SlideShare uma empresa Scribd logo
Gimnospermas




  Prof. Eduardo
Gimnospermas (gimnos = nua, esperma = semente)
• vasculares : (xilemas e floemas)

• 1as. Fanerógamas: Órgãos sexuais visíveis
  (estróbilos ou“pinhas”). Esporófitos muito
  desenvolvidos e gametófitos muito reduzidos,
  dependentes do esporófito.

• 1as. Espermatófitas: Presença da semente
  (“pinhão”) no órgão feminino.

• 1as. Com fecundação independente da água:
  sifonogamia, com tubo polínico presente no grão de
  pólen, do órgão masculino.
• Principais grupos:

• A) Cicadinae (cicas)
C) Gentinae: ephedra

B) Ginkoinae: Ginko
biloba




                      C) Gentinae : gnetum
D) Coniferae (coníferas): secóias
D) Coniferae (coníferas): Pinus ou pinheiros
Início: Permiano (290 M.A.)
Apogeu: Triássico (250 M.A.)
Início da era dos grande répteis
Até seu apogeu no jurássico
Adaptadas a climas frios, onde formam grandes
florestas de coníferas (Taigas). Importante na indústria
madeireira e de papel e celulose.
• Esporófito: Fase predominante : Pinheiro
• Fanerógamas: Órgãos sexuais visíveis:
• Estróbilos (pinhas) masculinos e femininos
• Surgimento do óvulo que origina a semente
• Esporófito de pinus são monóicos
• Esporófitos da Araucária são dióicos


                        Estróbilo
                        feminino
                        Com
                        sementes




 Estróbilo                               Região de
 masculino                               matas de
 produtor de                             araucárias
 grãos de
 pólem
• Heterosporia: Esporos masculinos menores que os femininos:
• Microsporângio (2n) ou saco polínico: presente no
  esporófito masculino , produz os micrósporos (n) que geram
  os grãos de pólen (n).
                                     Os grão de pólen são
                                     alados, transportados
                                     pelo vento (anemofilia).

                                     Nele surge duas células
                                     importantes:

                                      célula vegetativa (n)
                                     (que dará origem ao
                                     tubo polínico).

                                      célula germinativa
                                     (n).. (que dará origem
                                     ao gameta masculino.
• A célula vegetativa dá origem ao tubo polínico (n) ou
  gametófito masculino (n) (microprotalo).

• A célula germinativa gera os núcleos espermáticos (n) ou o
  gameta masculino (n).
• No estróbilo feminino forma-se o óvulo: Nele se forma a
  célula mãe do megasporo (2n), que por meiose o produz os
  megásporos.

Um dos megásporos (n)
sobrevive e gera o
gametófito feminino
(n) ou megaprotalo (n).

Pode também ser
chamado de saco
embrionário (n).

 No saco embrionário
são produzidos
arquegônios que geram
a oosfera (n) (gameta
feminino).
• Fecundação por sifonogamia: Os grãos de pólen levados
  pelo vento chegam ao gametófito feminino.
• Lá o tubo polínico penetra por uma abertura (micrópila) por
  onde atingem a oosfera (n).
• Pelo tubo polínico os núcleos espermáticos (n) ou gametas
  masculinos, chegam até a oosfera onde geram o zigoto (2n)
• Formação da semente (produto dos fenômenos ocorridos
  no óvulo):
• O zigoto (2n) gera o embrião do futuro esporófito.
• O saco embrionário (n) ou gametófito feminino gera o
  endosperma primário (n).
• O que ficou do óvulo (esporófito, 2n) gera a casca ou
  tegumento.
• Funções:
• Proteger o embrião do frio e da seca ( a germinação só ocorre
  em condições ideais).
• nutrir o embrião
• promover a dispersão. (vento ou animais)
• A dispersão pode ser feita por animais (aves ou pequenos
  mamíferos) ou por sementes aladas:
Estróbilo masculino

Estróbilo feminino
Angiospermas
(angios = vaso; esperma = semente)




          Prof. Eduardo
• Traqueófitas, espermatófitas e fanerógamas.
  Primeiras com flores e frutos.

• Geração predominante: esporófito.

