SlideShare uma empresa Scribd logo
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO TORRÃO, ALCÁCER DO SAL
                                                 Escola Básica Bernardim Ribeiro, Alcácer do Sal
                                                                      3º CICLO
                                                  Unidade 8. Circunferência e polígonos. Isometrias.

                                                          Ficha de trabalho nº4: O moinho.



NOME:

_____________________________________________________________________________________________________________________
Nº :________                                         9º Ano Turma: _________                  DATA: ________________________




                "A Matemática é como um moinho que mói admiravelmente o que se lhe dá para moer
                                       mas não devolve outra coisa senão o que se lhe deu."
                                                                                                     Faraday




               Professora Filipa Guerreiro                                                          Página 1 de 5
A    utilização do          software   Geogebra permite-nos, usando   todas    as    suas
potencialidades, criar e explorar figuras geométricas de forma dinâmica através da
construção de pontos, rectas, ângulos, polígonos, círculos e outros objectos, conjugando o
trabalho geométrico, algébrico e de cálculo em simultâneo.
         Desta forma, é uma ferramenta bastante útil na formulação de conjecturas,
respectivas provas e estabelecimento de relações que de outra forma seriam dificilmente
atingíveis. Além das suas potencialidades, a sua simplicidade de utilização, a apresentação
dos comandos em português e a fácil e gratuita aquisição através de um download fazem
deste software um bom instrumento de trabalho no ensino e aprendizagem da Matemática.
         Iremos então, de seguida, tirar partido das inúmeras potencialidades deste
programa e chegar a conclusões muito importantes.




         A ficha de trabalho é constituída por uma actividade
que lhe permitirá aprofundar os seus conhecimentos
relativamente a isometrias que estão incluídas na unidade
temática “Circunferência e polígonos. Isometrias.” do 9º ano
de    escolaridade.           Tais    conteúdos   tornar-se-ão mais
evidentes aquando da utilização do software Geogebra ou
outro do mesmo tipo.




Professora Filipa Guerreiro                                                            Página 2 de 5
Instruções gerais



No menu Exibir, esconda os “Eixos coordenados”, a “Zona algébrica” e “Barra de
comandos”.



No menu Opções, coloque a opção “Rotular” em “Apenas pontos novos”.

Em cada uma das ferramentas da barra de ferramentas existe uma pequena seta
que permite visualizar todas as opções dessa categoria de ferramentas.



Sempre que seleccionar uma ferramenta aparece à direita da barra de ferramentas
a forma de a aplicar.



Para apagar um objecto “indesejado”, basta clicar sobre ele com o botão direito do
rato e seleccionar “Apagar”.



No canto superior direito encontram-se duas setas que permitem desfazer os
passos realizados anteriormente.



Após         a realização de cada uma das actividades poderá observar os passos

realizados através da selecção “Protocolo de construção” do menu Exibir.



Após a realização de cada uma das actividades grave-a com um nome alusivo à
mesma.



Leia atentamente cada instrução até ao fim.

Professora Filipa Guerreiro                                                Página 3 de 5
 Escolha a ferramenta “Selector” (penúltima coluna das ferramentas). Clique uma vez
na “Janela Gráfica” de modo a determinar a posição do selector. Defina como valor
mínimo para o selector uma unidade.



    Escolha a ferramenta “Circunferência dados o centro e o raio” (6ª coluna das

ferramentas). Clique uma vez na “Janela Gráfica” de modo a criar o ponto A, centro da
circunferência, e defina como raio o selector escrevendo a na célula correspondente.



 Escolha a ferramenta “Novo ponto” (2ª coluna das ferramentas) e marque um ponto
qualquer sobre a circunferência. Defina esse ponto como ponto B.



 Construa a imagem do ponto que marcou sobre a circunferência numa rotação de 30˚
de centro coincidente com o centro da circunferência. Para tal, seleccione o comando
“Rodar em torno de um ponto com uma amplitude” (9ª coluna das ferramentas) e
escolha, em primeiro lugar, o ponto sobre a circunferência (ponto B), em segundo lugar
o centro da circunferência (ponto A) e, por fim, na janela que surgiu defina um ângulo de
30˚ no sentido anti-horário.



    Seleccione o comando “Polígono” (5ª coluna das ferramentas) e construa um

triângulo cujos vértices sejam os dois pontos sobre a circunferência e o centro da
circunferência.



