SlideShare uma empresa Scribd logo
FilipensesFilipenses
Falsos mestres e falsos
ensinos: Um perigo real
Carta de Paulo aos
O apóstolo Paulo visita
Filipos pela primeira vez,
por ocasião de sua
Segunda viagem
missionária, como
descrito em Atos 16.
Ruínas da cidade de Filipos
Quem foi o autor da carta?
O apóstolo Paulo, fundador da
igreja de Filipos,
é o remetente da carta.
Onde e quando a carta foi escrita?
Paulo esteve preso três vezes:
Em Filipos (At 16.23)
Em Jerusalém e Cesaréia
(At 21.27–23.31)
E finalmente em RomaE finalmente em Roma
(At 28.30,31)(At 28.30,31)
De onde escreveu aDe onde escreveu a
carta aos Filipenses (61 d.C.)carta aos Filipenses (61 d.C.)
Por que Paulo escreveu esta carta?
Paulo escreveu a Carta aos
Filipenses com dois
propósitos em mente:
a) Para agradecer à igreja de
Filipos sua generosidade.
b) Para alertar a igreja sobre os
perigos que estava enfrentando.
1º) Vamos traçar um perfil dos
falsos mestres e seus ensinos
mais comuns
2º) Vamos responder duas perguntas:
•Por que esses ensinos
são tão perigosos?
•Como evitá-los?
1º) Quem eram os falsos mestres
e quais eram seus falsos ensinos?
O primeiro grupo ensinava com a
letra (Judaizantes)
O segundo grupo ensinava com a
vida (Libertinos Antinomianos)
2º) Por que os falsos ensinos
são tão perigosos?
Um perfil dos “libertinos modernos”:
Os libertinos também falam da
liberdade cristã, da liberdade de
consciência e da liberdade da lei,
só que querem também ser livres
de Deus e do próximo. Vêem a
liberdade em Cristo como uma
licença para fazerem o que
tiverem vontade.
São pessoas ímpias – isto é, sem
piedade pessoal, sem temor a Deus
A doutrina libertina é que a graça de
Cristo faz com que tudo seja lícito ao
cristão, inclusive a prática da
imoralidade, que naturalmente não é
chamada por esse nome, mas por
eufemismos e outros nomes, como sexo
livre, amor, etc. Essa doutrina transforma
essa graça em libertinagem – é daí que
vem o nome “libertinos”.
A fonte de autoridade para essa doutrina
não é a Escritura, que em todo lugar
condena a imoralidade, a
concupiscência, a prostituição
e o adultério, mas suas
experiências pessoais.
A religião dos libertinos não é oriunda da
revelação de Deus nas Escrituras, mas é
fruto da sua mente carnal, “instinto
natural, como brutos sem razão” (Jd 10).
Falando claramente e sem rodeios, os
libertinos presentes nas igrejas evangélicas
defendem o sexo antes do casamento, a
multiplicidade de parceiros, as relações
homossexuais, a troca de esposas e
maridos, a pornografia, aventuras
amorosas fora do casamento, o consumo
de bebidas alcoólicas, a participação dos
cristãos nas diversões mundanas e
absorção dos valores desse mundo no
vestir, trajar, viver e andar.
No geral, libertinos são contra
qualquer sistema que tenha uma
ética definida e clara e que defenda
valores morais absolutos e fixos.
Os perigos desse tipo de
vida são evidentes:
Destino: perdição (3:19)
Falsos ensinos conduzem à perdição
Mundanismo na igreja (3:19)
Preocupam-se apenas com
coisas terrenas (3:19)
3º) Como evitar os falsos ensinos?
Promovendo o estudo da Bíblia
uma das prioridades
Observando e examinando todas as
coisas (práticas e ensinos)
Imitando bons modelos de vida
(3:17)
Uma igreja saudável é marcada
pela humildade.
Uma igreja saudável é marcada por
um ensino bíblico e profundo
Uma igreja saudável é marcada
por vidas santificadas
Uma igreja saudável sabe usufruir
de forma equilibrada da liberdade
que Cristo oferece
FilipensesFilipenses
Falsos mestres e falsos
ensinos: Um perigo real
Carta de Paulo aos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - Colossenses
Respirando Deus
 
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de ManjaresLição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Éder Tomé
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
RODRIGO FERREIRA
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
Icm Bela Vista
 
