SlideShare uma empresa Scribd logo
FORMAÇÃO PARA CIDADANIA Doenças provocadas por água contaminada
                     Doenças A água contaminada pode causar muitas doenças, tanto direta como indiretamente, ou seja, pela água que tomamos ou usamos em nossos alimentos, como também por estarmos próximos a locais contaminados. O numero de doenças é grande tem a cólera, a barriga d'água, resfriados, laringite, faringite, asma, bronquite, tosse crônica, gripes e também doenças indiretas tipo dor de cabeça, dor de ouvido, tudo pode ser causado pela água contaminada.E como ninguém, nenhum ser vivo consegue viver sem água, devemos nos conscientizar urgente da importância da água em nossa vida, preservar as nascentes, ajudar a natureza, não poluir os rios, plantar árvores, não poluir o meio ambiente.
                      Cólera O que é? R= E uma doença intestinal infecciosa causada pela toxina do vibrião colérico Como se adquire?                                                                                                                   R= Se adquire através da ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes ou vômitos de doentes ou portadores. O reservatório principal é o homem, mas estudos recentes sugerem a existência em frutos do mar. O período de incubação varia de horas até cinco dias. O que a pessoa  sente?                                                                                                 R= No começo, surge diarréia aquosa em grande quantidade, com ou sem vômitos, dor abdominal, cãibras; se não tratado prontamente, pode haver piora do quadro com desidratação severa, choque e diminuição da função renal. O leite materno protege as crianças.  Como se tratar?                                                                                                  R=Através de hidratação oral, endovenosa (soro), e antibióticos específicos. Os pacientes mais graves devem ser cuidadosamente acompanhados devido à possibilidade de intensa desidratação, evitando assim outras complicações.
                   Amebíase O que é?                                                                                                               R= É uma infecção por parasita ou protozoário que acomete o homem podendo ficar restrita ao intestino, tendo como principal sintoma a diarréia, ou não causando febre e sintomas diferentes dependendo do órgão “invadido”. Mais freqüentemente o órgão preferencial a ser comprometido é o fígado. Como se adquire?                                                                                                    R= Através da ingestão de alimentos ou água contaminada com matéria fecal.  O que a pessoa  sente?                                                                                                     R= Os sintomas das pessoas com amebíase vão desde a diarréia com cólicas e aumento dos sons intestinais até a diarréia mais intensa com perda de sangue nas fezes, febre e emagrecimento. Nestes casos ocorre invasão da parede do intestino grosso com inflamação mais intensa e os médicos chamam de colite. Podem ocorrer ulcerações no revestimento interno do intestino grosso, por esta razão o sangramento.
Como se tratar?                                                                                                                 R= A droga mais utilizada pelos médicos é um anti microbiano com nome de metronidazol, mas existem outros com uso recomendado para circunstâncias específicas. O tempo de tratamento pode variar conforme o comprometimento da pessoa. As vezes, quando houver a formação de abcessos hepáticos pode ser necessário aspirá-los com agulha para diagnóstico ou tratamento, muito raramente estes casos irão a cirurgia.
                  Hepatite (A)       O que é?                                                                                                                   R= É uma inflamação do fígado (hepatite) causada por um vírus chamado Vírus da Hepatite A (HAV). Pelo seu modo de transmissão, esse tipo de hepatite é típico de áreas menos desenvolvidas, com más condições de higiene e falta de saneamento básico. Como se adquire?                                                                                             R= R= Ocorre pela via chamada fecal-oral, na maioria das vezes com fezes contaminando a água de consumo e os alimentos. Pode ocorrer também entre pessoas que utilizam piscinas com água mal tratada e compartilham toalhas e lençóis imperceptivelmente contaminados por fezes O que a pessoa  sente?                                                                                                            R= Os sintomas iniciais são variáveis, podendo ocorrer mau estar generalizado, dores no corpo, dor na parte direita superior do abdômen, dor de cabeça, cansaço fácil, falta de apetite e febre. A urina fica escura, amarronzada, semelhante a chá forte ou coca-cola, e, as vezes, referida como avermelhada. As fezes claras podem ficar tão claras quanto massa de vidraceiro.
Como se tratar?                                                                                                                R= Não há medicação específica quando necessário, usam-se remédios contra enjôo, dor e febre. Os raros casos de Hepatite a fulminante podem necessitar de transplante de fígado como única forma de tratamento.
EQUIPE NAZARENO  Nº 31 GLAUBER  Nº 19 ALEFF  Nº8 AUGUSTO  Nº15 FRANCISCO DAS CHAGAS  Nº17 WELLINGTON  Nº18 ANDRÉ N° 3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que é gastroenterite
O que é gastroenterite O que é gastroenterite
O que é gastroenterite
JOSE CARLOS CARLOS
 