    Construa a imagem do triângulo numa rotação de 60˚ de centro no centro da

circunferência. Para tal, seleccione o comando “Rodar em torno de um ponto com uma
amplitude” (9ª coluna das ferramentas) e escolha, em primeiro lugar, o triângulo, em
segundo lugar o centro da circunferência (ponto A) e, por fim, na janela que surgiu
defina um ângulo de 60˚ no sentido anti-horário.



    Repita o passo anterior mas defina agora um ângulo de amplitude de 120˚.




Professora Filipa Guerreiro                                                     Página 4 de 5
    Pinte cada triângulo de sua cor.



   Construa a imagem destes três triângulos através de uma simetria central de centro

no centro da circunferência (ponto A). Para tal, seleccione o comando “Reflexão em
torno de um ponto” (9ª coluna das ferramentas) e escolha, em primeiro lugar, um
triângulo e em segundo lugar o centro da circunferência (ponto A). Repita o
procedimento para os outros dois triângulos.



 Para ver o seu moinho em movimento, arraste o primeiro ponto construído sobre
a circunferência, ou seja, o ponto B, à volta do seu centro.



      Trace uma recta ao lado do moinho. Para tal, comece por marcar dois pontos ao

lado do moinho (2ª coluna das ferramentas) e seleccionando o comando “Recta definida
por dois pontos” (3ª coluna das ferramentas) defina a recta.



      Construa a imagem do moinho através de uma simetria axial cujo eixo é a recta

anteriormente definida. Deste modo, utilize o comando “Reflexão numa recta” (9ª coluna
das ferramentas) e seleccione o seu moinho e de seguida o eixo de simetria.



       Esconda as duas circunferências recorrendo ao comando “Exibir/Esconder

objectos” (última coluna das ferramentas).



      Para ver os seus moinhos em movimento, arraste novamente o primeiro ponto

(ponto B) construído sobre a circunferência inicial.


ATENÇÃO: Ao longo de toda a actividade deverá esconder todos os “Rótulos”, com
excepção do ponto A e do ponto B.




Professora Filipa Guerreiro                                                   Página 5 de 5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Onde encontramos o círculo
Onde encontramos o círculoOnde encontramos o círculo
Onde encontramos o círculo
Andresa Brunhera
 
Onde enco..
Onde enco..Onde enco..
Onde enco..
Andresa Brunhera
 
INTRODUÇÃO AO SURFER 9
INTRODUÇÃO AO SURFER 9INTRODUÇÃO AO SURFER 9
INTRODUÇÃO AO SURFER 9
Ricardo Almeida
 
Corel7
Corel7Corel7
Solid works esboço 2d
Solid works esboço 2dSolid works esboço 2d
Solid works esboço 2d
Agnaldo Jardel Trennepohl
 
Ftool Para Iniciantes
Ftool Para IniciantesFtool Para Iniciantes
Ftool Para Iniciantes
guestd69150e
 
Solid works moldes
Solid works moldesSolid works moldes
Solid works moldes
Agnaldo Jardel Trennepohl
 
Manual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em Wireframe
Manual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em WireframeManual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em Wireframe
Manual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em Wireframe
alexandre ribeiro
 
Aulas
AulasAulas
Apostila cad
Apostila cadApostila cad
Apostila cad
Eduardo Vieira
 
Apostila cad muito boa
Apostila cad muito boaApostila cad muito boa
Apostila cad muito boa
Luciana Costa
 
Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...
Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...
Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...
alexandre ribeiro
 
Manual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadas
Manual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadasManual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadas
Manual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadas
alexandre ribeiro
 
Solid works superfícies
Solid works superfíciesSolid works superfícies
Solid works superfícies
Agnaldo Jardel Trennepohl
 

Mais procurados (14)

Onde encontramos o círculo
Onde encontramos o círculoOnde encontramos o círculo
Onde encontramos o círculo
 
Onde enco..
Onde enco..Onde enco..
Onde enco..
 
