SlideShare uma empresa Scribd logo
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
PONTE DE LUZ – Associação Sociocultural Espírita de Cascais
07 de novembro de 2018
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
2
I. “Tolerância” no novo Testamento
II. Mensagens de Emmanuel – tolerando os outros
III. Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
IV. Reflexões de Ermance Dufaux
V. As perguntas de Filipe
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
3
Tolerância:
É a capacidade de uma pessoa ou grupo social de aceitar
outra pessoa ou grupo social, que tem uma atitude diferente
das que são a norma no seu próprio grupo.
In wikipedia
“Tolerância”
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
4
Obediência e resignação
8. A doutrina de Jesus ensina, em todos os seus pontos, a
obediência e a resignação, duas virtudes companheiras da
doçura e muito ativas, se bem os homens erradamente as
confundam com a negação do sentimento e da vontade.
A obediência é o consentimento da razão; a resignação é o
consentimento do coração, forças ativas ambas, porquanto
carregam o fardo das provações que a revolta insensata
deixa cair.
Evangelho Segundo o Espiritismo; IX: 8
“Tolerância”
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
5
“Tolerância”
no
Novo Testamento
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
6
fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos
maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso
Pai que está nos céus;
Mateus; V: 43-45
“Tolerância” no Novo Testamento
Ouvistes que foi
dito: Amarás o teu
próximo, e odiarás o
teu inimigo. Eu,
porém, vos digo:
Amai a vossos
inimigos, bendizei os
que vos maldizem,
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
7
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou
que beberemos, ou com que nos vestiremos?
Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto
vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas
coisas;
Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e
todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia
de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu
mal.
Mateus; VI: 31-34
“Tolerância” no Novo Testamento
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
8
Mensagens de
Emmanuel
- tolerando os outros
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
9
Temos, efetivamente, duas classes de adversários, aqueles
que não concordam connosco e aqueles outros que
suscitamos com a nossa própria cultura de intolerância.
Os primeiros são inevitáveis. Repontam da área de todas as
existências, mormente quando a criatura se encaminha para
diante nas trilhas de elevação. Nem Jesus viveu ou vive
sem eles.
Os segundos, porém, são aqueles cujo aparecimento
podemos e devemos evitar.
Ceifa de Luz: 48 – Imunização espiritual
Mensagens de Emmanuel – tolerando os
outros
“Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e
orai pelos que vos perseguem...” Mateus; V: 44
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
10
(…) Fácil inferir que apenas lesamos a nós mesmos,
fazendo adversários, tanto quanto é muito importante saber
tolerá-los e respeitá-los, sempre que surjam contra nós.
Compreendemos, assim, que quando Jesus nos
recomendou amar os inimigos estava muito longe de
induzir-nos à conivência com o mal, e sim nos entregava a
fórmula ideal do equilíbrio com a paz da imunização.
Ceifa de Luz: 48 – Imunização espiritual
Mensagens de Emmanuel – tolerando os
outros
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
11
Imperioso modifiques a própria conceituação, em torno do
adversário, a fim de que se te apague da mente, em
definitivo, o fogo da aversão. Isso porque o suposto ofensor
pode ser alguém:
-que age sob a compulsão de grave processo obsessivo;
-que se encontra sob enfermidade e, por isso, inabilitado a
comportar-se corretamente;
-que experimenta deploráveis enganos e se acomoda na
insensatez;
Segue-me: Oposições
“Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e
orai pelos que vos perseguem...” Mateus; V: 44
Mensagens de Emmanuel – tolerando os
outros
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
12
- que não pode enxergar a vida no ângulo em que a
observas.
E que nenhum de nós encontre motivos para lhe reprovar o
desajuste, porquanto nós todos somos ainda suscetíveis
de incorrer em falhas lamentáveis, como sejam:
- cair sob a influência perturbadora de criaturas a quem
dediquemos afeições sem o necessário equilíbrio;
- iludir-nos a nosso próprio respeito quando não
pratiquemos o regime salutar da autocrítica;
- entrar em calamitoso desequilíbrio por efeito de capricho
momentâneo;
Segue-me: Oposições
Mensagens de Emmanuel – tolerando os
outros
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
13
- assumir atitudes menos felizes, por deficiência de
evolução, à frente de companheiros em posições mais
elevadas que a nossa.
Em síntese, para sermos desculpados é preciso desculpar.
Reflitamos na absoluta impropriedade de qualquer
ressentimento (…). O Mestre, na essência, (…) nos
impelia (…) a proteger a sanidade mental do grupo em
que fomos chamados a atuar e servir, imunizando os
companheiros, relativamente ao contágio da mágoa, e
frustrando a epidemia da queixa, sustentando a
tranquilidade e a confiança dos outros, tanto no amparo a
eles quanto a nós.
Segue-me: Oposições
Mensagens de Emmanuel – tolerando os
outros
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
14
Mensagens de
Emmanuel
- tolerando o mundo
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
15
Jesus não recomenda a indiferença ou a irresponsabilidade. 
O  Mestre, que  preconizou  a  oração  e  a  vigilância, não 
aconselharia  a 
despreocupação do discípulo ante o acervo do serviço a faz
er.  Pede  apenas  combate  ao  pessimismo crónico.(…)
Urge, porém, renovar atitudes mentais na obra a que fomos 
chamados,  aprendendo  a  confiar 
no Divino Poder que nosdirige.  Em 
todos os lugares, há derrotistas intransigentes.