• Gametófito bastante reduzido, nasce dentro do
  esporófito do qual é dependente.

• Flor: folhas modificadas que gera os óvulos
  femininos e os grãos de pólen. Favorecem a
  variabilidade genética (polinização)

• Fruto: dilatação do ovário feminino, e que envolve a
  semente. Favorecem a dispersão da semente
• Surgiram no final do jurássico início do Cretáceo (entre 145 e
  65 milhões de anos) e dominaram o planeta, juntamente com
  os mamíferos a partir do cenozóico:




         Cretáceo: extinção dos grandes répteis
• :




      Cenozóico início do apogeu dos mamíferos
• Dividem-se em dois grandes grupos:
• A) Dicotiledôneas (semente com dois cotilédones, folhas
  iniciais que guardam a substância nutritiva ou endosperma)
• Ex. Feijão ( pode se quebrado em dois facilmente
dicotiledôneas
• B) Monocotiledôneas (gramíneas) (semente com um
  cotilédones, folha inicial que nesse caso não guarda a
  substância nutritiva ou endosperma)
• Ex. Milho (não pode ser quebrado em dois facilmente)
Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas:
A= dicotiledôneas B= monocotiledôneas
Folhas:
Monocotiledôneas: nervuras (vasos condutores) em paralelo ou
paraleninervas.
Dicotiledôneas: nervuras ramificas de um eixo central (reticuladas ou
reticulinervas)




                                             Reticulinerva
Caules:
Monocotiledôneas: vasos condutores desorganizados.
Dicotiledôneas: vasos condutores organizados em torno centro do caule




      Dicotiledôneas                          monocotiledôneas
Caules:
Monocotiledôneas formam caules sem lenho e sem crescimento lateral.
Dicotiledôneas: formam caules com lenho e com crescimento lateral




 Dicotiledôneas            monocotiledôneas
Raízes:
Monocotiledôneas: Brotam todas diretamente do caule: fasciculadas
(em “cabeleira”).
Dicotiledôneas: Brotam de um eixo central (axis): Axial ou pivotante
Flores:
Monocotiledôneas: Pétalas trímeras (múltiplos de três).
Dicotiledôneas: Pétalas dímeras, tetrâmeras (múltiplos de quatro) ou
Pentâmeras (múltiplos de cinco)
               monocotiledôneas
                           trímera


 Dicotiledôneas




dímera                     tetrâmera           Pentâmera
• Flores são folhas modificadas e apresentam partes masculinas e
  femininas:
• A) Flor Masculina: O Androceu: (conjunto de estames) onde são
  produzidos os micrósporos, que dão origem aos grãos de pólen.
• Divide-se em filete, conectivo e antera (onde o pólen é produzido)
•
• B) Flor feminina: Gineceu, pistilo ou carpelo (derivado das folha
  carpelares) que forma uma nova estrutura, o ovário que dá origem
  ao fruto. O gineceu se divide em estigma (abertura), estilete, ovário
  e o óvulo (onde o megasporângio dá origem ao gametófito feminino
  ou saco embrionário).
• Outros componentes: a) Pedúnculo: faz a ligação com o caule,
• b) Receptáculo floral: base das partes da folha,
• c) Cálice: conjunto de folhas modificadas chamadas sépalas. (serve
  para proteção do gineceu e geralmente não são coloridas.
• d) Corola: conjunto de folhas modificadas chamadas pétalas. (serve
  para polinizadores e geralmente são coloridas.
• As folhas modificadas que formam as flores são denominadas
  verticilos florais:
• Cálice e corola são verticilos estéreis e o androceu e gineceu são os
  verticilos reprodutivos.
Flor
• Denomina-se perianto ao conjunto de pétalas e sépalas quando estas
  fores diferentes, e perigônio ao conjunto de pétalas e sépalas
  quando estas forem iguais. Nesse caso dizemos apenas tépalas.
• As brácteas são folhas modificadas para proteção da flor e podem
  fazer opapel das Pétalas:                       brácteas




  perigônio              perianto
• As flores podem ser monoclinas (hermafroditas, o gineceu
  e o androceu estão na mesma flor) ou diclinas (gineceu
  está em uma flor e androceu em outra).
• As plantas que tiverem flores hermafroditas ou as duas
  flores (masculina e femininas são plantas monóicas ou
  hermafroditas. Já vegetais que tiver apenas floras
  masculinas ou femininas são denominadas dióicas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pteridófitas
PteridófitasPteridófitas
Pteridófitas
Matheus S. Oliveira
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e Fruto
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e FrutoSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e Fruto
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e Fruto
Turma Olímpica
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
Isabella Silva
 
