SlideShare uma empresa Scribd logo
Centro Espírita Meimei Não vim destruir a leiO Evangelho Segundo O Espiritismo-Capítulo I – Allan Kardec. Expositor: Marcelo Rodrigues.
Obras Básicas Espíritas ,[object Object]
 Segunda Parte – Mundo Espírita ou dos Espíritos;
 Terceira Parte – Leis Morais;
 Quarta Parte – Esperanças e Consolações.,[object Object]
As Três Revelações
A Primeira Revelação: Moisés
Quem Eram Os Hebreus? 1 – Significado: “ Gente do outro lado do rio” (Rios eufrates); 2 – Clã de pastores chefiados por patriarcas; 3 - Principais patriarcas: Abraão (o primeiro patriarca), Isaac, Jacó (também chamado Israel, daí o nome israelita), Moisés e Josué; 4 - Por volta de 1750 a.C. uma terrível seca atingiu a Palestina. Os hebreus foram obrigados a deixar a região e buscar melhores condições de sobrevivência no Egito. Permaneceram no Egito, cerca de 400 anos, até serem perseguidos e escravizados pelos faraós. Liderados então, por Moisés, os hebreus abandonaram o Egito em 1250 a.C., retornando à Palestina.  5 – Tribos: Rúben, Simeão, Levi, Judá, Zebulom, Issacar, Dã, Gade, Aser, Naftali, Benjamim, Manassés e Efraim. Ref.: http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/sala_de_aula/historia/historia_geral_idade_antiga/os_hebreus/civil_hebreia
O Percurso Do Povo Hebreu... 1 2 2000 A.C 3 1700 A.C
O Povo De Israel-Emmanuel 1 – “Dos Espíritos degredados na Terra, foram os hebreus que constituíram a raça mais forte e mais homogênea, mantendo inalterados os seus caracteres através de todas as mutações”; 2 – “Consciente da superioridade de seus valores, nunca perdeu oportunidade de demonstrar a sua vaidosa aristocracia espiritual, mantendo-se pouco acessível à comunhão perfeita com as demais raças”; 3 – “sua existência histórica, contudo, é uma lição dolorosa para todos os povos do mundo, das consequências nefastas do orgulho e do exclusivismo”; Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico.
Moisés – O Legislador 1 - “...o grande legislador hebreu saturando-se de todos os conhecimentos iniciáticos, no Egito antigo, onde o seu espírito recebeu primorosa educação,…” 2 – “Médium extraordinário, realiza grandes feitos ante os seus irmãos e companheiros maravilhados.” 3 – “… É quando então recebe, de emissários do Cristo, no Sinai, os dez sagrados mandamentos que, até hoje, representam a base de toda a justiça do mundo.” Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico.
As Leis... As Leis de Deus – Os 10 Mandamentos:  Eu sou o Senhor, vosso Deus, que vos tirei do Egito, da casa da servidão. Não tereis, diante de mim, outros deuses estrangeiros. - Não fareis imagem esculpida, nem figura alguma do que está em cima do céu, nem embaixo na Terra, nem do que quer que esteja nas águas sob a terra. Não os adorareis e não lhes prestareis culto soberano;  Não pronunciareis em vão o nome do Senhor, vosso Deus;  Lembrai-vos de santificar o dia do sábado;  Honrai a vosso pai e a vossa mãe, a fim de viverdes longo tempo na terra que o Senhor vosso Deus vos dará;  Não mateis;  Não cometais adultério;  Não roubeis;  Não presteis testemunho falso contra o vosso próximo;  Não desejeis a mulher do vosso próximo;  Não cobiceis a casa do vosso próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu asno, nem qualquer das coisas que lhe pertençam.
O Pentateuco... As Leis Morais de Moisés: 1.0 Livros do Pentateuco (Torá)  1.1 Génesis  1.2 Êxodo  1.3 Levítico :  Basicamente é um livro teocrático, isto é, tem caráter legislativo; apresenta em seu texto o ritual dos sacrifícios, as normas que  diferenciam o puro do impuro, a lei da santidade e o calendário religioso entre outras normas e legislações que regulariam a religião. 1.4 Números; 1.5 Deuteronômio:  Contém os discursos de Moisés ao povo, no deserto, durante seu êxodo do Egito à Terra Prometida por Deus. Os discursos contidos nesse livro, em geral, reforçam a idéia de que servir a Deus não é apenas seguir sua lei. O título provém do grego e quer dizer: Segunda Lei, ou melhor, Repetição da Lei. Em Êxodo, Levítico e Números, as leis foram dadas, conforme a necessidade da ocasião, a um povo acampado no deserto. Em Deuteronômio, essas leis foram repetidas a uma geração que, dentro em breve, moraria nas casas, vilas e cidades da terra prometida.
