SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Desenvolvendo o hábito de estudo O que significa estudar?
O objetivo de estudar é aprender. Na escola, a aprendizagem consiste em três coisas: Conhecer fatos e idéias novas (não apenas escutar ou decorar novos fatos ou idéias, mas entender o sentido delas, organizá-las na mente). Integrar as novas idéias com as idéias que você já tinha para pensar sobre um assunto e compreendê-lo melhor. Expressar novas idéias, falando ou escrevendo sobre elas. Memorizar ou compreender? A simples memorização é uma habilidade cada vez menos necessária nos dias de hoje, cada vez menos exigida nos exames escolares. Muitas vezes, ficamos impressionados com pessoas que conseguem guardar muitos fatos na memória, achamos que boa memória é sinal de inteligência. Na verdade, a capacidade de guardar muitos fatos na cabeça depende em grande parte do modo como organizamos esses fatos em nossas mentes. O que distingue uma pessoa que sabe muito sobre um assunto é a quantidade de idéias que ela tem disponível para discutir sobre o assunto. Idéias que a pessoa compreende, porque estão organizadas em sua mente.
Pensar Você organiza as idéias em sua mente quando pensa sobre elas. Seu pensamento entra em ação quando você: Ouve atentamente o que outra pessoa está falando. Lê um texto, procurando compreender o que o autor quis expressar. Anota idéias que escutou ou leu e depois passa a limpo essas anotações. Compara as idéias da outra pessoa com as suas próprias idéias, ou suas novas idéias com suas antigas idéias. Procura resolver um problema, imaginando ou experimentando várias estratégias de solução. Fala ou escreve integrando novas idéias ao modo como você se expressa sobre um assunto.
Expressar-se Usar idéias novas para dizer coisas sobre o mundo também faz parte do processo de aprendizagem. Falar e escrever não servem apenas para você exibir o que aprendeu. Expressar idéias é parte do aprendizado. Você realmente domina as novas idéias quando é capaz de falar ou escrever sobre elas. Falar, e principalmente escrever, exigem uma grande atividade do pensamento. Falar e escrever são formas de expressão bastante utilizadas na escola. Mas você também pode expressar novas idéias e novas formas de compreender o mundo por meio de outras linguagens como o desenho, a pintura, a fotografia, o cinema e o vídeo, o teatro, a dança e a música.
Ler para estudar A leitura é uma das principais atividades de estudo. No ensino fundamental, no ensino médio e no superior, e mesmo em outros cursos que você pode fazer ao longo de sua vida, você terá que ler uma grande quantidade de textos, muitas vezes, terá que ler textos difíceis. Quando um texto é fácil e interessante para você, a leitura é mais tranqüila, não exige muito esforço. Mas para estudar, muitas vezes terá que ler textos que parecem difíceis e muito chatos. Não se desespere! Há meios de contornar a dificuldade. Com a prática, a leitura vai ficando mais fácil e, no fim, um assunto que parecia chato pode se revelar muito interessante.
Crie interesse pelo texto Alguns autores conseguem, logo do início de um texto, despertar o interesse pelo assunto que será tratado. Se isso não acontecer, você terá que achar sozinho algo que torne a leitura interessante. Lendo os títulos e subtítulos você pode imaginar o assunto tratado. Faça então algumas perguntas para você mesmo: Por que será que alguém acha esse assunto importante? Será que eu já sei algo sobre esse assunto? Não há nada mesmo que eu tenha curiosidade de saber sobre isso? Será que esse assunto tem relação com outros que já conheço? Se você não tiver alguma curiosidade, alguma pergunta na sua cabeça, você não conseguirá mergulhar de fato na leitura. Converse com seu professor ou seus colegas. Alguém pode lhe dar uma pista que torne o assunto interessante, que ajudará você a entender por que é importante ler aquele texto.
A velocidade da leitura Para você entender o que está escrito é preciso ler com alguma fluência. Se perdemos tempo decifrando cada palavra, quando chegamos no final de uma frase, já esquecemos o começo. É preciso ler a frase novamente para entender seu significado. No inicio da alfabetização, as pessoas lêem devagar e só conseguem entender palavras ou frases curtas. Com a prática, as pessoas passam a reconhecer as palavras cada vez mais rapidamente e vamos ganhando mais fluência na leitura. Assim, podemos compreender várias frases lendo apenas uma vez. Mesmo quando você já tem alguma prática e consegue ler com fluência, a velocidade da leitura vai depender do seu objetivo ao ler e das características do texto. A leitura é mais rápida quando:
Você só quer ter uma visão geral sobre o assunto, não precisa se aprofundar. O assunto é familiar. As relações entre as idéias expostas no texto são simples, as frases são curtas e diretas. A leitura é mais lenta quando: Você quer de fato estudar o assunto, acompanhar passo a passo o raciocínio do autor. O assunto não é familiar, há muitas palavras que você não conhece. As relações entre as idéias são complexas, as frases são longas e difíceis. Use um relógio para fazer um experimento sobre sua velocidade de leitura.
Leitura rápida Selecione um texto do seu Manual de Estudo ou uma reportagem longa num jornal. Leia o título e os subtítulos, as figuras e legendas das figuras, se houver. Leia a primeira frase dos primeiros parágrafos. Quanto tempo você demorou para fazer essa leitura rápida? Você conseguiu ter uma idéia sobre o assunto do texto? O que você achou do texto? Leitura para estudo Retome o mesmo texto, agora com o objetivo de analisar o assunto, compreender bem as idéias expostas e acompanhar passo a passo o argumento do autor. Agora você não deve se apressar. Se alguma passagem for difícil, leia mais de uma vez. Para fixar as idéias principais, sublinhe algumas palavras e faça anotações à medida que lê.
Quanto tempo você demorou para estudar o mesmo texto? Você conseguiu apreender mais idéias? O que você acha do texto agora? Não há regras quanto à velocidade de leitura, mas se você quer uma referência, considere: Texto fácil – Mais de 100  palavras por minuto Texto com alguma dificuldade, texto que você quer entender em profundidade – Menos de 70 palavras por minuto
Guarde as idéias do texto que você leu Quando você estuda lendo textos, não é preciso que você armazene todas as informações lidas na sua cabeça. Compreender não é a mesma coisa que memorizar. Você percebe que compreendeu um texto quando consegue lê-lo com mais facilidade numa segunda vez, ou quando lê com mais facilidade outros textos sobre o mesmo assunto. Isso mostra que você reteve a nova organização de idéias que a leitura proporcionou. Mas será que para estudar não é preciso memorizar nada? Quando você precisa retomar às informações depois, como fazer? Quanta informação é preciso reter? Isso depende dos objetivos da sua leitura. Se você está se preparando para um exame, ou se preparando para escrever um texto ou para fazer uma palestra, você certamente terá que reter algumas idéias e dados para poder utilizá-los quando for se expressar. Se você acha importante memorizar alguma idéia ou informação, o melhor que têm a fazer é escrevê-la. A escrita é o mais eficiente apoio da memória. Marcar, sublinhar e anotar são atividades fundamentais quando se lê para estudar. Por isso, é preciso ler com uma caneta ou lápis na mão, além de um caderno onde fazer anotações.
Marcar e sublinhar Usar um lápis ou caneta para fazer marcas num texto, a medida que você o lê, é uma boa estratégia para manter sua concentração, manter sua mente ativa na busca pela compreensão. A melhor estratégia é sublinhar palavras-chave, ou frases que sintetizem idéias importantes. Dessa forma, você estará enfatizando os núcleos de significado do texto. Você também pode escrever na margem palavras que sintetizem o conteúdo de um parágrafo. Quando tiver que retomar o texto, será mais fácil encontrar as idéias ou informações que interessam. Mas não aprendemos desde pequenos que é proibido rabiscar livros? Uma primeira regra a ser considerada é que você só pode marcar e sublinhar livros ou textos avulsos que sejam seus. Se o livro for emprestado, se outras pessoas forem utilizá-lo, você não poderá deixar as marcas da sua leitura no texto, pois isso poderá atrapalhar a leitura dos demais. Nesse caso, você terá que fazer suas anotações num caderno ou folha à parte. Marcar e sublinhar palavras-chave ou frases é uma excelente estratégia para: Focalizar sua atenção no texto Fazer você pensar sobre quais são os conceitos e idéias principais Deixar na página as marcas do sentido que você atribuiu ao texto.
BRASIL. Secretaria Nacional da Juventude. Programa Nacional de Inclusão de Jovens: Educação, Qualificação e Ação Comunitária. PROJOVEM.  AGENDA DO ESTUDANTE . Brasília/DF: 2005 .

