SlideShare uma empresa Scribd logo
LUCAS MARTINS SABADINI
MATEUS BONI DIAS
MATEUS MATIAS CRIADO
OTAVIO DA SILVA CAVALCANTE
WANDER PEREIRA
1. DEFINIÇÃO
2. CLASSIFICAÇÃO
3. DIMENSÃO
4. PROPAGAÇÃO
5. NATUREZA
6. CARACTERÍSTICAS
7. PROPRIEDADES
8. ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO
9. ONDAS DE RÁDIO
10. MICRO-ONDAS
11. LUZ VISÍVEL
12. ULTRAVIOLETA
13. RAIOS X
14. RAIOS GAMA
15. REFERÊNCIAS
 ROTEIRO
2
• Onda é um movimento causado por uma perturbação;
• Se propaga através de um meio.
Exemplo: quando joga-se uma pedra em um lago de águas calmas, o impacto causará uma
perturbação na água, fazendo com que ondas circulares se propagem pela superfície da água.
• Existem vários tipos de ondas: luz, rádio, televisão, ultravioletas, som, raios x, etc.
Ondas
 DEFINIÇÃO
Vídeo 1 – Ondas carregam toda a informação do universo - O Universo Conectado
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=fnHfWwpRlsg 3
UNIDIMENSIONAIS:
Se propagam em apenas uma direção.
Exemplo: ondas formadas numa corda.
Ondas
 CLASSIFICAÇÃO - DIMENSÃO
Figura 1 – Ondas unidimensionais
Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/fisica/a-classificacao-das-ondas.htm
4
BIDIMENSIONAIS
Se propagam ao longo de um plano.
Exemplo: ondas formadas na superfície de um lago.
Ondas
 CLASSIFICAÇÃO - DIMENSÃO
Figura 2 – Ondas bidimensionais
Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/fisica/a-classificacao-das-ondas.htm
5
TRIDIMENSIONAIS
Se propagam em todas as direções.
Exemplo: ondas sonoras, ondas eletromagnéticas.
.
Ondas
 CLASSIFICAÇÃO - DIMENSÃO
Figura 3 – Ondas tridimensionais
Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/fisica/a-classificacao-das-ondas.htm
6
LONGITUDINAIS
Figura 4 – Direção de vibração e propagação de ondas longitudinais
Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica
Ondas
 CLASSIFICAÇÃO - PROPAGAÇÃO
São ondas causadas por vibrações com mesma direção
da propagação, como as ondas sonoras.
7
TRANSVERSAIS
Ondas
 CLASSIFICAÇÃO - PROPAGAÇÃO
São as que são causadas por vibrações perpendiculares à
propagação da onda, como, por exemplo, em uma corda:
Figura 5 – Direção de propagação ondas transversais
Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica
8
MECÂNICA
Ondas
 CLASSIFICAÇÃO - NATUREZA
Vídeo 2 – Ondas sonoras – Conceitos básicos
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=s2kCo-YCsf0
São ondas que necessitam de um meio material para se propagar, ou seja, sua
propagação envolve o transporte de energia cinética e potencial e depende da
elasticidade do meio. Por isto não é capaz de propagar-se no vácuo.
Exemplos são os que acontecem em molas e cordas, sons e em superfícies de líquidos.
9
ELETROMAGNÉTICA
Ondas
 CLASSIFICAÇÃO - NATUREZA
São ondas geradas por cargas elétricas oscilantes e sua propagação não depende do
meio em que se encontram, podendo propagar-se no vácuo e em determinados meios
materiais. Alguns exemplos são as ondas de rádio, de radar, os raios x e as micro-ondas.
Figura 6 – Ondas eletromagnéticas
Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica
10
Vídeo 3 – Representação do vetor campo elétrico de uma onda eletromagnética
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_eletromagn%C3%A9tico
• Os pontos mais altos da curva sinusoidal são denominados picos.
• A parte mais alta de uma onda, na direção positiva é denominada crista.
• A direção negativa é chamada de cavado.
• A parte da frente da onda, no sentido do deslocamento, é denominada bordo anterior.
• A parte de trás da onda é o bordo posterior.
Figura 7 – Nomenclatura da Onda Sinusoidal
Fonte: Noções sobre geração, transmissão, propagação e recepção das ondas eletromagnéticas e acústicas
Ondas
 CARACTERÍSTICAS
Vídeo 4 – Onda Senoidal
Fonte: http://www.politicaysociedad.net/
11
Figura 8 – Terminologia da Onda Eletromagnética
Fonte: Noções sobre geração, transmissão, propagação e recepção das ondas eletromagnéticas e acústicas
Ondas
 PROPRIEDADES
• Ciclo é a sequência completa de valores, de crista a crista, de cavalo a cavalo, ou de nulo a nulo.
• Comprimento da onda é a distância horizontal de crista a crista, ou de cavalo a cavalo
consecutivos. É medido em metros e seus submúltiplos. A distância percorrida pela energia
durante um ciclo é o comprimento da onda.
• Amplitude da onda é a distância vertical entre um ponto da onda e a linha zero (eixo dos X); é,
assim, a altura da onda e indica a sua intensidade (força) no ponto considerado.
• Período da onda é o tempo gasto para completar um ciclo.
12
Figura 9 – Dois Ciclos da Curva Sinusoidal, Mostrando as Amplitudes da Onda a Cada 30º de Fase
Fonte: Noções sobre geração, transmissão, propagação e recepção das ondas eletromagnéticas e acústicas
Ondas
 PROPRIEDADES
• Frequência (f) é o número de ciclos completados na unidade de tempo. Em se tratando de ondas
eletromagnéticas, a unidade de tempo normalmente usada é o segundo. Na faixa de rádio do
espectro eletromagnético, as frequências são medidas em Hertz (Hz), que corresponde a 1 ciclo
por segundo.
• Fase é a quantidade que um ciclo progrediu desde uma origem especificada. É geralmente
medida em unidades angulares, correspondendo um ciclo completo a 360º. A fase alcança 90º
na crista da onda; 180º quando a amplitude é novamente zero; 270º no cavado e 360º quando
volta de novo a zero.
• Se tivermos duas ondas com o mesmo ângulo de fase, diremos que as mesmas estão em fase. Se
os ângulos de fase forem diferentes, com relação a uma origem comum, diz-se que as ondas
estão fora de fase, ou defasadas.
13
Ondas
 PROPRIEDADES
• Para calcular a velocidade das ondas de energia eletromagnética devem ser consideradas as
características do meio através do qual se deslocam.
• Maxwell descobriu velocidade de propagação das ondas, aproximadamente 3x108 m/seg, ou
300.000 km/seg.
• Pela própria definição de frequência da onda eletromagnética (número de ciclos completados na
unidade de tempo), pode-se concluir que o comprimento de onda será tanto menor quanto
maior for a frequência.
• Assim, o valor do comprimento de onda está diretamente relacionado à frequência e à
velocidade de propagação.
A Frequência é medida em Hertz (ciclos/seg).
Assim, o comprimento de onda em metros será:
l =
14
Ondas Eletromagnéticas
 PROPRIEDADES
• Cada frequência eletromagnética é irradiada em um comprimento de onda próprio, ou seja,
a cada frequência corresponde um determinado comprimento de onda.
• O conjunto total das frequências das radiações eletromagnéticas constitui o espectro
eletromagnético, ou espectro de frequências.
• Uma onda eletromagnética depende, sobretudo, da sua frequência e do correspondente
comprimento de onda.
Vídeo 5 – Quer que desenhe Espectro eletromagnético
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=3po0Ek5aPKE 15
 ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO
Figura 10 – Espectro Eletromagnético
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Espectro_eletromagn%C3%A9tico
16
Ondas Eletromagnéticas
 ONDAS DE RÁDIO
• São também denominadas ondas hertzianas e popularmente conhecidas como ondas de
radiofrequência ou simplesmente ondas de rádio.
• Podem ser produzidas por correntes elétricas de que oscilam rapidamente (ou seja, correntes
elétricas de alta frequência) em um condutor (como uma antena);
• A faixa das frequências apropriadas para utilização em transmissões de rádio é denominada de
espectro das ondas de rádio ou faixa de rádio frequências;
• Estende-se de 10 kHz (10.000 ciclos/segundo) a 300.000 MHz (300.000 megaciclos/segundo);
Vídeo 6 – Sistema de Rádio AM-FM (Adaptado)
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Onda_de_r%C3%A1dio
• Principais aplicações:
transmissões de rádio e
televisão, telefonia móvel,
áudio, vídeo, radionavegação,
serviços de emergência e
transmissão de dados por rádio
digital, tanto no âmbito civil
como militar. Também são
utilizadas por radioamadores;
17
Ondas Eletromagnéticas
 MICRO-ONDAS
• São ondas de alta frequência, do mesmo tipo das ondas de rádio, porém muito curtas;
• Não são fonte de calor, mas sim de energia, tem comprimento de onda de 1 mm a 300 mm,
frequência de 109 Hz até 1011 Hz;
• Possuem principal aplicação em telecomunicações, telefonia e de televisão, Bluetooth, WIFI,
WiMAX, radares;
• Porém a aplicação mais conhecida é o Forno de Micro-Ondas, que usa um gerador de micro-
ondas do tipo magnetron para produzir micro-ondas em uma frequência de
aproximadamente 2,45 GHz para cozinhar os alimentos.
Vídeo 7– Fi5ica Explica - Como funciona o forno de micro-ondas?
http: https://www.youtube.com/watch?v=Gc5xbEQ1QTY
• Esse processo faz com que as
moléculas de água e outras
substâncias presentes nos
alimentos vibrem. Esta vibração
cria um calor que aquece o
alimento.
18
Ondas Eletromagnéticas
 INFRAVERMELHO
• Foi descoberta em 1800 pelo astrônomo inglês William Herschel;
• Ele colocou um termômetro de mercúrio no espectro obtido por um prisma de cristal para
medir o calor emitido por cada cor. Assim descobriu que o calor era mais forte ao lado do
vermelho do espectro, observando que ali não havia luz;
• Não é percebida na forma de luz pelo olho humano, mas pelo calor, através de terminações
nervosas da pele, conhecidas como termorreceptores;
• Quanto mais alta a temperatura do objeto maior será a radiação infravermelha emitida;
• As câmeras termográficas infravermelhas produzem imagens visuais dessa radiação e podem
calcular medições precisas de temperatura sem contato com o objeto.
Figura 11– Electromagnetic Spectrum Infographichttp (adaptado)
https://infograph.venngage.com/p/19023/electromagnetic-spectrum-infographic 19
Ondas Eletromagnéticas
 ESPECTRO VISÍVEL
• Também chamada de espectro óptico, é a porção do espectro eletromagnético cuja radiação
é composta por fótons capazes de sensibilizar o olho humano;
• Isaac Newton percebeu que a luz se propagava em linha reta e descobriu, também, que, ao
atravessar um prisma de vidro, a luz solar branca sofria dispersão e se decompunha, nas
cores do arco-íris;
• A velocidade de propagação da luz é de 3,0 x 108 m/s;
Figura 12 – Prisma refletindo a luz (adaptado)
Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica
Vídeo 8 – Dispersão da Luz granular (conceitual)
Fonte: https://gifsdefisica.wordpress.com/otica/
20
Ondas Eletromagnéticas
 ULTRAVIOLETA
• Possui um comprimento de onda de 200 a 400nm
• Sua frequência é maior que a luz visível (daí o nome ultravioleta, pois o violeta é a cor de
maior frequência que a visão humana consegue enxergar);
• É a radiação mais energética emitidas pelo sol, por isso apresenta mais perigos para diversas
formas de vida da superfície terrestre;
• Mas, felizmente, contamos com uma importante proteção contra os malefícios provocados
pela incidência desses raios, que é a camada de ozônio (O3);
• A radiação ultravioleta pode ser classificada em três tipos: UVA, UVB e UVC.
Figura 13 – Divisão dos Raios Ultravioleta
Fonte: http://raios-ultravioleta.info/o-que-sao-raios-ultravioleta.html
21
Ondas Eletromagnéticas
 RAIOS X
• A primeira radiografia da história ocorreu em 1895, feita pelo físico alemão Wilheelm Conrad
Rontgen, lhe rendendo o prêmio Nobel de física em 1901;
Vídeo 9 – Raio X de punho e mão
Fonte: http://www.megacurioso.com.br/gifs-animados/45269
-veja-gifs-surpreendentes-de-raios-x-de-articulacoes-em-movimento.htm
• Foi através do estudo da luminescência por raios catódicos num tubo de Crookes que Conrad
descobriu os Raios X;
• Essa denominação X foi usada pois não se conhecia a
natureza da luz descoberta;
• São capazes de atravessar tecidos de baixa densidade
como a carne humana, mas não tecidos de densidade
maior, como o tecido ósseo;
• Os elétrons com energia são acelerados e então emitem
ondas eletromagnéticas que são os raios X;
• Sua principal aplicação é na medicina, através de
radiografias.
22
Ondas Eletromagnéticas
 RAIOS GAMA
• São produzidos por elementos químicos radioativos, como o urânio ou o polônio;
• Apresentam comprimentos de onda muito baixos, da ordem de picômetros (10−12), aumentando
seu poder de penetração;
Figura 14 – Penetração de raios Alfa, Beta e Gama
Fonte: https://murlocks.files.wordpress.com/2012/09/tiposrad_bio-bcg.png
• A radiação gama é produzida pela transição de um
estado excitado para um de menor excitação, porém
no núcleo;
• É comum ter-se uma emissão Alfa seguida por uma
Gama, ou uma emissão Beta seguida por uma Gama;
• A radiação Alfa é barrada facilmente por uma folha de
papel; a Beta, por uma chapa de alumínio, e a Gama,
por uma chapa grossa de chumbo;
• Possui aplicação na esterilização de equipamentos
médicos e hospitalares, assim como em determinados
alimentos.
23
 REFERÊNCIAS
http://brasilescola.uol.com.br/fisica/raios-x.htm
http://www.infoescola.com/fisica/raios-x/
http://www.flir.com/thermography/americas/br/view/?id=55680
https://gifsdefisica.wordpress.com/otica/
http://www.coladaweb.com/fisica/ondas/luz-visivel
http://www.sofisica.com.br/conteudos/Ondulatoria/Ondas/classificacao.php
http://www.infoescola.com/fisica/radiacao-ultravioleta/
http://raios-ultravioleta.info/
http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?ID=21
http://www.cetesb.sp.gov.br/userfiles/file/laboratorios/fiea/radiacao_uv_portugues.pdf
http://raios-ultravioleta.info/o-que-sao-raios-ultravioleta.html
https://murlocks.wordpress.com/2012/09/06/hulk-e-os-efeitos-da-radiacao-gama/
http://www.infoescola.com/fisica-nuclear/radiacao-gama/
http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica
http://rubenatureza.blogspot.com.br/2015/09/ondas-eletromagneticas.html
http://www.coladaweb.com/fisica/ondas/microondas
24