INTRODUÇÃO AO SURFER 9
INTRODUÇÃO AO SURFER 9INTRODUÇÃO AO SURFER 9
INTRODUÇÃO AO SURFER 9
 
Corel7
Corel7Corel7
Corel7
 
Solid works esboço 2d
Solid works esboço 2dSolid works esboço 2d
Solid works esboço 2d
 
Ftool Para Iniciantes
Ftool Para IniciantesFtool Para Iniciantes
Ftool Para Iniciantes
 
Solid works moldes
Solid works moldesSolid works moldes
Solid works moldes
 
Manual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em Wireframe
Manual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em WireframeManual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em Wireframe
Manual de Autocad 14 avançado - aula 13 - Modelar objectos em Wireframe
 
Aulas
AulasAulas
Aulas
 
Apostila cad
Apostila cadApostila cad
Apostila cad
 
Apostila cad muito boa
Apostila cad muito boaApostila cad muito boa
Apostila cad muito boa
 
Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...
Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...
Manual de Autocad 14 avançado - aula 12 - As diversas formas de modelar objec...
 
Manual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadas
Manual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadasManual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadas
Manual de Autocad 14 avançado - aula 11 - Trabalhar com sistemas de coordenadas
 
Solid works superfícies
Solid works superfíciesSolid works superfícies
Solid works superfícies
 

Semelhante a Construção de um moinho

Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo
Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo
Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo
Filipa Guerreiro
 
Ângulo inscrito e ângulo ao centro correspondente
Ângulo inscrito e ângulo ao centro correspondenteÂngulo inscrito e ângulo ao centro correspondente
Ângulo inscrito e ângulo ao centro correspondente
Filipa Guerreiro
 
Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...
Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...
Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...
Filipa Guerreiro
 
Passos para o geogebra
Passos para o geogebraPassos para o geogebra
Passos para o geogebra
Franbfk
 
Apostila 1 geogebra
Apostila 1 geogebraApostila 1 geogebra
Apostila 1 geogebra
Franbfk
 
Geogebra
GeogebraGeogebra
Roteiro de atividade no programa geogebra
Roteiro de atividade no programa geogebraRoteiro de atividade no programa geogebra
Roteiro de atividade no programa geogebra
luisresponde
 
A construção do conceito de potência com a geometria fractal
A construção do conceito de potência com a geometria fractalA construção do conceito de potência com a geometria fractal
A construção do conceito de potência com a geometria fractal
Alessandra Muniz da Silva
 
Introduçãogeometriaespacialexecuçao
IntroduçãogeometriaespacialexecuçaoIntroduçãogeometriaespacialexecuçao
Introduçãogeometriaespacialexecuçao
Alexandre Mazzei
 
Seqûencia de atividades -Informática Educativa II
Seqûencia de atividades -Informática Educativa IISeqûencia de atividades -Informática Educativa II
Seqûencia de atividades -Informática Educativa II
Jucileide Lucas
 
Apostila de-ftool-pet-civi-lc3advia
Apostila de-ftool-pet-civi-lc3adviaApostila de-ftool-pet-civi-lc3advia
Apostila de-ftool-pet-civi-lc3advia
MaurcioMSeijas
 
UJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdf
UJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdfUJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdf
UJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdf
Ana Silva
 
Passo a passo para utilização do software régua
Passo a passo para utilização do software réguaPasso a passo para utilização do software régua
Passo a passo para utilização do software régua
Ana Patricia Manffrenatti
 
Passo a passo para régua e compasso
Passo a passo para  régua e compassoPasso a passo para  régua e compasso
Passo a passo para régua e compasso
Ana Patricia Manffrenatti
 
Curso de informática educativa
Curso de informática educativaCurso de informática educativa
Curso de informática educativa
elianebini
 
Geogebra Prcurso Inicial
Geogebra Prcurso InicialGeogebra Prcurso Inicial
Geogebra Prcurso Inicial
guest74db4fd
 
Projeto Informática Educativa
Projeto Informática EducativaProjeto Informática Educativa
Projeto Informática Educativa
Stg Shuba
 
Tarefa da semana 4 bartor
Tarefa da semana 4   bartorTarefa da semana 4   bartor
Tarefa da semana 4 bartor
bartor
 
Modelagem 3 d com blender
Modelagem 3 d com blenderModelagem 3 d com blender
Modelagem 3 d com blender
Fabio Venancio
 
Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.
Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.
Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.
Juliana Cristina
 

Semelhante a Construção de um moinho (20)

Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo
Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo
Ficha de Trabalho: Ângulos inscritos no mesmo
 
Ângulo inscrito e ângulo ao centro correspondente
Ângulo inscrito e ângulo ao centro correspondenteÂngulo inscrito e ângulo ao centro correspondente
Ângulo inscrito e ângulo ao centro correspondente
 
Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...
Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...
Ficha de Trabalho: Ângulo inscrito num arco de circunferência e ângulo ao cen...
 
