SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
DISCIPULADO
uma necessidade urgente!
Pr. Handerson Xavier
I. Introdução
Porque o Discipulado é tão importante?
 O quadro dramático da igreja.
 Conhecida pelos escândalos.
 Vida espiritual pobre.
 Não cumpre a Grande Comissão.
 Pouco conhecimento da Palavra.
 Pouca relevância social.
 Pouco impacto na vida das pessoas.
 Muito show e pouca santidade.
Porque o Discipulado é tão importante?
1. Ele é ESSENCIAL.
“Portanto, vão e façam discípulos de todas as
nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e
do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas
as coisas que tenho ordenado a vocês. E eis que
estou com vocês todos os dias até o fim dos
tempos.” Mateus 28:19, 20
Porque o Discipulado é tão importante?
2. Ele é NORMATIVO.
“Portanto, vão e façam discípulos de todas as
nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e
do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas
as coisas que tenho ordenado a vocês. E eis que
estou com vocês todos os dias até o fim dos
tempos.” Mateus 28:19, 20
Porque o Discipulado é tão importante?
3. Ele é INSUBISTITUÍVEL.
“Portanto, vão e façam discípulos de todas as
nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e
do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas
as coisas que tenho ordenado a vocês. E eis que
estou com vocês todos os dias até o fim dos
tempos.” Mateus 28:19, 20
Porque o Discipulado é tão importante?
4. Ele é REVELADOR.
“Diante disso, muitos dos seus discípulos o
abandonaram e já não andavam com ele.
Então Jesus perguntou aos doze: — Será que
vocês também querem se retirar? Simão Pedro
respondeu: — Senhor, para quem iremos? O
senhor tem as palavras da vida eterna, e nós
temos crido e conhecido que o senhor é o Santo
de Deus.” João 6:66-69
Porque o Discipulado é tão importante?
5. Ele é FORTALECEDOR.
“E, tendo anunciado o evangelho naquela
cidade e feito muitos discípulos, Paulo e Barnabé
voltaram para Listra, Icônio e Antioquia,
Fortalecendo o ânimo dos discípulos, exortando-
os a permanecerem firmes na fé e mostrando
que, através de muitas tribulações, nos importa
entrar no Reino de Deus.” Atos 14:21,22
Porque o Discipulado é tão importante?
6. Ele é TRANSFORMADOR.
“Enquanto Pedro e João ainda falavam ao povo,
chegaram os sacerdotes, o capitão do templo e
os saduceus, ressentidos porque os apóstolos
estavam ensinando o povo e anunciando, em
Jesus, a ressurreição dentre os mortos.
Prenderam Pedro e João e os recolheram ao
cárcere até o dia seguinte, pois já era tarde.
Porém muitos dos que ouviram a palavra
creram, subindo o número desses homens a
quase cinco mil.” Atos 4:1-4
A falta que faz o discipulado.
 Pode produzir falsas conversões.
 Pode produzir crentes imaturos.
 Pode produzir crentes improdutivos.
 Pode produzir crentes religiosos.
 Pode produzir falsa devoção.
 Pode produzir crentes inférteis.
II. O que é ser um
discípulo?
O que ser um discípulo?
 No hebraico talmiyd: estudante ou
aprendiz (1 Cr 25:8).
 No grego mathetes: aprendiz ou aluno
(Lc 6:40).
 No grego akoloutheo: aquele que
acompanha (Ap 14:4).
 Todas essas palavras acentuam a mesma
realidade:
 É alguém que segue ao mestre;
 Há convívio e ensino;
 O discípulo imita o mestre (Mt 10:25).
O que ser um discípulo?
 As demandas do discipulado.
1. A seriedade e urgência do chamado:
“Enquanto seguiam pelo caminho, alguém disse a Jesus:
— Vou segui-lo para onde quer que o senhor for. Mas
Jesus lhe respondeu: — As raposas têm as suas tocas e as
aves do céu têm os seus ninhos, mas o Filho do Homem
não tem onde reclinar a cabeça. A outro Jesus disse: —
Siga-me! Mas ele respondeu: — Senhor, deixe-me ir
primeiro sepultar o meu pai. Mas Jesus insistiu: — Deixe
que os mortos sepultem os seus mortos. Você, porém, vá
e anuncie o Reino de Deus. Outro lhe disse: — Senhor,
quero segui-lo, mas permita que antes disso eu me
despeça das pessoas da minha casa. Mas Jesus lhe
respondeu: — Ninguém que põe a mão no arado e olha
para trás é apto para o Reino de Deus.” Lucas 9:57-62
O que ser um discípulo?
 As demandas do discipulado.
2. Envolve mudança de prioridades:
“Grandes multidões acompanhavam Jesus,
e ele, voltando-se, lhes disse: — Se alguém
vem a mim e não me ama mais do que ama
o seu pai, a sua mãe, a sua mulher, os seus
filhos, os seus irmãos, as suas irmãs e até a
sua própria vida, não pode ser meu
discípulo.” Lucas 14:25,26
O que ser um discípulo?
 As demandas do discipulado.
3. Envolve total renúncia:
“E quem não tomar a sua cruz e vier após mim
não pode ser meu discípulo.” Lucas 14:27
4. Envolve identificação com o Mestre:
“O discípulo não está acima do seu mestre, nem o
servo está acima do seu senhor. Basta ao
discípulo ser como o seu mestre, e ao servo ser
como o seu senhor. Se chamaram o dono da casa
de Belzebu, quanto mais os membros da sua
