http://bvsalud.org/
 
DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018
 DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018 DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018
DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018
http://bvsalud.org/
 
Gnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnuteca
Gnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnutecaGnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnuteca
Gnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnuteca
http://bvsalud.org/
 
Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...
Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...
Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...
http://bvsalud.org/
 
DeCs 2009
DeCs 2009DeCs 2009
tut_artigo.pdf
tut_artigo.pdftut_artigo.pdf
tut_artigo.pdf
SuelmaAlvesdeCarvalh1
 
Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...
Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...
Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...
Sueli Suga
 
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Bruno Sampaio Garrido
 
Como escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científico
Como escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científicoComo escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científico
Como escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científico
Cleberson Moura
 
Getting updated: Tricks&Tips
Getting updated: Tricks&TipsGetting updated: Tricks&Tips
Getting updated: Tricks&Tips
Javier Rodriguez-Vera
 
Busca de Informação Científica - Profa. Rilva Muñoz
Busca de Informação Científica - Profa. Rilva MuñozBusca de Informação Científica - Profa. Rilva Muñoz
Busca de Informação Científica - Profa. Rilva Muñoz
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...
Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...
Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...
http://bvsalud.org/
 
Tipos de artigo cientifico
Tipos de artigo cientificoTipos de artigo cientifico
Tipos de artigo cientifico
Karime Nogueira de Oliveira
 
Curso preparatório para concurso da anvisa
Curso preparatório para concurso da anvisaCurso preparatório para concurso da anvisa
Curso preparatório para concurso da anvisa
Renato Sebastião Saladino
 
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientificoSbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
gisa_legal
 
Artigo científico: como preparar?
Artigo científico: como preparar? Artigo científico: como preparar?
Artigo científico: como preparar?
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Revisão Sistemática e Bases de Pesquisa
Revisão Sistemática e Bases de PesquisaRevisão Sistemática e Bases de Pesquisa
Revisão Sistemática e Bases de Pesquisa
Edson Oliveira Junior
 
Artigo descritores
Artigo descritoresArtigo descritores
Artigo descritores
Mônica Gallon
 

Semelhante a Indexacao fiocruz (20)

Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018
Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018
Introdução à Indexação na área da saúde - XX SNBU-2018
 
Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018
Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018
Introdução à indexação na área da Saúde - XX SNBU 2018
 
Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...
Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...
Gnuteca / BiblioSUS: Capacitação sobre indexação de documentos segundo a Meto...
 
DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018
 DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018 DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018
DeCS: sob a ótica do indexador - XX SNBU 2018
 
Gnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnuteca
Gnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnutecaGnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnuteca
Gnuteca / BiblioSUS: indexacao-saude-lilacs-gnuteca
 
Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...
Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...
Projeto CONASS - Sessão de dúvidas sobre indexação de documentos LILACS (16 o...
 
DeCs 2009
DeCs 2009DeCs 2009
DeCs 2009
 
tut_artigo.pdf
tut_artigo.pdftut_artigo.pdf
tut_artigo.pdf
 
Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...
Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...
Indexação na área da saúde: orientações metodológicas com uso de Descritores ...
 
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
 
Como escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científico
Como escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científicoComo escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científico
Como escrever um artigo cientifico - a estrutura do artigo científico
 
Getting updated: Tricks&Tips
Getting updated: Tricks&TipsGetting updated: Tricks&Tips
Getting updated: Tricks&Tips
 
Busca de Informação Científica - Profa. Rilva Muñoz
Busca de Informação Científica - Profa. Rilva MuñozBusca de Informação Científica - Profa. Rilva Muñoz
Busca de Informação Científica - Profa. Rilva Muñoz
 
Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...
Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...
Fontes de Informação Bibliográficas na Área de Saúde: conteúdo, funcionalidad...
 
Tipos de artigo cientifico
Tipos de artigo cientificoTipos de artigo cientifico
Tipos de artigo cientifico
 
Curso preparatório para concurso da anvisa
Curso preparatório para concurso da anvisaCurso preparatório para concurso da anvisa
Curso preparatório para concurso da anvisa
 
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientificoSbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
Sbp no1-20855c-mo-como preparar-artigo_cientifico
 
Artigo científico: como preparar?
Artigo científico: como preparar? Artigo científico: como preparar?
Artigo científico: como preparar?
 
