SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 77
Baixar para ler offline
ESTUDAR


COMO?


        PARA QUÊ?
Estudar para quê ?


É tão bom ficar a “curtir”.
É necessário termos certos objectivos

                               que queremos atingir.




De outra forma,

não sabemos porque fazemos alguma coisa
Define os teus objectivos




* a curto prazo

* a médio prazo

* a longo prazo
A finalidade do teu estudo


não é algo que aparece nos momentos imediatos.




     Lembra-te disso ao estudares !
Neste momento, as recompensas são:



as boas notas,

uma palavra de elogio,

a satisfação que tens em saber determinado assunto.
A recompensa maior e mais valiosa



     virá mais tarde…



            ?
Exercer a actividade pretendida.
O que pensas fazer




 num futuro próximo?
No entanto, para obtermos
        aquilo que pretendemos




é necessário ultrapassar alguns obstáculos.
Todos nós somos capazes          de fazer o que quisermos




               quando estamos motivados.
Mas o que é a Motivação?




• É uma energia que cada um de nós possui

 e que nos permite atingir os nossos objectivos.
Na motivação temos três aspectos:




1) Motivação      Sede            Querer passar o ano


2) Actividade     Beber água      Estudar
   intermédia



3) Finalidade     Matar a sede    Tirar boas notas
Temos de descobrir maneiras de:


• Nos interessarmos mais por aquilo que estudamos;

• Reduzir a influência de tudo o que nos pode distrair.
Ideias para quem quer ter tempo:
Estudar muito
                    ≠        Estudar bem




Com boa gestão do tempo podes estudar e brincar
Como elaborar um horário de estudo:
Assinala no horário o tempo que tens ocupado com


• aulas

• explicações

• outras actividades
Começa por um horário não muito “pesado”




e aumenta as horas
de estudo progressivamente.
Alterna as disciplinas mais fáceis




com as mais difíceis.
Alterna disciplinas das “Letras”
(Português, História, Inglês etc.)




com disciplinas das “Ciências”
(Matemática, Físico-Química etc.).
Faz pausas no estudo (5 a 10 minutos).
Ideias para organizar o local de estudo:
Evita estudar numa sala comum, com barulhos,

                                       .
conversas ou interferências de terceiros
Evita estudar deitado, com rádio ou televisão ligada.
Isola-te para estudar.



Utiliza uma mesa e uma cadeira adequadas, mantendo
sempre o teu corpo numa
posição correcta
Organiza todas as coisas do teu local de estudo de
modo a teres tudo o que precisas sempre à mão.
Mantém uma temperatura adequada no ambiente.
ATITUDE NAS AULAS
Escuta atentamente o professor.
Tira apontamentos:

• depois de teres compreendido o professor,

• fixa e anota apenas o essencial,

• utiliza as tuas próprias palavras,

• coloca títulos sobre cada assunto,
• copia sempre os exemplos dados pelo professor,


• preocupa-te com a exactidão (tem cuidado com a
  ortografia dos nomes próprios, a exactidão dos
  números, datas, etc.),


• utiliza abreviaturas,
• deixa espaço entre as notas para poderes completar
esse assunto com pesquisas pessoais.




P.S. - Passa os apontamentos a limpo, quando necessário.
Vamos agora falar de concentração.
Concentração significa pensar numa coisa de cada vez.


De facto não é possível pensar em mais do que uma
coisa de cada vez !
Factores que nos distraem:
não dormir o necessário,



estar muito cansado,


 não fazer pausas,
estar doente,


ter dores corporais,



estar mal alimentado,
estar preocupado,


estar ansioso,



não ter objectivos no estudo,
ter antipatia por certas disciplinas,

  não ter à mão o material.



Procura anular todos estes factores e verás
     que o estudo te rende muito mais
Vamos agora falar de memorização.
A memorização não consiste numa repetição contínua e
 automática do que se quer aprender.