casa!” (Mateus 10:24,25)
O que ser um discípulo?
 As demandas do discipulado.
5. Envolve testemunho corajoso:
“Portanto, todo aquele que me confessar
diante dos outros, também eu o
confessarei diante de meu Pai, que está nos
céus; mas aquele que me negar diante das
pessoas, também eu o negarei diante de
meu Pai, que está nos céus.” Mateus
10:32,33
O que ser um discípulo?
 As demandas do discipulado.
6. Envolve total dependência:
“Eu sou a videira, vocês são os ramos. Quem
permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito
fruto; porque sem mim vocês não podem fazer
nada.” João 15:5
7. Envolve a prática do que foi ensinado:
“Porque eu lhes dei o exemplo, para que, como
eu fiz, vocês façam também.” João 13:15
O que ser um discípulo?
 Características do verdadeiro discípulo.
1. Vida transformada:
“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova
criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se
fizeram novas.” 2 Coríntios 5:17
2. Fé salvífica em Cristo:
“Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna;
quem se mantém rebelde contra o Filho não verá
a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.”
João 3:36
O que ser um discípulo?
 Características do verdadeiro discípulo.
3. Busca por santidade:
“Todo aquele que é nascido de Deus não vive na
prática de pecado, porque nele permanece a
semente divina; esse não pode viver pecando,
porque é nascido de Deus.” 1 João 3:9
4. Amor a Deus e ao próximo:
“Quem não ama não conhece a Deus, pois Deus é
amor.” 1 João 4:8
O que ser um discípulo?
 Características do verdadeiro discípulo.
5. Obediência a Cristo e à Palavra:
“As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as
conheço, e elas me seguem.” João 10:27
6. Desejo por crescimento:
“Pelo contrário, cresçam na graça e no
conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus
Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no
dia eterno.” 2 Pedro 3:18
O que ser um discípulo?
 Características do verdadeiro discípulo.
7. Perseverança no Evangelho:
“Eles saíram do nosso meio, mas não eram dos
nossos. Porque, se tivessem sido dos nossos,
teriam permanecido conosco. Mas eles se foram
para que ficasse manifesto que nenhum deles é
dos nossos.” 1 João 2:19
8. Comunhão com a igreja:
“Se andarmos na luz, como ele está na luz,
mantemos comunhão uns com os outros, e o
sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo
pecado.” 1 João 1:7
O que ser um discípulo?
 Os propósitos do discipulado.
1. Acolher os novos convertidos.
2. Incluí-los na comunhão.
3. Ensinar-lhes sobre a fé cristã.
4. Prover-lhes suporte espiritual.
5. Conduzi-los à maturidade
6. Envolvê-los no serviço cristão.
7. Fazer com que cumpram a missão.
O que ser um discípulo?
Discípulo é toda pessoa chamada por Jesus
que, submetendo-se inteiramente a Ele,
procura viver da forma que Ele deseja,
imitando-O em todas as coisas.
Discipulado é a estratégia usada por Jesus
para que, através dos Seus próprios
discípulos, sejam formados mais discípulos
parecidos com Ele.
O que ser um discípulo?
Não há formatura em discipulado pois ele
dura a vida inteira. As etapas e recursos
podem ser diferentes e até celebrados
como vitórias na caminhada, mas nunca
devem conduzir à compreensão de que o
discipulado chegou ao fim.
III. O discipulado e a
Bíblia
O discipulado e a Bíblia
Jesus e o discipulado
Multidão
(Mt 4:25)
Discípulos
(Lc 6:13)
Apóstolos
(Mt 26:20)
Pedro,
Tiago e
João
(Mc 5:37)
 Jesus e seus discípulos.
Receberam ensino especial.
 “Jesus disse a eles: — A vocês é dado
conhecer o mistério do Reino de Deus,
mas aos de fora tudo se ensina por meio
de parábolas, para que, vendo, vejam e
não percebam; e, ouvindo, ouçam e não
entendam; para que não venham a
converter-se e sejam perdoados.” Marcos
4:11,12
O discipulado e a Bíblia
 Jesus e seus discípulos.
Participaram de todos os momentos.
 “Jesus também foi convidado, com os seus
discípulos, para o casamento.” João 2:2
 “Estando Jesus à mesa, na casa de
Mateus, muitos publicanos e pecadores
vieram e tomaram lugares com Jesus e os
seus discípulos.” Mateus 9:10
 “Por aquele tempo, num sábado, Jesus
passou pelas searas. Estando os seus
discípulos com fome, começaram a colher
espigas e a comer.” Mateus 12:1
O discipulado e a Bíblia
 Jesus e seus discípulos.
Praticaram o que aprenderam.
 “Tendo Jesus chamado os seus doze
discípulos, deu-lhes autoridade sobre
espíritos imundos para os expulsar e para
curar todo tipo de doenças e
enfermidades.” Mateus 10:1
Foram discipulados para serem enviados.
 “Eis que eu os envio como ovelhas para o
meio de lobos. Portanto, sejam prudentes
como as serpentes e simples como as
pombas.” Mateus 10:16
O discipulado e a Bíblia
 Os discípulos continuam a obra.
A perseguição e a pregação.
 “Enquanto isso, os que foram dispersos
iam por toda parte pregando a palavra.”
