SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
8º Encontro com Fornecedores Chesf
Como Incorporar MelhoriasComo Incorporar Melhorias
nos Resultados Corporativosnos Resultados Corporativos
da Gestão Ambientalda Gestão Ambiental
SPE – JulhoSPE – Julho // 20122012
Visão Contemporânea da Gestão AmbientalVisão Contemporânea da Gestão Ambiental
• As empresas têm se defrontado com um processo crescente
de cobrança por uma postura responsável e de
comprometimento com o meio ambiente;
• Esta cobrança tem influenciado as formas de gestão e
planejamento, sob pressão crescente dos órgãos
reguladores e fiscalizadores, das organizações não
governamentais e, principalmente, do próprio mercado,
incluindo as entidades financiadoras, como bancos,
seguradoras e os próprios consumidores;
• A implantação sistematizada de processos de Gestão
Ambiental tem sido uma das respostas das empresas a este
conjunto de pressões.
Evolução da Sustentabilidade EmpresarialEvolução da Sustentabilidade Empresarial
TempoEconômicoEconômico
FinanceiroFinanceiro
EconômicoEconômico
FinanceiroFinanceiro
++
SocialSocial
EconômicoEconômico
FinanceiroFinanceiro
++
SocialSocial
++
AmbientalAmbiental
Como isso se manifesta atualmente ?Como isso se manifesta atualmente ?
Aspectos LegaisAspectos Legais
Formação de passivos (multas, paralisação da
construção e operação, perda de receita).
Avanços na legislação ambiental brasileira
(abrangência e exigência);
Como isso se manifesta atualmente ?Como isso se manifesta atualmente ?
Aspectos deAspectos de
MercadoMercado
Valorização das ações da empresa nas bolsas de valores
(ISE - Bovespa; DJSI – Bolsa de NY);
Valorização da imagem da empresa perante a sociedade
em geral;
Relatórios de Sustentabilidade Empresarial
(Comparabilidade entre empresas).
Reduz o risco da empresa na captação de recursos
permitindo a ampliação da capacidade de investimentos;
Geração de resíduos, emissões e efluentes;
Consumo de energia elétrica, combustíveis e água;
Ações judiciais, inquéritos, multas e sanções;
Impacto das operações sobre a biodiversidade;
Supressão vegetal, incidência de queimadas e erosão
de bordas de reservatório;
Desempenho ambiental na cadeia de suprimento.
Exemplo de Indicadores AmbientaisExemplo de Indicadores Ambientais
Evolução da Postura EmpresarialEvolução da Postura Empresarial
Abrangência da Gestão AmbientalAbrangência da Gestão Ambiental
Gestão
Ambiental
Aspectos Sociais:
• Atendimento
demandas sociais
• Gestão de Conflitos
Aspectos Legais:
• Legislação
• Exigências OLA
• Licenciamento
Aspectos
Empresariais:
• Valor de
mercado
• Imagem da
Empresa
Instrumentos da Gestão AmbientalInstrumentos da Gestão Ambiental
Sistema de Gestão AmbientalSistema de Gestão Ambiental
O que é um Sistema de Gestão Ambiental?
Parte de um sistema global de gestão usado
para desenvolver e implementar a política
ambiental da organização e gerenciar seus
aspectos ambientais.
Política Ambiental - PrincípiosPolítica Ambiental - Princípios
1. Princípio da Articulação Interna - Assegurar a
incorporação da dimensão ambiental aos processos da
empresa.
2. Princípio da Articulação Externa - Implantar programas
e ações ambientais de forma articulada com outros
setores e instituições.
3. Princípio do Relacionamento com a Sociedade –
Promover relacionamento com os diversos segmentos
da sociedade.
Política Ambiental - PrincípiosPolítica Ambiental - Princípios
4. Princípio do Uso Sustentável de Recursos Energéticos –
Explorar as potencialidades de recursos energéticos
locais e regionais atendendo aos princípios do
desenvolvimento sustentável.
5. Princípio do Desenvolvimento Científico e Tecnológico -
Apoiar o desenvolvimento científico e tecnológico
aplicado às questões ambientais.
6. Princípio da Gestão Ambiental - Implantar sistema de
gestão ambiental integrado aos demais sistemas de
gestão empresarial.
Contexto Externo da Gestão AmbientalContexto Externo da Gestão Ambiental
Gestão
Ambiental
Iniciativa
Privada
Comunidades
influenciadas
Entidades
de
Classes
Instituições
de
Pesquisa
Organizações
Não Governamentais
Movimentos
Sociais
Órgãos de
Governo
Ministério
Público
Órgãos de
Licenciamento
Ambiental
Órgãos
Controladores
Transversalidade da Gestão AmbientalTransversalidade da Gestão Ambiental
Gestão Ambiental
Processos Coorporativos de Gestão AmbientalProcessos Coorporativos de Gestão Ambiental
Ações de Melhoria na Gestão AmbientalAções de Melhoria na Gestão Ambiental