A memorização é um processo de organização de
diferentes elementos com sentido, isto é, com uma certa
lógica.
Para aprenderes de forma compreensiva :

• tenta compreender o que lês,

• descobre o sentido da matéria,

• relaciona com o que já aprendeste.
Não penses que o teu cérebro é uma esponja que
absorve e retém automaticamente as ideias.




Ele precisa de tempo para as compreender e armazenar.
A aprendizagem tem que ser feita ao longo de certo
tempo. Daí a importância do estudo diário.




Estuda ao longo do tempo e não nas vésperas dos
testes.
Como realizar   uma   memorização
eficiente:
Põe as ideias em palavras tuas: não são as palavras do
professor ou do livro de estudo que contam, mas sim a
tua compreensão das ideias.
Dá preferência a um método de aprendizagem “global”
em vez de “parcial”.


 Por exemplo, decora um poema lendo-o todo, várias
 vezes, em vez de aprenderes as estâncias uma a uma.
A maioria dos estudantes aprende melhor vendo do que
ouvindo,   no   entanto,   devem   empregar-se   todos   os
métodos: ler, ouvir, escrever, discutir.


   Aprende a conhecer os métodos com que aprendes
                       melhor.
Socorre-te   de   auxiliares visuais,   transformando
apontamentos em mapas ou esquemas, sempre que
possível, com base no princípio de que às vezes “um
desenho diz mais que mil palavras”.
Usa imagens mentais: associação da matéria a figuras
ou páginas do livro.
Utiliza mnemónicas, isto é, modos de organizar o
material para ser aprendido.


 Exemplo: VAAVAAV – cores do arco-íris.
Método dos lugares: associação das coisas a memorizar
a lugares conhecidos.


 Exemplo: associar uma lista de compras ao percurso
 entre a casa e a escola.
Método das palavras-chave: associação a palavras que
rimem ou se encontrem relacionadas. Pode-se depois
construir lengalengas.


 Exemplo: “Trinta dias tem Setembro, Abril, Junho e
 Novembro ...”
Uma sessão de estudo é composta
         por 4 partes
• Ajuste: existe tensão e pouca concentração.

• Aproveitamento: início da adaptação ao estudo.


• Nivelação: é a melhor fase do estudo. É quando se
  aprende mais e estamos mais concentrados.

• Fadiga: necessita-se de maior esforço para prosseguir
  o estudo.
Testes demonstram que é possível aumentar a
capacidade de leitura num curto espaço de
tempo.
Ler lentamente não significa compreender melhor.



A lentidão permite que se intrometam outros
pensamentos.
Um bom leitor é simultaneamente cuidadoso e
rápido.




A rapidez de leitura não é sinónimo de descuido.
Alguns maus hábitos de leitura:
Apontar:

É o movimento do dedo ou do lápis
acompanhando as palavras ao longo da
linha.
Vocalização

É o movimento dos lábios quando se lê;
atrasa a leitura para a mesma
velocidade de quando se lê em voz alta.
Movimento da Cabeça

É o abanar da cabeça mantendo os olhos fixos.

Deve ler-se mantendo a cabeça fixa e movendo
os olhos.
Retorno

É o voltar atrás a cada meia dúzia de linhas,
para as reler, porque o divagar contínuo e a
falta de confiança, criaram tal hábito.
Ler palavra a palavra

É o hábito de ler uma palavra de cada vez.

Fixando grupos de palavras (unidades de
pensamento) aceleramos consideravelmente
a leitura.
OS TESTES

Existe na generalidade dos
estudantes um
enorme temor
em relação aos testes e exames.
Para muitos o teste é:

  um cruel instrumento de tortura

  a hora de vingança do professor

   algo como o Juízo Final !
Uma das atitudes mais frequentes é “estudar até
morrer” um dia antes do teste ou, ainda pior, na noite
anterior ao teste.
O terror faz com que se tomem atitudes pouco
realistas e que não têm nenhuns resultados.
Todas estas atitudes e práticas produzem
poucos ou nenhuns resultados, aumentando a
tensão.
QUE FAZER NO DIA DO TESTE:
Leva para o teste todo o material que vais necessitar


Chega antes da hora marcada.


