SlideShare uma empresa Scribd logo
JESUS e NICODEMOSJESUS e NICODEMOS
--
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
20 de setembro de 2017
Ponte de Luz
– ASSOCIAÇÃO SOCIOCULTURAL ESPÍRITA DE CASCAIS
20 de setembro de 2017
2
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
ESTRUTURA DA
PALESTRA
I. Renascimento
II. Vidas sucessivas
III. Reajustando
IV. Evoluindo e Aprimorando
V. E o Livre-Arbítrio?
VI. Tratamento e resgate
VII. O episódio completo
20 de setembro de 2017
3
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
“Havia entre os fariseus um homem, cujo nome
[era] Nicodemos, líder dos judeus. Ele veio até
ele [Jesus], de noite, e lhe disse: Rabbi,
sabemos que vieste de Deus, [como[ Mestre,
pois ninguém faz estes sinais que tu fazes, se
Deus não estiver com ele. Em resposta, Jesus
lhe disse: Amém, amén, [eu] te digo que se
alguém não for gerado de novo [“do alto”] não
pode ver o Reino de Deus.”
João: III; 1-7
20 de setembro de 2017
4
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
“Nicodemos disse-Lhe: Como pode um homem,
sendo velho, ser gerado? Porventura pode
entrar [pela] segunda vez no ventre de sua mãe
e ser gerado? Jesus respondeu: Amén, amén,
[eu] te digo que se alguém não for gerado de
água e espírito, não pode entrar no Reino de
Deus. O que foi gerado da carne é carne, o que
foi gerado do espírito, é espírito. Não te
maravilhes que eu lhe tenha dito: É necessário
a vós ser gerado de novo [ou do alto]. O
espírito sopra onde quer, ouves a sua voz, mas
20 de setembro de 2017
5
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
“Em resposta, Nicodemos lhe disse: Como
pode ocorrer estas [coisas]? Em resposta Jesus
lhe disse: Tu és mestre de Israel e não sabes
estas [coisas]? Amén, amén, [eu] te digo que “O
que sabemos falamos, e o que vimos
testemunhamos”, mas não acolhes o nosso
testemunho (…) Ninguém subiu ao céu senão o
que desceu do céu – o filho do homem. E como
Moisés levantou a serpente no deserto, assim é
necessário ser levantado o filho do homem, a
fim de que todo aquele que nele crê tenha a
20 de setembro de 2017
6
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
“Porquanto Deus enviou o seu filho ao mundo
não para que julgue o mundo, mas para que o
mundo seja salvo por ele. Quem nele crê não é
julgado, mas quem não crê já está julgado (…) o
julgamento é este: que a luz veio ao mundo e os
homens amaram mais a treva do que a luz, pois
as suas obras eram más (…)”
João: III; 17-19
20 de setembro de 2017
7
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
Renascimento
20 de setembro de 2017
8
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
56-RENASCE AGORA (Fonte Viva)
Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino
de
Deus. - Jesus. (JOÃO, 3:3.)
“(…) Dispondo, assim, de trezentas e sessenta e cinco
ocasiões de aprendizado e recomeço, anualmente,
quantas oportunidades de renovação moral encontrará a
criatura, no abençoado período de uma existência?
Conserva do passado o que for bom e justo, belo e nobre,
mas não guardes do pretérito os detritos e as sombras,
ainda mesmo quando mascarados de encantador
revestimento. Faze por ti mesmo, nos domínios da tua
iniciativa pela aplicação da fraternidade real, o trabalho
que a tua negligência atirará fatalmente sobre os ombros
de teus benfeitores e amigos espirituais.”
20 de setembro de 2017
9
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
56-RENASCE AGORA (Fonte Viva)
Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino
de
Deus. - Jesus. (JOÃO, 3:3.)
“Cada hora que surge pode ser portadora de
reajustamento. Se é possível, não deixes para depois os
laços de amor e paz que podes criar agora, em
substituição às pesadas algemas do desafeto.
(…) Enquanto nos demoramos na fortaleza defensiva, o
adversário cogita de enriquecer as munições, mas se
descemos à praça, desassombrados e serenos, mostrando
novas disposições na luta, a ideia de acordo substitui,
dentro de nós é em torno de nossos passos, a escura
fermentação da guerra.”
20 de setembro de 2017
10
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
56-RENASCE AGORA (Fonte Viva)
Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino
de
Deus. - Jesus. (JOÃO, 3:3.)
“Alguém te magoa? Reinicia o
esforço da boa compreensão.
Alguém te não entende? (…) Deixa-te
reviver, cada dia, na corrente
cristalina e incessante do bem.
Não olvides a assertiva do Mestre: - "Aquele que não nascer
de novo não pode ver o Reino de Deus. Renasce agora em
teus propósitos, deliberações e atitudes, trabalhando para
superar os obstáculos que te cercam e alcançando a
antecipação da vitória sobre ti mesmo, no tempo... Mais vale
auxiliar, ainda hoje, que ser auxiliado amanhã.”
20 de setembro de 2017
11
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
Vidas sucessivas
20 de setembro de 2017
12
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
110 - VIDAS SUCESSIVAS (Caminho, Verdade e Vida)
“Não te maravilhes de te haver dito: Necessário vos é
nascer de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7)
“A palavra de Jesus a Nicodemos foi suficientemente clara.
Desviá-la para interpretações descabidas pode ser
compreensível no sacerdócio organizado, (…) mas nunca
nos espíritos amantes da verdade legítima.
A reencarnação é lei universal. Sem ela, a existência
terrena representaria turbilhão de desordem e injustiça; à
luz de seus esclarecimentos, entendemos todos os
fenômenos dolorosos do caminho. O homem ainda não
percebeu toda a extensão da misericórdia divina, nos
processos de resgate e reajustamento.”
20 de setembro de 2017
13
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
110 - VIDAS SUCESSIVAS (Caminho, Verdade e Vida)
“Entre os homens, o
criminoso é enviado a
penas cruéis, seja pela
condenação à morte ou aos
sofrimentos prolongados.
A Providência, todavia,
corrige, amando... Não
encaminha os réus a
prisões infectas e úmidas.
Determina somente que os comparsas de dramas nefastos
troquem a vestimenta carnal e voltem ao palco da atividade
humana, de modo a se redimirem, uns à frente dos outros.”
20 de setembro de 2017
14
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
110 - VIDAS SUCESSIVAS (Caminho, Verdade e Vida)
“Para a Sabedoria Magnânima nem sempre o que errou é
um celerado, como nem sempre a vítima é pura e sincera.
Deus não vê apenas a maldade que surge à superfície do
escândalo; conhece o mecanismo sombrio de todas as
circunstâncias que provocaram um crime.
O algoz integral como a vítima integral são desconhecidos
do homem; o Pai, contudo, identifica as necessidades de
seus filhos e reúne-os, periodicamente, pelos laços de
sangue ou na rede dos compromissos edificantes, a fim de
que aprendam a lei do amor, entre as dificuldades e as
dores do destino, com a bênção de temporário
esquecimento.”
20 de setembro de 2017
15
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
Reajustando
20 de setembro de 2017
16
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
177 - NA ESFERA DO REAJUSTE (Palavras da Vida
Eterna)
“Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de
novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7)
“Empeços e provações serão talvez os marcos que te
assinalem a estrada hoje. (…)
A questão intrincada que te apoquenta agora, quase
sempre, é o problema que abandonaste sem solução entre
os amigos que, em outro tempo, se rendiam, confiantes,
ao teu arbítrio.
O parente complicado que julgas carregar, por espírito de
heroísmo, via de regra, é a mesma criatura que, em outra
