SlideShare uma empresa Scribd logo
Objetivos
 Identificar a apostasia atual.
 Compreender que o bom ministro deve ser fiel ao
Senhor.
 Refletir a respeito da diligência no ministério.
 Aplicar o conteúdo aprendido à vida pessoal.
Texto Áureo
"Mas o Espírito expressamente
diz que, nos últimos tempos,
apostatarão alguns da fé, dando
ouvidos a espíritos enganadores
e a doutrinas de demônios."
(1 Tm 4.1)
Verdade Prática
A apostasia e a infidelidade a
Deus são características
marcantes dos tempos do
fim.
HISTÓRICO
• O termo APOSTASIA vem do grego
APOSTÁSIS e significa o ABANDONO
premeditado e consciente da FÉ.
• Israel por várias vezes apostatou da fé.
• Em tempos de apostasia, os profetas eram
levantados pelo Senhor para denunciar o
pecado e reconduzir o povo.
• O profeta tinha o dever de confrontar o
povo, alertando-o contra o pecado.
• Muitos profetas foram fiéis ao Senhor e
vitaram a apostasia do povo.
INTRODUÇÃO
• Nesta lição será enfatizado o
cuidado que os líderes devem ter
contra os falsos mestres.
• Essa era a missão de Timóteo ao
ser enviado à igreja de Éfeso.
• Paulo o exorta para que realize a sua
missão com excelência.
• Timóteo deveria se apegar à
doutrina e ao ensino bíblico.
A APOSTASIA NOS ÚLTIMOS TEMPOS
1 MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos
apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a
doutrinas de demônios;
2 Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a
sua própria consciência;
3 Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos
que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim
de usarem deles com ações de graças;
4 Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar,
sendo recebido com ações de graças.
5 Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada.
I - A APOSTASIA
• Paulo emprega uma linguagem dura
contra os falsos mestres.
• Apostasia significa "abandono
premeditado e consciente da fé
cristã".
• No Antigo Testamento foram muitas
as apostasias cometidas pelos
israelitas.
• A apostasia é vista como um
"adultério espiritual".
I - A APOSTASIA
• Os falsos mestres eram e
continuam sendo uma ameaça para
a Igreja de Cristo.
• Ensino dos falsos mestres no
texto: proibição do casamento e a
prática alimentar (puro e impuro).
I - A APOSTASIA
• A "doutrina de demônios”, às vezes,
vem infiltrada em muitas teologias
pregadas em nossos púlpitos:
teologia da morte e da injustiça.
• O líder é responsável pela proteção
e por alertar as ovelhas quanto ao
perigo destas doutrinas. Por isso,
precisa de preparo bíblico e
teológico.
I - A APOSTASIA
• Os falsos mestres eram mentirosos
(espíritos enganadores) e faziam de
tudo para manipular os crentes de
Éfeso.
• Atualmente, temos visto a atuação
de muitos espíritos enganadores,
invertendo os valores que são
incentivados pela Bíblia.
I - A APOSTASIA
SÍNTESE DO TÓPICO I
Paulo advertiu a Timóteo para que ele
combatesse os falsos mestres e seus
ensinos que levavam as ovelhas à
apostasia.
II - A FIDELIDADE
DOS MINISTROS
LEITURA BÍBLICA 1 Tm 4: 1-16.
FIDELIDADE NO MINISTÉRIO
6 Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado
com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido.
7 Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em
piedade;
8 Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é
proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir;
9 Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação;
II - A FIDELIDADE DOS
MINISTROS
• O bom ministro é aquele que serve à
Igreja, exortando, ensinando e
discipulando suas ovelhas (v. 6).
• O bom ministro zela pela vida
espiritual do rebanho do Senhor.
• O bom ministro precisa "conhecer a
sabedoria e a instrução" (Pv 1.2).
• Obreiros devem ser consagrados com
qualificação suficiente para o
ministério.
• "Mas rejeita as fábulas profanas e de
velhas e exercita-te a ti mesmo em
piedade" (v. 7).
• Por falta de preparo teológico e
espiritual, surgem as “meninices” nas
igrejas e muitos são enganados.
• Exercício físico (v. 8): confronto da
cultura grega sobre o culto ao corpo
Vs piedade.
II - A FIDELIDADE
DOS MINISTROS
• Exercício da piedade: prática da
verdadeira religião.
• A verdadeira religião é viva e
dinâmica, sem exercitá-la o crente
fica “fora de forma” e inapto para
praticá-la.
• Por isso, é preciso disciplina de um
“atleta de Cristo” (1 Co 9.24-27; Fp
3.13-14
II - A FIDELIDADE
DOS MINISTROS
SÍNTESE DO TÓPICO II
A fidelidade do ministro
destaca-se no ensino da
Palavra de Deus e no
combate às heresias.
III - A DILIGÊNCIA
NO MINISTÉRIO
LEITURA BÍBLICA 1 Tm 4: 1-16.
DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
10 Porque para isto trabalhamos e lutamos, pois esperamos no
Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente
dos fiéis.
11 Manda estas coisas e ensina-as.
12 Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis,
na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza.
13 Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá.
LEITURA BÍBLICA 1 Tm 4: 1-16.
DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
14 Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por
profecia, com a imposição das mãos do presbitério.
15 Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu
aproveitamento seja manifesto a todos.
16 Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas
coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo
como aos que te ouvem.
III - A DILIGÊNCIA
NO MINISTÉRIO
• Uma determinação: "Manda estas
coisas e ensina-as" (v.11).
• A exortação de Paulo é de grande
valor para os dias atuais, em que, há
menos zelo pela Palavra de Deus.
• Paulo exorta Timóteo para ser
exemplo em tudo: no falar (palavra),
no agir (conduta), nas relações com
Deus (fé) e com as pessoas (amor,
pureza).
• O cuidado que o ministro deve ter
com o aprendizado. "Persiste em ler,
exortar e ensinar, até que eu vá" (v.
13).
• Buscar outros subsídios
(comentários, dicionários, léxicos,
entre outros) além da Bíblia para
auxiliar o aprendizado.
• “Ensinar” = instruir doutrinariamente
na verdade.
III - A DILIGÊNCIA
NO MINISTÉRIO
SÍNTESE DO TÓPICO III
O ministro de Deus deve ser
diligente quanto ao estudo e
ao ensino da Palavra de
Deus.
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almas
Lição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almasLição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almas
Lição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almas
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Quem é seu pastor
Quem é seu pastorQuem é seu pastor
Quem é seu pastor
Alípio Vallim
 
