SlideShare uma empresa Scribd logo
Estética
Ramo da filosofia que tem por objeto o estudo da
natureza do belo e dos fundamentos da arte.
A Estética estuda o julgamento e a
percepção do que é considerado belo, a
produção das emoções pelos fenômenos
estéticos, bem como as diferenças formas
de arte e do trabalho artísticos; a ideia de
obra de arte e de criação; a relação entre
matérias e formas nas artes.
Na Antiguidade
Especialmente com Platão, Aristóteles e
Plotino, a essência do belo seria alcançado
identificando-o com o bom, tendo em
conta os valores morais.
No âmbito do Belo, dois aspectos
fundamentais podem ser particularmente
destacados:



A estética iniciou-se como teoria que se tornava a ciência
normativa ás custa da lógica e da moral – os valores humanos
fundamentais: o verdadeiro, o bom, o belo. Centrava em certo tipo
de julgamento de valor que enunciaria as normas gerais do belo.



A estética assumiu características também de uma metafísica
do belo, que se esforçava para desvendar a fonte original de
todas as belezas sensíveis: o reflexo do inteligente na
matéria, manifestação sensível da ideia, o belo natural e
arbitrário, etc.
Estética na História e na Filosofia

Embora os pensadores tenham ponderado a
beleza a arte por milhares de anos, o assunto
da estética não foi totalmente separado da
disciplina filosófica até o século VXIII
Sócrates um dos mais
notórios pensadores
gregos foi um dos
primeiros a refletir
sobre as questões da
estética, havia uma
refutação dos
conceitos
tradicionalmente
atribuídos ao belo,
ele não irá definir o
que é belo julgandose incapaz de explicar
o belo em si.
O belo para Platão estava
no plano ideal, mas
propriamente a ideia do
belo em si, era
colocada por ele como
absoluto e eterno, não
dependeria dos objetos,
era a própria ideia de
perfeição, estava
plenamente completo,
restando ao mundo
sensível apenas
imitação ou a cópia
desta beleza perfeita.
Aristóteles, discípulo de
Platão, ao contrário de
seu mestre, concebeu o
belo a partir da
realidade sensível,
deixando este de ser
algo abstrato para se
tornar concreto, o belo
materializa-se a beleza
no pensamento
aristotélico já não era
imutável, nem eterna,
podendo evoluir.
Contemporaneidade

Filosofia do belo na arte é a designação
aplicada do século XVIII, por Baumgarten,
à ciência filosófica que compreendeu o
estudo das obras de arte e o
conhecimento dos aspectos da realidade
sensorial classificáveis em termos de belo
e feio.
Arte e Estética no Brasil

Arte brasileira é o termo utilizado para
designar toda e qualquer forma de
expressão artística no Brasil, desde a
época pré-colonial até os dias de hoje.
Dentro desta ampla definição, estão
compreendidas as primeiras produções
artísticas da pré-história brasileira e as
diversas formas de manifestações
culturais indígenas, bem como a arte do
período colonial, de inspiração barroca, e
os registros pictóricos de viajantes
estrangeiros em terras brasileiras.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Filosofia da arte
Filosofia da arteFilosofia da arte
Filosofia da arte
Victor França
 
Filosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estéticaFilosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estética
Raphael Lanzillotte
 
Apresentação Estética
Apresentação EstéticaApresentação Estética
Apresentação Estética
Auriene
 
Apresentação estética Analítica Juízos de Kant
Apresentação estética Analítica Juízos de KantApresentação estética Analítica Juízos de Kant
Apresentação estética Analítica Juízos de Kant
Carlos Faria
 
A arte
A arteA arte
Cap 15 Filosofia Estética
Cap 15  Filosofia EstéticaCap 15  Filosofia Estética
Cap 15 Filosofia Estética
José Ferreira Júnior
 
Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arte
Julia Martins
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Turma Olímpica
 
Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)
Thiago Castro Bueno
 
Idealismo alemão
Idealismo alemãoIdealismo alemão
Idealismo alemão
Alexandre Misturini
 
