SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
ENERGIA
RENOVÁVEL
CONSUMO MUNDIAL DE ENERGIA
ENERGIA RENOVÁVEL
O QUE É???
É a energia que vem de recursos que não se esgotam, como a energia
solar, a energia muscular (esforço humano ou animal), a energia dos
vegetais (biomassa), da correnteza dos rios (hidráulica), dos ventos
(eólica) do calor interno do planeta (geotérmica), entre outras.
ENERGIA RENOVÁVEL
• É uma excelente alternativa na luta contra a poluição
atmosférica e o aquecimento global, uma vez que não libera (ou
libera poucos) gases ou resíduos que contribuem para o
aquecimento global. Por isso, a energia renovável é também
chamada de energia limpa.
ENERGIA RENOVÁVEL
• Diferentes países têm diferentes potencialidades energéticas.
Portanto, a utilização desses recursos requer investimentos
consideráveis no tratamento e redes de distribuição.
ENERGIA RENOVÁVEL NO BRASIL

• O Brasil possui a matriz energética mais renovável do mundo industrializado.
45,3% de sua produção é proveniente de fontes como recursos
hídricos, biomassa e etanol, além das energias eólica e solar.


• As usinas hidrelétricas são responsáveis pela geração de mais de 75% da
eletricidade do País. Contudo, essas usinas também provocam impactos
ambientais ao deslocarem os cursos d’ água e populações inteiras para serem
instaladas.
Principais fontes de
 energia renovável
ENERGIA SOLAR
Além de gerar eletricidade, o sol pode ser usado como aquecedor de
água e de casas em países de clima frio. Maiores produtores: Japão e
EUA.
PRÓS: fonte inesgotável de energia; equipamentos de baixa
manutenção; abastece locais aonde a rede elétrica comum não chega.
CONTRAS: produção interrompida à noite e diminuída em dias de
chuva, neve ou em locais com poucas horas de sol.
ENERGIA SOLAR
ENERGIA EÓLICA
O vento gira as pás de um gigantesco cata-vento, que aciona um

gerador,    produzindo     corrente     elétrica.    Maiores     produtores:

Alemanha, Espanha e EUA. Também é bastante usada na Dinamarca. No

Brasil, Ceará e Fernando de Noronha são os pioneiros.

PRÓS: fonte inesgotável de energia; abastece locais aonde a rede elétrica

comum não chega.

CONTRAS: poluição visual (um parque eólico pode ter centenas de cata-

ventos) e, às vezes, sonora (alguns cata-ventos são muito barulhentos); morte

de pássaros (que, muitas vezes, se chocam com as pás dos cata-ventos).
ENERGIA EÓLICA
ENERGIA DAS MARÉS
As águas do mar movimentam uma turbina, que aciona um gerador de

eletricidade. Alguns países como França, Portugal, Alemanha e Japão já

utilizam em pequena escala a energia das marés.

PRÓS: fonte de energia abundante capaz de abastecer milhares de cidades

costeiras.

CONTRAS: o fornecimento de energia não é contínuo; apresentam baixo

rendimento; suas instalações podem interferir na navegação.



As centrais devem ser resistentes às intempéries e sensíveis para conseguir

energia de ondas de altitudes diferentes.
ENERGIA DAS MARÉS
ENERGIA GEOTÉRMICA
Vulcões, gêiseres e fontes termais são formas dessa fonte energética, que
pode ser aproveitada tanto para uso direto (aquecimento de prédios), como
na produção de energia elétrica. Islândia e Nova Zelândia são regiões onde há
uso direto dessa energia e em usinas de produção de energia elétrica.
Também existem usinas geotérmicas na Itália, Portugal, e Japão, entre outros
países.


   A produção de energia geotérmica tem como principal problema o
   tratamento da água do vapor servido, que contém boro, amônia e
   outros sólidos dissolvidos. A liberação desses resíduos pode
   contaminar as águas próximas à usina. Também são liberados gases
   sulfurosos e prejudiciais ao homem.
ENERGIA GEOTÉRMICA
BIOMASSA, A BIOENERGIA
Entre as formas de obtenção da bioenergia estão a combustão, a
gaseificação, a fermentação e a produção de substâncias líquidas
a partir da biomassa (Lixo orgânico, lixo industrial, bagaço de
cana, madeira, casca de arroz e outros resíduos vegetais ou
animais).