época, arrojaste ao desespero e à perturbação.”
20 de setembro de 2017
17
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
177 - NA ESFERA DO REAJUSTE (Palavras da Vida
Eterna)
“Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de
novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7)
“Ideais nobilitantes pelos quais toleras agressões e
zombarias, considerando-te incompreendido seareiro do
progresso, em muitas ocasiões, são aqueles mesmos
princípios que outrora espezinhaste, insultando a
sinceridade dos companheiros que a eles se associavam.
Calúnias que arrostas, crendo-te guindado aos píncaros da
virtude pela paciência que evidencias, habitualmente nada
mais são que o retorno das injúrias que assacaste, noutras
eras, contra irmãos indefesos.”
20 de setembro de 2017
18
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
177 - NA ESFERA DO REAJUSTE (Palavras da Vida
Eterna)
“Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de
novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7)
“Falhas do passado procuram-te responsável, no corpo, na
família, na sociedade ou na profissão, pedindo-te reajuste.
“Necessário vos é nascer de novo” – disse-nos Jesus.
Bendizendo, pois, a reencarnação, empenhemo-nos a
trabalhar e aprender, de novo, com atenção e sinceridade,
para que venhamos a construir e acertar em definitivo.”
20 de setembro de 2017
19
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
Evoluindo e Aprimorando
20 de setembro de 2017
20
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
6 - EVOLUÇÃO E APRIMORAMENTO (Livro da
Esperança) “Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em
verdade, digo-te: Ninguém pode ver o Reino de
Deus se não nascer de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:3)
“A reencarnação é a volta da alma ou Espírito à vida corpórea, mas
em outro corpo especialmente formado para ele e que nada tem de
comum com o antigo.” (ESE: IV, 4)
“(…) o aprimoramento moral corre por nossa conta. O
professor ensina, mas o aluno deve realizar-se. Os
espíritos superiores nos amparam e esclarecem, no
entanto, é disposição da Lei que cada consciência
responda pelo próprio destino.”
20 de setembro de 2017
21
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
6 - EVOLUÇÃO E APRIMORAMENTO (Livro da
Esperança)
“Meditemos nisso, valorizando as oportunidades em
nossas mãos. Por muito alta que seja a quota de trabalho
corretivo que tragas dos compromissos assumidos em
outras reencarnações, possuis determinadas sobras de
tempo — do tempo que é patrimônio igual para todos —, e
com o tempo de que dispões, basta usares sabiamente a
vontade, que tanta vez manejamos para agravar nossas
dores, a fim de te consagrares ao serviço do bem e ao
estudo iluminativo, quando quiseres, como quiseres, onde
quiseres e quanto quiseres, melhorando-te sempre.”
20 de setembro de 2017
22
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
E o Livre Arbítrio?
20 de setembro de 2017
23
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança)
“Não te admires de eu te haja dito ser preciso que
nasças de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7)
“Não há, pois, duvidar de que sob o nome de ressurreição o principio
do reencarnação era ponto de uma dos crenças fundamentais dos
judeus, ponto que Jesus e as profetas confirmaram de modo formal;
donde se segue que negar a reencarnação é negar as palavras do
Cristo.” (ESE: IV, 16)
“Surgem, aqui e ali, aqueles que negam o livre arbítrio,
alegando que a pessoa no mundo é tão independente
quanto o pássaro no alçapão.”
20 de setembro de 2017
24
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança)
“(…) Certamente, [mas] (…) Reflitamos, ainda que
superficialmente, em nossos irmãos menos felizes, para
recolher-lhes a dolorosa lição.
Pensemos no desencanto daqueles que amontoaram
moedas, por longo tempo, acumulando o suor dos
semelhantes, em louvor da própria avareza, e sentem a
aproximação da morte, sem migalha de luz que lhes
mitigue as aflições nas trevas...
(…) Ponderemos a tortura dos que abusaram da
inteligência, reconhecendo, à margem da sepultura, os
deprimentes resultados do desprezo com que
espezinharam, a dignidade humana...”
20 de setembro de 2017
25
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança)
“Consideremos o martírio dos que desvirtuaram a fé
religiosa, anulando-se no isolamento improdutivo, ao
repararem, no término da estância terrestre, que apenas
disputaram a esterilidade do coração.
Meditemos no remorso dos que se renderam à
delinquência, hipnotizados pela falsa adoração a si
mesmos, acordando abatidos e segregados no fundo das
penitenciárias de sofrimento.
Ninguém pode negar que todos eles, imanizados ao
cativeiro da angústia, eram livres...”
20 de setembro de 2017
26
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança)
“Eis (…) os Estatutos Divinos, funcionando em nós
próprios, no foro da consciência, a fim de aprendermos
que a liberdade de fazer o que se quer, está condicionada
à liberdade de fazer o que se deve.
Estudemos os princípios da reencarnação, na lei de causa
e efeito, à luz da justiça e da misericórdia de Deus, e
perceberemos que mesmo encarcerados agora em
constringentes obrigações, estamos intimamente livres
para aceitar com respeito e humildade as determinações
da vida, edificando o espírito de trabalho e compreensão
naqueles que nos observam e nos rodeiam (…)”.
20 de setembro de 2017
27
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
Tratamento
e
resgate
20 de setembro de 2017
28
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da
Esperança)
“O que é nascido da carne é carne e o que é nascido
do
Espírito é espírito.” - Jesus. (JOÃO, 3:6)“Os laços de família não sofrem destruição alguma com a
reencarnação, como o pensam certas pessoas. Ao contrário, tornam-
se mais fortalecidos e apertados. O princípio oposto, sim, os destrói.”
(ESE: IV, 18)
“Atingindo o Plano Espiritual, depois da morte, sentimentos
indefiníveis nos senhoreiam o coração. Nos recessos do
espírito, rebentam mágoas e júbilos, poemas de ventura e
gritos de aflição, cânticos de louvor pontilhados de fel e
brados de esperanças que se calam, de súbito, no gelo do
sofrimento.”
20 de setembro de 2017
29
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da
Esperança)
“Rimos e choramos, livres e presos, triunfantes e
derrotados, felizes e desditosos...
Bênçãos de alegria, que nos clareiam pequeninas vitórias
(…) desaparecem, de pronto, no fundo tenebroso das
quedas que nos marcaram a vida.
Suspiramos pela ascensão sublime, sedentos de
comunhão com as entidades heroicas (…) todavia, (…) Ao
invés de asas, carregamos grilhões, na penosa condição
de almas doentes... (…)
Nas faixas do mundo somos requisitados pelas obrigações
não cumpridas. Erros e deserções clamam dentro de nós,
pedindo reparos justos...”
20 de setembro de 2017
30
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da
Esperança)
“Longe das esferas superiores que ainda não merecemos
e distanciados das regiões positivamente inferiores em que
nossas modestas aquisições evolutivas encontraram início,
concede-nos, então, a Providência Divina, o refúgio do lar,
entre as sombras da Terra e as rutilâncias do Céu, por
instituto de tratamento, em que se nos efetive a necessária
restauração.
É assim que reencarnados em nova armadura física,
reencontramos perseguidores e adversários, credores e
cúmplices do pretérito, na forma de parentes e
companheiros para o resgate de velhas contas.”
20 de setembro de 2017
31