• Criação de um Comitê de Gestão Ambiental;
• Sistema e Banco de Dados para a gestão
socioambiental integrando informações
georreferenciadas;
• Sistema de gestão por empreendimento;
Ações de Melhoria na Gestão AmbientalAções de Melhoria na Gestão Ambiental
• Descentralização das ações socioambientais;
• Incorporação de práticas da gestão ambiental
nos fornecedores;
• Realização de licitações sustentáveis
Licitações SustentáveisLicitações Sustentáveis
Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012
• Regulamenta o art. 3o da Lei no 8.666, de 21 de junho deRegulamenta o art. 3o da Lei no 8.666, de 21 de junho de
1993, para estabelecer critérios, práticas e diretrizes para a1993, para estabelecer critérios, práticas e diretrizes para a
promoção do desenvolvimento nacional sustentável naspromoção do desenvolvimento nacional sustentável nas
contratações realizadas pela administração pública federal;contratações realizadas pela administração pública federal;
• Institui a Comissão Interministerial de Sustentabilidade naInstitui a Comissão Interministerial de Sustentabilidade na
Administração Pública – CISAPAdministração Pública – CISAP
Art. 2º A administração pública federal direta, autárquica eArt. 2º A administração pública federal direta, autárquica e
fundacional e as empresas estatais dependentes poderãofundacional e as empresas estatais dependentes poderão
adquirir bens e contratar serviços e obras considerando critériosadquirir bens e contratar serviços e obras considerando critérios
e práticas de sustentabilidade objetivamente definidos noe práticas de sustentabilidade objetivamente definidos no
instrumento convocatório, conforme o disposto neste Decreto.instrumento convocatório, conforme o disposto neste Decreto.
Art. 3º Os critérios e práticas de sustentabilidade de que trata oArt. 3º Os critérios e práticas de sustentabilidade de que trata o
art. 2º serão veiculados como especificação técnica do objeto ouart. 2º serão veiculados como especificação técnica do objeto ou
como obrigação da contratada.como obrigação da contratada.
Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012
Art. 4º São diretrizes de sustentabilidade, entre outras:Art. 4º São diretrizes de sustentabilidade, entre outras:
– menor impacto sobre recursos naturais como flora, fauna, ar, solo e água;
– preferência para materiais, tecnologias e matérias-primas de origem local;
– maior eficiência na utilização de recursos naturais como água e energia;
– maior geração de empregos, preferencialmente com mão de obra local;
– maior vida útil e menor custo de manutenção do bem e da obra;
– uso de inovações que reduzam a pressão sobre recursos naturais;
– origem ambientalmente regular dos recursos naturais utilizados nos
bens, serviços e obras.
Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012
Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012
Art. 5º A administração pública federal direta, autárquica eArt. 5º A administração pública federal direta, autárquica e
fundacional e as empresas estatais dependentes poderão exigirfundacional e as empresas estatais dependentes poderão exigir
no instrumento convocatório para a aquisição de bens que estesno instrumento convocatório para a aquisição de bens que estes
sejam constituídos porsejam constituídos por material reciclado, atóxico oumaterial reciclado, atóxico ou
biodegradável,biodegradável, entre outros critérios de sustentabilidade.entre outros critérios de sustentabilidade.
Art. 6º As especificações e demais exigências do projeto básicoArt. 6º As especificações e demais exigências do projeto básico
ou executivo para contratação de obras e serviços de engenhariaou executivo para contratação de obras e serviços de engenharia
devem ser elaboradas, nos termos do art. 12 da Lei nº 8.666, dedevem ser elaboradas, nos termos do art. 12 da Lei nº 8.666, de
1993, de modo a proporcionar a1993, de modo a proporcionar a economia da manutenção eeconomia da manutenção e
operacionalização da edificação e a redução do consumooperacionalização da edificação e a redução do consumo
de energia e água, por meio de tecnologias, práticas ede energia e água, por meio de tecnologias, práticas e
materiais que reduzam o impacto ambiental.materiais que reduzam o impacto ambiental.
Obrigado!Obrigado!
Murilo S. Lucena PintoMurilo S. Lucena Pinto
mspinto@chesf.gov.br
www.chesf.gov.br
81-3229.2567