Sentem-se nas trevas ainda mesmo quando o sol fulgura no
zénite. Enxergam baixeza nas criaturas mais dignas.
Não andeis, pois, inquietos… Mateus; VI: 31
Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
16
(…) Aflitos e angustiados, desorientam-se a propósito de
mínimos obstáculos, inquietem-se com respeito a
frivolidades de toda a sorte (…).
A confiança d’Ele abrange as eras, sua experiência abarca
as civilizações, seu devotamento nos envolve há milénios…
… como adotar a aflição e o desespero, se estamos apenas
começando a ser úteis?
Vinha de Luz: 86 – Saibamos confiar
Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
17
Na garantia do próprio equilíbrio, alinhemos algumas
indicações de paz, destinadas a imunizar-nos contra a
influência de aflições e tensões, nas quais, tanta vez
imprevidentemente arruinamos tempo e vida:
- (…)
- tolerar os obstáculos com que somos atingidos, ante os
impositivos do aperfeiçoamento moral, e entender que os
outros carregam igualmente os deles;
Ceifa de Luz: 20 – Prescrições de Paz
Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã,
pois o amanhã trará os seus cuidados..."Mateus; VI:
34
Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
18
A paciência em si não se resume à placidez externa que
estampa serenidade na face e conserva o pensamento
atormentado e convulso.
(…) Paciência real, (…) não é feita de emoções negativas
[consentimento coração/resignação] dificilmente refreadas
no peito e suscetíveis de explosão. Tolerância autêntica
descende da compreensão [consentimento razão /
obediência] e todos possuímos, no íntimo, todo um arsenal
de raciocínios lógicos, a fim de garanti-la por cidadela da
paz na vida interior.
Segue-me: Na escola diária
Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã,
pois o amanhã trará os seus cuidados..."Mateus; VI:
34
Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
19
(…) Muito aluno digno perde a prova em que se acha
incurso o ensino não pela feição do problema proposto, e
sim pela própria excitabilidade (…).
Cada criatura estagia no aprendizado de que necessita e
cada aprendizado é clima de trabalho com oportunidade de
melhoria. Desespero é desgaste. Irritação é prejuízo antes
do ajuste.
Reflete nisso e, à frente de quaisquer empeços, acalma-te
para pensar e pensa o bastante a fim de que possas acertar
com a vida e servir para o bem.
Segue-me: Na escola diária
Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
20
Reflexões
de
Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
21
“(...) a caridade e a tolerância são o dever primário
que a doutrina impõe a seus adeptos.”
O LIVRO DOS MÉDIUNS — capítulo 29 — item 335
O exame meticuloso dos erros alheios, ao longo das vidas
sucessivas, conferiu-nos ampla capacidade de analisar as
imperfeições do próximo. Hoje, graças a essa habilidade de
avaliar a conduta alheia, somos exímios “juízes e
psicanalistas”, dotados de vastas possibilidades de
encontrar causas e razões para os desatinos que ocorrem
fora da esfera do “eu”.
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
22
O que se torna lamentável é não utilizarmos tal recurso para
reerguer e auxiliar no aprimoramento do próximo, sendo
que, habitualmente, o usamos para destacar o “lado” ruim e
amargo de tudo e de todos.
Deter-se nesses ângulos sombrios é atitude comum para a
maioria dos homens nas experiências carnais. Espera-se,
entretanto, de nós outros, os aprendizes espíritas, maior
lucidez nas ações. Nosso desafio enquanto discípulos é
saber manter-se afetivamente focado no “lado” bom (…).
A essa qualidade chamamos indulgência.
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
23
É a habilidade que consignamos como essencial frente aos
imperativos da convivência social, quando temos como meta
primacial a própria paz e o progresso dos grupos sob nossa
tutela, ou nos quais ofereçamos a cooperação.
Sempre encontraremos motivos para a ofensa, a
recriminação, a transferência de culpas, para depreciar a
movimentação alheia, para rebaixar o outro. Compreender,
estimular, perdoar, reconhecer os valores alheios, dividir
responsabilidades, apoiar, orientar, ser afetuoso, tudo isso é
bem mais trabalhoso. Indulgência é habilidade que qualifica
o homem com abundante inteligência emocional.
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
24
“A indulgência não vê os defeitos alheios, e se os vê, evita
comentá-los e divulgá-los. Oculta-os, pelo contrário,
evitando que se propaguem, e se a malevolência os
descobre, tem sempre uma desculpa à mão para os
disfarçar, mas uma desculpa plausível, séria, e não
daquelas que, fingindo atenuar a falta, a fazem ressaltar
com pérfida astúcia. A indulgência jamais se preocupa com
os maus atos alheios, a menos que seja para prestar um
serviço, mas ainda assim com o cuidado de os atenuar tanto
quanto possível. Não faz observações chocantes, nem traz
censuras nos lábios, mas apenas conselhos, quase sempre
velados”.
José, Espírito protetor (Bordéus, 1860).
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
25
O coração focado no aspeto “sublime da vida” torna a alma
generosa e atraente, cuja irradiação é de aceitação e
acolhimento. (…)
Com Pedro antecipa sua negação em clima pacífico de
alerta, sem menosprezá-lo, em pleno respeito a seus limites
no campo da coragem. Com Judas usa de Amor extremado
sabendo o que ocorreria posteriormente, mas
permanecendo em silêncio evita revelar o “mal” de que ele
próprio seria “vítima”. Com Maria de Magdala fá-la
mensageira da ressurreição, inaugurando o tempo da
misericórdia ante o esforço reeducativo, esquecendo o
passado ignominioso.
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
26
Alertar e repreender são instrumentos corretivos
necessários para não ensejar omissão e conivência.
Entretanto, para quantos cultivam a habilidade essencial da
indulgência, o ato de conclamar o outro à integridade é
realizado sempre pelo diálogo franco, fraterno e elevado,
