SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Febres Entéricas
Pontos importantes:
▪ O que é ?
▪ O que causa?
▪ Os sintomas de uma pessoa contaminada.
▪ Diagnostico.
▪ Meios de prevenção.
Febres Entéricas
Definição:
É o mesmo que febre paratifoide ou paratifo, ela é parecida com a febre
tifoide, mas de menor gravidade e mais rara que ela.
Causa:
Bactéria Salmonella paratyphy dos tipos “A”, “B” ou “C”.
São endemias comuns em locais sem tratamento adequado de água e esgoto
ou com inundação.
 A Salmonella é conhecida há
mais de 100 anos .
 O termo é uma referência ao
cientista americano chamado
Salmon.
 Salmonella é um gênero de
bactérias, vulgarmente
chamadas salmonelas.
 Existe vacinação apenas em
populações com alto risco. A
vacina é baseada no antígeno do
polissacarídeo VIi.
Febres Entéricas
Meio de se contrair:
Fecal-oral direta ou indireta (ex.: água ou alimentos como ostras e carnes)
Pela urina especialmente em doentes com antecedentes de patologia urinária.
Pelas secreções e fezes caso leve a mão que entrou em contato para a boca.
Período de transmissão:
Desde o início da doença até 2 semanas após a cura clínica.
Febres Entéricas
Período de incubação:
7-21 dias, quando semelhante à febre tifoide.
1-10 dias, quando semelhante a gastroenterite.
Hospedeiro:
Controle do doente ou portador:
Precauções de isolamento relativamente às fezes e urina.
Excluir da manipulação dos alimentos, e evicção escolar até à apresentação de
3 coproculturas negativas.
Febres Entéricas
Controle dos contatos:
Efetuar 2 coproculturas nos contatos íntimos.
Excluir os contatos da manipulação dos alimentos, até confirmação da
negatividade das coproculturas.
Reforçar as medidas de higiene individual (ex.: lavagem das mãos antes das
refeições e após a utilização de sanitários, antes da preparação de alimentos,
etc.)
Consumo de água potável (ex.: fervida ou clorada)
Febres Entéricas
Sintomas:
Dor de cabeça Calafrios
Mal-estar Indisposição gástrica
Fadiga Diarreia
 Boca amarga Aumento do baço.
Febre
Febres Entéricas
Diagnóstico:
Pode ser feito através da cultura de sangue e/ou de fezes, que podem revelar a
presença da Salmonella paratyphi.
Tratamento:
Deve ser feito com antibióticos, assim como a febre tifoide.
Pacientes com vômitos e diarreia devem receber soro oral ou venoso para se
reidratarem.
Febres Entéricas
Como evitar (mesmo modo da tifoide) :
Destino dos dejetos humanos para fossas ou rede de esgoto.
Tratamento adequado da água (cloração).
Limpeza semestral das caixas d´água.
Combater as moscas.
Efetuar exame e vacinação e promover a educação sanitária dos manipuladores
de alimentos.
Higienizar os alimentos.
Vacinar os indivíduos preventivamente.
Referências :
Febre paratifoide. Disponível em <http://pt.wikipedia.org/wiki/Febre_paratifoide>. Acesso em 04 nov.
2014.
Febre paratifoide: saiba mais sobre ela. Disponível em <http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-
doencas/528739/febre+paratifoide+saiba+mais+sobre+ela.htm>. Acesso em 04 nov. 2014.
Febre paratifoide. Disponível em <http://www.grupoescolar.com/pesquisa/febre-paratifoide.html>
Acesso em 04 nov. 2014.
Febre paratifoide. Disponível em <http://www.saudepublica.web.pt/04-
prevencaodoenca/dtdomanual/febrept.htm> . Acesso em 04 nov. 2014.
Febre paratifoide. Imagem disponível em
<http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b4/SalmonellaNIAID.jpg> . Acesso em 04 nov.
2014.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Epidemias
EpidemiasEpidemias
Epidemias
 
Doenças transmitidas pela água
Doenças transmitidas pela águaDoenças transmitidas pela água
Doenças transmitidas pela água
 
Doenças Hidoveiculadas Dra. Clea
Doenças Hidoveiculadas Dra. CleaDoenças Hidoveiculadas Dra. Clea
Doenças Hidoveiculadas Dra. Clea
 
Copasa doenças
Copasa doençasCopasa doenças
Copasa doenças
 
EvoluçãO Do Conhecimento Sobre O Sida
EvoluçãO Do Conhecimento Sobre O  SidaEvoluçãO Do Conhecimento Sobre O  Sida
EvoluçãO Do Conhecimento Sobre O Sida
 