Revisão Sistemática e Bases de Pesquisa
Revisão Sistemática e Bases de PesquisaRevisão Sistemática e Bases de Pesquisa
Revisão Sistemática e Bases de Pesquisa
 
Artigo descritores
Artigo descritoresArtigo descritores
Artigo descritores
 

Mais de Sueli Suga

Criterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS Brasil
Criterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS BrasilCriterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS Brasil
Criterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS Brasil
Sueli Suga
 
Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422
Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422
Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422
Sueli Suga
 
Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15
Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15
Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15
Sueli Suga
 
Lilacs submission indicadores
Lilacs submission indicadoresLilacs submission indicadores
Lilacs submission indicadores
Sueli Suga
 
Lilacs submission indicadores_es
Lilacs submission indicadores_esLilacs submission indicadores_es
Lilacs submission indicadores_es
Sueli Suga
 
Lilacs submission indicadores_en
Lilacs submission indicadores_enLilacs submission indicadores_en
Lilacs submission indicadores_en
Sueli Suga
 
Curso à distância sobre Metodologia LILACS
Curso à distância sobre Metodologia LILACS Curso à distância sobre Metodologia LILACS
Curso à distância sobre Metodologia LILACS
Sueli Suga
 
Interoperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_es
Interoperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_esInteroperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_es
Interoperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_es
Sueli Suga
 
Por una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_poster
Por una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_posterPor una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_poster
Por una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_poster
Sueli Suga
 
Interoperabilidade entre fontes_informacao-1
Interoperabilidade entre fontes_informacao-1Interoperabilidade entre fontes_informacao-1
Interoperabilidade entre fontes_informacao-1
Sueli Suga
 
Lilacs application profile
Lilacs application  profileLilacs application  profile
Lilacs application profile
Sueli Suga
 

Mais de Sueli Suga (11)

Criterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS Brasil
Criterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS BrasilCriterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS Brasil
Criterios de Qualidade de Revistas para Permanencia em LILACS Brasil
 
Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422
Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422
Indizacion lilacs mexico_enfermeria_internacional_20150422
 
Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15
Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15
Lanzamiento de la Fuente de Información Multimedia - 08/04/15
 
Lilacs submission indicadores
Lilacs submission indicadoresLilacs submission indicadores
Lilacs submission indicadores
 
Lilacs submission indicadores_es
Lilacs submission indicadores_esLilacs submission indicadores_es
Lilacs submission indicadores_es
 
Lilacs submission indicadores_en
Lilacs submission indicadores_enLilacs submission indicadores_en
Lilacs submission indicadores_en
 
Curso à distância sobre Metodologia LILACS
Curso à distância sobre Metodologia LILACS Curso à distância sobre Metodologia LILACS
Curso à distância sobre Metodologia LILACS
 
Interoperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_es
Interoperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_esInteroperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_es
Interoperabilidade de dados_entre_lilacs_e_artemisa_poster_es
 
Por una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_poster
Por una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_posterPor una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_poster
Por una metodologia_lilacs_mas_cooperativa_poster
 
Interoperabilidade entre fontes_informacao-1
Interoperabilidade entre fontes_informacao-1Interoperabilidade entre fontes_informacao-1
Interoperabilidade entre fontes_informacao-1
 
Lilacs application profile
Lilacs application  profileLilacs application  profile
Lilacs application profile
 