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da
Esperança)
“Nesse cadinho fervilhante de responsabilidades e
inquietações, afetos renovados nos chamam ao reconforto,
enquanto que aversões redivivas nos pedem
esquecimentos...
(…) por mais atormentado nos seja o ninho familiar
abracemos nele a escola bendita do reajuste onde
temporariamente exercemos o oficio da redenção (…)
saibamos sustentar-lhe a estrutura moral, entendendo e
servindo, mesmo à custa de lágrimas, porque é no lar, (…)
que as leis da vida nos oferecem as ferramentas de amor
e da dor para a construção e reconstrução do próprio
destino entregando-nos, de berço em berço, ao carinho de
Deus que verte inefável pelo colo das mães.”
20 de setembro de 2017
32
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
O Episódio Completo
20 de setembro de 2017
33
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“(…) Nicodemos, fariseu notável pelo coração bem
formado e pelos dotes da inteligência”.
(…) O Messias estava acompanhado apenas de dois dos
seus discípulos [André e Tiago]. Após a saudação habitual
(…) Nicodemos dirigiu-se-lhe respeitoso:
- Mestre, bem sabemos que vindes de Deus, pois somente
com a luz da assistência divina poderíeis realizar o que
tendes efetuado, mostrando o sinal do céu em vossas
mãos. Tenho empregado a minha existência em interpretar
a lei, mas desejava receber a vossa palavra sobre os
recursos de que deverei lançar mão para conhecer o Reino
de Deus!”
20 de setembro de 2017
34
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“(…) O Mestre sorriu bondosamente e esclareceu:
- Primeiro que tudo, Nicodemos, não basta que tenhas
vivido a interpretar a lei. Antes de raciocinar sobre as suas
disposições, deverias ter-lhe sentido os textos.
Mas, em verdade devo dizer-te que ninguém conhecerá o
Reino do Céu, sem nascer de novo.
-Como pode um homem nascer de novo, sendo velho? -
interrogou o fariseu, altamente surpreendido. - Poderá,
porventura, regressar ao ventre de sua mãe?”
20 de setembro de 2017
35
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“(…) Messias fixou nele os olhos
calmos, consciente da gravidade do
assunto em foco, e acrescentou:
- Em verdade, reafirmo-te ser
indispensável que o homem nasça
e renasça, para conhecer
plenamente a luz do reino!...
- Entretanto, como pode isso ser? - perguntou Nicodemos,
perturbado.
- És mestre em Israel e ignoras estas coisas? - inquiriu Jesus,
como que surpreendido. - É natural que cada um somente
testifique daquilo que saiba; porém, precisamos considerar
que tu ensinas.”
20 de setembro de 2017
36
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“(…) Se falando eu de coisas terrenas sentes dificuldades
em compreendê-las com os teus raciocínios sobre a lei,
como poderás aceitar as minhas afirmativas quando eu
disser das coisas celestiais? Seria loucura destinar os
alimentos apropriados a um velho para o organismo frágil
de uma criança. Extremamente confundido, retirou-se o
fariseu …”
“(…) aqueles dois discípulos continuavam presos à
conversação particular que haviam entabulado. (…) Como
seria possível aquele renascimento?”
20 de setembro de 2017
37
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“- Por que tamanha admiração, em face destas verdades?
(…) O corpo é uma veste. O homem é seu dono. Toda
roupagem material acaba rota, porém, o homem, que é
filho de Deus, encontra sempre em seu amor os elementos
necessários à mudança do vestuário. A morte do corpo é
essa mudança indispensável, porque a alma caminhará
sempre, através de outras experiências, até que consiga a
imprescindível provisão de luz para a estrada definitiva no
Reino de Deus, com toda a perfeição conquistada ao longo
dos rudes caminhos.”
20 de setembro de 2017
38
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“André (…) perguntou:
- Mestre, (…) por que não somos todos iguais no mundo?
Vejo belos jovens, junto de aleijados e paralíticos...
- Acaso não tenho ensinado - disse Jesus - que tem de
chorar todo aquele que se transforma em instrumento de
escândalo? Cada alma conduz consigo mesma o inferno
ou o céu que edificou no âmago da consciência. Seria
justo conceder-se uma segunda veste mais perfeita e mais
bela ao espírito rebelde que estragou a primeira? Que
diríamos da sabedoria de Nosso Pai, se facultasse as
possibilidades mais preciosas aos que as utilizaram na
véspera para o roubo, o assassínio, a destruição?”
20 de setembro de 2017
39
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“Os que abusaram da túnica da riqueza vestirão depois as
dos fâmulos e escravos mais humildes, como as mãos que
feriram podem vir a ser cortadas.
- Senhor, compreendo agora o mecanismo do resgate -
murmurou Tiago, (…) - Mas, observo que, desse modo, o
mundo precisará sempre do clima do escândalo e do
sofrimento, desde que o devedor, para saldar seu débito,
não poderá fazê-lo sem que outro lhe tome o lugar com a
mesma dívida.”
20 de setembro de 2017
40
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“O Mestre (…) esclareceu os discípulos, perguntando:
- Dentro da lei de Moisés, como se verifica o processo da
redenção? Tiago meditou um instante e respondeu:
- Também na lei está escrito que o homem pagará 'olho
por olho, dente por dente".
- Também tu, Tiago, estás procedendo como Nicodemos
(…) tens raciocinado, mas não tens sentido. Ainda não
ponderaste, talvez, que o primeiro mandamento da lei é
uma determinação de amor. Acima (…) está o "amar a
Deus sobre todas as coisas, de todo o coração e de todo o
entendimento". Como poderá alguém amar o Pai,
aborrecendo-lhe a obra?”
20 de setembro de 2017
41
Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos
O Novo NascimentoO Novo Nascimento
14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova)
“Se nos prendemos à lei de talião, somos obrigados a
reconhecer que onde existe um assassino haverá, mais
tarde, um homem que necessita ser assassinado; com a
lei do amor, porém, compreendemos que o verdugo e a
vítima são dois irmãos, filhos de um mesmo Pai. Basta que
ambos sintam isso para que a fraternidade divina afaste os
fantasmas do escândalo e do sofrimento.
(…) a lição a Nicodemos estava dada. A lei da
reencarnação estava proclamada para sempre, no
Evangelho do Reino.”
“…“… com a lei do amor, porém, compreendemos que o verdugo e acom a lei do amor, porém, compreendemos que o verdugo e a
vítima são dois irmãos, filhos de um mesmo Pai.”vítima são dois irmãos, filhos de um mesmo Pai.”
Boa Nova: 14Boa Nova: 14
20 de setembro de 2017
Ponte de Luz
– ASSOCIAÇÃO SOCIOCULTURAL ESPÍRITA DE CASCAIS
Bibliografia:
Evangelho de João, III; 3-7; Fonte Viva (56); Livro da Esperança (6, 7, 8);
Justiça Divina (33); Caminho, Verdade e Vida (110); Palavras de Vida Eterna
(177); Lampadário espírita (9); Boa Nova (14); e Primícias do Reino (4).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dai gratuitamente...
Dai gratuitamente...Dai gratuitamente...
Dai gratuitamente...
Mirian De Lima Mendes
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Pecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultérioPecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultério
Lorena Dias
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciência
Jose Ferreira Almeida
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Antonino Silva
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
gmo1973
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e ExpiaçõesEvangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Antonino Silva
 
