SlideShare uma empresa Scribd logo
PACTO PELA SAÚDE 2006
                                Consolidação do SUS


           O Sistema Único de Saúde - SUS é uma política pública que acaba de completar
uma década e meia de existência. Nesses poucos anos, foi construído no Brasil, um sólido
sistema de saúde que presta bons serviços à população brasileira.

            O SUS tem uma rede de mais de 63 mil unidades ambulatoriais e de cerca de 6
mil unidades hospitalares, com mais de 440 mil leitos. Sua produção anual é
aproximadamente de 12 milhões de internações hospitalares; 1 bilhão de procedimentos de
atenção primária à saúde; 150 milhões de consultas médicas; 2 milhões de partos; 300
milhões de exames laboratoriais; 132 milhões de atendimentos de alta complexidade e 14
mil transplantes de órgãos. Além de ser o segundo país do mundo em número de
transplantes, é reconhecido internacionalmente pelo seu progresso no atendimento universal
às Doenças Sexualmente Transmissíveis/AIDS, na implementação do Programa Nacional
de Imunização e no atendimento relativo à Atenção Básica. É avaliado positivamente pelos
que o utilizam rotineiramente e está presente em todo território nacional.

            Ao longo de sua história houve muitos avanços e também desafios permanentes
a superar. Isso tem exigido, dos gestores do SUS, um movimento constante de mudanças,
pela via das reformas incrementais. Contudo, esse modelo parece ter se esgotado, de um
lado, pela dificuldade de imporem-se normas gerais a um país tão grande e desigual; de
outro, pela sua fixação em conteúdos normativos de caráter técnico-processual, tratados, em
geral, com detalhamento excessivo e enorme complexidade.

           Na perspectiva de superar as dificuldades apontadas, os gestores do SUS
assumem o compromisso público da construção do PACTO PELA SAÚDE 2006, que será
anualmente revisado, com base nos princípios constitucionais do SUS, ênfase nas
necessidades de saúde da população e que implicará o exercício simultâneo de definição de
prioridades articuladas e integradas nos três componentes: Pacto pela Vida, Pacto em
Defesa do SUS e Pacto de Gestão do SUS.

           Estas prioridades são expressas em objetivos e metas no Termo de
Compromisso de Gestão e estão detalhadas no documento Diretrizes Operacionais do Pacto
pela Saúde 2006


           I   O PACTO PELA VIDA:

          O Pacto pela Vida está constituído por um conjunto de compromissos sanitários,
expressos em objetivos de processos e resultados e derivados da análise da situação de
saúde do País e das prioridades definidas pelos governos federal, estaduais e municipais.

           Significa uma ação prioritária no campo da saúde que deverá ser executada com
foco em resultados e com a explicitação inequívoca dos compromissos orçamentários e
financeiros para o alcance desses resultados.
As prioridades do PACTO PELA VIDA e seus objetivos para 2006 são:
            A. SAÚDE DO IDOSO:
            Implantar a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, buscando a atenção
integral.

            B. CÂNCER DE COLO DE ÚTERO E DE MAMA:
            Contribuir para a redução da mortalidade por câncer de colo do útero e de
mama.

          C. MORTALIDADE INFANTIL E MATERNA:
Reduzir a mortalidade materna, infantil neonatal, infantil por doença diarréica e por
pneumonias.

          D. DOENÇAS EMERGENTES E ENDEMIAS, COM ÊNFASE NA
DENGUE, HANSENÍASE, TUBERCULOSE, MALÁRIA E INFLUENZA
          Fortalecer a capacidade de resposta do sistema de saúde às doenças emergentes
e endemias.

           E. PROMOÇÃO DA SAÚDE:
           Elaborar e implantar a Política Nacional de Promoção da Saúde, com ênfase na
adoção de hábitos saudáveis por parte da população brasileira, de forma a internalizar a
responsabilidade individual da prática de atividade física regula,r alimentação saudável e
combate ao tabagismo.

           F. ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE
           Consolidar e qualificar a estratégia da Saúde da Família como modelo de
atenção básica à saúde e como centro ordenador das redes de atenção à saúde do SUS.


            II   O PACTO EM DEFESA DO SUS:

O Pacto em Defesa do SUS envolve ações concretas e articuladas pelas três instâncias
federativas no sentido de reforçar o SUS como política de Estado mais do que política de
governos; e de defender, vigorosamente, os princípios basilares dessa política pública,
inscritos na Constituição Federal.

             A concretização desse Pacto passa por um movimento de repolitização da saúde,
com uma clara estratégia de mobilização social envolvendo o conjunto da sociedade
brasileira, extrapolando os limites do setor e vinculada ao processo de instituição da saúde
como direito de cidadania, tendo o financiamento público da saúde como um dos pontos
centrais.

