SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
Baixar para ler offline
DANÇA
Luan de Lucena Felipe
O que é Dança??
• Dança é a arte de movimentar expressivamente o
corpo seguindo movimentos ritmados, em geral
ao som de música.
• A Dança representa em sua prática aspectos
físicos, culturais, sociais, místicos, espirituais,
psicológicos, econômicos, políticos,
comunicativos, etc.
• Por ser a dança fruto da necessidade de criação e
expressão humana, ela acompanha a história, e se
modifica com ela.
HISTÓRICO
Danças
Danças
Danças
Danças
Danças
Primitivas
Milenares
Clássicas
Modernas
Contemporâneas
HISTÓRICO
Antes do homem se expressar através de uma
linguagem oral, ele dançou.
“Existem indícios de que o homem dança desde
os tempos mais remotos. Todos os povos, em
todas as épocas e lugares dançaram. Dançaram
para expressar revolta ou amor, reverenciar ou
afastar deuses, mostrar força ou arrependimento,
rezar, conquistar, distrair, enfim, viver!”
(TAVARES, 2005, p.93).
DANÇAS PRIMITIVAS
• As danças primitivas eram executadas pelos
homens das cavernas e seus movimentos
ficaram registrados na arte rupestre.
• Nessas eras, a dança estava diretamente
relacionada à sobrevivência.
• Nas culturas indígenas, a dança é usada em festas ou
a fim de se preparar para a guerra. Também é
utilizada nos rituais de passagem, como o início da
vida adulta.
Dança Primitiva – Pintura rupestre
DANÇAS MILENARES
Danças praticadas nas civilizações da idade antiga
• Egito, 5000 a.C.
• Nessa época, as danças no Egito tinham um
caráter sagrado e eram executadas em
homenagem aos deuses.
• As danças apresentadas por ocasião das festas
religiosas e dos funerais também eram
consideradas sagradas.
DANÇAS MILENARES
Festival da Bebedeira no Egito Antigo
DANÇAS MILENARES
Danças praticadas nas civilizações da idade antiga
• Índia, 2000 a.C.
• Na Índia as danças têm origem na invocação a
Shiva (deus da dança). Com suas danças e
músicas, os hindus procuravam uma união com
a natureza.
• Os vários estilos de dança, sempre relacionados
a deuses, tinham o mesmo princípio, o de que
“o corpo inteiro deve dançar”.
DANÇAS MILENARES
Dança indiana na antiguidade
DANÇAS MILENARES
Danças praticadas nas civilizações da idade antiga
• Grécia, século VII a III a.C.
• A dança na Grécia, como no Egito e na Índia,
sempre integrou rituais religiosos.
• A dança era muito valorizada entre os gregos.
Para eles, o ideal de perfeição estava na
harmonia entre corpo e espírito, que deveria
aparecer em um corpo bem moldado, adquirido
graças ao esporte e à dança.
DANÇAS MILENARES
Pintura em cerâmica – Dança grega
DANÇA CLÁSSICA
IDADE MÉDIA
• Nessa época, a Igreja tornou-se autoridade
constituída. Manifestações corporais foram
proibidas, uma vez que a dança foi vinculada ao
pecado.
• A Igreja, porém, não conseguiu interferir nas
danças populares dos camponeses, que
continuaram a fazer suas festas nas épocas de
semeadura e colheita e no início da primavera
DANÇA CLÁSSICA
Na Idade Média, a dança era praticada em grupos, com alegria e bom
humor!
DANÇA MODERNA
Foi no século 18 que surgiu uma dança bem
conhecida do dançarino profissional: o balé!
• Começavam os primeiros balés dramatizados, com
coreografia, figurinos e que narravam uma história
com início, meio e fim.
DANÇA CONTEMPORÂNEA
A dança contemporânea não impõe modelos
rígidos; os corpos dos artistas não têm um padrão
preestabelecido, bem com os tipos físicos. São
gordos, magros, altos, baixos e de diferentes
etnias.
HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL
A dança no Brasil é o resultado da fusão entre os
costumes indígenas, africanos e portugueses.
• Os africanos escravizados dançavam para honrar
seus orixás.
• Uma dança elaborada no Brasil foi o maxixe. Neste
baile, os casais se abraçavam e davam pequenos
saltos.
• No Nordeste brasileiro, uma das danças mais
destacadas é o Frevo.
HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL
O FREVO
HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL
Nos dias atuais é grande o repertório de danças no
Brasil.
• Temos as danças folclóricas e tradicionais que vão
de acordo com cada região e localidade no Brasil
como forró, axé, entre outras.
• No Brasil também há danças mais modernas como
o funk e seus derivados, como exemplo o brega
funk.
• Além das influências estrangeiras
como rock, pop, pop rock, K-pop, heavy metal.
HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL
O BREGA FUNK
ATIVIDADE
Faça uma pesquisa sobre os diversos tipos de
dança existentes no Brasil atualmente, destacando
suas principais características.
ELEMENTOS
DA DANÇA
Luan de Lucena Felipe