Como substâncias líquidas destaca-se a produção de etanol a
partir do bagaço de cana.
BIOMASSA, A BIOENERGIA
ENERGIA DE BIOCOMBUSTÍVEIS

Produção de biodiesel para veículos automotores a partir da

mamona, amendoim, soja e sementes de girassol. O Brasil está entre

os maiores produtores mundiais.

PRÓS: substitui diretamente o petróleo; os vegetais usados na

fabricação   absorvem   CO2       em   sua   fase   de   crescimento.

CONTRA: produção da matéria-prima ocupa terras destinadas a plantio

de alimentos.
ENERGIA DE BIOCOMBUSTÍVEIS
Hillary Clinton anuncia iniciativa para
        financiar energia limpa na África




“Todos dizem que são a favor da energia limpa, mas chegou a hora de agir. A África é
abençoada com recursos naturais abundantes, no entanto, apenas um em cada quatro
domicílios africanos tem energia”. (Hillary Clinton, Secretária de Estado Americana).
Debate sobre “Energia Sustentável
        para Todos” na Rio+20
Do encontro saíram três recomendações que foram apresentadas aos Chefes
de Estado e de Governo:


•Estabelecer metas ambiciosas para avançar o uso de energias renováveis.
(Membros da sociedade civil).
•Tomar medidas concretas para eliminar subsídios a combustíveis fósseis.
(Votações realizadas pela internet).
• Incrementar investimentos e vontade política para garantir acesso
universal, igualitário e barato a serviços de energia sustentável para todos até
2030. (Fruto dos debates).
Debate sobre “Energia Sustentável
        para Todos” na Rio+20
“A indústria da energia renovável movimenta anualmente US$ 257 bilhões e
gera cinco milhões de empregos. Hoje, 17% da energia consumida no mundo
é renovável”. (Christine Lins, secretária-executiva da empresa austríaca
REN21).


“Hoje são consumidos 80 milhões de barris de petróleo/dia. Até
2050, seremos nove bilhões de pessoas no planeta, consumindo 180 milhões
barris/dia. Combustíveis fósseis não darão conta, o CO2 não seria absorvido e
o custo seria inviável”. (Kornelis Blok, fundador da Ecofys Group).
Debate sobre “Energia Sustentável
       para Todos” na Rio+20
“O acesso a combustíveis fósseis está restrito a alguns
países. Já a agricultura é muito mais ampla”. (Thomas
Nagy, vice-presidente executivo da Novozymes).
OBRIGADO PELA
  ATENÇÃO!!!
    JOÃO OLÍMPIO CALIMAN
      JULIANO BERNARDO
    KAIQUE PÍCOLI DADALTO
       REGINA WESTPHAL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
Professor
 
Energia elétrica
Energia elétricaEnergia elétrica
Energia elétrica
Professor
 

Mais procurados (20)

Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Matriz energética
Matriz energéticaMatriz energética
Matriz energética
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
 
Energia elétrica
Energia elétricaEnergia elétrica
Energia elétrica
 
Conferências ambientais
Conferências ambientaisConferências ambientais
Conferências ambientais
 
Energia nuclear
Energia nuclearEnergia nuclear
Energia nuclear
 
Os Recursos Naturais
Os Recursos NaturaisOs Recursos Naturais
Os Recursos Naturais
 
Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
 
Impactos ambientais
Impactos ambientaisImpactos ambientais
Impactos ambientais
 
Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
Energia Eólica - Cenário no Brasil
Energia Eólica  - Cenário no BrasilEnergia Eólica  - Cenário no Brasil
Energia Eólica - Cenário no Brasil
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 

Destaque (7)

Apresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveisApresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveis
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
 
Apresentação sobre o biogás
Apresentação sobre o biogásApresentação sobre o biogás
Apresentação sobre o biogás
 
Biogás
Biogás Biogás
Biogás
 
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao RenovaveisEnergias Renovaveis e Nao Renovaveis
Energias Renovaveis e Nao Renovaveis
 
Fontes de energias renováveis
Fontes de energias renováveisFontes de energias renováveis
Fontes de energias renováveis
 
Biogas production
Biogas productionBiogas production
Biogas production
 

Semelhante a Energia Renovável

energiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdf
energiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdfenergiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdf
energiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdf
NaiaraMendes13
 