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Datasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambientalDatasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambientalVinicius Saraiva
 
Aula 7 gestão ambiental empresarial
Aula 7   gestão ambiental empresarialAula 7   gestão ambiental empresarial
Aula 7 gestão ambiental empresarialAlex Santiago Nina
 
Gestão ambiental aula 1 - facear
Gestão ambiental   aula 1 - facearGestão ambiental   aula 1 - facear
Gestão ambiental aula 1 - facearDiego Alves
 
Gestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarialGestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarialAlexandre Miranda
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalJose Rafael Lopes
 
Sistema de gestao ambiental
Sistema de gestao ambientalSistema de gestao ambiental
Sistema de gestao ambientalrubiapesan
 
Aula 02 sistemas de gestão ambiental
Aula 02   sistemas de gestão ambientalAula 02   sistemas de gestão ambiental
Aula 02 sistemas de gestão ambientalLuiz Anselmo Tourinho
 
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Pueblo Peçanha
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalluigicanova
 
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - SustentabilidadeEngenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - SustentabilidadeFernando Alves
 
Aula 9 política pública ambiental
Aula 9   política pública ambientalAula 9   política pública ambiental
Aula 9 política pública ambientalAlex Santiago Nina
 
Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...
Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...
Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...Maira Teixeira
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoe-Tec
 

Mais procurados (20)

Datasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambientalDatasul HCM processo gestao ambiental
Datasul HCM processo gestao ambiental
 
Aula 7 gestão ambiental empresarial
Aula 7   gestão ambiental empresarialAula 7   gestão ambiental empresarial
Aula 7 gestão ambiental empresarial
 
Gestão ambiental aula 1 - facear
Gestão ambiental   aula 1 - facearGestão ambiental   aula 1 - facear
Gestão ambiental aula 1 - facear
 
Gestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarialGestão ambiental empresarial
Gestão ambiental empresarial
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
Sga iso 14000
Sga iso 14000Sga iso 14000
Sga iso 14000
 
Sistema de gestao ambiental
Sistema de gestao ambientalSistema de gestao ambiental
Sistema de gestao ambiental
 
Tcc Gestão Ambiental
Tcc Gestão AmbientalTcc Gestão Ambiental
Tcc Gestão Ambiental
 
Aula 02 sistemas de gestão ambiental
Aula 02   sistemas de gestão ambientalAula 02   sistemas de gestão ambiental
Aula 02 sistemas de gestão ambiental
 
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
Prof. Pueblo Peçanha - Gestão ambiental slide 01
 
Gestão e planejamento ambiental
Gestão e planejamento ambientalGestão e planejamento ambiental
Gestão e planejamento ambiental
 
Gestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentaçãoGestão ambiental apresentação
Gestão ambiental apresentação
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
GESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTALGESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTAL
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
 
Trabalho da aline
Trabalho da alineTrabalho da aline
Trabalho da aline
 
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - SustentabilidadeEngenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
Engenharia de Produção - Gestão ambiental - Sustentabilidade
 
Aula 9 política pública ambiental
Aula 9   política pública ambientalAula 9   política pública ambiental
Aula 9 política pública ambiental
 
Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...
Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...
Importância da Integração da Gestão Ambiental e Gestão de Segurança do Trabal...
 
Gestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administraçãoGestão ambiental e administração
Gestão ambiental e administração
 

Destaque

Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2Carina Marciela Mews
 
Institutional Presentation - 3Q14
Institutional Presentation - 3Q14Institutional Presentation - 3Q14
Institutional Presentation - 3Q14ForjasTaurus
 
GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008
GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008
GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008MANCHETE
 
Sistema para Estacionamento
Sistema para EstacionamentoSistema para Estacionamento
Sistema para EstacionamentoBruno Polidoro
 
Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...
Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...
Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...FUSADES
 
Rate-Responsive Pacemaker
Rate-Responsive PacemakerRate-Responsive Pacemaker
Rate-Responsive Pacemakersomnathb1
 
¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?
¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?
¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?male_tati
 
PresentacióN Cele
PresentacióN CelePresentacióN Cele
PresentacióN Celeyarice
 
Un Buen Truco Diapositivas
Un Buen Truco DiapositivasUn Buen Truco Diapositivas
Un Buen Truco Diapositivaswilliam
 
Aida & Bayron
Aida & BayronAida & Bayron
Aida & Bayronisarevi
 
Presentación de Yosu Rodríguez
 Presentación de Yosu Rodríguez Presentación de Yosu Rodríguez
Presentación de Yosu RodríguezCbmm Centro Geo
 

Destaque (20)

Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
Aula 5 fundamentos de gestão e ambiental 06.09 2
 
Acesse a ANEEL
Acesse a ANEELAcesse a ANEEL
Acesse a ANEEL
 
Institutional Presentation - 3Q14
Institutional Presentation - 3Q14Institutional Presentation - 3Q14
Institutional Presentation - 3Q14
 
GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008
GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008
GAZETA MERCANTIL – Brasil – 04.03.2008
 
Sistema para Estacionamento
Sistema para EstacionamentoSistema para Estacionamento
Sistema para Estacionamento
 
Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...
Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...
Saber más VI Informe regional sobre acceso a la información pública y las ins...
 
Rate-Responsive Pacemaker
Rate-Responsive PacemakerRate-Responsive Pacemaker
Rate-Responsive Pacemaker
 
1888 6852-2-pb
1888 6852-2-pb1888 6852-2-pb
1888 6852-2-pb
 
¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?
¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?
¿Cómo abrir una cuenta en hotmail?
 
Procurador suzano
Procurador   suzanoProcurador   suzano
Procurador suzano
 
Processo da AEDA - TCE
Processo da AEDA - TCEProcesso da AEDA - TCE
Processo da AEDA - TCE
 
Sesión n°1
Sesión n°1Sesión n°1
Sesión n°1
 
PresentacióN Cele
PresentacióN CelePresentacióN Cele
PresentacióN Cele
 
Modulo 1 introdução
Modulo 1   introduçãoModulo 1   introdução
Modulo 1 introdução
 
Un Buen Truco Diapositivas
Un Buen Truco DiapositivasUn Buen Truco Diapositivas
Un Buen Truco Diapositivas
 
Aida & Bayron
Aida & BayronAida & Bayron
Aida & Bayron
 
68060200610
6806020061068060200610
68060200610
 
Presentación de Yosu Rodríguez
 Presentación de Yosu Rodríguez Presentación de Yosu Rodríguez
Presentación de Yosu Rodríguez
 
ALFABETIZACION DIGITAL
ALFABETIZACION DIGITALALFABETIZACION DIGITAL
ALFABETIZACION DIGITAL
 
Sistemas Honeynet
Sistemas HoneynetSistemas Honeynet
Sistemas Honeynet
 

Semelhante a Gestao ambiental na_chesf

Sabin relatorio sustentabilidade_2009
Sabin relatorio sustentabilidade_2009Sabin relatorio sustentabilidade_2009
Sabin relatorio sustentabilidade_2009Heully Pereira
 
Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014
Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014
Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014Rio de Sustentabilidade
 