Doenças de veiculação hidrica
Doenças de veiculação hidricaDoenças de veiculação hidrica
Doenças de veiculação hidrica
valquiria ramos souza
 
Doenças Hidoveiculadas Dra. Clea
Doenças Hidoveiculadas Dra. CleaDoenças Hidoveiculadas Dra. Clea
Doenças Hidoveiculadas Dra. Clea
Oscar Luiz Neto
 
Diarreia
DiarreiaDiarreia
Diarreia
leomacedo18
 
Gastroenterite infantil
Gastroenterite infantilGastroenterite infantil
Gastroenterite infantil
João Antônio Granzotti
 
Cólera
CóleraCólera
Ascaridíase sabrina ellen
Ascaridíase sabrina ellenAscaridíase sabrina ellen
Ascaridíase sabrina ellen
partediversificada
 
Diarréia lucas renó
Diarréia lucas renóDiarréia lucas renó
Diarréia lucas renó
partediversificada
 
Cólera
CóleraCólera
Dengue(1)
Dengue(1)Dengue(1)
Dengue(1)
ceama
 
Cólera
CóleraCólera
Cólera
connect2009
 
Leptospirose
LeptospiroseLeptospirose
Leptospirose
Mariinazorzi
 
Doenças Transmissíveis por Água
Doenças Transmissíveis por ÁguaDoenças Transmissíveis por Água
Doenças Transmissíveis por Água
Kayque Torrubia Borges
 
5a série a importância da água potável - parte 2
5a série   a importância da água potável - parte 25a série   a importância da água potável - parte 2
5a série a importância da água potável - parte 2
SESI 422 - Americana
 
Slides de leptospiroseteniase
Slides de leptospiroseteniaseSlides de leptospiroseteniase
Slides de leptospiroseteniase
Manu Siqueira
 
Doenças diarreicas aguda
Doenças diarreicas agudaDoenças diarreicas aguda
Doenças diarreicas aguda
BrunnaMello
 

Mais procurados (16)

O que é gastroenterite
O que é gastroenterite O que é gastroenterite
O que é gastroenterite
 
Doenças de veiculação hidrica
Doenças de veiculação hidricaDoenças de veiculação hidrica
Doenças de veiculação hidrica
 
Doenças Hidoveiculadas Dra. Clea
Doenças Hidoveiculadas Dra. CleaDoenças Hidoveiculadas Dra. Clea
Doenças Hidoveiculadas Dra. Clea
 
Diarreia
DiarreiaDiarreia
Diarreia
 
Gastroenterite infantil
Gastroenterite infantilGastroenterite infantil
Gastroenterite infantil
 
Cólera
CóleraCólera
Cólera
 
Ascaridíase sabrina ellen
Ascaridíase sabrina ellenAscaridíase sabrina ellen
Ascaridíase sabrina ellen
 
Diarréia lucas renó
Diarréia lucas renóDiarréia lucas renó
Diarréia lucas renó
 
Cólera
CóleraCólera
Cólera
 
Dengue(1)
Dengue(1)Dengue(1)
Dengue(1)
 
Cólera
CóleraCólera
Cólera
 
Leptospirose
LeptospiroseLeptospirose
Leptospirose
 
Doenças Transmissíveis por Água
Doenças Transmissíveis por ÁguaDoenças Transmissíveis por Água
Doenças Transmissíveis por Água
 
5a série a importância da água potável - parte 2
5a série   a importância da água potável - parte 25a série   a importância da água potável - parte 2
5a série a importância da água potável - parte 2
 
Slides de leptospiroseteniase
Slides de leptospiroseteniaseSlides de leptospiroseteniase
Slides de leptospiroseteniase
 
