SlideShare uma empresa Scribd logo
OBJETIVOS DAS LIÇÕES
Após estas aulas, o aluno deverá estar apto a:
• Identificar a Epístola aos Filipenses destacando a cidade, a data e o local
da autoria.
• Explicar o propósito, a autoria e os destinatários da epístola.
• Compreender os atos de oração e ação de graças do apóstolo Paulo.
• Reconhecer a fidelidade do apóstolo Paulo dinte da adversidade.
Lição 01— Paulo e a Igreja em Filipos

Lição 02— Esperança em Meio à Adversidade
Lição 03— O Comportamento dos Salvos em Cristo
Lição 04— Jesus, o Modelo Ideal de Humanidade

Lição 05— As Virtudes dos Salvos em Cristo
Lição 06— A Fidelidade dos Obreiros do Senhor
Lição 07— A Atualidade dos Conselhos Paulinos
Lição 08— A Suprema Aspiração do Crente
Lição 09— Confrontando os Inimigos da Cruz de Cristo
Lição 10— A Alegria do Salvo em Cristo
Lição 11— Uma Vida Cristã Equilibrada
Lição 12— A Reciprocidade do Amor Cristão
REFLEXÃO...

FILIPENSES 1
7
Como tenho por justo sentir isto de vós todos, porque
vos retenho em meu coração, pois todos vós fostes
participantes da minha graça, tanto nas minhas prisões
como na minha defesa e confirmação do evangelho.
8
Porque Deus me é testemunha das saudades que de
todos vós tenho, em entranhável afeição de Jesus Cristo.
ATOS 16 FILIPOS
Judeus
GUARDA PRETORIANA
EPÍSTOLAS E CARTAS
EPÍSTOLAS E CARTAS
● Cesar Augusto tornou-se imperador e estabeleceu
em Filipos uma comunidade de soldados veteranos.

● Deu à cidade o estatus de “jus Italicum”: seus
moradores

tinham cidadania romana.

● A colônia judaica ali era pequena e não tinha
sinagoga.
● Na época de Paulo a cidade estava em decadência
pois as

minas de ouro e prata estavam esgotadas.
A comunidade de Filipos

• Filipos foi a primeira cidade da Europa a ser evangelizada –
chamada de berço europeu do cristianismo.
• Como não havia

sinagoga

na cidade, Paulo e seus

companheiros, no sábado, foram para fora da cidade, às
margens de um rio, onde os judeus costumavam orar (At
16,13).
● Duas conversões deram inicio a igreja: Lidia (e família)
que hospedou Paulo At 16.14-15, e o carcereiro da prisão (e
família) At 16:33
Atos 15
36
Alguns dias depois, disse Paulo
a Barnabé: Tornemos a visitar
nossos irmãos por todas as
cidades em que já anunciamos
a palavra do Senhor, para ver
como estão.
Autoria, Data e Local
É a 12ª carta escrita por Paulo
~ 62 dC (At 28:16)
•
Filipenses, Colosenses, Efesios,
Filemon e 2 Timóteo foram
escritas da prisão em Roma.
• Evidências (prisão):
–Alusão à Guarda Pretoriana
(1:13)
–Alusão à casa de Cesar (4:22)
–Esperança de Liberdade (1:19)
–Pena de morte iminente (1:2023)
Filipenses 1
1
Paulo e Timóteo, servos de Jesus Cristo, a todos os
santos em Cristo Jesus que estão em Filipos, com os
bispos e diáconos:
Filipenses 1
Filipenses 1
por certo isto mesmo: que aquele
Filipenses 1
vós começou a boa obra a