Reprodução nas Plantas
Reprodução nas PlantasReprodução nas Plantas
Reprodução nas Plantas
Helena Borralho
 
Semente e germinação
Semente e germinaçãoSemente e germinação
Semente e germinação
Marcos Albuquerque
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
SEMED de Santarém/PA
 
Reino plantae
Reino plantaeReino plantae
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
guest78da28
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e FrutosSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Turma Olímpica
 
Morfologia Vegetal - Caule
Morfologia Vegetal - Caule Morfologia Vegetal - Caule
Morfologia Vegetal - Caule
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
jcrrios
 
V.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasV.3 Gimnospermas
V.3 Gimnospermas
Rebeca Vale
 
Reino das plantas
Reino das plantasReino das plantas
Reino Vegetal
Reino VegetalReino Vegetal
Reino Vegetal
Giseli Trento
 
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
infoeducp2
 
Frutos e sementes
Frutos e sementesFrutos e sementes
Frutos e sementes
Vitor Morais
 
Semente e germinação
Semente e germinaçãoSemente e germinação
Semente e germinação
Marcos Albuquerque
 
Classificação das Plantas
Classificação das PlantasClassificação das Plantas
Classificação das Plantas
Leandro A. Machado de Moura
 
Flores
FloresFlores
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
Escola do Recife
 

Mais procurados (20)

Pteridófitas
PteridófitasPteridófitas
Pteridófitas
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e Fruto
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e FrutoSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e Fruto
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Semente e Fruto
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Reprodução nas Plantas
Reprodução nas PlantasReprodução nas Plantas
Reprodução nas Plantas
 
Semente e germinação
Semente e germinaçãoSemente e germinação
Semente e germinação
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Reino plantae
Reino plantaeReino plantae
Reino plantae
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e FrutosSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Sementes e Frutos
 
Morfologia Vegetal - Caule
Morfologia Vegetal - Caule Morfologia Vegetal - Caule
Morfologia Vegetal - Caule
 
Briofitas
BriofitasBriofitas
Briofitas
 
V.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasV.3 Gimnospermas
V.3 Gimnospermas
 
Reino das plantas
Reino das plantasReino das plantas
Reino das plantas
 
Reino Vegetal
Reino VegetalReino Vegetal
Reino Vegetal
 
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
 
Frutos e sementes
Frutos e sementesFrutos e sementes
Frutos e sementes
 
Semente e germinação
Semente e germinaçãoSemente e germinação
Semente e germinação
 
Classificação das Plantas
Classificação das PlantasClassificação das Plantas
Classificação das Plantas
 
Flores
FloresFlores
Flores
 
Tecidos vegetais
Tecidos vegetaisTecidos vegetais
Tecidos vegetais
 

Destaque

7º ano cap 10 gimnospermas
7º ano cap 10  gimnospermas7º ano cap 10  gimnospermas
7º ano cap 10 gimnospermas
ISJ
 
Gimnospermas - Ensino Fundamental
Gimnospermas - Ensino FundamentalGimnospermas - Ensino Fundamental
Gimnospermas - Ensino Fundamental
Andrea Barreto
 
Gimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermasGimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermas
aulasdotubao
 
Exemplos de Gimnospermas
Exemplos de GimnospermasExemplos de Gimnospermas
Exemplos de Gimnospermas
Andrea Barreto
 
Aula sistema nervoso
Aula sistema nervosoAula sistema nervoso
Aula sistema nervoso
krisleiscienza
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
isabelourenco
 
Sistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8anoSistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8ano
robioprof
 
SISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANOSISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANO
carreiralopes
 
14 o sistema nervoso
14   o sistema nervoso14   o sistema nervoso
14 o sistema nervoso
Rebeca Vale
 
Plantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y AngiospermasPlantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y Angiospermas
Carlos Aguirre
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Bio
 
Sistema nervoso slides
Sistema nervoso slidesSistema nervoso slides
Sistema nervoso slides
Fabiano Reis
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Catir
 

Destaque (13)

7º ano cap 10 gimnospermas
7º ano cap 10  gimnospermas7º ano cap 10  gimnospermas
7º ano cap 10 gimnospermas
 
Gimnospermas - Ensino Fundamental
Gimnospermas - Ensino FundamentalGimnospermas - Ensino Fundamental
Gimnospermas - Ensino Fundamental
 
Gimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermasGimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermas
 
Exemplos de Gimnospermas
Exemplos de GimnospermasExemplos de Gimnospermas
Exemplos de Gimnospermas
 
Aula sistema nervoso
Aula sistema nervosoAula sistema nervoso
Aula sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8anoSistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8ano
 
SISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANOSISTEMA NERVOSO HUMANO
SISTEMA NERVOSO HUMANO
 
14 o sistema nervoso
14   o sistema nervoso14   o sistema nervoso
14 o sistema nervoso
 
Plantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y AngiospermasPlantas Gimnospermas Y Angiospermas
Plantas Gimnospermas Y Angiospermas
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
 
Sistema nervoso slides
Sistema nervoso slidesSistema nervoso slides
Sistema nervoso slides
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 

Semelhante a Gimnospermas e angiospermas

Semi reino vegetal
Semi reino vegetalSemi reino vegetal
Semi reino vegetal
aulasdotubao
 
Classificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantasClassificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantas
biroskaa
 
Formação de fruto e semente
Formação de fruto e sementeFormação de fruto e semente
Formação de fruto e semente
Marcos Albuquerque
 
Angiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_brAngiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_br
EduardoEmiliano
 
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
MayaraOliveira228
 
BotâNicaquasecompleto
BotâNicaquasecompletoBotâNicaquasecompleto
Grupos vegetais ensino médio
Grupos vegetais ensino médioGrupos vegetais ensino médio
Grupos vegetais ensino médio
Pedro Alberto Machado
 
Questões gimnospermas e angiospermas
Questões     gimnospermas e angiospermasQuestões     gimnospermas e angiospermas
Questões gimnospermas e angiospermas
diegodduarte
 
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementesUnidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Bruno Rodrigues
 
Mód i botânica
Mód i  botânicaMód i  botânica
Mód i botânica
IsabelVilela
 
Vegetais superiores
Vegetais superioresVegetais superiores
Vegetais superiores
Altair Hoepers
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Marcos Albuquerque
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Marcos Albuquerque
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Marcos Albuquerque
 
3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae
Pelo Siro
 
Plantas vasculares 1
Plantas  vasculares 1Plantas  vasculares 1
Plantas vasculares 1
SESI 422 - Americana
 
Biologia.pdf
Biologia.pdfBiologia.pdf
Biologia.pdf
ClioLima5
 
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e IIFrente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Colégio Batista de Mantena
 
Briofitas pteridofitas bioloja
Briofitas pteridofitas biolojaBriofitas pteridofitas bioloja
Briofitas pteridofitas bioloja
Joseane Pasini CB
 
Angiosperamas
AngiosperamasAngiosperamas
Angiosperamas
Iuri Fretta Wiggers
 

Semelhante a Gimnospermas e angiospermas (20)

Semi reino vegetal
Semi reino vegetalSemi reino vegetal
Semi reino vegetal
 
Classificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantasClassificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantas
 
Formação de fruto e semente
Formação de fruto e sementeFormação de fruto e semente
Formação de fruto e semente
 
Angiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_brAngiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_br
 
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
 
BotâNicaquasecompleto
BotâNicaquasecompletoBotâNicaquasecompleto
BotâNicaquasecompleto
 
Grupos vegetais ensino médio
Grupos vegetais ensino médioGrupos vegetais ensino médio
Grupos vegetais ensino médio
 
Questões gimnospermas e angiospermas
Questões     gimnospermas e angiospermasQuestões     gimnospermas e angiospermas
Questões gimnospermas e angiospermas
 