Fontes de energia completo - g4 certo
Fontes de energia   completo - g4 certoFontes de energia   completo - g4 certo
Fontes de energia completo - g4 certo
blog_setimaf
 
Energia Elétrica Aula
Energia Elétrica AulaEnergia Elétrica Aula
Energia Elétrica Aula
Professor
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
tavarok86
 
Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.
guest69ca1e7
 
Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3
blog_setimaf
 

Semelhante a Energia Renovável (20)

energiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdf
energiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdfenergiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdf
energiarenovvel1-121214175714-phpapp02.pdf
 
ENERGIA RENOVÁVEL.pptxnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
ENERGIA  RENOVÁVEL.pptxnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnENERGIA  RENOVÁVEL.pptxnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
ENERGIA RENOVÁVEL.pptxnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
 
Fontes de energia completo - g4 certo
Fontes de energia   completo - g4 certoFontes de energia   completo - g4 certo
Fontes de energia completo - g4 certo
 
Objeto De Aprendizagem
Objeto De AprendizagemObjeto De Aprendizagem
Objeto De Aprendizagem
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Fontes de energia.pdf
Fontes de energia.pdfFontes de energia.pdf
Fontes de energia.pdf
 
Energia Elétrica Aula
Energia Elétrica AulaEnergia Elétrica Aula
Energia Elétrica Aula
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Energia
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Energiawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia -  Energia
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Energia
 
Cap 26 energia
Cap 26 energiaCap 26 energia
Cap 26 energia
 
cie_(2)__8°_ano_24093125.pdf
cie_(2)__8°_ano_24093125.pdfcie_(2)__8°_ano_24093125.pdf
cie_(2)__8°_ano_24093125.pdf
 
Energia limpa 22
Energia limpa 22Energia limpa 22
Energia limpa 22
 
Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.
 
A produção mundial de energia
A produção mundial de energiaA produção mundial de energia
A produção mundial de energia
 
Atividade geografia
Atividade geografiaAtividade geografia
Atividade geografia
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série CTrabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
Trabalho sobre tipos de energia - Gustavo 7ª série C
 
Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 

Último

Último (20)

Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 

Energia Renovável

  • 3. ENERGIA RENOVÁVEL O QUE É??? É a energia que vem de recursos que não se esgotam, como a energia solar, a energia muscular (esforço humano ou animal), a energia dos vegetais (biomassa), da correnteza dos rios (hidráulica), dos ventos (eólica) do calor interno do planeta (geotérmica), entre outras.
  • 4. ENERGIA RENOVÁVEL • É uma excelente alternativa na luta contra a poluição atmosférica e o aquecimento global, uma vez que não libera (ou libera poucos) gases ou resíduos que contribuem para o aquecimento global. Por isso, a energia renovável é também chamada de energia limpa.
  • 5. ENERGIA RENOVÁVEL • Diferentes países têm diferentes potencialidades energéticas. Portanto, a utilização desses recursos requer investimentos consideráveis no tratamento e redes de distribuição.
  • 6. ENERGIA RENOVÁVEL NO BRASIL • O Brasil possui a matriz energética mais renovável do mundo industrializado. 45,3% de sua produção é proveniente de fontes como recursos hídricos, biomassa e etanol, além das energias eólica e solar. • As usinas hidrelétricas são responsáveis pela geração de mais de 75% da eletricidade do País. Contudo, essas usinas também provocam impactos ambientais ao deslocarem os cursos d’ água e populações inteiras para serem instaladas.
  • 7. Principais fontes de energia renovável
  • 8. ENERGIA SOLAR Além de gerar eletricidade, o sol pode ser usado como aquecedor de água e de casas em países de clima frio. Maiores produtores: Japão e EUA. PRÓS: fonte inesgotável de energia; equipamentos de baixa manutenção; abastece locais aonde a rede elétrica comum não chega. CONTRAS: produção interrompida à noite e diminuída em dias de chuva, neve ou em locais com poucas horas de sol.
  • 10. ENERGIA EÓLICA O vento gira as pás de um gigantesco cata-vento, que aciona um gerador, produzindo corrente elétrica. Maiores produtores: Alemanha, Espanha e EUA. Também é bastante usada na Dinamarca. No Brasil, Ceará e Fernando de Noronha são os pioneiros. PRÓS: fonte inesgotável de energia; abastece locais aonde a rede elétrica comum não chega. CONTRAS: poluição visual (um parque eólico pode ter centenas de cata- ventos) e, às vezes, sonora (alguns cata-ventos são muito barulhentos); morte de pássaros (que, muitas vezes, se chocam com as pás dos cata-ventos).
  • 12. ENERGIA DAS MARÉS As águas do mar movimentam uma turbina, que aciona um gerador de eletricidade. Alguns países como França, Portugal, Alemanha e Japão já utilizam em pequena escala a energia das marés. PRÓS: fonte de energia abundante capaz de abastecer milhares de cidades costeiras. CONTRAS: o fornecimento de energia não é contínuo; apresentam baixo rendimento; suas instalações podem interferir na navegação. As centrais devem ser resistentes às intempéries e sensíveis para conseguir energia de ondas de altitudes diferentes.
  • 14. ENERGIA GEOTÉRMICA Vulcões, gêiseres e fontes termais são formas dessa fonte energética, que pode ser aproveitada tanto para uso direto (aquecimento de prédios), como na produção de energia elétrica. Islândia e Nova Zelândia são regiões onde há uso direto dessa energia e em usinas de produção de energia elétrica. Também existem usinas geotérmicas na Itália, Portugal, e Japão, entre outros países. A produção de energia geotérmica tem como principal problema o tratamento da água do vapor servido, que contém boro, amônia e outros sólidos dissolvidos. A liberação desses resíduos pode contaminar as águas próximas à usina. Também são liberados gases sulfurosos e prejudiciais ao homem.
  • 16. BIOMASSA, A BIOENERGIA Entre as formas de obtenção da bioenergia estão a combustão, a gaseificação, a fermentação e a produção de substâncias líquidas a partir da biomassa (Lixo orgânico, lixo industrial, bagaço de cana, madeira, casca de arroz e outros resíduos vegetais ou animais). Como substâncias líquidas destaca-se a produção de etanol a partir do bagaço de cana.
  • 18. ENERGIA DE BIOCOMBUSTÍVEIS Produção de biodiesel para veículos automotores a partir da mamona, amendoim, soja e sementes de girassol. O Brasil está entre os maiores produtores mundiais. PRÓS: substitui diretamente o petróleo; os vegetais usados na fabricação absorvem CO2 em sua fase de crescimento. CONTRA: produção da matéria-prima ocupa terras destinadas a plantio de alimentos.
  • 20. Hillary Clinton anuncia iniciativa para financiar energia limpa na África “Todos dizem que são a favor da energia limpa, mas chegou a hora de agir. A África é abençoada com recursos naturais abundantes, no entanto, apenas um em cada quatro domicílios africanos tem energia”. (Hillary Clinton, Secretária de Estado Americana).
  • 21. Debate sobre “Energia Sustentável para Todos” na Rio+20 Do encontro saíram três recomendações que foram apresentadas aos Chefes de Estado e de Governo: •Estabelecer metas ambiciosas para avançar o uso de energias renováveis. (Membros da sociedade civil). •Tomar medidas concretas para eliminar subsídios a combustíveis fósseis. (Votações realizadas pela internet). • Incrementar investimentos e vontade política para garantir acesso universal, igualitário e barato a serviços de energia sustentável para todos até 2030. (Fruto dos debates).
  • 22. Debate sobre “Energia Sustentável para Todos” na Rio+20 “A indústria da energia renovável movimenta anualmente US$ 257 bilhões e gera cinco milhões de empregos. Hoje, 17% da energia consumida no mundo é renovável”. (Christine Lins, secretária-executiva da empresa austríaca REN21). “Hoje são consumidos 80 milhões de barris de petróleo/dia. Até 2050, seremos nove bilhões de pessoas no planeta, consumindo 180 milhões barris/dia. Combustíveis fósseis não darão conta, o CO2 não seria absorvido e o custo seria inviável”. (Kornelis Blok, fundador da Ecofys Group).
  • 23. Debate sobre “Energia Sustentável para Todos” na Rio+20 “O acesso a combustíveis fósseis está restrito a alguns países. Já a agricultura é muito mais ampla”. (Thomas Nagy, vice-presidente executivo da Novozymes).
  • 24. OBRIGADO PELA ATENÇÃO!!! JOÃO OLÍMPIO CALIMAN JULIANO BERNARDO KAIQUE PÍCOLI DADALTO REGINA WESTPHAL