6 Tendo
que em
aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo.
39 E peço isto: que a vossa caridade aumente
7 Como tenho por justo sentir isto de vós
mais graças ao meu Deus todas as vezes que
Dou e mais em ciência e em todo o
todos, porque vos retenho em meu
conhecimento.
me lembro de vós,
10
Para
que
aproveis
as
coisas
coração, pois todos vós fostes participantes da
4
excelentes, para que sejais sinceros ecomo
minha graça, tanto nas minhas prisões sem
fazendo, sempre com alegria, oração por vós
escândalodefesa e confirmaçãoCristo,
na minha algum até ao Dia de do evangelho.
em todas as minhas súplicas,
11 Porque de frutos de justiça, que são por
8 cheios Deus me é testemunha das
5
Jesus Cristo, para glória e louvor Deus.
saudades que de todos vósdetenho, em
pela vossa cooperação no evangelho desde o
entranhável afeição de Jesus Cristo.
primeiro dia até agora.
Fp 1:12
E quero, irmãos, que saibais
que as coisas que me
aconteceram contribuíram
para maior proveito do
evangelho.
Romanos 1:16
Porque não me envergonho do
evangelho de Cristo, pois é o poder de
Deus para salvação de todo
aquele que crê, primeiro do judeu e
também do grego.
FILIPENSES 1
13 De maneira que as
minhas prisões em Cristo
foram manifestas por toda
a guarda pretoriana e por
todos os demais lugares;
Fp 1:15
Verdade é que também alguns
pregam a Cristo por inveja e
porfia.
Filipenses 1
23 Mas de ambos os lados estou em
aperto, tendo desejo de partir e
estar com Cristo, porque isto é
ainda muito melhor.
24 Mas julgo mais necessário, por
amor de vós, ficar na carne.
IBE 512 SUL
BRASÍLIA-DF
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Carta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos FilipensesCarta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos Filipenses
UEPB
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
Respirando Deus
 
Filipenses
FilipensesFilipenses
Filipenses
Vilmar Nascimento
 
Panorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1CoríntiosPanorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1Coríntios
Respirando Deus
 
Estudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntiosEstudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntios
Vilmar Nascimento
 
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. sheddAlegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Deusdete Soares
 
1 coríntios 4
1 coríntios 41 coríntios 4
1 coríntios 4
Dalila Melo
 
A Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diária
A Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diáriaA Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diária
A Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diária
Daniel Junior
 
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Abdias Barreto
 
Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - Colossenses
Respirando Deus
 
Carta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossensesCarta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossenses
UEPB
 
Aula 14 - I Coríntios
Aula 14 - I CoríntiosAula 14 - I Coríntios
Aula 14 - I Coríntios
ibrdoamor
 
9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01
Daniel M Junior
 
Estudo Epístola 1 Coríntios – Introdução
Estudo Epístola 1 Coríntios – IntroduçãoEstudo Epístola 1 Coríntios – Introdução
Estudo Epístola 1 Coríntios – Introdução
Márcio Pereira
 
I Corintios Inicio
 I Corintios Inicio I Corintios Inicio
I Corintios Inicio
UEPB
 
Liçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl efLiçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl ef
Loyde Capellari
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
Respirando Deus
 
Paulo e a Igreja em Corinto
Paulo e a Igreja em CorintoPaulo e a Igreja em Corinto
Paulo e a Igreja em Corinto
guest985a0e
 
Colossenses e Filemom
Colossenses e FilemomColossenses e Filemom
Colossenses e Filemom
Francilene Santos
 

Mais procurados (20)

Carta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos FilipensesCarta de Paulo aos Filipenses
Carta de Paulo aos Filipenses
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
 
Filipenses
FilipensesFilipenses
Filipenses
 
Panorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1CoríntiosPanorama do NT - 1Coríntios
Panorama do NT - 1Coríntios
 
Estudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntiosEstudo em 1 coríntios
Estudo em 1 coríntios
 
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. sheddAlegrai vos no senhor   uma exposição de filipenses - russell p. shedd
Alegrai vos no senhor uma exposição de filipenses - russell p. shedd
 
1 coríntios 4
1 coríntios 41 coríntios 4
1 coríntios 4
 
A Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diária
A Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diáriaA Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diária
A Igreja em Corinto: Realidade espiritual x Vivência diária
 
