SlideShare uma empresa Scribd logo
DESIGUALDADE
RACIAL
Sociologia
Prof.ª Maira Conde
Conceitos
O Raça
O Racismo
O Etnia
O Discriminação Racial
O Preconceito
O Segregação Racial
O Apartheid
O Estereótipo
O Xenofobia
O Racismo Científico
O Identificação Racial
O Preconceito de Marca e de Origem
O Mito da Democracia Racial
O Falsa Abolição
O Ações Afirmativas
1. Raça
Trata-se de um conceito utilizado para
definir classes de animais que têm origem
em um tronco comum, com características e
potencialidades físicas específicas relativas
à [sic] cada raça”. Por sua vez, este
conceito fora aplicado pelos Nazistas para
justificar a suposta supremacia dos brancos
e arianos sobre outros grupos (MUNANGA;
GOMES, 2006, p. 175).
2. Racismo
Racismo é a divisão dos seres humanos em
raças, superiores ou inferiores, resultante
de um processo de conteúdo meramente
político-social. Desse pressuposto origina-
se essa prática nefasta que, por sua vez,
gera discriminação e preconceito
segregacionista.
2. Racismo
O Art. 5º Todos são iguais perante a lei,
sem distinção de qualquer natureza,
garantindo-se aos brasileiros e aos
estrangeiros residentes no País a
inviolabilidade do direito à vida, à
liberdade, à igualdade, à segurança e à
propriedade, nos termos seguintes:
O XLII - a prática do racismo constitui crime
inafiançável e imprescritível, sujeito à
pena de reclusão, nos termos da lei.
3. Etnia
Comunidade ou grupo de pessoas
caracterizadas por uma homogeneidade
sociocultural com língua, religião e modo de
agir próprios. Exemplos de grupos étnicos:
Inuits
Drávidas
Aborígenes
4. Outros Conceitos
O Discriminação racial: Tratamento desfavorável
dado a uma pessoa ou grupo com base em
características raciais ou étnicas. Por exemplo,
impedir uma pessoa de assumir um emprego por
não ser branca é um ato de discriminação.
O Preconceito: Conceito ou opinião formados
antecipadamente, sem conhecimento dos fatos. É
uma ideia [sic] preconcebida e desfavorável a um
grupo racial, étnico, religioso ou social. Implica
aversão e ódio irracional contra outras raças,
credos, religiões, etc.. (CARNEIRO, 1996, p. 6).
4. Outros Conceitos
O Segregação racial: é o impedimento, com
base na origem étnica (ou “raça”), do usufruto
dos direitos disponíveis para todos os
membros de determinada sociedade.
O Apartheid: foi um regime de segregação
racial adotado de 1948 a 1994 pelos
sucessivos governos do Partido Nacional na
África do Sul, no qual os direitos da maioria
dos habitantes foram cerceados pelo governo
formado pela minoria branca.
4. Outros Conceitos
O Estereótipos: ideias ou convicções
classificatórias preconcebidas sobre alguém
ou algo, resultantes de expectativas, hábitos
de julgamento e falsas generalizações.
O Xenofobia: corresponde à fobia ou medo, um
indivíduo que tem aversão a tudo aquilo que é
novo (objeto ou pessoa). No sentido social, a
xenofobia tem seu uso difundido para
designar formas de preconceitos (racial,
grupal, minorias nacionais ou culturais).
5. Origem do Racismo
O O Racismo está presente na sociedade há
muitos séculos, pois o ser humano sempre
teve a necessidade de mostrar que é
superior, principalmente de forma xenofóbica.
O Com a evolução da tecnologia, a Europa
iniciou a busca da sua conquista econômica
sobre o mundo, e desde então, surgiram
ideologias que justificavam a superioridade do
povo europeu com relação aos demais
povos.
6. Racismo Científico
O Eugenia
O Determinismo Biológico
O Evolucionismo Social
O Darwinismo Social
O Arianismo
O Craniometria
O Teoria da Curva do Sino
7. Identificação Racial
O Um método de identificação racial é um procedimento estabelecido para a
decisão do enquadramento dos indivíduos em grupos definidos pelas
categorias de uma classificação, sejam estas manifestas ou latentes.
O Existem basicamente três métodos de identificação racial, que podem ser
aplicados com variantes:
O O primeiro é a auto-atribuição de pertença, no qual o próprio sujeito da
classificação escolhe o grupo do qual se considera. A auto-atribuição, por
exemplo, pode ser registrada pelo próprio sujeito em um formulário ou pode
ser respondida ao entrevistador que a registra.
O O segundo é a hetero-atribuição de pertença, no qual outra pessoa define o
grupo do sujeito.
O O terceiro método é a identificação de grandes grupos populacionais dos
quais provieram os ascendentes próximos por meio de técnicas biológicas,
como a análise do DNA.
7. Identificação Racial
No Brasil, desde 1991 , adota-se a seguinte
classificação:
O Brancos
O Indígenas
O Amarelos
O Pretos + Pardos = Negros
7. Identificação Racial
"A classificação racial brasileira é única, e
reflete preocupações engendradas pela história
nacional. Não existe uma classificação
internacional para raças ou para etnias. Nos
diferentes países, conceitos como etnia, tribo,
nação, povo e raça recebem conteúdos locais,
pois as bases importantes para a delimitação
das fronteiras entre grupos sociais são
produzidas pela história de cada sociedade",
explica Rafael Guerreiro Osório, consultor do
IPEA.
8. Preconceito de
Marca e de Origem
O Segundo estudos do sociólogo Oracy Nogueira, o preconceito no