sem as típicas “neuroses de melindre” nutridas por receios
entre quem fala e quem ouve, fazendo dessas conversas
educativas verdadeiros momentos de reconsideração e
autoexame para a transformação necessária (…).
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
27
O ser humano está doente na sua autoestima e reforçar-lhe
aspetos infelizes de sua ação é onerá-lo com mais sombras
e dor. Nos grupos de nossa ação estejamos atentos a
semelhantes lances da escola dos relacionamentos.
O companheiro ofendido pela nossa atuação enérgica é,
muita vez, alguém dececionado com as próprias
expectativas que nutria sobre nós. Auxiliemo-lo com cortesia
e generosidade, no entanto, se ele recusa a oferta, sigamos
adiante sem fazer achaques emocionais de pieguismo e
arrependimento.
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
28
Na própria enfermaria humana, quando os doentes
percebem a extensão de seus dramas, unem-se
solidariamente uns aos outros, cada qual oferecendo o que
pode, e solidariedade é o nome da indulgência ativa e
promotora de paz e apoio às relações.
Cultivemos, dia após dia, essa habilidade essencial e
consagremos vida nova com mais abundância de bênçãos,
desonerando o próprio psiquismo das enfermiças fixações
negativistas que costumamos encontrar ao nosso redor.
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
29
Misericórdia, tolerância máxima, eis as medicações
apropriadas de uns para com outros, assim como lembrou
José na seguinte colocação: “Sede indulgentes, meus
amigos, porquanto a indulgência atrai, acalma, ergue, ao
passo que o rigor desanima, afasta e irrita.”
José, Espírito protetor (Bordéus, 1860).
EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO X; 16
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
30
As perguntas de Filipe
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
31
Às primeiras horas da noite [Filipe] colocava-se no meio dos
doze, à beira do Lago de Genesaré, num velho casarão,
onde o Cristo se salientava silenciosamente numa tosca
cepa de cedro (…).
-Mestre, era nosso intento saber com mais propriedade o
que significa Tolerância, pois, às vezes me confundo, por
desconhecer seus limites. (…)
Jesus renova seu olhar em todos os presentes, deixa
entreabrir os lábios num leve sorriso e expõe…:
- Filipe, a Tolerância é um estado da alma que todos nós
devemos conquistar. Ela, por si, tem múltiplos valores, mas
denuncia algum perigo…
Avé Luz: Tolerância
As perguntas de Filipe
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
32
É proveitoso que junto a ela coloquemos a razão em
evidência (…). A Tolerância, Filipe, (…) não pode passar
das fronteiras delimitadas pelo bom senso.
-Filipe, quando toleras um desequilíbrio aprovas a
desarmonia. E assim passarás a alimentar uma força
contrária que persegue a tua própria paz (…). Tolerar, sem
conhecimento de causa, é estimular efeitos por vezes
perniciosos, motivando o ambiente de conivência.
Entretanto é preciso notar que desaprovar um ato alheio, ou
mesmo nosso, não implica usar a violência, nem tão pouco
o escândalo.
Avé Luz: Tolerância
As perguntas de Filipe
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
33
- Pelas tuas próprias feições, ao conversar com alguém, é
fácil de notar, no silêncio do coração, que não apoias tais e
quais atitudes; e pela alegria e interesse que manifestas
pelos ideais superiores do companheiro tu escreverás, sem
uso do verbo e da letra, tua aprovação pelo bem da
coletividade, principalmente quando esse ideal se apoia nos
alicerces da dignidade que as leis de Deus nos oferece.
Tolerância é palavra mais ou menos solta que carece de
solicitude do coração e da inteligência, enriquecidos na
experiência do tempo e nas bençãos do Pai Celestial. (…)
Avé Luz: Tolerância
As perguntas de Filipe
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
34
- Talvez a Tolerância, dentro dessas normas, não agrade a
ninguém! (…)
- No instante em que duvidais até que ponto possa atingir a
paciência, procurai os recursos da oração com respeito e
fé, que a inspiração divina vos dará a resposta pelos
processos da certeza, como o instinto selecionador do
comer e do beber dos animais. (…) Se quereis viver em
paz com os outros e com a vossa própria consciência,
procurai, se já não o fizestes, disciplinar vossa Tolerância
para convosco e para com os vossos semelhantes, desde
que façais tudo isso com e por amor.
Avé Luz: Tolerância
As perguntas de Filipe
Misericórdia, tolerância máxima, eis as medicações apropriadas de uns para
com outros, assim como lembrou José na seguinte colocação: “Sede
indulgentes, meus amigos, porquanto a indulgência atrai, acalma, ergue, ao
passo que o rigor desanima, afasta e irrita.”
Conversas com Jesus - Tolerância
07 de novembro de 2018
PONTE DE LUZ – Associação Sociocultural Espírita de Cascais
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
36
Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a
chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os
que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os
publicanos também o mesmo?
E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis
de mais? Não fazem os publicanos também assim?
Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que
está nos céus.
Mateus; V: 45-48
“Tolerância” no Novo Testamento
07 de novembro de 2018
CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS
- Tolerância -- Tolerância -
37
Se aqueloutro amigo de atividades espirituais apresenta-se
sempre vacilante e descuidado com os compromissos
assumidos, lembra que, em muitas ocasiões, ele não é mais
que um aluno portador de ânimo débil, incapaz de superar
velhos limites pessoais para denodar-se como deveria.
Aceita-lhe o tributo inconstante e vai-lhe demarcando
referências corretivas, para que possa melhor aquilatar
sobre as consequências de sua volubilidade no andamento
das realizações às quais integra.
Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial
Reflexões de Ermance Dufaux