O que é Dança??
• Dança é a arte de movimentar expressivamente o
corpo seguindo movimentos ritmados, em geral
ao som de música.
• A Dança representa em sua prática aspectos
físicos, culturais, sociais, místicos, espirituais,
psicológicos, econômicos, políticos,
comunicativos, etc.
ELEMENTOS DA DANÇA
A dança é uma linguagem artística. Seus signos são os
movimentos. Na dança temos o movimento do corpo
como signo da linguagem. Os fundamentos essenciais
da dança são:
• MOVIMENTO CORPÓREO;
• ESPAÇO;
• TEMPO.
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
O movimento corpóreo está relacionado ao ato de
mover, fazendo com que um corpo deixe de ocupar
um determinado local e passa a ocupar outro. Através
do movimento corporal, as pessoas se comunicam,
interagem com os demais, trabalham, se movem e
sentem seu universo.
• KINESFERA;
• FLUXO;
• GIROS;
• SALTOS;
• EIXO;
• PESO.
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
• KINESFERA: a kinesfera é tudo que podemos
alcançar com todas as partes do corpo, perto ou
longe, grande ou pequeno, com movimentos
rápidos ou lentos etc.
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
• FLUXO: Qualidade de Movimento que refere-se a
tensão muscular com a qual se deixa fluir um
movimento - fluência contínua e interrompida e
seus graus de tensão.
• Fluxo livre;
• Fluxo controlado;
• Fluxo interrompido.
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
• Exemplo de dança
com fluxo
interrompido - Break
• Exemplo de dança
com fluxo continuo
– dança clássica
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
• GIROS: O giro vai depender do estilo de dança se é
balé, street dance, contemporâneo, de qualquer
forma é rotacionar o corpo no seu próprio eixo. Os
giros trazem a experiência de equilíbrio estável e
desequilíbrio.
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
• SALTOS: os saltos ou pulos são movimentos que
deixam o corpo suspenso no ar, perdendo o contato
com o chão ou outra base de sustentação em que o
corpo se apoie.
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
• EIXO: fortalecimento das cadeias musculares
principalmente do centro como eixo da
movimentação, possibilitando o estudo da
sustentação e equilíbrio.
ELEMENTOS DA DANÇA:
MOVIMENTO
• PESO: qualidade de movimento que refere-se as
mudanças de força utilizadas pelo corpo ao
movimentar-se. Passivo, ativo, leve, pesado,
transferência, contrapeso e suas graduações.
Estabilidade e instabilidade.
• Peso leve;
• Peso pesado.
ELEMENTOS DA DANÇA:
ESPAÇO
O espaço pode ser a relação entre o corpo e o espaço
(ambiente no qual esta), o corpo em relação ao seu
próprio corpo ou em relação a um outro corpo e o
corpo e um outro objeto.
• NÍVEIS;
• DIMENSÃO;
• DIREÇÃO;
• DESLOCAMENTO.
ELEMENTOS DA DANÇA:
ESPAÇO
• NÍVEIS: (em relação à altura) alto, médio e baixo -
de modo geral são movimentos possíveis do corpo
utilizando os espaços acima da cabeça, na altura da
cintura ou abaixo dela.
ELEMENTOS DA DANÇA:
ESPAÇO
• DIMENSÃO: é uma extensão entre duas direções
opostas. É um elemento básico de orientação no
espaço. São três as dimensões: amplitude (ou
largura), comprimento (ou altura) e profundidade.
ELEMENTOS DA DANÇA:
ESPAÇO
• DIREÇÃO: o movimento pode ser feito para
diversas direções no espaço: frente, trás, diagonal,
esquerda, direita, etc. Essas direções são
determinadas pelo espaço e tipo de dança.
ELEMENTOS DA DANÇA:
ESPAÇO
• DESLOCAMENTO: o deslocamento é aquele que
ocorre quando você se desloca para outro lugar, e
pode ser feito de diferentes formas em uma dança.
Saltando, andando, correndo, sendo carregado, se
arrastando, girando, entre outras.
ELEMENTOS DA DANÇA:
TEMPO
• O tempo é a velocidade em que são executados
determinados movimentos pode ser rápido,
moderado e lento. É uma qualidade bastante
subjetiva, pois deve-se sempre ter um parâmetro de
comparação para definir o que é rápido e o que é
lento.
• Rápido;
• Moderado;
• Lento.
REFERÊNCIAS
• DA SILVA, Saulo Bezerra. Dança. SlideShare, 4
dez. 2017. Disponível em:
https://pt.slideshare.net/SauloBezerradaSilva/dan
a-83337466. Acesso em: 26 maio 2020.
• BOURCIER, Paul. História da Dança no
Ocidente. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
• LABAN, Rudolf. Domínio do movimento. 5. ed.
São Paulo: Editora Summus, 1978.
• Fernanda. Descubra a grande história da
dança!. Superprof, 5 mar. 2019. Disponível em:
https://www.superprof.com.br/blog/nascimento-
arte-dancar/. Acesso em: 26 maio 2020.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Origem Da DançA
A Origem Da DançAA Origem Da DançA
A Origem Da DançA
martinsramon
 