Doenças diarreicas aguda
Doenças diarreicas agudaDoenças diarreicas aguda
Doenças diarreicas aguda
 

Destaque

083 não posso explicar
083   não posso explicar083   não posso explicar
083 não posso explicar
Alexandre Vagner
 
1959 VS 2011
1959 VS 20111959 VS 2011
1959 VS 2011
aldosiebert
 
Revol purit glor industrial
Revol purit glor industrialRevol purit glor industrial
Revol purit glor industrial
profcacocardozo
 
Scoop.it
Scoop.itScoop.it
Scoop.it
VictorJ95
 
Matricula web2013 2
Matricula web2013 2Matricula web2013 2
Matricula web2013 2
Tutoría Uch Patricia
 
Medios de transmision
Medios de transmisionMedios de transmision
Medios de transmision
Jhàvy Ángel
 
Los monos raros
Los monos rarosLos monos raros
Los monos raros
ampamediterraneopto
 
Relatos Abril 2013
Relatos Abril 2013Relatos Abril 2013
Relatos Abril 2013
JesuitasEc
 
Outubro2010
Outubro2010Outubro2010
Outubro2010
LASEVORA
 
Normas para desenvolvimento de produção prática
Normas para desenvolvimento de produção práticaNormas para desenvolvimento de produção prática
Normas para desenvolvimento de produção prática
Venise Melo
 
Slideshare
SlideshareSlideshare
Slideshare
Andrea P
 
Belo Monte - fatos e dados
Belo Monte - fatos e dadosBelo Monte - fatos e dados
Unidad 11 elbloquecapitalista
Unidad 11 elbloquecapitalistaUnidad 11 elbloquecapitalista
Unidad 11 elbloquecapitalista
AnaGirón-profesoraIES
 
CHEGOU SALVAÇÃO
CHEGOU SALVAÇÃOCHEGOU SALVAÇÃO
CHEGOU SALVAÇÃO
Alexandre Vagner
 
Feudalismo e igreja medieval
Feudalismo e igreja medievalFeudalismo e igreja medieval
Feudalismo e igreja medieval
profcacocardozo
 
Nabo gigante
Nabo giganteNabo gigante
Nabo gigante
larabaptista
 
Lei contra o Assédio Moral no Serviço Público
Lei contra o Assédio Moral no Serviço PúblicoLei contra o Assédio Moral no Serviço Público
Lei contra o Assédio Moral no Serviço Público
IEE Wilcam
 
Conferência Ethos 360°: Frederico Rizzo
Conferência Ethos 360°: Frederico RizzoConferência Ethos 360°: Frederico Rizzo
Conferência Ethos 360°: Frederico Rizzo
institutoethos
 
Powerpoint pescador
Powerpoint pescadorPowerpoint pescador
Powerpoint pescador
Fabio1995
 
Açores
AçoresAçores
Açores
APtrabalho
 

Destaque (20)

083 não posso explicar
083   não posso explicar083   não posso explicar
083 não posso explicar
 
1959 VS 2011
1959 VS 20111959 VS 2011
1959 VS 2011
 
Revol purit glor industrial
Revol purit glor industrialRevol purit glor industrial
Revol purit glor industrial
 
Scoop.it
Scoop.itScoop.it
Scoop.it
 
Matricula web2013 2
Matricula web2013 2Matricula web2013 2
Matricula web2013 2
 
Medios de transmision
Medios de transmisionMedios de transmision
Medios de transmision
 
Los monos raros
Los monos rarosLos monos raros
Los monos raros
 
Relatos Abril 2013
Relatos Abril 2013Relatos Abril 2013
Relatos Abril 2013
 
Outubro2010
Outubro2010Outubro2010
Outubro2010
 
Normas para desenvolvimento de produção prática
Normas para desenvolvimento de produção práticaNormas para desenvolvimento de produção prática
Normas para desenvolvimento de produção prática
 
Slideshare
SlideshareSlideshare
Slideshare
 
Belo Monte - fatos e dados
Belo Monte - fatos e dadosBelo Monte - fatos e dados
Belo Monte - fatos e dados
 
Unidad 11 elbloquecapitalista
Unidad 11 elbloquecapitalistaUnidad 11 elbloquecapitalista
Unidad 11 elbloquecapitalista
 