Atos 8:4
A Igreja é edificada.
 “Assim, a igreja tinha paz por toda a
Judeia, Galileia e Samaria, edificando-se e
caminhando no temor do Senhor; e, no
consolo do Espírito Santo, crescia em
número.” Atos 9:31
O discipulado e a Bíblia
 Os discípulos continuam a obra.
Discípulos entre os gentios.
 “E os fiéis que eram da circuncisão, que tinham
vindo com Pedro, admiraram-se, porque também
sobre os gentios foi derramado o dom do Espírito
Santo.” Atos 10:45
Paulo e a prática do discipulado.
 “Durante dois anos, Paulo permaneceu na sua
própria casa, que tinha alugado, onde recebia
todos os que o procuravam. Pregava o Reino de
Deus, e, com toda a ousadia, ensinava as coisas
referentes ao Senhor Jesus Cristo, sem
impedimento algum.” Atos 28:30,31
O discipulado e a Bíblia
 O discipulado nas epístolas.
O desejo pelo alimento espiritual.
 “Como crianças recém-nascidas, desejem
o genuíno leite espiritual, para que, por
ele, lhes seja dado crescimento para a
salvação.” 1 Pedro 2:2
Devemos acolher uns aos outros.
 “Portanto, acolham uns aos outros, como
também Cristo acolheu vocês para a glória
de Deus.” Romanos 15:7
O discipulado e a Bíblia
 O discipulado nas epístolas.
Encontrar consolo e edificação mútuos.
 “Portanto, consolem uns aos outros e
edifiquem-se mutuamente, como vocês
têm feito até agora.” 1 Tessalonicenses
5:11
Estímulo ao amor e às boas obras.
 “Cuidemos também de nos animar uns
aos outros no amor e na prática de boas
obras.” Hebreus 10:24
O discipulado e a Bíblia
 O discipulado nas epístolas.
Aperfeiçoamento no amor de Deus.
 “Nunca ninguém viu Deus. Se amarmos
uns aos outros, Deus permanece em nós,
e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado.” 1
João 4:12
A Bíblia é a chave do discipulado.
 “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para
o ensino, para a repreensão, para a correção,
para a educação na justiça, a fim de que o servo
de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado
para toda boa obra.” 2 Timóteo 3:16,17
O discipulado e a Bíblia
IV. A abrangência do
discipulado
A abrangência do discipulado
“E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na
comunhão, no partir do pão e nas orações. Em
cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais
eram feitos por meio dos apóstolos. Todos os que
criam estavam juntos e tinham tudo em comum.
Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo
o produto entre todos, à medida que alguém tinha
necessidade. Diariamente perseveravam unânimes
no templo, partiam pão de casa em casa e
tomavam as suas refeições com alegria e singeleza
de coração, louvando a Deus e contando com a
simpatia de todo o povo. Enquanto isso, o Senhor
lhes acrescentava, dia a dia, os que iam sendo
salvos.” Atos 2:42-47
A abrangência do discipulado
COMUNIDADE
GRUPOS
MENORES
DUPLAS
INDIVIDUAL
Pregação, culto público,
vigília, oração comunitária.
Pequenos grupos, escola
bíblica, grupos de estudo.
Acompanhamento
individual e direcionado.
Investimento pessoal e
ação do Espírito Santo.
 Comunidade.
 Reunião dos crentes locais.
 É o culto público dominical.
 Oração e adoração coletiva.
 Exposição da Palavra.
 Fortalecimento da unidade.
 Orientação pastoral geral.
A abrangência do discipulado
 Grupos Menores.
 Pequenos grupos.
 Escola bíblica.
 Grupos de discipulado.
 Reuniões de oração.
 Grupos de estudo caseiro.
 Departamentos e ministérios.
A abrangência do discipulado
 Duplas.
 Mais efetividade e eficácia.
 Total interação.
 Relação entre Bíblia e mudança.
 Prestação de contas.
 Compromisso com o crescimento.
 Não há como se esconder.
A abrangência do discipulado
 Individual.
 É o discipulado do Espírito Santo.
 Deus age na vida do cristão.
 É o seu desejo de busca pessoal.
 Estudo pessoal das Escrituras.
 Devocional diário.
 Temor quebrantamento.
A abrangência do discipulado
A abrangência do discipulado
COMUNIDADE
GRUPOS
MENORES
DUPLA
INDIVIDUAL
A abrangência do discipulado
Visão
tradicional
Temas
espirituais
Aplicação
religiosa
Comunhão
com Deus
Vida na
igreja
Visão
bíblica
Tudo
Tudo
tudo
Tudo
A abrangência do discipulado
“Portanto, se vocês comem, ou bebem ou
fazem qualquer outra coisa, façam tudo
para a glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31
“O mesmo Deus da paz os santifique em
tudo. E que o espírito, a alma e o corpo de
vocês sejam conservados íntegros e
irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor
Jesus Cristo.” 1 Tessalonicenses 5:23
A abrangência do discipulado
 A abrangência do discipulado é tudo na
vida a vida toda.
 Começa com a compreensão sobre a
obra de Cristo para a conversão e se
estende para a obra de Cristo
conduzindo o crente à santificação.
 “Estou certo de que aquele que
começou boa obra em vocês há de
completá-la até o Dia de Cristo Jesus.”
Filipenses 1:6
slideshare.net/vivaaigreja

