SlideShare uma empresa Scribd logo
2 Reis
Os milagres de  Eliseu (JIN)
OBJETIVOS DA LIÇÃO


• Destacar os milagres de Deus por meio de Eliseu.

• Interpretar os objetivos dos milagres.

• Analisar os propósitos dos milagres.
MILAGRES DE ELISEU

1. Abriu o rio Jordão (II Rs.2:14)

2. Sarou as águas de Jericó (II Rs.2:22-23)

3. 42 adolescentes feridos por duas ursas (II Rs. 23:24)

4. Providenciou água a três reis e seus exércitos (II Reis
3:15, 16, 20)

5. Aumentou o azeite da viúva de um dos filhos dos
profetas (II Rs. 4:6,7)

6. Ressuscitou o filho da sunamita (II Rs. 4:19,35)
MILAGRES DE ELISEU

7. Tirou a morte da panela (II Rs.4:41)

8. A multiplicação dos pães (II Rs.4:42-44)

9. Curou Naamã da lepra (II Rs. 5:14)

10.Colocou lepra de Naamã em Geazi (II Rs.5:27)

11. Fez flutuar um machado (II Rs.6: 6,7)

12. Cegou o siros (II Rs. 6:18)

13. Devolveu-lhes a visão (II Rs.6:20)

14. Depois de morto ressuscitou uma pessoa (II Rs.13:21).
Os milagres de  Eliseu (JIN)
Marcos 16

17 E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu
nome expulsarão demônios; falarão novas línguas;

18 pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa
mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre
os enfermos, e estes serão curados.

20 Os discípulos, pois, saindo, pregaram por toda
parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a
palavra com os sinais que os acompanhavam.]
Os milagres de  Eliseu (JIN)
1 REIS 19

15 Então o Senhor disse a Elias: Vai, volta pelo teu caminho
para o deserto de Damasco; quando lá chegares, ungirás a
Hazael para ser rei sobre a Síria.

16 E a Jeú, filho de Ninsi, ungirás para ser rei sobre Israel; bem
como a Eliseu, filho de Safate de Abel-Meolá, ungirás para ser
profeta em teu lugar.

17 E há de ser que o que escapar da espada de Hazael, matá-
lo-á Jeú; e o que escapar da espada de Jeú, matá-lo-á Eliseu.
1 REIS 19

19 Partiu, pois, Elias dali e achou Eliseu, filho de Safate, que
andava lavrando com doze juntas de bois adiante dele, estando
ele com a duodécima; chegando-se Elias a Eliseu, lançou a sua
capa sobre ele.

20 Então, deixando este os bois, correu após Elias, e disse: Deixa-
me beijar a meu pai e a minha mãe, e então te seguirei.
Respondeu-lhe Elias: Vai, volta; pois, que te fiz eu?

21 Voltou, pois, de o seguir, tomou a junta de bois, e os matou, e
com os aparelhos dos bois cozeu a carne, e a deu ao povo, e
comeram. Então se levantou e seguiu a Elias, e o servia.
Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)
42 E um homem veio de Baal-                    2 Reis 4
Salisa, e trouxe ao homem de
                                   44 E disse ele: Dá ao povo, para
DEUS pães das primícias, vinte
                                   que coma; porque assim diz o
pães de cevada, e espigas
                                   SENHOR: Comerão, e sobejará.
verdes na sua palha, e disse: Dá
                                   Então lhos pôs diante, e
ao povo, para que coma. Porém
                                   comeram e ainda
seu servo disse: Como hei de
                                   sobrou, conforme a palavra do
pôr isto diante de cem
                                   SENHOR.
homens?
2 Reis 7
                                  2 Reis 7
                                  2 Reis 7
1 Então disse Eliseu: Ouvi a
                                  6 Porque o Senhor fizera ouvir
palavra do SENHOR; assim diz
                                  no Então saiu o povo, e de
                                  16 arraial dos sírios ruído
o SENHOR: Amanhã, quase a
                                  carros e ruído de cavalos, como
                                  saqueou o arraial dos sírios; e
este tempo, haverá uma
                                  o ruído de um grande exército;
                                  havia uma medida de farinha
medida de farinha por um
                                  de maneira que disseram unsde
                                  por um siclo, e duas medidas
siclo, e duas medidas de
                                  aos outros: um que o conforme
                                  cevada por Eis siclo, rei de
cevada por um siclo, à porta de
                                  Israel alugou SENHOR os reis
                                  a palavra do contra nós
Samaria.
                                  dos heteus e os reis dos
                                  egípcios, para virem contra nós.
2 Reis 4:34