O Percurso Do Povo Hebreu... Reino de Israel 1 2 539 A.C Reino de Judá 9 8 5 926 A.C 587 A.C 3 4 1250 A.C
A Segunda Revelação: Jesus
A Segunda Revelação: Jesus “E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade” (Miquéias 5:2) “Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:4-5).
A Segunda Revelação: Jesus O SÉCULO DE AUGUSTO   “Terminados os triunviratos, eis que ia cumprir-se a missão do Cristo,depois de instalados os primeiros Césares do Império Romano.”    “A aproximação e a presença consoladora do Divino Mestre no mundo era motivo para que todos os corações experimentassem uma vida nova, ainda que ignorassem a fonte divina daquelas vibrações confortadoras. Em vista disso, o governo de Augusto decorreu em grande tranquilidade para Roma e para o resto das sociedades organizadas do planeta .”– PAX ROMANA. Periódo: 27A.C a 180 D.C. Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico
A Segunda Revelação: Jesus O Cristo “4. Mas, o papel de Jesus não foi o de um simples legislador moralista, tendo por exclusiva autoridade a sua palavra. Cabia-lhe dar cumprimento às profecias que lhe anunciaram o advento; a autoridade lhe vinha da natureza excepcional do seu Espírito e da sua missão divina. Ele viera ensinar aos homens que a verdadeira vida não é a que transcorre na Terra e sim a que é vivida no reino dos céus; viera ensinar-lhes o caminho que a esse reino conduz, os meios de eles se reconciliarem com Deus e de pressentirem esses meios na marcha das coisas por vir, para a realização dos destinos humanos. Entretanto, não disse tudo, limitando-se, respeito a muitos pontos, a lançar o gérmen de verdades que, segundo ele próprio o declarou, ainda não podiam ser compreendidas. Falou de tudo, mas em termos mais ou menos implícitos. Para ser apreendido o sentido oculto de algumas palavras suas, mister se fazia que novas idéias e novos conhecimentos lhes trouxessem a chave indispensável, idéias que, porém, não podiam surgir antes que o espírito humano houvesse alcançado um certo grau de madureza. A Ciência tinha de contribuir poderosamente para a eclosão e o desenvolvimento de tais idéias. Importava, pois, dar à Ciência tempo para progredir. “ Evangelho Segundo o Espiritismo – Capítulo I – Não vim Destruir a Lei. Ref.: http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/es/es-01.html
A Promessa De Jesus… O Consolador Prometido "Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei a meu Pai e ele vos enviará um outro Consolador, a fim de que fique eternamente convosco: - O Espírito de Verdade, que o mundo não pode receber, porque o não vê e absolutamente o não conhece. Mas, quanto a vós, conhecê-lo-eis, porque ficará convosco e estará em vós. - Porém, o Consolador, que é o Santo Espírito, que meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará recordar tudo o que vos tenho dito."  (São João, cap. XIV, vv. 15, 16, 17, 26.)
O Percurso do Povo Hebreu... 131 D.C – Diáspora (Imperador Adriano) 9
A Terceira Revelação: Espiritismo “Aproximavam-se os tempos em que Jesus deveria enviar ao mundo o Consolador, de acordo com as suas auspiciosas promessas.” “Um dos mais lúcidos discípulos do Cristo baixa ao planeta, compenetrado de sua missão consoladora, e, dois meses antes de Napoleão Bonaparte sagrarse imperador, obrigando o papa Pio VII a coroá-lo na igreja de NotreDame, em Paris, nascia Allan Kardec, aos 3 de outubro de 1804, com a sagrada missão de abrir caminho ao espiritismo, a grande voz do Consolador prometido ao mundo pela misericórdia de Jesus-Cristo.” Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico
A Explosão De Fenômenos
A Falange Do Consolador…
A Terceira Revelação: Espiritismo Religiosidade Espiritismo Filosofia Ciência