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aulaSistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aulaFabiano Reis
 
Aula 02 interpretação de textos
Aula 02 interpretação de textosAula 02 interpretação de textos
Aula 02 interpretação de textosMarluci Brasil
 
Aula 1 O corpo humano
Aula 1 O corpo humanoAula 1 O corpo humano
Aula 1 O corpo humanoAna Filadelfi
 
7 sistema cardiovascular
7   sistema cardiovascular7   sistema cardiovascular
7 sistema cardiovascularRebeca Vale
 
Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....Gabriela Bruno
 
Funções da água
Funções da águaFunções da água
Funções da águamicnv
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascularCésar Milani
 
Enem Slides
Enem SlidesEnem Slides
Enem Slidesceama
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOsandranascimento
 
Projeto a leitura e as ciências
Projeto a leitura e as ciênciasProjeto a leitura e as ciências
Projeto a leitura e as ciênciasmanjosp
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCésar Milani
 
Ciclos biogeoquimicos gabarito
Ciclos biogeoquimicos   gabaritoCiclos biogeoquimicos   gabarito
Ciclos biogeoquimicos gabaritoMarcia Moreira
 
Power Point ApresentaçãO áGua
Power Point  ApresentaçãO áGuaPower Point  ApresentaçãO áGua
Power Point ApresentaçãO áGuaguest18a41ac
 

Mais procurados (20)

Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Apresentação orgaos do sentidos
Apresentação orgaos do  sentidosApresentação orgaos do  sentidos
Apresentação orgaos do sentidos
 
Sistema Digestivo
Sistema DigestivoSistema Digestivo
Sistema Digestivo
 
Sistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aulaSistema respiratorio slides da aula
Sistema respiratorio slides da aula
 
Evolução Humana
Evolução HumanaEvolução Humana
Evolução Humana
 
Aula 02 interpretação de textos
Aula 02 interpretação de textosAula 02 interpretação de textos
Aula 02 interpretação de textos
 
Aula 1 O corpo humano
Aula 1 O corpo humanoAula 1 O corpo humano
Aula 1 O corpo humano
 
7 sistema cardiovascular
7   sistema cardiovascular7   sistema cardiovascular
7 sistema cardiovascular
 
Virus e viroses
Virus e virosesVirus e viroses
Virus e viroses
 
Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....Sistema Circulatório....
Sistema Circulatório....
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
Funções da água
Funções da águaFunções da água
Funções da água
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Enem Slides
Enem SlidesEnem Slides
Enem Slides
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
 
Projeto a leitura e as ciências
Projeto a leitura e as ciênciasProjeto a leitura e as ciências
Projeto a leitura e as ciências
 
Qualidade de vida
Qualidade de vidaQualidade de vida
Qualidade de vida
 
Caracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivosCaracteristicas gerais dos seres vivos
Caracteristicas gerais dos seres vivos
 
Ciclos biogeoquimicos gabarito
Ciclos biogeoquimicos   gabaritoCiclos biogeoquimicos   gabarito
Ciclos biogeoquimicos gabarito
 
Power Point ApresentaçãO áGua
Power Point  ApresentaçãO áGuaPower Point  ApresentaçãO áGua
Power Point ApresentaçãO áGua
 

Destaque (20)

Incentivo a leitura
Incentivo a leituraIncentivo a leitura
Incentivo a leitura
 
A Importância da Leitura
A Importância da LeituraA Importância da Leitura
A Importância da Leitura
 
INCENTIVO A LEITURA
INCENTIVO A LEITURAINCENTIVO A LEITURA
INCENTIVO A LEITURA
 
Slides leitura
Slides leituraSlides leitura
Slides leitura
 
Como sublinhar
Como sublinharComo sublinhar
Como sublinhar
 
Eu amo leitura
Eu amo leituraEu amo leitura
Eu amo leitura
 
Projeto Leitura Magda Soares
Projeto Leitura Magda SoaresProjeto Leitura Magda Soares
Projeto Leitura Magda Soares
 