Estetica1
Estetica1Estetica1
Estetica1
Jorge Barbosa
 
Filosofia estética
Filosofia   estéticaFilosofia   estética
Filosofia estética
ミゲル ソレッス
 
éTica na história
éTica na históriaéTica na história
éTica na história
Marcela Marangon Ribeiro
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
Ana Barreiros
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
Mary Lopes
 
Historia da beleza 02
Historia da beleza 02Historia da beleza 02
Historia da beleza 02
Andréia de Alcantara
 
David hume
David humeDavid hume
David hume
Douglas Barreto
 
Teorias do conhecimento
Teorias do conhecimentoTeorias do conhecimento
Teorias do conhecimento
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
A busca da verdade
A busca da verdadeA busca da verdade
A busca da verdade
hildenise
 
Feio ou bonito
Feio ou bonitoFeio ou bonito
Feio ou bonito
Italo Colares
 

Mais procurados (20)

Filosofia da arte
Filosofia da arteFilosofia da arte
Filosofia da arte
 
Filosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estéticaFilosofia da Arte: Arte e estética
Filosofia da Arte: Arte e estética
 
Apresentação Estética
Apresentação EstéticaApresentação Estética
Apresentação Estética
 
Apresentação estética Analítica Juízos de Kant
Apresentação estética Analítica Juízos de KantApresentação estética Analítica Juízos de Kant
Apresentação estética Analítica Juízos de Kant
 
A arte
A arteA arte
A arte
 
Cap 15 Filosofia Estética
Cap 15  Filosofia EstéticaCap 15  Filosofia Estética
Cap 15 Filosofia Estética
 
Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arte
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
 
Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)
 
Idealismo alemão
Idealismo alemãoIdealismo alemão
Idealismo alemão
 
Estetica1
Estetica1Estetica1
Estetica1
 
Filosofia estética
Filosofia   estéticaFilosofia   estética
Filosofia estética
 
éTica na história
éTica na históriaéTica na história
éTica na história
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
 
Historia da beleza 02
Historia da beleza 02Historia da beleza 02
Historia da beleza 02
 
David hume
David humeDavid hume
David hume
 
Teorias do conhecimento
Teorias do conhecimentoTeorias do conhecimento
Teorias do conhecimento
 
A busca da verdade
A busca da verdadeA busca da verdade
A busca da verdade
 
Feio ou bonito
Feio ou bonitoFeio ou bonito
Feio ou bonito
 

Destaque

Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
Solange Ferreira de Paula
 
Estética na filosofia gabriel goulart 32 mp
Estética na filosofia gabriel goulart 32 mpEstética na filosofia gabriel goulart 32 mp
Estética na filosofia gabriel goulart 32 mp
alemisturini
 
Filosofia da arte
Filosofia da arteFilosofia da arte
Filosofia da arte
CEEJA VILHENA
 
Estetica Aplicada ao Design - Aula 2
Estetica Aplicada ao Design - Aula 2Estetica Aplicada ao Design - Aula 2
Estetica Aplicada ao Design - Aula 2
José Pirauá
 
T rabalho de anatomia
T rabalho de anatomiaT rabalho de anatomia
T rabalho de anatomia
Esteticista Tati Maia
 
Estética na filosofia laura 31 m
Estética na filosofia laura 31 mEstética na filosofia laura 31 m
Estética na filosofia laura 31 m
alemisturini
 
Aula - Como ter boas ideias
Aula - Como ter boas ideiasAula - Como ter boas ideias
Aula - Como ter boas ideias
Gabriel Ferraciolli
 
3º estética (hegel)
3º   estética (hegel)3º   estética (hegel)
3º estética (hegel)
Caio Cæsar
 
Introducao ao estudo de anatomia_humana
Introducao ao estudo de anatomia_humanaIntroducao ao estudo de anatomia_humana
Introducao ao estudo de anatomia_humana
centeruni
 
O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.
O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.
O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.
Diana Mendes
 
Aula estética
Aula   estéticaAula   estética
Aula estética
Victor França
 
Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
jussiele823
 
Serviços de estética
Serviços de estética Serviços de estética
Serviços de estética
Pamelaestetica
 