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
O mundo da FÍSICA
 
Propriedades da matéria
Propriedades da matériaPropriedades da matéria
Propriedades da matéria
matheusrl98
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
Marilena Meira
 
Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
Marco Antonio Sanches
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
Fábio Ribeiro
 
Fenômenos Ondulatórios
Fenômenos OndulatóriosFenômenos Ondulatórios
Fenômenos Ondulatórios
Wellington Sampaio
 
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano] Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Ronaldo Santana
 
Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
Denise Marinho
 
Circuitos elétricos
Circuitos elétricosCircuitos elétricos
Circuitos elétricos
fisicaatual
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
Vlamir Gama Rocha
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
luam1969
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
cristbarb
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
Warlle1992
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
Kátia Elias
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
Elisabete Trentin
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
Karol Maia
 
Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
laizdiniz
 
Potencial elétrico
Potencial elétricoPotencial elétrico
Potencial elétrico
O mundo da FÍSICA
 
A resistência elétrica
A resistência elétricaA resistência elétrica
A resistência elétrica
Gabriela Vasconcelos
 
Ondas Eletromagnéticas 9ºano
Ondas Eletromagnéticas 9ºanoOndas Eletromagnéticas 9ºano
Ondas Eletromagnéticas 9ºano
Italo Oliveira
 

Mais procurados (20)

Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Propriedades da matéria
Propriedades da matériaPropriedades da matéria
Propriedades da matéria
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
Fenômenos Ondulatórios
Fenômenos OndulatóriosFenômenos Ondulatórios
Fenômenos Ondulatórios
 
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano] Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
Aula de Física: Ondas e som [Ciências - EF - 9º Ano]
 
Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
 
Circuitos elétricos
Circuitos elétricosCircuitos elétricos
Circuitos elétricos
 
Eletromagnetismo
EletromagnetismoEletromagnetismo
Eletromagnetismo
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
 
Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
 
Potencial elétrico
Potencial elétricoPotencial elétrico
Potencial elétrico
 
A resistência elétrica
A resistência elétricaA resistência elétrica
A resistência elétrica
 
Ondas Eletromagnéticas 9ºano
Ondas Eletromagnéticas 9ºanoOndas Eletromagnéticas 9ºano
Ondas Eletromagnéticas 9ºano
 

Destaque

Ondas
OndasOndas
Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3
paramore146
 