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra mágoa
Palestra mágoaPalestra mágoa
Palestra mágoa
Leonardo Pereira
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
Anderson Dias
 
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Marcos Antônio Alves
 
Palestra Fora da Caridade não Há Salvação
Palestra Fora da Caridade não Há Salvação Palestra Fora da Caridade não Há Salvação
Palestra Fora da Caridade não Há Salvação
Rodrigo Spinosa
 
Evangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida FuturaEvangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida Futura
Antonino Silva
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
Espiritismo e Evangelho
Espiritismo e EvangelhoEspiritismo e Evangelho
Espiritismo e Evangelho
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasPalestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Divulgador do Espiritismo
 
Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"
Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"
Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"
Leonardo Pereira
 
Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há Salvação
Luciane Belchior
 
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidadeCb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Norberto Scavone Augusto
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
gmo1973
 
PENSAR POSITIVAMENTE
PENSAR POSITIVAMENTEPENSAR POSITIVAMENTE
PENSAR POSITIVAMENTE
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Eae 84 - leis universais
Eae   84 - leis universaisEae   84 - leis universais
Eae 84 - leis universais
Norberto Scavone Augusto
 
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
Daniel de Melo
 
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – lili
Roseli Lemes
 
Pai Nosso
Pai NossoPai Nosso
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
Silvânio Barcelos
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais procurados (20)

Palestra mágoa
Palestra mágoaPalestra mágoa
Palestra mágoa
 
Fora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvaçãoFora da caridade não há salvação
Fora da caridade não há salvação
 
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
Ressurreição e Reencarnação (Palestra Espírita)
 
Palestra Fora da Caridade não Há Salvação
Palestra Fora da Caridade não Há Salvação Palestra Fora da Caridade não Há Salvação
Palestra Fora da Caridade não Há Salvação
 
Evangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida FuturaEvangeliza - A Vida Futura
Evangeliza - A Vida Futura
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
 
Espiritismo e Evangelho
Espiritismo e EvangelhoEspiritismo e Evangelho
Espiritismo e Evangelho
 
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasPalestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
 
Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"
Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"
Estudos do evangelho "Dai a Cesar o que é de Cesar"
 
Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há Salvação
 
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidadeCb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
 
PENSAR POSITIVAMENTE
PENSAR POSITIVAMENTEPENSAR POSITIVAMENTE
PENSAR POSITIVAMENTE
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
 
Eae 84 - leis universais
Eae   84 - leis universaisEae   84 - leis universais
Eae 84 - leis universais
 
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
A033 EAE DM - O QUADRO DOS DISCÍPULOS 20170908
 
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – lili
 
Pai Nosso
Pai NossoPai Nosso
Pai Nosso
 
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
 

Semelhante a Conversas com Jesus - Tolerância

Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19
Candice Gunther
 
confia e segue
confia e segueconfia e segue
confia e segue
Gabriel Rocha
 
Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014
fespiritacrista
 
ALERTA
ALERTAALERTA
A dinamica do perdão
A dinamica do perdãoA dinamica do perdão
A dinamica do perdão
Eliane Costa
 
A dinamica do perdão
A dinamica do perdãoA dinamica do perdão
A dinamica do perdão
Eliane Costa
 
Resenha de estudos espiritas 05
Resenha de estudos espiritas 05Resenha de estudos espiritas 05
Resenha de estudos espiritas 05
MRS
 
Conflito oportunidade ou perigo
Conflito oportunidade ou perigoConflito oportunidade ou perigo
Conflito oportunidade ou perigo
iceanapolis
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais Sempre
Série Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais SempreSérie Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais Sempre
Série Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais Sempre
Ricardo Azevedo
 
2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf
2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf
2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf
josemoisescabral
 
A paciência virtude de saber esperar
A paciência virtude de saber esperar A paciência virtude de saber esperar
A paciência virtude de saber esperar
TSouza Pereira
 
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
Grupo Espírita Cristão
 
O perdão a luz da psicologia de jesus
O perdão a luz da psicologia de jesusO perdão a luz da psicologia de jesus
O perdão a luz da psicologia de jesus
pmabonfim
 
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos  Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
manumino
 
Escutando sentimentos-ermance-dufaux
Escutando sentimentos-ermance-dufauxEscutando sentimentos-ermance-dufaux
Escutando sentimentos-ermance-dufaux
Fatinha Felicetti
 
Livro - Escutando sentimentos
Livro - Escutando sentimentosLivro - Escutando sentimentos
Livro - Escutando sentimentos
alcionirdoamarantesilva
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e Reações
Série Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e ReaçõesSérie Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e Reações
Série Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e Reações
Ricardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita Contender
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita ContenderSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita Contender
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita Contender
Ricardo Azevedo
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
Ponte de Luz ASEC
 