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
Joselito Machado
 

Mais procurados (20)

Evangelismo conteúdo, método e motivação.
Evangelismo   conteúdo, método e motivação.Evangelismo   conteúdo, método e motivação.
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
 
Santa Ceia do Senhor
Santa Ceia do SenhorSanta Ceia do Senhor
Santa Ceia do Senhor
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 
Pregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento EspiritualPregação crescimento Espiritual
Pregação crescimento Espiritual
 
O Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.pptO Evangelismo e a igreja.ppt
O Evangelismo e a igreja.ppt
 
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULASCAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
 
O diaconato
O diaconatoO diaconato
O diaconato
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
 
Atos dos apostolos
Atos dos apostolosAtos dos apostolos
Atos dos apostolos
 
Como dirigir um culto
Como dirigir um cultoComo dirigir um culto
Como dirigir um culto
 
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey MalphursCurso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi DiscipularTreinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
Hábitos de uma Vida Santa
Hábitos de uma Vida SantaHábitos de uma Vida Santa
Hábitos de uma Vida Santa
 
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristãoLição 1 - A formação do caráter do cristão
Lição 1 - A formação do caráter do cristão
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
 

Semelhante a Discipulado: uma necessidade urgente!

lio9-pdf-170224210739.pptx
lio9-pdf-170224210739.pptxlio9-pdf-170224210739.pptx
lio9-pdf-170224210739.pptx
Tiago Silva
 
Os Mandamentos de Jesus
Os Mandamentos de JesusOs Mandamentos de Jesus
Os Mandamentos de Jesus
Egmon Pereira
 
Aula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdf
Aula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdfAula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdf
Aula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdf
AMILTON gomes Gomes
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
Antonio Filho
 
15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx
15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx
15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx
Tiago Silva
 
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
Tiago Silva
 

Semelhante a Discipulado: uma necessidade urgente! (20)

A ceifa e os ceifeiros_Lição_original com textos_1212014
A ceifa e os ceifeiros_Lição_original com textos_1212014A ceifa e os ceifeiros_Lição_original com textos_1212014
A ceifa e os ceifeiros_Lição_original com textos_1212014
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
lio9-pdf-170224210739.pptx
lio9-pdf-170224210739.pptxlio9-pdf-170224210739.pptx
lio9-pdf-170224210739.pptx
 
A função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igrejaA função de discipulado da igreja
A função de discipulado da igreja
 
5ª Aula para Formação de Discipuladores
5ª Aula para Formação de Discipuladores5ª Aula para Formação de Discipuladores
5ª Aula para Formação de Discipuladores
 