Optica hecht
Optica hechtOptica hecht
Optica hecht
Fanysol Garcia
 
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas EletromagnéticasPower Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
dualschool
 
Ondas electromagneticas e mecânicas
Ondas electromagneticas e mecânicasOndas electromagneticas e mecânicas
Ondas electromagneticas e mecânicas
Alexandra Pereira
 
Trabalho ondas eletromagneticas 1
Trabalho  ondas eletromagneticas 1Trabalho  ondas eletromagneticas 1
Trabalho ondas eletromagneticas 1
ggeisa
 
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - FísicaOndas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Carson Souza
 
Espectro eletromagnético
Espectro eletromagnéticoEspectro eletromagnético
Espectro eletromagnético
Fagner Aquino
 
Espectros, radiação e energia
Espectros, radiação e energiaEspectros, radiação e energia
Espectros, radiação e energia
ct-esma
 
Espectros
EspectrosEspectros
Espectros
Ruben21
 
Espectro eletromagnético
Espectro eletromagnéticoEspectro eletromagnético
Espectro eletromagnético
Suintila Valiño Pedreira
 
Ondas
OndasOndas
Aula 1- Ondas- Ensino Médio
Aula 1- Ondas- Ensino MédioAula 1- Ondas- Ensino Médio
Aula 1- Ondas- Ensino Médio
cerejn
 
A Luz Powerpoint
A Luz PowerpointA Luz Powerpoint
A Luz Powerpoint
8ºC
 
Trabalho De Física - Ondas
Trabalho De Física - OndasTrabalho De Física - Ondas
Trabalho De Física - Ondas
guest64e0de
 
Nvidia GTC 2014 Talk
Nvidia GTC 2014 TalkNvidia GTC 2014 Talk
Nvidia GTC 2014 Talk
William Brouwer
 
Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007
Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007
Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007
Fastleader
 
Hisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisë
Hisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisëHisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisë
Hisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisëLibra Islame
 
Curing Shopper Boredom
Curing Shopper BoredomCuring Shopper Boredom
Curing Shopper Boredom
Lisa Roberts
 
Kauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaita
Kauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaitaKauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaita
Kauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaita
Kauno_miesto_savivaldybe
 

Destaque (20)

Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3Ondas aulas 1, 2 e 3
Ondas aulas 1, 2 e 3
 
Optica hecht
Optica hechtOptica hecht
Optica hecht
 
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas EletromagnéticasPower Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
 
Ondas electromagneticas e mecânicas
Ondas electromagneticas e mecânicasOndas electromagneticas e mecânicas
Ondas electromagneticas e mecânicas
 
Trabalho ondas eletromagneticas 1
Trabalho  ondas eletromagneticas 1Trabalho  ondas eletromagneticas 1
Trabalho ondas eletromagneticas 1
 
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - FísicaOndas Eletromagnéticas e Acústica - Física
Ondas Eletromagnéticas e Acústica - Física
 
Espectro eletromagnético
Espectro eletromagnéticoEspectro eletromagnético
Espectro eletromagnético
 
Espectros, radiação e energia
Espectros, radiação e energiaEspectros, radiação e energia
Espectros, radiação e energia
 
Espectros
EspectrosEspectros
Espectros
 
Espectro eletromagnético
Espectro eletromagnéticoEspectro eletromagnético
Espectro eletromagnético
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Aula 1- Ondas- Ensino Médio
Aula 1- Ondas- Ensino MédioAula 1- Ondas- Ensino Médio
Aula 1- Ondas- Ensino Médio
 
A Luz Powerpoint
A Luz PowerpointA Luz Powerpoint
A Luz Powerpoint
 
Trabalho De Física - Ondas
Trabalho De Física - OndasTrabalho De Física - Ondas
Trabalho De Física - Ondas
 
Nvidia GTC 2014 Talk
Nvidia GTC 2014 TalkNvidia GTC 2014 Talk
Nvidia GTC 2014 Talk
 
Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007
Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007
Kuidas Targad Juhid Tegutsevad 2007
 
Hisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisë
Hisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisëHisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisë
Hisham Muhamed Tilbete - Mrekullia e Kur'anit në çështje të astronomisë
 
Curing Shopper Boredom
Curing Shopper BoredomCuring Shopper Boredom
Curing Shopper Boredom
 
Kauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaita
Kauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaitaKauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaita
Kauno miesto savivaldybės 100 dienų ataskaita
 

Semelhante a Ondas eletromagnéticas

Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas
carlamvcaseiro
 
Física 2º ano ensino médio ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...
Física 2º ano ensino médio   ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...Física 2º ano ensino médio   ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...
Física 2º ano ensino médio ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...
Tiago Gomes da Silva
 
F
FF
{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético
{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético
{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético
Lilian De Figueiredo Carneiro
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
RodolfoFUT9
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
LucasOliveira619243
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma ondaOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Giovane Silva
 
Ondas 2012
Ondas 2012Ondas 2012
Ondas 2012
Isabella Silva
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagação
ANDERSONSILV
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagação
ANDERSONSILV
 
Ondulatoria 9 ano
Ondulatoria   9 anoOndulatoria   9 ano
Ondulatoria 9 ano
Lina Magalhaes
 
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas EletromagnéticasPower Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
dualschool
 
ONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE
ONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTREONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE
ONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE
Fábio Ribeiro
 
Analise espectro eletromagnética
Analise espectro eletromagnéticaAnalise espectro eletromagnética
Analise espectro eletromagnética
UERGS
 
Cartilhas uca.3-propagacao-de-ondas
Cartilhas uca.3-propagacao-de-ondasCartilhas uca.3-propagacao-de-ondas
Cartilhas uca.3-propagacao-de-ondas
ismaelfurtado
 
Capítulo 3 2014_pos
Capítulo 3 2014_posCapítulo 3 2014_pos
Capítulo 3 2014_pos
Gilberto Pimentel
 
onda
ondaonda
Ondas trabalho
Ondas   trabalhoOndas   trabalho
Ondas trabalho
Manoella Aluízio
 
Ondulatoria 3°ano
Ondulatoria   3°anoOndulatoria   3°ano
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
cristbarb
 

Semelhante a Ondas eletromagnéticas (20)

Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas Ondas eletromagnéticas
Ondas eletromagnéticas
 
Física 2º ano ensino médio ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...
Física 2º ano ensino médio   ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...Física 2º ano ensino médio   ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...
Física 2º ano ensino médio ondulatória comprimento, frequência, amplitude e...
 