Salmonella
SalmonellaSalmonella
Salmonella
 
Emergencias saude - RSI - Plano de resposta
Emergencias saude - RSI - Plano de respostaEmergencias saude - RSI - Plano de resposta
Emergencias saude - RSI - Plano de resposta
 
006 hepatite e
006   hepatite e006   hepatite e
006 hepatite e
 
Doenças de veiculação Hídrica
Doenças de veiculação HídricaDoenças de veiculação Hídrica
Doenças de veiculação Hídrica
 
Endemias e epidemias no brasil
Endemias e epidemias no brasilEndemias e epidemias no brasil
Endemias e epidemias no brasil
 
Principais causas de morte no mundo
Principais causas de morte no mundoPrincipais causas de morte no mundo
Principais causas de morte no mundo
 
doenças
  doenças  doenças
doenças
 
Doenças reemergentes são as que reaparecem
Doenças reemergentes são as que reaparecemDoenças reemergentes são as que reaparecem
Doenças reemergentes são as que reaparecem
 
Doenças: Vírus, Bactérias e Vermes
Doenças: Vírus, Bactérias e VermesDoenças: Vírus, Bactérias e Vermes
Doenças: Vírus, Bactérias e Vermes
 
Trabalho de Biologia
Trabalho de BiologiaTrabalho de Biologia
Trabalho de Biologia
 
V Rus 09 11 2009]
V Rus 09 11 2009]V Rus 09 11 2009]
V Rus 09 11 2009]
 
Coronavírus, Rotavírus e Hepatite
Coronavírus, Rotavírus e HepatiteCoronavírus, Rotavírus e Hepatite
Coronavírus, Rotavírus e Hepatite
 
Saneamento
SaneamentoSaneamento
Saneamento
 
Cólera
CóleraCólera
Cólera
 
Leptospirose
LeptospiroseLeptospirose
Leptospirose
 

Destaque (6)

Trabalho gonorreia
Trabalho gonorreiaTrabalho gonorreia
Trabalho gonorreia
 
Helmintíases
HelmintíasesHelmintíases
Helmintíases
 
Polioencefalomalacia clinica de ruminantes
Polioencefalomalacia   clinica de ruminantesPolioencefalomalacia   clinica de ruminantes
Polioencefalomalacia clinica de ruminantes
 
Febre tifoide
Febre tifoideFebre tifoide
Febre tifoide
 
Enterobácterias - Salmonella e E. Colli
Enterobácterias - Salmonella e E. ColliEnterobácterias - Salmonella e E. Colli
Enterobácterias - Salmonella e E. Colli
 
Botulismo
BotulismoBotulismo
Botulismo
 

Semelhante a Febres Entéricas: Sintomas, Causas e Prevenção

Água não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doençasÁgua não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doençasAndré Luiz Fachardo
 
Doenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudasDoenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudasgisa_legal
 
Doenças causadas por água contaminada
Doenças causadas por água contaminadaDoenças causadas por água contaminada
Doenças causadas por água contaminadaSamuel Coelho
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadaniamyri2000
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadaniamyri2000
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadaniamyri2000
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadaniamyri2000
 
Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactérias Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactérias Nic K
 
Gíardia lamblia presentation
Gíardia lamblia presentationGíardia lamblia presentation
Gíardia lamblia presentationArmando Gaspar
 
Resumo parasitoses e diarreia aguda
Resumo parasitoses e diarreia agudaResumo parasitoses e diarreia aguda
Resumo parasitoses e diarreia agudaLívia Zadra
 
Diarreia aguda na infância
Diarreia aguda na infânciaDiarreia aguda na infância
Diarreia aguda na infânciaNíris Stéfany
 

Semelhante a Febres Entéricas: Sintomas, Causas e Prevenção (20)

Água não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doençasÁgua não tratada é porta aberta para várias doenças
Água não tratada é porta aberta para várias doenças
 
Copasa doenças
Copasa doençasCopasa doenças
Copasa doenças
 
Febre tifoide
Febre tifoideFebre tifoide
Febre tifoide
 
Doenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudasDoenças diarréicas agudas
Doenças diarréicas agudas
 
Doenças causadas por água contaminada
Doenças causadas por água contaminadaDoenças causadas por água contaminada
Doenças causadas por água contaminada
 
Amebíase
AmebíaseAmebíase
Amebíase
 
Trabalho de colera
Trabalho de coleraTrabalho de colera
Trabalho de colera
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
 
Formação para cidadania
Formação para cidadaniaFormação para cidadania
Formação para cidadania
 
Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactérias Doenças causadas por bactérias
Doenças causadas por bactérias
 