Estudos do evangelho 20
Estudos do evangelho 20Estudos do evangelho 20
Estudos do evangelho 20
Leonardo Pereira
 

Semelhante a Conversas com Jesus - Tolerância (20)

Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19
 
confia e segue
confia e segueconfia e segue
confia e segue
 
Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014
 
ALERTA
ALERTAALERTA
ALERTA
 
A dinamica do perdão
A dinamica do perdãoA dinamica do perdão
A dinamica do perdão
 
A dinamica do perdão
A dinamica do perdãoA dinamica do perdão
A dinamica do perdão
 
Resenha de estudos espiritas 05
Resenha de estudos espiritas 05Resenha de estudos espiritas 05
Resenha de estudos espiritas 05
 
Conflito oportunidade ou perigo
Conflito oportunidade ou perigoConflito oportunidade ou perigo
Conflito oportunidade ou perigo
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais Sempre
Série Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais SempreSérie Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais Sempre
Série Evangelho no Lar - Cap. 52 - Mais Sempre
 
2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf
2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf
2022_09_20-a-paz-do-cristo-e-a-paz-do-mundo-06-set-2022.pdf
 
A paciência virtude de saber esperar
A paciência virtude de saber esperar A paciência virtude de saber esperar
A paciência virtude de saber esperar
 
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
 
O perdão a luz da psicologia de jesus
O perdão a luz da psicologia de jesusO perdão a luz da psicologia de jesus
O perdão a luz da psicologia de jesus
 
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos  Palestra Espírita - Sede Perfeitos
Palestra Espírita - Sede Perfeitos
 
Escutando sentimentos-ermance-dufaux
Escutando sentimentos-ermance-dufauxEscutando sentimentos-ermance-dufaux
Escutando sentimentos-ermance-dufaux
 
Livro - Escutando sentimentos
Livro - Escutando sentimentosLivro - Escutando sentimentos
Livro - Escutando sentimentos
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e Reações
Série Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e ReaçõesSérie Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e Reações
Série Evangelho no Lar - Cap. 10 - Ações e Reações
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita Contender
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita ContenderSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita Contender
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 98 - Evita Contender
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
 
Estudos do evangelho 20
Estudos do evangelho 20Estudos do evangelho 20
Estudos do evangelho 20
 

Mais de Ponte de Luz ASEC

Vencendo os vícios
Vencendo os víciosVencendo os vícios
Vencendo os vícios
Ponte de Luz ASEC
 
Transcomunicação instrumental
Transcomunicação instrumentalTranscomunicação instrumental
Transcomunicação instrumental
Ponte de Luz ASEC
 
As experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de ScoleAs experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de Scole
Ponte de Luz ASEC
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
Ponte de Luz ASEC
 
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funçõesPeríspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Ponte de Luz ASEC
 
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por JesusPai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Ponte de Luz ASEC
 
A oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das OliveirasA oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das Oliveiras
Ponte de Luz ASEC
 
O milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismoO milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismo
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo NascimentoJesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Ponte de Luz ASEC
 
O nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questõesO nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questões
Ponte de Luz ASEC
 
Mediunidade e Justiça
Mediunidade e JustiçaMediunidade e Justiça
Mediunidade e Justiça
Ponte de Luz ASEC
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontroJesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Ponte de Luz ASEC
 
Conversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - JustiçaConversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - Justiça
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Ponte de Luz ASEC
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
Ponte de Luz ASEC
 
Engenharia Genética
Engenharia GenéticaEngenharia Genética
Engenharia Genética
Ponte de Luz ASEC
 
Experiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo FísicoExperiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo Físico
Ponte de Luz ASEC
 
O estado de coma
O estado de comaO estado de coma
O estado de coma
Ponte de Luz ASEC
 
Alfred Russel Wallace
Alfred Russel WallaceAlfred Russel Wallace
Alfred Russel Wallace
Ponte de Luz ASEC
 

Mais de Ponte de Luz ASEC (20)

Vencendo os vícios
Vencendo os víciosVencendo os vícios
Vencendo os vícios
 
Transcomunicação instrumental
Transcomunicação instrumentalTranscomunicação instrumental
Transcomunicação instrumental
 
As experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de ScoleAs experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de Scole
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
 
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funçõesPeríspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funções
 
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por JesusPai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
 
A oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das OliveirasA oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das Oliveiras
 
O milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismoO milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismo
 
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo NascimentoJesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
 
O nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questõesO nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questões
 
Mediunidade e Justiça
Mediunidade e JustiçaMediunidade e Justiça
Mediunidade e Justiça
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
 
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontroJesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontro
 
Conversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - JustiçaConversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - Justiça
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
Engenharia Genética
Engenharia GenéticaEngenharia Genética
Engenharia Genética
 
Experiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo FísicoExperiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo Físico
 
O estado de coma
O estado de comaO estado de coma
O estado de coma
 
Alfred Russel Wallace
Alfred Russel WallaceAlfred Russel Wallace
Alfred Russel Wallace
 

Último

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 

Último (20)