                              34 Eliseu orou ao
         2 Reis 4             Senhor. E subiu à cama
                              e deitou-se sobre o
35 Depois desceu, andou       menino, e, pondo a sua
pela casa duma parte para     boca sobre a boca dele, e
outra, tornou a subir, e se   os seus olhos sobre os
encurvou sobre ele; então     olhos dele, e as suas
o menino espirrou sete        mãos sobre as mãos
vezes, e abriu os olhos.      dele, se estendeu sobre
                              ele; e a carne do menino
                              aqueceu.
Os milagres de  Eliseu (JIN)
2 Reis 6:5-6
E sucedeu que, derrubando um deles uma viga, o
ferro caiu na água; e clamou, e disse: Ai, meu
senhor! ele era emprestado. E disse o homem de
DEUS: Onde caiu? E mostrando-lhe ele o
lugar, cortou um pau, e o lançou ali, e fez flutuar
o ferro.
14 Desceu Naamã, pois, e
mergulhou-se     no     Jordão
sete   vezes,   conforme      a
palavra do homem de Deus;
e a sua carne tornou-se
como       a    carne    dum
menino, e ficou purificado.
2 Reis 5
2 Reis 2:19-21
E osEhomens da cidade um
E disse:disse: Trazei-me
e eleaquelas diz o SENHOR:
22       Assim águas ficaram
prato novo, e ponde nele
disseram a Eliseu: Eis que é
sãs, até o dia de não
Sararei a estas águas; ehoje,
sal. a situação desta
boa E lho trouxeram.Então
conformeao manancial das
haverá maisanelas morte que
cidade, como o palavra
saiu ele        meu senhor
águas,disse. águasnele;
vê; porém as sal são
Eliseu e deitou
nem esterilidade.
más, e a terra é estéril
2 Reis 2
2 Reis 2
24 E, virando-se ele para
23 Então subiu dali a
trás, os viu, e os
Betel; e, subindo ele
amaldiçoou em nome
pelo     caminho,     uns
do Senhor. Então duas
meninos saíram da
ursas saíram do bosque,
cidade, e zombavam
e despedaçaram
dele,            dizendo:
quarenta e dois
Sobe, calvo; sobe, calvo!
daqueles meninos.
2 Reis 5 5
   2 Reis
2 Reis 5
26Reis 5 5 porém, lhe disse:
2 Reis 5
 2 Eliseu
   2 Reis
2320 Quando Naamã já ia o
    Disse Naamã: foi servido a
                     Sê
Porventura não ele: contigo
 22uma
     Respondeu           pequena
                        Tudo vai
de21 coração,Geazi,me Naamã
27distância,senhor emenviou
meu Foi pois, lepra de aquele
 bem. Meu a Geazi moço de
    Portanto talentos. E
    tomar dois quando
 a Eliseu, ele, ehomem de
     dizer-te: o Eis amarrou
instou comde Naamã. agora
   alcance a ti e àdoque carro
se Deus, vieram tuaseu meu
homem voltou Eis mim dois
   pegará
 mesmo disse: a que
dois teu vendo para filhos sírio
aoEste, encontro?sempre.
 mancebospoupou alguém dos
      talentos que
descendênciade prataEra isto
   senhor dos a este     em
 profetas atrás dele, mudasda
   Naamã, não duas região
                    recebendo
dois sacos, comda saltou do
   corria para receberes prata
Então Geazi coisaEfraim; do
ocasião delesaiu da algumadá-
 montanhosa de presença
   mão
decarro a encontrá-lo, e doise
 lhes, pois, pô-los talento de
    roupa, etrazia; sobre
e queroupa, branco como a o
dele leproso, um olivaisvive
   Senhor, que hei quaiscorrer
 prata                  de
dos seusemoços,e tudo bem?
             duas osmudas osde
   perguntou: Vai bois, servos
neve. dele, e
vinhas, ovelhas receber dele
   atrás
 roupa.
levaram adiante de Geazi.
e servas? coisa.
   alguma
Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)
Os milagres de  Eliseu (JIN)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

063 2015 - lendo a biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015
063 2015 - lendo a  biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015063 2015 - lendo a  biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015
063 2015 - lendo a biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015
Rachel V.
 
