Estudar

2.000 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.000
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
65
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudar

  1. 1. ESTUDAR COMO? PARA QUÊ?
  2. 2. Estudar para quê ? É tão bom ficar a “curtir”.
  3. 3. É necessário termos certos objectivos que queremos atingir. De outra forma, não sabemos porque fazemos alguma coisa
  4. 4. Define os teus objectivos * a curto prazo * a médio prazo * a longo prazo
  5. 5. A finalidade do teu estudo não é algo que aparece nos momentos imediatos. Lembra-te disso ao estudares !
  6. 6. Neste momento, as recompensas são: as boas notas, uma palavra de elogio, a satisfação que tens em saber determinado assunto.
  7. 7. A recompensa maior e mais valiosa virá mais tarde… ? Exercer a actividade pretendida.
  8. 8. O que pensas fazer num futuro próximo?
  9. 9. No entanto, para obtermos aquilo que pretendemos é necessário ultrapassar alguns obstáculos.
  10. 10. Todos nós somos capazes de fazer o que quisermos quando estamos motivados.
  11. 11. Mas o que é a Motivação? • É uma energia que cada um de nós possui e que nos permite atingir os nossos objectivos.
  12. 12. Na motivação temos três aspectos: 1) Motivação Sede Querer passar o ano 2) Actividade Beber água Estudar intermédia 3) Finalidade Matar a sede Tirar boas notas
  13. 13. Temos de descobrir maneiras de: • Nos interessarmos mais por aquilo que estudamos; • Reduzir a influência de tudo o que nos pode distrair.
  14. 14. Ideias para quem quer ter tempo:
  15. 15. Estudar muito ≠ Estudar bem Com boa gestão do tempo podes estudar e brincar
  16. 16. Como elaborar um horário de estudo:
  17. 17. Assinala no horário o tempo que tens ocupado com • aulas • explicações • outras actividades
  18. 18. Começa por um horário não muito “pesado” e aumenta as horas de estudo progressivamente.
  19. 19. Alterna as disciplinas mais fáceis com as mais difíceis.
  20. 20. Alterna disciplinas das “Letras” (Português, História, Inglês etc.) com disciplinas das “Ciências” (Matemática, Físico-Química etc.).
  21. 21. Faz pausas no estudo (5 a 10 minutos).
  22. 22. Ideias para organizar o local de estudo:
  23. 23. Evita estudar numa sala comum, com barulhos, . conversas ou interferências de terceiros
  24. 24. Evita estudar deitado, com rádio ou televisão ligada. Isola-te para estudar. Utiliza uma mesa e uma cadeira adequadas, mantendo sempre o teu corpo numa posição correcta
  25. 25. Organiza todas as coisas do teu local de estudo de modo a teres tudo o que precisas sempre à mão.
  26. 26. Mantém uma temperatura adequada no ambiente.
  27. 27. ATITUDE NAS AULAS
  28. 28. Escuta atentamente o professor.
  29. 29. Tira apontamentos: • depois de teres compreendido o professor, • fixa e anota apenas o essencial, • utiliza as tuas próprias palavras, • coloca títulos sobre cada assunto,
  30. 30. • copia sempre os exemplos dados pelo professor, • preocupa-te com a exactidão (tem cuidado com a ortografia dos nomes próprios, a exactidão dos números, datas, etc.), • utiliza abreviaturas,
  31. 31. • deixa espaço entre as notas para poderes completar esse assunto com pesquisas pessoais. P.S. - Passa os apontamentos a limpo, quando necessário.
  32. 32. Vamos agora falar de concentração.
  33. 33. Concentração significa pensar numa coisa de cada vez. De facto não é possível pensar em mais do que uma coisa de cada vez !
  34. 34. Factores que nos distraem:
  35. 35. não dormir o necessário, estar muito cansado, não fazer pausas,
  36. 36. estar doente, ter dores corporais, estar mal alimentado,
  37. 37. estar preocupado, estar ansioso, não ter objectivos no estudo,
  38. 38. ter antipatia por certas disciplinas, não ter à mão o material. Procura anular todos estes factores e verás que o estudo te rende muito mais
  39. 39. Vamos agora falar de memorização.
  40. 40. A memorização não consiste numa repetição contínua e automática do que se quer aprender. A memorização é um processo de organização de diferentes elementos com sentido, isto é, com uma certa lógica.
  41. 41. Para aprenderes de forma compreensiva : • tenta compreender o que lês, • descobre o sentido da matéria, • relaciona com o que já aprendeste.
  42. 42. Não penses que o teu cérebro é uma esponja que absorve e retém automaticamente as ideias. Ele precisa de tempo para as compreender e armazenar.