Passos para o geogebra
Passos para o geogebraPassos para o geogebra
Passos para o geogebra
 
Apostila 1 geogebra
Apostila 1 geogebraApostila 1 geogebra
Apostila 1 geogebra
 
Geogebra
GeogebraGeogebra
Geogebra
 
Roteiro de atividade no programa geogebra
Roteiro de atividade no programa geogebraRoteiro de atividade no programa geogebra
Roteiro de atividade no programa geogebra
 
A construção do conceito de potência com a geometria fractal
A construção do conceito de potência com a geometria fractalA construção do conceito de potência com a geometria fractal
A construção do conceito de potência com a geometria fractal
 
Introduçãogeometriaespacialexecuçao
IntroduçãogeometriaespacialexecuçaoIntroduçãogeometriaespacialexecuçao
Introduçãogeometriaespacialexecuçao
 
Seqûencia de atividades -Informática Educativa II
Seqûencia de atividades -Informática Educativa IISeqûencia de atividades -Informática Educativa II
Seqûencia de atividades -Informática Educativa II
 
Apostila de-ftool-pet-civi-lc3advia
Apostila de-ftool-pet-civi-lc3adviaApostila de-ftool-pet-civi-lc3advia
Apostila de-ftool-pet-civi-lc3advia
 
UJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdf
UJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdfUJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdf
UJuniorPorto_manual_sketchup_2014.pdf
 
Passo a passo para utilização do software régua
Passo a passo para utilização do software réguaPasso a passo para utilização do software régua
Passo a passo para utilização do software régua
 
Passo a passo para régua e compasso
Passo a passo para  régua e compassoPasso a passo para  régua e compasso
Passo a passo para régua e compasso
 
Curso de informática educativa
Curso de informática educativaCurso de informática educativa
Curso de informática educativa
 
Geogebra Prcurso Inicial
Geogebra Prcurso InicialGeogebra Prcurso Inicial
Geogebra Prcurso Inicial
 
Projeto Informática Educativa
Projeto Informática EducativaProjeto Informática Educativa
Projeto Informática Educativa
 
Tarefa da semana 4 bartor
Tarefa da semana 4   bartorTarefa da semana 4   bartor
Tarefa da semana 4 bartor
 
Modelagem 3 d com blender
Modelagem 3 d com blenderModelagem 3 d com blender
Modelagem 3 d com blender
 
Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.
Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.
Plano de execução, juliana cristina gomes, razões trigonométricas.
 

Mais de Filipa Guerreiro

Tratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informaçãoTratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informação
Filipa Guerreiro
 
Tratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informaçãoTratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informação
Filipa Guerreiro
 
Questionário Hábitos de Higiene
Questionário Hábitos de HigieneQuestionário Hábitos de Higiene
Questionário Hábitos de Higiene
Filipa Guerreiro
 
Regras do uso do dicionário
Regras do uso do dicionárioRegras do uso do dicionário
Regras do uso do dicionário
Filipa Guerreiro
 
Equações.2 grau.exames.testes.intermédios
Equações.2 grau.exames.testes.intermédiosEquações.2 grau.exames.testes.intermédios
Equações.2 grau.exames.testes.intermédios
Filipa Guerreiro
 
Simetrias e Rotações - Síntese
Simetrias e Rotações - SínteseSimetrias e Rotações - Síntese
Simetrias e Rotações - Síntese
Filipa Guerreiro
 
Relatório Escrito
Relatório EscritoRelatório Escrito
Relatório Escrito
Filipa Guerreiro
 
Simetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - ConsolidaçãoSimetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - Consolidação
Filipa Guerreiro
 
Simetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - ConsolidaçãoSimetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - Consolidação
Filipa Guerreiro
 
Exercícos de Consolidação
Exercícos de ConsolidaçãoExercícos de Consolidação
Exercícos de Consolidação
Filipa Guerreiro
 
Exercicio1
Exercicio1Exercicio1
Exercicio1
Filipa Guerreiro
 
Exercicio1
Exercicio1Exercicio1
Exercicio1
Filipa Guerreiro
 
Ângulos internos e ângulos externos de um polígono
Ângulos internos e ângulos externos de um polígonoÂngulos internos e ângulos externos de um polígono
Ângulos internos e ângulos externos de um polígono
Filipa Guerreiro
 