CHEGOU SALVAÇÃO
CHEGOU SALVAÇÃOCHEGOU SALVAÇÃO
CHEGOU SALVAÇÃO
 
Feudalismo e igreja medieval
Feudalismo e igreja medievalFeudalismo e igreja medieval
Feudalismo e igreja medieval
 
Nabo gigante
Nabo giganteNabo gigante
Nabo gigante
 
Lei contra o Assédio Moral no Serviço Público
Lei contra o Assédio Moral no Serviço PúblicoLei contra o Assédio Moral no Serviço Público
Lei contra o Assédio Moral no Serviço Público
 
Conferência Ethos 360°: Frederico Rizzo
Conferência Ethos 360°: Frederico RizzoConferência Ethos 360°: Frederico Rizzo
Conferência Ethos 360°: Frederico Rizzo
 
Powerpoint pescador
Powerpoint pescadorPowerpoint pescador
Powerpoint pescador
 
Açores
AçoresAçores
Açores
 

Semelhante a Formação para cidadania

Copasa doenças
Copasa doençasCopasa doenças
Copasa doenças
Adriana Gotschalg
 
Água não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doençasÁgua não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doenças
André Luiz Fachardo
 
Amebíase
AmebíaseAmebíase
Amebíase
crishmuler
 
Saneamento
SaneamentoSaneamento
Saneamento
Adriano Antonholi
 
Diarreia - Liga de Pediatria UNICID
Diarreia - Liga de Pediatria UNICIDDiarreia - Liga de Pediatria UNICID
Diarreia - Liga de Pediatria UNICID
Liga De Pediatria Med Unicid
 
Aula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdf
Aula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdfAula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdf
Aula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdf
Giza Carla Nitz
 
Verminoses.pdf
Verminoses.pdfVerminoses.pdf
Verminoses.pdf
GlaucoGiscard1
 
Doenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudasDoenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudas
gisa_legal
 
Aula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdf
Aula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdfAula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdf
Aula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdf
Giza Carla Nitz
 
Saúde pública
Saúde públicaSaúde pública
Saúde pública
Tiago Silva
 
Febres entéricas
Febres entéricasFebres entéricas
Febres entéricas
Luana Cristeinsen
 
Diarréia xie xie
Diarréia xie xieDiarréia xie xie
Diarréia xie xie
Rosa Paollucci
 
Veiculação Hídrica 2.pptx
Veiculação Hídrica 2.pptxVeiculação Hídrica 2.pptx
Veiculação Hídrica 2.pptx
adrianaalves784598
 
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptxDoenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
RaquelOlimpio1
 
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptxDoenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
RaquelOlimpio1
 
04 aula cólera
04 aula   cólera04 aula   cólera
Aula 02. Giardíase.pdf
Aula 02. Giardíase.pdfAula 02. Giardíase.pdf
Aula 02. Giardíase.pdf
Unicesumar
 
Desidratação e diarréia
Desidratação e diarréiaDesidratação e diarréia
Desidratação e diarréia
Gladyanny Veras
 
Telecurso 2000 aula 39 por que ferver a água antes de beber
Telecurso 2000 aula 39   por que ferver a água antes de beberTelecurso 2000 aula 39   por que ferver a água antes de beber
Telecurso 2000 aula 39 por que ferver a água antes de beber
netoalvirubro
 
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).pptAMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
dirleyvalderez1
 

Semelhante a Formação para cidadania (20)

Copasa doenças
Copasa doençasCopasa doenças
Copasa doenças
 
Água não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doençasÁgua não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doenças
 
Amebíase
AmebíaseAmebíase
Amebíase
 
Saneamento
SaneamentoSaneamento
Saneamento
 
Diarreia - Liga de Pediatria UNICID
Diarreia - Liga de Pediatria UNICIDDiarreia - Liga de Pediatria UNICID
Diarreia - Liga de Pediatria UNICID
 
Aula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdf
Aula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdfAula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdf
Aula 17 - Clinica médica - Disfunções Digestórias.pdf
 
Verminoses.pdf
Verminoses.pdfVerminoses.pdf
Verminoses.pdf
 
Doenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudasDoenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudas
 