Estética2
Estética2Estética2
Estética2
Jorge Barbosa
 
Anatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticos
Anatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticosAnatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticos
Anatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticos
conexaocefai
 
A importância da anatomia humana para o tecnólogo
A importância da anatomia humana para o tecnólogoA importância da anatomia humana para o tecnólogo
A importância da anatomia humana para o tecnólogo
Douglas Henrique
 

Destaque (16)

Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
 
Estética na filosofia gabriel goulart 32 mp
Estética na filosofia gabriel goulart 32 mpEstética na filosofia gabriel goulart 32 mp
Estética na filosofia gabriel goulart 32 mp
 
Filosofia da arte
Filosofia da arteFilosofia da arte
Filosofia da arte
 
Estetica Aplicada ao Design - Aula 2
Estetica Aplicada ao Design - Aula 2Estetica Aplicada ao Design - Aula 2
Estetica Aplicada ao Design - Aula 2
 
T rabalho de anatomia
T rabalho de anatomiaT rabalho de anatomia
T rabalho de anatomia
 
Estética na filosofia laura 31 m
Estética na filosofia laura 31 mEstética na filosofia laura 31 m
Estética na filosofia laura 31 m
 
Aula - Como ter boas ideias
Aula - Como ter boas ideiasAula - Como ter boas ideias
Aula - Como ter boas ideias
 
3º estética (hegel)
3º   estética (hegel)3º   estética (hegel)
3º estética (hegel)
 
Introducao ao estudo de anatomia_humana
Introducao ao estudo de anatomia_humanaIntroducao ao estudo de anatomia_humana
Introducao ao estudo de anatomia_humana
 
O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.
O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.
O belo aos olhos da alma plotiniana dm 2.
 
Aula estética
Aula   estéticaAula   estética
Aula estética
 
Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
 
Serviços de estética
Serviços de estética Serviços de estética
Serviços de estética
 
Estética2
Estética2Estética2
Estética2
 
Anatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticos
Anatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticosAnatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticos
Anatomia, fisiologia e fisiopatologia dos distúrbios estéticos
 
A importância da anatomia humana para o tecnólogo
A importância da anatomia humana para o tecnólogoA importância da anatomia humana para o tecnólogo
A importância da anatomia humana para o tecnólogo
 

Semelhante a Estética

estticaslide
estticaslideestticaslide
estticaslide
adrianomcosta3
 
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Apostila do 2º ano   3º e 4º biApostila do 2º ano   3º e 4º bi
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Duzg
 
aestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdf
aestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdfaestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdf
aestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdf
JessicaAlineTardivoA
 
a arte como fenomeno social
a arte como fenomeno  social a arte como fenomeno  social
Estética e ensino de arte
Estética e ensino de arteEstética e ensino de arte
Estética e ensino de arte
Marcos Santos
 
Aula 2 arte - 3º ano
Aula 2   arte - 3º anoAula 2   arte - 3º ano
Aula 2 arte - 3º ano
VIVIAN TROMBINI
 
Ensaio estética
Ensaio estéticaEnsaio estética
Ensaio estética
barbarasm1
 
Aula 2 arte - 2º ano
Aula 2   arte - 2º anoAula 2   arte - 2º ano
Aula 2 arte - 2º ano
VIVIAN TROMBINI
 
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.MAULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
VIVIAN TROMBINI
 
Estética 31
Estética 31Estética 31
Estética 31
Alexandre Misturini
 
Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva
alexsandrojunior13
 
Kathrin Rosenfield Resumão
Kathrin Rosenfield ResumãoKathrin Rosenfield Resumão
Kathrin Rosenfield Resumão
Carlos Elson Cunha
 
A Estética
A EstéticaA Estética
A Estética
3000zxsc
 
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Julia Martins
 
Estetica (atividade II)
Estetica   (atividade II)Estetica   (atividade II)
Estetica (atividade II)
Mary Alvarenga
 
Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
Marcela Marangon Ribeiro
 
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAISARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
VIVIAN TROMBINI
 
