SlideShare uma empresa Scribd logo
9o ano
Primeiro... Vamos conceituar COMBUSTÍVEL?
COMBUSTÍVEL = qualquer substância que reage com
o oxigênio (ou outro comburente) liberando energia,
usualmente de modo vigoroso, na forma
de calor, chamas e gases.
FONTE DE ENERGIA: recurso da natureza ou
artificial utilizado pela sociedade para a produção de
algum tipo de energia.
As fontes de energia podem ser classificadas
conforme a capacidade natural de reposição de seus
recursos. Existem, assim, as chamadas fontes
renováveis e as fontes não renováveis.
FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS
São aquelas em que a sua utilização e uso é renovável
e pode-se manter e ser aproveitado ao longo do
tempo sem possibilidade de esgotamento dessa
mesma fonte.
ENERGIA EÓLICA
Denomina-se energia eólica a energia
cinética contida nas massas de ar em
movimento (vento).
ENERGIA EÓLICA
Como é gerada
Grandes turbinas (aerogeradores), em formato de
cata-vento, são colocadas em locais abertos e com
boa quantidade de vento. Através de um gerador, o
movimento destas turbinas gera energia elétrica.
ENERGIA EÓLICA
Atualmente, apenas 1% da energia gerada no mundo provém
deste tipo de fonte. Porém, o potencial para exploração é
grande. Atualmente, a capacidade eólica mundial é de 238,4
GW (Gigawatts).
O país que mais gera energia eólica é a China (62,7 mil
megawatts).
O vento é uma fonte de energia limpa e inesgotável, porém,
ainda pouco utilizada pelo homem.
Para utilizar a energia eólica, é preciso que a região tenha
ventos constantes e fortes o suficiente.
ENERGIA SOLAR
A energia solar é uma boa opção na busca por alternativas
menos agressivas ao meio ambiente, pois consiste numa
fonte energética renovável e limpa (não emite poluente).
ENERGIA SOLARComo é gerada:
Sua obtenção ocorre de forma
direta ou indireta. A forma
direta de obtenção se dá através
de células fotovoltaicas,
geralmente feitas de silício. A
luz solar, ao atingir as células, é
diretamente convertida em
eletricidade.
Para obter energia elétrica a
partir do sol de forma indireta,
é necessária a construção de
usinas em áreas de grande
insolação, pois a energia solar
atinge a Terra de forma tão
difusa que requer captação em
grandes áreas. Nesses locais são
espalhadas centenas de
coletores solares.
ENERGIA SOLAR
Normalmente, a energia solar é utilizada em locais mais
isolados, secos e ensolarados. Em Israel,
aproximadamente 70% das residências possuem coletores
solares, outros países com destaque na utilização da
energia solar são os Estados Unidos, Alemanha, Japão e
Indonésia. No Brasil, a utilização de energia solar está
aumentando de forma significativa, principalmente o
coletor solar destinado para aquecimento de água.
ENERGIA HIDRÁULICA
Energia Hidráulica, também conhecida como energia hídrica
ou hidrelétrica, é aquela obtida através do aproveitamento da
energia potencia e cinética das correntes de água em rios,
mares ou quedas d’água. É considerada uma fonte de energia
renovável e limpa.
ENERGIA HIDRÁULICA
Como é obtida
A energia contida na água (potencial e cinética) é
transformada em energia elétrica através do movimento das
turbinas existentes nas usinas hidrelétricas.
ENERGIA HIDRÁULICA
A energia hidráulica no Brasil
Atualmente, cerca de 75% da energia elétrica produzida
no Brasil tem como fonte as usinas hidrelétricas. Rico em
rios com excelentes potenciais hidrelétricos, o Brasil
possui usinas em todas as regiões e continua investindo
nesta fonte de energia.
BIOMASSA
Chamamos de biomassa (ou massa biológica) a matéria
orgânica, de origem animal ou vegetal, que pode ser
utilizada na produção de energia: madeira, lenha, cana-de-
açúcar, milho, esterco, restos de alimentos e outros
elementos. A decomposição de algumas dessas
matérias gera gases, que são processados em usinas
especiais para produzir energia.
BIOMASSAComo é gerada:
Essa fonte energética é renovável, pois a sua decomposição libera CO2 na
atmosfera, que, durante seu ciclo, é transformado em hidratos de carbono,
através da fotossíntese realizada pelas plantas. Nesse sentido, a utilização da
biomassa, desde que controlada, não agride o meio ambiente, visto que a
composição da atmosfera não é alterada de forma significativa. Vejam no
exemplo abaixo:
BIOMASSA
Ela é considerada como uma alternativa viável para a
diversificação da matriz energética dos países, em substituição
aos combustíveis fósseis, como petróleo e carvão, por
exemplo: além de ser renovável, é limpa!
Outro exemplo de energia renovável é a geotérmica. A energia
geotérmica vem do calor da Terra e existe desde que o nosso
planeta foi criado. No centro da Terra, existe muito calor com
temperaturas elevadas. Em algumas das camadas mais fundas
da crosta da Terra, a temperatura pode atingir 5.000°C
ENERGIA GEOTÉRMICA
Gerada a partir do movimento das águas oceânicas nas marés. É
um tipo de energia renovável.
ENERGIA GRAVITACIONAL
Em La Rance (França), a 10km da desembocadura do rio Rance no Canal da Mancha.
Neste local a amplitude da maré é de 13m. As turbinas da central funcionam quando
enche e quando esvazia o estuário do rio Rance. Está em funcionamento desde 1966 e
produz cerca 550 GWh anualmente.
FONTES DE ENERGIA NÃO RENOVÁVEIS
São as fontes de energia que estão presentes na
natureza em quantidade limitada, ou seja, não
podem ser renovadas caso acabem.