Escuta com atenção as indicações dadas pelo
professor.
Dá uma leitura ao teste todo antes de começares a
responder.


Lê com atenção cada pergunta e ordena mentalmente
a resposta. Faz um esquema dos pontos que queres
focar.
Começa pelas perguntas que consideras mais fáceis.
Depois continua com as perguntas mais difíceis.


Vai controlando o tempo. Conserva a calma.
Expressa os teus próprios conhecimentos. Sê honesto
com os teus colegas e contigo próprio. O “Espírito
Santo de Orelha” conduz normalmente a erros.



Não é ser egoísta dedicarmo-nos a resolver a nossa
própria prova.
Não causes problemas de interpretação ao professor.
Procura ser claro nas tuas respostas. A letra deve ser
legível e a apresentação deve ser limpa.
Finalmente, revê as tuas respostas. Faz as
correcções   que   considerares   necessárias   e
entrega o teu teste.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comportamento no Trabalho
Comportamento no TrabalhoComportamento no Trabalho
Comportamento no TrabalhoMaria Lemos
 
Slide projeto de vida
Slide projeto de vidaSlide projeto de vida
Slide projeto de vidaIsabel Aguiar
 
Motivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaMotivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaRoselene Rocha
 
Jovem no mercado de trabalho
Jovem no mercado de trabalhoJovem no mercado de trabalho
Jovem no mercado de trabalhoMurilo Cisalpino
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?Renata Pimentel
 
Sintra palestra motivacional para professores (e não só)
Sintra   palestra motivacional para professores (e não só)Sintra   palestra motivacional para professores (e não só)
Sintra palestra motivacional para professores (e não só)Alfredo Leite
 
Saúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulherSaúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulherPra Paula Barros
 
Saúde mental da mulher e seus reflexos na
Saúde mental da mulher e seus reflexos naSaúde mental da mulher e seus reflexos na
Saúde mental da mulher e seus reflexos naGisele Cortoni Calia
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolarAnanda Lima
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quêAnaí Peña
 
Palestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino MédioPalestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino Médioangelavbecker
 
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...Editora Moderna
 

Mais procurados (20)

Comportamento no Trabalho
Comportamento no TrabalhoComportamento no Trabalho
Comportamento no Trabalho
 
Slide projeto de vida
Slide projeto de vidaSlide projeto de vida
Slide projeto de vida
 
Motivação em sala de aula
Motivação em sala de aulaMotivação em sala de aula
Motivação em sala de aula
 
O que é qualidade de vida
O que é qualidade de vidaO que é qualidade de vida
O que é qualidade de vida
 
Jovem no mercado de trabalho
Jovem no mercado de trabalhoJovem no mercado de trabalho
Jovem no mercado de trabalho
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
 
Sintra palestra motivacional para professores (e não só)
Sintra   palestra motivacional para professores (e não só)Sintra   palestra motivacional para professores (e não só)
Sintra palestra motivacional para professores (e não só)
 
Auto cuidado
Auto cuidadoAuto cuidado
Auto cuidado
 
Volta às aulas
Volta às aulasVolta às aulas
Volta às aulas
 
Habitos de estudos
Habitos de estudosHabitos de estudos
Habitos de estudos
 
Saúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulherSaúde emocional da mulher
Saúde emocional da mulher
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Desejo x necessidade
Desejo x necessidadeDesejo x necessidade
Desejo x necessidade
 
Comunicação Não Violenta
Comunicação Não ViolentaComunicação Não Violenta
Comunicação Não Violenta
 
Saúde mental da mulher e seus reflexos na
Saúde mental da mulher e seus reflexos naSaúde mental da mulher e seus reflexos na
Saúde mental da mulher e seus reflexos na
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Higiene pessoal
Higiene pessoalHigiene pessoal
Higiene pessoal
 
Rotina para quê
Rotina para quêRotina para quê
Rotina para quê
 
Palestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino MédioPalestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino Médio
 