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementesUnidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
Unidade 02 formação e desenvolvimento das sementes
 
Mód i botânica
Mód i  botânicaMód i  botânica
Mód i botânica
 
Vegetais superiores
Vegetais superioresVegetais superiores
Vegetais superiores
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
 
3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae
 
Plantas vasculares 1
Plantas  vasculares 1Plantas  vasculares 1
Plantas vasculares 1
 
Biologia.pdf
Biologia.pdfBiologia.pdf
Biologia.pdf
 
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e IIFrente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
 
Briofitas pteridofitas bioloja
Briofitas pteridofitas biolojaBriofitas pteridofitas bioloja
Briofitas pteridofitas bioloja
 
Angiosperamas
AngiosperamasAngiosperamas
Angiosperamas
 

Mais de Marcos Albuquerque

Genetica
GeneticaGenetica
Pac
PacPac
Agua
AguaAgua
Evolução 3o.
Evolução 3o.Evolução 3o.
Evolução 3o.
Marcos Albuquerque
 
Sistema nervoso
Sistema  nervosoSistema  nervoso
Sistema nervoso
Marcos Albuquerque
 
Radiações e a células
Radiações e a célulasRadiações e a células
Radiações e a células
Marcos Albuquerque
 
Tecido muscular
Tecido muscularTecido muscular
Tecido muscular
Marcos Albuquerque
 
Reino monera curso
Reino monera cursoReino monera curso
Reino monera curso
Marcos Albuquerque
 
Histologia
HistologiaHistologia
Histologia
Marcos Albuquerque
 
Sistema excretor e osmorregulador
Sistema excretor e osmorreguladorSistema excretor e osmorregulador
Sistema excretor e osmorregulador
Marcos Albuquerque
 
Semi virus, monera fungi e protista
Semi   virus, monera fungi e protistaSemi   virus, monera fungi e protista
Semi virus, monera fungi e protista
Marcos Albuquerque
 
Euploidias e aneuploidias 1o. anp
Euploidias  e aneuploidias 1o. anpEuploidias  e aneuploidias 1o. anp
Euploidias e aneuploidias 1o. anp
Marcos Albuquerque
 
Organelas (mod. 8)
Organelas (mod. 8)Organelas (mod. 8)
Organelas (mod. 8)
Marcos Albuquerque
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
Marcos Albuquerque
 
Reprodução em animais
Reprodução em animaisReprodução em animais
Reprodução em animais
Marcos Albuquerque
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Marcos Albuquerque
 
Briófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitasBriófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitas
Marcos Albuquerque
 
Briófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitasBriófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitas
Marcos Albuquerque
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Marcos Albuquerque
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Marcos Albuquerque
 

Mais de Marcos Albuquerque (20)

Genetica
GeneticaGenetica
Genetica
 
Pac
PacPac
Pac
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Evolução 3o.
Evolução 3o.Evolução 3o.
Evolução 3o.
 
Sistema nervoso
Sistema  nervosoSistema  nervoso
Sistema nervoso
 
Radiações e a células
Radiações e a célulasRadiações e a células
Radiações e a células
 
Tecido muscular
Tecido muscularTecido muscular
Tecido muscular
 
Reino monera curso
Reino monera cursoReino monera curso
Reino monera curso
 
Histologia
HistologiaHistologia
Histologia
 
Sistema excretor e osmorregulador
Sistema excretor e osmorreguladorSistema excretor e osmorregulador
Sistema excretor e osmorregulador
 
Semi virus, monera fungi e protista
Semi   virus, monera fungi e protistaSemi   virus, monera fungi e protista
Semi virus, monera fungi e protista
 
Euploidias e aneuploidias 1o. anp
Euploidias  e aneuploidias 1o. anpEuploidias  e aneuploidias 1o. anp
Euploidias e aneuploidias 1o. anp
 
Organelas (mod. 8)
Organelas (mod. 8)Organelas (mod. 8)
Organelas (mod. 8)
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Reprodução em animais
Reprodução em animaisReprodução em animais
Reprodução em animais
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Briófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitasBriófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitas
 
Briófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitasBriófitas e pteridófitas
Briófitas e pteridófitas
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 

Gimnospermas e angiospermas

  • 2. Gimnospermas (gimnos = nua, esperma = semente) • vasculares : (xilemas e floemas) • 1as. Fanerógamas: Órgãos sexuais visíveis (estróbilos ou“pinhas”). Esporófitos muito desenvolvidos e gametófitos muito reduzidos, dependentes do esporófito. • 1as. Espermatófitas: Presença da semente (“pinhão”) no órgão feminino. • 1as. Com fecundação independente da água: sifonogamia, com tubo polínico presente no grão de pólen, do órgão masculino.
  • 3. • Principais grupos: • A) Cicadinae (cicas)
  • 4. C) Gentinae: ephedra B) Ginkoinae: Ginko biloba C) Gentinae : gnetum
  • 6. D) Coniferae (coníferas): Pinus ou pinheiros
  • 9. Início da era dos grande répteis
  • 10. Até seu apogeu no jurássico
  • 11. Adaptadas a climas frios, onde formam grandes florestas de coníferas (Taigas). Importante na indústria madeireira e de papel e celulose.
  • 12. • Esporófito: Fase predominante : Pinheiro • Fanerógamas: Órgãos sexuais visíveis: • Estróbilos (pinhas) masculinos e femininos • Surgimento do óvulo que origina a semente
  • 13. • Esporófito de pinus são monóicos
  • 14. • Esporófitos da Araucária são dióicos Estróbilo feminino Com sementes Estróbilo Região de masculino matas de produtor de araucárias grãos de pólem
  • 15. • Heterosporia: Esporos masculinos menores que os femininos: • Microsporângio (2n) ou saco polínico: presente no esporófito masculino , produz os micrósporos (n) que geram os grãos de pólen (n). Os grão de pólen são alados, transportados pelo vento (anemofilia). Nele surge duas células importantes: célula vegetativa (n) (que dará origem ao tubo polínico). célula germinativa (n).. (que dará origem ao gameta masculino.
  • 16. • A célula vegetativa dá origem ao tubo polínico (n) ou gametófito masculino (n) (microprotalo). • A célula germinativa gera os núcleos espermáticos (n) ou o gameta masculino (n).
  • 17. • No estróbilo feminino forma-se o óvulo: Nele se forma a célula mãe do megasporo (2n), que por meiose o produz os megásporos. Um dos megásporos (n) sobrevive e gera o gametófito feminino (n) ou megaprotalo (n). Pode também ser chamado de saco embrionário (n). No saco embrionário são produzidos arquegônios que geram a oosfera (n) (gameta feminino).
  • 18. • Fecundação por sifonogamia: Os grãos de pólen levados pelo vento chegam ao gametófito feminino. • Lá o tubo polínico penetra por uma abertura (micrópila) por onde atingem a oosfera (n). • Pelo tubo polínico os núcleos espermáticos (n) ou gametas masculinos, chegam até a oosfera onde geram o zigoto (2n)
  • 19. • Formação da semente (produto dos fenômenos ocorridos no óvulo): • O zigoto (2n) gera o embrião do futuro esporófito. • O saco embrionário (n) ou gametófito feminino gera o endosperma primário (n). • O que ficou do óvulo (esporófito, 2n) gera a casca ou tegumento.
  • 20. • Funções: • Proteger o embrião do frio e da seca ( a germinação só ocorre em condições ideais). • nutrir o embrião • promover a dispersão. (vento ou animais)
  • 21. • A dispersão pode ser feita por animais (aves ou pequenos mamíferos) ou por sementes aladas:
  • 22.
  • 24.
  • 25.
  • 26. Angiospermas (angios = vaso; esperma = semente) Prof. Eduardo
  • 27. • Traqueófitas, espermatófitas e fanerógamas. Primeiras com flores e frutos. • Geração predominante: esporófito. • Gametófito bastante reduzido, nasce dentro do esporófito do qual é dependente. • Flor: folhas modificadas que gera os óvulos femininos e os grãos de pólen. Favorecem a variabilidade genética (polinização) • Fruto: dilatação do ovário feminino, e que envolve a semente. Favorecem a dispersão da semente