Gíardia lamblia presentation
Gíardia lamblia presentationGíardia lamblia presentation
Gíardia lamblia presentation
 
Leptospirose
LeptospiroseLeptospirose
Leptospirose
 
Resumo parasitoses e diarreia aguda
Resumo parasitoses e diarreia agudaResumo parasitoses e diarreia aguda
Resumo parasitoses e diarreia aguda
 
Enterobactérias
EnterobactériasEnterobactérias
Enterobactérias
 
Cólera
CóleraCólera
Cólera
 
04 aula cólera
04 aula   cólera04 aula   cólera
04 aula cólera
 
Enterobactérias
EnterobactériasEnterobactérias
Enterobactérias
 
Diarreia aguda na infância
Diarreia aguda na infânciaDiarreia aguda na infância
Diarreia aguda na infância
 

Febres Entéricas: Sintomas, Causas e Prevenção

  • 2. Pontos importantes: ▪ O que é ? ▪ O que causa? ▪ Os sintomas de uma pessoa contaminada. ▪ Diagnostico. ▪ Meios de prevenção.
  • 3. Febres Entéricas Definição: É o mesmo que febre paratifoide ou paratifo, ela é parecida com a febre tifoide, mas de menor gravidade e mais rara que ela. Causa: Bactéria Salmonella paratyphy dos tipos “A”, “B” ou “C”. São endemias comuns em locais sem tratamento adequado de água e esgoto ou com inundação.
  • 4.  A Salmonella é conhecida há mais de 100 anos .  O termo é uma referência ao cientista americano chamado Salmon.  Salmonella é um gênero de bactérias, vulgarmente chamadas salmonelas.  Existe vacinação apenas em populações com alto risco. A vacina é baseada no antígeno do polissacarídeo VIi.
  • 5. Febres Entéricas Meio de se contrair: Fecal-oral direta ou indireta (ex.: água ou alimentos como ostras e carnes) Pela urina especialmente em doentes com antecedentes de patologia urinária. Pelas secreções e fezes caso leve a mão que entrou em contato para a boca. Período de transmissão: Desde o início da doença até 2 semanas após a cura clínica.
  • 6. Febres Entéricas Período de incubação: 7-21 dias, quando semelhante à febre tifoide. 1-10 dias, quando semelhante a gastroenterite. Hospedeiro: Controle do doente ou portador: Precauções de isolamento relativamente às fezes e urina. Excluir da manipulação dos alimentos, e evicção escolar até à apresentação de 3 coproculturas negativas.
  • 7. Febres Entéricas Controle dos contatos: Efetuar 2 coproculturas nos contatos íntimos. Excluir os contatos da manipulação dos alimentos, até confirmação da negatividade das coproculturas. Reforçar as medidas de higiene individual (ex.: lavagem das mãos antes das refeições e após a utilização de sanitários, antes da preparação de alimentos, etc.) Consumo de água potável (ex.: fervida ou clorada)
  • 8. Febres Entéricas Sintomas: Dor de cabeça Calafrios Mal-estar Indisposição gástrica Fadiga Diarreia  Boca amarga Aumento do baço. Febre
  • 9. Febres Entéricas Diagnóstico: Pode ser feito através da cultura de sangue e/ou de fezes, que podem revelar a presença da Salmonella paratyphi. Tratamento: Deve ser feito com antibióticos, assim como a febre tifoide. Pacientes com vômitos e diarreia devem receber soro oral ou venoso para se reidratarem.
  • 10. Febres Entéricas Como evitar (mesmo modo da tifoide) : Destino dos dejetos humanos para fossas ou rede de esgoto. Tratamento adequado da água (cloração). Limpeza semestral das caixas d´água. Combater as moscas. Efetuar exame e vacinação e promover a educação sanitária dos manipuladores de alimentos. Higienizar os alimentos. Vacinar os indivíduos preventivamente.
  • 11. Referências : Febre paratifoide. Disponível em <http://pt.wikipedia.org/wiki/Febre_paratifoide>. Acesso em 04 nov. 2014. Febre paratifoide: saiba mais sobre ela. Disponível em <http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e- doencas/528739/febre+paratifoide+saiba+mais+sobre+ela.htm>. Acesso em 04 nov. 2014. Febre paratifoide. Disponível em <http://www.grupoescolar.com/pesquisa/febre-paratifoide.html> Acesso em 04 nov. 2014. Febre paratifoide. Disponível em <http://www.saudepublica.web.pt/04- prevencaodoenca/dtdomanual/febrept.htm> . Acesso em 04 nov. 2014. Febre paratifoide. Imagem disponível em <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b4/SalmonellaNIAID.jpg> . Acesso em 04 nov. 2014.