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Marina de Morais
 
Tito - Introdução
Tito - IntroduçãoTito - Introdução
Tito - Introdução
Daniel Junior
 
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIAFORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
WebExecutivo1
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - GálatasPanorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - Gálatas
Respirando Deus
 
Hermenêutica Parte 1
Hermenêutica Parte 1Hermenêutica Parte 1
Hermenêutica Parte 1
Jovens Do Caminho
 
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
Eid Marques
 
TESSALONICENSES
TESSALONICENSESTESSALONICENSES
TESSALONICENSES
Cesar Oliveira
 
O Tabernáculo do Senhor
O Tabernáculo do SenhorO Tabernáculo do Senhor
O Tabernáculo do Senhor
Helio Colombe
 
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusLição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Éder Tomé
 
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de SacrifíciosLição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Éder Tomé
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolosAtos dos apostolos
Atos dos apostolos
Marcos Masini
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
Respirando Deus
 
A Epistola aos Romanos
A Epistola aos RomanosA Epistola aos Romanos
A Epistola aos Romanos
Márcio Martins
 
I tessalonicenses
I tessalonicensesI tessalonicenses
I tessalonicenses
Luiz Augusto
 
Panorama do NT - Mateus
Panorama do NT - MateusPanorama do NT - Mateus
Panorama do NT - Mateus
Respirando Deus
 

Mais procurados (20)

Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - Colossenses
 
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de ManjaresLição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de Manjares
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
 
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
Lição 1 - Carta aos Efésios - Aula em Power Point
 
Tito - Introdução
Tito - IntroduçãoTito - Introdução
Tito - Introdução
 
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIAFORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
FORMAÇÃO SOBRE A BÍBLIA
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
Panorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - GálatasPanorama do NT - Gálatas
Panorama do NT - Gálatas
 
Hermenêutica Parte 1
Hermenêutica Parte 1Hermenêutica Parte 1
Hermenêutica Parte 1
 
Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01Efésios - Lição 01
Efésios - Lição 01
 
TESSALONICENSES
TESSALONICENSESTESSALONICENSES
TESSALONICENSES
 
O Tabernáculo do Senhor
O Tabernáculo do SenhorO Tabernáculo do Senhor
O Tabernáculo do Senhor
 
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de DeusLição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
Lição 1 – Tabernáculo - Um Lugar da Habitação de Deus
 
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de SacrifíciosLição 10 - O Sistema de Sacrifícios
Lição 10 - O Sistema de Sacrifícios
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolosAtos dos apostolos
Atos dos apostolos
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
 
A Epistola aos Romanos
A Epistola aos RomanosA Epistola aos Romanos
A Epistola aos Romanos
 
I tessalonicenses
I tessalonicensesI tessalonicenses
I tessalonicenses
 
Panorama do NT - Mateus
Panorama do NT - MateusPanorama do NT - Mateus
Panorama do NT - Mateus
 

Destaque

Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Abdias Barreto
 
Paulo e a igreja em filipos lição 1
Paulo e a igreja em filipos   lição 1Paulo e a igreja em filipos   lição 1
Paulo e a igreja em filipos lição 1
yosseph2013
 
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
Robson Tavares Fernandes
 
176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7
176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7
176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7
Robson Tavares Fernandes
 
Eventos Bom Conselho
Eventos Bom ConselhoEventos Bom Conselho
Eventos Bom Conselho
Evbomconselho
 
Livro de gálatas
Livro de gálatasLivro de gálatas
Livro de gálatas
Eloi Lago
 
Carta de paulo aos galatas
Carta de paulo aos galatasCarta de paulo aos galatas
Carta de paulo aos galatas
Correios
 
164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4
164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4
164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4
Robson Tavares Fernandes
 
Carta aos gálatas
Carta aos gálatasCarta aos gálatas
Carta aos gálatas
Wilmar Santin
 
Estudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - IntroduçãoEstudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - Introdução
Eid Marques
 
Estudos em efésios 2 esboço
Estudos em efésios 2 esboçoEstudos em efésios 2 esboço
Estudos em efésios 2 esboço
Celia Zuany
 
161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1
161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1
161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1
Robson Tavares Fernandes
 
168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8
168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8
168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8
Robson Tavares Fernandes
 