O que é a dança contemporânea
O que é a dança contemporâneaO que é a dança contemporânea
O que é a dança contemporânea
Francisco Barão
 
A dança através dos tempos
A dança através dos temposA dança através dos tempos
A dança através dos tempos
José Marques
 
Pop Art - Trabalho
Pop Art - TrabalhoPop Art - Trabalho
Pop Art - Trabalho
Rui Rocha
 

Mais procurados (20)

Body art/slide
Body art/slideBody art/slide
Body art/slide
 
Conceito de dança Professor Rodrigo Costa
Conceito de dança Professor Rodrigo CostaConceito de dança Professor Rodrigo Costa
Conceito de dança Professor Rodrigo Costa
 
Danças brasileiras
Danças brasileirasDanças brasileiras
Danças brasileiras
 
A Origem Da DançA
A Origem Da DançAA Origem Da DançA
A Origem Da DançA
 
O que é a dança contemporânea
O que é a dança contemporâneaO que é a dança contemporânea
O que é a dança contemporânea
 
O FREVO
O FREVOO FREVO
O FREVO
 
7.6 advérbios (estudo completo)
7.6   advérbios (estudo completo)7.6   advérbios (estudo completo)
7.6 advérbios (estudo completo)
 
Apostila ensino médio danca
Apostila ensino médio dancaApostila ensino médio danca
Apostila ensino médio danca
 
A dança através dos tempos
A dança através dos temposA dança através dos tempos
A dança através dos tempos
 
Avaliação 9º ano POP ART e DESIGN
Avaliação 9º ano POP ART e DESIGNAvaliação 9º ano POP ART e DESIGN
Avaliação 9º ano POP ART e DESIGN
 
Pop Art - Trabalho
Pop Art - TrabalhoPop Art - Trabalho
Pop Art - Trabalho
 
Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992
 
Musica urbana
Musica urbana Musica urbana
Musica urbana
 
A afro brasilidade na musica contemporânea.
A afro brasilidade na musica contemporânea.A afro brasilidade na musica contemporânea.
A afro brasilidade na musica contemporânea.
 
