SlideShare uma empresa Scribd logo
AS ENERGIAS RENOVÁVEIS Trabalho elaborado por: Diogo Teodósio Leonardo Marques Ruben Bretes 9.º A
A Energia Renovável A energia renovável é aquela que é obtida de fontes naturais capazes de se regenerar, e portanto virtualmente inesgotáveis, ao contrário dos recursos não-renováveis.   Embora tenha como desvantagem os custos elevados da sua utilização,   outra grande vantagem é praticamente não poluir o ambiente.
A Energia Renovável Fontes Sol Vento Rios e correntes de água Mares e oceanos Matéria orgânica Calor da Terra
A Energia Renovável Tipos de energia Hidráulica Biomassa Solar Eólica Geotérmica Maremotriz Do hidrogénio
Energia Hidráulica A energia hidráulica é a energia obtida a partir da energia potencial de uma massa de água. A forma na qual ela se manifesta na natureza é nos fluxos de água, como rios e lagos e pode ser aproveitada por meio de um desnível ou queda d'água.
Energia Hidráulica A energia hidráulica obtém-se de forma semelhante à da energia maremotriz. São construídas barragens nos rios, criando um lago artificial. A água do rio passa através das pás das turbinas da barragem produzindo energia eléctrica.
Biomassa A biomassa é utilizada na produção de energia a partir de processos como a combustão de mat é ria - orgânic a.
A queima de biomassa provoca a liberação de  CO 2   para  a atmosfera, mas como este havia sido  antes  absorvido pelas plantas que  originaram  combustível, o balanço de emissões de CO 2  é  praticamente  nulo . Biomassa
Biomassa Exemplos de materiais usados: Lenha; B agaço da cana de açúcar ; Pó de serra ; Papéis já utilizados ; Galhos e folhas decorrentes da poda de árvores ; Casca de  a rroz ; Capim elefante . Embalagens de papelão  usadas;
Exemplos de produtos derivados da biomassa: Biomassa Bio-óleo ; Biogás ; Biomass-to-Liquids; Etanol Celulósico ; Bioetanol "comum“ ;   Biodiesel ; Óleo vegetal .
Energia Solar A energia solar é obtida pela luz do Sol,  que pode  ser captada com  colectores  solares  (para produzir energia térmica) e painéis fotovoltaicos (para produzir energia eléctrica). Os métodos da sua captura classificam-se em directos ou indirectos e em activos ou passivos.
Energia Solar Métodos directos:  há apenas uma transformação para fazer da energia solar um tipo de energia utilizável pelo homem ; Métodos indirectos: é precisa  mais d o que  uma transformação para que surja energia utilizável ;
Energia Solar Métodos activos:  apelam ao auxílio de dispositivos elétricos, mecânicos ou químicos para aumentar a efectividade da coleta . Os métodos indirectos são normalmente activos.
Energia Solar Métodos passivos:  são geralmente directos, apesar de envolverem (algumas vezes) fluxo em convecção, que é tecnicamente uma conversão de calor em energia mecânica.
Energia Eólica E nergia eólica é a energia obtida pela a c ção do vento, ou seja, através da utilização da energia cinética gerada  pelo vento. É obtida por aerogeradores, que são grandes turbinas que, ao serem movidas, produzem energia eléctrica através de um gerador.
Energia Geotérmica A energia geotérmica é a energia do interior da Terra.  C onsiste no aproveitamento de águas quentes e vapores para a produção de electricidade e calor , através de usinas geotérmicas.
Energia Geotérmica Fontes de energia geotérmica: Géiseres; Vapor seco; Rocha seca quente; Rocha húmida quente.
Energia Maremotriz É  a energia que se obtém a partir do movimento das ondas   ou da diferença de temperatura entre os níveis da água do mar. Ocorre devido à força gravitacional entre a Lua, a Terra e o Sol, que causam as marés .
Energia Maremotriz A energia é obtida de maneira semelhante à da energia hidroeléctrica. É construída uma barragem, criando um reservatório junto ao mar.
Energia Maremotriz Quando a maré sobe a água enche o reservatório, passando pelas turbinas da barragem e produzindo energia eléctrica. Quando a maré desce, é esvaziado, a água passa novamente pelas turbinas e produz mais energia.
Energia do Hidrogénio A energia do hidrogénio  (H 2 )  é a energia que se obtém da combinação do hidrogénio com o oxigénio produzindo vapor de água e libertando energia que é convertida em electricidade. Tem-se vindo cada vez mais a apostar no desenvolvimento de veículos a H 2  e existem vários protótipos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
João Paulo Luna
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
chiclete23
 
Recursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisRecursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveis
João Coutinho
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
Vivian Reis
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Usina termoelétrica
Usina termoelétricaUsina termoelétrica
Usina termoelétrica
Stefany Karolay
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
Raquel Alves
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
Luiz Henrique Ferreira
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
Pedro Peixoto
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
Iga Almeida
 
Energias
EnergiasEnergias
Matriz energética brasileira
Matriz energética brasileiraMatriz energética brasileira
Matriz energética brasileira
Daniel Moura
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
O mundo da FÍSICA
 
Matriz energética
Matriz energéticaMatriz energética
Matriz energética
Roney Gusmão
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
Rodrigo Pavesi
 
Energias renováveis -trabalho (1)
Energias renováveis -trabalho (1)Energias renováveis -trabalho (1)
Energias renováveis -trabalho (1)
Tomás Nini
 
Recursos Energéticos
Recursos EnergéticosRecursos Energéticos
Recursos Energéticos
Mariana Cordeiro
 
Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
Leandro A. Machado de Moura
 
Produção e consumo dos combustíveis fosseis
Produção e consumo dos combustíveis fosseisProdução e consumo dos combustíveis fosseis
Produção e consumo dos combustíveis fosseis
Professor
 
A água slide
A água slideA água slide
A água slide
kelrryma
 

Mais procurados (20)

Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
 
Recursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisRecursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveis
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
 
Usina termoelétrica
Usina termoelétricaUsina termoelétrica
Usina termoelétrica
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Matriz energética brasileira
Matriz energética brasileiraMatriz energética brasileira
Matriz energética brasileira
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Matriz energética
Matriz energéticaMatriz energética
Matriz energética
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
 
Energias renováveis -trabalho (1)
Energias renováveis -trabalho (1)Energias renováveis -trabalho (1)
Energias renováveis -trabalho (1)
 
Recursos Energéticos
Recursos EnergéticosRecursos Energéticos
Recursos Energéticos
 
Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
 
Produção e consumo dos combustíveis fosseis
Produção e consumo dos combustíveis fosseisProdução e consumo dos combustíveis fosseis
Produção e consumo dos combustíveis fosseis
 
A água slide
A água slideA água slide
A água slide
 

Semelhante a As Energias RenováVeis

Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02
Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02
Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02
Andorinho
 
Ruben
RubenRuben
recursos naturais
 recursos naturais recursos naturais
recursos naturais
analopo
 
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptxENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
JosephAntoineLavoisi
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
Pedro Henriques
 
Energias gabrielpereira
Energias gabrielpereiraEnergias gabrielpereira
Energias gabrielpereira
Gabriel Pereira
 
Energia3
Energia3Energia3
Energia3
aveca
 
Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.
guest69ca1e7
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
José Karllos
 
Energias renovveis4251
Energias renovveis4251Energias renovveis4251
Energias renovveis4251
João Agostinho
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
VitorJunqueira
 
Ana Luisa
Ana LuisaAna Luisa
Ana Luisa
VitorJunqueira
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
aveca
 
Energias renovaveis2
Energias renovaveis2Energias renovaveis2
Energias renovaveis2
aveca
 
Energia renovável
Energia renovávelEnergia renovável
Energia renovável
Edwin Juan
 
Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3
blog_setimaf
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
Pablo Jati
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
Espa Cn 8
 
A. p . energias renováveis
A. p . energias renováveisA. p . energias renováveis
A. p . energias renováveis
Luis Pedro
 
Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
Nataliana Cabral
 

Semelhante a As Energias RenováVeis (20)

Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02
Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02
Asenergiasrenovveis 090609184105-phpapp02
 
Ruben
RubenRuben
Ruben
 
recursos naturais
 recursos naturais recursos naturais
recursos naturais
 
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptxENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
 
Energias renovaveis
Energias renovaveisEnergias renovaveis
Energias renovaveis
 
Energias gabrielpereira
Energias gabrielpereiraEnergias gabrielpereira
Energias gabrielpereira
 
Energia3
Energia3Energia3
Energia3
 
Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
 
Energias renovveis4251
Energias renovveis4251Energias renovveis4251
Energias renovveis4251
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Ana Luisa
Ana LuisaAna Luisa
Ana Luisa
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Energias renovaveis2
Energias renovaveis2Energias renovaveis2
Energias renovaveis2
 
Energia renovável
Energia renovávelEnergia renovável
Energia renovável
 
Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3Fontes de energia - GRUPO 3
Fontes de energia - GRUPO 3
 
Energia fontes e formas de energia
Energia   fontes e formas de energiaEnergia   fontes e formas de energia
Energia fontes e formas de energia
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
 
A. p . energias renováveis
A. p . energias renováveisA. p . energias renováveis
A. p . energias renováveis
 
Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
 

Último

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 

Último (20)