        As prioridades do Pacto em Defesa do SUS são:
        A. IMPLEMENTAR UM PROJETO PERMANENTE DE MOBILIZAÇÃO
SOCIAL COM A FINALIDADE DE:
Mostrar a saúde como direito de cidadania e o SUS como sistema público
universal garantidor desses direitos;
           Alcançar, no curto prazo, a regulamentação da Emenda Constitucional nº 29,
pelo Congresso Nacional;
           Garantir, no longo prazo, o incremento dos recursos orçamentários e financeiros
para a saúde.
           Aprovar o orçamento do SUS, composto pelos orçamentos das três esferas de
gestão, explicitando o compromisso de cada uma delas.

       B. ELABORAR E DIVULGAR A CARTA DOS DIREITOS DOS
USUÁRIOS DO SUS


           III   O PACTO DE GESTÃO DO SUS

           O Pacto de Gestão estabelece as responsabilidades claras de cada ente federado
de forma a diminuir as competências concorrentes e a tornar mais claro quem deve fazer o
quê, contribuindo, assim, para o fortalecimento da gestão compartilhada e solidária do SUS.

            Esse Pacto parte de uma constatação indiscutível: o Brasil é um país continental
e com muitas diferenças e iniqüidades regionais. Mais do que definir diretrizes nacionais é
necessário avançar na regionalização e descentralização do SUS, a partir de uma unidade de
princípios e uma diversidade operativa que respeite as singularidades regionais.

            Esse Pacto radicaliza a descentralização de atribuições do Ministério da Saúde
para os estados e para os municípios, promovendo um choque de descentralização,
acompanhado da desburocratização dos processos normativos. Reforça a territorialização
da saúde como base para organização dos sistemas, estruturando as regiões sanitárias e
instituindo colegiados de gestão regional.

           Reitera a importância da participação e do controle social com o compromisso
de apoio à sua qualificação.

Explicita as diretrizes para o sistema de financiamento público tripartite: busca critérios de
alocação eqüitativa dos recursos; reforça os mecanismos de transferência fundo a fundo
entre gestores; integra em grandes blocos o financiamento federal e estabelece relações
contratuais entre os entes federativos.

          As prioridades do Pacto de Gestão são:
          A. DEFINIR DE FORMA INEQUÍVOCA A RESPONSABILIDADE
SANITÁRIA DE CADA INSTÂNCIA GESTORA DO SUS: federal, estadual e municipal,
superando o atual processo de habilitação.

           B. ESTABELECER AS DIRETRIZES PARA A GESTÃO DO SUS, com
ênfase na Descentralização; Regionalização; Financiamento; Programação Pactuada e
Integrada; Regulação; Participação e Controle Social; Planejamento; Gestão do Trabalho e
Educação na Saúde.
Este PACTO PELA SAÚDE 2006 aprovado pelos gestores do SUS na reunião
da Comissão Intergestores Tripartite do dia 26 de janeiro de 2006, é abaixo assinado pelo
Ministro da Saúde, o Presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
e o Presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde - CONASEMS e
será operacionalizado por meio do documento de Diretrizes Operacionais do Pacto pela
Saúde 2006.




   SARAIVA FELIPE                MARCUS PESTANA                SÍLVIO FERNANDES
Ministro de Estado da Saúde     Presidente do CONASS         Presidente do CONASEMS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso completo do sus 10
Curso completo do sus 10Curso completo do sus 10
Curso completo do sus 10
Sebástian Freire
 
A GESTÃO DO SUS
A GESTÃO DO SUSA GESTÃO DO SUS
Resumo lei 8142
Resumo lei 8142Resumo lei 8142
Resumo lei 8142
Taís Flores
 
Pacto pela saude
Pacto pela saudePacto pela saude
Pacto pela saude
karensuelen
 
Noas
NoasNoas
Noas
Luanapqt
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Karla Toledo
 
SUS
SUSSUS
Apresentação questoes 7508
Apresentação questoes 7508Apresentação questoes 7508
Apresentação questoes 7508
Socorro Siqueira
 
Sus de a a z
Sus de a a zSus de a a z
Ouvidoria Ativa do SUS
Ouvidoria Ativa do SUSOuvidoria Ativa do SUS
Ouvidoria Ativa do SUS
Ouvidoria Geral do Estado da Bahia
 
Curso completo do sus 6
Curso completo do sus 6Curso completo do sus 6
Curso completo do sus 6
Sebástian Freire
 
Curso completo do sus 9
Curso completo do sus 9Curso completo do sus 9
Curso completo do sus 9
Sebástian Freire
 
Decreto
DecretoDecreto
Apres. carlão
Apres. carlãoApres. carlão
Apres. carlão
Alinebrauna Brauna
 
NOBS 01/96 e NOAS 01/01
NOBS 01/96 e NOAS 01/01NOBS 01/96 e NOAS 01/01
NOBS 01/96 e NOAS 01/01
Amanda Amate
 