Ficha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelas
Ficha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelasFicha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelas
Ficha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelas
Filipa Guerreiro
 
Números.reais.introdução
Números.reais.introduçãoNúmeros.reais.introdução
Números.reais.introdução
Filipa Guerreiro
 
Intervalos.números.reais
Intervalos.números.reaisIntervalos.números.reais
Intervalos.números.reais
Filipa Guerreiro
 

Mais de Filipa Guerreiro (16)

Tratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informaçãoTratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informação
 
Tratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informaçãoTratamento e organização da informação
Tratamento e organização da informação
 
Questionário Hábitos de Higiene
Questionário Hábitos de HigieneQuestionário Hábitos de Higiene
Questionário Hábitos de Higiene
 
Regras do uso do dicionário
Regras do uso do dicionárioRegras do uso do dicionário
Regras do uso do dicionário
 
Equações.2 grau.exames.testes.intermédios
Equações.2 grau.exames.testes.intermédiosEquações.2 grau.exames.testes.intermédios
Equações.2 grau.exames.testes.intermédios
 
Simetrias e Rotações - Síntese
Simetrias e Rotações - SínteseSimetrias e Rotações - Síntese
Simetrias e Rotações - Síntese
 
Relatório Escrito
Relatório EscritoRelatório Escrito
Relatório Escrito
 
Simetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - ConsolidaçãoSimetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - Consolidação
 
Simetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - ConsolidaçãoSimetrias e Rotações - Consolidação
Simetrias e Rotações - Consolidação
 
Exercícos de Consolidação
Exercícos de ConsolidaçãoExercícos de Consolidação
Exercícos de Consolidação
 
Exercicio1
Exercicio1Exercicio1
Exercicio1
 
Exercicio1
Exercicio1Exercicio1
Exercicio1
 
Ângulos internos e ângulos externos de um polígono
Ângulos internos e ângulos externos de um polígonoÂngulos internos e ângulos externos de um polígono
Ângulos internos e ângulos externos de um polígono
 
Ficha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelas
Ficha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelasFicha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelas
Ficha de Trabalho: Cordas e arcos compreendidos entre rectas paralelas
 
Números.reais.introdução
Números.reais.introduçãoNúmeros.reais.introdução
Números.reais.introdução
 
Intervalos.números.reais
Intervalos.números.reaisIntervalos.números.reais
Intervalos.números.reais
 