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
Natalino das Neves Neves
 
Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Regio Davis
 
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
Samarone Melo
 
LIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
LIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMASLIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
LIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
Lourinaldo Serafim
 
EBF01
EBF01EBF01
Eliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetasEliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetas
Daniel Viana
 
Missões Aula 04- ENSINAI
Missões Aula 04- ENSINAIMissões Aula 04- ENSINAI
Missões Aula 04- ENSINAI
Nivaldo R. Santos
 
2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista
2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista
2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista
Natalino das Neves Neves
 
Eliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetasEliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetas
Moisés Sampaio
 
Ev efetivo 006
Ev efetivo 006Ev efetivo 006
Ev efetivo 006
Vinicio Pacifico
 
Os 4 evangelhos – marcos
Os 4 evangelhos – marcosOs 4 evangelhos – marcos
Os 4 evangelhos – marcos
igreja-crista
 
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
Samarone Melo
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Marcos Magalhães da Silva
 
Lição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de AlmasLição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Andrew Guimarães
 
“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"
“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"
“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"
JUERP
 
Lição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de AlmasLição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Erberson Pinheiro
 
Mensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de Cornélio
Mensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de CornélioMensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de Cornélio
Mensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de Cornélio
Cleide Corrêa
 

Mais procurados (19)

Lição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almas
Lição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almasLição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almas
Lição 4 - O trabalho e atributos do ganhador de almas
 
Quem é seu pastor
Quem é seu pastorQuem é seu pastor
Quem é seu pastor
 
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
2016 3 TRI LIÇÃO 4 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
 
Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 04 - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
 
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO LIÇÃO 05
 
LIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
LIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMASLIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
LIÇÃO 04 - O TRABALHO E ATRIBUTOS DO GANHADOR DE ALMAS
 
EBF01
EBF01EBF01
EBF01
 
Eliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetasEliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetas
 
Missões Aula 04- ENSINAI
Missões Aula 04- ENSINAIMissões Aula 04- ENSINAI
Missões Aula 04- ENSINAI
 
2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista
2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista
2014 2 tri lição 8 - O ministério de Evangelista
 
Eliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetasEliseu e a escola dos profetas
Eliseu e a escola dos profetas
 
Ev efetivo 006
Ev efetivo 006Ev efetivo 006
Ev efetivo 006
 
Os 4 evangelhos – marcos
Os 4 evangelhos – marcosOs 4 evangelhos – marcos
Os 4 evangelhos – marcos
 