O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)
O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)
O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)
dilima20
 
❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR
❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR
❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR
Gerson G. Ramos
 
As consequências de uma aliança errada
As consequências de uma aliança erradaAs consequências de uma aliança errada
As consequências de uma aliança errada
Jorge Henrique R de Araujo
 
Davi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLia
Davi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLiaDavi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLia
Davi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLia
dilima20
 
Rei davi intensivo3
Rei davi intensivo3Rei davi intensivo3
Rei davi intensivo3
Otavio Calegari
 
Como ser usado por deus
Como ser usado por deusComo ser usado por deus
Como ser usado por deus
Prajanaina
 
GÊNESIS 14
GÊNESIS 14GÊNESIS 14
GÊNESIS 14
Samuel Oliveira
 
Abigail, um Caráter Conciliado.
Abigail, um Caráter Conciliado.Abigail, um Caráter Conciliado.
Abigail, um Caráter Conciliado.
Márcio Martins
 
O cativeiro de Israel
O cativeiro de IsraelO cativeiro de Israel
O cativeiro de Israel
Uilson Nunnes
 
Estabelecendo o Culto do Senhor
Estabelecendo o Culto do SenhorEstabelecendo o Culto do Senhor
Estabelecendo o Culto do Senhor
Rodrigo Mendonça
 
Lição 8 - Abigail, um caráter conciliador
Lição 8 - Abigail, um caráter conciliadorLição 8 - Abigail, um caráter conciliador
Lição 8 - Abigail, um caráter conciliador
Natalino das Neves Neves
 
007 lendo biblia sagrada em 1 ano - 07-01-2015
007  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 07-01-2015007  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 07-01-2015
007 lendo biblia sagrada em 1 ano - 07-01-2015
Rachel V.
 
Os enganos do pecado
Os enganos do pecadoOs enganos do pecado
Os enganos do pecado
Eid Marques
 
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de DeusLição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Hamilton Souza
 
2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway
2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway
2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway
Vieira Vierar
 
Ouvir a Deus ou aos homens 2 Cr 18.1-27
Ouvir a Deus ou aos homens   2 Cr 18.1-27Ouvir a Deus ou aos homens   2 Cr 18.1-27
Ouvir a Deus ou aos homens 2 Cr 18.1-27
Paulo Dias Nogueira
 
Mulheres virtuosas estudando a bíbli2
Mulheres virtuosas estudando a bíbli2Mulheres virtuosas estudando a bíbli2
Mulheres virtuosas estudando a bíbli2
barducostefane
 
Lição 8 - Abigail, Um Caráter Conciliador
Lição 8 - Abigail, Um Caráter ConciliadorLição 8 - Abigail, Um Caráter Conciliador
Lição 8 - Abigail, Um Caráter Conciliador
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 

Mais procurados (19)

063 2015 - lendo a biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015
063 2015 - lendo a  biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015063 2015 - lendo a  biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015
063 2015 - lendo a biblia sagrada em 1 ano - 04-03-2015
 
O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)
O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)
O Pecado De Davi E Suas ConsequêNcias (2)
 
❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR
❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR
❉ Respostas 412016_conflito e crise: os juízes_GGR
 
As consequências de uma aliança errada
As consequências de uma aliança erradaAs consequências de uma aliança errada
As consequências de uma aliança errada
 
Davi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLia
Davi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLiaDavi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLia
Davi E O PreçO Da NegligêNcia Na FamíLia
 
Rei davi intensivo3
Rei davi intensivo3Rei davi intensivo3
Rei davi intensivo3
 
Como ser usado por deus
Como ser usado por deusComo ser usado por deus
Como ser usado por deus
 
GÊNESIS 14
GÊNESIS 14GÊNESIS 14
GÊNESIS 14
 
Abigail, um Caráter Conciliado.
Abigail, um Caráter Conciliado.Abigail, um Caráter Conciliado.
Abigail, um Caráter Conciliado.
 