REVISÃO TEXTUAL FINAL
REVISÃO TEXTUAL FINALREVISÃO TEXTUAL FINAL
REVISÃO TEXTUAL FINAL
 
GÊNEROS TEXTUAIS
GÊNEROS TEXTUAISGÊNEROS TEXTUAIS
GÊNEROS TEXTUAIS
 
Alfabetizacao
AlfabetizacaoAlfabetizacao
Alfabetizacao
 
Leitura
LeituraLeitura
Leitura
 
LEITURA
LEITURALEITURA
LEITURA
 
Alfabetizacao
AlfabetizacaoAlfabetizacao
Alfabetizacao
 
TIPOS DE LEITURA
TIPOS DE LEITURATIPOS DE LEITURA
TIPOS DE LEITURA
 
Incentivo à leitura slides 3
Incentivo  à  leitura slides 3Incentivo  à  leitura slides 3
Incentivo à leitura slides 3
 
Exemplo De Um Bom Resumo
Exemplo De Um Bom ResumoExemplo De Um Bom Resumo
Exemplo De Um Bom Resumo
 
Power point, leitura é...
Power point, leitura é...Power point, leitura é...
Power point, leitura é...
 
Como fazer um resumo
Como fazer um resumoComo fazer um resumo
Como fazer um resumo
 
A importância da leitura
A importância da leituraA importância da leitura
A importância da leitura
 
Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)Como fazer um resumo (passo a passo)
Como fazer um resumo (passo a passo)
 

Semelhante a Hábito de Leitura

Como organizar o estudo
Como organizar o estudoComo organizar o estudo
Como organizar o estudobe23ceb
 
Estudar
EstudarEstudar
EstudarBE/CRE
 
Como organizar o estudo
Como organizar o estudoComo organizar o estudo
Como organizar o estudobe23ceb
 
Como estudar para um teste
Como estudar para um testeComo estudar para um teste
Como estudar para um testelidia76
 
Você sabe estudar
Você sabe estudarVocê sabe estudar
Você sabe estudarAndré Luis
 
Métodos estudo
Métodos estudoMétodos estudo
Métodos estudoteresaX
 
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2ramalhorolim
 
Guião de Leitura
Guião de LeituraGuião de Leitura
Guião de LeituraRBCondeixa
 
Dicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhorDicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhordeobarroso
 
Como estudar corretamente
Como estudar corretamenteComo estudar corretamente
Como estudar corretamenteVicentana
 
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel SoléObjetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel SoléBete Feliciano
 
4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travando
4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travando4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travando
4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travandoAlexandre Afonso
 
Leitura de Gêneros
Leitura de GênerosLeitura de Gêneros
Leitura de Gênerosvivianelima
 

Semelhante a Hábito de Leitura (20)

Orientações basicas para estudar
Orientações basicas para estudarOrientações basicas para estudar
Orientações basicas para estudar
 
Como organizar o estudo
Como organizar o estudoComo organizar o estudo
Como organizar o estudo
 
Estudar
EstudarEstudar
Estudar
 
Como organizar o estudo
Como organizar o estudoComo organizar o estudo
Como organizar o estudo
 
Estudar
EstudarEstudar
Estudar
 
Como estudar para um teste
Como estudar para um testeComo estudar para um teste
Como estudar para um teste
 
Leitura dinâmica
Leitura dinâmicaLeitura dinâmica
Leitura dinâmica
 
Hábitos de leitura
Hábitos de leituraHábitos de leitura
Hábitos de leitura
 
Saber Estudar
Saber EstudarSaber Estudar
Saber Estudar
 
Você sabe estudar
Você sabe estudarVocê sabe estudar
Você sabe estudar
 
Métodos estudo
Métodos estudoMétodos estudo
Métodos estudo
 
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2Apresentação de rotinas de pensamento   proposta2
Apresentação de rotinas de pensamento proposta2
 
Guião de Leitura
Guião de LeituraGuião de Leitura
Guião de Leitura
 
Dicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhorDicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhor
 
Como estudar
Como estudar Como estudar
Como estudar
 
Como estudar corretamente
Como estudar corretamenteComo estudar corretamente
Como estudar corretamente
 
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel SoléObjetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
Objetivos de Leitura de acordo com Isabel Solé
 
4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travando
4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travando4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travando
4 mitos sobre leitura dinâmica que podem estar te travando
 
Lingua portuguesa apost
Lingua portuguesa apostLingua portuguesa apost
Lingua portuguesa apost
 
Leitura de Gêneros
Leitura de GênerosLeitura de Gêneros
Leitura de Gêneros
 

Mais de celiagarci

Reunião berçário II
Reunião berçário IIReunião berçário II
Reunião berçário IIceliagarci
 