Laços familia
Laços familiaLaços familia
Laços familia
Marilice Passos
 
O Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A Morte
O Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A  MorteO Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A  Morte
O Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A Morte
Grupo Espírita Cristão
 
Cap xi Amar ao proximo como a si mesmo
Cap xi Amar ao proximo como a si mesmoCap xi Amar ao proximo como a si mesmo
Cap xi Amar ao proximo como a si mesmo
gmo1973
 
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMOAMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
Angela Ewerling
 
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Marcos Antônio Alves
 
Os sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntariosOs sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntarios
Marcos Antônio Alves
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
Ronaldo Pereira Rodrigues
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
Sergio Menezes
 
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDASINFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
Rodrigo Leite
 
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
Fatoze
 
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa MãeCap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
gmo1973
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
Lisete B.
 

Mais procurados (20)

Dai gratuitamente...
Dai gratuitamente...Dai gratuitamente...
Dai gratuitamente...
 
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
Capítulo 7 do evangelho segundo o espiritismo - Bem-aventurados os pobres de ...
 
Pecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultérioPecado por pensamento e adultério
Pecado por pensamento e adultério
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciência
 
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com JesusEvangeliza - Mediunidade com Jesus
Evangeliza - Mediunidade com Jesus
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
 
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e ExpiaçõesEvangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
Evangeliza - Terra - Planeta de Provas e Expiações
 
Laços familia
Laços familiaLaços familia
Laços familia
 
O Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A Morte
O Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A  MorteO Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A  Morte
O Futuro E O Nada Palestra A PreocupaçãO Com A Morte
 
Cap xi Amar ao proximo como a si mesmo
Cap xi Amar ao proximo como a si mesmoCap xi Amar ao proximo como a si mesmo
Cap xi Amar ao proximo como a si mesmo
 
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMOAMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
 
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
Meu Reino não é deste mundo (Palestra Espírita)
 
Os sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntariosOs sofrimentos voluntarios
Os sofrimentos voluntarios
 
Lei de causa e efeito
Lei de causa e efeitoLei de causa e efeito
Lei de causa e efeito
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDASINFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
 
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
 
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa MãeCap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
 

Semelhante a Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento

Reflexão nº 15, revisada.
Reflexão nº 15, revisada.Reflexão nº 15, revisada.
Reflexão nº 15, revisada.
felipe_higa
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Erberson Pinheiro
 
João 3.1 20 - nicodemos - nascer de novo
João 3.1 20 - nicodemos - nascer de novoJoão 3.1 20 - nicodemos - nascer de novo
João 3.1 20 - nicodemos - nascer de novo
Fabio Cesar Magalhães
 
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Gerson G. Ramos
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
Joary Jossué Carlesso
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
Joary Jossué Carlesso
 
Jesus e nicodemos
Jesus e nicodemosJesus e nicodemos
Jesus e nicodemos
Cláudio Fajardo
 
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)
Luiza Dayana
 
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1
Luiza Dayana
 
Fundamentos
FundamentosFundamentos
Fundamentos
Rosemeire Souza
 
Arrebatamento de Cristo Jesus nosso Senhor
Arrebatamento de Cristo Jesus nosso SenhorArrebatamento de Cristo Jesus nosso Senhor
Arrebatamento de Cristo Jesus nosso Senhor
SamuelAnjos13
 
A terceira palavra da cruz
A terceira palavra da cruzA terceira palavra da cruz
A terceira palavra da cruz
Isaias Silva
 
Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48
rodrigueessilva
 
Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48
trabalho como autonomo
 
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Gerson G. Ramos
 
O nascer de novo
O nascer de novoO nascer de novo
O nascer de novo
Eder L. Souza
 
Textos: 2° Domingo da Páscoa - Ano C
Textos: 2° Domingo da Páscoa - Ano CTextos: 2° Domingo da Páscoa - Ano C
Textos: 2° Domingo da Páscoa - Ano C
José Lima
 