Exemplos de fontes de energia não renováveis
Petróleo, Gás natural, Carvão mineral e Combustíveis
nucleares (urânio é o principal)
É aquela formada pelo acúmulo, de materiais orgânicos no
subsolo durante milhões de anos.
O petróleo é uma energia fóssil. A gasolina, o diesel e vários
outros produtos que usamos todos os dias vêm do petróleo. O
gás natural e o carvão mineral são também fontes de energia
fóssil.
ENERGIA FÓSSIL
ENERGIA FÓSSIL
O petróleo surgiu através de restos orgânicos de animais e
vegetais depositados no fundo de lagos e mares sofrendo
transformações químicas ao longo de milhares de anos.
Substância inflamável possui estado físico oleoso e com
densidade menor do que a água. Sua composição química é
a combinação de moléculas de carbono e hidrogênio
(hidrocarbonetos) que geram energia.
ENERGIA FÓSSILMaiores países produtores de petróleo
Os países que possuem maior número de poços de petróleo estão
localizados no Oriente Médio, e, por sua vez, são os maiores
exportadores mundiais. Os Estados Unidos da América,
Rússia, Irã, Arábia Saudita, Venezuela, Kuwait, Líbia, Iraque, Nigéria e
Canadá, Cazaquistão, China e Emirados Árabes Unidos são
considerados os maiores produtores mundiais.
No Brasil, a maioria das jazidas terrestres de petróleo se estabelece
em locais que apresentam rochas sedimentares. No oceano, o petróleo
é encontrado nas plataformas continentais.
Um outro derivado do petróleo é o Gás Liquefeito de
Petróleo (Gás GLP), conhecimento popularmente
como gás de cozinha, é proveniente da separação das
frações mais leves do petróleo. Trata- se de um
combustível gasoso à pressão e temperatura ambientes.
Mais de 90% da população brasileira depende da
distribuição de Gás GLP todos os dias.
ENERGIA FÓSSIL
ENERGIA FÓSSIL
O que é o carvão mineral?
O carvão mineral é um combustível fóssil extraído da
terra por meio da mineração. Sua origem se dá a partir
da decomposição da matéria orgânica (restos de
árvores e plantas) que se acumulou sob uma lâmina
de d’água, há milhões de anos.
ENERGIA FÓSSIL
De acordo com a International Energy Agency (IEA), o
carvão mineral é responsável por 40% da produção de
energia elétrica mundial. O carvão mineral também é
empregado no setor metalúrgico.
Os maiores produtores mundiais de carvão são a China e
os Estados Unidos, segundo a World Coal Association,
seguidos da Índia, Indonésia e Austrália, respectivamente.
De acordo com o Serviço Geológico do Brasil, o Brasil tem
suas reservas concentradas na região Sul do país.
A produção de energia elétrica a partir do carvão mineral
é uma das formas mais agressivas de produção de energia
do ponto de vista socioambiental.
ENERGIA NUCLEAR
A energia nuclear, também chamada atômica, é obtida a partir da fissão
do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande
quantidade de energia. A energia nuclear mantém unidas as partículas
do núcleo de um átomo. A divisão desse núcleo em duas partes provoca
a liberação de grande quantidade de energia.
ENERGIA NUCLEAR
No núcleo de um reator é onde tudo acontece: as barras de combustível
adicionadas a ele contêm isótopo fissionável. A água, ou outro líquido,
realiza um movimento circular ao redor do núcleo e rouba todo o calor
gerado pela reação de fissão nuclear, que depois transmitem às torres.
ENERGIA NUCLEAR
Na França, 80% da energia consumida no país é de origem
nuclear. As usinas nucleares são menos poluentes pelo
fato de não queimarem combustíveis fósseis no processo
de obtenção. Portanto, não emitem dióxido de carbono,
dióxido de enxofre e outros poluidores atmosféricos.
ENERGIA NUCLEAR
O programa nuclear brasileiro abrange um amplo uso da energia nuclear,
sempre voltado para fins pacíficos. Há cerca de 3 mil instalações em
funcionamento em todo país (não são usinas, são instalações que
exploram de alguma maneira a energia nuclear) que utilizam material ou
fontes radioativas como combustível para setores da produção industrial,
ou no campo da saúde ou ainda pesquisa, principalmente na área química.
Ainda assim, a energia produzida por meio de combustível nuclear é ainda
ínfima, muito pequena em relação por exemplo à energia hidrelétrica, e
em menor proporção, à termoelétrica.
Usina nuclear Angra
II
REFLEXÃO
É preciso que se pense em forma de gerar energia de
forma sustentável e que se renove. Já que muitos dos
combustíveis que usamos hoje tem previsão de esgotar
em um futuro não muito distante. O petróleo por
exemplo, dentro de aproximadamente 50 anos.
E incentivando as energia renováveis, estamos
estimulando paralelamente o uso de energia limpa, que é
aquela que emite menos gases poluentes.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
http://www.suapesquisa.com/o_que_e/energia_renovavel.htm
http://www.infoescola.com/tecnologia/energia-eolica
http://www.suapesquisa.com/o_que_e/energia_eolica.htm
http://www.aneel.gov.br/aplicacoes/atlas/pdf/06-energia_eolica
http://www.brasilescola.com/geografia/energia-solar.htm
http://www.suapesquisa.com/geografia/petroleo
http://www.ecycle.com.br
http://www.brasilescola.com/geografia/energia-nuclear.htm
http://www.brasil.gov.br/infraestrutura/2011/12/brasil-e-destaque-global-no-
uso-de-biomassa
http://www.brasilescola.com/geografia/biomassa.htm
http://www.brasilescola.com/geografia/energia-geotermica
http://www.infoescola.com/fisica/energia-potencial-gravitacional