Reunião berçário I
Reunião berçário IReunião berçário I
Reunião berçário Iceliagarci
 
Reunião maternal II
Reunião maternal IIReunião maternal II
Reunião maternal IIceliagarci
 
Pauta reuniao Maternal I 3º bim outubro 2011
Pauta reuniao Maternal I  3º bim outubro 2011Pauta reuniao Maternal I  3º bim outubro 2011
Pauta reuniao Maternal I 3º bim outubro 2011celiagarci
 
Pauta reuniao Maternal II 3º bim 20 10 11
Pauta reuniao Maternal II  3º bim 20 10 11Pauta reuniao Maternal II  3º bim 20 10 11
Pauta reuniao Maternal II 3º bim 20 10 11celiagarci
 
Pauta reuniao jardim I 3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim I  3º bim 20 10 11Pauta reuniao jardim I  3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim I 3º bim 20 10 11celiagarci
 
Pauta reuniao jardim ii 3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim ii  3º bim 20 10 11Pauta reuniao jardim ii  3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim ii 3º bim 20 10 11celiagarci
 
Apresentação 7 A
Apresentação  7 AApresentação  7 A
Apresentação 7 Aceliagarci
 
ApresentaçãO1 Luiz
ApresentaçãO1 LuizApresentaçãO1 Luiz
ApresentaçãO1 Luizceliagarci
 
Apresentação Luiz
Apresentação  LuizApresentação  Luiz
Apresentação Luizceliagarci
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunosceliagarci
 
Poesias Dos Alunos
Poesias Dos AlunosPoesias Dos Alunos
Poesias Dos Alunosceliagarci
 
Poesias Dos Alunos
Poesias Dos AlunosPoesias Dos Alunos
Poesias Dos Alunosceliagarci
 
Alfabeto Ilustrado
Alfabeto IlustradoAlfabeto Ilustrado
Alfabeto Ilustradoceliagarci
 

Mais de celiagarci (17)

Reunião berçário II
Reunião berçário IIReunião berçário II
Reunião berçário II
 
Reunião berçário I
Reunião berçário IReunião berçário I
Reunião berçário I
 
Reunião maternal II
Reunião maternal IIReunião maternal II
Reunião maternal II
 
Pauta reuniao Maternal I 3º bim outubro 2011
Pauta reuniao Maternal I  3º bim outubro 2011Pauta reuniao Maternal I  3º bim outubro 2011
Pauta reuniao Maternal I 3º bim outubro 2011
 
Pauta reuniao Maternal II 3º bim 20 10 11
Pauta reuniao Maternal II  3º bim 20 10 11Pauta reuniao Maternal II  3º bim 20 10 11
Pauta reuniao Maternal II 3º bim 20 10 11
 
Pauta reuniao jardim I 3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim I  3º bim 20 10 11Pauta reuniao jardim I  3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim I 3º bim 20 10 11
 
Pauta reuniao jardim ii 3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim ii  3º bim 20 10 11Pauta reuniao jardim ii  3º bim 20 10 11
Pauta reuniao jardim ii 3º bim 20 10 11
 
Apresentação 7 A
Apresentação  7 AApresentação  7 A
Apresentação 7 A
 
Cotidiano
CotidianoCotidiano
Cotidiano
 
ApresentaçãO1 Luiz
ApresentaçãO1 LuizApresentaçãO1 Luiz
ApresentaçãO1 Luiz
 
Apresentação Luiz
Apresentação  LuizApresentação  Luiz
Apresentação Luiz
 
Cotidiano
CotidianoCotidiano
Cotidiano
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunos
 