Brasil é racial de marca, que discriminaria pela presença de traços
e marcas aparentes, principalmente a cor, "para a qual existe uma
espécie de escala de gradação que vai do estritamente branco (o
nível ideal) ao completamente preto.
O O preconceito se intensifica na razão direta dessa escala de cor e
do porte de outras marcas: quanto mais negra é uma pessoa maior
é a probabilidade de ser vítima do preconceito.” Nos Estados
Unidos, o preconceito racial que prevalece é aquele baseado na
origem.
O Em outras palavras, quando o preconceito se exerce em relação à
aparência física dos individuas descriminados, diz se que é
preconceito racial de marca e quando o preconceito acontece por
dedução de que o discriminado tem uma ascendência de certo
grupo étnico, diz que o preconceito é de origem.
8. Preconceito de
Marca e de Origem
O negro e o mestiço dificilmente conseguiam
igualar-se ao homem branco. O “mundo da
senzala” sempre esteve muito distante do
“mundo da casa-grande”. Para alcançar
pequenas regalias, fosse como escravo ou
como homem livre, os descendentes de negros
precisavam ocultar ou disfarçar seus traços de
africanidade, já que o homem branco era
apresentado como padrão de beleza e de
moral. (CARNEIRO, 1996, p. 15).
8. Preconceito de
Marca e de Origem
9. Mito da Democracia Racial
A crença de que no Brasil não existem conflitos
raciais é o resultado da difusão do conceito de
democracia racial, principalmente a partir da
segunda metade do século XX.
O sociólogo Gilberto Freyre, que em 1933
publicou a obra “Casa Grande e Senzala”, é
considerado um dos principais difusores da
ideia de que no Brasil brancos e negros
mantêm relações pacíficas e harmoniosas –
embora nunca tenha adotado explicitamente
este conceito, mas apenas usado uma
expressão sinônima, “democracia étnica”, em
1944, segundo o professor de sociologia
Antonio Sérgio Alfredo Guimarães, da
Universidade de São Paulo (USP).
10. Falsa Abolição
O Em 13 de maio de 1888, a Princesa
Isabel aboliu a escravidão após sancionar
a lei Áurea.
O Historicamente, o ato é lembrado como
uma vitória dos negros com a total
extinção da escravidão no Brasil, mas
integrantes de movimentos que lutam
pela igualdade racial até os dias atuais
não veem a ação por esse mesmo viés.
11. Dados Sobre a Desigualdade
11. Dados Sobre a Desigualdade
11. Dados Sobre a Desigualdade
12. Políticas de Redução das
Desigualdades Raciais
Ações afirmativas são atos ou medidas especiais e
temporárias, tomadas ou determinadas pelo Estado,
espontânea ou compulsoriamente, com os objetivos de
eliminar desigualdades historicamente acumuladas, garantir a
igualdade de oportunidades e tratamento, compensar perdas
provocadas pela discriminação e marginalização decorrentes
de motivos raciais, étnicos, religiosos, de gênero e outros.
Em suma, ações afirmativas visam combater os efeitos
acumulados em virtude das discriminações ocorridas no
passado. Em 2012, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu
por unanimidade que as ações afirmativas são constitucionais
e políticas essenciais para a redução de desigualdades e
discriminações existentes no país.
12. Políticas de Redução das
Desigualdades Raciais
Uma ação afirmativa busca oferecer
igualdade de oportunidades a todos. As
ações afirmativas podem ser de três tipos:
com o objetivo de reverter a representação
negativa dos negros; para promover
igualdade de oportunidades; e para
combater o preconceito e o racismo.
13. “Em boca fechada
não entra racismo!”
Tire o racismo do caminho e do seu vocabulário: porque preconceito não
precisa ter voz em lugar algum. Tome nota e consciência já!
1- “Amanhã é dia de branco”
2- “Serviço de preto”
3- “A coisa tá preta”
4- “Mercado negro”
5- “Denegrir”
6- “Inveja branca”
7- “Da cor do pecado”
8- “Morena”, “mulata” ( por vim seguidos de tipo exportação)
9- Negra “de beleza exótica” ou com “traços finos”
10- “Não sou tuas negas”
11-“Cabelo ruim”, “Cabelo de Bombril”, “Cabelo duro” e, a mais
desnecessária, “Quando não está preso está armado”
12- “Nasceu com um pé na cozinha”
13- “Barriga suja”
Referências
• https://silvinha1792.jusbrasil.com.br/artigos/205769162/a-historia-
do-racismo
• https://www.geledes.org.br/o-racismo-cientifico-falsa-medida-
homem/
• https://cafecomsociologia.com/2013/01/teoria-da-curva-do-sino-e-
naturalizacao.html
• http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_0996.pdf
• http://sociologiaeantropologia.blogspot.com.br/2012/05/resenha-de-
preconceito-racial-de-marca.html
• https://noticias.r7.com/cidades/folha-vitoria/quothouve-uma-falsa-
abolicao-os-negros-foram-colocados-a-margem-da-sociedadequot-
diz-pesquisador-de-estudos-afrobrasileiros-15052017
• http://www.seppir.gov.br/assuntos/o-que-sao-acoes-afirmativas
• http://www2.sidneyrezende.com/noticia/264491+metro+de+sao+pa
ulo+promove+campanha+contra+o+racismo
• https://professorlfg.jusbrasil.com.br/artigos/254945905/racismo-
cientifico-origens-das-teses-racistas-na-modernidade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Preconceito racial
Preconceito racialPreconceito racial
Preconceito racial
estudosacademicospedag
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
Victor Claudio
 
