SlideShare uma empresa Scribd logo
CURSO PROFISSIONAL DE
TÉCNICO DE GESTÃO
Nível IV
Disciplina: Gestão
Módulo 1 – A Estrutura e Comunicação Organizacional (62 tempos)
6. Funções
6.1. Produção
6.2. Comercial
6.3. Pessoal
6.4. Financeira
6.5. Planeamento estratégico
As tarefas administrativas
AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS
Acções
realizadas no
presente
Atingir os
objectivos no
futuro
Planeamento
Recursos
Materiais e Financeiros
Recursos
Humanos
Prazo
e duração
Lugar
Modo de acção
O Processo Administrativo
Planeamento Organização Direção Controlo
As funções do administrador, devem ser vistas como um processo sequencial.
Cada função influencia o desenvolvimento da seguinte.
O desempenho dessas funções forma um ciclo administrativo
ciclo
administrativo
Planear
Organizar
Dirigir
Controlar
A repetição constante do ciclo administrativo permite corrigir e ajustar os
comportamentos, resultantes de decisões menos conseguidas.
AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS
AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS
FUNÇÃO ADMINISTRATIVA - Desenho Organizacional (organograma)
• Atividades de Planeamento, Organização, Direção e Controle.
FUNÇÃO RECURSOS HUMANOS – Processo de Administração de RH
• Análise interna da organização: Estratégia, objetivos, estrutura
• Análise do ambiente de RH: Tendências sociais, novas tecnologias,
regulamentação
• Identificação e atração da força de trabalho: Planeamento de RH, recrutamento,
seleção
• Desenvolvimento da força de trabalho: Orientação, treinamento, avaliação do
desempenho
• Manutenção da força de trabalho: Benefícios, promoções, ..
AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS
FUNÇÃO MARKETING - Mix de Marketing
• Product (produto): desenvolver produtos que satisfaçam as necessidades dos
consumidores.
• Place (distribuição): escolher o sistema de distribuição que permita que esse
produto fique acessível ao consumidor.
• Promotion (comunicação): desenvolver uma campanha de comunicação que
transmita o valor do produto ao consumidor.
• Price (preço): definir uma política de preço que incentive o consumidor a comprar e
a empresa a vender.
FUNÇÃO OPERAÇÕES/PRODUÇÃO
• Que produtos ou serviços produzem?
• Qual quantidade produzida?
• Onde produz?
• Como produz?
• Como organiza as instalações?
AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS
FUNÇÃO FINANCEIRA
• Análise, planeamento e controle financeiro:
• consiste em coordenar, monitorar e avaliar todas as atividades e fluxos
financeiros da empresa por meio de orçamentos e relatórios financeiros, bem
como em participar ativamente nas decisões estratégicas para estabelecer
uma rentabilidade satisfatória sobre os investimentos.
• Tomada de decisões de investimento:
• trata-se da tomada de decisões que definam a melhor estrutura de ativos da
organização, considerando uma relação adequada entre o risco e o retorno
dos capitais investidos.
• Tomada de decisões de financiamento:
• refere-se à tomada de decisões que definam a composição das fontes de
recursos financeiros da organização, procurando estabelecer uma estrutura
adequada em termos de liquidez, custo e risco financeiro.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a FUNCOES.pptx

Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)
Vanessa Godoi
 
Apresentação Institucional ISK
Apresentação Institucional ISKApresentação Institucional ISK
Apresentação Institucional ISK
Katia Moreno
 
CGU - Controles Internos - Coso
CGU - Controles Internos - CosoCGU - Controles Internos - Coso
CGU - Controles Internos - Coso
Felipe Prado
 
8 bsc
8 bsc8 bsc
8 bsc
musicum
 
APRESENTAÇÃO IBC
APRESENTAÇÃO IBCAPRESENTAÇÃO IBC
APRESENTAÇÃO IBC
Lauro Volaco
 
Ebook Processos Poderosos de Negócios
Ebook Processos Poderosos de NegóciosEbook Processos Poderosos de Negócios
Ebook Processos Poderosos de Negócios
Ideia Consultoria
 
BSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced ScorecardBSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced Scorecard
André Luiz Bernardes
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
Joao Telles Corrêa Filho
 