Aula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdf
Aula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdfAula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdf
Aula 8 - Doenças Veiculadas Por Água e Alimentos.pdf
 
Saúde pública
Saúde públicaSaúde pública
Saúde pública
 
Febres entéricas
Febres entéricasFebres entéricas
Febres entéricas
 
Diarréia xie xie
Diarréia xie xieDiarréia xie xie
Diarréia xie xie
 
Veiculação Hídrica 2.pptx
Veiculação Hídrica 2.pptxVeiculação Hídrica 2.pptx
Veiculação Hídrica 2.pptx
 
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptxDoenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
 
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptxDoenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
Doenças transmitidas pela falta de tratamento da água.pptx
 
04 aula cólera
04 aula   cólera04 aula   cólera
04 aula cólera
 
Aula 02. Giardíase.pdf
Aula 02. Giardíase.pdfAula 02. Giardíase.pdf
Aula 02. Giardíase.pdf
 
Desidratação e diarréia
Desidratação e diarréiaDesidratação e diarréia
Desidratação e diarréia
 
Telecurso 2000 aula 39 por que ferver a água antes de beber
Telecurso 2000 aula 39   por que ferver a água antes de beberTelecurso 2000 aula 39   por que ferver a água antes de beber
Telecurso 2000 aula 39 por que ferver a água antes de beber
 
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).pptAMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
 

Mais de myri2000

Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
myri2000
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
myri2000
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
myri2000
 
áGua
áGuaáGua
áGua
myri2000
 
Tales de mileto
Tales de miletoTales de mileto
Tales de mileto
myri2000
 
âNgulos slides
âNgulos   slidesâNgulos   slides
âNgulos slides
myri2000
 
âNgulos slides
âNgulos   slidesâNgulos   slides
âNgulos slides
myri2000
 
âNgulos slides
âNgulos   slidesâNgulos   slides
âNgulos slides
myri2000
 
Qual a importância da água para nossas vidas
Qual a importância da água para nossas vidasQual a importância da água para nossas vidas
Qual a importância da água para nossas vidas
myri2000
 
Sociologia – 2 ° ano
Sociologia – 2 ° anoSociologia – 2 ° ano
Sociologia – 2 ° ano
myri2000
 
Função trigonometrica
Função trigonometricaFunção trigonometrica
Função trigonometrica
myri2000
 
Função trigonometrica
Função trigonometricaFunção trigonometrica
Função trigonometrica
myri2000
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
myri2000
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
myri2000
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
myri2000
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
myri2000
 
Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
myri2000
 
Apresentaçao
ApresentaçaoApresentaçao
Apresentaçaomyri2000
 
Aula hoje...
Aula hoje...Aula hoje...
Aula hoje...
myri2000
 

Mais de myri2000 (19)

Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
 
áGua
áGuaáGua
áGua
 
Tales de mileto
Tales de miletoTales de mileto
Tales de mileto
 
âNgulos slides
âNgulos   slidesâNgulos   slides
âNgulos slides
 
âNgulos slides
âNgulos   slidesâNgulos   slides
âNgulos slides
 
âNgulos slides
âNgulos   slidesâNgulos   slides
âNgulos slides
 
Qual a importância da água para nossas vidas
Qual a importância da água para nossas vidasQual a importância da água para nossas vidas
Qual a importância da água para nossas vidas
 
Sociologia – 2 ° ano
Sociologia – 2 ° anoSociologia – 2 ° ano
Sociologia – 2 ° ano
 
Função trigonometrica
Função trigonometricaFunção trigonometrica
Função trigonometrica
 
Função trigonometrica
Função trigonometricaFunção trigonometrica
Função trigonometrica
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
 
Função seno
Função senoFunção seno
Função seno
 
Geometria plana
Geometria planaGeometria plana
Geometria plana
 
Apresentaçao
ApresentaçaoApresentaçao
Apresentaçao
 
Aula hoje...
Aula hoje...Aula hoje...
Aula hoje...
 