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Graça Maciel
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Divulgador do Espiritismo
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Divulgador do Espiritismo
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
Jorge Luiz dos Santos
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
Sergio Menezes
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
Denise Tofoli
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
Francisco de Assis Alencar
 
AliançA Da CiêNcia E Da ReligiãO
AliançA Da CiêNcia E Da ReligiãOAliançA Da CiêNcia E Da ReligiãO
AliançA Da CiêNcia E Da ReligiãO
Grupo Espírita Cristão
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
Izabel Cristina Fonseca
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
home
 
Jesus o medico das almas
Jesus  o medico das almasJesus  o medico das almas
Jesus o medico das almas
Claudio Macedo
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
Graça Maciel
 
Sócrates e platão prec. espiritismo
Sócrates e platão prec. espiritismoSócrates e platão prec. espiritismo
Sócrates e platão prec. espiritismo
Vera Apolinario
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Eduardo Ottonelli Pithan
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentosInfluência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
VIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITAVIVÊNCIA ESPÍRITA
VIVÊNCIA ESPÍRITA
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
 
AliançA Da CiêNcia E Da ReligiãO
AliançA Da CiêNcia E Da ReligiãOAliançA Da CiêNcia E Da ReligiãO
AliançA Da CiêNcia E Da ReligiãO
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
 
Jesus o medico das almas
Jesus  o medico das almasJesus  o medico das almas
Jesus o medico das almas
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
 
Sócrates e platão prec. espiritismo
Sócrates e platão prec. espiritismoSócrates e platão prec. espiritismo
Sócrates e platão prec. espiritismo
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
 
O espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidadeO espiritismo e a regeneração da humanidade
O espiritismo e a regeneração da humanidade
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
 
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentosInfluência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
Influência dos espíritos sobre os nossos pensamentos
 

Destaque

A Caminho da Luz
A Caminho da LuzA Caminho da Luz
A Caminho da Luz
Silvânia Melo
 
A caminho da luz cap 9
A caminho da luz   cap 9A caminho da luz   cap 9
A caminho da luz cap 9
Gustavo Soares
 
A caminho da luz cap 12
A caminho da luz   cap 12 A caminho da luz   cap 12
A caminho da luz cap 12
Gustavo Soares
 
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESENão vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
Paula Kloser
 
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A LeiCap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cavalcante Melo Junior Eudes
 
Brand new enrolment form 2017+
Brand new enrolment form 2017+Brand new enrolment form 2017+
Brand new enrolment form 2017+
Luke Hughes
 
Segunda Revelação, Jesus o revolucionário
Segunda Revelação, Jesus o revolucionárioSegunda Revelação, Jesus o revolucionário
Segunda Revelação, Jesus o revolucionário
Alex Pereira Costa
 
A caminho da luz cap 11
A caminho da luz   cap 11A caminho da luz   cap 11
A caminho da luz cap 11
Gustavo Soares
 
As 3 revelações
As 3 revelaçõesAs 3 revelações
As 3 revelações
Maxuel Alves
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de CristoLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo
Natalino das Neves Neves
 

Destaque (10)

A Caminho da Luz
A Caminho da LuzA Caminho da Luz
A Caminho da Luz
 
A caminho da luz cap 9
A caminho da luz   cap 9A caminho da luz   cap 9
A caminho da luz cap 9
 
A caminho da luz cap 12
A caminho da luz   cap 12 A caminho da luz   cap 12
A caminho da luz cap 12
 
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESENão vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
Não vim destruir a Lei - Cap.I do OESE
 
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A LeiCap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
Cap. 1 NãO Vim Destruir A Lei
 
Brand new enrolment form 2017+
Brand new enrolment form 2017+Brand new enrolment form 2017+
Brand new enrolment form 2017+
 