Hip Hop
Hip HopHip Hop
Hip Hop
 
Texto sobre dança classica
Texto sobre dança classicaTexto sobre dança classica
Texto sobre dança classica
 
A Dança e seus elementos
A Dança e seus elementosA Dança e seus elementos
A Dança e seus elementos
 
Arte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no BrasilArte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no Brasil
 
Villa Lobos
Villa LobosVilla Lobos
Villa Lobos
 
Danças Urbanas 2023.pptx
Danças Urbanas 2023.pptxDanças Urbanas 2023.pptx
Danças Urbanas 2023.pptx
 

Semelhante a dancaeseuselementos-200713231110.pdf

Dança Do Ventre
Dança Do VentreDança Do Ventre
Dança Do Ventre
ana pinho
 
Apostila do Curso de Formação de Jovens Brincantes
Apostila do Curso de Formação de Jovens BrincantesApostila do Curso de Formação de Jovens Brincantes
Apostila do Curso de Formação de Jovens Brincantes
institutobrincante
 
O corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e culturalO corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e cultural
aluisiobraga
 
CAP 6 - O espaço em que dançamos.pptx
CAP 6 - O espaço em que dançamos.pptxCAP 6 - O espaço em que dançamos.pptx
CAP 6 - O espaço em que dançamos.pptx
TATE9
 

Semelhante a dancaeseuselementos-200713231110.pdf (20)

Arte_6ano_Elementos básicos da Dança_Aula N4.pptx
Arte_6ano_Elementos básicos da Dança_Aula N4.pptxArte_6ano_Elementos básicos da Dança_Aula N4.pptx
Arte_6ano_Elementos básicos da Dança_Aula N4.pptx
 
dana-171204171345.pdf
dana-171204171345.pdfdana-171204171345.pdf
dana-171204171345.pdf
 
Objetos de conhecimento 2
Objetos de conhecimento 2Objetos de conhecimento 2
Objetos de conhecimento 2
 
RITMO DANÇA.pdf
RITMO DANÇA.pdfRITMO DANÇA.pdf
RITMO DANÇA.pdf
 
O espaço em que dançamos
O espaço em que dançamosO espaço em que dançamos
O espaço em que dançamos
 
Dança 1 ano.pptx
Dança 1 ano.pptxDança 1 ano.pptx
Dança 1 ano.pptx
 
Dança Do Ventre
Dança Do VentreDança Do Ventre
Dança Do Ventre
 
Agrp4
Agrp4Agrp4
Agrp4
 
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEADANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
 
Apostila do Curso de Formação de Jovens Brincantes
Apostila do Curso de Formação de Jovens BrincantesApostila do Curso de Formação de Jovens Brincantes
Apostila do Curso de Formação de Jovens Brincantes
 
Dança Erudita
Dança EruditaDança Erudita
Dança Erudita
 
Redescobrindo a dança
Redescobrindo a dançaRedescobrindo a dança
Redescobrindo a dança
 
Trabalho de artes danças
Trabalho de artes dançasTrabalho de artes danças
Trabalho de artes danças
 
O corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e culturalO corpo e a expressão artística e cultural
O corpo e a expressão artística e cultural
 
AULA DE ARTE DANÇA.pptx
AULA DE ARTE DANÇA.pptxAULA DE ARTE DANÇA.pptx
AULA DE ARTE DANÇA.pptx
 
Dança é a arte de mexer o
Dança é a arte de mexer oDança é a arte de mexer o
Dança é a arte de mexer o
 
Dança no campo artistíco
Dança no campo artistícoDança no campo artistíco
Dança no campo artistíco
 
Dança na pré-história
Dança na pré-história Dança na pré-história
Dança na pré-história
 
MAPA MELTAL DANÇA.pdf
MAPA MELTAL DANÇA.pdfMAPA MELTAL DANÇA.pdf
MAPA MELTAL DANÇA.pdf
 
CAP 6 - O espaço em que dançamos.pptx
CAP 6 - O espaço em que dançamos.pptxCAP 6 - O espaço em que dançamos.pptx
CAP 6 - O espaço em que dançamos.pptx
 

Mais de WeslleyDias8

PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdf
WeslleyDias8
 
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdf
WeslleyDias8
 
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
WeslleyDias8
 
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdfApostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
WeslleyDias8
 
A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...
A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...
A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...
WeslleyDias8
 
ppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptx
ppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptxppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptx
ppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptx
WeslleyDias8
 
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docx
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docxPLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docx
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docx
WeslleyDias8
 
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdfhistriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
WeslleyDias8
 

Mais de WeslleyDias8 (20)

PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_LINGUA_PORTUGUESA.pdf
 
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdfPLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdf
PLANO_DE_CURSO_2022_ANOS_FINAIS_MATEMATICA.pdf
 