1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 

Conversas com Jesus - Tolerância

  • 1. CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - PONTE DE LUZ – Associação Sociocultural Espírita de Cascais 07 de novembro de 2018
  • 2. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 2 I. “Tolerância” no novo Testamento II. Mensagens de Emmanuel – tolerando os outros III. Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo IV. Reflexões de Ermance Dufaux V. As perguntas de Filipe
  • 3. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 3 Tolerância: É a capacidade de uma pessoa ou grupo social de aceitar outra pessoa ou grupo social, que tem uma atitude diferente das que são a norma no seu próprio grupo. In wikipedia “Tolerância”
  • 4. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 4 Obediência e resignação 8. A doutrina de Jesus ensina, em todos os seus pontos, a obediência e a resignação, duas virtudes companheiras da doçura e muito ativas, se bem os homens erradamente as confundam com a negação do sentimento e da vontade. A obediência é o consentimento da razão; a resignação é o consentimento do coração, forças ativas ambas, porquanto carregam o fardo das provações que a revolta insensata deixa cair. Evangelho Segundo o Espiritismo; IX: 8 “Tolerância”
  • 5. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 5 “Tolerância” no Novo Testamento
  • 6. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 6 fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Mateus; V: 43-45 “Tolerância” no Novo Testamento Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem,
  • 7. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 7 Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. Mateus; VI: 31-34 “Tolerância” no Novo Testamento
  • 8. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 8 Mensagens de Emmanuel - tolerando os outros
  • 9. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 9 Temos, efetivamente, duas classes de adversários, aqueles que não concordam connosco e aqueles outros que suscitamos com a nossa própria cultura de intolerância. Os primeiros são inevitáveis. Repontam da área de todas as existências, mormente quando a criatura se encaminha para diante nas trilhas de elevação. Nem Jesus viveu ou vive sem eles. Os segundos, porém, são aqueles cujo aparecimento podemos e devemos evitar. Ceifa de Luz: 48 – Imunização espiritual Mensagens de Emmanuel – tolerando os outros “Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem...” Mateus; V: 44
  • 10. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 10 (…) Fácil inferir que apenas lesamos a nós mesmos, fazendo adversários, tanto quanto é muito importante saber tolerá-los e respeitá-los, sempre que surjam contra nós. Compreendemos, assim, que quando Jesus nos recomendou amar os inimigos estava muito longe de induzir-nos à conivência com o mal, e sim nos entregava a fórmula ideal do equilíbrio com a paz da imunização. Ceifa de Luz: 48 – Imunização espiritual Mensagens de Emmanuel – tolerando os outros
  • 11. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 11 Imperioso modifiques a própria conceituação, em torno do adversário, a fim de que se te apague da mente, em definitivo, o fogo da aversão. Isso porque o suposto ofensor pode ser alguém: -que age sob a compulsão de grave processo obsessivo; -que se encontra sob enfermidade e, por isso, inabilitado a comportar-se corretamente; -que experimenta deploráveis enganos e se acomoda na insensatez; Segue-me: Oposições “Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem...” Mateus; V: 44 Mensagens de Emmanuel – tolerando os outros
  • 12. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 12 - que não pode enxergar a vida no ângulo em que a observas. E que nenhum de nós encontre motivos para lhe reprovar o desajuste, porquanto nós todos somos ainda suscetíveis de incorrer em falhas lamentáveis, como sejam: - cair sob a influência perturbadora de criaturas a quem dediquemos afeições sem o necessário equilíbrio; - iludir-nos a nosso próprio respeito quando não pratiquemos o regime salutar da autocrítica; - entrar em calamitoso desequilíbrio por efeito de capricho momentâneo; Segue-me: Oposições Mensagens de Emmanuel – tolerando os outros
  • 13. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 13 - assumir atitudes menos felizes, por deficiência de evolução, à frente de companheiros em posições mais elevadas que a nossa. Em síntese, para sermos desculpados é preciso desculpar. Reflitamos na absoluta impropriedade de qualquer ressentimento (…). O Mestre, na essência, (…) nos impelia (…) a proteger a sanidade mental do grupo em que fomos chamados a atuar e servir, imunizando os companheiros, relativamente ao contágio da mágoa, e frustrando a epidemia da queixa, sustentando a tranquilidade e a confiança dos outros, tanto no amparo a eles quanto a nós. Segue-me: Oposições Mensagens de Emmanuel – tolerando os outros
  • 14. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 14 Mensagens de Emmanuel - tolerando o mundo
  • 15. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 15 Jesus não recomenda a indiferença ou a irresponsabilidade.  O  Mestre, que  preconizou  a  oração  e  a  vigilância, não  aconselharia  a  despreocupação do discípulo ante o acervo do serviço a faz er.  Pede  apenas  combate  ao  pessimismo crónico.(…) Urge, porém, renovar atitudes mentais na obra a que fomos  chamados,  aprendendo  a  confiar  no Divino Poder que nosdirige.  Em  todos os lugares, há derrotistas intransigentes. Sentem-se nas trevas ainda mesmo quando o sol fulgura no zénite. Enxergam baixeza nas criaturas mais dignas. Não andeis, pois, inquietos… Mateus; VI: 31 Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