Mt 28.19-20 - Discipulado e RDLl como estratégia de crescimento
Mt 28.19-20 - Discipulado e RDLl como estratégia de crescimentoMt 28.19-20 - Discipulado e RDLl como estratégia de crescimento
Mt 28.19-20 - Discipulado e RDLl como estratégia de crescimento
 
Os Mandamentos de Jesus
Os Mandamentos de JesusOs Mandamentos de Jesus
Os Mandamentos de Jesus
 
Obra Missionária
Obra MissionáriaObra Missionária
Obra Missionária
 
Lição 9 - A Missão Ensinadora da Igreja
Lição 9 - A Missão Ensinadora da IgrejaLição 9 - A Missão Ensinadora da Igreja
Lição 9 - A Missão Ensinadora da Igreja
 
A missão evangelizadora da igreja
A missão evangelizadora da igrejaA missão evangelizadora da igreja
A missão evangelizadora da igreja
 
Aula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdf
Aula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdfAula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdf
Aula_02_-_A_importancia_do_Discipulado_-_Pr._Jose.pdf
 
GGR_O chamado para o discipulado_422015
GGR_O chamado para o discipulado_422015GGR_O chamado para o discipulado_422015
GGR_O chamado para o discipulado_422015
 
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
 
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingoPaulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
Paulo é vítima de fake news e o primeiro culto num domingo
 
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
A historia e importancia da ebd(plenária – 01)
 
15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx
15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx
15-dia-26ago14-apostasia-da-igreja-atual1.pptx
 
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
 
Quem é jesus
Quem é jesusQuem é jesus
Quem é jesus
 
Respostas_822016_Pedro e a Rocha_GGR
Respostas_822016_Pedro e a Rocha_GGRRespostas_822016_Pedro e a Rocha_GGR
Respostas_822016_Pedro e a Rocha_GGR
 
Oração da missões nº 24 - setor 10 das CEBs - Paróquia Coração de Jesus
Oração da missões nº 24  - setor 10 das CEBs - Paróquia Coração de JesusOração da missões nº 24  - setor 10 das CEBs - Paróquia Coração de Jesus
Oração da missões nº 24 - setor 10 das CEBs - Paróquia Coração de Jesus
 

Mais de Viva a Igreja

Mais de Viva a Igreja (20)

Como interpretar a Bíblia 4
Como interpretar a Bíblia 4Como interpretar a Bíblia 4
Como interpretar a Bíblia 4
 
Como interpretar a Bíblia 3
Como interpretar a Bíblia 3Como interpretar a Bíblia 3
Como interpretar a Bíblia 3
 
Como interpretar a Bíblia 2
Como interpretar a Bíblia 2Como interpretar a Bíblia 2
Como interpretar a Bíblia 2
 
Como interpretar a Bíblia 1
Como interpretar a Bíblia 1Como interpretar a Bíblia 1
Como interpretar a Bíblia 1
 
Termo de compromisso
Termo de compromissoTermo de compromisso
Termo de compromisso
 
Curso para novos membros
Curso para novos membrosCurso para novos membros
Curso para novos membros
 
Regimento Interno
Regimento InternoRegimento Interno
Regimento Interno
 
Regras Parlamentares
Regras ParlamentaresRegras Parlamentares
Regras Parlamentares
 
Estatuto da Igreja Batista do Natal
Estatuto da Igreja Batista do NatalEstatuto da Igreja Batista do Natal
Estatuto da Igreja Batista do Natal
 
Pacto e Comunhão Batistas
Pacto e Comunhão BatistasPacto e Comunhão Batistas
Pacto e Comunhão Batistas
 
Uma igreja vivendo em pequenos grupos
Uma igreja vivendo em pequenos gruposUma igreja vivendo em pequenos grupos
Uma igreja vivendo em pequenos grupos
 
5 Solas da Reforma Protestante
5 Solas da Reforma Protestante5 Solas da Reforma Protestante
5 Solas da Reforma Protestante
 
Vivendo em Pequenos Grupos
Vivendo em Pequenos GruposVivendo em Pequenos Grupos
Vivendo em Pequenos Grupos
 
Pode ou não pode?
Pode ou não pode?Pode ou não pode?
Pode ou não pode?
 
Os livros Apócrifos
Os livros ApócrifosOs livros Apócrifos
Os livros Apócrifos
 
Hermenêutica III - Hermenêutica especial
Hermenêutica III - Hermenêutica especialHermenêutica III - Hermenêutica especial
Hermenêutica III - Hermenêutica especial
 
Hermenêutica II - Hermenêutica Geral
Hermenêutica II - Hermenêutica GeralHermenêutica II - Hermenêutica Geral
Hermenêutica II - Hermenêutica Geral
 
Hermenêutica I - Regras Fundamentais
Hermenêutica I - Regras FundamentaisHermenêutica I - Regras Fundamentais
Hermenêutica I - Regras Fundamentais
 
Introdução Bíblica - atualizado
Introdução Bíblica - atualizadoIntrodução Bíblica - atualizado
Introdução Bíblica - atualizado
 
Os Profetas Maiores: estudo introdutório
Os Profetas Maiores: estudo introdutórioOs Profetas Maiores: estudo introdutório
Os Profetas Maiores: estudo introdutório
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (14)

Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 

Discipulado: uma necessidade urgente!

