SlideShare uma empresa Scribd logo
 Teve início com a decadência do Império
  Romano e das invasões bárbaras.
 Aconteceu um processo de ruralização.

 O colonato
 A igreja representou a única instituição
  organizada.
 Impor-se aos reinos bárbaros.
 Considerava a salvação eterna o objetivo
  principal do homem na terra.
 Iniciou um processo de cristianização dos
  bárbaros.
 Seu objetivo fundamental era a conversão e a
  civilização de toda a Europa Ocidental.

 Na Gália viviam divididos em vário grupos
 O rei Clóvis deu início à dinastia Merovíngia
 Os sucessores de Clóvis foram chamados de reis
  indolentes.
 O Filho de Calos Martel, Pepino , o Breve deu
  início à dinastia carolíngia.
 O papa o reconheceu como rei.
 Pepino doou parte das terras conquistadas na
  Itália para a Igreja Católica.
 Carlos Mágno deu continuidade à aliança
  com a igreja e à política guerreira dos
  francos.
 Formou um imenso império
 Dividiu-o em províncias.
 O Marqueses administrava as marcas.
 O duque, administrava os ducados e
  lideravam os exércitos.
 Os condes administravam os condados,
  cobrando impostos, multas e fazendo
  cumprir as decisões do rei.
 Para fiscalizá-los, Carlos Mágno ampliou os
  poderes dos Missi Diminici(Inspetores reais).
 Após a morte de Carlos Mágno em 814, o
  império começou a se enfraquecer.
 Através do tratado de Verdum, em 843, O
  império foi dividido em três partes.
 Assim , ocorreu o enfraquecimento do poder
  central e o fim do império
 Consolidou-se assim na Europa o
  feudalismo.
   O feudalismo tem inicio com as invasões
    germânicas (bárbaras ), no século V, sobre o
    Império Romano do Ocidente (Europa).
 Prevaleceram na Idade Média as relações de
  vassalagem e suserania.
 Todos os poderes, jurídico, econômico e
  político concentravam-se nas mãos dos
  senhores feudais, donos de lotes de terras
  (feudos).
   A sociedade feudal era estática (com pouca
    mobilidade social) e hierarquizada.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
harlissoncarvalho
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Alê Maldonado
 
Os Reinos Bárbaros (2017) - 7º Ano
Os Reinos Bárbaros (2017) - 7º AnoOs Reinos Bárbaros (2017) - 7º Ano
Os Reinos Bárbaros (2017) - 7º Ano
Nefer19
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
2.navegações espanholas
2.navegações espanholas2.navegações espanholas
2.navegações espanholas
valdeck1
 
O absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado modernoO absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado moderno
Ramiro Bicca
 
África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
alinemaiahistoria
 
Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476
Izaac Erder
 
África Medieval - 7º Ano (2017)
África Medieval - 7º Ano (2017)África Medieval - 7º Ano (2017)
África Medieval - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
Janaína Tavares
 
Formação da Europa feudal
Formação da Europa feudalFormação da Europa feudal
Formação da Europa feudal
Renata Telha
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
Marcia Fernandes
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Aulas de História
 
4.colonização da américa portuguesa
4.colonização da américa portuguesa4.colonização da américa portuguesa
4.colonização da américa portuguesa
valdeck1
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
josepinho
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
História (Roma)
História (Roma)História (Roma)
História (Roma)
Giorgia Marrone
 
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Edenilson Morais
 

Mais procurados (20)

Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Os Reinos Bárbaros (2017) - 7º Ano
Os Reinos Bárbaros (2017) - 7º AnoOs Reinos Bárbaros (2017) - 7º Ano
Os Reinos Bárbaros (2017) - 7º Ano
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
2.navegações espanholas
2.navegações espanholas2.navegações espanholas
2.navegações espanholas
 
O absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado modernoO absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado moderno
 
África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)
 
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
 
Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476
 
África Medieval - 7º Ano (2017)
África Medieval - 7º Ano (2017)África Medieval - 7º Ano (2017)
África Medieval - 7º Ano (2017)
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Formação da Europa feudal
Formação da Europa feudalFormação da Europa feudal
Formação da Europa feudal
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
4.colonização da américa portuguesa
4.colonização da américa portuguesa4.colonização da américa portuguesa
4.colonização da américa portuguesa
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
História (Roma)
História (Roma)História (Roma)
História (Roma)
 
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
 

Destaque

Aula 01 7 ano - europa medieval
Aula 01   7 ano - europa medievalAula 01   7 ano - europa medieval
Aula 01 7 ano - europa medieval
Alcidon Cunha
 
A europa medieval e feudalismo
A europa medieval e feudalismoA europa medieval e feudalismo
A europa medieval e feudalismo
Gilberto Amorim
 