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
APROVADO POR DEUS EM CRISTO JESUS - LIÇÃO 8
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
 
Lição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de AlmasLição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 (Adultos) - O Trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
 
“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"
“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"
“Anunciando a Palavra – O ministério da evangelização"
 
Lição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de AlmasLição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
Lição 4 - O trabalho e Atributos do Ganhador de Almas
 
Mensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de Cornélio
Mensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de CornélioMensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de Cornélio
Mensagem Missionária - A visão de Pedro e a conversão de Cornélio
 

Destaque

EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTAEBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
lcsmbr
 
Simpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola DominicalSimpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola Dominical
Josue Lima
 
Simpósio de EBD
Simpósio de EBDSimpósio de EBD
Simpósio de EBD
Antonio Fernandes
 
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola DominicalA família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
yosseph2013
 
Chamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceisChamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceis
Marcos De Oliveira Leite
 
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBDPromovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
ALTAIR GERMANO
 
Vivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santaVivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santa
Antonio Rodrigues
 
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
ALTAIR GERMANO
 
Seminário da escola bíblica dominical 2011
Seminário da escola bíblica dominical 2011Seminário da escola bíblica dominical 2011
Seminário da escola bíblica dominical 2011
Moisés Sampaio
 
A família e a escola dominical
A família e a escola dominicalA família e a escola dominical
A família e a escola dominical
Moisés Sampaio
 
A importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na AtualidadeA importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na Atualidade
Amor pela EBD
 
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
Ney Bellas
 
Seminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a FamíliaSeminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a Família
Sergio Silva
 
Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.
Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.
Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.
Glauber Menezes
 
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
Natalino das Neves Neves
 
01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã
01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã
01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã
Dilsilei Monteiro
 
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros CristaosOs Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
tenmario04
 
Escola bíblica dominical
Escola bíblica dominicalEscola bíblica dominical
Escola bíblica dominical
Vilmar Nascimento
 
O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!
O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!
O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!
Valdinar Viana
 
A excelência do professor da escola dominical
A excelência do professor da escola dominicalA excelência do professor da escola dominical
A excelência do professor da escola dominical
Filipe Rhuan
 

Destaque (20)

EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTAEBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
EBD_TERCEIRA IGREJA BATISTA
 
Simpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola DominicalSimpósio da Escola Dominical
Simpósio da Escola Dominical
 
Simpósio de EBD
Simpósio de EBDSimpósio de EBD
Simpósio de EBD
 
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola DominicalA família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
A família e a escola dominical - Lição 11 - para Escola Dominical
 
Chamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceisChamados em tempos difíceis
Chamados em tempos difíceis
 
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBDPromovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
Promovendo o Crescimento Espiritual do Aluno Através de Aulas Interativas na EBD
 
Vivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santaVivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santa
 
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
OS DESAFIOS ATUAIS DA ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
 
Seminário da escola bíblica dominical 2011
Seminário da escola bíblica dominical 2011Seminário da escola bíblica dominical 2011
Seminário da escola bíblica dominical 2011
 
A família e a escola dominical
A família e a escola dominicalA família e a escola dominical
A família e a escola dominical
 
A importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na AtualidadeA importância da Escola Dominical na Atualidade
A importância da Escola Dominical na Atualidade
 
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
A Importância da EBD para a família (Evangelista Romecir)
 
Seminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a FamíliaSeminário - A Escola Dominical e a Família
Seminário - A Escola Dominical e a Família
 
Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.
Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.
Jovem cristão: Um servo, Um cidadão.
 
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical2013   2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
2013 2 tri - lição 11 - a família e a escola dominical
 
01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã
01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã
01 Fundamentos Históricos e Teológicos da Educação Cristã
 
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros CristaosOs Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
Os Desafios da EBD nos Dias Atuais para a Formação de Verdadeiros Cristaos
 
Escola bíblica dominical
Escola bíblica dominicalEscola bíblica dominical
Escola bíblica dominical
 
O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!
O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!
O professor (EBD) precisa saber - Bíblia!
 