  • 3. Porque o Discipulado é tão importante?  O quadro dramático da igreja.  Conhecida pelos escândalos.  Vida espiritual pobre.  Não cumpre a Grande Comissão.  Pouco conhecimento da Palavra.  Pouca relevância social.  Pouco impacto na vida das pessoas.  Muito show e pouca santidade.
  • 4. Porque o Discipulado é tão importante? 1. Ele é ESSENCIAL. “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que tenho ordenado a vocês. E eis que estou com vocês todos os dias até o fim dos tempos.” Mateus 28:19, 20
  • 5. Porque o Discipulado é tão importante? 2. Ele é NORMATIVO. “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que tenho ordenado a vocês. E eis que estou com vocês todos os dias até o fim dos tempos.” Mateus 28:19, 20
  • 6. Porque o Discipulado é tão importante? 3. Ele é INSUBISTITUÍVEL. “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que tenho ordenado a vocês. E eis que estou com vocês todos os dias até o fim dos tempos.” Mateus 28:19, 20
  • 7. Porque o Discipulado é tão importante? 4. Ele é REVELADOR. “Diante disso, muitos dos seus discípulos o abandonaram e já não andavam com ele. Então Jesus perguntou aos doze: — Será que vocês também querem se retirar? Simão Pedro respondeu: — Senhor, para quem iremos? O senhor tem as palavras da vida eterna, e nós temos crido e conhecido que o senhor é o Santo de Deus.” João 6:66-69
  • 8. Porque o Discipulado é tão importante? 5. Ele é FORTALECEDOR. “E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, Paulo e Barnabé voltaram para Listra, Icônio e Antioquia, Fortalecendo o ânimo dos discípulos, exortando- os a permanecerem firmes na fé e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no Reino de Deus.” Atos 14:21,22
  • 9. Porque o Discipulado é tão importante? 6. Ele é TRANSFORMADOR. “Enquanto Pedro e João ainda falavam ao povo, chegaram os sacerdotes, o capitão do templo e os saduceus, ressentidos porque os apóstolos estavam ensinando o povo e anunciando, em Jesus, a ressurreição dentre os mortos. Prenderam Pedro e João e os recolheram ao cárcere até o dia seguinte, pois já era tarde. Porém muitos dos que ouviram a palavra creram, subindo o número desses homens a quase cinco mil.” Atos 4:1-4
  • 10. A falta que faz o discipulado.  Pode produzir falsas conversões.  Pode produzir crentes imaturos.  Pode produzir crentes improdutivos.  Pode produzir crentes religiosos.  Pode produzir falsa devoção.  Pode produzir crentes inférteis.
  • 11. II. O que é ser um discípulo?
  • 12. O que ser um discípulo?  No hebraico talmiyd: estudante ou aprendiz (1 Cr 25:8).  No grego mathetes: aprendiz ou aluno (Lc 6:40).  No grego akoloutheo: aquele que acompanha (Ap 14:4).  Todas essas palavras acentuam a mesma realidade:  É alguém que segue ao mestre;  Há convívio e ensino;  O discípulo imita o mestre (Mt 10:25).
  • 13. O que ser um discípulo?  As demandas do discipulado. 1. A seriedade e urgência do chamado: “Enquanto seguiam pelo caminho, alguém disse a Jesus: — Vou segui-lo para onde quer que o senhor for. Mas Jesus lhe respondeu: — As raposas têm as suas tocas e as aves do céu têm os seus ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça. A outro Jesus disse: — Siga-me! Mas ele respondeu: — Senhor, deixe-me ir primeiro sepultar o meu pai. Mas Jesus insistiu: — Deixe que os mortos sepultem os seus mortos. Você, porém, vá e anuncie o Reino de Deus. Outro lhe disse: — Senhor, quero segui-lo, mas permita que antes disso eu me despeça das pessoas da minha casa. Mas Jesus lhe respondeu: — Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus.” Lucas 9:57-62
  • 14. O que ser um discípulo?  As demandas do discipulado. 2. Envolve mudança de prioridades: “Grandes multidões acompanhavam Jesus, e ele, voltando-se, lhes disse: — Se alguém vem a mim e não me ama mais do que ama o seu pai, a sua mãe, a sua mulher, os seus filhos, os seus irmãos, as suas irmãs e até a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.” Lucas 14:25,26
  • 15. O que ser um discípulo?  As demandas do discipulado. 3. Envolve total renúncia: “E quem não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo.” Lucas 14:27 4. Envolve identificação com o Mestre: “O discípulo não está acima do seu mestre, nem o servo está acima do seu senhor. Basta ao discípulo ser como o seu mestre, e ao servo ser como o seu senhor. Se chamaram o dono da casa de Belzebu, quanto mais os membros da sua casa!” (Mateus 10:24,25)