O racismo
O racismoO racismo
O racismo
luisamb
 
Questão racial
Questão racialQuestão racial
Questão racial
Pedro Neves
 
Dia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência NegraDia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência Negra
Paulo Medeiros
 
Discriminação racial
Discriminação racialDiscriminação racial
Discriminação racial
Mónica Martins
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
RacismoRacismo
Sistema de cotas
Sistema de cotasSistema de cotas
Sistema de cotas
Lucas Forlin
 
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos HumanosDeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
Luci Bonini
 
Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
Karoline Rodrigues de Melo
 
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOSINTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
Isabela Espíndola
 
Xenofobia e Racismo
Xenofobia e RacismoXenofobia e Racismo
Xenofobia e Racismo
Tânia Domingos
 
Cidadania e democracia
Cidadania e democraciaCidadania e democracia
Cidadania e democracia
Lucas Justino
 
Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.
Jose Ribamar Santos
 
Minorias Sociais
Minorias SociaisMinorias Sociais
Minorias Sociais
Paulo Alexandre
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
marleneves
 
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
André Santos Luigi
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
emrcja
 

Mais procurados (20)

Preconceito racial
Preconceito racialPreconceito racial
Preconceito racial
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
 
O racismo
O racismoO racismo
O racismo
 
Questão racial
Questão racialQuestão racial
Questão racial
 
Dia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência NegraDia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência Negra
 
Discriminação racial
Discriminação racialDiscriminação racial
Discriminação racial
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Raça e etnia
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Sistema de cotas
Sistema de cotasSistema de cotas
Sistema de cotas
 
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos HumanosDeclaraçãO Dos Direitos Humanos
DeclaraçãO Dos Direitos Humanos
 
Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
 
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOSINTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
INTRODUÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS
 
Xenofobia e Racismo
Xenofobia e RacismoXenofobia e Racismo
Xenofobia e Racismo
 
Cidadania e democracia
Cidadania e democraciaCidadania e democracia
Cidadania e democracia
 
Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.
 