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
 
Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - Colossenses
 
Carta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossensesCarta de paulo aos colossenses
Carta de paulo aos colossenses
 
Aula 14 - I Coríntios
Aula 14 - I CoríntiosAula 14 - I Coríntios
Aula 14 - I Coríntios
 
9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios9. epístola de paulo 1' coríntios
9. epístola de paulo 1' coríntios
 
Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01Colossenses - Introdução e parte 01
Colossenses - Introdução e parte 01
 
Estudo Epístola 1 Coríntios – Introdução
Estudo Epístola 1 Coríntios – IntroduçãoEstudo Epístola 1 Coríntios – Introdução
Estudo Epístola 1 Coríntios – Introdução
 
I Corintios Inicio
 I Corintios Inicio I Corintios Inicio
I Corintios Inicio
 
Liçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl efLiçao1 rm gl ef
Liçao1 rm gl ef
 
Panorama do NT - Filemom
Panorama do NT - FilemomPanorama do NT - Filemom
Panorama do NT - Filemom
 
Paulo e a Igreja em Corinto
Paulo e a Igreja em CorintoPaulo e a Igreja em Corinto
Paulo e a Igreja em Corinto
 
Colossenses e Filemom
Colossenses e FilemomColossenses e Filemom
Colossenses e Filemom
 

Destaque

Projetos Internacionais apresentação
Projetos Internacionais apresentaçãoProjetos Internacionais apresentação
Projetos Internacionais apresentação
Marcelo Eduardo
 
Jocum
JocumJocum
Comprometimento
ComprometimentoComprometimento
Comprometimento
Rodolfo Silva
 
O Exemplo de Cristo
O Exemplo de CristoO Exemplo de Cristo
O Exemplo de Cristo
JUERP
 
O Evangelho a Ser Vivido Pelo Cristão
O Evangelho a Ser Vivido Pelo CristãoO Evangelho a Ser Vivido Pelo Cristão
O Evangelho a Ser Vivido Pelo Cristão
JUERP
 
Conselhos Necessários à Vida Cristã
Conselhos Necessários à Vida CristãConselhos Necessários à Vida Cristã
Conselhos Necessários à Vida Cristã
JUERP
 
“A fé é pelo ouvir”
“A fé é pelo ouvir”“A fé é pelo ouvir”
“A fé é pelo ouvir”
JUERP
 
Estudo SuíçA Heresias
Estudo SuíçA HeresiasEstudo SuíçA Heresias
Estudo SuíçA Heresias
guest1b3a53
 
Os Desafios da Vida Cristã
Os Desafios da Vida CristãOs Desafios da Vida Cristã
Os Desafios da Vida Cristã
JUERP
 
171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3
171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3
171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3
Robson Tavares Fernandes
 
Estudos bíblicos perguntas e respostas 02
Estudos bíblicos   perguntas e respostas 02Estudos bíblicos   perguntas e respostas 02
Estudos bíblicos perguntas e respostas 02
Estudos Bíblicos
 
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
Robson Tavares Fernandes
 
Lição 12 - Fidelidade em tempos de crise
Lição 12 - Fidelidade em tempos de criseLição 12 - Fidelidade em tempos de crise
Lição 12 - Fidelidade em tempos de crise
Escola Bíblica Dominical - Betel
 
Leitura de partitura
Leitura de partituraLeitura de partitura
Leitura de partitura
Musica Classica
 
A Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o PecadoA Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o Pecado
JUERP
 
Lição 3 - Homens fiéis na Bíblia
Lição 3 - Homens fiéis na BíbliaLição 3 - Homens fiéis na Bíblia
Lição 3 - Homens fiéis na Bíblia
Escola Bíblica Dominical - Betel
 
172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4
172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4
172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4
Robson Tavares Fernandes
 
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
Robson Tavares Fernandes
 
Missões
MissõesMissões
Missões
ibavida
 
O Arrebatamento Da Igreja
O Arrebatamento Da Igreja   O Arrebatamento Da Igreja
O Arrebatamento Da Igreja
lcsmbr
 