F
FF
F
 
{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético
{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético
{Fc3 f114c d478-4218-b71d-8cd6fd9d486d}-o espectro eletromagnético
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.pptOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda.ppt
 
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma ondaOndulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
Ondulatória comprimento, frequência, amplitude e período de uma onda
 
Ondas 2012
Ondas 2012Ondas 2012
Ondas 2012
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagação
 
Biofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagaçãoBiofísica ondas pertubação e propagação
Biofísica ondas pertubação e propagação
 
Ondulatoria 9 ano
Ondulatoria   9 anoOndulatoria   9 ano
Ondulatoria 9 ano
 
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas EletromagnéticasPower Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
Power Point - PP 2009 Ondas Eletromagnéticas
 
ONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE
ONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTREONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE
ONDAS E CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE
 
Analise espectro eletromagnética
Analise espectro eletromagnéticaAnalise espectro eletromagnética
Analise espectro eletromagnética
 
Cartilhas uca.3-propagacao-de-ondas
Cartilhas uca.3-propagacao-de-ondasCartilhas uca.3-propagacao-de-ondas
Cartilhas uca.3-propagacao-de-ondas
 
Capítulo 3 2014_pos
Capítulo 3 2014_posCapítulo 3 2014_pos
Capítulo 3 2014_pos
 
onda
ondaonda
onda
 
Ondas trabalho
Ondas   trabalhoOndas   trabalho
Ondas trabalho
 
Ondulatoria 3°ano
Ondulatoria   3°anoOndulatoria   3°ano
Ondulatoria 3°ano
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 

Mais de Lucas Sabadini

4G e LTE (Long Term Evolution)
4G e LTE (Long Term Evolution)4G e LTE (Long Term Evolution)
4G e LTE (Long Term Evolution)
Lucas Sabadini
 
Processamento de Imagens - Filtro Laplaciano
Processamento de Imagens - Filtro LaplacianoProcessamento de Imagens - Filtro Laplaciano
Processamento de Imagens - Filtro Laplaciano
Lucas Sabadini
 
Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...
Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...
Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...
Lucas Sabadini
 
Algorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNA
Algorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNAAlgorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNA
Algorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNA
Lucas Sabadini
 
Projeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo SilvaProjeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Lucas Sabadini
 
Projeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo SilvaProjeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Lucas Sabadini
 
Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...
Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...
Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...
Lucas Sabadini
 
Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...
Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...
Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...
Lucas Sabadini
 
Organização de congresso dos estudantes de administração
Organização de congresso dos estudantes de administraçãoOrganização de congresso dos estudantes de administração
Organização de congresso dos estudantes de administração
Lucas Sabadini
 
Globalização - O mundo em nossas mãos
Globalização - O mundo em nossas mãosGlobalização - O mundo em nossas mãos
Globalização - O mundo em nossas mãos
Lucas Sabadini
 
Estoque mínimo
Estoque mínimoEstoque mínimo
Estoque mínimo
Lucas Sabadini
 
Adminstradores: Andrew Grove
Adminstradores: Andrew GroveAdminstradores: Andrew Grove
Adminstradores: Andrew Grove
Lucas Sabadini
 
Código de defesa do consumidor
Código de defesa do consumidorCódigo de defesa do consumidor
Código de defesa do consumidor
Lucas Sabadini
 
Sistemas Operacionais - Windows seven
Sistemas Operacionais - Windows sevenSistemas Operacionais - Windows seven
Sistemas Operacionais - Windows seven
Lucas Sabadini
 
Escolas literárias
Escolas literáriasEscolas literárias
Escolas literárias
Lucas Sabadini
 
Manifestações culturais: modernismo brasileiro
Manifestações culturais: modernismo brasileiroManifestações culturais: modernismo brasileiro
Manifestações culturais: modernismo brasileiro
Lucas Sabadini
 
Sistema de gestão acadêmico
Sistema de gestão acadêmicoSistema de gestão acadêmico
Sistema de gestão acadêmico
Lucas Sabadini
 
Algoritmos de substituição de páginas: ótimo e nur
Algoritmos de substituição de páginas: ótimo e nurAlgoritmos de substituição de páginas: ótimo e nur
Algoritmos de substituição de páginas: ótimo e nur
Lucas Sabadini
 
Escalonadores e suas categorias
Escalonadores e suas categoriasEscalonadores e suas categorias
Escalonadores e suas categorias
Lucas Sabadini
 
Grandes Corporações da Tecnologia - Asus
Grandes Corporações da Tecnologia - AsusGrandes Corporações da Tecnologia - Asus
Grandes Corporações da Tecnologia - Asus
Lucas Sabadini
 

Mais de Lucas Sabadini (20)

4G e LTE (Long Term Evolution)
4G e LTE (Long Term Evolution)4G e LTE (Long Term Evolution)
4G e LTE (Long Term Evolution)
 
Processamento de Imagens - Filtro Laplaciano
Processamento de Imagens - Filtro LaplacianoProcessamento de Imagens - Filtro Laplaciano
Processamento de Imagens - Filtro Laplaciano
 
Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...
Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...
Sistema de Monitoramento da Utilização de Dispositivo de Segurança Veicular C...
 
Algorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNA
Algorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNAAlgorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNA
Algorítmo de Identificação de Imagens Através da Implementação de RNA
 
Projeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo SilvaProjeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto consciência negra - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
 
Projeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo SilvaProjeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
Projeto prevenção também se ensina - E.E. Prof. Carlos de Arnaldo Silva
 
Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...
Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...
Trabalho de Conclusão de Curso Técnico em Administração: Utilização da Tecnol...
 
Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...
Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...
Pré-banca TCC Técnico em Administração - Gestão Hospitalar com a Utilização d...
 
Organização de congresso dos estudantes de administração
Organização de congresso dos estudantes de administraçãoOrganização de congresso dos estudantes de administração
Organização de congresso dos estudantes de administração
 
Globalização - O mundo em nossas mãos
Globalização - O mundo em nossas mãosGlobalização - O mundo em nossas mãos
Globalização - O mundo em nossas mãos
 
Estoque mínimo
Estoque mínimoEstoque mínimo
Estoque mínimo
 
Adminstradores: Andrew Grove
Adminstradores: Andrew GroveAdminstradores: Andrew Grove
Adminstradores: Andrew Grove
 
Código de defesa do consumidor
Código de defesa do consumidorCódigo de defesa do consumidor
Código de defesa do consumidor
 
Sistemas Operacionais - Windows seven
Sistemas Operacionais - Windows sevenSistemas Operacionais - Windows seven
Sistemas Operacionais - Windows seven
 
Escolas literárias
Escolas literáriasEscolas literárias
Escolas literárias
 
Manifestações culturais: modernismo brasileiro
Manifestações culturais: modernismo brasileiroManifestações culturais: modernismo brasileiro
Manifestações culturais: modernismo brasileiro
 
Sistema de gestão acadêmico
Sistema de gestão acadêmicoSistema de gestão acadêmico
Sistema de gestão acadêmico
 
Algoritmos de substituição de páginas: ótimo e nur
Algoritmos de substituição de páginas: ótimo e nurAlgoritmos de substituição de páginas: ótimo e nur
Algoritmos de substituição de páginas: ótimo e nur
 
Escalonadores e suas categorias
Escalonadores e suas categoriasEscalonadores e suas categorias
Escalonadores e suas categorias
 
Grandes Corporações da Tecnologia - Asus
Grandes Corporações da Tecnologia - AsusGrandes Corporações da Tecnologia - Asus
Grandes Corporações da Tecnologia - Asus
 

Último

PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
Momento da Informática
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
2m Assessoria
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 

Último (10)

PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - ADSIS - ESTRUTURA DE DADOS II - 52_2024.docx
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 