Último

A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 

Indexacao fiocruz

  • 1. II Fórum das Bibliotecas Virtuais de Saúde da Fiocruz e X Encontro da Rede de Bibliotecas da Fiocruz Indexação na Área da Saúde: Orientações Metodológicas via Descritores em Ciências da Saúde Oficina 1 23 de outubro de 2014 Maria Analia da Conceição Sueli Mitiko Yano Suga BIREME/OPS/OMS lilacs@bireme.org sugasuel@paho.org
  • 2. Agenda da Curso • Apresentação sobre a Metodologia LILACS: • Indexação de documentos: • Revisão de conceitos • Principais regras de indexação • Principais coordenações • Hierarquia e uso de qualificadores. • Demonstração de uso do LILDBI-Web e DeCS para atividade de indexação • Exercício de indexação de um artigo
  • 3. Definição • Atribuição de descritores retirados dos vocabulários controlados (DeCS para a BVS), para representar o conteúdo temático dos documentos de forma mais específica possível. Objetivo: • Representar o conteúdo discutidos no documento para propiciar uma busca por temas específicos e recuperação consistente das estratégias de busca realizadas.
  • 4. Busca por Aspirina Se a busca na LILACS incluir: Qualificador: •mh: "aspirina/uso terapeutico" • 276 registros Ação farmacológica: •mh: "aspirina/uso terapeutico" AND mh:"Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapeutico“ • 9 registros Limite de idade: •(idem acima) AND mh: ‘idoso” • 2 registros
  • 5. Princípios • Concordância – Seguir fielmente as definições, diretrizes e regras das notas de indexação e a hierarquia dos descritores do DECS. • Coerência - Aplicar consistentemente as regras de indexação, ou seja, os descritores deverão ser usados sempre da mesma forma. • Imparcialidade – Abster-se de emitir avaliações ou opiniões enfocando todos os assuntos em todos os seus aspectos de forma imparcial e sem preconceitos.
  • 6. Princípios • Especificidade - Atingir o maior grau de especificidade possível. • Multiplicidade - Atribuir a cada documento tantos descritores quantos forem necessários para descrevê‑lo em todos seus aspectos relevantes. • Fidelidade - Reproduzir fielmente o conteúdo do documento para que o usuário encontre facilmente o documento de seu interesse. • Bom Senso - Omitir dados irrelevantes e não pertinentes, sem sacrificar a imparcialidade, especificidade, multiplicidade ou veracidade.
  • 7. Características da indexação LILACS: • Procedimento guiado pelo manual de indexação de documentos para LILACS • Uso de vocabulário controlado DeCS para descrever todos os tópicos discutidos • Tipos de descritores: – Primários e secundários – Pré-codificados – “Limites” – Tipo de Publicação - campo específico; – Qualificadores – Aspectos temáticos do documento • Arranjo hierárquico – especificidade; • Coordenação de descritores
  • 9. Vamos entender os conceitos praticando? • Pesquise no Google o título: “Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação das farinhas com ferro” • OU acesse o www.scielosp.org Rev. bras. epidemiol. vol.16 n.2 São Paulo Jun. 2013 • OU acesse: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2013000200535&
  • 10. 1. Leitura Técnica Leiva e Fugita (2012) http://www.culturaacademica.com.br/_img/arquivos/Livro%20Politica-de-indexacao_ebook.pdf
  • 11. 1. Leitura Técnica Ler e entender o título – a maioria das palavras do titulo, quase sempre é primário. Ler as primeiras palavras dos parágrafos da introdução até identificar o objetivo do estudo. Normalmente ele aparece no final da introdução com frases do tipo “O PROPÓSITO DESTE ESTUDO É...” . Obs: o conteúdo da introdução não deve ser indexado, a menos que seja profundamente discutido. Material e métodos - importante para saber o tipo de estudo, (retrospectivo, prospectivo etc); identificados os pré-codificados; método estatísticos, técnicas usadas. Rastreie parágrafo por parágrafo, verificando palavras em negrito, sublinhadas, nomes de seções, tabelas. Indexe somente temas e aspectos de temas DISCUTIDOS e não os meramente mencionados.