Destaque (20)

Projetos Internacionais apresentação
Projetos Internacionais apresentaçãoProjetos Internacionais apresentação
Projetos Internacionais apresentação
 
Jocum
JocumJocum
Jocum
 
Comprometimento
ComprometimentoComprometimento
Comprometimento
 
O Exemplo de Cristo
O Exemplo de CristoO Exemplo de Cristo
O Exemplo de Cristo
 
O Evangelho a Ser Vivido Pelo Cristão
O Evangelho a Ser Vivido Pelo CristãoO Evangelho a Ser Vivido Pelo Cristão
O Evangelho a Ser Vivido Pelo Cristão
 
Conselhos Necessários à Vida Cristã
Conselhos Necessários à Vida CristãConselhos Necessários à Vida Cristã
Conselhos Necessários à Vida Cristã
 
“A fé é pelo ouvir”
“A fé é pelo ouvir”“A fé é pelo ouvir”
“A fé é pelo ouvir”
 
Estudo SuíçA Heresias
Estudo SuíçA HeresiasEstudo SuíçA Heresias
Estudo SuíçA Heresias
 
Os Desafios da Vida Cristã
Os Desafios da Vida CristãOs Desafios da Vida Cristã
Os Desafios da Vida Cristã
 
171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3
171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3
171 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_3
 
Estudos bíblicos perguntas e respostas 02
Estudos bíblicos   perguntas e respostas 02Estudos bíblicos   perguntas e respostas 02
Estudos bíblicos perguntas e respostas 02
 
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
 
Lição 12 - Fidelidade em tempos de crise
Lição 12 - Fidelidade em tempos de criseLição 12 - Fidelidade em tempos de crise
Lição 12 - Fidelidade em tempos de crise
 
Leitura de partitura
Leitura de partituraLeitura de partitura
Leitura de partitura
 
A Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o PecadoA Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o Pecado
 
Lição 3 - Homens fiéis na Bíblia
Lição 3 - Homens fiéis na BíbliaLição 3 - Homens fiéis na Bíblia
Lição 3 - Homens fiéis na Bíblia
 
172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4
172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4
172 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_4
 
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
 
Missões
MissõesMissões
Missões
 
O Arrebatamento Da Igreja
O Arrebatamento Da Igreja   O Arrebatamento Da Igreja
O Arrebatamento Da Igreja
 

Semelhante a Filipenses aulas 01 e 02 (jin)

2 ead
2  ead2  ead
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
JUERP
 
Lição 1
Lição 1Lição 1
Lição 1
Ailton da Silva
 
O que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missõesO que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missões
Eid Marques
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
JUERP
 
Lição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanosLição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanos
Ailton da Silva
 
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
Gerson G. Ramos
 
41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf
41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf
41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf
DavidSamison
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
Erberson Pinheiro
 
LBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRI
LBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRILBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRI
LBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRI
Natalino das Neves Neves
 
Documento santodomingo iv conferência
Documento santodomingo   iv conferênciaDocumento santodomingo   iv conferência
Documento santodomingo iv conferência
Diêgo De Lima Dantas
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
Joel Silva
 
Aceitação pela fé
Aceitação pela féAceitação pela fé
Aceitação pela fé
Dalila Melo
 
Lição 01 - Cenário Histórico.pptx
Lição 01 - Cenário Histórico.pptxLição 01 - Cenário Histórico.pptx
Lição 01 - Cenário Histórico.pptx
Joel Silva
 
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptxcomentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
ssusere19209
 
“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”
JUERP
 
Lição 1 - A Espístola aos Romanos
Lição 1 - A Espístola aos RomanosLição 1 - A Espístola aos Romanos
Lição 1 - A Espístola aos Romanos
Andrew Guimarães
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
Celso Napoleon
 
Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)
Ricardo Gondim
 
04 as cartas às sete igrejas
04   as cartas às sete igrejas04   as cartas às sete igrejas
04 as cartas às sete igrejas
Diego Fortunatto
 

Semelhante a Filipenses aulas 01 e 02 (jin) (20)

2 ead
2  ead2  ead
2 ead
 
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
“O viver é Cristo e o morrer é lucro”
 
Lição 1
Lição 1Lição 1
Lição 1
 
O que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missõesO que eu posso fazer por missões
O que eu posso fazer por missões
 
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação""A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
"A súplica de um justo pode muito na sua atuação"
 
Lição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanosLição 1 - A epístola aos romanos
Lição 1 - A epístola aos romanos
 
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
O exemplo apostólico (1Ts 2:1-12)_Lição da escola sabatina_original_com_textos
 
41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf
41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf
41 Filemom - Bíblia de Esboços e Sermões NVI.pdf
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
 
LBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRI
LBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRILBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRI
LBA LIÇÃO 1 - A EPÍSTOLA AOS ROMANOS_2016 2 TRI
 
Documento santodomingo iv conferência
Documento santodomingo   iv conferênciaDocumento santodomingo   iv conferência
Documento santodomingo iv conferência
 
Lembre se de quem você é
Lembre se de quem você éLembre se de quem você é
Lembre se de quem você é
 
Aceitação pela fé
Aceitação pela féAceitação pela fé
Aceitação pela fé
 
Lição 01 - Cenário Histórico.pptx
Lição 01 - Cenário Histórico.pptxLição 01 - Cenário Histórico.pptx
Lição 01 - Cenário Histórico.pptx
 
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptxcomentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
comentario-expositivo-romanos-rc-sproulpdf.pptx
 
“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”“Purifica-me Senhor”
“Purifica-me Senhor”
 
Lição 1 - A Espístola aos Romanos
Lição 1 - A Espístola aos RomanosLição 1 - A Espístola aos Romanos
Lição 1 - A Espístola aos Romanos
 
A Epístola aos Romanos
A Epístola aos RomanosA Epístola aos Romanos
A Epístola aos Romanos
 
Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)
 
04 as cartas às sete igrejas
04   as cartas às sete igrejas04   as cartas às sete igrejas
04 as cartas às sete igrejas
 

Mais de Jeronimo Nunes

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
Jeronimo Nunes
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Jeronimo Nunes
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
Jeronimo Nunes
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Jeronimo Nunes
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Jeronimo Nunes
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Jeronimo Nunes
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
Jeronimo Nunes
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
Jeronimo Nunes
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
Jeronimo Nunes
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Jeronimo Nunes
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
Jeronimo Nunes
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
Jeronimo Nunes
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Jeronimo Nunes
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
Jeronimo Nunes
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
Jeronimo Nunes
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Jeronimo Nunes
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Jeronimo Nunes
 
Os milagres de Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de Eliseu (JIN)
Jeronimo Nunes
 

Mais de Jeronimo Nunes (20)

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
 
Os milagres de Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de Eliseu (JIN)
 

Filipenses aulas 01 e 02 (jin)