Minorias Sociais
Minorias SociaisMinorias Sociais
Minorias Sociais
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
 
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 

Destaque

Cp aula 3
Cp aula 3 Cp aula 3
Cp aula 3
Maira Conde
 
Cp aula 2
Cp aula 2Cp aula 2
Cp aula 2
Maira Conde
 
Movimento lgbt
Movimento lgbtMovimento lgbt
Movimento lgbt
Maira Conde
 
Gincana enem 2016
Gincana enem 2016Gincana enem 2016
Gincana enem 2016
Maira Conde
 
Cidadania feminina e empoderamento
Cidadania feminina e empoderamento   Cidadania feminina e empoderamento
Cidadania feminina e empoderamento
Maira Conde
 
Cidadania moderna
Cidadania modernaCidadania moderna
Cidadania moderna
Maira Conde
 
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalistaMovimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
Maira Conde
 
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológico
Maira Conde
 
Desigualdade
DesigualdadeDesigualdade
Desigualdade
Maira Conde
 
O caráter culturalmente construído da humanidade
O caráter culturalmente construído da humanidadeO caráter culturalmente construído da humanidade
O caráter culturalmente construído da humanidade
Maira Conde
 
Cp aula 4
Cp aula 4Cp aula 4
Cp aula 4
Maira Conde
 
Situação de aprendizagem 3
Situação de aprendizagem 3Situação de aprendizagem 3
Situação de aprendizagem 3
Maira Conde
 
Movimento feminista
Movimento feministaMovimento feminista
Movimento feminista
Maira Conde
 
Manual do tcem
Manual do tcemManual do tcem
Manual do tcem
Maira Conde
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenas
Maira Conde
 
Atualidades – enem 2017
Atualidades – enem 2017Atualidades – enem 2017
Atualidades – enem 2017
Maira Conde
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
Maira Conde
 

Destaque (17)

Cp aula 3
Cp aula 3 Cp aula 3
Cp aula 3
 
Cp aula 2
Cp aula 2Cp aula 2
Cp aula 2
 
Movimento lgbt
Movimento lgbtMovimento lgbt
Movimento lgbt
 
Gincana enem 2016
Gincana enem 2016Gincana enem 2016
Gincana enem 2016
 
Cidadania feminina e empoderamento
Cidadania feminina e empoderamento   Cidadania feminina e empoderamento
Cidadania feminina e empoderamento
 
Cidadania moderna
Cidadania modernaCidadania moderna
Cidadania moderna
 
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalistaMovimentos negro, lgbt e ambientalista
Movimentos negro, lgbt e ambientalista
 
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológico
 
Desigualdade
DesigualdadeDesigualdade
Desigualdade
 
O caráter culturalmente construído da humanidade
O caráter culturalmente construído da humanidadeO caráter culturalmente construído da humanidade
O caráter culturalmente construído da humanidade
 
Cp aula 4
Cp aula 4Cp aula 4
Cp aula 4
 
Situação de aprendizagem 3
Situação de aprendizagem 3Situação de aprendizagem 3
Situação de aprendizagem 3
 
Movimento feminista
Movimento feministaMovimento feminista
Movimento feminista
 
Manual do tcem
Manual do tcemManual do tcem
Manual do tcem
 
O processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenasO processo de socialização dos grupos indígenas
O processo de socialização dos grupos indígenas
 
Atualidades – enem 2017
Atualidades – enem 2017Atualidades – enem 2017
Atualidades – enem 2017
 
Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia  Resumo do livro o que é sociologia
Resumo do livro o que é sociologia
 

Semelhante a Desigualdade racial

Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
PTAI
 
Preconceito e homofobia
Preconceito e homofobia Preconceito e homofobia
Preconceito e homofobia
Francisca Maria
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
Ana Barros
 
Racismo - slide.pdf
Racismo - slide.pdfRacismo - slide.pdf
Racismo - slide.pdf
brenoalberton
 
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
Jordano Santos Cerqueira
 
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptxA exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
CarladeOliveira25
 