  • 28. • Surgiram no final do jurássico início do Cretáceo (entre 145 e 65 milhões de anos) e dominaram o planeta, juntamente com os mamíferos a partir do cenozóico: Cretáceo: extinção dos grandes répteis
  • 29. • : Cenozóico início do apogeu dos mamíferos
  • 30. • Dividem-se em dois grandes grupos: • A) Dicotiledôneas (semente com dois cotilédones, folhas iniciais que guardam a substância nutritiva ou endosperma) • Ex. Feijão ( pode se quebrado em dois facilmente
  • 32. • B) Monocotiledôneas (gramíneas) (semente com um cotilédones, folha inicial que nesse caso não guarda a substância nutritiva ou endosperma) • Ex. Milho (não pode ser quebrado em dois facilmente)
  • 33. Diferenças entre monocotiledôneas e dicotiledôneas: A= dicotiledôneas B= monocotiledôneas
  • 34. Folhas: Monocotiledôneas: nervuras (vasos condutores) em paralelo ou paraleninervas. Dicotiledôneas: nervuras ramificas de um eixo central (reticuladas ou reticulinervas) Reticulinerva
  • 35. Caules: Monocotiledôneas: vasos condutores desorganizados. Dicotiledôneas: vasos condutores organizados em torno centro do caule Dicotiledôneas monocotiledôneas
  • 36. Caules: Monocotiledôneas formam caules sem lenho e sem crescimento lateral. Dicotiledôneas: formam caules com lenho e com crescimento lateral Dicotiledôneas monocotiledôneas
  • 37. Raízes: Monocotiledôneas: Brotam todas diretamente do caule: fasciculadas (em “cabeleira”). Dicotiledôneas: Brotam de um eixo central (axis): Axial ou pivotante
  • 38. Flores: Monocotiledôneas: Pétalas trímeras (múltiplos de três). Dicotiledôneas: Pétalas dímeras, tetrâmeras (múltiplos de quatro) ou Pentâmeras (múltiplos de cinco) monocotiledôneas trímera Dicotiledôneas dímera tetrâmera Pentâmera
  • 39. • Flores são folhas modificadas e apresentam partes masculinas e femininas: • A) Flor Masculina: O Androceu: (conjunto de estames) onde são produzidos os micrósporos, que dão origem aos grãos de pólen. • Divide-se em filete, conectivo e antera (onde o pólen é produzido) •
  • 40.
  • 41. • B) Flor feminina: Gineceu, pistilo ou carpelo (derivado das folha carpelares) que forma uma nova estrutura, o ovário que dá origem ao fruto. O gineceu se divide em estigma (abertura), estilete, ovário e o óvulo (onde o megasporângio dá origem ao gametófito feminino ou saco embrionário).
  • 42. • Outros componentes: a) Pedúnculo: faz a ligação com o caule, • b) Receptáculo floral: base das partes da folha, • c) Cálice: conjunto de folhas modificadas chamadas sépalas. (serve para proteção do gineceu e geralmente não são coloridas. • d) Corola: conjunto de folhas modificadas chamadas pétalas. (serve para polinizadores e geralmente são coloridas.
  • 43. • As folhas modificadas que formam as flores são denominadas verticilos florais: • Cálice e corola são verticilos estéreis e o androceu e gineceu são os verticilos reprodutivos.
  • 44. Flor
  • 45.
  • 46. • Denomina-se perianto ao conjunto de pétalas e sépalas quando estas fores diferentes, e perigônio ao conjunto de pétalas e sépalas quando estas forem iguais. Nesse caso dizemos apenas tépalas. • As brácteas são folhas modificadas para proteção da flor e podem fazer opapel das Pétalas: brácteas perigônio perianto
  • 47. • As flores podem ser monoclinas (hermafroditas, o gineceu e o androceu estão na mesma flor) ou diclinas (gineceu está em uma flor e androceu em outra).
  • 48. • As plantas que tiverem flores hermafroditas ou as duas flores (masculina e femininas são plantas monóicas ou hermafroditas. Já vegetais que tiver apenas floras masculinas ou femininas são denominadas dióicas.