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
 

Semelhante a Estudar

Você sabe estudar
Você sabe estudarVocê sabe estudar
Você sabe estudarAndré Luis
 
Dicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhorDicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhordeobarroso
 
1sessao o questionario de habitos de estudo
1sessao o questionario de habitos de estudo1sessao o questionario de habitos de estudo
1sessao o questionario de habitos de estudoSandra Nascimento
 
HoráRio De Estudo
HoráRio De EstudoHoráRio De Estudo
HoráRio De Estudomthugh
 
Projeto estudo intensivo, avaliação em foco
Projeto estudo intensivo, avaliação em focoProjeto estudo intensivo, avaliação em foco
Projeto estudo intensivo, avaliação em focoSocorro Vasconcelos
 
Hábito de Leitura
Hábito de LeituraHábito de Leitura
Hábito de Leituraceliagarci
 
Dicas de como estudar
Dicas de como estudarDicas de como estudar
Dicas de como estudarRenato Paiva
 
Como estudar para um teste
Como estudar para um testeComo estudar para um teste
Como estudar para um testelidia76
 
Tecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libre
Tecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libreTecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libre
Tecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libreRute Almeida
 
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshopBrochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshopritafeijao
 
Métodos estudo
Métodos estudoMétodos estudo
Métodos estudoteresaX
 
como estudar trabalho de língua portuguesa
como estudar trabalho de língua  portuguesacomo estudar trabalho de língua  portuguesa
como estudar trabalho de língua portuguesad92862628
 
Dicas para se dá bem nos estudos
Dicas para se dá bem nos estudosDicas para se dá bem nos estudos
Dicas para se dá bem nos estudosFrancisco Carlos
 

Semelhante a Estudar (20)

Orientações ensino médio
Orientações ensino médioOrientações ensino médio
Orientações ensino médio
 
Você sabe estudar
Você sabe estudarVocê sabe estudar
Você sabe estudar
 
Saber Estudar
Saber EstudarSaber Estudar
Saber Estudar
 
Orientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e iiOrientação fundamental i e ii
Orientação fundamental i e ii
 
Dicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhorDicas para estudar melhor
Dicas para estudar melhor
 
1sessao o questionario de habitos de estudo
1sessao o questionario de habitos de estudo1sessao o questionario de habitos de estudo
1sessao o questionario de habitos de estudo
 
HoráRio De Estudo
HoráRio De EstudoHoráRio De Estudo
HoráRio De Estudo
 
Projeto estudo intensivo, avaliação em foco
Projeto estudo intensivo, avaliação em focoProjeto estudo intensivo, avaliação em foco
Projeto estudo intensivo, avaliação em foco
 
Hábito de Leitura
Hábito de LeituraHábito de Leitura
Hábito de Leitura
 
Como ter sucesso no estudo
Como ter sucesso no  estudoComo ter sucesso no  estudo
Como ter sucesso no estudo
 
Dicas
DicasDicas
Dicas
 
Como estudar
Como estudar Como estudar
Como estudar
 
Dicas de como estudar
Dicas de como estudarDicas de como estudar
Dicas de como estudar
 
Como estudar para um teste
Como estudar para um testeComo estudar para um teste
Como estudar para um teste
 
Tecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libre
Tecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libreTecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libre
Tecnicas de estudo_para_pessoas_irrequietas_1.6-libre
 
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshopBrochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
 
Dicas de como estudar
Dicas de como estudar Dicas de como estudar
Dicas de como estudar
 
Métodos estudo
Métodos estudoMétodos estudo
Métodos estudo
 
como estudar trabalho de língua portuguesa
como estudar trabalho de língua  portuguesacomo estudar trabalho de língua  portuguesa
como estudar trabalho de língua portuguesa
 
Dicas para se dá bem nos estudos
Dicas para se dá bem nos estudosDicas para se dá bem nos estudos
Dicas para se dá bem nos estudos
 

Mais de BE/CRE

História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da MúsicaBE/CRE
 
A Floresta
A FlorestaA Floresta
A FlorestaBE/CRE
 
Brincar com as palavras
Brincar com as palavrasBrincar com as palavras
Brincar com as palavrasBE/CRE
 