Ondas eletromagnéticas

  • 1. LUCAS MARTINS SABADINI MATEUS BONI DIAS MATEUS MATIAS CRIADO OTAVIO DA SILVA CAVALCANTE WANDER PEREIRA
  • 2. 1. DEFINIÇÃO 2. CLASSIFICAÇÃO 3. DIMENSÃO 4. PROPAGAÇÃO 5. NATUREZA 6. CARACTERÍSTICAS 7. PROPRIEDADES 8. ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO 9. ONDAS DE RÁDIO 10. MICRO-ONDAS 11. LUZ VISÍVEL 12. ULTRAVIOLETA 13. RAIOS X 14. RAIOS GAMA 15. REFERÊNCIAS  ROTEIRO 2
  • 3. • Onda é um movimento causado por uma perturbação; • Se propaga através de um meio. Exemplo: quando joga-se uma pedra em um lago de águas calmas, o impacto causará uma perturbação na água, fazendo com que ondas circulares se propagem pela superfície da água. • Existem vários tipos de ondas: luz, rádio, televisão, ultravioletas, som, raios x, etc. Ondas  DEFINIÇÃO Vídeo 1 – Ondas carregam toda a informação do universo - O Universo Conectado Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=fnHfWwpRlsg 3
  • 4. UNIDIMENSIONAIS: Se propagam em apenas uma direção. Exemplo: ondas formadas numa corda. Ondas  CLASSIFICAÇÃO - DIMENSÃO Figura 1 – Ondas unidimensionais Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/fisica/a-classificacao-das-ondas.htm 4
  • 5. BIDIMENSIONAIS Se propagam ao longo de um plano. Exemplo: ondas formadas na superfície de um lago. Ondas  CLASSIFICAÇÃO - DIMENSÃO Figura 2 – Ondas bidimensionais Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/fisica/a-classificacao-das-ondas.htm 5
  • 6. TRIDIMENSIONAIS Se propagam em todas as direções. Exemplo: ondas sonoras, ondas eletromagnéticas. . Ondas  CLASSIFICAÇÃO - DIMENSÃO Figura 3 – Ondas tridimensionais Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/fisica/a-classificacao-das-ondas.htm 6
  • 7. LONGITUDINAIS Figura 4 – Direção de vibração e propagação de ondas longitudinais Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica Ondas  CLASSIFICAÇÃO - PROPAGAÇÃO São ondas causadas por vibrações com mesma direção da propagação, como as ondas sonoras. 7
  • 8. TRANSVERSAIS Ondas  CLASSIFICAÇÃO - PROPAGAÇÃO São as que são causadas por vibrações perpendiculares à propagação da onda, como, por exemplo, em uma corda: Figura 5 – Direção de propagação ondas transversais Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica 8
  • 9. MECÂNICA Ondas  CLASSIFICAÇÃO - NATUREZA Vídeo 2 – Ondas sonoras – Conceitos básicos Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=s2kCo-YCsf0 São ondas que necessitam de um meio material para se propagar, ou seja, sua propagação envolve o transporte de energia cinética e potencial e depende da elasticidade do meio. Por isto não é capaz de propagar-se no vácuo. Exemplos são os que acontecem em molas e cordas, sons e em superfícies de líquidos. 9
  • 10. ELETROMAGNÉTICA Ondas  CLASSIFICAÇÃO - NATUREZA São ondas geradas por cargas elétricas oscilantes e sua propagação não depende do meio em que se encontram, podendo propagar-se no vácuo e em determinados meios materiais. Alguns exemplos são as ondas de rádio, de radar, os raios x e as micro-ondas. Figura 6 – Ondas eletromagnéticas Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica 10 Vídeo 3 – Representação do vetor campo elétrico de uma onda eletromagnética Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Campo_eletromagn%C3%A9tico
  • 11. • Os pontos mais altos da curva sinusoidal são denominados picos. • A parte mais alta de uma onda, na direção positiva é denominada crista. • A direção negativa é chamada de cavado. • A parte da frente da onda, no sentido do deslocamento, é denominada bordo anterior. • A parte de trás da onda é o bordo posterior. Figura 7 – Nomenclatura da Onda Sinusoidal Fonte: Noções sobre geração, transmissão, propagação e recepção das ondas eletromagnéticas e acústicas Ondas  CARACTERÍSTICAS Vídeo 4 – Onda Senoidal Fonte: http://www.politicaysociedad.net/ 11
  • 12. Figura 8 – Terminologia da Onda Eletromagnética Fonte: Noções sobre geração, transmissão, propagação e recepção das ondas eletromagnéticas e acústicas Ondas  PROPRIEDADES • Ciclo é a sequência completa de valores, de crista a crista, de cavalo a cavalo, ou de nulo a nulo. • Comprimento da onda é a distância horizontal de crista a crista, ou de cavalo a cavalo consecutivos. É medido em metros e seus submúltiplos. A distância percorrida pela energia durante um ciclo é o comprimento da onda. • Amplitude da onda é a distância vertical entre um ponto da onda e a linha zero (eixo dos X); é, assim, a altura da onda e indica a sua intensidade (força) no ponto considerado. • Período da onda é o tempo gasto para completar um ciclo. 12
  • 13. Figura 9 – Dois Ciclos da Curva Sinusoidal, Mostrando as Amplitudes da Onda a Cada 30º de Fase Fonte: Noções sobre geração, transmissão, propagação e recepção das ondas eletromagnéticas e acústicas Ondas  PROPRIEDADES • Frequência (f) é o número de ciclos completados na unidade de tempo. Em se tratando de ondas eletromagnéticas, a unidade de tempo normalmente usada é o segundo. Na faixa de rádio do espectro eletromagnético, as frequências são medidas em Hertz (Hz), que corresponde a 1 ciclo por segundo. • Fase é a quantidade que um ciclo progrediu desde uma origem especificada. É geralmente medida em unidades angulares, correspondendo um ciclo completo a 360º. A fase alcança 90º na crista da onda; 180º quando a amplitude é novamente zero; 270º no cavado e 360º quando volta de novo a zero. • Se tivermos duas ondas com o mesmo ângulo de fase, diremos que as mesmas estão em fase. Se os ângulos de fase forem diferentes, com relação a uma origem comum, diz-se que as ondas estão fora de fase, ou defasadas. 13
  • 14. Ondas  PROPRIEDADES • Para calcular a velocidade das ondas de energia eletromagnética devem ser consideradas as características do meio através do qual se deslocam. • Maxwell descobriu velocidade de propagação das ondas, aproximadamente 3x108 m/seg, ou 300.000 km/seg. • Pela própria definição de frequência da onda eletromagnética (número de ciclos completados na unidade de tempo), pode-se concluir que o comprimento de onda será tanto menor quanto maior for a frequência. • Assim, o valor do comprimento de onda está diretamente relacionado à frequência e à velocidade de propagação. A Frequência é medida em Hertz (ciclos/seg). Assim, o comprimento de onda em metros será: l = 14
  • 15. Ondas Eletromagnéticas  PROPRIEDADES • Cada frequência eletromagnética é irradiada em um comprimento de onda próprio, ou seja, a cada frequência corresponde um determinado comprimento de onda. • O conjunto total das frequências das radiações eletromagnéticas constitui o espectro eletromagnético, ou espectro de frequências. • Uma onda eletromagnética depende, sobretudo, da sua frequência e do correspondente comprimento de onda. Vídeo 5 – Quer que desenhe Espectro eletromagnético Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=3po0Ek5aPKE 15