Formação da europa feudal
Formação da europa feudalFormação da europa feudal
Formação da europa feudal
José Gomes
 
Europa medieval
Europa medievalEuropa medieval
Europa medieval
Hidalgo Loreto
 
A formação do império feudal 7º anos
A formação do império feudal   7º anosA formação do império feudal   7º anos
A formação do império feudal 7º anos
Íris Ferreira
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
Douglas Barraqui
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Elaine Bogo Pavani
 
Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013
Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013
Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013
cidasantos54
 
História medieval - Unidade 1
História medieval - Unidade 1História medieval - Unidade 1
História medieval - Unidade 1
Beto Terroir
 
Idade média feudalismo
Idade média   feudalismoIdade média   feudalismo
Idade média feudalismo
Fatima Freitas
 
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º anoCap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
MyMariane
 
Reino franco
Reino francoReino franco
Reino franco
Adriana Gomes Messias
 
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. MedeirosOs Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
João Medeiros
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
Gisele Finatti Baraglio
 
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
João Medeiros
 
Idade média slide
Idade média slideIdade média slide
Idade média slide
fernando1011
 
A formação da Europa Feuldal
A formação da Europa FeuldalA formação da Europa Feuldal
A formação da Europa Feuldal
Shesley Reis
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
Isabel Aguiar
 
Os povos germânicos
Os povos germânicosOs povos germânicos
Os povos germânicos
Izaac Erder
 
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o anoOs Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
Lucas Degiovani
 

Destaque (20)

Aula 01 7 ano - europa medieval
Aula 01   7 ano - europa medievalAula 01   7 ano - europa medieval
Aula 01 7 ano - europa medieval
 
A europa medieval e feudalismo
A europa medieval e feudalismoA europa medieval e feudalismo
A europa medieval e feudalismo
 
Formação da europa feudal
Formação da europa feudalFormação da europa feudal
Formação da europa feudal
 
Europa medieval
Europa medievalEuropa medieval
Europa medieval
 
A formação do império feudal 7º anos
A formação do império feudal   7º anosA formação do império feudal   7º anos
A formação do império feudal 7º anos
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013
Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013
Plano de aula 7 ¦ ano hist+ôria da europa medieval 2013
 
História medieval - Unidade 1
História medieval - Unidade 1História medieval - Unidade 1
História medieval - Unidade 1
 
Idade média feudalismo
Idade média   feudalismoIdade média   feudalismo
Idade média feudalismo
 
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º anoCap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
Cap. 1 feudalismo no mundo europeu 7º ano
 
Reino franco
Reino francoReino franco
Reino franco
 
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. MedeirosOs Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
 
Idade média slide
Idade média slideIdade média slide
Idade média slide
 
A formação da Europa Feuldal
A formação da Europa FeuldalA formação da Europa Feuldal
A formação da Europa Feuldal
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
 
Os povos germânicos
Os povos germânicosOs povos germânicos
Os povos germânicos
 
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o anoOs Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
 

Semelhante a Europa medieval

História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)
Giorgia Marrone
 
3371982 historia-aula-03-alta-idade-media
3371982 historia-aula-03-alta-idade-media3371982 historia-aula-03-alta-idade-media
3371982 historia-aula-03-alta-idade-media
Marcus Vinicius Barbosa Silva
 
Aula 03 alta idade média
Aula 03   alta idade médiaAula 03   alta idade média
Aula 03 alta idade média
Jonatas Carlos
 
Trabalho de historia
Trabalho de historia Trabalho de historia
Trabalho de historia
Túlio Arantes
 
1. a identidade civilizacional da europa
1. a identidade civilizacional da europa1. a identidade civilizacional da europa
1. a identidade civilizacional da europa
cattonia
 
Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011
Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011
Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011
andrecarlosocosta
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
Marilia Pimentel
 
Os francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingioOs francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingio
historiando
 
Os francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingioOs francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingio
historiando
 
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
Kerol Brombal
 
Pamela 2
Pamela 2Pamela 2
Pamela 2
Italo Emanoel
 
Idade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completoIdade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completo
Privada
 
Idade.media.resumo
Idade.media.resumoIdade.media.resumo
Idade.media.resumo
Scriba Digital
 
A alta idade média e o início do feudalismo 7 ano
A alta idade média e o início do feudalismo   7 anoA alta idade média e o início do feudalismo   7 ano
A alta idade média e o início do feudalismo 7 ano
Jonatha Victor
 
A unificação alemã
A unificação alemãA unificação alemã
A unificação alemã
Instituto Santa Teresa
 
A sociedade medieval parte 1
A sociedade medieval  parte 1A sociedade medieval  parte 1
A sociedade medieval parte 1
Carla Teixeira
 
Francos e o império de carlos magno
Francos e o império de carlos magnoFrancos e o império de carlos magno
Francos e o império de carlos magno
Weslei Carvalho
 