  43. 43. A aprendizagem tem que ser feita ao longo de certo tempo. Daí a importância do estudo diário. Estuda ao longo do tempo e não nas vésperas dos testes.
  44. 44. Como realizar uma memorização eficiente:
  45. 45. Põe as ideias em palavras tuas: não são as palavras do professor ou do livro de estudo que contam, mas sim a tua compreensão das ideias.
  46. 46. Dá preferência a um método de aprendizagem “global” em vez de “parcial”. Por exemplo, decora um poema lendo-o todo, várias vezes, em vez de aprenderes as estâncias uma a uma.
  47. 47. A maioria dos estudantes aprende melhor vendo do que ouvindo, no entanto, devem empregar-se todos os métodos: ler, ouvir, escrever, discutir. Aprende a conhecer os métodos com que aprendes melhor.
  48. 48. Socorre-te de auxiliares visuais, transformando apontamentos em mapas ou esquemas, sempre que possível, com base no princípio de que às vezes “um desenho diz mais que mil palavras”.
  49. 49. Usa imagens mentais: associação da matéria a figuras ou páginas do livro.
  50. 50. Utiliza mnemónicas, isto é, modos de organizar o material para ser aprendido. Exemplo: VAAVAAV – cores do arco-íris.
  51. 51. Método dos lugares: associação das coisas a memorizar a lugares conhecidos. Exemplo: associar uma lista de compras ao percurso entre a casa e a escola.
  52. 52. Método das palavras-chave: associação a palavras que rimem ou se encontrem relacionadas. Pode-se depois construir lengalengas. Exemplo: “Trinta dias tem Setembro, Abril, Junho e Novembro ...”
  53. 53. Uma sessão de estudo é composta por 4 partes
  54. 54. • Ajuste: existe tensão e pouca concentração. • Aproveitamento: início da adaptação ao estudo. • Nivelação: é a melhor fase do estudo. É quando se aprende mais e estamos mais concentrados. • Fadiga: necessita-se de maior esforço para prosseguir o estudo.
  55. 55. Testes demonstram que é possível aumentar a capacidade de leitura num curto espaço de tempo.
  56. 56. Ler lentamente não significa compreender melhor. A lentidão permite que se intrometam outros pensamentos.
  57. 57. Um bom leitor é simultaneamente cuidadoso e rápido. A rapidez de leitura não é sinónimo de descuido.
  58. 58. Alguns maus hábitos de leitura:
  59. 59. Apontar: É o movimento do dedo ou do lápis acompanhando as palavras ao longo da linha.
  60. 60. Vocalização É o movimento dos lábios quando se lê; atrasa a leitura para a mesma velocidade de quando se lê em voz alta.
  61. 61. Movimento da Cabeça É o abanar da cabeça mantendo os olhos fixos. Deve ler-se mantendo a cabeça fixa e movendo os olhos.
  62. 62. Retorno É o voltar atrás a cada meia dúzia de linhas, para as reler, porque o divagar contínuo e a falta de confiança, criaram tal hábito.
  63. 63. Ler palavra a palavra É o hábito de ler uma palavra de cada vez. Fixando grupos de palavras (unidades de pensamento) aceleramos consideravelmente a leitura.
  64. 64. OS TESTES Existe na generalidade dos estudantes um enorme temor em relação aos testes e exames.
  65. 65. Para muitos o teste é: um cruel instrumento de tortura a hora de vingança do professor algo como o Juízo Final !
  66. 66. Uma das atitudes mais frequentes é “estudar até morrer” um dia antes do teste ou, ainda pior, na noite anterior ao teste.
  67. 67. O terror faz com que se tomem atitudes pouco realistas e que não têm nenhuns resultados.
  68. 68. Todas estas atitudes e práticas produzem poucos ou nenhuns resultados, aumentando a tensão.
  69. 69. QUE FAZER NO DIA DO TESTE:
  70. 70. Leva para o teste todo o material que vais necessitar Chega antes da hora marcada. Escuta com atenção as indicações dadas pelo professor.
  71. 71. Dá uma leitura ao teste todo antes de começares a responder. Lê com atenção cada pergunta e ordena mentalmente a resposta. Faz um esquema dos pontos que queres focar.
  72. 72. Começa pelas perguntas que consideras mais fáceis. Depois continua com as perguntas mais difíceis. Vai controlando o tempo. Conserva a calma.
  73. 73. Expressa os teus próprios conhecimentos. Sê honesto com os teus colegas e contigo próprio. O “Espírito Santo de Orelha” conduz normalmente a erros. Não é ser egoísta dedicarmo-nos a resolver a nossa própria prova.
  74. 74. Não causes problemas de interpretação ao professor. Procura ser claro nas tuas respostas. A letra deve ser legível e a apresentação deve ser limpa.
  75. 75. Finalmente, revê as tuas respostas. Faz as correcções que considerares necessárias e entrega o teu teste.

×