Evangelho Natal 2020
Evangelho Natal 2020Evangelho Natal 2020
Evangelho Natal 2020
Patricia Farias
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Ailton da Silva
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Paulo De Tarso Fernandes
 

Semelhante a Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento (20)

Reflexão nº 15, revisada.
Reflexão nº 15, revisada.Reflexão nº 15, revisada.
Reflexão nº 15, revisada.
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
 
João 3.1 20 - nicodemos - nascer de novo
João 3.1 20 - nicodemos - nascer de novoJoão 3.1 20 - nicodemos - nascer de novo
João 3.1 20 - nicodemos - nascer de novo
 
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 
Jesus e nicodemos
Jesus e nicodemosJesus e nicodemos
Jesus e nicodemos
 
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1 (1)
 
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1
Ebook 266 pede-me-o-que-queres-que-eu-te-dê1
 
Fundamentos
FundamentosFundamentos
Fundamentos
 
Arrebatamento de Cristo Jesus nosso Senhor
Arrebatamento de Cristo Jesus nosso SenhorArrebatamento de Cristo Jesus nosso Senhor
Arrebatamento de Cristo Jesus nosso Senhor
 
A terceira palavra da cruz
A terceira palavra da cruzA terceira palavra da cruz
A terceira palavra da cruz
 
Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48
 
Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48Jormi - Jornal Missionário n° 48
Jormi - Jornal Missionário n° 48
 
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
 
O nascer de novo
O nascer de novoO nascer de novo
O nascer de novo
 
Textos: 2° Domingo da Páscoa - Ano C
Textos: 2° Domingo da Páscoa - Ano CTextos: 2° Domingo da Páscoa - Ano C
Textos: 2° Domingo da Páscoa - Ano C
 
Evangelho Natal 2020
Evangelho Natal 2020Evangelho Natal 2020
Evangelho Natal 2020
 
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimentoLição 7 - A necessidade do novo nascimento
Lição 7 - A necessidade do novo nascimento
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
 

Mais de Ponte de Luz ASEC

Vencendo os vícios
Vencendo os víciosVencendo os vícios
Vencendo os vícios
Ponte de Luz ASEC
 
Transcomunicação instrumental
Transcomunicação instrumentalTranscomunicação instrumental
Transcomunicação instrumental
Ponte de Luz ASEC
 
As experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de ScoleAs experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de Scole
Ponte de Luz ASEC
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
Ponte de Luz ASEC
 
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funçõesPeríspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Ponte de Luz ASEC
 
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por JesusPai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Ponte de Luz ASEC
 
A oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das OliveirasA oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das Oliveiras
Ponte de Luz ASEC
 
O milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismoO milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismo
Ponte de Luz ASEC
 
O nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questõesO nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questões
Ponte de Luz ASEC
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
Ponte de Luz ASEC
 
Mediunidade e Justiça
Mediunidade e JustiçaMediunidade e Justiça
Mediunidade e Justiça
Ponte de Luz ASEC
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
Ponte de Luz ASEC
 
Conversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - TolerânciaConversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - Tolerância
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontroJesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Ponte de Luz ASEC
 
Conversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - JustiçaConversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - Justiça
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Ponte de Luz ASEC
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
Ponte de Luz ASEC
 
Engenharia Genética
Engenharia GenéticaEngenharia Genética
Engenharia Genética
Ponte de Luz ASEC
 
Experiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo FísicoExperiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo Físico
Ponte de Luz ASEC
 
O estado de coma
O estado de comaO estado de coma
O estado de coma
Ponte de Luz ASEC
 

Mais de Ponte de Luz ASEC (20)

Vencendo os vícios
Vencendo os víciosVencendo os vícios
Vencendo os vícios
 
Transcomunicação instrumental
Transcomunicação instrumentalTranscomunicação instrumental
Transcomunicação instrumental
 
As experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de ScoleAs experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de Scole
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
 
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funçõesPeríspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funções
 
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por JesusPai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
 
A oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das OliveirasA oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das Oliveiras
 
O milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismoO milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismo
 
O nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questõesO nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questões
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
 
Mediunidade e Justiça
Mediunidade e JustiçaMediunidade e Justiça
Mediunidade e Justiça
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
 
Conversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - TolerânciaConversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - Tolerância
 
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontroJesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontro
 
Conversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - JustiçaConversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - Justiça
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
Engenharia Genética
Engenharia GenéticaEngenharia Genética
Engenharia Genética
 
Experiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo FísicoExperiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo Físico
 
O estado de coma
O estado de comaO estado de coma
O estado de coma
 

Último

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 

Último (20)