  • 12. 1. Leitura Técnica Rastreie parágrafo por parágrafo, verificando palavras em negrito, sublinhadas, nomes de seções, tabelas. Resultados Importante para saber se o propósito do estudo foi alcançado e assim confirmar os descritores retirados do título e objetivo. Resumo Leia somente para confirmar se o que está relatado nele já foi objeto de sua indexação Palavras-chave Verifique-as para identificar se todos os descritores possíveis já foram atribuidos Referências bibliográficas Referências ajudam a identificar qualificadores Use o recurso do Ctrl+F ou Ctrl+L
  • 13. 2. Identificação de palavras sugestivas ou temas indexáveis Título: •Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação das farinhas com ferro. Objetivo: •...este estudo teve como objetivo avaliar os níveis de hemoglobina e a prevalência de anemia em gestantes, antes e após a fortificação das farinhas com ferro, com vistas a contribuir para aumentar o conhecimento do impacto dessa intervenção e proporcionar uma base de referência sobre a evolução do problema em Maringá, PR. Espera-se também que os resultados subsidiem o aperfeiçoamento dos programas locais de prevenção e controle da anemia em gestantes, incluindo as intervenções de enfermagem no pré-natal.
  • 14. 2. Identificação de temas indexáveis Título: •Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação das farinhas com ferro. Analisando com mais detalhes para ajudar na tradução dos termos indexáveis em descritores: •Níveis de hemoglobina •Prevalência de anemia •Fortificação de farinhas com ferro .
  • 15. Vocabulário controlado DeCS • Trilíngue: português, espanhol e inglês • 3 tipos de índices: alfabético, permutado e hierárquico • Polihierarquia • Precoordenação • Categorias específicas: – Saúde Pública – Vigilância Sanitária – Homeopatia – Ciência e Saúde • http://decs.bvs.br/
  • 17. Descritores - tipos • Descritores - Termos extraídos de um vocabulário controlado, no caso da LILACS é o DeCS, que expressam conceitos da área de Ciências da Saúde. • Descritores primários – usados de forma coordenada (combinação de dois ou mais termos) para representar o ponto focal de um documento. Exemplo mais usados: Doenças, Órgãos, Organismos (bactérias,vírus, etc), Drogras, Terapias, Funções. Descritores secundários - Complementam ou qualificam um descritor primário. Alguns exemplos: prevalência, tipos de estudos, técnicas, natureza da doença (crônica, aguda, etc.) OBS: Os descritores secundários podem ser primários se forem discutidos de uma forma geral. (As notas de indexação informam se o termo deve indexado como primário ou secundário)
  • 18. 3. Tradução dos temas identificados em descritores de assunto Título: •Níveis de hemoglobina e prevalência de anemia em gestantes atendidas em unidades básicas de saúde, antes e após a fortificação das farinhas com ferro. Analisando com mais detalhes para ajudar na tradução dos termos indexáveis em descritores: •Níveis de hemoglobina •Prevalência de anemia •Fortificação de farinhas com ferro . Vamos ao DeCS!! HEMOGLOBINAS ANEMIA FERROPRIVA FARINHA ALIMENTOS FORTIFICADOS
  • 19. 3. Tradução dos temas identificados em descritores de assunto Este artigo possui descritores secundários? Que partes do artigo verifico para identificar os descritores secundários? PREVALÊNCIA BRASIL
  • 20. Descritores Precodificados Termos que definem conceitos pré-determinados pelo sistema de indexação e que se encontram em quase todos os documentos. Servem para delimitar o âmbito de uma pesquisa, gênero, faixa etária, ou período cronológico. Na recuperação os pré-codificados aparecem como “limites”.
  • 22. Precodificados – pesquisa na LILACS Recupera todos os documentos indexados com o Pré-codificado HUMANOS
  • 23. 3. Tradução dos temas identificados em descritores de assunto Este artigo possui descritores precodificados? Que partes do artigo verifico para identificar os precodificados? HUMANOS FEMININO GRAVIDEZ ADOLESCENTE ADULTO JOVEM