Falsos Cristos - Falsos Profetas
Falsos Cristos  - Falsos ProfetasFalsos Cristos  - Falsos Profetas
Falsos Cristos - Falsos Profetas
Clea Alves
 
162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2
162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2
162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2
Robson Tavares Fernandes
 
163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3
163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3
163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3
Robson Tavares Fernandes
 
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
Robson Tavares Fernandes
 
O Amor de Deus
O Amor de DeusO Amor de Deus
O Amor de Deus
Eid Marques
 
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01:  Paulo e a Igreja em FiliposLição 01:  Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
João Paulo Silva Mendes
 
Efesios introdução
Efesios introduçãoEfesios introdução
Efesios introdução
ESTUDANTETEOLOGIA
 

Destaque (20)

Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
Comentário Filipenses - moody. (Auxilio para as Aulas EBD. 3º Trimestre-2013.
 
Paulo e a igreja em filipos lição 1
Paulo e a igreja em filipos   lição 1Paulo e a igreja em filipos   lição 1
Paulo e a igreja em filipos lição 1
 
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
175 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_6
 
176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7
176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7
176 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_7
 
Eventos Bom Conselho
Eventos Bom ConselhoEventos Bom Conselho
Eventos Bom Conselho
 
Livro de gálatas
Livro de gálatasLivro de gálatas
Livro de gálatas
 
Carta de paulo aos galatas
Carta de paulo aos galatasCarta de paulo aos galatas
Carta de paulo aos galatas
 
164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4
164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4
164 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_4
 
Carta aos gálatas
Carta aos gálatasCarta aos gálatas
Carta aos gálatas
 
Estudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - IntroduçãoEstudo de Efésios - Introdução
Estudo de Efésios - Introdução
 
Estudos em efésios 2 esboço
Estudos em efésios 2 esboçoEstudos em efésios 2 esboço
Estudos em efésios 2 esboço
 
161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1
161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1
161 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_1
 
168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8
168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8
168 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_8
 
Falsos Cristos - Falsos Profetas
Falsos Cristos  - Falsos ProfetasFalsos Cristos  - Falsos Profetas
Falsos Cristos - Falsos Profetas
 
162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2
162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2
162 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_2
 
163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3
163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3
163 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_galatas-parte_3
 
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
174 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_efesios-parte_5
 
O Amor de Deus
O Amor de DeusO Amor de Deus
O Amor de Deus
 
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01:  Paulo e a Igreja em FiliposLição 01:  Paulo e a Igreja em Filipos
Lição 01: Paulo e a Igreja em Filipos
 
Efesios introdução
Efesios introduçãoEfesios introdução
Efesios introdução
 

Semelhante a Filipenses (Estudo 3)

História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais ApostólicosHistória da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
Andre Nascimento
 
Lição 9 Confrontando os Inimigos da Cruz
Lição 9 Confrontando os Inimigos da CruzLição 9 Confrontando os Inimigos da Cruz
Lição 9 Confrontando os Inimigos da Cruz
Antonio Fernandes
 
Gincana Bíblica Adolescentes II
Gincana Bíblica Adolescentes IIGincana Bíblica Adolescentes II
Gincana Bíblica Adolescentes II
José Vieira Dos Santos
 
Aula Caridade Segundo Paulo de Tarso
Aula Caridade Segundo Paulo de TarsoAula Caridade Segundo Paulo de Tarso
Aula Caridade Segundo Paulo de Tarso
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Contemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na IgrejaContemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na Igreja
Jessé Lopes
 
33 galatas
33 galatas33 galatas
33 galatas
PIB Penha
 
Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.
Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.
Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.
Andrew Guimarães
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
Sandra Vale
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
Sandra Vale
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
Agostinhofilho
 
A SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptx
A SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptxA SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptx
A SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptx
DanielMarcus29
 
CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]
CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]
CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O encanto dos orixás!
O encanto dos orixás!O encanto dos orixás!
O encanto dos orixás!
Aristides Monteiro
 
Sebenta espiritualidade parte v
Sebenta espiritualidade parte vSebenta espiritualidade parte v
Sebenta espiritualidade parte v
Sandra Vale
 