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 

Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento

  • 1. JESUS e NICODEMOSJESUS e NICODEMOS -- O Novo NascimentoO Novo Nascimento 20 de setembro de 2017 Ponte de Luz – ASSOCIAÇÃO SOCIOCULTURAL ESPÍRITA DE CASCAIS
  • 2. 20 de setembro de 2017 2 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento ESTRUTURA DA PALESTRA I. Renascimento II. Vidas sucessivas III. Reajustando IV. Evoluindo e Aprimorando V. E o Livre-Arbítrio? VI. Tratamento e resgate VII. O episódio completo
  • 3. 20 de setembro de 2017 3 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento “Havia entre os fariseus um homem, cujo nome [era] Nicodemos, líder dos judeus. Ele veio até ele [Jesus], de noite, e lhe disse: Rabbi, sabemos que vieste de Deus, [como[ Mestre, pois ninguém faz estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele. Em resposta, Jesus lhe disse: Amém, amén, [eu] te digo que se alguém não for gerado de novo [“do alto”] não pode ver o Reino de Deus.” João: III; 1-7
  • 4. 20 de setembro de 2017 4 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento “Nicodemos disse-Lhe: Como pode um homem, sendo velho, ser gerado? Porventura pode entrar [pela] segunda vez no ventre de sua mãe e ser gerado? Jesus respondeu: Amén, amén, [eu] te digo que se alguém não for gerado de água e espírito, não pode entrar no Reino de Deus. O que foi gerado da carne é carne, o que foi gerado do espírito, é espírito. Não te maravilhes que eu lhe tenha dito: É necessário a vós ser gerado de novo [ou do alto]. O espírito sopra onde quer, ouves a sua voz, mas
  • 5. 20 de setembro de 2017 5 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento “Em resposta, Nicodemos lhe disse: Como pode ocorrer estas [coisas]? Em resposta Jesus lhe disse: Tu és mestre de Israel e não sabes estas [coisas]? Amén, amén, [eu] te digo que “O que sabemos falamos, e o que vimos testemunhamos”, mas não acolhes o nosso testemunho (…) Ninguém subiu ao céu senão o que desceu do céu – o filho do homem. E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário ser levantado o filho do homem, a fim de que todo aquele que nele crê tenha a
  • 6. 20 de setembro de 2017 6 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento “Porquanto Deus enviou o seu filho ao mundo não para que julgue o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele. Quem nele crê não é julgado, mas quem não crê já está julgado (…) o julgamento é este: que a luz veio ao mundo e os homens amaram mais a treva do que a luz, pois as suas obras eram más (…)” João: III; 17-19
  • 7. 20 de setembro de 2017 7 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento Renascimento
  • 8. 20 de setembro de 2017 8 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 56-RENASCE AGORA (Fonte Viva) Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus. - Jesus. (JOÃO, 3:3.) “(…) Dispondo, assim, de trezentas e sessenta e cinco ocasiões de aprendizado e recomeço, anualmente, quantas oportunidades de renovação moral encontrará a criatura, no abençoado período de uma existência? Conserva do passado o que for bom e justo, belo e nobre, mas não guardes do pretérito os detritos e as sombras, ainda mesmo quando mascarados de encantador revestimento. Faze por ti mesmo, nos domínios da tua iniciativa pela aplicação da fraternidade real, o trabalho que a tua negligência atirará fatalmente sobre os ombros de teus benfeitores e amigos espirituais.”
  • 9. 20 de setembro de 2017 9 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 56-RENASCE AGORA (Fonte Viva) Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus. - Jesus. (JOÃO, 3:3.) “Cada hora que surge pode ser portadora de reajustamento. Se é possível, não deixes para depois os laços de amor e paz que podes criar agora, em substituição às pesadas algemas do desafeto. (…) Enquanto nos demoramos na fortaleza defensiva, o adversário cogita de enriquecer as munições, mas se descemos à praça, desassombrados e serenos, mostrando novas disposições na luta, a ideia de acordo substitui, dentro de nós é em torno de nossos passos, a escura fermentação da guerra.”
  • 10. 20 de setembro de 2017 10 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 56-RENASCE AGORA (Fonte Viva) Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus. - Jesus. (JOÃO, 3:3.) “Alguém te magoa? Reinicia o esforço da boa compreensão. Alguém te não entende? (…) Deixa-te reviver, cada dia, na corrente cristalina e incessante do bem. Não olvides a assertiva do Mestre: - "Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus. Renasce agora em teus propósitos, deliberações e atitudes, trabalhando para superar os obstáculos que te cercam e alcançando a antecipação da vitória sobre ti mesmo, no tempo... Mais vale auxiliar, ainda hoje, que ser auxiliado amanhã.”
  • 11. 20 de setembro de 2017 11 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento Vidas sucessivas
  • 12. 20 de setembro de 2017 12 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 110 - VIDAS SUCESSIVAS (Caminho, Verdade e Vida) “Não te maravilhes de te haver dito: Necessário vos é nascer de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7) “A palavra de Jesus a Nicodemos foi suficientemente clara. Desviá-la para interpretações descabidas pode ser compreensível no sacerdócio organizado, (…) mas nunca nos espíritos amantes da verdade legítima. A reencarnação é lei universal. Sem ela, a existência terrena representaria turbilhão de desordem e injustiça; à luz de seus esclarecimentos, entendemos todos os fenômenos dolorosos do caminho. O homem ainda não percebeu toda a extensão da misericórdia divina, nos processos de resgate e reajustamento.”
  • 13. 20 de setembro de 2017 13 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 110 - VIDAS SUCESSIVAS (Caminho, Verdade e Vida) “Entre os homens, o criminoso é enviado a penas cruéis, seja pela condenação à morte ou aos sofrimentos prolongados. A Providência, todavia, corrige, amando... Não encaminha os réus a prisões infectas e úmidas. Determina somente que os comparsas de dramas nefastos troquem a vestimenta carnal e voltem ao palco da atividade humana, de modo a se redimirem, uns à frente dos outros.”
  • 14. 20 de setembro de 2017 14 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 110 - VIDAS SUCESSIVAS (Caminho, Verdade e Vida) “Para a Sabedoria Magnânima nem sempre o que errou é um celerado, como nem sempre a vítima é pura e sincera. Deus não vê apenas a maldade que surge à superfície do escândalo; conhece o mecanismo sombrio de todas as circunstâncias que provocaram um crime. O algoz integral como a vítima integral são desconhecidos do homem; o Pai, contudo, identifica as necessidades de seus filhos e reúne-os, periodicamente, pelos laços de sangue ou na rede dos compromissos edificantes, a fim de que aprendam a lei do amor, entre as dificuldades e as dores do destino, com a bênção de temporário esquecimento.”
  • 15. 20 de setembro de 2017 15 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento Reajustando