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Misturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e HeterogeneasMisturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e Heterogeneas
URCA
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
Rebeca Vale
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
Pibid Física
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
laiszanatta
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
PIBID Joel Job
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terraProfessor
 
Matriz energética
Matriz energéticaMatriz energética
Matriz energética
Roney Gusmão
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
Edna Uliana
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
Catir
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de Energia
Sinara Lustosa
 
Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
Leandro A. Machado de Moura
 
Ciclo Da Agua
Ciclo Da AguaCiclo Da Agua
Ciclo Da Agua
Alda Palmeiro
 
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 anoAula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Ronaldo Santana
 
Temperatura e Calor
Temperatura e Calor Temperatura e Calor
Temperatura e Calor
Renato Brasil
 

Mais procurados (20)

Misturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e HeterogeneasMisturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e Heterogeneas
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
 
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Matriz energética
Matriz energéticaMatriz energética
Matriz energética
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
 
Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de Energia
 
Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros Biomas Brasileiros
Biomas Brasileiros
 
Ciclo Da Agua
Ciclo Da AguaCiclo Da Agua
Ciclo Da Agua
 
Impactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivoImpactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivo
 
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 anoAula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
 
Temperatura e Calor
Temperatura e Calor Temperatura e Calor
Temperatura e Calor
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
 
Energia 6ano
Energia 6anoEnergia 6ano
Energia 6ano
 

Destaque

6 recursos não renováveis
6 recursos não renováveis6 recursos não renováveis
6 recursos não renováveisap3bmachado
 