Os desafios do empreendedor
Os desafios do empreendedorOs desafios do empreendedor
Os desafios do empreendedor
Alessandra Aparecida Sanches
 
Treinamento de gerentes
Treinamento de gerentesTreinamento de gerentes
Treinamento de gerentes
Bradley Aragão
 
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
cassiarbt
 
Apresentação SupriQual
Apresentação SupriQualApresentação SupriQual
Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014
José Arnaldo Silveira D'Aurea
 
Planejamento estratégico - CAPEDE
Planejamento estratégico - CAPEDEPlanejamento estratégico - CAPEDE
Planejamento estratégico - CAPEDE
Salomar Tagliapietra
 
Bpm curso governanca_deprocessos
Bpm curso governanca_deprocessosBpm curso governanca_deprocessos
Bpm curso governanca_deprocessos
Adinilson Martins
 
BSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score CardBSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score Card
Wagner Gonsalez
 
Requisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptx
Requisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptxRequisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptx
Requisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptx
DiegoMilnitz
 
Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc)
Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc) Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc)
Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc)
Priscila Nogueira
 
BSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced ScorecardBSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced Scorecard
Tajra Assessoria Educacional Ltda
 
Iso9005conceitos
Iso9005conceitosIso9005conceitos
Iso9005conceitos
clagarinhos
 

Semelhante a FUNCOES.pptx (20)

Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)Estruturação de um rh (1)
Estruturação de um rh (1)
 
Apresentação Institucional ISK
Apresentação Institucional ISKApresentação Institucional ISK
Apresentação Institucional ISK
 
CGU - Controles Internos - Coso
CGU - Controles Internos - CosoCGU - Controles Internos - Coso
CGU - Controles Internos - Coso
 
8 bsc
8 bsc8 bsc
8 bsc
 
APRESENTAÇÃO IBC
APRESENTAÇÃO IBCAPRESENTAÇÃO IBC
APRESENTAÇÃO IBC
 
Ebook Processos Poderosos de Negócios
Ebook Processos Poderosos de NegóciosEbook Processos Poderosos de Negócios
Ebook Processos Poderosos de Negócios
 
BSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced ScorecardBSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced Scorecard
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
 
Os desafios do empreendedor
Os desafios do empreendedorOs desafios do empreendedor
Os desafios do empreendedor
 
Treinamento de gerentes
Treinamento de gerentesTreinamento de gerentes
Treinamento de gerentes
 
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
 
Apresentação SupriQual
Apresentação SupriQualApresentação SupriQual
Apresentação SupriQual
 
Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014Apresentação SupriQual junho 2014
Apresentação SupriQual junho 2014
 
Planejamento estratégico - CAPEDE
Planejamento estratégico - CAPEDEPlanejamento estratégico - CAPEDE
Planejamento estratégico - CAPEDE
 
Bpm curso governanca_deprocessos
Bpm curso governanca_deprocessosBpm curso governanca_deprocessos
Bpm curso governanca_deprocessos
 
BSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score CardBSC - Balance Score Card
BSC - Balance Score Card
 
Requisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptx
Requisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptxRequisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptx
Requisitos_da_ISO9001_-_Parte_II.pptx
 
Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc)
Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc) Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc)
Modelos de gestão (gpd,vbm,bsc)
 
BSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced ScorecardBSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced Scorecard
 
Iso9005conceitos
Iso9005conceitosIso9005conceitos
Iso9005conceitos
 

Mais de Elsabastos

pronoms_relatifs.pptx
pronoms_relatifs.pptxpronoms_relatifs.pptx
pronoms_relatifs.pptx
Elsabastos
 
Modo conjuntivo.ppt
Modo conjuntivo.pptModo conjuntivo.ppt
Modo conjuntivo.ppt
Elsabastos
 
Artigo_texto de opinião.pptx
Artigo_texto de opinião.pptxArtigo_texto de opinião.pptx
Artigo_texto de opinião.pptx
Elsabastos
 
O drama romântico em _Frei Luís de Sousapptx
O drama romântico em _Frei Luís de SousapptxO drama romântico em _Frei Luís de Sousapptx
O drama romântico em _Frei Luís de Sousapptx
Elsabastos
 
les_comparatifs.pptx
les_comparatifs.pptxles_comparatifs.pptx
les_comparatifs.pptx
Elsabastos
 
ppt-Padre-António-Vieira
ppt-Padre-António-Vieirappt-Padre-António-Vieira
ppt-Padre-António-Vieira
Elsabastos
 