Segunda Revelação, Jesus o revolucionário
Segunda Revelação, Jesus o revolucionárioSegunda Revelação, Jesus o revolucionário
Segunda Revelação, Jesus o revolucionário
 
A caminho da luz cap 11
A caminho da luz   cap 11A caminho da luz   cap 11
A caminho da luz cap 11
 
As 3 revelações
As 3 revelaçõesAs 3 revelações
As 3 revelações
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de CristoLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 11 - A segunda vinda de Cristo
 

Semelhante a Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM

O Evangelho Segundo o Espiritismo
O Evangelho Segundo o EspiritismoO Evangelho Segundo o Espiritismo
O Evangelho Segundo o Espiritismo
jptozzi
 
A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro reencarnaç...
A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro   reencarnaç...A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro   reencarnaç...
A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro reencarnaç...
Ricardo Akerman
 
Palestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelaçõesPalestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelações
Divulgador do Espiritismo
 
A funcao da verdade e destruir a mentira
A funcao da verdade e destruir a mentiraA funcao da verdade e destruir a mentira
A funcao da verdade e destruir a mentira
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Jesus
JesusJesus
Jesus
Lisete B.
 
AULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guia
AULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guiaAULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guia
AULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guia
FilipeDuartedeBem
 
John wesley o grande julgamento
John wesley o grande julgamentoJohn wesley o grande julgamento
John wesley o grande julgamento
Francisco Deuzilene
 
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0hMediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
home
 
Boletim 270413
Boletim   270413Boletim   270413
Boletim 270413
Marcio Lira
 
Ciência dos Espiritos.pdf Eliphas Levi
Ciência dos Espiritos.pdf Eliphas LeviCiência dos Espiritos.pdf Eliphas Levi
Ciência dos Espiritos.pdf Eliphas Levi
Baltazar Maciel
 
_A Ciência dos Espíritos.pdf
_A Ciência dos Espíritos.pdf_A Ciência dos Espíritos.pdf
_A Ciência dos Espíritos.pdf
Edom Ferreira
 
Estudos biblicos ii
Estudos biblicos iiEstudos biblicos ii
Estudos biblicos ii
Beba Gatosa
 
Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita
Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espíritaApresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita
Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita
grupodepaisceb
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
Jose Ventura
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
Bruno Da Montanha
 
Apocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptxApocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptx
Nariltonoliveira1
 
ESE - cap1 item 2 a 4
ESE - cap1 item 2 a 4ESE - cap1 item 2 a 4
ESE - cap1 item 2 a 4
Patricia Farias
 
Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012
Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012
Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012
Gerson G. Ramos
 

Semelhante a Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM (20)

O Evangelho Segundo o Espiritismo
O Evangelho Segundo o EspiritismoO Evangelho Segundo o Espiritismo
O Evangelho Segundo o Espiritismo
 
A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro reencarnaç...
A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro   reencarnaç...A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro   reencarnaç...
A mensagem do anjo do sarçal e algumas orações (osvaldo polidoro reencarnaç...
 
Palestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelaçõesPalestra Espírita - As três revelações
Palestra Espírita - As três revelações
 
A funcao da verdade e destruir a mentira
A funcao da verdade e destruir a mentiraA funcao da verdade e destruir a mentira
A funcao da verdade e destruir a mentira
 
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
Introdução a doutrina espirita-Palestra do Curso Espiritismo E Evangelho-GECM...
 
Jesus
JesusJesus
Jesus
 
AULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guia
AULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guiaAULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guia
AULA 4 - IEE.pdf Jesus Cristo modelo e guia
 
John wesley o grande julgamento
John wesley o grande julgamentoJohn wesley o grande julgamento
John wesley o grande julgamento
 
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0hMediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
 
Boletim 270413
Boletim   270413Boletim   270413
Boletim 270413
 
Ciência dos Espiritos.pdf Eliphas Levi
Ciência dos Espiritos.pdf Eliphas LeviCiência dos Espiritos.pdf Eliphas Levi
Ciência dos Espiritos.pdf Eliphas Levi
 