Momentos de Poesia - Semana da Leitura
 Momentos de Poesia - Semana da Leitura Momentos de Poesia - Semana da Leitura
Momentos de Poesia - Semana da LeituraBE/CRE
 
Trabalho sobre floresta
Trabalho sobre florestaTrabalho sobre floresta
Trabalho sobre florestaBE/CRE
 
Frequencia be 09 10
Frequencia be 09 10Frequencia be 09 10
Frequencia be 09 10BE/CRE
 
Semana da Leitura
Semana da LeituraSemana da Leitura
Semana da LeituraBE/CRE
 
Guião de Pesquisa
Guião de PesquisaGuião de Pesquisa
Guião de PesquisaBE/CRE
 
Ficha de Leitura
Ficha de LeituraFicha de Leitura
Ficha de LeituraBE/CRE
 
Como Apresentar Um Trabalho 2
Como Apresentar Um Trabalho  2Como Apresentar Um Trabalho  2
Como Apresentar Um Trabalho 2BE/CRE
 
Como Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoComo Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoBE/CRE
 
Como Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoComo Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoBE/CRE
 
Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013
Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013
Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013BE/CRE
 

Mais de BE/CRE (13)

História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
 
A Floresta
A FlorestaA Floresta
A Floresta
 
Brincar com as palavras
Brincar com as palavrasBrincar com as palavras
Brincar com as palavras
 
Momentos de Poesia - Semana da Leitura
 Momentos de Poesia - Semana da Leitura Momentos de Poesia - Semana da Leitura
Momentos de Poesia - Semana da Leitura
 
Trabalho sobre floresta
Trabalho sobre florestaTrabalho sobre floresta
Trabalho sobre floresta
 
Frequencia be 09 10
Frequencia be 09 10Frequencia be 09 10
Frequencia be 09 10
 
Semana da Leitura
Semana da LeituraSemana da Leitura
Semana da Leitura
 
Guião de Pesquisa
Guião de PesquisaGuião de Pesquisa
Guião de Pesquisa
 
Ficha de Leitura
Ficha de LeituraFicha de Leitura
Ficha de Leitura
 
Como Apresentar Um Trabalho 2
Como Apresentar Um Trabalho  2Como Apresentar Um Trabalho  2
Como Apresentar Um Trabalho 2
 
Como Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoComo Fazer Um Resumo
Como Fazer Um Resumo
 
Como Fazer Um Resumo
Como Fazer Um ResumoComo Fazer Um Resumo
Como Fazer Um Resumo
 
Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013
Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013
Plano de acção da BE/CRE - 2009/2013
 