Orientação técnica temas transversais set.2012
Orientação técnica temas transversais set.2012Orientação técnica temas transversais set.2012
Orientação técnica temas transversais set.2012
Erica Frau
 
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docxRacismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
Ana Carvalho
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
Atividades Diversas Cláudia
 
O racismo1
O racismo1O racismo1
O racismo1
luisamb
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
Atividades Diversas Cláudia
 
Movimento negro lei do caô (2)
Movimento negro lei do caô (2)Movimento negro lei do caô (2)
Movimento negro lei do caô (2)
Atividades Diversas Cláudia
 
Racismo
RacismoRacismo
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
Atividades Diversas Cláudia
 
UFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptx
UFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptxUFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptx
UFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptx
Nome Sobrenome
 
Racismo vii periodo
Racismo vii periodoRacismo vii periodo
Racismo vii periodo
Rafaela De Sousa
 
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS IIDESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
CRISTIANEALVESDESOUZ1
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
Atividades Diversas Cláudia
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
Atividades Diversas Cláudia
 
Racismo, discriminacao e_preconceito
Racismo, discriminacao e_preconceitoRacismo, discriminacao e_preconceito
Racismo, discriminacao e_preconceito
Giselda Mezadri de Almeida
 

Semelhante a Desigualdade racial (20)

Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
 
Preconceito e homofobia
Preconceito e homofobia Preconceito e homofobia
Preconceito e homofobia
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Racismo - slide.pdf
Racismo - slide.pdfRacismo - slide.pdf
Racismo - slide.pdf
 
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
FACELI - DIREITO - 2° período - Curso de Homem, cultura e sociedade - 07 - Pr...
 
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptxA exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
A exclusão e a inclusão como questões sociais- sociologia.pptx
 
Orientação técnica temas transversais set.2012
Orientação técnica temas transversais set.2012Orientação técnica temas transversais set.2012
Orientação técnica temas transversais set.2012
 
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docxRacismo e Dicas Atinirracistas.docx
Racismo e Dicas Atinirracistas.docx
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
 
O racismo1
O racismo1O racismo1
O racismo1
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
 
Movimento negro lei do caô (2)
Movimento negro lei do caô (2)Movimento negro lei do caô (2)
Movimento negro lei do caô (2)
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
 
UFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptx
UFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptxUFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptx
UFCD - Cp4 -Manifestações de Intolerância a Diferença.pptx
 
Racismo vii periodo
Racismo vii periodoRacismo vii periodo
Racismo vii periodo
 
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS IIDESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
DESIGUALDADES ENTRE OS GÊNEROS E ETNIAS II
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
 
Movimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caôMovimento negro lei do caô
Movimento negro lei do caô
 
Racismo, discriminacao e_preconceito
Racismo, discriminacao e_preconceitoRacismo, discriminacao e_preconceito
Racismo, discriminacao e_preconceito
 

Mais de Maira Conde

Violencia contra a mulher
Violencia contra a mulherViolencia contra a mulher
Violencia contra a mulher
Maira Conde
 
Retomada sociologia
Retomada sociologiaRetomada sociologia
Retomada sociologia
Maira Conde
 
Etnocentrismo e relativismo cultural
Etnocentrismo e relativismo culturalEtnocentrismo e relativismo cultural
Etnocentrismo e relativismo cultural
Maira Conde
 
Emprego e desemprego
Emprego e desemprego Emprego e desemprego
Emprego e desemprego
Maira Conde
 
Desemprego estrutural e conjuntural
Desemprego estrutural e conjunturalDesemprego estrutural e conjuntural
Desemprego estrutural e conjuntural
Maira Conde
 
Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114
Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114
Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114
Maira Conde
 
Cidadaniaativapassivareprimidaeregulada
CidadaniaativapassivareprimidaereguladaCidadaniaativapassivareprimidaeregulada
Cidadaniaativapassivareprimidaeregulada
Maira Conde
 
Genero e desigualdade
Genero e desigualdadeGenero e desigualdade
Genero e desigualdade
Maira Conde
 
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Maira Conde
 
Jovens, cultura e consumo
Jovens, cultura e consumoJovens, cultura e consumo
Jovens, cultura e consumo
Maira Conde
 
Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX
Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX
Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX
Maira Conde
 