  • 16. O que ser um discípulo?  As demandas do discipulado. 5. Envolve testemunho corajoso: “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos outros, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; mas aquele que me negar diante das pessoas, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.” Mateus 10:32,33
  • 17. O que ser um discípulo?  As demandas do discipulado. 6. Envolve total dependência: “Eu sou a videira, vocês são os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim vocês não podem fazer nada.” João 15:5 7. Envolve a prática do que foi ensinado: “Porque eu lhes dei o exemplo, para que, como eu fiz, vocês façam também.” João 13:15
  • 18. O que ser um discípulo?  Características do verdadeiro discípulo. 1. Vida transformada: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” 2 Coríntios 5:17 2. Fé salvífica em Cristo: “Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; quem se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.” João 3:36
  • 19. O que ser um discípulo?  Características do verdadeiro discípulo. 3. Busca por santidade: “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado, porque nele permanece a semente divina; esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus.” 1 João 3:9 4. Amor a Deus e ao próximo: “Quem não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor.” 1 João 4:8
  • 20. O que ser um discípulo?  Características do verdadeiro discípulo. 5. Obediência a Cristo e à Palavra: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem.” João 10:27 6. Desejo por crescimento: “Pelo contrário, cresçam na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno.” 2 Pedro 3:18
  • 21. O que ser um discípulo?  Características do verdadeiro discípulo. 7. Perseverança no Evangelho: “Eles saíram do nosso meio, mas não eram dos nossos. Porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. Mas eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos.” 1 João 2:19 8. Comunhão com a igreja: “Se andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.” 1 João 1:7
  • 22. O que ser um discípulo?  Os propósitos do discipulado. 1. Acolher os novos convertidos. 2. Incluí-los na comunhão. 3. Ensinar-lhes sobre a fé cristã. 4. Prover-lhes suporte espiritual. 5. Conduzi-los à maturidade 6. Envolvê-los no serviço cristão. 7. Fazer com que cumpram a missão.
  • 23. O que ser um discípulo? Discípulo é toda pessoa chamada por Jesus que, submetendo-se inteiramente a Ele, procura viver da forma que Ele deseja, imitando-O em todas as coisas. Discipulado é a estratégia usada por Jesus para que, através dos Seus próprios discípulos, sejam formados mais discípulos parecidos com Ele.
  • 24. O que ser um discípulo? Não há formatura em discipulado pois ele dura a vida inteira. As etapas e recursos podem ser diferentes e até celebrados como vitórias na caminhada, mas nunca devem conduzir à compreensão de que o discipulado chegou ao fim.
  • 25. III. O discipulado e a Bíblia
  • 26. O discipulado e a Bíblia Jesus e o discipulado Multidão (Mt 4:25) Discípulos (Lc 6:13) Apóstolos (Mt 26:20) Pedro, Tiago e João (Mc 5:37)
  • 27.  Jesus e seus discípulos. Receberam ensino especial.  “Jesus disse a eles: — A vocês é dado conhecer o mistério do Reino de Deus, mas aos de fora tudo se ensina por meio de parábolas, para que, vendo, vejam e não percebam; e, ouvindo, ouçam e não entendam; para que não venham a converter-se e sejam perdoados.” Marcos 4:11,12 O discipulado e a Bíblia
  • 28.  Jesus e seus discípulos. Participaram de todos os momentos.  “Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento.” João 2:2  “Estando Jesus à mesa, na casa de Mateus, muitos publicanos e pecadores vieram e tomaram lugares com Jesus e os seus discípulos.” Mateus 9:10  “Por aquele tempo, num sábado, Jesus passou pelas searas. Estando os seus discípulos com fome, começaram a colher espigas e a comer.” Mateus 12:1 O discipulado e a Bíblia
  • 29.  Jesus e seus discípulos. Praticaram o que aprenderam.  “Tendo Jesus chamado os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre espíritos imundos para os expulsar e para curar todo tipo de doenças e enfermidades.” Mateus 10:1 Foram discipulados para serem enviados.  “Eis que eu os envio como ovelhas para o meio de lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas.” Mateus 10:16 O discipulado e a Bíblia