P21_LPORTUGUESA_Miolo_001-416-falhas-corrigidas-.pdf
P21_LPORTUGUESA_Miolo_001-416-falhas-corrigidas-.pdfP21_LPORTUGUESA_Miolo_001-416-falhas-corrigidas-.pdf
P21_LPORTUGUESA_Miolo_001-416-falhas-corrigidas-.pdf
 
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
2_ANO_EM_CI_NATUREZA_PLANO_DE_CURSO_2024_ENSINO_MEDIO.pdf
 
ARTE AFRICANA 7º ANO (1).pdf
ARTE AFRICANA 7º ANO (1).pdfARTE AFRICANA 7º ANO (1).pdf
ARTE AFRICANA 7º ANO (1).pdf
 
DANÇA CONTEMPORÂNEA.pdf
DANÇA CONTEMPORÂNEA.pdfDANÇA CONTEMPORÂNEA.pdf
DANÇA CONTEMPORÂNEA.pdf
 
Relatorio de desempenho EJA.docx
Relatorio de desempenho EJA.docxRelatorio de desempenho EJA.docx
Relatorio de desempenho EJA.docx
 
PLANO INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - ARTE.docx
PLANO INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - ARTE.docxPLANO INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - ARTE.docx
PLANO INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA - ARTE.docx
 
PORTFÓLIO ARTE 1.docx
PORTFÓLIO ARTE 1.docxPORTFÓLIO ARTE 1.docx
PORTFÓLIO ARTE 1.docx
 
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdfApostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
Apostila Praticar a Arte - Volume 7 - Caça-palavras (2).pdf
 
A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...
A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...
A Arte Pré-Histórica - Coleção Praticar a Arte - Professor Fabrício Secchin -...
 
PLAN SEQU DIDÁTICA ARTE 2º B 2023.docx
PLAN SEQU DIDÁTICA ARTE 2º B 2023.docxPLAN SEQU DIDÁTICA ARTE 2º B 2023.docx
PLAN SEQU DIDÁTICA ARTE 2º B 2023.docx
 
ppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptx
ppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptxppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptx
ppt-saucc81de-da-populaccca7acc83o-negra.pptx
 
Plan. 6º ANO - 2023.docx
Plan. 6º ANO - 2023.docxPlan. 6º ANO - 2023.docx
Plan. 6º ANO - 2023.docx
 
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docx
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docxPLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docx
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 - PRONTO 22222.docx
 
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docxPLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
 
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdfhistriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
histriadoteatro-130412130611-phpapp02.pdf
 
PLANO BNCC 3.pdf
PLANO BNCC 3.pdfPLANO BNCC 3.pdf
PLANO BNCC 3.pdf
 
ADAPTADA ELIENE 7.docx
ADAPTADA ELIENE 7.docxADAPTADA ELIENE 7.docx
ADAPTADA ELIENE 7.docx
 
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 -.pdf
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 -.pdfPLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 -.pdf
PLANEJAMENTO SEMANAL 6º ANO 2023 -.pdf
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 