Valverdegrupotributarioambiental4out11
Valverdegrupotributarioambiental4out11Valverdegrupotributarioambiental4out11
Valverdegrupotributarioambiental4out11luciapaoliello
 
Gestão ambiental e recursos hídricos
Gestão ambiental e recursos hídricosGestão ambiental e recursos hídricos
Gestão ambiental e recursos hídricosmarcelotecn
 
61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)
61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)
61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)Brenda Silva
 
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8   recursos, níveis e ambiente organizacionalAula 8   recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacionalCorreios
 
Rafael apresentação encontro csjt final
Rafael apresentação encontro csjt finalRafael apresentação encontro csjt final
Rafael apresentação encontro csjt finalleonardo2710
 
Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...
Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...
Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...Idesam
 
Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5
Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5
Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5Estratégia Concursos
 
Ambiental - CNI
Ambiental - CNIAmbiental - CNI
Ambiental - CNIsenaimais
 
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...ISetor
 
Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012
Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012
Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012institutoethos
 

Semelhante a Gestao ambiental na_chesf (20)

Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
Sabin relatorio sustentabilidade_2009
Sabin relatorio sustentabilidade_2009Sabin relatorio sustentabilidade_2009
Sabin relatorio sustentabilidade_2009
 
Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014
Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014
Apresentação A3P JBRJ hosp lagoa 2014
 
Aula 7
Aula 7Aula 7
Aula 7
 
Valverdegrupotributarioambiental4out11
Valverdegrupotributarioambiental4out11Valverdegrupotributarioambiental4out11
Valverdegrupotributarioambiental4out11
 
Viviane
VivianeViviane
Viviane
 
Palestra de compras sustentáveis
Palestra de compras sustentáveisPalestra de compras sustentáveis
Palestra de compras sustentáveis
 
Gestão ambiental e recursos hídricos
Gestão ambiental e recursos hídricosGestão ambiental e recursos hídricos
Gestão ambiental e recursos hídricos
 
Workshop Meio Ambiente - 2006
Workshop Meio Ambiente - 2006Workshop Meio Ambiente - 2006
Workshop Meio Ambiente - 2006
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)
61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)
61cdac645fd86e36259093c150b0f7ea (1)
 
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8   recursos, níveis e ambiente organizacionalAula 8   recursos, níveis e ambiente organizacional
Aula 8 recursos, níveis e ambiente organizacional
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Rafael apresentação encontro csjt final
Rafael apresentação encontro csjt finalRafael apresentação encontro csjt final
Rafael apresentação encontro csjt final
 
Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...
Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...
Apresentação da Política de REDD e PSA em Rondônia, por Elyezer de Oliveira/S...
 
Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5
Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5
Revisão de Sustentabilidade para Concurso TRF 5
 
Sistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambientalSistema de gestão ambiental
Sistema de gestão ambiental
 
Ambiental - CNI
Ambiental - CNIAmbiental - CNI
Ambiental - CNI
 
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
Paulo Sérgio Pereira - Gestão para a sustentabilidade na cadeia de suprimento...
 
Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012
Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012
Luciana Betiol - Seminário 4 dezembro 2012
 

Último

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 

Último (20)