  • 24. Descritores Tipos de Publicação (TP) Termos usados para descrever o formato (mais que o conteúdo) do documento. Estão relacionados com o desenho da pesquisa, exemplo: o Revisão (em geral cita as bases de dados pesquisadas e outros dados); Relatos de Casos (descreve os dados dos pacientes, ex. idade, sexo, etc.) A importância da indexação dos TPs é delimitar a pesquisa. Por exemplo, um pesquisador tem interesse apenas por artigos de revisão da literatura em um determinado assunto.
  • 25. Tipos de Publicação usado na indexação LILACS
  • 26. Tipos de Publicação – casos especiais Bastante usado para avaliação de programas, serviços e pessoal na área de SP.
  • 27. Tipos de Publicação – casos especiais Os Ensaios Clínicos são estudos prospectivos, são utilizados para avaliar eficácia ou eficiência de medicamentos (drogas), técnica e ou métodos, por exemplo em fisioterapia. Normalmente, toma-se um tratamento tradicional outro teste. Quando consta que amostra foi aleatória ou randomizada, é um ECR. OBS: os ECs podem ser indexados também com o TP Estudo Multicêntrico, mas nem todo estudo multicêntrico é um EC.
  • 28. TP Artigo Histórico e TP Biografia Indexar pelo assunto específico e o qualificador /história, e não com o descritor HISTÓRIA que deve ser reservado para documentos gerais sobre história da humanidade ou como campo ou disciplina. Preencher o campos: •Indivíduo como tema •Precodificados conforme período histórico •Tipo de Publicação: – Artigo Histórico – Biografia • Descritor primário da especialidade do biografado com /hist. •Localização geográfica Exemplo de um artigo: John Smith - a biographical note. (O texto indica que ele era pediatra em Maryland nos anos 1800) Smith, John (Indivíduo como tema) PEDIATRIA/historia BIOGRAFIA [TP] ARTIGO HISTÓRICO [TP] MARYLAND HISTORIA, SÉCULO 19 (precodificado) Se for apenas uma nota de falecimento, como uma nota publicada em um jornal, não devemos indexá-lo (deletar o artigo).
  • 29. Tipo de Publicação x Descritor de Assunto Alguns Tipos de Publicação possuem descritores correspondentes. Portanto, deve-se ter em mente se está sendo analisado o Tipo de Publicação como formato ou como assunto. Para diferenciar os descritores de assunto possuem a terminação “como assunto” Um artigo com o tema “metodologia para ensaios clínicos randomizados”, deverá ser indexado com o descritor de assunto: Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto.
  • 31. Indexação: ECCA comoTipo de Publicação
  • 32. 3. Tradução dos temas identificados em descritores de assunto Este artigo possui descritores Tipo de Publicação? Que partes do artigo verifico para identificar o tipo de publicação? ESTUDO COMPARATIVO
  • 33. Arranjo hierárquico – especificidade Exemplo: O específico é Infarto do Miocárdio. Se houver discussão das Doenças Cardiovasculares para contextualizar o assunto, essa não deve ser indexada como primário. Talvez como secundário, se o aspecto (qualific) discutido for diferente daquele usado para Infarto do Miocárdio e se relevante para recuperação. Regra de três
  • 34. Sistema de indexação coordenado O conteúdo dos documentos é expresso pela combinação ou coordenação de descritores nas seguintes modalidades: Dois ou mais descritores: Planejamento arquitetônico de unidades de terapia intensiva em hospitais psiquiátricos HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA ARQUITETURA HOSPITALAR Um descritor principal e um qualificador Metabolismo do fígado: FÍGADO / metabolismo
  • 35. Coordenações importantes • Neoplasias (câncer) – coordenar órgão/neoplasias com tipo histológico. Drogas (medicamentos) – coordenar com ação farmacológica (princípio ativo) discutida. Vejamos as notas no DeCS: http://decs.bvs.br/
  • 36. Neoplasias x Tipo Histológico • Coordenar órgão/neoplasias com tipo histológico. • Exemplo: ADENOCARCINOMA + NEOPLASIAS DA MAMA Vejamos as notas no DeCS: http://decs.bvs.br/