O cativeiro de Israel
O cativeiro de IsraelO cativeiro de Israel
O cativeiro de Israel
 
Estabelecendo o Culto do Senhor
Estabelecendo o Culto do SenhorEstabelecendo o Culto do Senhor
Estabelecendo o Culto do Senhor
 
Lição 8 - Abigail, um caráter conciliador
Lição 8 - Abigail, um caráter conciliadorLição 8 - Abigail, um caráter conciliador
Lição 8 - Abigail, um caráter conciliador
 
007 lendo biblia sagrada em 1 ano - 07-01-2015
007  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 07-01-2015007  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 07-01-2015
007 lendo biblia sagrada em 1 ano - 07-01-2015
 
Os enganos do pecado
Os enganos do pecadoOs enganos do pecado
Os enganos do pecado
 
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de DeusLição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
Lição 10 - Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus
 
2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway
2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway
2 reis 6 8 17 arc - eliseu adivinha os conselhos do rei da - bible gateway
 
Ouvir a Deus ou aos homens 2 Cr 18.1-27
Ouvir a Deus ou aos homens   2 Cr 18.1-27Ouvir a Deus ou aos homens   2 Cr 18.1-27
Ouvir a Deus ou aos homens 2 Cr 18.1-27
 
Mulheres virtuosas estudando a bíbli2
Mulheres virtuosas estudando a bíbli2Mulheres virtuosas estudando a bíbli2
Mulheres virtuosas estudando a bíbli2
 
Lição 8 - Abigail, Um Caráter Conciliador
Lição 8 - Abigail, Um Caráter ConciliadorLição 8 - Abigail, Um Caráter Conciliador
Lição 8 - Abigail, Um Caráter Conciliador
 

Destaque

Profeta Elias
Profeta EliasProfeta Elias
Profeta Elias
Márcio Pereira
 
Las tics
Las ticsLas tics
Informcion grafica
Informcion graficaInformcion grafica
Informcion grafica
Jesica-NT
 
Why and How Search?
Why and How Search?Why and How Search?
Why and How Search?
Ali Rasoulian
 
Action plan week 6
Action plan week 6Action plan week 6
Action plan week 6
harry johnston
 
Programa de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plaza
Programa de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plazaPrograma de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plaza
Programa de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plaza
Maryuri Aguirre
 
02-Introdução CSS - DDW II
02-Introdução CSS - DDW II02-Introdução CSS - DDW II
02-Introdução CSS - DDW II
Evelyn Ramos
 
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america centralDesfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Consejo de Rectores de Panamá
 
Estudo de caso_juliana
Estudo de caso_julianaEstudo de caso_juliana
Estudo de caso_juliana
Lina Oliveira
 
assesment for learning uma
assesment for learning umaassesment for learning uma
assesment for learning uma
July Alejandra Rojas
 
LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2
LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2
LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2
Gladysmorayma Creamer Berrios
 
新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观
Yan Liu
 
2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη
2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη
2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη
Starttech Ventures
 
Briefing premioestacio 20152nestle
Briefing premioestacio 20152nestleBriefing premioestacio 20152nestle
Briefing premioestacio 20152nestle
Diego Moreau
 
Action plan week 11
Action plan week 11Action plan week 11
Action plan week 11
harry johnston
 
Refigeracion y aire acondicionado tarea 4
Refigeracion y aire acondicionado tarea 4Refigeracion y aire acondicionado tarea 4
Refigeracion y aire acondicionado tarea 4
victorasanchez
 
Nithya A
Nithya ANithya A
Questionnaire analysis
Questionnaire analysisQuestionnaire analysis
Questionnaire analysis
nadia_ahmed2
 
Pcn 5a8 historia
Pcn 5a8 historiaPcn 5a8 historia
Pcn 5a8 historia
samuel98
 
Desafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en Francia
Desafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en FranciaDesafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en Francia
Desafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en Francia
Consejo de Rectores de Panamá
 

Destaque (20)

Profeta Elias
Profeta EliasProfeta Elias
Profeta Elias
 
Las tics
Las ticsLas tics
Las tics
 
Informcion grafica
Informcion graficaInformcion grafica
Informcion grafica
 
Why and How Search?
Why and How Search?Why and How Search?
Why and How Search?
 