  • 16. 20 de setembro de 2017 16 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 177 - NA ESFERA DO REAJUSTE (Palavras da Vida Eterna) “Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7) “Empeços e provações serão talvez os marcos que te assinalem a estrada hoje. (…) A questão intrincada que te apoquenta agora, quase sempre, é o problema que abandonaste sem solução entre os amigos que, em outro tempo, se rendiam, confiantes, ao teu arbítrio. O parente complicado que julgas carregar, por espírito de heroísmo, via de regra, é a mesma criatura que, em outra época, arrojaste ao desespero e à perturbação.”
  • 17. 20 de setembro de 2017 17 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 177 - NA ESFERA DO REAJUSTE (Palavras da Vida Eterna) “Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7) “Ideais nobilitantes pelos quais toleras agressões e zombarias, considerando-te incompreendido seareiro do progresso, em muitas ocasiões, são aqueles mesmos princípios que outrora espezinhaste, insultando a sinceridade dos companheiros que a eles se associavam. Calúnias que arrostas, crendo-te guindado aos píncaros da virtude pela paciência que evidencias, habitualmente nada mais são que o retorno das injúrias que assacaste, noutras eras, contra irmãos indefesos.”
  • 18. 20 de setembro de 2017 18 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 177 - NA ESFERA DO REAJUSTE (Palavras da Vida Eterna) “Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7) “Falhas do passado procuram-te responsável, no corpo, na família, na sociedade ou na profissão, pedindo-te reajuste. “Necessário vos é nascer de novo” – disse-nos Jesus. Bendizendo, pois, a reencarnação, empenhemo-nos a trabalhar e aprender, de novo, com atenção e sinceridade, para que venhamos a construir e acertar em definitivo.”
  • 19. 20 de setembro de 2017 19 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento Evoluindo e Aprimorando
  • 20. 20 de setembro de 2017 20 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 6 - EVOLUÇÃO E APRIMORAMENTO (Livro da Esperança) “Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade, digo-te: Ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:3) “A reencarnação é a volta da alma ou Espírito à vida corpórea, mas em outro corpo especialmente formado para ele e que nada tem de comum com o antigo.” (ESE: IV, 4) “(…) o aprimoramento moral corre por nossa conta. O professor ensina, mas o aluno deve realizar-se. Os espíritos superiores nos amparam e esclarecem, no entanto, é disposição da Lei que cada consciência responda pelo próprio destino.”
  • 21. 20 de setembro de 2017 21 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 6 - EVOLUÇÃO E APRIMORAMENTO (Livro da Esperança) “Meditemos nisso, valorizando as oportunidades em nossas mãos. Por muito alta que seja a quota de trabalho corretivo que tragas dos compromissos assumidos em outras reencarnações, possuis determinadas sobras de tempo — do tempo que é patrimônio igual para todos —, e com o tempo de que dispões, basta usares sabiamente a vontade, que tanta vez manejamos para agravar nossas dores, a fim de te consagrares ao serviço do bem e ao estudo iluminativo, quando quiseres, como quiseres, onde quiseres e quanto quiseres, melhorando-te sempre.”
  • 22. 20 de setembro de 2017 22 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento E o Livre Arbítrio?
  • 23. 20 de setembro de 2017 23 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança) “Não te admires de eu te haja dito ser preciso que nasças de novo.” - Jesus. (JOÃO, 3:7) “Não há, pois, duvidar de que sob o nome de ressurreição o principio do reencarnação era ponto de uma dos crenças fundamentais dos judeus, ponto que Jesus e as profetas confirmaram de modo formal; donde se segue que negar a reencarnação é negar as palavras do Cristo.” (ESE: IV, 16) “Surgem, aqui e ali, aqueles que negam o livre arbítrio, alegando que a pessoa no mundo é tão independente quanto o pássaro no alçapão.”
  • 24. 20 de setembro de 2017 24 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança) “(…) Certamente, [mas] (…) Reflitamos, ainda que superficialmente, em nossos irmãos menos felizes, para recolher-lhes a dolorosa lição. Pensemos no desencanto daqueles que amontoaram moedas, por longo tempo, acumulando o suor dos semelhantes, em louvor da própria avareza, e sentem a aproximação da morte, sem migalha de luz que lhes mitigue as aflições nas trevas... (…) Ponderemos a tortura dos que abusaram da inteligência, reconhecendo, à margem da sepultura, os deprimentes resultados do desprezo com que espezinharam, a dignidade humana...”
  • 25. 20 de setembro de 2017 25 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança) “Consideremos o martírio dos que desvirtuaram a fé religiosa, anulando-se no isolamento improdutivo, ao repararem, no término da estância terrestre, que apenas disputaram a esterilidade do coração. Meditemos no remorso dos que se renderam à delinquência, hipnotizados pela falsa adoração a si mesmos, acordando abatidos e segregados no fundo das penitenciárias de sofrimento. Ninguém pode negar que todos eles, imanizados ao cativeiro da angústia, eram livres...”
  • 26. 20 de setembro de 2017 26 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 7 – ANTE O LIVRE ARBÍTRIO (Livro da Esperança) “Eis (…) os Estatutos Divinos, funcionando em nós próprios, no foro da consciência, a fim de aprendermos que a liberdade de fazer o que se quer, está condicionada à liberdade de fazer o que se deve. Estudemos os princípios da reencarnação, na lei de causa e efeito, à luz da justiça e da misericórdia de Deus, e perceberemos que mesmo encarcerados agora em constringentes obrigações, estamos intimamente livres para aceitar com respeito e humildade as determinações da vida, edificando o espírito de trabalho e compreensão naqueles que nos observam e nos rodeiam (…)”.
  • 27. 20 de setembro de 2017 27 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento Tratamento e resgate
  • 28. 20 de setembro de 2017 28 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da Esperança) “O que é nascido da carne é carne e o que é nascido do Espírito é espírito.” - Jesus. (JOÃO, 3:6)“Os laços de família não sofrem destruição alguma com a reencarnação, como o pensam certas pessoas. Ao contrário, tornam- se mais fortalecidos e apertados. O princípio oposto, sim, os destrói.” (ESE: IV, 18) “Atingindo o Plano Espiritual, depois da morte, sentimentos indefiníveis nos senhoreiam o coração. Nos recessos do espírito, rebentam mágoas e júbilos, poemas de ventura e gritos de aflição, cânticos de louvor pontilhados de fel e brados de esperanças que se calam, de súbito, no gelo do sofrimento.”
  • 29. 20 de setembro de 2017 29 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da Esperança) “Rimos e choramos, livres e presos, triunfantes e derrotados, felizes e desditosos... Bênçãos de alegria, que nos clareiam pequeninas vitórias (…) desaparecem, de pronto, no fundo tenebroso das quedas que nos marcaram a vida. Suspiramos pela ascensão sublime, sedentos de comunhão com as entidades heroicas (…) todavia, (…) Ao invés de asas, carregamos grilhões, na penosa condição de almas doentes... (…) Nas faixas do mundo somos requisitados pelas obrigações não cumpridas. Erros e deserções clamam dentro de nós, pedindo reparos justos...”