  • 30.  Os discípulos continuam a obra. A perseguição e a pregação.  “Enquanto isso, os que foram dispersos iam por toda parte pregando a palavra.” Atos 8:4 A Igreja é edificada.  “Assim, a igreja tinha paz por toda a Judeia, Galileia e Samaria, edificando-se e caminhando no temor do Senhor; e, no consolo do Espírito Santo, crescia em número.” Atos 9:31 O discipulado e a Bíblia
  • 31.  Os discípulos continuam a obra. Discípulos entre os gentios.  “E os fiéis que eram da circuncisão, que tinham vindo com Pedro, admiraram-se, porque também sobre os gentios foi derramado o dom do Espírito Santo.” Atos 10:45 Paulo e a prática do discipulado.  “Durante dois anos, Paulo permaneceu na sua própria casa, que tinha alugado, onde recebia todos os que o procuravam. Pregava o Reino de Deus, e, com toda a ousadia, ensinava as coisas referentes ao Senhor Jesus Cristo, sem impedimento algum.” Atos 28:30,31 O discipulado e a Bíblia
  • 32.  O discipulado nas epístolas. O desejo pelo alimento espiritual.  “Como crianças recém-nascidas, desejem o genuíno leite espiritual, para que, por ele, lhes seja dado crescimento para a salvação.” 1 Pedro 2:2 Devemos acolher uns aos outros.  “Portanto, acolham uns aos outros, como também Cristo acolheu vocês para a glória de Deus.” Romanos 15:7 O discipulado e a Bíblia
  • 33.  O discipulado nas epístolas. Encontrar consolo e edificação mútuos.  “Portanto, consolem uns aos outros e edifiquem-se mutuamente, como vocês têm feito até agora.” 1 Tessalonicenses 5:11 Estímulo ao amor e às boas obras.  “Cuidemos também de nos animar uns aos outros no amor e na prática de boas obras.” Hebreus 10:24 O discipulado e a Bíblia
  • 34.  O discipulado nas epístolas. Aperfeiçoamento no amor de Deus.  “Nunca ninguém viu Deus. Se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado.” 1 João 4:12 A Bíblia é a chave do discipulado.  “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o servo de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” 2 Timóteo 3:16,17 O discipulado e a Bíblia
  • 35. IV. A abrangência do discipulado
  • 36. A abrangência do discipulado “E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por meio dos apóstolos. Todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum. Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade. Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, o Senhor lhes acrescentava, dia a dia, os que iam sendo salvos.” Atos 2:42-47
  • 37. A abrangência do discipulado COMUNIDADE GRUPOS MENORES DUPLAS INDIVIDUAL Pregação, culto público, vigília, oração comunitária. Pequenos grupos, escola bíblica, grupos de estudo. Acompanhamento individual e direcionado. Investimento pessoal e ação do Espírito Santo.
  • 38.  Comunidade.  Reunião dos crentes locais.  É o culto público dominical.  Oração e adoração coletiva.  Exposição da Palavra.  Fortalecimento da unidade.  Orientação pastoral geral. A abrangência do discipulado
  • 39.  Grupos Menores.  Pequenos grupos.  Escola bíblica.  Grupos de discipulado.  Reuniões de oração.  Grupos de estudo caseiro.  Departamentos e ministérios. A abrangência do discipulado
  • 40.  Duplas.  Mais efetividade e eficácia.  Total interação.  Relação entre Bíblia e mudança.  Prestação de contas.  Compromisso com o crescimento.  Não há como se esconder. A abrangência do discipulado
  • 41.  Individual.  É o discipulado do Espírito Santo.  Deus age na vida do cristão.  É o seu desejo de busca pessoal.  Estudo pessoal das Escrituras.  Devocional diário.  Temor quebrantamento. A abrangência do discipulado
  • 42. A abrangência do discipulado COMUNIDADE GRUPOS MENORES DUPLA INDIVIDUAL
  • 43. A abrangência do discipulado Visão tradicional Temas espirituais Aplicação religiosa Comunhão com Deus Vida na igreja Visão bíblica Tudo Tudo tudo Tudo
  • 44. A abrangência do discipulado “Portanto, se vocês comem, ou bebem ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31 “O mesmo Deus da paz os santifique em tudo. E que o espírito, a alma e o corpo de vocês sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1 Tessalonicenses 5:23
  • 45. A abrangência do discipulado  A abrangência do discipulado é tudo na vida a vida toda.  Começa com a compreensão sobre a obra de Cristo para a conversão e se estende para a obra de Cristo conduzindo o crente à santificação.  “Estou certo de que aquele que começou boa obra em vocês há de completá-la até o Dia de Cristo Jesus.” Filipenses 1:6