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 

Gestao ambiental na_chesf

  • 1. 8º Encontro com Fornecedores Chesf Como Incorporar MelhoriasComo Incorporar Melhorias nos Resultados Corporativosnos Resultados Corporativos da Gestão Ambientalda Gestão Ambiental SPE – JulhoSPE – Julho // 20122012
  • 2. Visão Contemporânea da Gestão AmbientalVisão Contemporânea da Gestão Ambiental • As empresas têm se defrontado com um processo crescente de cobrança por uma postura responsável e de comprometimento com o meio ambiente; • Esta cobrança tem influenciado as formas de gestão e planejamento, sob pressão crescente dos órgãos reguladores e fiscalizadores, das organizações não governamentais e, principalmente, do próprio mercado, incluindo as entidades financiadoras, como bancos, seguradoras e os próprios consumidores; • A implantação sistematizada de processos de Gestão Ambiental tem sido uma das respostas das empresas a este conjunto de pressões.
  • 3. Evolução da Sustentabilidade EmpresarialEvolução da Sustentabilidade Empresarial TempoEconômicoEconômico FinanceiroFinanceiro EconômicoEconômico FinanceiroFinanceiro ++ SocialSocial EconômicoEconômico FinanceiroFinanceiro ++ SocialSocial ++ AmbientalAmbiental
  • 4. Como isso se manifesta atualmente ?Como isso se manifesta atualmente ? Aspectos LegaisAspectos Legais Formação de passivos (multas, paralisação da construção e operação, perda de receita). Avanços na legislação ambiental brasileira (abrangência e exigência);
  • 5. Como isso se manifesta atualmente ?Como isso se manifesta atualmente ? Aspectos deAspectos de MercadoMercado Valorização das ações da empresa nas bolsas de valores (ISE - Bovespa; DJSI – Bolsa de NY); Valorização da imagem da empresa perante a sociedade em geral; Relatórios de Sustentabilidade Empresarial (Comparabilidade entre empresas). Reduz o risco da empresa na captação de recursos permitindo a ampliação da capacidade de investimentos;
  • 6. Geração de resíduos, emissões e efluentes; Consumo de energia elétrica, combustíveis e água; Ações judiciais, inquéritos, multas e sanções; Impacto das operações sobre a biodiversidade; Supressão vegetal, incidência de queimadas e erosão de bordas de reservatório; Desempenho ambiental na cadeia de suprimento. Exemplo de Indicadores AmbientaisExemplo de Indicadores Ambientais
  • 7. Evolução da Postura EmpresarialEvolução da Postura Empresarial
  • 8. Abrangência da Gestão AmbientalAbrangência da Gestão Ambiental Gestão Ambiental Aspectos Sociais: • Atendimento demandas sociais • Gestão de Conflitos Aspectos Legais: • Legislação • Exigências OLA • Licenciamento Aspectos Empresariais: • Valor de mercado • Imagem da Empresa
  • 9. Instrumentos da Gestão AmbientalInstrumentos da Gestão Ambiental
  • 10. Sistema de Gestão AmbientalSistema de Gestão Ambiental O que é um Sistema de Gestão Ambiental? Parte de um sistema global de gestão usado para desenvolver e implementar a política ambiental da organização e gerenciar seus aspectos ambientais.
  • 11. Política Ambiental - PrincípiosPolítica Ambiental - Princípios 1. Princípio da Articulação Interna - Assegurar a incorporação da dimensão ambiental aos processos da empresa. 2. Princípio da Articulação Externa - Implantar programas e ações ambientais de forma articulada com outros setores e instituições. 3. Princípio do Relacionamento com a Sociedade – Promover relacionamento com os diversos segmentos da sociedade.
  • 12. Política Ambiental - PrincípiosPolítica Ambiental - Princípios 4. Princípio do Uso Sustentável de Recursos Energéticos – Explorar as potencialidades de recursos energéticos locais e regionais atendendo aos princípios do desenvolvimento sustentável. 5. Princípio do Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Apoiar o desenvolvimento científico e tecnológico aplicado às questões ambientais. 6. Princípio da Gestão Ambiental - Implantar sistema de gestão ambiental integrado aos demais sistemas de gestão empresarial.
  • 13. Contexto Externo da Gestão AmbientalContexto Externo da Gestão Ambiental Gestão Ambiental Iniciativa Privada Comunidades influenciadas Entidades de Classes Instituições de Pesquisa Organizações Não Governamentais Movimentos Sociais Órgãos de Governo Ministério Público Órgãos de Licenciamento Ambiental Órgãos Controladores
  • 14. Transversalidade da Gestão AmbientalTransversalidade da Gestão Ambiental Gestão Ambiental
  • 15. Processos Coorporativos de Gestão AmbientalProcessos Coorporativos de Gestão Ambiental