Arte urbana
Arte urbanaArte urbana
Arte urbana
Maira Conde
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
Maira Conde
 
Como funcionam as eleições
Como funcionam as eleiçõesComo funcionam as eleições
Como funcionam as eleições
Maira Conde
 
Atividade criação de partidos políticos
Atividade criação de  partidos políticos Atividade criação de  partidos políticos
Atividade criação de partidos políticos
Maira Conde
 
Projeto pedagógico disciplinar
Projeto pedagógico disciplinar Projeto pedagógico disciplinar
Projeto pedagógico disciplinar
Maira Conde
 

Mais de Maira Conde (16)

Violencia contra a mulher
Violencia contra a mulherViolencia contra a mulher
Violencia contra a mulher
 
Retomada sociologia
Retomada sociologiaRetomada sociologia
Retomada sociologia
 
Etnocentrismo e relativismo cultural
Etnocentrismo e relativismo culturalEtnocentrismo e relativismo cultural
Etnocentrismo e relativismo cultural
 
Emprego e desemprego
Emprego e desemprego Emprego e desemprego
Emprego e desemprego
 
Desemprego estrutural e conjuntural
Desemprego estrutural e conjunturalDesemprego estrutural e conjuntural
Desemprego estrutural e conjuntural
 
Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114
Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114
Cidadaniafemininaeempoderamento cpia-160227235114
 
Cidadaniaativapassivareprimidaeregulada
CidadaniaativapassivareprimidaereguladaCidadaniaativapassivareprimidaeregulada
Cidadaniaativapassivareprimidaeregulada
 
Genero e desigualdade
Genero e desigualdadeGenero e desigualdade
Genero e desigualdade
 
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural Etnocentrismo e Relativismo Cultural
Etnocentrismo e Relativismo Cultural
 
Jovens, cultura e consumo
Jovens, cultura e consumoJovens, cultura e consumo
Jovens, cultura e consumo
 
Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX
Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX
Puzzle Revoltas Populares Século XIX e XX
 
Arte urbana
Arte urbanaArte urbana
Arte urbana
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 
Como funcionam as eleições
Como funcionam as eleiçõesComo funcionam as eleições
Como funcionam as eleições
 
Atividade criação de partidos políticos
Atividade criação de  partidos políticos Atividade criação de  partidos políticos
Atividade criação de partidos políticos
 
Projeto pedagógico disciplinar
Projeto pedagógico disciplinar Projeto pedagógico disciplinar
Projeto pedagógico disciplinar
 

Último

Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 

Último (20)

Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 

Desigualdade racial

  • 2. Conceitos O Raça O Racismo O Etnia O Discriminação Racial O Preconceito O Segregação Racial O Apartheid O Estereótipo O Xenofobia O Racismo Científico O Identificação Racial O Preconceito de Marca e de Origem O Mito da Democracia Racial O Falsa Abolição O Ações Afirmativas
  • 3. 1. Raça Trata-se de um conceito utilizado para definir classes de animais que têm origem em um tronco comum, com características e potencialidades físicas específicas relativas à [sic] cada raça”. Por sua vez, este conceito fora aplicado pelos Nazistas para justificar a suposta supremacia dos brancos e arianos sobre outros grupos (MUNANGA; GOMES, 2006, p. 175).
  • 4. 2. Racismo Racismo é a divisão dos seres humanos em raças, superiores ou inferiores, resultante de um processo de conteúdo meramente político-social. Desse pressuposto origina- se essa prática nefasta que, por sua vez, gera discriminação e preconceito segregacionista.
  • 5. 2. Racismo O Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: O XLII - a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei.
  • 6. 3. Etnia Comunidade ou grupo de pessoas caracterizadas por uma homogeneidade sociocultural com língua, religião e modo de agir próprios. Exemplos de grupos étnicos: Inuits Drávidas Aborígenes
  • 7. 4. Outros Conceitos O Discriminação racial: Tratamento desfavorável dado a uma pessoa ou grupo com base em características raciais ou étnicas. Por exemplo, impedir uma pessoa de assumir um emprego por não ser branca é um ato de discriminação. O Preconceito: Conceito ou opinião formados antecipadamente, sem conhecimento dos fatos. É uma ideia [sic] preconcebida e desfavorável a um grupo racial, étnico, religioso ou social. Implica aversão e ódio irracional contra outras raças, credos, religiões, etc.. (CARNEIRO, 1996, p. 6).
  • 8. 4. Outros Conceitos O Segregação racial: é o impedimento, com base na origem étnica (ou “raça”), do usufruto dos direitos disponíveis para todos os membros de determinada sociedade. O Apartheid: foi um regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994 pelos sucessivos governos do Partido Nacional na África do Sul, no qual os direitos da maioria dos habitantes foram cerceados pelo governo formado pela minoria branca.
  • 9. 4. Outros Conceitos O Estereótipos: ideias ou convicções classificatórias preconcebidas sobre alguém ou algo, resultantes de expectativas, hábitos de julgamento e falsas generalizações. O Xenofobia: corresponde à fobia ou medo, um indivíduo que tem aversão a tudo aquilo que é novo (objeto ou pessoa). No sentido social, a xenofobia tem seu uso difundido para designar formas de preconceitos (racial, grupal, minorias nacionais ou culturais).
  • 10. 5. Origem do Racismo O O Racismo está presente na sociedade há muitos séculos, pois o ser humano sempre teve a necessidade de mostrar que é superior, principalmente de forma xenofóbica. O Com a evolução da tecnologia, a Europa iniciou a busca da sua conquista econômica sobre o mundo, e desde então, surgiram ideologias que justificavam a superioridade do povo europeu com relação aos demais povos.
  • 11. 6. Racismo Científico O Eugenia O Determinismo Biológico O Evolucionismo Social O Darwinismo Social O Arianismo O Craniometria O Teoria da Curva do Sino
  • 12. 7. Identificação Racial O Um método de identificação racial é um procedimento estabelecido para a decisão do enquadramento dos indivíduos em grupos definidos pelas categorias de uma classificação, sejam estas manifestas ou latentes. O Existem basicamente três métodos de identificação racial, que podem ser aplicados com variantes: O O primeiro é a auto-atribuição de pertença, no qual o próprio sujeito da classificação escolhe o grupo do qual se considera. A auto-atribuição, por exemplo, pode ser registrada pelo próprio sujeito em um formulário ou pode ser respondida ao entrevistador que a registra. O O segundo é a hetero-atribuição de pertença, no qual outra pessoa define o grupo do sujeito. O O terceiro método é a identificação de grandes grupos populacionais dos quais provieram os ascendentes próximos por meio de técnicas biológicas, como a análise do DNA.
  • 13. 7. Identificação Racial No Brasil, desde 1991 , adota-se a seguinte classificação: O Brancos O Indígenas O Amarelos O Pretos + Pardos = Negros
  • 14. 7. Identificação Racial "A classificação racial brasileira é única, e reflete preocupações engendradas pela história nacional. Não existe uma classificação internacional para raças ou para etnias. Nos diferentes países, conceitos como etnia, tribo, nação, povo e raça recebem conteúdos locais, pois as bases importantes para a delimitação das fronteiras entre grupos sociais são produzidas pela história de cada sociedade", explica Rafael Guerreiro Osório, consultor do IPEA.