_A Ciência dos Espíritos.pdf
_A Ciência dos Espíritos.pdf_A Ciência dos Espíritos.pdf
_A Ciência dos Espíritos.pdf
 
Estudos biblicos ii
Estudos biblicos iiEstudos biblicos ii
Estudos biblicos ii
 
Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita
Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espíritaApresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita
Apresentacao Grupo de pais - 30.03.2013 - Jesus e a doutrina espírita
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
 
Apocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptxApocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptx
 
ESE - cap1 item 2 a 4
ESE - cap1 item 2 a 4ESE - cap1 item 2 a 4
ESE - cap1 item 2 a 4
 
Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012
Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012
Tessalônica n dias de Paulo_Resumo_Liç_332012
 

Mais de Marcelo do Nascimento Rodrigues

Os apóstolos de jesus
Os apóstolos de jesusOs apóstolos de jesus
Os apóstolos de jesus
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0
A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0
A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEIJesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Seminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cem
Seminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cemSeminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cem
Seminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cem
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEMPedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Seminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEM
Seminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEMSeminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEM
Seminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEM
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...
O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...
O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
A fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEM
A fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEMA fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEM
A fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEM
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
A autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
A autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEMA autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
A autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
PROFINET - SIEMENS
PROFINET - SIEMENSPROFINET - SIEMENS

Mais de Marcelo do Nascimento Rodrigues (10)

Os apóstolos de jesus
Os apóstolos de jesusOs apóstolos de jesus
Os apóstolos de jesus
 
A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0
A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0
A Felicidade Na Visão Espírita-Marcelo do N. Rodrigues-Rev0
 
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEIJesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
 
Seminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cem
Seminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cemSeminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cem
Seminário-O Atendimento Fraterno Na Casa Espírita-Marcelo do N.Rodrigues-cem
 
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEMPedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Pedi e obtereis-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
 
Seminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEM
Seminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEMSeminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEM
Seminário-O Passe-Marcelo do N.Rodrigues-CEM
 
O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...
O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...
O ceu, o inferno, o medo da morte e o desencarne na visão espirita-Marcelo do...
 
A fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEM
A fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEMA fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEM
A fé transporta montanhas-marcelo do N. Rodrigues-CEM
 
A autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
A autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEMA autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
A autoanálise na procura das causas das aflições-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
 
PROFINET - SIEMENS
PROFINET - SIEMENSPROFINET - SIEMENS
PROFINET - SIEMENS
 

Último

Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 

Último (10)

Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 

Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM

  • 1. Centro Espírita Meimei Não vim destruir a leiO Evangelho Segundo O Espiritismo-Capítulo I – Allan Kardec. Expositor: Marcelo Rodrigues.
  • 2.
  • 3. Segunda Parte – Mundo Espírita ou dos Espíritos;
  • 4. Terceira Parte – Leis Morais;
  • 5.
  • 8. Quem Eram Os Hebreus? 1 – Significado: “ Gente do outro lado do rio” (Rios eufrates); 2 – Clã de pastores chefiados por patriarcas; 3 - Principais patriarcas: Abraão (o primeiro patriarca), Isaac, Jacó (também chamado Israel, daí o nome israelita), Moisés e Josué; 4 - Por volta de 1750 a.C. uma terrível seca atingiu a Palestina. Os hebreus foram obrigados a deixar a região e buscar melhores condições de sobrevivência no Egito. Permaneceram no Egito, cerca de 400 anos, até serem perseguidos e escravizados pelos faraós. Liderados então, por Moisés, os hebreus abandonaram o Egito em 1250 a.C., retornando à Palestina. 5 – Tribos: Rúben, Simeão, Levi, Judá, Zebulom, Issacar, Dã, Gade, Aser, Naftali, Benjamim, Manassés e Efraim. Ref.: http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/sala_de_aula/historia/historia_geral_idade_antiga/os_hebreus/civil_hebreia
  • 9. O Percurso Do Povo Hebreu... 1 2 2000 A.C 3 1700 A.C
  • 10. O Povo De Israel-Emmanuel 1 – “Dos Espíritos degredados na Terra, foram os hebreus que constituíram a raça mais forte e mais homogênea, mantendo inalterados os seus caracteres através de todas as mutações”; 2 – “Consciente da superioridade de seus valores, nunca perdeu oportunidade de demonstrar a sua vaidosa aristocracia espiritual, mantendo-se pouco acessível à comunhão perfeita com as demais raças”; 3 – “sua existência histórica, contudo, é uma lição dolorosa para todos os povos do mundo, das consequências nefastas do orgulho e do exclusivismo”; Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico.
  • 11. Moisés – O Legislador 1 - “...o grande legislador hebreu saturando-se de todos os conhecimentos iniciáticos, no Egito antigo, onde o seu espírito recebeu primorosa educação,…” 2 – “Médium extraordinário, realiza grandes feitos ante os seus irmãos e companheiros maravilhados.” 3 – “… É quando então recebe, de emissários do Cristo, no Sinai, os dez sagrados mandamentos que, até hoje, representam a base de toda a justiça do mundo.” Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico.
  • 12. As Leis... As Leis de Deus – Os 10 Mandamentos: Eu sou o Senhor, vosso Deus, que vos tirei do Egito, da casa da servidão. Não tereis, diante de mim, outros deuses estrangeiros. - Não fareis imagem esculpida, nem figura alguma do que está em cima do céu, nem embaixo na Terra, nem do que quer que esteja nas águas sob a terra. Não os adorareis e não lhes prestareis culto soberano; Não pronunciareis em vão o nome do Senhor, vosso Deus; Lembrai-vos de santificar o dia do sábado; Honrai a vosso pai e a vossa mãe, a fim de viverdes longo tempo na terra que o Senhor vosso Deus vos dará; Não mateis; Não cometais adultério; Não roubeis; Não presteis testemunho falso contra o vosso próximo; Não desejeis a mulher do vosso próximo; Não cobiceis a casa do vosso próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu asno, nem qualquer das coisas que lhe pertençam.
  • 13. O Pentateuco... As Leis Morais de Moisés: 1.0 Livros do Pentateuco (Torá) 1.1 Génesis 1.2 Êxodo 1.3 Levítico : Basicamente é um livro teocrático, isto é, tem caráter legislativo; apresenta em seu texto o ritual dos sacrifícios, as normas que diferenciam o puro do impuro, a lei da santidade e o calendário religioso entre outras normas e legislações que regulariam a religião. 1.4 Números; 1.5 Deuteronômio: Contém os discursos de Moisés ao povo, no deserto, durante seu êxodo do Egito à Terra Prometida por Deus. Os discursos contidos nesse livro, em geral, reforçam a idéia de que servir a Deus não é apenas seguir sua lei. O título provém do grego e quer dizer: Segunda Lei, ou melhor, Repetição da Lei. Em Êxodo, Levítico e Números, as leis foram dadas, conforme a necessidade da ocasião, a um povo acampado no deserto. Em Deuteronômio, essas leis foram repetidas a uma geração que, dentro em breve, moraria nas casas, vilas e cidades da terra prometida.
  • 14. O Percurso Do Povo Hebreu... Reino de Israel 1 2 539 A.C Reino de Judá 9 8 5 926 A.C 587 A.C 3 4 1250 A.C
  • 16. A Segunda Revelação: Jesus “E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade” (Miquéias 5:2) “Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:4-5).