dancaeseuselementos-200713231110.pdf

  • 2. O que é Dança?? • Dança é a arte de movimentar expressivamente o corpo seguindo movimentos ritmados, em geral ao som de música. • A Dança representa em sua prática aspectos físicos, culturais, sociais, místicos, espirituais, psicológicos, econômicos, políticos, comunicativos, etc. • Por ser a dança fruto da necessidade de criação e expressão humana, ela acompanha a história, e se modifica com ela.
  • 4. HISTÓRICO Antes do homem se expressar através de uma linguagem oral, ele dançou. “Existem indícios de que o homem dança desde os tempos mais remotos. Todos os povos, em todas as épocas e lugares dançaram. Dançaram para expressar revolta ou amor, reverenciar ou afastar deuses, mostrar força ou arrependimento, rezar, conquistar, distrair, enfim, viver!” (TAVARES, 2005, p.93).
  • 5. DANÇAS PRIMITIVAS • As danças primitivas eram executadas pelos homens das cavernas e seus movimentos ficaram registrados na arte rupestre. • Nessas eras, a dança estava diretamente relacionada à sobrevivência. • Nas culturas indígenas, a dança é usada em festas ou a fim de se preparar para a guerra. Também é utilizada nos rituais de passagem, como o início da vida adulta.
  • 6. Dança Primitiva – Pintura rupestre
  • 7. DANÇAS MILENARES Danças praticadas nas civilizações da idade antiga • Egito, 5000 a.C. • Nessa época, as danças no Egito tinham um caráter sagrado e eram executadas em homenagem aos deuses. • As danças apresentadas por ocasião das festas religiosas e dos funerais também eram consideradas sagradas.
  • 8. DANÇAS MILENARES Festival da Bebedeira no Egito Antigo
  • 9. DANÇAS MILENARES Danças praticadas nas civilizações da idade antiga • Índia, 2000 a.C. • Na Índia as danças têm origem na invocação a Shiva (deus da dança). Com suas danças e músicas, os hindus procuravam uma união com a natureza. • Os vários estilos de dança, sempre relacionados a deuses, tinham o mesmo princípio, o de que “o corpo inteiro deve dançar”.
  • 11. DANÇAS MILENARES Danças praticadas nas civilizações da idade antiga • Grécia, século VII a III a.C. • A dança na Grécia, como no Egito e na Índia, sempre integrou rituais religiosos. • A dança era muito valorizada entre os gregos. Para eles, o ideal de perfeição estava na harmonia entre corpo e espírito, que deveria aparecer em um corpo bem moldado, adquirido graças ao esporte e à dança.
  • 12. DANÇAS MILENARES Pintura em cerâmica – Dança grega
  • 13. DANÇA CLÁSSICA IDADE MÉDIA • Nessa época, a Igreja tornou-se autoridade constituída. Manifestações corporais foram proibidas, uma vez que a dança foi vinculada ao pecado. • A Igreja, porém, não conseguiu interferir nas danças populares dos camponeses, que continuaram a fazer suas festas nas épocas de semeadura e colheita e no início da primavera
  • 14. DANÇA CLÁSSICA Na Idade Média, a dança era praticada em grupos, com alegria e bom humor!
  • 15. DANÇA MODERNA Foi no século 18 que surgiu uma dança bem conhecida do dançarino profissional: o balé! • Começavam os primeiros balés dramatizados, com coreografia, figurinos e que narravam uma história com início, meio e fim.
  • 16. DANÇA CONTEMPORÂNEA A dança contemporânea não impõe modelos rígidos; os corpos dos artistas não têm um padrão preestabelecido, bem com os tipos físicos. São gordos, magros, altos, baixos e de diferentes etnias.
  • 17. HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL A dança no Brasil é o resultado da fusão entre os costumes indígenas, africanos e portugueses. • Os africanos escravizados dançavam para honrar seus orixás. • Uma dança elaborada no Brasil foi o maxixe. Neste baile, os casais se abraçavam e davam pequenos saltos. • No Nordeste brasileiro, uma das danças mais destacadas é o Frevo.
  • 18. HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL O FREVO
  • 19. HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL Nos dias atuais é grande o repertório de danças no Brasil. • Temos as danças folclóricas e tradicionais que vão de acordo com cada região e localidade no Brasil como forró, axé, entre outras. • No Brasil também há danças mais modernas como o funk e seus derivados, como exemplo o brega funk. • Além das influências estrangeiras como rock, pop, pop rock, K-pop, heavy metal.
  • 20. HISTÓRIA DA DANÇA NO BRASIL O BREGA FUNK
  • 21. ATIVIDADE Faça uma pesquisa sobre os diversos tipos de dança existentes no Brasil atualmente, destacando suas principais características.