Action plan week 6
Action plan week 6Action plan week 6
Action plan week 6
 
Programa de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plaza
Programa de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plazaPrograma de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plaza
Programa de socializacion alcaldia del municipio ambrosio plaza
 
02-Introdução CSS - DDW II
02-Introdução CSS - DDW II02-Introdução CSS - DDW II
02-Introdução CSS - DDW II
 
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america centralDesfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
Desfios en acreditacion y evaluación de la E.S. para america central
 
Estudo de caso_juliana
Estudo de caso_julianaEstudo de caso_juliana
Estudo de caso_juliana
 
assesment for learning uma
assesment for learning umaassesment for learning uma
assesment for learning uma
 
LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2
LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2
LA RESPUESTA AMABLE pROVERBIOS 15., 1, 2
 
新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观新世代消费者的数字化生存面面观
新世代消费者的数字化生存面面观
 
2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη
2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη
2o MedTech Conference, Καλλιόπη (Πόλα) Πλατώνη
 
Briefing premioestacio 20152nestle
Briefing premioestacio 20152nestleBriefing premioestacio 20152nestle
Briefing premioestacio 20152nestle
 
Action plan week 11
Action plan week 11Action plan week 11
Action plan week 11
 
Refigeracion y aire acondicionado tarea 4
Refigeracion y aire acondicionado tarea 4Refigeracion y aire acondicionado tarea 4
Refigeracion y aire acondicionado tarea 4
 
Nithya A
Nithya ANithya A
Nithya A
 
Questionnaire analysis
Questionnaire analysisQuestionnaire analysis
Questionnaire analysis
 
Pcn 5a8 historia
Pcn 5a8 historiaPcn 5a8 historia
Pcn 5a8 historia
 
Desafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en Francia
Desafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en FranciaDesafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en Francia
Desafíos de la evaluación y de la acreditación institucional en Francia
 

Semelhante a Os milagres de Eliseu (JIN)

Bíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.pptBíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.ppt
Igreja Jesus é o Verbo
 
Deus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptx
Deus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptxDeus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptx
Deus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptx
JorgeVieira668836
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Jeronimo Nunes
 
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermãoSermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Paulo Dias Nogueira
 
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermãoOuvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
Paulo Dias Nogueira
 
4 pessoas – 4 atitudes.pptx
4 pessoas – 4 atitudes.pptx4 pessoas – 4 atitudes.pptx
4 pessoas – 4 atitudes.pptx
MinutoMissionrioPaul
 
Bíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.pptBíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.ppt
Igreja Jesus é o Verbo
 
A síndrome de Elias
A síndrome de EliasA síndrome de Elias
A síndrome de Elias
Celair Orlando
 
Soluções sem Deus
Soluções sem DeusSoluções sem Deus
Soluções sem Deus
Jezer Ferris
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx
Joel Silva
 
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovadosDeserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Marcos De Oliveira Leite
 
Históricos III
Históricos IIIHistóricos III
Históricos III
Ricardo Gondim
 
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
Rachel V.
 
Dia 3 juízes 3: 1 a-31 e 4 : 1 - 17 (com tabela didática)
Dia 3 juízes 3: 1 a-31  e  4 : 1  - 17 (com tabela didática)Dia 3 juízes 3: 1 a-31  e  4 : 1  - 17 (com tabela didática)
Dia 3 juízes 3: 1 a-31 e 4 : 1 - 17 (com tabela didática)
Miriam Ribeiro
 
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JINA vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
Jeronimo Nunes
 
Há um milagre em sua casa jin
Há um milagre em sua casa jinHá um milagre em sua casa jin
Há um milagre em sua casa jin
Jeronimo Nunes
 
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptxSLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
sivanildoSantos2
 
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptxSLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
sivanildoSantos2
 
Daniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amor
Daniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amorDaniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amor
Daniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amor
Daniel de Jesus Leite
 
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
Rachel V.
 