  • 16. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 16 (…) Aflitos e angustiados, desorientam-se a propósito de mínimos obstáculos, inquietem-se com respeito a frivolidades de toda a sorte (…). A confiança d’Ele abrange as eras, sua experiência abarca as civilizações, seu devotamento nos envolve há milénios… … como adotar a aflição e o desespero, se estamos apenas começando a ser úteis? Vinha de Luz: 86 – Saibamos confiar Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
  • 17. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 17 Na garantia do próprio equilíbrio, alinhemos algumas indicações de paz, destinadas a imunizar-nos contra a influência de aflições e tensões, nas quais, tanta vez imprevidentemente arruinamos tempo e vida: - (…) - tolerar os obstáculos com que somos atingidos, ante os impositivos do aperfeiçoamento moral, e entender que os outros carregam igualmente os deles; Ceifa de Luz: 20 – Prescrições de Paz Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados..."Mateus; VI: 34 Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
  • 18. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 18 A paciência em si não se resume à placidez externa que estampa serenidade na face e conserva o pensamento atormentado e convulso. (…) Paciência real, (…) não é feita de emoções negativas [consentimento coração/resignação] dificilmente refreadas no peito e suscetíveis de explosão. Tolerância autêntica descende da compreensão [consentimento razão / obediência] e todos possuímos, no íntimo, todo um arsenal de raciocínios lógicos, a fim de garanti-la por cidadela da paz na vida interior. Segue-me: Na escola diária Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados..."Mateus; VI: 34 Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
  • 19. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 19 (…) Muito aluno digno perde a prova em que se acha incurso o ensino não pela feição do problema proposto, e sim pela própria excitabilidade (…). Cada criatura estagia no aprendizado de que necessita e cada aprendizado é clima de trabalho com oportunidade de melhoria. Desespero é desgaste. Irritação é prejuízo antes do ajuste. Reflete nisso e, à frente de quaisquer empeços, acalma-te para pensar e pensa o bastante a fim de que possas acertar com a vida e servir para o bem. Segue-me: Na escola diária Mensagens de Emmanuel – tolerando o mundo
  • 20. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 20 Reflexões de Ermance Dufaux
  • 21. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 21 “(...) a caridade e a tolerância são o dever primário que a doutrina impõe a seus adeptos.” O LIVRO DOS MÉDIUNS — capítulo 29 — item 335 O exame meticuloso dos erros alheios, ao longo das vidas sucessivas, conferiu-nos ampla capacidade de analisar as imperfeições do próximo. Hoje, graças a essa habilidade de avaliar a conduta alheia, somos exímios “juízes e psicanalistas”, dotados de vastas possibilidades de encontrar causas e razões para os desatinos que ocorrem fora da esfera do “eu”. Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 22. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 22 O que se torna lamentável é não utilizarmos tal recurso para reerguer e auxiliar no aprimoramento do próximo, sendo que, habitualmente, o usamos para destacar o “lado” ruim e amargo de tudo e de todos. Deter-se nesses ângulos sombrios é atitude comum para a maioria dos homens nas experiências carnais. Espera-se, entretanto, de nós outros, os aprendizes espíritas, maior lucidez nas ações. Nosso desafio enquanto discípulos é saber manter-se afetivamente focado no “lado” bom (…). A essa qualidade chamamos indulgência. Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 23. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 23 É a habilidade que consignamos como essencial frente aos imperativos da convivência social, quando temos como meta primacial a própria paz e o progresso dos grupos sob nossa tutela, ou nos quais ofereçamos a cooperação. Sempre encontraremos motivos para a ofensa, a recriminação, a transferência de culpas, para depreciar a movimentação alheia, para rebaixar o outro. Compreender, estimular, perdoar, reconhecer os valores alheios, dividir responsabilidades, apoiar, orientar, ser afetuoso, tudo isso é bem mais trabalhoso. Indulgência é habilidade que qualifica o homem com abundante inteligência emocional. Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 24. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 24 “A indulgência não vê os defeitos alheios, e se os vê, evita comentá-los e divulgá-los. Oculta-os, pelo contrário, evitando que se propaguem, e se a malevolência os descobre, tem sempre uma desculpa à mão para os disfarçar, mas uma desculpa plausível, séria, e não daquelas que, fingindo atenuar a falta, a fazem ressaltar com pérfida astúcia. A indulgência jamais se preocupa com os maus atos alheios, a menos que seja para prestar um serviço, mas ainda assim com o cuidado de os atenuar tanto quanto possível. Não faz observações chocantes, nem traz censuras nos lábios, mas apenas conselhos, quase sempre velados”. José, Espírito protetor (Bordéus, 1860). Reflexões de Ermance Dufaux
  • 25. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 25 O coração focado no aspeto “sublime da vida” torna a alma generosa e atraente, cuja irradiação é de aceitação e acolhimento. (…) Com Pedro antecipa sua negação em clima pacífico de alerta, sem menosprezá-lo, em pleno respeito a seus limites no campo da coragem. Com Judas usa de Amor extremado sabendo o que ocorreria posteriormente, mas permanecendo em silêncio evita revelar o “mal” de que ele próprio seria “vítima”. Com Maria de Magdala fá-la mensageira da ressurreição, inaugurando o tempo da misericórdia ante o esforço reeducativo, esquecendo o passado ignominioso. Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 26. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 26 Alertar e repreender são instrumentos corretivos necessários para não ensejar omissão e conivência. Entretanto, para quantos cultivam a habilidade essencial da indulgência, o ato de conclamar o outro à integridade é realizado sempre pelo diálogo franco, fraterno e elevado, sem as típicas “neuroses de melindre” nutridas por receios entre quem fala e quem ouve, fazendo dessas conversas educativas verdadeiros momentos de reconsideração e autoexame para a transformação necessária (…). Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 27. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 27 O ser humano está doente na sua autoestima e reforçar-lhe aspetos infelizes de sua ação é onerá-lo com mais sombras e dor. Nos grupos de nossa ação estejamos atentos a semelhantes lances da escola dos relacionamentos. O companheiro ofendido pela nossa atuação enérgica é, muita vez, alguém dececionado com as próprias expectativas que nutria sobre nós. Auxiliemo-lo com cortesia e generosidade, no entanto, se ele recusa a oferta, sigamos adiante sem fazer achaques emocionais de pieguismo e arrependimento. Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 28. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 28 Na própria enfermaria humana, quando os doentes percebem a extensão de seus dramas, unem-se solidariamente uns aos outros, cada qual oferecendo o que pode, e solidariedade é o nome da indulgência ativa e promotora de paz e apoio às relações. Cultivemos, dia após dia, essa habilidade essencial e consagremos vida nova com mais abundância de bênçãos, desonerando o próprio psiquismo das enfermiças fixações negativistas que costumamos encontrar ao nosso redor. Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 29. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 29 Misericórdia, tolerância máxima, eis as medicações apropriadas de uns para com outros, assim como lembrou José na seguinte colocação: “Sede indulgentes, meus amigos, porquanto a indulgência atrai, acalma, ergue, ao passo que o rigor desanima, afasta e irrita.” José, Espírito protetor (Bordéus, 1860). EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO X; 16 Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux
  • 30. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 30 As perguntas de Filipe
  • 31. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 31 Às primeiras horas da noite [Filipe] colocava-se no meio dos doze, à beira do Lago de Genesaré, num velho casarão, onde o Cristo se salientava silenciosamente numa tosca cepa de cedro (…). -Mestre, era nosso intento saber com mais propriedade o que significa Tolerância, pois, às vezes me confundo, por desconhecer seus limites. (…) Jesus renova seu olhar em todos os presentes, deixa entreabrir os lábios num leve sorriso e expõe…: - Filipe, a Tolerância é um estado da alma que todos nós devemos conquistar. Ela, por si, tem múltiplos valores, mas denuncia algum perigo… Avé Luz: Tolerância As perguntas de Filipe
  • 32. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 32 É proveitoso que junto a ela coloquemos a razão em evidência (…). A Tolerância, Filipe, (…) não pode passar das fronteiras delimitadas pelo bom senso. -Filipe, quando toleras um desequilíbrio aprovas a desarmonia. E assim passarás a alimentar uma força contrária que persegue a tua própria paz (…). Tolerar, sem conhecimento de causa, é estimular efeitos por vezes perniciosos, motivando o ambiente de conivência. Entretanto é preciso notar que desaprovar um ato alheio, ou mesmo nosso, não implica usar a violência, nem tão pouco o escândalo. Avé Luz: Tolerância As perguntas de Filipe
  • 33. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 33 - Pelas tuas próprias feições, ao conversar com alguém, é fácil de notar, no silêncio do coração, que não apoias tais e quais atitudes; e pela alegria e interesse que manifestas pelos ideais superiores do companheiro tu escreverás, sem uso do verbo e da letra, tua aprovação pelo bem da coletividade, principalmente quando esse ideal se apoia nos alicerces da dignidade que as leis de Deus nos oferece. Tolerância é palavra mais ou menos solta que carece de solicitude do coração e da inteligência, enriquecidos na experiência do tempo e nas bençãos do Pai Celestial. (…) Avé Luz: Tolerância As perguntas de Filipe
  • 34. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 34 - Talvez a Tolerância, dentro dessas normas, não agrade a ninguém! (…) - No instante em que duvidais até que ponto possa atingir a paciência, procurai os recursos da oração com respeito e fé, que a inspiração divina vos dará a resposta pelos processos da certeza, como o instinto selecionador do comer e do beber dos animais. (…) Se quereis viver em paz com os outros e com a vossa própria consciência, procurai, se já não o fizestes, disciplinar vossa Tolerância para convosco e para com os vossos semelhantes, desde que façais tudo isso com e por amor. Avé Luz: Tolerância As perguntas de Filipe
  • 35. Misericórdia, tolerância máxima, eis as medicações apropriadas de uns para com outros, assim como lembrou José na seguinte colocação: “Sede indulgentes, meus amigos, porquanto a indulgência atrai, acalma, ergue, ao passo que o rigor desanima, afasta e irrita.” Conversas com Jesus - Tolerância 07 de novembro de 2018 PONTE DE LUZ – Associação Sociocultural Espírita de Cascais
  • 36. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 36 Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus. Mateus; V: 45-48 “Tolerância” no Novo Testamento
  • 37. 07 de novembro de 2018 CONVERSAS COM JESUSCONVERSAS COM JESUS - Tolerância -- Tolerância - 37 Se aqueloutro amigo de atividades espirituais apresenta-se sempre vacilante e descuidado com os compromissos assumidos, lembra que, em muitas ocasiões, ele não é mais que um aluno portador de ânimo débil, incapaz de superar velhos limites pessoais para denodar-se como deveria. Aceita-lhe o tributo inconstante e vai-lhe demarcando referências corretivas, para que possa melhor aquilatar sobre as consequências de sua volubilidade no andamento das realizações às quais integra. Laços de afeto: 6 -Habilidade Essencial Reflexões de Ermance Dufaux