3º - Estética (Ala 01)
3º - Estética (Ala 01)3º - Estética (Ala 01)
3º - Estética (Ala 01)
Caio Cæsar
 
Arte
ArteArte
Capitulo 12 filosofia
Capitulo 12 filosofiaCapitulo 12 filosofia
Capitulo 12 filosofia
Paulo Olli
 

Semelhante a Estética (20)

estticaslide
estticaslideestticaslide
estticaslide
 
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
Apostila do 2º ano   3º e 4º biApostila do 2º ano   3º e 4º bi
Apostila do 2º ano 3º e 4º bi
 
aestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdf
aestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdfaestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdf
aestticadobelo-150420195214-conversion-gate02.pdf
 
a arte como fenomeno social
a arte como fenomeno  social a arte como fenomeno  social
a arte como fenomeno social
 
Estética e ensino de arte
Estética e ensino de arteEstética e ensino de arte
Estética e ensino de arte
 
Aula 2 arte - 3º ano
Aula 2   arte - 3º anoAula 2   arte - 3º ano
Aula 2 arte - 3º ano
 
Ensaio estética
Ensaio estéticaEnsaio estética
Ensaio estética
 
Aula 2 arte - 2º ano
Aula 2   arte - 2º anoAula 2   arte - 2º ano
Aula 2 arte - 2º ano
 
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.MAULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
 
Estética 31
Estética 31Estética 31
Estética 31
 
Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva
 
Kathrin Rosenfield Resumão
Kathrin Rosenfield ResumãoKathrin Rosenfield Resumão
Kathrin Rosenfield Resumão
 
A Estética
A EstéticaA Estética
A Estética
 
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
 
Estetica (atividade II)
Estetica   (atividade II)Estetica   (atividade II)
Estetica (atividade II)
 
Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
 
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAISARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
ARTE - UEM - CONHECIMENTOS GERAIS
 
3º - Estética (Ala 01)
3º - Estética (Ala 01)3º - Estética (Ala 01)
3º - Estética (Ala 01)
 
Arte
ArteArte
Arte
 
Capitulo 12 filosofia
Capitulo 12 filosofiaCapitulo 12 filosofia
Capitulo 12 filosofia
 

Mais de geehrodrigues

Arte gótica
Arte gótica Arte gótica
Arte gótica
geehrodrigues
 
Bibliografia - Leonardo da Vinci
Bibliografia - Leonardo da VinciBibliografia - Leonardo da Vinci
Bibliografia - Leonardo da Vinci
geehrodrigues
 
René Descartes, Roger Bacon e John Locke
René Descartes, Roger Bacon e John LockeRené Descartes, Roger Bacon e John Locke
René Descartes, Roger Bacon e John Locke
geehrodrigues
 
Post Mortem
Post MortemPost Mortem
Post Mortem
geehrodrigues
 
A fraude do século
A fraude do séculoA fraude do século
A fraude do século
geehrodrigues
 
Eduardo baqueiro
Eduardo baqueiroEduardo baqueiro
Eduardo baqueiro
geehrodrigues
 
Australopithecus africanus
Australopithecus africanusAustralopithecus africanus
Australopithecus africanus
geehrodrigues
 
Carlos drummond de andrade
Carlos drummond de andradeCarlos drummond de andrade
Carlos drummond de andrade
geehrodrigues
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
geehrodrigues
 
Poluição de água eutrofização
Poluição de água   eutrofizaçãoPoluição de água   eutrofização
Poluição de água eutrofização
geehrodrigues
 
Tráfico e violência
Tráfico e violênciaTráfico e violência
Tráfico e violência
geehrodrigues
 
Gansos selvagens
Gansos selvagensGansos selvagens
Gansos selvagens
geehrodrigues
 
A busca do amor
A busca do amorA busca do amor
A busca do amor
geehrodrigues
 

Mais de geehrodrigues (13)

Arte gótica
Arte gótica Arte gótica
Arte gótica
 
Bibliografia - Leonardo da Vinci
Bibliografia - Leonardo da VinciBibliografia - Leonardo da Vinci
Bibliografia - Leonardo da Vinci
 