Semelhante a Os milagres de Eliseu (JIN) (20)

Bíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.pptBíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - 2 Reis - slides powerpoint.ppt
 
Deus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptx
Deus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptxDeus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptx
Deus faz o improvável, o impossível e o inimaginável.pptx
 
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)Eliseu e a escola de profetas (JIN)
Eliseu e a escola de profetas (JIN)
 
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermãoSermão   ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
Sermão ouvir a deus ou aos homens - 2 cr 18 1-27 - sermão
 
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermãoOuvir a deus ou aos homens   2 cr 18 1-27 - sermão
Ouvir a deus ou aos homens 2 cr 18 1-27 - sermão
 
4 pessoas – 4 atitudes.pptx
4 pessoas – 4 atitudes.pptx4 pessoas – 4 atitudes.pptx
4 pessoas – 4 atitudes.pptx
 
Bíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.pptBíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.ppt
Bíblia Sagrada - livro de 1 Reis - slides powerpoint.ppt
 
A síndrome de Elias
A síndrome de EliasA síndrome de Elias
A síndrome de Elias
 
Soluções sem Deus
Soluções sem DeusSoluções sem Deus
Soluções sem Deus
 
2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx
2021 3º Trimestre Adulto Lição 08.pptx
 
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovadosDeserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
Deserto uma escola para muitos,onde poucos são aprovados
 
Históricos III
Históricos IIIHistóricos III
Históricos III
 
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015002  lendo biblia sagrada em 1 ano  - 02-01-2015
002 lendo biblia sagrada em 1 ano - 02-01-2015
 
Dia 3 juízes 3: 1 a-31 e 4 : 1 - 17 (com tabela didática)
Dia 3 juízes 3: 1 a-31  e  4 : 1  - 17 (com tabela didática)Dia 3 juízes 3: 1 a-31  e  4 : 1  - 17 (com tabela didática)
Dia 3 juízes 3: 1 a-31 e 4 : 1 - 17 (com tabela didática)
 
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JINA vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
 
Há um milagre em sua casa jin
Há um milagre em sua casa jinHá um milagre em sua casa jin
Há um milagre em sua casa jin
 
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptxSLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
 
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptxSLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
SLIDES - LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA - CANAL TEXTO ÁUREO.pptx
 
Daniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amor
Daniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amorDaniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amor
Daniel de Jesus Leite : Elos de lealdade e amor
 
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
060 2015 - lendo biblia sagrada em 1 ano - 01-03-2015
 

Mais de Jeronimo Nunes

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
Jeronimo Nunes
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Jeronimo Nunes
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
Jeronimo Nunes
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Jeronimo Nunes
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Jeronimo Nunes
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Jeronimo Nunes
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Jeronimo Nunes
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
Jeronimo Nunes
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
Jeronimo Nunes
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
Jeronimo Nunes
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Jeronimo Nunes
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
Jeronimo Nunes
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
Jeronimo Nunes
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Jeronimo Nunes
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Jeronimo Nunes
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
Jeronimo Nunes
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
Jeronimo Nunes
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Jeronimo Nunes
 
A longa seca sobre Israel
A  longa seca sobre IsraelA  longa seca sobre Israel
A longa seca sobre Israel
Jeronimo Nunes
 

Mais de Jeronimo Nunes (20)

licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptxlicao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
licao-01-paulo-e-a-igreja-em-filipos.pptx
 
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptxLicao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
Licao 1 - As Obras da Carne e o Fruto do Espirito JIN.pptx
 
Do you speak global
Do you speak globalDo you speak global
Do you speak global
 
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jinO nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
O nascimento de jesus ibe 512 irmão jin
 
Escatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan finalEscatologia bíblica jin 17 jan final
Escatologia bíblica jin 17 jan final
 
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10   o líder diante da chegada da morte jinLição 10   o líder diante da chegada da morte jin
Lição 10 o líder diante da chegada da morte jin
 
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jinAula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
Aula 08 aprovados por deus em cristo jesus irmão jin
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
 
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
A ressurreição de jesus   irmão jin ibeA ressurreição de jesus   irmão jin ibe
A ressurreição de jesus irmão jin ibe
 
A morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JINA morte de jesus final Irmão JIN
A morte de jesus final Irmão JIN
 
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
31 maio as limitações dos discípulos irmão jin final
 
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principlesManual  xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
Manual xsara-and-xsara-picasso-bsi-operating-principles
 
Dicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicosDicionário de estudos bíblicos
Dicionário de estudos bíblicos
 
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jinO exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
O exemplo pessoal na educação dos filhos aula jin
 
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin finalIbe 19 jan pragas divinas e faraó  aula irm jin final
Ibe 19 jan pragas divinas e faraó aula irm jin final
 
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
Filipenses aulas 01 e 02 (jin)
 
O sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a DeusO sacrifício que agrada a Deus
O sacrifício que agrada a Deus
 
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JINCAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
CAP CTA Jerônimo Inácio Nunes JIN
 
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).pptFamília, um projeto de Deus (JIN).ppt
Família, um projeto de Deus (JIN).ppt
 
A longa seca sobre Israel
A  longa seca sobre IsraelA  longa seca sobre Israel
A longa seca sobre Israel
 

Último

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 

Os milagres de Eliseu (JIN)

  • 3. OBJETIVOS DA LIÇÃO • Destacar os milagres de Deus por meio de Eliseu. • Interpretar os objetivos dos milagres. • Analisar os propósitos dos milagres.
  • 4. MILAGRES DE ELISEU 1. Abriu o rio Jordão (II Rs.2:14) 2. Sarou as águas de Jericó (II Rs.2:22-23) 3. 42 adolescentes feridos por duas ursas (II Rs. 23:24) 4. Providenciou água a três reis e seus exércitos (II Reis 3:15, 16, 20) 5. Aumentou o azeite da viúva de um dos filhos dos profetas (II Rs. 4:6,7) 6. Ressuscitou o filho da sunamita (II Rs. 4:19,35)
  • 5. MILAGRES DE ELISEU 7. Tirou a morte da panela (II Rs.4:41) 8. A multiplicação dos pães (II Rs.4:42-44) 9. Curou Naamã da lepra (II Rs. 5:14) 10.Colocou lepra de Naamã em Geazi (II Rs.5:27) 11. Fez flutuar um machado (II Rs.6: 6,7) 12. Cegou o siros (II Rs. 6:18) 13. Devolveu-lhes a visão (II Rs.6:20) 14. Depois de morto ressuscitou uma pessoa (II Rs.13:21).
  • 7. Marcos 16 17 E estes sinais acompanharão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; 18 pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados. 20 Os discípulos, pois, saindo, pregaram por toda parte, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que os acompanhavam.]
  • 9. 1 REIS 19 15 Então o Senhor disse a Elias: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco; quando lá chegares, ungirás a Hazael para ser rei sobre a Síria. 16 E a Jeú, filho de Ninsi, ungirás para ser rei sobre Israel; bem como a Eliseu, filho de Safate de Abel-Meolá, ungirás para ser profeta em teu lugar. 17 E há de ser que o que escapar da espada de Hazael, matá- lo-á Jeú; e o que escapar da espada de Jeú, matá-lo-á Eliseu.
  • 10. 1 REIS 19 19 Partiu, pois, Elias dali e achou Eliseu, filho de Safate, que andava lavrando com doze juntas de bois adiante dele, estando ele com a duodécima; chegando-se Elias a Eliseu, lançou a sua capa sobre ele. 20 Então, deixando este os bois, correu após Elias, e disse: Deixa- me beijar a meu pai e a minha mãe, e então te seguirei. Respondeu-lhe Elias: Vai, volta; pois, que te fiz eu? 21 Voltou, pois, de o seguir, tomou a junta de bois, e os matou, e com os aparelhos dos bois cozeu a carne, e a deu ao povo, e comeram. Então se levantou e seguiu a Elias, e o servia.
  • 13. 42 E um homem veio de Baal- 2 Reis 4 Salisa, e trouxe ao homem de 44 E disse ele: Dá ao povo, para DEUS pães das primícias, vinte que coma; porque assim diz o pães de cevada, e espigas SENHOR: Comerão, e sobejará. verdes na sua palha, e disse: Dá Então lhos pôs diante, e ao povo, para que coma. Porém comeram e ainda seu servo disse: Como hei de sobrou, conforme a palavra do pôr isto diante de cem SENHOR. homens?