Formação para cidadania

  • 1. FORMAÇÃO PARA CIDADANIA Doenças provocadas por água contaminada
  • 2. Doenças A água contaminada pode causar muitas doenças, tanto direta como indiretamente, ou seja, pela água que tomamos ou usamos em nossos alimentos, como também por estarmos próximos a locais contaminados. O numero de doenças é grande tem a cólera, a barriga d'água, resfriados, laringite, faringite, asma, bronquite, tosse crônica, gripes e também doenças indiretas tipo dor de cabeça, dor de ouvido, tudo pode ser causado pela água contaminada.E como ninguém, nenhum ser vivo consegue viver sem água, devemos nos conscientizar urgente da importância da água em nossa vida, preservar as nascentes, ajudar a natureza, não poluir os rios, plantar árvores, não poluir o meio ambiente.
  • 3. Cólera O que é? R= E uma doença intestinal infecciosa causada pela toxina do vibrião colérico Como se adquire? R= Se adquire através da ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes ou vômitos de doentes ou portadores. O reservatório principal é o homem, mas estudos recentes sugerem a existência em frutos do mar. O período de incubação varia de horas até cinco dias. O que a pessoa sente? R= No começo, surge diarréia aquosa em grande quantidade, com ou sem vômitos, dor abdominal, cãibras; se não tratado prontamente, pode haver piora do quadro com desidratação severa, choque e diminuição da função renal. O leite materno protege as crianças. Como se tratar? R=Através de hidratação oral, endovenosa (soro), e antibióticos específicos. Os pacientes mais graves devem ser cuidadosamente acompanhados devido à possibilidade de intensa desidratação, evitando assim outras complicações.
  • 4. Amebíase O que é? R= É uma infecção por parasita ou protozoário que acomete o homem podendo ficar restrita ao intestino, tendo como principal sintoma a diarréia, ou não causando febre e sintomas diferentes dependendo do órgão “invadido”. Mais freqüentemente o órgão preferencial a ser comprometido é o fígado. Como se adquire? R= Através da ingestão de alimentos ou água contaminada com matéria fecal. O que a pessoa sente? R= Os sintomas das pessoas com amebíase vão desde a diarréia com cólicas e aumento dos sons intestinais até a diarréia mais intensa com perda de sangue nas fezes, febre e emagrecimento. Nestes casos ocorre invasão da parede do intestino grosso com inflamação mais intensa e os médicos chamam de colite. Podem ocorrer ulcerações no revestimento interno do intestino grosso, por esta razão o sangramento.
  • 5. Como se tratar? R= A droga mais utilizada pelos médicos é um anti microbiano com nome de metronidazol, mas existem outros com uso recomendado para circunstâncias específicas. O tempo de tratamento pode variar conforme o comprometimento da pessoa. As vezes, quando houver a formação de abcessos hepáticos pode ser necessário aspirá-los com agulha para diagnóstico ou tratamento, muito raramente estes casos irão a cirurgia.
  • 6. Hepatite (A) O que é? R= É uma inflamação do fígado (hepatite) causada por um vírus chamado Vírus da Hepatite A (HAV). Pelo seu modo de transmissão, esse tipo de hepatite é típico de áreas menos desenvolvidas, com más condições de higiene e falta de saneamento básico. Como se adquire? R= R= Ocorre pela via chamada fecal-oral, na maioria das vezes com fezes contaminando a água de consumo e os alimentos. Pode ocorrer também entre pessoas que utilizam piscinas com água mal tratada e compartilham toalhas e lençóis imperceptivelmente contaminados por fezes O que a pessoa sente? R= Os sintomas iniciais são variáveis, podendo ocorrer mau estar generalizado, dores no corpo, dor na parte direita superior do abdômen, dor de cabeça, cansaço fácil, falta de apetite e febre. A urina fica escura, amarronzada, semelhante a chá forte ou coca-cola, e, as vezes, referida como avermelhada. As fezes claras podem ficar tão claras quanto massa de vidraceiro.
  • 7. Como se tratar? R= Não há medicação específica quando necessário, usam-se remédios contra enjôo, dor e febre. Os raros casos de Hepatite a fulminante podem necessitar de transplante de fígado como única forma de tratamento.
  • 8. EQUIPE NAZARENO Nº 31 GLAUBER Nº 19 ALEFF Nº8 AUGUSTO Nº15 FRANCISCO DAS CHAGAS Nº17 WELLINGTON Nº18 ANDRÉ N° 3