Poesias Dos Alunos
Poesias Dos AlunosPoesias Dos Alunos
Poesias Dos Alunos
 
O Beijo
O BeijoO Beijo
O Beijo
 
Poesias Dos Alunos
Poesias Dos AlunosPoesias Dos Alunos
Poesias Dos Alunos
 
Alfabeto Ilustrado
Alfabeto IlustradoAlfabeto Ilustrado
Alfabeto Ilustrado
 

Hábito de Leitura

  • 1. Desenvolvendo o hábito de estudo O que significa estudar?
  • 2. O objetivo de estudar é aprender. Na escola, a aprendizagem consiste em três coisas: Conhecer fatos e idéias novas (não apenas escutar ou decorar novos fatos ou idéias, mas entender o sentido delas, organizá-las na mente). Integrar as novas idéias com as idéias que você já tinha para pensar sobre um assunto e compreendê-lo melhor. Expressar novas idéias, falando ou escrevendo sobre elas. Memorizar ou compreender? A simples memorização é uma habilidade cada vez menos necessária nos dias de hoje, cada vez menos exigida nos exames escolares. Muitas vezes, ficamos impressionados com pessoas que conseguem guardar muitos fatos na memória, achamos que boa memória é sinal de inteligência. Na verdade, a capacidade de guardar muitos fatos na cabeça depende em grande parte do modo como organizamos esses fatos em nossas mentes. O que distingue uma pessoa que sabe muito sobre um assunto é a quantidade de idéias que ela tem disponível para discutir sobre o assunto. Idéias que a pessoa compreende, porque estão organizadas em sua mente.
  • 3. Pensar Você organiza as idéias em sua mente quando pensa sobre elas. Seu pensamento entra em ação quando você: Ouve atentamente o que outra pessoa está falando. Lê um texto, procurando compreender o que o autor quis expressar. Anota idéias que escutou ou leu e depois passa a limpo essas anotações. Compara as idéias da outra pessoa com as suas próprias idéias, ou suas novas idéias com suas antigas idéias. Procura resolver um problema, imaginando ou experimentando várias estratégias de solução. Fala ou escreve integrando novas idéias ao modo como você se expressa sobre um assunto.
  • 4. Expressar-se Usar idéias novas para dizer coisas sobre o mundo também faz parte do processo de aprendizagem. Falar e escrever não servem apenas para você exibir o que aprendeu. Expressar idéias é parte do aprendizado. Você realmente domina as novas idéias quando é capaz de falar ou escrever sobre elas. Falar, e principalmente escrever, exigem uma grande atividade do pensamento. Falar e escrever são formas de expressão bastante utilizadas na escola. Mas você também pode expressar novas idéias e novas formas de compreender o mundo por meio de outras linguagens como o desenho, a pintura, a fotografia, o cinema e o vídeo, o teatro, a dança e a música.
  • 5. Ler para estudar A leitura é uma das principais atividades de estudo. No ensino fundamental, no ensino médio e no superior, e mesmo em outros cursos que você pode fazer ao longo de sua vida, você terá que ler uma grande quantidade de textos, muitas vezes, terá que ler textos difíceis. Quando um texto é fácil e interessante para você, a leitura é mais tranqüila, não exige muito esforço. Mas para estudar, muitas vezes terá que ler textos que parecem difíceis e muito chatos. Não se desespere! Há meios de contornar a dificuldade. Com a prática, a leitura vai ficando mais fácil e, no fim, um assunto que parecia chato pode se revelar muito interessante.
  • 6. Crie interesse pelo texto Alguns autores conseguem, logo do início de um texto, despertar o interesse pelo assunto que será tratado. Se isso não acontecer, você terá que achar sozinho algo que torne a leitura interessante. Lendo os títulos e subtítulos você pode imaginar o assunto tratado. Faça então algumas perguntas para você mesmo: Por que será que alguém acha esse assunto importante? Será que eu já sei algo sobre esse assunto? Não há nada mesmo que eu tenha curiosidade de saber sobre isso? Será que esse assunto tem relação com outros que já conheço? Se você não tiver alguma curiosidade, alguma pergunta na sua cabeça, você não conseguirá mergulhar de fato na leitura. Converse com seu professor ou seus colegas. Alguém pode lhe dar uma pista que torne o assunto interessante, que ajudará você a entender por que é importante ler aquele texto.
  • 7. A velocidade da leitura Para você entender o que está escrito é preciso ler com alguma fluência. Se perdemos tempo decifrando cada palavra, quando chegamos no final de uma frase, já esquecemos o começo. É preciso ler a frase novamente para entender seu significado. No inicio da alfabetização, as pessoas lêem devagar e só conseguem entender palavras ou frases curtas. Com a prática, as pessoas passam a reconhecer as palavras cada vez mais rapidamente e vamos ganhando mais fluência na leitura. Assim, podemos compreender várias frases lendo apenas uma vez. Mesmo quando você já tem alguma prática e consegue ler com fluência, a velocidade da leitura vai depender do seu objetivo ao ler e das características do texto. A leitura é mais rápida quando:
  • 8. Você só quer ter uma visão geral sobre o assunto, não precisa se aprofundar. O assunto é familiar. As relações entre as idéias expostas no texto são simples, as frases são curtas e diretas. A leitura é mais lenta quando: Você quer de fato estudar o assunto, acompanhar passo a passo o raciocínio do autor. O assunto não é familiar, há muitas palavras que você não conhece. As relações entre as idéias são complexas, as frases são longas e difíceis. Use um relógio para fazer um experimento sobre sua velocidade de leitura.
  • 9. Leitura rápida Selecione um texto do seu Manual de Estudo ou uma reportagem longa num jornal. Leia o título e os subtítulos, as figuras e legendas das figuras, se houver. Leia a primeira frase dos primeiros parágrafos. Quanto tempo você demorou para fazer essa leitura rápida? Você conseguiu ter uma idéia sobre o assunto do texto? O que você achou do texto? Leitura para estudo Retome o mesmo texto, agora com o objetivo de analisar o assunto, compreender bem as idéias expostas e acompanhar passo a passo o argumento do autor. Agora você não deve se apressar. Se alguma passagem for difícil, leia mais de uma vez. Para fixar as idéias principais, sublinhe algumas palavras e faça anotações à medida que lê.
  • 10. Quanto tempo você demorou para estudar o mesmo texto? Você conseguiu apreender mais idéias? O que você acha do texto agora? Não há regras quanto à velocidade de leitura, mas se você quer uma referência, considere: Texto fácil – Mais de 100 palavras por minuto Texto com alguma dificuldade, texto que você quer entender em profundidade – Menos de 70 palavras por minuto
  • 11. Guarde as idéias do texto que você leu Quando você estuda lendo textos, não é preciso que você armazene todas as informações lidas na sua cabeça. Compreender não é a mesma coisa que memorizar. Você percebe que compreendeu um texto quando consegue lê-lo com mais facilidade numa segunda vez, ou quando lê com mais facilidade outros textos sobre o mesmo assunto. Isso mostra que você reteve a nova organização de idéias que a leitura proporcionou. Mas será que para estudar não é preciso memorizar nada? Quando você precisa retomar às informações depois, como fazer? Quanta informação é preciso reter? Isso depende dos objetivos da sua leitura. Se você está se preparando para um exame, ou se preparando para escrever um texto ou para fazer uma palestra, você certamente terá que reter algumas idéias e dados para poder utilizá-los quando for se expressar. Se você acha importante memorizar alguma idéia ou informação, o melhor que têm a fazer é escrevê-la. A escrita é o mais eficiente apoio da memória. Marcar, sublinhar e anotar são atividades fundamentais quando se lê para estudar. Por isso, é preciso ler com uma caneta ou lápis na mão, além de um caderno onde fazer anotações.
  • 12. Marcar e sublinhar Usar um lápis ou caneta para fazer marcas num texto, a medida que você o lê, é uma boa estratégia para manter sua concentração, manter sua mente ativa na busca pela compreensão. A melhor estratégia é sublinhar palavras-chave, ou frases que sintetizem idéias importantes. Dessa forma, você estará enfatizando os núcleos de significado do texto. Você também pode escrever na margem palavras que sintetizem o conteúdo de um parágrafo. Quando tiver que retomar o texto, será mais fácil encontrar as idéias ou informações que interessam. Mas não aprendemos desde pequenos que é proibido rabiscar livros? Uma primeira regra a ser considerada é que você só pode marcar e sublinhar livros ou textos avulsos que sejam seus. Se o livro for emprestado, se outras pessoas forem utilizá-lo, você não poderá deixar as marcas da sua leitura no texto, pois isso poderá atrapalhar a leitura dos demais. Nesse caso, você terá que fazer suas anotações num caderno ou folha à parte. Marcar e sublinhar palavras-chave ou frases é uma excelente estratégia para: Focalizar sua atenção no texto Fazer você pensar sobre quais são os conceitos e idéias principais Deixar na página as marcas do sentido que você atribuiu ao texto.
  • 13. BRASIL. Secretaria Nacional da Juventude. Programa Nacional de Inclusão de Jovens: Educação, Qualificação e Ação Comunitária. PROJOVEM. AGENDA DO ESTUDANTE . Brasília/DF: 2005 .