Cristianismo - Prof. Altair Aguilar
Cristianismo - Prof. Altair AguilarCristianismo - Prof. Altair Aguilar
Cristianismo - Prof. Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
10 - As indulgencias.pptx
10 - As indulgencias.pptx10 - As indulgencias.pptx
10 - As indulgencias.pptx
PIB Penha - SP
 
O adventismo do 7º dia os judaizantes de hoje
O adventismo do 7º dia  os judaizantes de hojeO adventismo do 7º dia  os judaizantes de hoje
O adventismo do 7º dia os judaizantes de hoje
Davidson Da Costa Ramos
 
Cartas paulinas
Cartas paulinasCartas paulinas
Cartas paulinas
roneydecarvalho
 
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.pptpanorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
Ruben C Mamani
 
92611424 pascal-huberto-rohden
92611424 pascal-huberto-rohden92611424 pascal-huberto-rohden
92611424 pascal-huberto-rohden
Juliano Garcia
 

Semelhante a Filipenses (Estudo 3) (20)

História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais ApostólicosHistória da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
História da Igreja I: Aula 3 - Paulo e os Pais Apostólicos
 
Lição 9 Confrontando os Inimigos da Cruz
Lição 9 Confrontando os Inimigos da CruzLição 9 Confrontando os Inimigos da Cruz
Lição 9 Confrontando os Inimigos da Cruz
 
Gincana Bíblica Adolescentes II
Gincana Bíblica Adolescentes IIGincana Bíblica Adolescentes II
Gincana Bíblica Adolescentes II
 
Aula Caridade Segundo Paulo de Tarso
Aula Caridade Segundo Paulo de TarsoAula Caridade Segundo Paulo de Tarso
Aula Caridade Segundo Paulo de Tarso
 
Contemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na IgrejaContemporaneidade na Igreja
Contemporaneidade na Igreja
 
33 galatas
33 galatas33 galatas
33 galatas
 
Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.
Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.
Lição 13 - O Cultivo das Relações InterPessoais.
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
A SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptx
A SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptxA SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptx
A SERVIÇO D - Sa aos Coríntios - Apresentação 1.pptx
 
CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]
CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]
CARTA AOS ROMANOS COMENTADA [BIBLIOLOGIA]
 
O encanto dos orixás!
O encanto dos orixás!O encanto dos orixás!
O encanto dos orixás!
 
Sebenta espiritualidade parte v
Sebenta espiritualidade parte vSebenta espiritualidade parte v
Sebenta espiritualidade parte v
 
Cristianismo - Prof. Altair Aguilar
Cristianismo - Prof. Altair AguilarCristianismo - Prof. Altair Aguilar
Cristianismo - Prof. Altair Aguilar
 
10 - As indulgencias.pptx
10 - As indulgencias.pptx10 - As indulgencias.pptx
10 - As indulgencias.pptx
 
O adventismo do 7º dia os judaizantes de hoje
O adventismo do 7º dia  os judaizantes de hojeO adventismo do 7º dia  os judaizantes de hoje
O adventismo do 7º dia os judaizantes de hoje
 
Cartas paulinas
Cartas paulinasCartas paulinas
Cartas paulinas
 
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.pptpanorama-biblico un estudio sistematico.ppt
panorama-biblico un estudio sistematico.ppt
 
92611424 pascal-huberto-rohden
92611424 pascal-huberto-rohden92611424 pascal-huberto-rohden
92611424 pascal-huberto-rohden
 

Mais de Daniel Junior

13 de agosto 2015 o que te move - guia devocional - word
13 de agosto 2015   o que te move - guia devocional - word13 de agosto 2015   o que te move - guia devocional - word
13 de agosto 2015 o que te move - guia devocional - word
Daniel Junior
 
O amor sem medo
O amor sem medoO amor sem medo
O amor sem medo
Daniel Junior
 
O mundo vai acabar
O mundo vai acabarO mundo vai acabar
O mundo vai acabar
Daniel Junior
 
A Sabedoria e suas Recompensas
A Sabedoria e suas RecompensasA Sabedoria e suas Recompensas
A Sabedoria e suas Recompensas
Daniel Junior
 
30 de julho 2015 a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word
30 de julho 2015   a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word30 de julho 2015   a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word
30 de julho 2015 a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word
Daniel Junior
 
Doze razões para ser membro de uma igreja
Doze razões para ser membro de uma igreja  Doze razões para ser membro de uma igreja
Doze razões para ser membro de uma igreja
Daniel Junior
 