  • 1.
  • 2.
  • 3. OBJETIVOS DAS LIÇÕES Após estas aulas, o aluno deverá estar apto a: • Identificar a Epístola aos Filipenses destacando a cidade, a data e o local da autoria. • Explicar o propósito, a autoria e os destinatários da epístola. • Compreender os atos de oração e ação de graças do apóstolo Paulo. • Reconhecer a fidelidade do apóstolo Paulo dinte da adversidade.
  • 4.
  • 5.
  • 6. Lição 01— Paulo e a Igreja em Filipos Lição 02— Esperança em Meio à Adversidade Lição 03— O Comportamento dos Salvos em Cristo Lição 04— Jesus, o Modelo Ideal de Humanidade Lição 05— As Virtudes dos Salvos em Cristo Lição 06— A Fidelidade dos Obreiros do Senhor Lição 07— A Atualidade dos Conselhos Paulinos Lição 08— A Suprema Aspiração do Crente Lição 09— Confrontando os Inimigos da Cruz de Cristo Lição 10— A Alegria do Salvo em Cristo Lição 11— Uma Vida Cristã Equilibrada Lição 12— A Reciprocidade do Amor Cristão
  • 7. REFLEXÃO... FILIPENSES 1 7 Como tenho por justo sentir isto de vós todos, porque vos retenho em meu coração, pois todos vós fostes participantes da minha graça, tanto nas minhas prisões como na minha defesa e confirmação do evangelho. 8 Porque Deus me é testemunha das saudades que de todos vós tenho, em entranhável afeição de Jesus Cristo.
  • 8.
  • 9.
  • 11.
  • 12.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. ● Cesar Augusto tornou-se imperador e estabeleceu em Filipos uma comunidade de soldados veteranos. ● Deu à cidade o estatus de “jus Italicum”: seus moradores tinham cidadania romana. ● A colônia judaica ali era pequena e não tinha sinagoga. ● Na época de Paulo a cidade estava em decadência pois as minas de ouro e prata estavam esgotadas.
  • 21.
  • 22. A comunidade de Filipos • Filipos foi a primeira cidade da Europa a ser evangelizada – chamada de berço europeu do cristianismo. • Como não havia sinagoga na cidade, Paulo e seus companheiros, no sábado, foram para fora da cidade, às margens de um rio, onde os judeus costumavam orar (At 16,13). ● Duas conversões deram inicio a igreja: Lidia (e família) que hospedou Paulo At 16.14-15, e o carcereiro da prisão (e família) At 16:33
  • 23. Atos 15 36 Alguns dias depois, disse Paulo a Barnabé: Tornemos a visitar nossos irmãos por todas as cidades em que já anunciamos a palavra do Senhor, para ver como estão.
  • 24. Autoria, Data e Local É a 12ª carta escrita por Paulo ~ 62 dC (At 28:16) • Filipenses, Colosenses, Efesios, Filemon e 2 Timóteo foram escritas da prisão em Roma. • Evidências (prisão): –Alusão à Guarda Pretoriana (1:13) –Alusão à casa de Cesar (4:22) –Esperança de Liberdade (1:19) –Pena de morte iminente (1:2023)
  • 25. Filipenses 1 1 Paulo e Timóteo, servos de Jesus Cristo, a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipos, com os bispos e diáconos:
  • 26.
  • 27.
  • 28. Filipenses 1 Filipenses 1 por certo isto mesmo: que aquele Filipenses 1 vós começou a boa obra a 6 Tendo que em aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo. 39 E peço isto: que a vossa caridade aumente 7 Como tenho por justo sentir isto de vós mais graças ao meu Deus todas as vezes que Dou e mais em ciência e em todo o todos, porque vos retenho em meu conhecimento. me lembro de vós, 10 Para que aproveis as coisas coração, pois todos vós fostes participantes da 4 excelentes, para que sejais sinceros ecomo minha graça, tanto nas minhas prisões sem fazendo, sempre com alegria, oração por vós escândalodefesa e confirmaçãoCristo, na minha algum até ao Dia de do evangelho. em todas as minhas súplicas, 11 Porque de frutos de justiça, que são por 8 cheios Deus me é testemunha das 5 Jesus Cristo, para glória e louvor Deus. saudades que de todos vósdetenho, em pela vossa cooperação no evangelho desde o entranhável afeição de Jesus Cristo. primeiro dia até agora.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35. Fp 1:12 E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para maior proveito do evangelho.
  • 36. Romanos 1:16 Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego.
  • 37.
  • 38.
  • 39. FILIPENSES 1 13 De maneira que as minhas prisões em Cristo foram manifestas por toda a guarda pretoriana e por todos os demais lugares;
  • 40.
  • 41.
  • 42. Fp 1:15 Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia.
  • 43. Filipenses 1 23 Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor. 24 Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne.
  • 44.