  • 17. A Segunda Revelação: Jesus O SÉCULO DE AUGUSTO “Terminados os triunviratos, eis que ia cumprir-se a missão do Cristo,depois de instalados os primeiros Césares do Império Romano.” “A aproximação e a presença consoladora do Divino Mestre no mundo era motivo para que todos os corações experimentassem uma vida nova, ainda que ignorassem a fonte divina daquelas vibrações confortadoras. Em vista disso, o governo de Augusto decorreu em grande tranquilidade para Roma e para o resto das sociedades organizadas do planeta .”– PAX ROMANA. Periódo: 27A.C a 180 D.C. Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico
  • 18. A Segunda Revelação: Jesus O Cristo “4. Mas, o papel de Jesus não foi o de um simples legislador moralista, tendo por exclusiva autoridade a sua palavra. Cabia-lhe dar cumprimento às profecias que lhe anunciaram o advento; a autoridade lhe vinha da natureza excepcional do seu Espírito e da sua missão divina. Ele viera ensinar aos homens que a verdadeira vida não é a que transcorre na Terra e sim a que é vivida no reino dos céus; viera ensinar-lhes o caminho que a esse reino conduz, os meios de eles se reconciliarem com Deus e de pressentirem esses meios na marcha das coisas por vir, para a realização dos destinos humanos. Entretanto, não disse tudo, limitando-se, respeito a muitos pontos, a lançar o gérmen de verdades que, segundo ele próprio o declarou, ainda não podiam ser compreendidas. Falou de tudo, mas em termos mais ou menos implícitos. Para ser apreendido o sentido oculto de algumas palavras suas, mister se fazia que novas idéias e novos conhecimentos lhes trouxessem a chave indispensável, idéias que, porém, não podiam surgir antes que o espírito humano houvesse alcançado um certo grau de madureza. A Ciência tinha de contribuir poderosamente para a eclosão e o desenvolvimento de tais idéias. Importava, pois, dar à Ciência tempo para progredir. “ Evangelho Segundo o Espiritismo – Capítulo I – Não vim Destruir a Lei. Ref.: http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/es/es-01.html
  • 19. A Promessa De Jesus… O Consolador Prometido "Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei a meu Pai e ele vos enviará um outro Consolador, a fim de que fique eternamente convosco: - O Espírito de Verdade, que o mundo não pode receber, porque o não vê e absolutamente o não conhece. Mas, quanto a vós, conhecê-lo-eis, porque ficará convosco e estará em vós. - Porém, o Consolador, que é o Santo Espírito, que meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará recordar tudo o que vos tenho dito." (São João, cap. XIV, vv. 15, 16, 17, 26.)
  • 20. O Percurso do Povo Hebreu... 131 D.C – Diáspora (Imperador Adriano) 9
  • 21. A Terceira Revelação: Espiritismo “Aproximavam-se os tempos em que Jesus deveria enviar ao mundo o Consolador, de acordo com as suas auspiciosas promessas.” “Um dos mais lúcidos discípulos do Cristo baixa ao planeta, compenetrado de sua missão consoladora, e, dois meses antes de Napoleão Bonaparte sagrarse imperador, obrigando o papa Pio VII a coroá-lo na igreja de NotreDame, em Paris, nascia Allan Kardec, aos 3 de outubro de 1804, com a sagrada missão de abrir caminho ao espiritismo, a grande voz do Consolador prometido ao mundo pela misericórdia de Jesus-Cristo.” Ref.: A Caminho da Luz – Emmanuel – Psicografia do Chico
  • 22. A Explosão De Fenômenos
  • 23. A Falange Do Consolador…
  • 24. A Terceira Revelação: Espiritismo Religiosidade Espiritismo Filosofia Ciência
  • 25. O Que É O Espiritismo? 5. “O Espiritismo é a ciência nova que vem revelar aos homens, por meio de provas irrecusáveis, a existência e a natureza do mundo espiritual e as suas relações com o mundo corpóreo.” 7. “Assim como o Cristo disse: "Não vim destruir a lei, porém cumpri-la", também o Espiritismo diz: "Não venho destruir a lei cristã, mas dar-lhe execução." Nada ensina em contrário ao que ensinou o Cristo; mas, desenvolve, completa e explica, em termos claros e para toda gente, o que foi dito apenas sob forma alegórica. Vem cumprir, nos tempos preditos, o que o Cristo anunciou e preparar a realização das coisas futuras. Ele é, pois, obra do Cristo, que preside, conforme igualmente o anunciou, à regeneração que se opera e prepara o reino de Deus na Terra.” 10. “... A revolução que se apresta é antes moral do que material...” Evangelho Segundo o Espiritismo – Capítulo I – Não vim Destruir a Lei. Ref.: http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/es/es-01.html
  • 26.
  • 27. Segunda Parte – Mundo Espírita ou dos Espíritos;
  • 28. Terceira Parte – Leis Morais;
  • 29. Quarta Parte – Esperanças e Consolações.