Vida e obra de Gil Vicente (1).ppt
Vida e obra de Gil Vicente (1).pptVida e obra de Gil Vicente (1).ppt
Vida e obra de Gil Vicente (1).ppt
Elsabastos
 
portugues-texto expositivo.ppt
portugues-texto expositivo.pptportugues-texto expositivo.ppt
portugues-texto expositivo.ppt
Elsabastos
 
poema-tenho tanto sentimento.ppt
poema-tenho tanto sentimento.pptpoema-tenho tanto sentimento.ppt
poema-tenho tanto sentimento.ppt
Elsabastos
 
diaporama_oeuvres_art.pptx
diaporama_oeuvres_art.pptxdiaporama_oeuvres_art.pptx
diaporama_oeuvres_art.pptx
Elsabastos
 
nationalites_genre_et_nombre.pptx
nationalites_genre_et_nombre.pptxnationalites_genre_et_nombre.pptx
nationalites_genre_et_nombre.pptx
Elsabastos
 
negation_ne_pas_ne_jamais.pptx
negation_ne_pas_ne_jamais.pptxnegation_ne_pas_ne_jamais.pptx
negation_ne_pas_ne_jamais.pptx
Elsabastos
 
nombres_cardinaux.pptx
nombres_cardinaux.pptxnombres_cardinaux.pptx
nombres_cardinaux.pptx
Elsabastos
 
_alphabet_epeler.pptx
_alphabet_epeler.pptx_alphabet_epeler.pptx
_alphabet_epeler.pptx
Elsabastos
 
7_verbe_etre.pptx
7_verbe_etre.pptx7_verbe_etre.pptx
7_verbe_etre.pptx
Elsabastos
 
7_verbe_avoir.pptx
7_verbe_avoir.pptx7_verbe_avoir.pptx
7_verbe_avoir.pptx
Elsabastos
 
port_teatro_gil_vicente.ppt
port_teatro_gil_vicente.pptport_teatro_gil_vicente.ppt
port_teatro_gil_vicente.ppt
Elsabastos
 
Visão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptx
Visão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptxVisão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptx
Visão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptx
Elsabastos
 

Mais de Elsabastos (18)

pronoms_relatifs.pptx
pronoms_relatifs.pptxpronoms_relatifs.pptx
pronoms_relatifs.pptx
 
Modo conjuntivo.ppt
Modo conjuntivo.pptModo conjuntivo.ppt
Modo conjuntivo.ppt
 
Artigo_texto de opinião.pptx
Artigo_texto de opinião.pptxArtigo_texto de opinião.pptx
Artigo_texto de opinião.pptx
 
O drama romântico em _Frei Luís de Sousapptx
O drama romântico em _Frei Luís de SousapptxO drama romântico em _Frei Luís de Sousapptx
O drama romântico em _Frei Luís de Sousapptx
 
les_comparatifs.pptx
les_comparatifs.pptxles_comparatifs.pptx
les_comparatifs.pptx
 
ppt-Padre-António-Vieira
ppt-Padre-António-Vieirappt-Padre-António-Vieira
ppt-Padre-António-Vieira
 
Vida e obra de Gil Vicente (1).ppt
Vida e obra de Gil Vicente (1).pptVida e obra de Gil Vicente (1).ppt
Vida e obra de Gil Vicente (1).ppt
 
portugues-texto expositivo.ppt
portugues-texto expositivo.pptportugues-texto expositivo.ppt
portugues-texto expositivo.ppt
 
poema-tenho tanto sentimento.ppt
poema-tenho tanto sentimento.pptpoema-tenho tanto sentimento.ppt
poema-tenho tanto sentimento.ppt
 
diaporama_oeuvres_art.pptx
diaporama_oeuvres_art.pptxdiaporama_oeuvres_art.pptx
diaporama_oeuvres_art.pptx
 
nationalites_genre_et_nombre.pptx
nationalites_genre_et_nombre.pptxnationalites_genre_et_nombre.pptx
nationalites_genre_et_nombre.pptx
 
negation_ne_pas_ne_jamais.pptx
negation_ne_pas_ne_jamais.pptxnegation_ne_pas_ne_jamais.pptx
negation_ne_pas_ne_jamais.pptx
 
nombres_cardinaux.pptx
nombres_cardinaux.pptxnombres_cardinaux.pptx
nombres_cardinaux.pptx
 