  • 37. Neoplasias x Tipo Histológico • Neoplasias (câncer) – coordenar órgão/neoplasias com tipo histológico. Notem que um termo manda coordenar com o outro. http://decs.bvs.br/
  • 38. Tipo histológico específico • Exemplo: MENINGIOMA Nota de indexação: benigno ou maligno; coordene como primário com NEOPLASIAS MENÍNGEAS (como primário) mas não com NEOPLASIAS CEREBRAIS nem com NEOPLASIAS DA MEDULA ESPINHAL para meningioma espinhal ou intracranial a menos que a localização seja particularmente discutida Qual a importância dessa coordenação para a recuperação? Propiciar a recuperação por tipo específico de tumor.
  • 39. Droga X Ação farmacológica Drogas (medicamentos) – coordenar com ação farmacológica (princípio ativo) discutida. Exemplo: Paracetamol + Analgésicos não Entorpecentes (se usado p/ dor) ou Antipiréticos (se usado p/ febre). No caso de droga nova que não existe no DECS, buscar no MeSH e copiar o termo “Heading Mapped to” e pesquisar no DeCS em inglês.
  • 40. Drogas X Ação farmacológica Drogas com nova atividade Quando um autor discutir uma nova atividade de uma droga que não aparece no seu campo de AF, o indexador deverá indexar um Descritor do DeCS que cubra a AF como descrito pelo autor, mesmo se ela não estiver no registro para o termo: Exemplo: Efetividade do tratamento no transtorno de ansiedade com uso de venlafaxina Pesquisa no MeSH http://www.nlm.nih.gov/mesh/MBrowser.html
  • 42. Resultado da indexação • CICLOEXANÓIS /uso terap (Descritor Primário) - venlafaxina é droga nova que não está no DeCS (consultar MeSH conforme exemplo abaixo) + ANTIDEPRESSIVOS DE SEGUNDA GERAÇÃO /uso terap (Descritor Primário) - indexado se discutido + ANSIOLÍTICOS/uso terap (Descritor Primário) - AF nova discutida, mas não consta na nota do descritor MeSH: venlafaxine. + TRANSTORNO DE ANSIEDADE /quimioter (tratamendo com drogas)
  • 43. LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA Cat. Z O local deve ser acrescentado somente quando possuir importância específica para a realização do trabalho ou para um determinado resultado. Não deve ser acrescentado todo e qualquer local que seja mencionado no trabalho. Dica: quanto o país aparece no título, é importante indexá-lo. Em estudo epidemiológicos etnológicos, por exemplo, quando usar /epidemiol em uma doença, mesmo que o país não esteja no título, é importante indexá-lo. Ex. DENGUE/epidemiologia (Descritor Primário) BRASIL/epidemiologia (Descritor secundário) A exceção, são os artigos de revisão em alguns casos discute a epidemiologia de um doença sem especificar o país.
  • 44. O que são qualificadores? Os qualificadores são descritores que definem diferentes aspectos de um conceito e pontos de vista discutidos pelo autor. Forma de apresentação nas bases de dados: Propiciam maior grau de especificidade na análise e recuperação de documentos.
  • 45. Como usar? Existem atualmente 83 qualificadores disponíveis no DeCS para a indexação e recuperação; porém, nem todos os qualificadores tem sentido com todos os descritores; O DeCS indica nas anotações sob cada descritor os qualificadores que podem ser usados para cada um e também as definições e instruções para indexação. Exemplo: Acidentes tem os seguites qualificadores: Na LILACS os qualificadores aparecem como aspectos. Ex.: Dengue/diag:
  • 46. Número de qualificador por descritor e hierarquia Não se deve usar mais de três qualificadores para um mesmo descritor (um como primário e 2 como secundário), exceto em raras circunstâncias. Em caso de documentos tratando de vários aspectos de um mesmo assunto, verificar a hierarquia e usar o mais geral. Ex: o documento trata de: radiografia, cintilografia e ultrasonografia. O qualificador a ser usado é /diag /diagnóstico /patologia /radiografia /cintilografia /ultrasonografia Alguns qualificadores não pertencem a nenhuma hierarquia. Ex: /classificação, educação, ética; história, métodos, etc.