  • 15. 8. Preconceito de Marca e de Origem O Segundo estudos do sociólogo Oracy Nogueira, o preconceito no Brasil é racial de marca, que discriminaria pela presença de traços e marcas aparentes, principalmente a cor, "para a qual existe uma espécie de escala de gradação que vai do estritamente branco (o nível ideal) ao completamente preto. O O preconceito se intensifica na razão direta dessa escala de cor e do porte de outras marcas: quanto mais negra é uma pessoa maior é a probabilidade de ser vítima do preconceito.” Nos Estados Unidos, o preconceito racial que prevalece é aquele baseado na origem. O Em outras palavras, quando o preconceito se exerce em relação à aparência física dos individuas descriminados, diz se que é preconceito racial de marca e quando o preconceito acontece por dedução de que o discriminado tem uma ascendência de certo grupo étnico, diz que o preconceito é de origem.
  • 16. 8. Preconceito de Marca e de Origem O negro e o mestiço dificilmente conseguiam igualar-se ao homem branco. O “mundo da senzala” sempre esteve muito distante do “mundo da casa-grande”. Para alcançar pequenas regalias, fosse como escravo ou como homem livre, os descendentes de negros precisavam ocultar ou disfarçar seus traços de africanidade, já que o homem branco era apresentado como padrão de beleza e de moral. (CARNEIRO, 1996, p. 15).
  • 17. 8. Preconceito de Marca e de Origem
  • 18. 9. Mito da Democracia Racial A crença de que no Brasil não existem conflitos raciais é o resultado da difusão do conceito de democracia racial, principalmente a partir da segunda metade do século XX. O sociólogo Gilberto Freyre, que em 1933 publicou a obra “Casa Grande e Senzala”, é considerado um dos principais difusores da ideia de que no Brasil brancos e negros mantêm relações pacíficas e harmoniosas – embora nunca tenha adotado explicitamente este conceito, mas apenas usado uma expressão sinônima, “democracia étnica”, em 1944, segundo o professor de sociologia Antonio Sérgio Alfredo Guimarães, da Universidade de São Paulo (USP).
  • 19. 10. Falsa Abolição O Em 13 de maio de 1888, a Princesa Isabel aboliu a escravidão após sancionar a lei Áurea. O Historicamente, o ato é lembrado como uma vitória dos negros com a total extinção da escravidão no Brasil, mas integrantes de movimentos que lutam pela igualdade racial até os dias atuais não veem a ação por esse mesmo viés.
  • 20. 11. Dados Sobre a Desigualdade
  • 21. 11. Dados Sobre a Desigualdade
  • 22. 11. Dados Sobre a Desigualdade
  • 23. 12. Políticas de Redução das Desigualdades Raciais Ações afirmativas são atos ou medidas especiais e temporárias, tomadas ou determinadas pelo Estado, espontânea ou compulsoriamente, com os objetivos de eliminar desigualdades historicamente acumuladas, garantir a igualdade de oportunidades e tratamento, compensar perdas provocadas pela discriminação e marginalização decorrentes de motivos raciais, étnicos, religiosos, de gênero e outros. Em suma, ações afirmativas visam combater os efeitos acumulados em virtude das discriminações ocorridas no passado. Em 2012, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade que as ações afirmativas são constitucionais e políticas essenciais para a redução de desigualdades e discriminações existentes no país.
  • 24. 12. Políticas de Redução das Desigualdades Raciais Uma ação afirmativa busca oferecer igualdade de oportunidades a todos. As ações afirmativas podem ser de três tipos: com o objetivo de reverter a representação negativa dos negros; para promover igualdade de oportunidades; e para combater o preconceito e o racismo.
  • 25. 13. “Em boca fechada não entra racismo!” Tire o racismo do caminho e do seu vocabulário: porque preconceito não precisa ter voz em lugar algum. Tome nota e consciência já! 1- “Amanhã é dia de branco” 2- “Serviço de preto” 3- “A coisa tá preta” 4- “Mercado negro” 5- “Denegrir” 6- “Inveja branca” 7- “Da cor do pecado” 8- “Morena”, “mulata” ( por vim seguidos de tipo exportação) 9- Negra “de beleza exótica” ou com “traços finos” 10- “Não sou tuas negas” 11-“Cabelo ruim”, “Cabelo de Bombril”, “Cabelo duro” e, a mais desnecessária, “Quando não está preso está armado” 12- “Nasceu com um pé na cozinha” 13- “Barriga suja”
  • 26. Referências • https://silvinha1792.jusbrasil.com.br/artigos/205769162/a-historia- do-racismo • https://www.geledes.org.br/o-racismo-cientifico-falsa-medida- homem/ • https://cafecomsociologia.com/2013/01/teoria-da-curva-do-sino-e- naturalizacao.html • http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_0996.pdf • http://sociologiaeantropologia.blogspot.com.br/2012/05/resenha-de- preconceito-racial-de-marca.html • https://noticias.r7.com/cidades/folha-vitoria/quothouve-uma-falsa- abolicao-os-negros-foram-colocados-a-margem-da-sociedadequot- diz-pesquisador-de-estudos-afrobrasileiros-15052017 • http://www.seppir.gov.br/assuntos/o-que-sao-acoes-afirmativas • http://www2.sidneyrezende.com/noticia/264491+metro+de+sao+pa ulo+promove+campanha+contra+o+racismo • https://professorlfg.jusbrasil.com.br/artigos/254945905/racismo- cientifico-origens-das-teses-racistas-na-modernidade