  • 14. 2 Reis 7 2 Reis 7 2 Reis 7 1 Então disse Eliseu: Ouvi a 6 Porque o Senhor fizera ouvir palavra do SENHOR; assim diz no Então saiu o povo, e de 16 arraial dos sírios ruído o SENHOR: Amanhã, quase a carros e ruído de cavalos, como saqueou o arraial dos sírios; e este tempo, haverá uma o ruído de um grande exército; havia uma medida de farinha medida de farinha por um de maneira que disseram unsde por um siclo, e duas medidas siclo, e duas medidas de aos outros: um que o conforme cevada por Eis siclo, rei de cevada por um siclo, à porta de Israel alugou SENHOR os reis a palavra do contra nós Samaria. dos heteus e os reis dos egípcios, para virem contra nós.
  • 15. 2 Reis 4:34 34 Eliseu orou ao 2 Reis 4 Senhor. E subiu à cama e deitou-se sobre o 35 Depois desceu, andou menino, e, pondo a sua pela casa duma parte para boca sobre a boca dele, e outra, tornou a subir, e se os seus olhos sobre os encurvou sobre ele; então olhos dele, e as suas o menino espirrou sete mãos sobre as mãos vezes, e abriu os olhos. dele, se estendeu sobre ele; e a carne do menino aqueceu.
  • 17. 2 Reis 6:5-6 E sucedeu que, derrubando um deles uma viga, o ferro caiu na água; e clamou, e disse: Ai, meu senhor! ele era emprestado. E disse o homem de DEUS: Onde caiu? E mostrando-lhe ele o lugar, cortou um pau, e o lançou ali, e fez flutuar o ferro.
  • 18. 14 Desceu Naamã, pois, e mergulhou-se no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne dum menino, e ficou purificado. 2 Reis 5
  • 19. 2 Reis 2:19-21 E osEhomens da cidade um E disse:disse: Trazei-me e eleaquelas diz o SENHOR: 22 Assim águas ficaram prato novo, e ponde nele disseram a Eliseu: Eis que é sãs, até o dia de não Sararei a estas águas; ehoje, sal. a situação desta boa E lho trouxeram.Então conformeao manancial das haverá maisanelas morte que cidade, como o palavra saiu ele meu senhor águas,disse. águasnele; vê; porém as sal são Eliseu e deitou nem esterilidade. más, e a terra é estéril
  • 20. 2 Reis 2 2 Reis 2 24 E, virando-se ele para 23 Então subiu dali a trás, os viu, e os Betel; e, subindo ele amaldiçoou em nome pelo caminho, uns do Senhor. Então duas meninos saíram da ursas saíram do bosque, cidade, e zombavam e despedaçaram dele, dizendo: quarenta e dois Sobe, calvo; sobe, calvo! daqueles meninos.
  • 21. 2 Reis 5 5 2 Reis 2 Reis 5 26Reis 5 5 porém, lhe disse: 2 Reis 5 2 Eliseu 2 Reis 2320 Quando Naamã já ia o Disse Naamã: foi servido a Sê Porventura não ele: contigo 22uma Respondeu pequena Tudo vai de21 coração,Geazi,me Naamã 27distância,senhor emenviou meu Foi pois, lepra de aquele bem. Meu a Geazi moço de Portanto talentos. E tomar dois quando a Eliseu, ele, ehomem de dizer-te: o Eis amarrou instou comde Naamã. agora alcance a ti e àdoque carro se Deus, vieram tuaseu meu homem voltou Eis mim dois pegará mesmo disse: a que dois teu vendo para filhos sírio aoEste, encontro?sempre. mancebospoupou alguém dos talentos que descendênciade prataEra isto senhor dos a este em profetas atrás dele, mudasda Naamã, não duas região recebendo dois sacos, comda saltou do corria para receberes prata Então Geazi coisaEfraim; do ocasião delesaiu da algumadá- montanhosa de presença mão decarro a encontrá-lo, e doise lhes, pois, pô-los talento de roupa, etrazia; sobre e queroupa, branco como a o dele leproso, um olivaisvive Senhor, que hei quaiscorrer prata de dos seusemoços,e tudo bem? duas osmudas osde perguntou: Vai bois, servos neve. dele, e vinhas, ovelhas receber dele atrás roupa. levaram adiante de Geazi. e servas? coisa. alguma