  • 23. O que é Dança?? • Dança é a arte de movimentar expressivamente o corpo seguindo movimentos ritmados, em geral ao som de música. • A Dança representa em sua prática aspectos físicos, culturais, sociais, místicos, espirituais, psicológicos, econômicos, políticos, comunicativos, etc.
  • 24. ELEMENTOS DA DANÇA A dança é uma linguagem artística. Seus signos são os movimentos. Na dança temos o movimento do corpo como signo da linguagem. Os fundamentos essenciais da dança são: • MOVIMENTO CORPÓREO; • ESPAÇO; • TEMPO.
  • 25. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO O movimento corpóreo está relacionado ao ato de mover, fazendo com que um corpo deixe de ocupar um determinado local e passa a ocupar outro. Através do movimento corporal, as pessoas se comunicam, interagem com os demais, trabalham, se movem e sentem seu universo. • KINESFERA; • FLUXO; • GIROS; • SALTOS; • EIXO; • PESO.
  • 26. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO • KINESFERA: a kinesfera é tudo que podemos alcançar com todas as partes do corpo, perto ou longe, grande ou pequeno, com movimentos rápidos ou lentos etc.
  • 27. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO • FLUXO: Qualidade de Movimento que refere-se a tensão muscular com a qual se deixa fluir um movimento - fluência contínua e interrompida e seus graus de tensão. • Fluxo livre; • Fluxo controlado; • Fluxo interrompido.
  • 28. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO • Exemplo de dança com fluxo interrompido - Break • Exemplo de dança com fluxo continuo – dança clássica
  • 29. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO • GIROS: O giro vai depender do estilo de dança se é balé, street dance, contemporâneo, de qualquer forma é rotacionar o corpo no seu próprio eixo. Os giros trazem a experiência de equilíbrio estável e desequilíbrio.
  • 30. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO • SALTOS: os saltos ou pulos são movimentos que deixam o corpo suspenso no ar, perdendo o contato com o chão ou outra base de sustentação em que o corpo se apoie.
  • 31. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO • EIXO: fortalecimento das cadeias musculares principalmente do centro como eixo da movimentação, possibilitando o estudo da sustentação e equilíbrio.
  • 32. ELEMENTOS DA DANÇA: MOVIMENTO • PESO: qualidade de movimento que refere-se as mudanças de força utilizadas pelo corpo ao movimentar-se. Passivo, ativo, leve, pesado, transferência, contrapeso e suas graduações. Estabilidade e instabilidade. • Peso leve; • Peso pesado.
  • 33. ELEMENTOS DA DANÇA: ESPAÇO O espaço pode ser a relação entre o corpo e o espaço (ambiente no qual esta), o corpo em relação ao seu próprio corpo ou em relação a um outro corpo e o corpo e um outro objeto. • NÍVEIS; • DIMENSÃO; • DIREÇÃO; • DESLOCAMENTO.
  • 34. ELEMENTOS DA DANÇA: ESPAÇO • NÍVEIS: (em relação à altura) alto, médio e baixo - de modo geral são movimentos possíveis do corpo utilizando os espaços acima da cabeça, na altura da cintura ou abaixo dela.
  • 35. ELEMENTOS DA DANÇA: ESPAÇO • DIMENSÃO: é uma extensão entre duas direções opostas. É um elemento básico de orientação no espaço. São três as dimensões: amplitude (ou largura), comprimento (ou altura) e profundidade.
  • 36. ELEMENTOS DA DANÇA: ESPAÇO • DIREÇÃO: o movimento pode ser feito para diversas direções no espaço: frente, trás, diagonal, esquerda, direita, etc. Essas direções são determinadas pelo espaço e tipo de dança.
  • 37. ELEMENTOS DA DANÇA: ESPAÇO • DESLOCAMENTO: o deslocamento é aquele que ocorre quando você se desloca para outro lugar, e pode ser feito de diferentes formas em uma dança. Saltando, andando, correndo, sendo carregado, se arrastando, girando, entre outras.
  • 38. ELEMENTOS DA DANÇA: TEMPO • O tempo é a velocidade em que são executados determinados movimentos pode ser rápido, moderado e lento. É uma qualidade bastante subjetiva, pois deve-se sempre ter um parâmetro de comparação para definir o que é rápido e o que é lento. • Rápido; • Moderado; • Lento.
  • 39. REFERÊNCIAS • DA SILVA, Saulo Bezerra. Dança. SlideShare, 4 dez. 2017. Disponível em: https://pt.slideshare.net/SauloBezerradaSilva/dan a-83337466. Acesso em: 26 maio 2020. • BOURCIER, Paul. História da Dança no Ocidente. São Paulo: Martins Fontes, 2000. • LABAN, Rudolf. Domínio do movimento. 5. ed. São Paulo: Editora Summus, 1978. • Fernanda. Descubra a grande história da dança!. Superprof, 5 mar. 2019. Disponível em: https://www.superprof.com.br/blog/nascimento- arte-dancar/. Acesso em: 26 maio 2020.