  • 16. Ações de Melhoria na Gestão AmbientalAções de Melhoria na Gestão Ambiental • Criação de um Comitê de Gestão Ambiental; • Sistema e Banco de Dados para a gestão socioambiental integrando informações georreferenciadas; • Sistema de gestão por empreendimento;
  • 17. Ações de Melhoria na Gestão AmbientalAções de Melhoria na Gestão Ambiental • Descentralização das ações socioambientais; • Incorporação de práticas da gestão ambiental nos fornecedores; • Realização de licitações sustentáveis
  • 18. Licitações SustentáveisLicitações Sustentáveis Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012 • Regulamenta o art. 3o da Lei no 8.666, de 21 de junho deRegulamenta o art. 3o da Lei no 8.666, de 21 de junho de 1993, para estabelecer critérios, práticas e diretrizes para a1993, para estabelecer critérios, práticas e diretrizes para a promoção do desenvolvimento nacional sustentável naspromoção do desenvolvimento nacional sustentável nas contratações realizadas pela administração pública federal;contratações realizadas pela administração pública federal; • Institui a Comissão Interministerial de Sustentabilidade naInstitui a Comissão Interministerial de Sustentabilidade na Administração Pública – CISAPAdministração Pública – CISAP
  • 19. Art. 2º A administração pública federal direta, autárquica eArt. 2º A administração pública federal direta, autárquica e fundacional e as empresas estatais dependentes poderãofundacional e as empresas estatais dependentes poderão adquirir bens e contratar serviços e obras considerando critériosadquirir bens e contratar serviços e obras considerando critérios e práticas de sustentabilidade objetivamente definidos noe práticas de sustentabilidade objetivamente definidos no instrumento convocatório, conforme o disposto neste Decreto.instrumento convocatório, conforme o disposto neste Decreto. Art. 3º Os critérios e práticas de sustentabilidade de que trata oArt. 3º Os critérios e práticas de sustentabilidade de que trata o art. 2º serão veiculados como especificação técnica do objeto ouart. 2º serão veiculados como especificação técnica do objeto ou como obrigação da contratada.como obrigação da contratada. Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012
  • 20. Art. 4º São diretrizes de sustentabilidade, entre outras:Art. 4º São diretrizes de sustentabilidade, entre outras: – menor impacto sobre recursos naturais como flora, fauna, ar, solo e água; – preferência para materiais, tecnologias e matérias-primas de origem local; – maior eficiência na utilização de recursos naturais como água e energia; – maior geração de empregos, preferencialmente com mão de obra local; – maior vida útil e menor custo de manutenção do bem e da obra; – uso de inovações que reduzam a pressão sobre recursos naturais; – origem ambientalmente regular dos recursos naturais utilizados nos bens, serviços e obras. Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012
  • 21. Decreto No. 7.746, de 05 de junho de 2012 Art. 5º A administração pública federal direta, autárquica eArt. 5º A administração pública federal direta, autárquica e fundacional e as empresas estatais dependentes poderão exigirfundacional e as empresas estatais dependentes poderão exigir no instrumento convocatório para a aquisição de bens que estesno instrumento convocatório para a aquisição de bens que estes sejam constituídos porsejam constituídos por material reciclado, atóxico oumaterial reciclado, atóxico ou biodegradável,biodegradável, entre outros critérios de sustentabilidade.entre outros critérios de sustentabilidade. Art. 6º As especificações e demais exigências do projeto básicoArt. 6º As especificações e demais exigências do projeto básico ou executivo para contratação de obras e serviços de engenhariaou executivo para contratação de obras e serviços de engenharia devem ser elaboradas, nos termos do art. 12 da Lei nº 8.666, dedevem ser elaboradas, nos termos do art. 12 da Lei nº 8.666, de 1993, de modo a proporcionar a1993, de modo a proporcionar a economia da manutenção eeconomia da manutenção e operacionalização da edificação e a redução do consumooperacionalização da edificação e a redução do consumo de energia e água, por meio de tecnologias, práticas ede energia e água, por meio de tecnologias, práticas e materiais que reduzam o impacto ambiental.materiais que reduzam o impacto ambiental.
  • 22. Obrigado!Obrigado! Murilo S. Lucena PintoMurilo S. Lucena Pinto mspinto@chesf.gov.br www.chesf.gov.br 81-3229.2567