Estudar

  • 1. ESTUDAR COMO? PARA QUÊ?
  • 2. Estudar para quê ? É tão bom ficar a “curtir”.
  • 3. É necessário termos certos objectivos que queremos atingir. De outra forma, não sabemos porque fazemos alguma coisa
  • 4. Define os teus objectivos * a curto prazo * a médio prazo * a longo prazo
  • 5. A finalidade do teu estudo não é algo que aparece nos momentos imediatos. Lembra-te disso ao estudares !
  • 6. Neste momento, as recompensas são: as boas notas, uma palavra de elogio, a satisfação que tens em saber determinado assunto.
  • 7. A recompensa maior e mais valiosa virá mais tarde… ? Exercer a actividade pretendida.
  • 8. O que pensas fazer num futuro próximo?
  • 9. No entanto, para obtermos aquilo que pretendemos é necessário ultrapassar alguns obstáculos.
  • 10. Todos nós somos capazes de fazer o que quisermos quando estamos motivados.
  • 11. Mas o que é a Motivação? • É uma energia que cada um de nós possui e que nos permite atingir os nossos objectivos.
  • 12. Na motivação temos três aspectos: 1) Motivação Sede Querer passar o ano 2) Actividade Beber água Estudar intermédia 3) Finalidade Matar a sede Tirar boas notas
  • 13. Temos de descobrir maneiras de: • Nos interessarmos mais por aquilo que estudamos; • Reduzir a influência de tudo o que nos pode distrair.
  • 14.
  • 15. Ideias para quem quer ter tempo:
  • 16. Estudar muito ≠ Estudar bem Com boa gestão do tempo podes estudar e brincar
  • 17. Como elaborar um horário de estudo:
  • 18. Assinala no horário o tempo que tens ocupado com • aulas • explicações • outras actividades
  • 19. Começa por um horário não muito “pesado” e aumenta as horas de estudo progressivamente.
  • 20. Alterna as disciplinas mais fáceis com as mais difíceis.
  • 21. Alterna disciplinas das “Letras” (Português, História, Inglês etc.) com disciplinas das “Ciências” (Matemática, Físico-Química etc.).
  • 22. Faz pausas no estudo (5 a 10 minutos).
  • 23. Ideias para organizar o local de estudo:
  • 24. Evita estudar numa sala comum, com barulhos, . conversas ou interferências de terceiros
  • 25. Evita estudar deitado, com rádio ou televisão ligada. Isola-te para estudar. Utiliza uma mesa e uma cadeira adequadas, mantendo sempre o teu corpo numa posição correcta
  • 26. Organiza todas as coisas do teu local de estudo de modo a teres tudo o que precisas sempre à mão.
  • 27. Mantém uma temperatura adequada no ambiente.
  • 29. Escuta atentamente o professor.
  • 30. Tira apontamentos: • depois de teres compreendido o professor, • fixa e anota apenas o essencial, • utiliza as tuas próprias palavras, • coloca títulos sobre cada assunto,
  • 31. • copia sempre os exemplos dados pelo professor, • preocupa-te com a exactidão (tem cuidado com a ortografia dos nomes próprios, a exactidão dos números, datas, etc.), • utiliza abreviaturas,
  • 32. • deixa espaço entre as notas para poderes completar esse assunto com pesquisas pessoais. P.S. - Passa os apontamentos a limpo, quando necessário.
  • 33. Vamos agora falar de concentração.
  • 34. Concentração significa pensar numa coisa de cada vez. De facto não é possível pensar em mais do que uma coisa de cada vez !
  • 35. Factores que nos distraem:
  • 36. não dormir o necessário, estar muito cansado, não fazer pausas,
  • 37. estar doente, ter dores corporais, estar mal alimentado,
  • 38. estar preocupado, estar ansioso, não ter objectivos no estudo,
  • 39. ter antipatia por certas disciplinas, não ter à mão o material. Procura anular todos estes factores e verás que o estudo te rende muito mais
  • 40. Vamos agora falar de memorização.
  • 41. A memorização não consiste numa repetição contínua e automática do que se quer aprender. A memorização é um processo de organização de diferentes elementos com sentido, isto é, com uma certa lógica.
  • 42. Para aprenderes de forma compreensiva : • tenta compreender o que lês, • descobre o sentido da matéria, • relaciona com o que já aprendeste.
  • 43. Não penses que o teu cérebro é uma esponja que absorve e retém automaticamente as ideias. Ele precisa de tempo para as compreender e armazenar.
  • 44. A aprendizagem tem que ser feita ao longo de certo tempo. Daí a importância do estudo diário. Estuda ao longo do tempo e não nas vésperas dos testes.