As Energias Não Renovaveis
As Energias Não RenovaveisAs Energias Não Renovaveis
As Energias Não RenovaveisFilipe Silva
 
Fontes de energia renováveis
Fontes de energia renováveisFontes de energia renováveis
Fontes de energia renováveis
Renan Gonçalves Donha
 
CADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANO
CADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANOCADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANO
CADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANO
Paulo Alexandre
 
Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)
Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)
Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)
vallmachado
 
Energias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveisEnergias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveispatriciaqqq
 
energias renováveis e não renováveis
energias renováveis e não renováveisenergias renováveis e não renováveis
energias renováveis e não renováveisguest93f705
 
Recursos Nao Renovaveis
Recursos Nao RenovaveisRecursos Nao Renovaveis
Recursos Nao Renovaveis
guestbcba34
 
Recursos Minerais e Energéticos
Recursos Minerais e EnergéticosRecursos Minerais e Energéticos
Recursos Minerais e Energéticos
Gabriel Caseiro
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
LuisMagina
 
Recursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisRecursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisJoão Coutinho
 
Aula fontes de energia
Aula fontes de energiaAula fontes de energia
Aula fontes de energiasilvaelivia
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matéria
Carlos Priante
 
Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De EnergiaJoão França
 
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia EletricaGeracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletricathiago oda
 
TIPOS DE ENERGÍAS
TIPOS DE ENERGÍASTIPOS DE ENERGÍAS
TIPOS DE ENERGÍAS
Victor
 

Destaque (18)

6 recursos não renováveis
6 recursos não renováveis6 recursos não renováveis
6 recursos não renováveis
 
As Energias Não Renovaveis
As Energias Não RenovaveisAs Energias Não Renovaveis
As Energias Não Renovaveis
 
Fontes de energia renováveis
Fontes de energia renováveisFontes de energia renováveis
Fontes de energia renováveis
 
CADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANO
CADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANOCADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANO
CADERNO DE QUESTÕES - TERCEIRO ANO
 
Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)
Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)
Energias NãO Renovaveis(WalkléBio)
 
Energias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveisEnergias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveis
 
energias renováveis e não renováveis
energias renováveis e não renováveisenergias renováveis e não renováveis
energias renováveis e não renováveis
 
Recursos Nao Renovaveis
Recursos Nao RenovaveisRecursos Nao Renovaveis
Recursos Nao Renovaveis
 
Recursos Minerais e Energéticos
Recursos Minerais e EnergéticosRecursos Minerais e Energéticos
Recursos Minerais e Energéticos
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
 
Recursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisRecursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveis
 
Aula fontes de energia
Aula fontes de energiaAula fontes de energia
Aula fontes de energia
 
Slideshare energia
Slideshare energiaSlideshare energia
Slideshare energia
 
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matériaEstados físicos da matéria
Estados físicos da matéria
 
Energia Fontes E Formas De Energia
Energia   Fontes E Formas De EnergiaEnergia   Fontes E Formas De Energia
Energia Fontes E Formas De Energia
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia EletricaGeracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
Geracao, Transmissao e Distribuicao de Energia Eletrica
 
TIPOS DE ENERGÍAS
TIPOS DE ENERGÍASTIPOS DE ENERGÍAS
TIPOS DE ENERGÍAS
 

Semelhante a Energia renovável e não renovável

Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
vallmachado
 
FONTES DE ENERGIA.pdf
FONTES DE ENERGIA.pdfFONTES DE ENERGIA.pdf
FONTES DE ENERGIA.pdf
Camilo Rego
 
Preservar O Ambiente
Preservar O AmbientePreservar O Ambiente
Preservar O Ambienteguest195630
 
slidebuffon_energia
slidebuffon_energiaslidebuffon_energia
slidebuffon_energiaozmtbuffon
 
Preservar O Ambiente
Preservar O AmbientePreservar O Ambiente
Preservar O Ambienteguest195630
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Giovanna Lazzari
 
Seminário fontes de energia
Seminário   fontes de energiaSeminário   fontes de energia
Seminário fontes de energiaLUIS ABREU
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentaçãojoao221
 
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10VitorJunqueira
 
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10VitorJunqueira
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
bertoal
 
Trabalho Geografia Elber
Trabalho Geografia   ElberTrabalho Geografia   Elber
Trabalho Geografia Elber
Simone Morais
 
Recursos Não Renováveis
Recursos Não RenováveisRecursos Não Renováveis
Recursos Não Renováveis
Catiabarbosa
 