A excelência do professor da escola dominical
A excelência do professor da escola dominicalA excelência do professor da escola dominical
A excelência do professor da escola dominical
 

Semelhante a Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin

Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Apostasia, fidelidade e diligência no ministérioApostasia, fidelidade e diligência no ministério
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Ailton da Silva
 
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
Joel Silva
 
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
Joel Silva
 
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
Joel Silva
 
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderançaUma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Pr. Gerson Eller
 
2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão
2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão
2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão
Natalino das Neves Neves
 
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
O chamado ministerial
O chamado ministerialO chamado ministerial
O chamado ministerial
Wilson Paulo de Santana Paulo
 
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismoAula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
Pastor Paulo Francisco
 
Aula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismoAula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismo
Pastor Paulo Francisco
 
LIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAIS
LIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAISLIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAIS
LIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAIS
Lourinaldo Serafim
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
José Carlos Polozi
 
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA
2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA
2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA
Natalino das Neves Neves
 
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
A Corrupção dos Últimos Dias
A Corrupção dos Últimos DiasA Corrupção dos Últimos Dias
A Corrupção dos Últimos Dias
Antonio Fernandes
 
PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04
PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04
PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04
Samarone Melo
 
2014 2 tri lição 9 o ministério de pastor
2014 2 tri lição 9   o ministério de pastor2014 2 tri lição 9   o ministério de pastor
2014 2 tri lição 9 o ministério de pastor
Natalino das Neves Neves
 

Semelhante a Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin (20)

Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
Apostasia, fidelidade e diligência no ministérioApostasia, fidelidade e diligência no ministério
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério
 
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
 
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
 
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
 
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderançaUma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderança
 
2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão
2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão
2013 3 tri lição 12 - a reciprocidade do amor cristão
 
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
 
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
 
O chamado ministerial
O chamado ministerialO chamado ministerial
O chamado ministerial
 
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismoAula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo i. o perfil do líder de célula de evangelismo
 
Aula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismoAula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismo
Aula de 04. modulo I. o perfil do líder de célula de evangelismo
 
LIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAIS
LIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAISLIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAIS
LIÇÃO 12 - EXORTAÇÕES GERAIS
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°Trimestre2015 aula 1 Uma mensagem à Igreja local e...
 
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
[EBD Maranata] Lição 06 - Neemias lidera um genuíno avivamento | Revista: Nee...
 
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.
 
2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA
2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA
2015 3TRI LIÇÃO 2 - O EVANGELHO DA GRAÇA
 
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
 
A Corrupção dos Últimos Dias
A Corrupção dos Últimos DiasA Corrupção dos Últimos Dias
A Corrupção dos Últimos Dias
 
PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04
PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04
PASTORES E DIÁCONOS - LIÇÃO 04
 
2014 2 tri lição 9 o ministério de pastor
2014 2 tri lição 9   o ministério de pastor2014 2 tri lição 9   o ministério de pastor
2014 2 tri lição 9 o ministério de pastor
 

Mais de Jeronimo Nunes

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
Jeronimo Nunes
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Jeronimo Nunes
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
Jeronimo Nunes
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Jeronimo Nunes
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Jeronimo Nunes
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Jeronimo Nunes
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
Jeronimo Nunes
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
Jeronimo Nunes
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
Jeronimo Nunes
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Jeronimo Nunes
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
Jeronimo Nunes
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
Jeronimo Nunes
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Jeronimo Nunes
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Jeronimo Nunes
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
Jeronimo Nunes
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
Jeronimo Nunes
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Jeronimo Nunes
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Jeronimo Nunes
 
Os milagres de Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de Eliseu (JIN)
Jeronimo Nunes
 

Mais de Jeronimo Nunes (20)

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
 
Os milagres de Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de Eliseu (JIN)
 

Último

Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 

Último (20)

Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 

Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin

  • 1.
  • 2.
  • 3. Objetivos  Identificar a apostasia atual.  Compreender que o bom ministro deve ser fiel ao Senhor.  Refletir a respeito da diligência no ministério.  Aplicar o conteúdo aprendido à vida pessoal.
  • 4. Texto Áureo "Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios." (1 Tm 4.1)
  • 5. Verdade Prática A apostasia e a infidelidade a Deus são características marcantes dos tempos do fim.
  • 6. HISTÓRICO • O termo APOSTASIA vem do grego APOSTÁSIS e significa o ABANDONO premeditado e consciente da FÉ. • Israel por várias vezes apostatou da fé. • Em tempos de apostasia, os profetas eram levantados pelo Senhor para denunciar o pecado e reconduzir o povo. • O profeta tinha o dever de confrontar o povo, alertando-o contra o pecado. • Muitos profetas foram fiéis ao Senhor e vitaram a apostasia do povo.
  • 7. INTRODUÇÃO • Nesta lição será enfatizado o cuidado que os líderes devem ter contra os falsos mestres. • Essa era a missão de Timóteo ao ser enviado à igreja de Éfeso. • Paulo o exorta para que realize a sua missão com excelência. • Timóteo deveria se apegar à doutrina e ao ensino bíblico.
  • 8. A APOSTASIA NOS ÚLTIMOS TEMPOS 1 MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; 2 Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; 3 Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; 4 Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. 5 Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada.
  • 9. I - A APOSTASIA
  • 10. • Paulo emprega uma linguagem dura contra os falsos mestres. • Apostasia significa "abandono premeditado e consciente da fé cristã". • No Antigo Testamento foram muitas as apostasias cometidas pelos israelitas. • A apostasia é vista como um "adultério espiritual". I - A APOSTASIA
  • 11. • Os falsos mestres eram e continuam sendo uma ameaça para a Igreja de Cristo. • Ensino dos falsos mestres no texto: proibição do casamento e a prática alimentar (puro e impuro). I - A APOSTASIA
  • 12. • A "doutrina de demônios”, às vezes, vem infiltrada em muitas teologias pregadas em nossos púlpitos: teologia da morte e da injustiça. • O líder é responsável pela proteção e por alertar as ovelhas quanto ao perigo destas doutrinas. Por isso, precisa de preparo bíblico e teológico. I - A APOSTASIA
  • 13. • Os falsos mestres eram mentirosos (espíritos enganadores) e faziam de tudo para manipular os crentes de Éfeso. • Atualmente, temos visto a atuação de muitos espíritos enganadores, invertendo os valores que são incentivados pela Bíblia. I - A APOSTASIA
  • 14. SÍNTESE DO TÓPICO I Paulo advertiu a Timóteo para que ele combatesse os falsos mestres e seus ensinos que levavam as ovelhas à apostasia.
  • 15. II - A FIDELIDADE DOS MINISTROS
  • 16. LEITURA BÍBLICA 1 Tm 4: 1-16. FIDELIDADE NO MINISTÉRIO 6 Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. 7 Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade; 8 Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir; 9 Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação;
  • 17. II - A FIDELIDADE DOS MINISTROS • O bom ministro é aquele que serve à Igreja, exortando, ensinando e discipulando suas ovelhas (v. 6). • O bom ministro zela pela vida espiritual do rebanho do Senhor. • O bom ministro precisa "conhecer a sabedoria e a instrução" (Pv 1.2). • Obreiros devem ser consagrados com qualificação suficiente para o ministério.
  • 18. • "Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas e exercita-te a ti mesmo em piedade" (v. 7). • Por falta de preparo teológico e espiritual, surgem as “meninices” nas igrejas e muitos são enganados. • Exercício físico (v. 8): confronto da cultura grega sobre o culto ao corpo Vs piedade. II - A FIDELIDADE DOS MINISTROS
  • 19. • Exercício da piedade: prática da verdadeira religião. • A verdadeira religião é viva e dinâmica, sem exercitá-la o crente fica “fora de forma” e inapto para praticá-la. • Por isso, é preciso disciplina de um “atleta de Cristo” (1 Co 9.24-27; Fp 3.13-14 II - A FIDELIDADE DOS MINISTROS
  • 20. SÍNTESE DO TÓPICO II A fidelidade do ministro destaca-se no ensino da Palavra de Deus e no combate às heresias.
  • 21. III - A DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
  • 22. LEITURA BÍBLICA 1 Tm 4: 1-16. DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO 10 Porque para isto trabalhamos e lutamos, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis. 11 Manda estas coisas e ensina-as. 12 Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. 13 Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá.
  • 23. LEITURA BÍBLICA 1 Tm 4: 1-16. DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO 14 Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. 15 Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. 16 Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.
  • 24. III - A DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO • Uma determinação: "Manda estas coisas e ensina-as" (v.11). • A exortação de Paulo é de grande valor para os dias atuais, em que, há menos zelo pela Palavra de Deus. • Paulo exorta Timóteo para ser exemplo em tudo: no falar (palavra), no agir (conduta), nas relações com Deus (fé) e com as pessoas (amor, pureza).
  • 25. • O cuidado que o ministro deve ter com o aprendizado. "Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá" (v. 13). • Buscar outros subsídios (comentários, dicionários, léxicos, entre outros) além da Bíblia para auxiliar o aprendizado. • “Ensinar” = instruir doutrinariamente na verdade. III - A DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
  • 26. SÍNTESE DO TÓPICO III O ministro de Deus deve ser diligente quanto ao estudo e ao ensino da Palavra de Deus.