  • 47. /anal /sangue /lcr /isol /urina /anat /irrig /citol /patol /ultraest /embriol /anorm /inerv /cirurg /transpl /citol /patol /ultraest /compl /secund /diag /patol /radiogr /cint /ultrasonogr /ef adv /env /tox /embriol /anorm /epidemiol /etnol /mortal /estatist /epidemiol /etnol /mortal /etiol /ind quim /compl /secund /congen /embriol /genet /imunol /microbiol /virol /parasitol /transm /farmacol /admin /ef adv /env /tox /agon /antag /uso diag /farmacocin /fisiol /genet /cresc /imunol /metab /bios /sangue /lcr /defic /enzimol /farmacocin /urina /fisiopatol /secr /metab /bios /sangue /lcr /defic /enzimol /farmacocin /urina /microbiol /virol /org /econ /legis /rec hum /normas /provis /tend /util /quim /agon /analog /antag /sint quim /terap /dietoter /quimioter /enf /prev /radioter /rehabil /cirug /transpl /uso terap /admin /contra /ef adv /env Hierarquia dos Qualificadores
  • 48. Sinônimo dos qualificadores Possibilita pesquisa de sinônimos dos qualificadores autorizados e auxilia o indexador na escolha do qualificador mais adequado; •Exemplo: Texto contém a palavra “endemia”: digitar “/endemia” e aparecerá o qualificador autorizado /epidemiol; •Se digitarmos apenas a barra “/”, aparecerão todos os qualificadores autorizados e seus sinônimos. Ex: /epidemiologia: /endemia /epidemia /frequência /incidência /morbidade /ocorrência /surtos /prevalência /vigilância
  • 49. Indexação com qualificadores Ocorrência de Taenia sp. na população atendida no Laboratório Central do Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, Brasil Descritor Primário: Taenia/Isol Teníase/Epidemiol Fezes/Parasitol Descritor Secundário: Brasil/Epidemiol Contagem de Ovos de Parasitas Estudos Retrospectivos Animais Humanos
  • 50. Indexação com qualificadores Cited Brazilian papers in general surgery between 1970 and 2009. Brasil Descritor Primário: Cirurgia Geral/Statist. Publicações Periódicas como Assunto/*Statist Bibliometria/ Descritor Secundário: Pesquisa Biomédica/Estatist. Brasil Cirurgia Geral/Classific. Fator de Impacto de Revistas Humanos
  • 51. Indexação com qualificadores As mudanças nas práticas de reabilitação profissional da Previdência Social no Brasil: modernização ou enfraquecimento da proteção social?. Descritor Primário: Saúde do Trabalhador/* Reforma dos Serviços de Saúde/*Org. Previdência Social/*Org. Descritor Secundário: Reforma dos Serviços de Saúde/Normas Brasil Humanos Benefícios do Seguro Aposentadoria Ajustamento Social Previdência Social/Normas
  • 52. Check list da atribuição de descritores • Para cada conceito elencado com o indexável no texto, faça-se as perguntas: – Existe um termo exato no DeCS que traduz esse conceito? • Se sim, a definição do DeCS é compatível com a definição do termo usado no documento? • Se sim, a nota de indexação recomenda alguma coordenação obrigatória? É possível realizá-la? – Se não: • Há um descritor sinônimo ou quase sinônimo? • A hierarquia indica um possível descritor? • O descritor do órgão relacionado à doença, indica uma coordenação nas Nota de Indexação? – Ex: inflamação do estômago = GASTRITE – Se ainda assim não tiver conseguido atribuir descritores, • Pesquise no MEDLINE como documentos similares foram indexados.
  • 53. Checagem final de descritores – Os descritores cobriram todos os aspectos do documento? – Há um termo mais específico que pode ser usado? – Há um termo mais geral que possa ser usado? – Há um termo relacionado que possa ser usado? – É necessário realizar alguma coordenação de descritores para descrever o assunto? • Neoplasias: Tipo histológico + Neoplasia/Órgão (local da neoplasia) • Medicamentos: Nome da Droga + Ação Farmacológica (uso do fármaco) • Localização geográfica: /epidemiol, /etnol e /estatist + País

Notas do Editor

  1. Coerência - Assim, o usuário poderá confiar em localizar os mesmos conceitos no mesmo lugar com um índice de previsibilidade razoável.
  2. Coerência - Assim, o usuário poderá confiar em localizar os mesmos conceitos no mesmo lugar com um índice de previsibilidade razoável.
  3. Dele dependerá uma boa indexação