Semelhante a Energia renovável e não renovável (20)

Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
FONTES DE ENERGIA.pdf
FONTES DE ENERGIA.pdfFONTES DE ENERGIA.pdf
FONTES DE ENERGIA.pdf
 
Preservar O Ambiente
Preservar O AmbientePreservar O Ambiente
Preservar O Ambiente
 
slidebuffon_energia
slidebuffon_energiaslidebuffon_energia
slidebuffon_energia
 
Preservar O Ambiente
Preservar O AmbientePreservar O Ambiente
Preservar O Ambiente
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Seminário fontes de energia
Seminário   fontes de energiaSeminário   fontes de energia
Seminário fontes de energia
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
 
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
 
Atividade geografia
Atividade geografiaAtividade geografia
Atividade geografia
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Trabalho Geografia Elber
Trabalho Geografia   ElberTrabalho Geografia   Elber
Trabalho Geografia Elber
 
2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)
 
2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)
 
Recursos Não Renováveis
Recursos Não RenováveisRecursos Não Renováveis
Recursos Não Renováveis
 
Energia meio ambiente
Energia meio ambienteEnergia meio ambiente
Energia meio ambiente
 
Objeto De Aprendizagem
Objeto De AprendizagemObjeto De Aprendizagem
Objeto De Aprendizagem
 

Último

Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
História Do Assaré - Prof. Francisco Leite
História Do Assaré - Prof. Francisco LeiteHistória Do Assaré - Prof. Francisco Leite
História Do Assaré - Prof. Francisco Leite
profesfrancleite
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptx
Slides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptxSlides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptx
Slides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
PlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docx
PlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docxPlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docx
PlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docx
MatildesBraga1
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
MÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptx
MÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptxMÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptx
MÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptx
Martin M Flynn
 

Último (20)

Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
História Do Assaré - Prof. Francisco Leite
História Do Assaré - Prof. Francisco LeiteHistória Do Assaré - Prof. Francisco Leite
História Do Assaré - Prof. Francisco Leite
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Slides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptx
Slides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptxSlides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptx
Slides Lição 10, CPAD, Desenvolvendo uma Consciência de Santidade, 2Tr24.pptx
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
PlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docx
PlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docxPlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docx
PlanejamentoAnual_GEO_2024_EMPFG_FRCPA1MA_26-05-2024_09h47min.docx
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
MÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptx
MÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptxMÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptx
MÁRTIRES DE UGANDA Convertem-se ao Cristianismo - 1885-1887.pptx
 