Feudalismo e crise
Feudalismo e criseFeudalismo e crise
Feudalismo e crise
cattonia
 
Idade Média 2ª parte
Idade Média 2ª parteIdade Média 2ª parte
Idade Média 2ª parte
Fábio José Oliveira
 
cap09 - idade média-do apogeu a crise
cap09 - idade média-do apogeu a crisecap09 - idade média-do apogeu a crise
cap09 - idade média-do apogeu a crise
whybells
 

Semelhante a Europa medieval (20)

História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)
 
3371982 historia-aula-03-alta-idade-media
3371982 historia-aula-03-alta-idade-media3371982 historia-aula-03-alta-idade-media
3371982 historia-aula-03-alta-idade-media
 
Aula 03 alta idade média
Aula 03   alta idade médiaAula 03   alta idade média
Aula 03 alta idade média
 
Trabalho de historia
Trabalho de historia Trabalho de historia
Trabalho de historia
 
1. a identidade civilizacional da europa
1. a identidade civilizacional da europa1. a identidade civilizacional da europa
1. a identidade civilizacional da europa
 
Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011
Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011
Ceep resumo2ªfeudal brasilcolônia2011
 
Idade Média
Idade MédiaIdade Média
Idade Média
 
Os francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingioOs francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingio
 
Os francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingioOs francos, imp. carolingio
Os francos, imp. carolingio
 
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média3˚ano 6 a 8 a alta idade média
3˚ano 6 a 8 a alta idade média
 
Pamela 2
Pamela 2Pamela 2
Pamela 2
 
Idade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completoIdade Média - Curso completo
Idade Média - Curso completo
 
Idade.media.resumo
Idade.media.resumoIdade.media.resumo
Idade.media.resumo
 
A alta idade média e o início do feudalismo 7 ano
A alta idade média e o início do feudalismo   7 anoA alta idade média e o início do feudalismo   7 ano
A alta idade média e o início do feudalismo 7 ano
 
A unificação alemã
A unificação alemãA unificação alemã
A unificação alemã
 
A sociedade medieval parte 1
A sociedade medieval  parte 1A sociedade medieval  parte 1
A sociedade medieval parte 1
 
Francos e o império de carlos magno
Francos e o império de carlos magnoFrancos e o império de carlos magno
Francos e o império de carlos magno
 
Feudalismo e crise
Feudalismo e criseFeudalismo e crise
Feudalismo e crise
 
Idade Média 2ª parte
Idade Média 2ª parteIdade Média 2ª parte
Idade Média 2ª parte
 
cap09 - idade média-do apogeu a crise
cap09 - idade média-do apogeu a crisecap09 - idade média-do apogeu a crise
cap09 - idade média-do apogeu a crise
 

Último

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

Europa medieval

  • 1.
  • 2.  Teve início com a decadência do Império Romano e das invasões bárbaras.  Aconteceu um processo de ruralização.  O colonato
  • 3.  A igreja representou a única instituição organizada.  Impor-se aos reinos bárbaros.  Considerava a salvação eterna o objetivo principal do homem na terra.  Iniciou um processo de cristianização dos bárbaros.  Seu objetivo fundamental era a conversão e a civilização de toda a Europa Ocidental. 
  • 4.  Na Gália viviam divididos em vário grupos  O rei Clóvis deu início à dinastia Merovíngia  Os sucessores de Clóvis foram chamados de reis indolentes.  O Filho de Calos Martel, Pepino , o Breve deu início à dinastia carolíngia.  O papa o reconheceu como rei.  Pepino doou parte das terras conquistadas na Itália para a Igreja Católica.
  • 5.  Carlos Mágno deu continuidade à aliança com a igreja e à política guerreira dos francos.  Formou um imenso império
  • 6.  Dividiu-o em províncias.  O Marqueses administrava as marcas.  O duque, administrava os ducados e lideravam os exércitos.  Os condes administravam os condados, cobrando impostos, multas e fazendo cumprir as decisões do rei.  Para fiscalizá-los, Carlos Mágno ampliou os poderes dos Missi Diminici(Inspetores reais).
  • 7.  Após a morte de Carlos Mágno em 814, o império começou a se enfraquecer.  Através do tratado de Verdum, em 843, O império foi dividido em três partes.  Assim , ocorreu o enfraquecimento do poder central e o fim do império  Consolidou-se assim na Europa o feudalismo.
  • 8. O feudalismo tem inicio com as invasões germânicas (bárbaras ), no século V, sobre o Império Romano do Ocidente (Europa).
  • 9.  Prevaleceram na Idade Média as relações de vassalagem e suserania.  Todos os poderes, jurídico, econômico e político concentravam-se nas mãos dos senhores feudais, donos de lotes de terras (feudos).
  • 10. A sociedade feudal era estática (com pouca mobilidade social) e hierarquizada.