  • 16.  ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO Figura 10 – Espectro Eletromagnético Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Espectro_eletromagn%C3%A9tico 16
  • 17. Ondas Eletromagnéticas  ONDAS DE RÁDIO • São também denominadas ondas hertzianas e popularmente conhecidas como ondas de radiofrequência ou simplesmente ondas de rádio. • Podem ser produzidas por correntes elétricas de que oscilam rapidamente (ou seja, correntes elétricas de alta frequência) em um condutor (como uma antena); • A faixa das frequências apropriadas para utilização em transmissões de rádio é denominada de espectro das ondas de rádio ou faixa de rádio frequências; • Estende-se de 10 kHz (10.000 ciclos/segundo) a 300.000 MHz (300.000 megaciclos/segundo); Vídeo 6 – Sistema de Rádio AM-FM (Adaptado) Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Onda_de_r%C3%A1dio • Principais aplicações: transmissões de rádio e televisão, telefonia móvel, áudio, vídeo, radionavegação, serviços de emergência e transmissão de dados por rádio digital, tanto no âmbito civil como militar. Também são utilizadas por radioamadores; 17
  • 18. Ondas Eletromagnéticas  MICRO-ONDAS • São ondas de alta frequência, do mesmo tipo das ondas de rádio, porém muito curtas; • Não são fonte de calor, mas sim de energia, tem comprimento de onda de 1 mm a 300 mm, frequência de 109 Hz até 1011 Hz; • Possuem principal aplicação em telecomunicações, telefonia e de televisão, Bluetooth, WIFI, WiMAX, radares; • Porém a aplicação mais conhecida é o Forno de Micro-Ondas, que usa um gerador de micro- ondas do tipo magnetron para produzir micro-ondas em uma frequência de aproximadamente 2,45 GHz para cozinhar os alimentos. Vídeo 7– Fi5ica Explica - Como funciona o forno de micro-ondas? http: https://www.youtube.com/watch?v=Gc5xbEQ1QTY • Esse processo faz com que as moléculas de água e outras substâncias presentes nos alimentos vibrem. Esta vibração cria um calor que aquece o alimento. 18
  • 19. Ondas Eletromagnéticas  INFRAVERMELHO • Foi descoberta em 1800 pelo astrônomo inglês William Herschel; • Ele colocou um termômetro de mercúrio no espectro obtido por um prisma de cristal para medir o calor emitido por cada cor. Assim descobriu que o calor era mais forte ao lado do vermelho do espectro, observando que ali não havia luz; • Não é percebida na forma de luz pelo olho humano, mas pelo calor, através de terminações nervosas da pele, conhecidas como termorreceptores; • Quanto mais alta a temperatura do objeto maior será a radiação infravermelha emitida; • As câmeras termográficas infravermelhas produzem imagens visuais dessa radiação e podem calcular medições precisas de temperatura sem contato com o objeto. Figura 11– Electromagnetic Spectrum Infographichttp (adaptado) https://infograph.venngage.com/p/19023/electromagnetic-spectrum-infographic 19
  • 20. Ondas Eletromagnéticas  ESPECTRO VISÍVEL • Também chamada de espectro óptico, é a porção do espectro eletromagnético cuja radiação é composta por fótons capazes de sensibilizar o olho humano; • Isaac Newton percebeu que a luz se propagava em linha reta e descobriu, também, que, ao atravessar um prisma de vidro, a luz solar branca sofria dispersão e se decompunha, nas cores do arco-íris; • A velocidade de propagação da luz é de 3,0 x 108 m/s; Figura 12 – Prisma refletindo a luz (adaptado) Fonte: http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica Vídeo 8 – Dispersão da Luz granular (conceitual) Fonte: https://gifsdefisica.wordpress.com/otica/ 20
  • 21. Ondas Eletromagnéticas  ULTRAVIOLETA • Possui um comprimento de onda de 200 a 400nm • Sua frequência é maior que a luz visível (daí o nome ultravioleta, pois o violeta é a cor de maior frequência que a visão humana consegue enxergar); • É a radiação mais energética emitidas pelo sol, por isso apresenta mais perigos para diversas formas de vida da superfície terrestre; • Mas, felizmente, contamos com uma importante proteção contra os malefícios provocados pela incidência desses raios, que é a camada de ozônio (O3); • A radiação ultravioleta pode ser classificada em três tipos: UVA, UVB e UVC. Figura 13 – Divisão dos Raios Ultravioleta Fonte: http://raios-ultravioleta.info/o-que-sao-raios-ultravioleta.html 21
  • 22. Ondas Eletromagnéticas  RAIOS X • A primeira radiografia da história ocorreu em 1895, feita pelo físico alemão Wilheelm Conrad Rontgen, lhe rendendo o prêmio Nobel de física em 1901; Vídeo 9 – Raio X de punho e mão Fonte: http://www.megacurioso.com.br/gifs-animados/45269 -veja-gifs-surpreendentes-de-raios-x-de-articulacoes-em-movimento.htm • Foi através do estudo da luminescência por raios catódicos num tubo de Crookes que Conrad descobriu os Raios X; • Essa denominação X foi usada pois não se conhecia a natureza da luz descoberta; • São capazes de atravessar tecidos de baixa densidade como a carne humana, mas não tecidos de densidade maior, como o tecido ósseo; • Os elétrons com energia são acelerados e então emitem ondas eletromagnéticas que são os raios X; • Sua principal aplicação é na medicina, através de radiografias. 22
  • 23. Ondas Eletromagnéticas  RAIOS GAMA • São produzidos por elementos químicos radioativos, como o urânio ou o polônio; • Apresentam comprimentos de onda muito baixos, da ordem de picômetros (10−12), aumentando seu poder de penetração; Figura 14 – Penetração de raios Alfa, Beta e Gama Fonte: https://murlocks.files.wordpress.com/2012/09/tiposrad_bio-bcg.png • A radiação gama é produzida pela transição de um estado excitado para um de menor excitação, porém no núcleo; • É comum ter-se uma emissão Alfa seguida por uma Gama, ou uma emissão Beta seguida por uma Gama; • A radiação Alfa é barrada facilmente por uma folha de papel; a Beta, por uma chapa de alumínio, e a Gama, por uma chapa grossa de chumbo; • Possui aplicação na esterilização de equipamentos médicos e hospitalares, assim como em determinados alimentos. 23
  • 24.  REFERÊNCIAS http://brasilescola.uol.com.br/fisica/raios-x.htm http://www.infoescola.com/fisica/raios-x/ http://www.flir.com/thermography/americas/br/view/?id=55680 https://gifsdefisica.wordpress.com/otica/ http://www.coladaweb.com/fisica/ondas/luz-visivel http://www.sofisica.com.br/conteudos/Ondulatoria/Ondas/classificacao.php http://www.infoescola.com/fisica/radiacao-ultravioleta/ http://raios-ultravioleta.info/ http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?ID=21 http://www.cetesb.sp.gov.br/userfiles/file/laboratorios/fiea/radiacao_uv_portugues.pdf http://raios-ultravioleta.info/o-que-sao-raios-ultravioleta.html https://murlocks.wordpress.com/2012/09/06/hulk-e-os-efeitos-da-radiacao-gama/ http://www.infoescola.com/fisica-nuclear/radiacao-gama/ http://pt.slideshare.net/skarson60/ondas-eletromagnticas-e-acstica-fsica http://rubenatureza.blogspot.com.br/2015/09/ondas-eletromagneticas.html http://www.coladaweb.com/fisica/ondas/microondas 24