Energia renovável e não renovável

  • 2. Primeiro... Vamos conceituar COMBUSTÍVEL? COMBUSTÍVEL = qualquer substância que reage com o oxigênio (ou outro comburente) liberando energia, usualmente de modo vigoroso, na forma de calor, chamas e gases.
  • 3. FONTE DE ENERGIA: recurso da natureza ou artificial utilizado pela sociedade para a produção de algum tipo de energia. As fontes de energia podem ser classificadas conforme a capacidade natural de reposição de seus recursos. Existem, assim, as chamadas fontes renováveis e as fontes não renováveis.
  • 4. FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS São aquelas em que a sua utilização e uso é renovável e pode-se manter e ser aproveitado ao longo do tempo sem possibilidade de esgotamento dessa mesma fonte.
  • 5. ENERGIA EÓLICA Denomina-se energia eólica a energia cinética contida nas massas de ar em movimento (vento).
  • 6. ENERGIA EÓLICA Como é gerada Grandes turbinas (aerogeradores), em formato de cata-vento, são colocadas em locais abertos e com boa quantidade de vento. Através de um gerador, o movimento destas turbinas gera energia elétrica.
  • 7. ENERGIA EÓLICA Atualmente, apenas 1% da energia gerada no mundo provém deste tipo de fonte. Porém, o potencial para exploração é grande. Atualmente, a capacidade eólica mundial é de 238,4 GW (Gigawatts). O país que mais gera energia eólica é a China (62,7 mil megawatts). O vento é uma fonte de energia limpa e inesgotável, porém, ainda pouco utilizada pelo homem. Para utilizar a energia eólica, é preciso que a região tenha ventos constantes e fortes o suficiente.
  • 8. ENERGIA SOLAR A energia solar é uma boa opção na busca por alternativas menos agressivas ao meio ambiente, pois consiste numa fonte energética renovável e limpa (não emite poluente).
  • 9. ENERGIA SOLARComo é gerada: Sua obtenção ocorre de forma direta ou indireta. A forma direta de obtenção se dá através de células fotovoltaicas, geralmente feitas de silício. A luz solar, ao atingir as células, é diretamente convertida em eletricidade. Para obter energia elétrica a partir do sol de forma indireta, é necessária a construção de usinas em áreas de grande insolação, pois a energia solar atinge a Terra de forma tão difusa que requer captação em grandes áreas. Nesses locais são espalhadas centenas de coletores solares.
  • 10. ENERGIA SOLAR Normalmente, a energia solar é utilizada em locais mais isolados, secos e ensolarados. Em Israel, aproximadamente 70% das residências possuem coletores solares, outros países com destaque na utilização da energia solar são os Estados Unidos, Alemanha, Japão e Indonésia. No Brasil, a utilização de energia solar está aumentando de forma significativa, principalmente o coletor solar destinado para aquecimento de água.
  • 11. ENERGIA HIDRÁULICA Energia Hidráulica, também conhecida como energia hídrica ou hidrelétrica, é aquela obtida através do aproveitamento da energia potencia e cinética das correntes de água em rios, mares ou quedas d’água. É considerada uma fonte de energia renovável e limpa.
  • 12. ENERGIA HIDRÁULICA Como é obtida A energia contida na água (potencial e cinética) é transformada em energia elétrica através do movimento das turbinas existentes nas usinas hidrelétricas.
  • 13. ENERGIA HIDRÁULICA A energia hidráulica no Brasil Atualmente, cerca de 75% da energia elétrica produzida no Brasil tem como fonte as usinas hidrelétricas. Rico em rios com excelentes potenciais hidrelétricos, o Brasil possui usinas em todas as regiões e continua investindo nesta fonte de energia.
  • 14. BIOMASSA Chamamos de biomassa (ou massa biológica) a matéria orgânica, de origem animal ou vegetal, que pode ser utilizada na produção de energia: madeira, lenha, cana-de- açúcar, milho, esterco, restos de alimentos e outros elementos. A decomposição de algumas dessas matérias gera gases, que são processados em usinas especiais para produzir energia.
  • 15. BIOMASSAComo é gerada: Essa fonte energética é renovável, pois a sua decomposição libera CO2 na atmosfera, que, durante seu ciclo, é transformado em hidratos de carbono, através da fotossíntese realizada pelas plantas. Nesse sentido, a utilização da biomassa, desde que controlada, não agride o meio ambiente, visto que a composição da atmosfera não é alterada de forma significativa. Vejam no exemplo abaixo:
  • 16. BIOMASSA Ela é considerada como uma alternativa viável para a diversificação da matriz energética dos países, em substituição aos combustíveis fósseis, como petróleo e carvão, por exemplo: além de ser renovável, é limpa!
  • 17. Outro exemplo de energia renovável é a geotérmica. A energia geotérmica vem do calor da Terra e existe desde que o nosso planeta foi criado. No centro da Terra, existe muito calor com temperaturas elevadas. Em algumas das camadas mais fundas da crosta da Terra, a temperatura pode atingir 5.000°C ENERGIA GEOTÉRMICA
  • 18. Gerada a partir do movimento das águas oceânicas nas marés. É um tipo de energia renovável. ENERGIA GRAVITACIONAL