28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 

As Energias RenováVeis

  • 1. AS ENERGIAS RENOVÁVEIS Trabalho elaborado por: Diogo Teodósio Leonardo Marques Ruben Bretes 9.º A
  • 2. A Energia Renovável A energia renovável é aquela que é obtida de fontes naturais capazes de se regenerar, e portanto virtualmente inesgotáveis, ao contrário dos recursos não-renováveis. Embora tenha como desvantagem os custos elevados da sua utilização, outra grande vantagem é praticamente não poluir o ambiente.
  • 3. A Energia Renovável Fontes Sol Vento Rios e correntes de água Mares e oceanos Matéria orgânica Calor da Terra
  • 4. A Energia Renovável Tipos de energia Hidráulica Biomassa Solar Eólica Geotérmica Maremotriz Do hidrogénio
  • 5. Energia Hidráulica A energia hidráulica é a energia obtida a partir da energia potencial de uma massa de água. A forma na qual ela se manifesta na natureza é nos fluxos de água, como rios e lagos e pode ser aproveitada por meio de um desnível ou queda d'água.
  • 6. Energia Hidráulica A energia hidráulica obtém-se de forma semelhante à da energia maremotriz. São construídas barragens nos rios, criando um lago artificial. A água do rio passa através das pás das turbinas da barragem produzindo energia eléctrica.
  • 7. Biomassa A biomassa é utilizada na produção de energia a partir de processos como a combustão de mat é ria - orgânic a.
  • 8. A queima de biomassa provoca a liberação de CO 2 para a atmosfera, mas como este havia sido antes absorvido pelas plantas que originaram combustível, o balanço de emissões de CO 2 é praticamente nulo . Biomassa
  • 9. Biomassa Exemplos de materiais usados: Lenha; B agaço da cana de açúcar ; Pó de serra ; Papéis já utilizados ; Galhos e folhas decorrentes da poda de árvores ; Casca de a rroz ; Capim elefante . Embalagens de papelão usadas;
  • 10. Exemplos de produtos derivados da biomassa: Biomassa Bio-óleo ; Biogás ; Biomass-to-Liquids; Etanol Celulósico ; Bioetanol "comum“ ; Biodiesel ; Óleo vegetal .
  • 11. Energia Solar A energia solar é obtida pela luz do Sol, que pode ser captada com colectores solares (para produzir energia térmica) e painéis fotovoltaicos (para produzir energia eléctrica). Os métodos da sua captura classificam-se em directos ou indirectos e em activos ou passivos.
  • 12. Energia Solar Métodos directos: há apenas uma transformação para fazer da energia solar um tipo de energia utilizável pelo homem ; Métodos indirectos: é precisa mais d o que uma transformação para que surja energia utilizável ;
  • 13. Energia Solar Métodos activos: apelam ao auxílio de dispositivos elétricos, mecânicos ou químicos para aumentar a efectividade da coleta . Os métodos indirectos são normalmente activos.
  • 14. Energia Solar Métodos passivos: são geralmente directos, apesar de envolverem (algumas vezes) fluxo em convecção, que é tecnicamente uma conversão de calor em energia mecânica.
  • 15. Energia Eólica E nergia eólica é a energia obtida pela a c ção do vento, ou seja, através da utilização da energia cinética gerada pelo vento. É obtida por aerogeradores, que são grandes turbinas que, ao serem movidas, produzem energia eléctrica através de um gerador.
  • 16. Energia Geotérmica A energia geotérmica é a energia do interior da Terra. C onsiste no aproveitamento de águas quentes e vapores para a produção de electricidade e calor , através de usinas geotérmicas.
  • 17. Energia Geotérmica Fontes de energia geotérmica: Géiseres; Vapor seco; Rocha seca quente; Rocha húmida quente.
  • 18. Energia Maremotriz É a energia que se obtém a partir do movimento das ondas ou da diferença de temperatura entre os níveis da água do mar. Ocorre devido à força gravitacional entre a Lua, a Terra e o Sol, que causam as marés .
  • 19. Energia Maremotriz A energia é obtida de maneira semelhante à da energia hidroeléctrica. É construída uma barragem, criando um reservatório junto ao mar.
  • 20. Energia Maremotriz Quando a maré sobe a água enche o reservatório, passando pelas turbinas da barragem e produzindo energia eléctrica. Quando a maré desce, é esvaziado, a água passa novamente pelas turbinas e produz mais energia.
  • 21. Energia do Hidrogénio A energia do hidrogénio (H 2 ) é a energia que se obtém da combinação do hidrogénio com o oxigénio produzindo vapor de água e libertando energia que é convertida em electricidade. Tem-se vindo cada vez mais a apostar no desenvolvimento de veículos a H 2 e existem vários protótipos.