O que te move?
O que te move?O que te move?
O que te move?
Daniel Junior
 
1 Jesus Cristo é a Verdade
1 Jesus Cristo é a Verdade1 Jesus Cristo é a Verdade
1 Jesus Cristo é a Verdade
Daniel Junior
 
Ministério de Louvor
Ministério de Louvor  Ministério de Louvor
Ministério de Louvor
Daniel Junior
 
Necessidades emocionais da família
Necessidades emocionais da família  Necessidades emocionais da família
Necessidades emocionais da família
Daniel Junior
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)
Daniel Junior
 
Sede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 Pedro
Sede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 PedroSede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 Pedro
Sede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 Pedro
Daniel Junior
 
Pacto por uma igreja saudável
Pacto por uma igreja saudável  Pacto por uma igreja saudável
Pacto por uma igreja saudável
Daniel Junior
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 3)
Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 3)Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 3)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 3)
Daniel Junior
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)
Daniel Junior
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 1)
Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 1)Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 1)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 1)
Daniel Junior
 
Estudos no Livro de Jonas (Introdução)
Estudos no Livro de Jonas (Introdução)Estudos no Livro de Jonas (Introdução)
Estudos no Livro de Jonas (Introdução)
Daniel Junior
 
Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)
Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)
Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)
Daniel Junior
 
Lutando por uma igreja saudável
Lutando por uma igreja saudável  Lutando por uma igreja saudável
Lutando por uma igreja saudável
Daniel Junior
 
Carta de Judas (Introdução)
Carta de Judas (Introdução)Carta de Judas (Introdução)
Carta de Judas (Introdução)
Daniel Junior
 

Mais de Daniel Junior (20)

13 de agosto 2015 o que te move - guia devocional - word
13 de agosto 2015   o que te move - guia devocional - word13 de agosto 2015   o que te move - guia devocional - word
13 de agosto 2015 o que te move - guia devocional - word
 
O amor sem medo
O amor sem medoO amor sem medo
O amor sem medo
 
O mundo vai acabar
O mundo vai acabarO mundo vai acabar
O mundo vai acabar
 
A Sabedoria e suas Recompensas
A Sabedoria e suas RecompensasA Sabedoria e suas Recompensas
A Sabedoria e suas Recompensas
 
30 de julho 2015 a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word
30 de julho 2015   a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word30 de julho 2015   a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word
30 de julho 2015 a sabedoria e suas recompensas - guia devocional - word
 
Doze razões para ser membro de uma igreja
Doze razões para ser membro de uma igreja  Doze razões para ser membro de uma igreja
Doze razões para ser membro de uma igreja
 
O que te move?
O que te move?O que te move?
O que te move?
 
1 Jesus Cristo é a Verdade
1 Jesus Cristo é a Verdade1 Jesus Cristo é a Verdade
1 Jesus Cristo é a Verdade
 
Ministério de Louvor
Ministério de Louvor  Ministério de Louvor
Ministério de Louvor
 
Necessidades emocionais da família
Necessidades emocionais da família  Necessidades emocionais da família
Necessidades emocionais da família
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 4)
 
Sede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 Pedro
Sede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 PedroSede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 Pedro
Sede, portanto, criteriosos e sóbrios - 1 Pedro
 
Pacto por uma igreja saudável
Pacto por uma igreja saudável  Pacto por uma igreja saudável
Pacto por uma igreja saudável
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 3)
Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 3)Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 3)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 3)
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 2)
 
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 1)
Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 1)Renovando a alegria de estar na igreja  (Parte 1)
Renovando a alegria de estar na igreja (Parte 1)
 
Estudos no Livro de Jonas (Introdução)
Estudos no Livro de Jonas (Introdução)Estudos no Livro de Jonas (Introdução)
Estudos no Livro de Jonas (Introdução)
 
Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)
Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)
Qualificações bíblicas dos diáconos (Parte 3)
 
Lutando por uma igreja saudável
Lutando por uma igreja saudável  Lutando por uma igreja saudável
Lutando por uma igreja saudável
 
Carta de Judas (Introdução)
Carta de Judas (Introdução)Carta de Judas (Introdução)
Carta de Judas (Introdução)
 

Último

Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
claudiovieira83
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 

Último (12)

Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdfJesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
Jesuítas Os Terroristas Secretos. Livro pdf pdf
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdfA Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
A Abóbada Celeste No Rito Adonhiramita.pdf
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 

Filipenses (Estudo 3)

  • 1. FilipensesFilipenses Falsos mestres e falsos ensinos: Um perigo real Carta de Paulo aos
  • 2. O apóstolo Paulo visita Filipos pela primeira vez, por ocasião de sua Segunda viagem missionária, como descrito em Atos 16.
  • 3. Ruínas da cidade de Filipos
  • 4. Quem foi o autor da carta? O apóstolo Paulo, fundador da igreja de Filipos, é o remetente da carta.
  • 5. Onde e quando a carta foi escrita? Paulo esteve preso três vezes: Em Filipos (At 16.23) Em Jerusalém e Cesaréia (At 21.27–23.31) E finalmente em RomaE finalmente em Roma (At 28.30,31)(At 28.30,31) De onde escreveu aDe onde escreveu a carta aos Filipenses (61 d.C.)carta aos Filipenses (61 d.C.)
  • 6. Por que Paulo escreveu esta carta? Paulo escreveu a Carta aos Filipenses com dois propósitos em mente: a) Para agradecer à igreja de Filipos sua generosidade. b) Para alertar a igreja sobre os perigos que estava enfrentando.
  • 7. 1º) Vamos traçar um perfil dos falsos mestres e seus ensinos mais comuns 2º) Vamos responder duas perguntas: •Por que esses ensinos são tão perigosos? •Como evitá-los?
  • 8. 1º) Quem eram os falsos mestres e quais eram seus falsos ensinos? O primeiro grupo ensinava com a letra (Judaizantes) O segundo grupo ensinava com a vida (Libertinos Antinomianos)
  • 9. 2º) Por que os falsos ensinos são tão perigosos? Um perfil dos “libertinos modernos”:
  • 10. Os libertinos também falam da liberdade cristã, da liberdade de consciência e da liberdade da lei, só que querem também ser livres de Deus e do próximo. Vêem a liberdade em Cristo como uma licença para fazerem o que tiverem vontade.
  • 11. São pessoas ímpias – isto é, sem piedade pessoal, sem temor a Deus A doutrina libertina é que a graça de Cristo faz com que tudo seja lícito ao cristão, inclusive a prática da imoralidade, que naturalmente não é chamada por esse nome, mas por eufemismos e outros nomes, como sexo livre, amor, etc. Essa doutrina transforma essa graça em libertinagem – é daí que vem o nome “libertinos”.
  • 12. A fonte de autoridade para essa doutrina não é a Escritura, que em todo lugar condena a imoralidade, a concupiscência, a prostituição e o adultério, mas suas experiências pessoais. A religião dos libertinos não é oriunda da revelação de Deus nas Escrituras, mas é fruto da sua mente carnal, “instinto natural, como brutos sem razão” (Jd 10).
  • 13. Falando claramente e sem rodeios, os libertinos presentes nas igrejas evangélicas defendem o sexo antes do casamento, a multiplicidade de parceiros, as relações homossexuais, a troca de esposas e maridos, a pornografia, aventuras amorosas fora do casamento, o consumo de bebidas alcoólicas, a participação dos cristãos nas diversões mundanas e absorção dos valores desse mundo no vestir, trajar, viver e andar.
  • 14. No geral, libertinos são contra qualquer sistema que tenha uma ética definida e clara e que defenda valores morais absolutos e fixos.
  • 15. Os perigos desse tipo de vida são evidentes: Destino: perdição (3:19) Falsos ensinos conduzem à perdição Mundanismo na igreja (3:19) Preocupam-se apenas com coisas terrenas (3:19)
  • 16. 3º) Como evitar os falsos ensinos? Promovendo o estudo da Bíblia uma das prioridades Observando e examinando todas as coisas (práticas e ensinos) Imitando bons modelos de vida (3:17)
  • 17. Uma igreja saudável é marcada pela humildade. Uma igreja saudável é marcada por um ensino bíblico e profundo Uma igreja saudável é marcada por vidas santificadas Uma igreja saudável sabe usufruir de forma equilibrada da liberdade que Cristo oferece
  • 18. FilipensesFilipenses Falsos mestres e falsos ensinos: Um perigo real Carta de Paulo aos