Construção de um moinho

  • 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO TORRÃO, ALCÁCER DO SAL Escola Básica Bernardim Ribeiro, Alcácer do Sal 3º CICLO Unidade 8. Circunferência e polígonos. Isometrias. Ficha de trabalho nº4: O moinho. NOME: _____________________________________________________________________________________________________________________ Nº :________ 9º Ano Turma: _________ DATA: ________________________ "A Matemática é como um moinho que mói admiravelmente o que se lhe dá para moer mas não devolve outra coisa senão o que se lhe deu." Faraday Professora Filipa Guerreiro Página 1 de 5
  • 2. A utilização do software Geogebra permite-nos, usando todas as suas potencialidades, criar e explorar figuras geométricas de forma dinâmica através da construção de pontos, rectas, ângulos, polígonos, círculos e outros objectos, conjugando o trabalho geométrico, algébrico e de cálculo em simultâneo. Desta forma, é uma ferramenta bastante útil na formulação de conjecturas, respectivas provas e estabelecimento de relações que de outra forma seriam dificilmente atingíveis. Além das suas potencialidades, a sua simplicidade de utilização, a apresentação dos comandos em português e a fácil e gratuita aquisição através de um download fazem deste software um bom instrumento de trabalho no ensino e aprendizagem da Matemática. Iremos então, de seguida, tirar partido das inúmeras potencialidades deste programa e chegar a conclusões muito importantes. A ficha de trabalho é constituída por uma actividade que lhe permitirá aprofundar os seus conhecimentos relativamente a isometrias que estão incluídas na unidade temática “Circunferência e polígonos. Isometrias.” do 9º ano de escolaridade. Tais conteúdos tornar-se-ão mais evidentes aquando da utilização do software Geogebra ou outro do mesmo tipo. Professora Filipa Guerreiro Página 2 de 5
  • 3. Instruções gerais No menu Exibir, esconda os “Eixos coordenados”, a “Zona algébrica” e “Barra de comandos”. No menu Opções, coloque a opção “Rotular” em “Apenas pontos novos”. Em cada uma das ferramentas da barra de ferramentas existe uma pequena seta que permite visualizar todas as opções dessa categoria de ferramentas. Sempre que seleccionar uma ferramenta aparece à direita da barra de ferramentas a forma de a aplicar. Para apagar um objecto “indesejado”, basta clicar sobre ele com o botão direito do rato e seleccionar “Apagar”. No canto superior direito encontram-se duas setas que permitem desfazer os passos realizados anteriormente. Após a realização de cada uma das actividades poderá observar os passos realizados através da selecção “Protocolo de construção” do menu Exibir. Após a realização de cada uma das actividades grave-a com um nome alusivo à mesma. Leia atentamente cada instrução até ao fim. Professora Filipa Guerreiro Página 3 de 5
  • 4.  Escolha a ferramenta “Selector” (penúltima coluna das ferramentas). Clique uma vez na “Janela Gráfica” de modo a determinar a posição do selector. Defina como valor mínimo para o selector uma unidade.  Escolha a ferramenta “Circunferência dados o centro e o raio” (6ª coluna das ferramentas). Clique uma vez na “Janela Gráfica” de modo a criar o ponto A, centro da circunferência, e defina como raio o selector escrevendo a na célula correspondente.  Escolha a ferramenta “Novo ponto” (2ª coluna das ferramentas) e marque um ponto qualquer sobre a circunferência. Defina esse ponto como ponto B.  Construa a imagem do ponto que marcou sobre a circunferência numa rotação de 30˚ de centro coincidente com o centro da circunferência. Para tal, seleccione o comando “Rodar em torno de um ponto com uma amplitude” (9ª coluna das ferramentas) e escolha, em primeiro lugar, o ponto sobre a circunferência (ponto B), em segundo lugar o centro da circunferência (ponto A) e, por fim, na janela que surgiu defina um ângulo de 30˚ no sentido anti-horário.  Seleccione o comando “Polígono” (5ª coluna das ferramentas) e construa um triângulo cujos vértices sejam os dois pontos sobre a circunferência e o centro da circunferência.  Construa a imagem do triângulo numa rotação de 60˚ de centro no centro da circunferência. Para tal, seleccione o comando “Rodar em torno de um ponto com uma amplitude” (9ª coluna das ferramentas) e escolha, em primeiro lugar, o triângulo, em segundo lugar o centro da circunferência (ponto A) e, por fim, na janela que surgiu defina um ângulo de 60˚ no sentido anti-horário.  Repita o passo anterior mas defina agora um ângulo de amplitude de 120˚. Professora Filipa Guerreiro Página 4 de 5
  • 5. Pinte cada triângulo de sua cor.  Construa a imagem destes três triângulos através de uma simetria central de centro no centro da circunferência (ponto A). Para tal, seleccione o comando “Reflexão em torno de um ponto” (9ª coluna das ferramentas) e escolha, em primeiro lugar, um triângulo e em segundo lugar o centro da circunferência (ponto A). Repita o procedimento para os outros dois triângulos.  Para ver o seu moinho em movimento, arraste o primeiro ponto construído sobre a circunferência, ou seja, o ponto B, à volta do seu centro.  Trace uma recta ao lado do moinho. Para tal, comece por marcar dois pontos ao lado do moinho (2ª coluna das ferramentas) e seleccionando o comando “Recta definida por dois pontos” (3ª coluna das ferramentas) defina a recta.  Construa a imagem do moinho através de uma simetria axial cujo eixo é a recta anteriormente definida. Deste modo, utilize o comando “Reflexão numa recta” (9ª coluna das ferramentas) e seleccione o seu moinho e de seguida o eixo de simetria.  Esconda as duas circunferências recorrendo ao comando “Exibir/Esconder objectos” (última coluna das ferramentas).  Para ver os seus moinhos em movimento, arraste novamente o primeiro ponto (ponto B) construído sobre a circunferência inicial. ATENÇÃO: Ao longo de toda a actividade deverá esconder todos os “Rótulos”, com excepção do ponto A e do ponto B. Professora Filipa Guerreiro Página 5 de 5