René Descartes, Roger Bacon e John Locke
René Descartes, Roger Bacon e John LockeRené Descartes, Roger Bacon e John Locke
René Descartes, Roger Bacon e John Locke
 
Post Mortem
Post MortemPost Mortem
Post Mortem
 
A fraude do século
A fraude do séculoA fraude do século
A fraude do século
 
Eduardo baqueiro
Eduardo baqueiroEduardo baqueiro
Eduardo baqueiro
 
Australopithecus africanus
Australopithecus africanusAustralopithecus africanus
Australopithecus africanus
 
Carlos drummond de andrade
Carlos drummond de andradeCarlos drummond de andrade
Carlos drummond de andrade
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Poluição de água eutrofização
Poluição de água   eutrofizaçãoPoluição de água   eutrofização
Poluição de água eutrofização
 
Tráfico e violência
Tráfico e violênciaTráfico e violência
Tráfico e violência
 
Gansos selvagens
Gansos selvagensGansos selvagens
Gansos selvagens
 
A busca do amor
A busca do amorA busca do amor
A busca do amor
 

Estética

  • 1. Estética Ramo da filosofia que tem por objeto o estudo da natureza do belo e dos fundamentos da arte.
  • 2. A Estética estuda o julgamento e a percepção do que é considerado belo, a produção das emoções pelos fenômenos estéticos, bem como as diferenças formas de arte e do trabalho artísticos; a ideia de obra de arte e de criação; a relação entre matérias e formas nas artes.
  • 3. Na Antiguidade Especialmente com Platão, Aristóteles e Plotino, a essência do belo seria alcançado identificando-o com o bom, tendo em conta os valores morais.
  • 4. No âmbito do Belo, dois aspectos fundamentais podem ser particularmente destacados:  A estética iniciou-se como teoria que se tornava a ciência normativa ás custa da lógica e da moral – os valores humanos fundamentais: o verdadeiro, o bom, o belo. Centrava em certo tipo de julgamento de valor que enunciaria as normas gerais do belo.  A estética assumiu características também de uma metafísica do belo, que se esforçava para desvendar a fonte original de todas as belezas sensíveis: o reflexo do inteligente na matéria, manifestação sensível da ideia, o belo natural e arbitrário, etc.
  • 5. Estética na História e na Filosofia Embora os pensadores tenham ponderado a beleza a arte por milhares de anos, o assunto da estética não foi totalmente separado da disciplina filosófica até o século VXIII
  • 6. Sócrates um dos mais notórios pensadores gregos foi um dos primeiros a refletir sobre as questões da estética, havia uma refutação dos conceitos tradicionalmente atribuídos ao belo, ele não irá definir o que é belo julgandose incapaz de explicar o belo em si.
  • 7. O belo para Platão estava no plano ideal, mas propriamente a ideia do belo em si, era colocada por ele como absoluto e eterno, não dependeria dos objetos, era a própria ideia de perfeição, estava plenamente completo, restando ao mundo sensível apenas imitação ou a cópia desta beleza perfeita.
  • 8. Aristóteles, discípulo de Platão, ao contrário de seu mestre, concebeu o belo a partir da realidade sensível, deixando este de ser algo abstrato para se tornar concreto, o belo materializa-se a beleza no pensamento aristotélico já não era imutável, nem eterna, podendo evoluir.
  • 9. Contemporaneidade Filosofia do belo na arte é a designação aplicada do século XVIII, por Baumgarten, à ciência filosófica que compreendeu o estudo das obras de arte e o conhecimento dos aspectos da realidade sensorial classificáveis em termos de belo e feio.
  • 10. Arte e Estética no Brasil Arte brasileira é o termo utilizado para designar toda e qualquer forma de expressão artística no Brasil, desde a época pré-colonial até os dias de hoje.
  • 11. Dentro desta ampla definição, estão compreendidas as primeiras produções artísticas da pré-história brasileira e as diversas formas de manifestações culturais indígenas, bem como a arte do período colonial, de inspiração barroca, e os registros pictóricos de viajantes estrangeiros em terras brasileiras.