  • 30. 20 de setembro de 2017 30 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da Esperança) “Longe das esferas superiores que ainda não merecemos e distanciados das regiões positivamente inferiores em que nossas modestas aquisições evolutivas encontraram início, concede-nos, então, a Providência Divina, o refúgio do lar, entre as sombras da Terra e as rutilâncias do Céu, por instituto de tratamento, em que se nos efetive a necessária restauração. É assim que reencarnados em nova armadura física, reencontramos perseguidores e adversários, credores e cúmplices do pretérito, na forma de parentes e companheiros para o resgate de velhas contas.”
  • 31. 20 de setembro de 2017 31 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 8 – INSTITUTO DE TRATAMENTO (Livro da Esperança) “Nesse cadinho fervilhante de responsabilidades e inquietações, afetos renovados nos chamam ao reconforto, enquanto que aversões redivivas nos pedem esquecimentos... (…) por mais atormentado nos seja o ninho familiar abracemos nele a escola bendita do reajuste onde temporariamente exercemos o oficio da redenção (…) saibamos sustentar-lhe a estrutura moral, entendendo e servindo, mesmo à custa de lágrimas, porque é no lar, (…) que as leis da vida nos oferecem as ferramentas de amor e da dor para a construção e reconstrução do próprio destino entregando-nos, de berço em berço, ao carinho de Deus que verte inefável pelo colo das mães.”
  • 32. 20 de setembro de 2017 32 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento O Episódio Completo
  • 33. 20 de setembro de 2017 33 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “(…) Nicodemos, fariseu notável pelo coração bem formado e pelos dotes da inteligência”. (…) O Messias estava acompanhado apenas de dois dos seus discípulos [André e Tiago]. Após a saudação habitual (…) Nicodemos dirigiu-se-lhe respeitoso: - Mestre, bem sabemos que vindes de Deus, pois somente com a luz da assistência divina poderíeis realizar o que tendes efetuado, mostrando o sinal do céu em vossas mãos. Tenho empregado a minha existência em interpretar a lei, mas desejava receber a vossa palavra sobre os recursos de que deverei lançar mão para conhecer o Reino de Deus!”
  • 34. 20 de setembro de 2017 34 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “(…) O Mestre sorriu bondosamente e esclareceu: - Primeiro que tudo, Nicodemos, não basta que tenhas vivido a interpretar a lei. Antes de raciocinar sobre as suas disposições, deverias ter-lhe sentido os textos. Mas, em verdade devo dizer-te que ninguém conhecerá o Reino do Céu, sem nascer de novo. -Como pode um homem nascer de novo, sendo velho? - interrogou o fariseu, altamente surpreendido. - Poderá, porventura, regressar ao ventre de sua mãe?”
  • 35. 20 de setembro de 2017 35 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “(…) Messias fixou nele os olhos calmos, consciente da gravidade do assunto em foco, e acrescentou: - Em verdade, reafirmo-te ser indispensável que o homem nasça e renasça, para conhecer plenamente a luz do reino!... - Entretanto, como pode isso ser? - perguntou Nicodemos, perturbado. - És mestre em Israel e ignoras estas coisas? - inquiriu Jesus, como que surpreendido. - É natural que cada um somente testifique daquilo que saiba; porém, precisamos considerar que tu ensinas.”
  • 36. 20 de setembro de 2017 36 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “(…) Se falando eu de coisas terrenas sentes dificuldades em compreendê-las com os teus raciocínios sobre a lei, como poderás aceitar as minhas afirmativas quando eu disser das coisas celestiais? Seria loucura destinar os alimentos apropriados a um velho para o organismo frágil de uma criança. Extremamente confundido, retirou-se o fariseu …” “(…) aqueles dois discípulos continuavam presos à conversação particular que haviam entabulado. (…) Como seria possível aquele renascimento?”
  • 37. 20 de setembro de 2017 37 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “- Por que tamanha admiração, em face destas verdades? (…) O corpo é uma veste. O homem é seu dono. Toda roupagem material acaba rota, porém, o homem, que é filho de Deus, encontra sempre em seu amor os elementos necessários à mudança do vestuário. A morte do corpo é essa mudança indispensável, porque a alma caminhará sempre, através de outras experiências, até que consiga a imprescindível provisão de luz para a estrada definitiva no Reino de Deus, com toda a perfeição conquistada ao longo dos rudes caminhos.”
  • 38. 20 de setembro de 2017 38 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “André (…) perguntou: - Mestre, (…) por que não somos todos iguais no mundo? Vejo belos jovens, junto de aleijados e paralíticos... - Acaso não tenho ensinado - disse Jesus - que tem de chorar todo aquele que se transforma em instrumento de escândalo? Cada alma conduz consigo mesma o inferno ou o céu que edificou no âmago da consciência. Seria justo conceder-se uma segunda veste mais perfeita e mais bela ao espírito rebelde que estragou a primeira? Que diríamos da sabedoria de Nosso Pai, se facultasse as possibilidades mais preciosas aos que as utilizaram na véspera para o roubo, o assassínio, a destruição?”
  • 39. 20 de setembro de 2017 39 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “Os que abusaram da túnica da riqueza vestirão depois as dos fâmulos e escravos mais humildes, como as mãos que feriram podem vir a ser cortadas. - Senhor, compreendo agora o mecanismo do resgate - murmurou Tiago, (…) - Mas, observo que, desse modo, o mundo precisará sempre do clima do escândalo e do sofrimento, desde que o devedor, para saldar seu débito, não poderá fazê-lo sem que outro lhe tome o lugar com a mesma dívida.”
  • 40. 20 de setembro de 2017 40 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “O Mestre (…) esclareceu os discípulos, perguntando: - Dentro da lei de Moisés, como se verifica o processo da redenção? Tiago meditou um instante e respondeu: - Também na lei está escrito que o homem pagará 'olho por olho, dente por dente". - Também tu, Tiago, estás procedendo como Nicodemos (…) tens raciocinado, mas não tens sentido. Ainda não ponderaste, talvez, que o primeiro mandamento da lei é uma determinação de amor. Acima (…) está o "amar a Deus sobre todas as coisas, de todo o coração e de todo o entendimento". Como poderá alguém amar o Pai, aborrecendo-lhe a obra?”
  • 41. 20 de setembro de 2017 41 Jesus e NicodemosJesus e Nicodemos O Novo NascimentoO Novo Nascimento 14 - A LIÇÃO A NICODEMOS (Boa Nova) “Se nos prendemos à lei de talião, somos obrigados a reconhecer que onde existe um assassino haverá, mais tarde, um homem que necessita ser assassinado; com a lei do amor, porém, compreendemos que o verdugo e a vítima são dois irmãos, filhos de um mesmo Pai. Basta que ambos sintam isso para que a fraternidade divina afaste os fantasmas do escândalo e do sofrimento. (…) a lição a Nicodemos estava dada. A lei da reencarnação estava proclamada para sempre, no Evangelho do Reino.”
  • 42. “…“… com a lei do amor, porém, compreendemos que o verdugo e acom a lei do amor, porém, compreendemos que o verdugo e a vítima são dois irmãos, filhos de um mesmo Pai.”vítima são dois irmãos, filhos de um mesmo Pai.” Boa Nova: 14Boa Nova: 14 20 de setembro de 2017 Ponte de Luz – ASSOCIAÇÃO SOCIOCULTURAL ESPÍRITA DE CASCAIS Bibliografia: Evangelho de João, III; 3-7; Fonte Viva (56); Livro da Esperança (6, 7, 8); Justiça Divina (33); Caminho, Verdade e Vida (110); Palavras de Vida Eterna (177); Lampadário espírita (9); Boa Nova (14); e Primícias do Reino (4).