  • 19. Em La Rance (França), a 10km da desembocadura do rio Rance no Canal da Mancha. Neste local a amplitude da maré é de 13m. As turbinas da central funcionam quando enche e quando esvazia o estuário do rio Rance. Está em funcionamento desde 1966 e produz cerca 550 GWh anualmente.
  • 20. FONTES DE ENERGIA NÃO RENOVÁVEIS São as fontes de energia que estão presentes na natureza em quantidade limitada, ou seja, não podem ser renovadas caso acabem. Exemplos de fontes de energia não renováveis Petróleo, Gás natural, Carvão mineral e Combustíveis nucleares (urânio é o principal)
  • 21. É aquela formada pelo acúmulo, de materiais orgânicos no subsolo durante milhões de anos. O petróleo é uma energia fóssil. A gasolina, o diesel e vários outros produtos que usamos todos os dias vêm do petróleo. O gás natural e o carvão mineral são também fontes de energia fóssil. ENERGIA FÓSSIL
  • 22. ENERGIA FÓSSIL O petróleo surgiu através de restos orgânicos de animais e vegetais depositados no fundo de lagos e mares sofrendo transformações químicas ao longo de milhares de anos. Substância inflamável possui estado físico oleoso e com densidade menor do que a água. Sua composição química é a combinação de moléculas de carbono e hidrogênio (hidrocarbonetos) que geram energia.
  • 23. ENERGIA FÓSSILMaiores países produtores de petróleo Os países que possuem maior número de poços de petróleo estão localizados no Oriente Médio, e, por sua vez, são os maiores exportadores mundiais. Os Estados Unidos da América, Rússia, Irã, Arábia Saudita, Venezuela, Kuwait, Líbia, Iraque, Nigéria e Canadá, Cazaquistão, China e Emirados Árabes Unidos são considerados os maiores produtores mundiais. No Brasil, a maioria das jazidas terrestres de petróleo se estabelece em locais que apresentam rochas sedimentares. No oceano, o petróleo é encontrado nas plataformas continentais.
  • 24. Um outro derivado do petróleo é o Gás Liquefeito de Petróleo (Gás GLP), conhecimento popularmente como gás de cozinha, é proveniente da separação das frações mais leves do petróleo. Trata- se de um combustível gasoso à pressão e temperatura ambientes. Mais de 90% da população brasileira depende da distribuição de Gás GLP todos os dias. ENERGIA FÓSSIL
  • 25. ENERGIA FÓSSIL O que é o carvão mineral? O carvão mineral é um combustível fóssil extraído da terra por meio da mineração. Sua origem se dá a partir da decomposição da matéria orgânica (restos de árvores e plantas) que se acumulou sob uma lâmina de d’água, há milhões de anos.
  • 26. ENERGIA FÓSSIL De acordo com a International Energy Agency (IEA), o carvão mineral é responsável por 40% da produção de energia elétrica mundial. O carvão mineral também é empregado no setor metalúrgico. Os maiores produtores mundiais de carvão são a China e os Estados Unidos, segundo a World Coal Association, seguidos da Índia, Indonésia e Austrália, respectivamente. De acordo com o Serviço Geológico do Brasil, o Brasil tem suas reservas concentradas na região Sul do país. A produção de energia elétrica a partir do carvão mineral é uma das formas mais agressivas de produção de energia do ponto de vista socioambiental.
  • 27. ENERGIA NUCLEAR A energia nuclear, também chamada atômica, é obtida a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia. A energia nuclear mantém unidas as partículas do núcleo de um átomo. A divisão desse núcleo em duas partes provoca a liberação de grande quantidade de energia.
  • 28. ENERGIA NUCLEAR No núcleo de um reator é onde tudo acontece: as barras de combustível adicionadas a ele contêm isótopo fissionável. A água, ou outro líquido, realiza um movimento circular ao redor do núcleo e rouba todo o calor gerado pela reação de fissão nuclear, que depois transmitem às torres.
  • 29. ENERGIA NUCLEAR Na França, 80% da energia consumida no país é de origem nuclear. As usinas nucleares são menos poluentes pelo fato de não queimarem combustíveis fósseis no processo de obtenção. Portanto, não emitem dióxido de carbono, dióxido de enxofre e outros poluidores atmosféricos.
  • 30. ENERGIA NUCLEAR O programa nuclear brasileiro abrange um amplo uso da energia nuclear, sempre voltado para fins pacíficos. Há cerca de 3 mil instalações em funcionamento em todo país (não são usinas, são instalações que exploram de alguma maneira a energia nuclear) que utilizam material ou fontes radioativas como combustível para setores da produção industrial, ou no campo da saúde ou ainda pesquisa, principalmente na área química. Ainda assim, a energia produzida por meio de combustível nuclear é ainda ínfima, muito pequena em relação por exemplo à energia hidrelétrica, e em menor proporção, à termoelétrica. Usina nuclear Angra II
  • 31. REFLEXÃO É preciso que se pense em forma de gerar energia de forma sustentável e que se renove. Já que muitos dos combustíveis que usamos hoje tem previsão de esgotar em um futuro não muito distante. O petróleo por exemplo, dentro de aproximadamente 50 anos. E incentivando as energia renováveis, estamos estimulando paralelamente o uso de energia limpa, que é aquela que emite menos gases poluentes.