_alphabet_epeler.pptx
_alphabet_epeler.pptx_alphabet_epeler.pptx
_alphabet_epeler.pptx
 
7_verbe_etre.pptx
7_verbe_etre.pptx7_verbe_etre.pptx
7_verbe_etre.pptx
 
7_verbe_avoir.pptx
7_verbe_avoir.pptx7_verbe_avoir.pptx
7_verbe_avoir.pptx
 
port_teatro_gil_vicente.ppt
port_teatro_gil_vicente.pptport_teatro_gil_vicente.ppt
port_teatro_gil_vicente.ppt
 
Visão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptx
Visão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptxVisão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptx
Visão global e estrutura argumentativa no _Sermão de Santo António_.pptx
 

Último

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

FUNCOES.pptx

  • 1. CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO Nível IV Disciplina: Gestão Módulo 1 – A Estrutura e Comunicação Organizacional (62 tempos) 6. Funções 6.1. Produção 6.2. Comercial 6.3. Pessoal 6.4. Financeira 6.5. Planeamento estratégico
  • 2. As tarefas administrativas AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS Acções realizadas no presente Atingir os objectivos no futuro Planeamento Recursos Materiais e Financeiros Recursos Humanos Prazo e duração Lugar Modo de acção
  • 3. O Processo Administrativo Planeamento Organização Direção Controlo As funções do administrador, devem ser vistas como um processo sequencial. Cada função influencia o desenvolvimento da seguinte. O desempenho dessas funções forma um ciclo administrativo ciclo administrativo Planear Organizar Dirigir Controlar A repetição constante do ciclo administrativo permite corrigir e ajustar os comportamentos, resultantes de decisões menos conseguidas.
  • 5. AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS FUNÇÃO ADMINISTRATIVA - Desenho Organizacional (organograma) • Atividades de Planeamento, Organização, Direção e Controle. FUNÇÃO RECURSOS HUMANOS – Processo de Administração de RH • Análise interna da organização: Estratégia, objetivos, estrutura • Análise do ambiente de RH: Tendências sociais, novas tecnologias, regulamentação • Identificação e atração da força de trabalho: Planeamento de RH, recrutamento, seleção • Desenvolvimento da força de trabalho: Orientação, treinamento, avaliação do desempenho • Manutenção da força de trabalho: Benefícios, promoções, ..
  • 6. AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS FUNÇÃO MARKETING - Mix de Marketing • Product (produto): desenvolver produtos que satisfaçam as necessidades dos consumidores. • Place (distribuição): escolher o sistema de distribuição que permita que esse produto fique acessível ao consumidor. • Promotion (comunicação): desenvolver uma campanha de comunicação que transmita o valor do produto ao consumidor. • Price (preço): definir uma política de preço que incentive o consumidor a comprar e a empresa a vender. FUNÇÃO OPERAÇÕES/PRODUÇÃO • Que produtos ou serviços produzem? • Qual quantidade produzida? • Onde produz? • Como produz? • Como organiza as instalações?
  • 7. AS FUNÇÕES EMPRESARIAIS FUNÇÃO FINANCEIRA • Análise, planeamento e controle financeiro: • consiste em coordenar, monitorar e avaliar todas as atividades e fluxos financeiros da empresa por meio de orçamentos e relatórios financeiros, bem como em participar ativamente nas decisões estratégicas para estabelecer uma rentabilidade satisfatória sobre os investimentos. • Tomada de decisões de investimento: • trata-se da tomada de decisões que definam a melhor estrutura de ativos da organização, considerando uma relação adequada entre o risco e o retorno dos capitais investidos. • Tomada de decisões de financiamento: • refere-se à tomada de decisões que definam a composição das fontes de recursos financeiros da organização, procurando estabelecer uma estrutura adequada em termos de liquidez, custo e risco financeiro.