  • 45. Como realizar uma memorização eficiente:
  • 46. Põe as ideias em palavras tuas: não são as palavras do professor ou do livro de estudo que contam, mas sim a tua compreensão das ideias.
  • 47. Dá preferência a um método de aprendizagem “global” em vez de “parcial”. Por exemplo, decora um poema lendo-o todo, várias vezes, em vez de aprenderes as estâncias uma a uma.
  • 48. A maioria dos estudantes aprende melhor vendo do que ouvindo, no entanto, devem empregar-se todos os métodos: ler, ouvir, escrever, discutir. Aprende a conhecer os métodos com que aprendes melhor.
  • 49. Socorre-te de auxiliares visuais, transformando apontamentos em mapas ou esquemas, sempre que possível, com base no princípio de que às vezes “um desenho diz mais que mil palavras”.
  • 50. Usa imagens mentais: associação da matéria a figuras ou páginas do livro.
  • 51. Utiliza mnemónicas, isto é, modos de organizar o material para ser aprendido. Exemplo: VAAVAAV – cores do arco-íris.
  • 52. Método dos lugares: associação das coisas a memorizar a lugares conhecidos. Exemplo: associar uma lista de compras ao percurso entre a casa e a escola.
  • 53. Método das palavras-chave: associação a palavras que rimem ou se encontrem relacionadas. Pode-se depois construir lengalengas. Exemplo: “Trinta dias tem Setembro, Abril, Junho e Novembro ...”
  • 54. Uma sessão de estudo é composta por 4 partes
  • 55.
  • 56. • Ajuste: existe tensão e pouca concentração. • Aproveitamento: início da adaptação ao estudo. • Nivelação: é a melhor fase do estudo. É quando se aprende mais e estamos mais concentrados. • Fadiga: necessita-se de maior esforço para prosseguir o estudo.
  • 57. Testes demonstram que é possível aumentar a capacidade de leitura num curto espaço de tempo.
  • 58. Ler lentamente não significa compreender melhor. A lentidão permite que se intrometam outros pensamentos.
  • 59. Um bom leitor é simultaneamente cuidadoso e rápido. A rapidez de leitura não é sinónimo de descuido.
  • 60. Alguns maus hábitos de leitura:
  • 61. Apontar: É o movimento do dedo ou do lápis acompanhando as palavras ao longo da linha.
  • 62. Vocalização É o movimento dos lábios quando se lê; atrasa a leitura para a mesma velocidade de quando se lê em voz alta.
  • 63. Movimento da Cabeça É o abanar da cabeça mantendo os olhos fixos. Deve ler-se mantendo a cabeça fixa e movendo os olhos.
  • 64. Retorno É o voltar atrás a cada meia dúzia de linhas, para as reler, porque o divagar contínuo e a falta de confiança, criaram tal hábito.
  • 65. Ler palavra a palavra É o hábito de ler uma palavra de cada vez. Fixando grupos de palavras (unidades de pensamento) aceleramos consideravelmente a leitura.
  • 66. OS TESTES Existe na generalidade dos estudantes um enorme temor em relação aos testes e exames.
  • 67. Para muitos o teste é: um cruel instrumento de tortura a hora de vingança do professor algo como o Juízo Final !
  • 68. Uma das atitudes mais frequentes é “estudar até morrer” um dia antes do teste ou, ainda pior, na noite anterior ao teste.
  • 69. O terror faz com que se tomem atitudes pouco realistas e que não têm nenhuns resultados.
  • 70. Todas estas atitudes e práticas produzem poucos ou nenhuns resultados, aumentando a tensão.
  • 71. QUE FAZER NO DIA DO TESTE:
  • 72. Leva para o teste todo o material que vais necessitar Chega antes da hora marcada. Escuta com atenção as indicações dadas pelo professor.
  • 73. Dá uma leitura ao teste todo antes de começares a responder. Lê com atenção cada pergunta e ordena mentalmente a resposta. Faz um esquema dos pontos que queres focar.
  • 74. Começa pelas perguntas que consideras mais fáceis. Depois continua com as perguntas mais difíceis. Vai controlando o tempo. Conserva a calma.
  • 75. Expressa os teus próprios conhecimentos. Sê honesto com os teus colegas e contigo próprio. O “Espírito Santo de Orelha” conduz normalmente a erros. Não é ser egoísta dedicarmo-nos a resolver a nossa própria prova.
  • 76. Não causes problemas de interpretação ao professor. Procura ser claro nas tuas respostas. A letra deve ser legível e a apresentação deve ser limpa.
  • 77. Finalmente, revê as tuas respostas. Faz as correcções que considerares necessárias e entrega o teu teste.