Sus Aula2
Sus Aula2Sus Aula2
Sus Aula2
Tania Fonseca
 
01 noas e inovacoes
01 noas e inovacoes01 noas e inovacoes
01 noas e inovacoes
ivone guedes borges
 
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoPrincipais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Flavio Salomao-Miranda
 
Curso completo do sus 8
Curso completo do sus 8Curso completo do sus 8
Curso completo do sus 8
Sebástian Freire
 
Leis do sus na integra
Leis do sus na integraLeis do sus na integra
Leis do sus na integra
Luanapqt
 

Mais procurados (20)

Curso completo do sus 10
Curso completo do sus 10Curso completo do sus 10
Curso completo do sus 10
 
A GESTÃO DO SUS
A GESTÃO DO SUSA GESTÃO DO SUS
A GESTÃO DO SUS
 
Resumo lei 8142
Resumo lei 8142Resumo lei 8142
Resumo lei 8142
 
Pacto pela saude
Pacto pela saudePacto pela saude
Pacto pela saude
 
Noas
NoasNoas
Noas
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
 
SUS
SUSSUS
SUS
 
Apresentação questoes 7508
Apresentação questoes 7508Apresentação questoes 7508
Apresentação questoes 7508
 
Sus de a a z
Sus de a a zSus de a a z
Sus de a a z
 
Ouvidoria Ativa do SUS
Ouvidoria Ativa do SUSOuvidoria Ativa do SUS
Ouvidoria Ativa do SUS
 
Curso completo do sus 6
Curso completo do sus 6Curso completo do sus 6
Curso completo do sus 6
 
Curso completo do sus 9
Curso completo do sus 9Curso completo do sus 9
Curso completo do sus 9
 
Decreto
DecretoDecreto
Decreto
 
Apres. carlão
Apres. carlãoApres. carlão
Apres. carlão
 
NOBS 01/96 e NOAS 01/01
NOBS 01/96 e NOAS 01/01NOBS 01/96 e NOAS 01/01
NOBS 01/96 e NOAS 01/01
 
Sus Aula2
Sus Aula2Sus Aula2
Sus Aula2
 
01 noas e inovacoes
01 noas e inovacoes01 noas e inovacoes
01 noas e inovacoes
 
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçaoPrincipais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
Principais Leis e Normas do SUS desde sua criaçao
 
Curso completo do sus 8
Curso completo do sus 8Curso completo do sus 8
Curso completo do sus 8
 
Leis do sus na integra
Leis do sus na integraLeis do sus na integra
Leis do sus na integra
 

Destaque

Noas
NoasNoas
Noas
Luanapqt
 
Manifesto final
Manifesto finalManifesto final
Manifesto final
Luanapqt
 
Politica nacional atencao_basica_2006
Politica nacional atencao_basica_2006Politica nacional atencao_basica_2006
Politica nacional atencao_basica_2006
Luanapqt
 
4 tomo-linear
4 tomo-linear4 tomo-linear
4 tomo-linear
Luanapqt
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saude
Luanapqt
 
Reforma sanitaria e a consolidação
Reforma sanitaria e a consolidaçãoReforma sanitaria e a consolidação
Reforma sanitaria e a consolidação
Luanapqt
 

Destaque (6)

Noas
NoasNoas
Noas
 
Manifesto final
Manifesto finalManifesto final
Manifesto final
 
Politica nacional atencao_basica_2006
Politica nacional atencao_basica_2006Politica nacional atencao_basica_2006
Politica nacional atencao_basica_2006
 
4 tomo-linear
4 tomo-linear4 tomo-linear
4 tomo-linear
 
Normas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saudeNormas operacional da assistencia a saude
Normas operacional da assistencia a saude
 
Reforma sanitaria e a consolidação
Reforma sanitaria e a consolidaçãoReforma sanitaria e a consolidação
Reforma sanitaria e a consolidação
 

Semelhante a Consolidação do sus e suas diretrizes

Pacto pela saúde sus
Pacto pela saúde   susPacto pela saúde   sus
Pacto pela saúde sus
feraps
 
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Sebástian Freire
 
Pnps2
Pnps2Pnps2
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE  POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
Valdirene1977
 
slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...
slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...
slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...
ProfYasminBlanco
 
Politica nacional %20saude_nv
Politica nacional %20saude_nvPolitica nacional %20saude_nv
Politica nacional %20saude_nv
Katiucia Kat Alencar
 
Aula 8 e 9 SUS
Aula 8 e 9   SUSAula 8 e 9   SUS
Aula 8 e 9 SUS
Thiago Freitas
 
Sus Aula2
Sus Aula2Sus Aula2
Sus Aula2
Tania Fonseca
 
Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01
Leonardo Lima
 
Apostila sus
Apostila susApostila sus
Apostila sus
amanda cristina
 
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principiosAbc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Fernanda Silva
 
Abc-do-sus-doutrinas-e-principios
Abc-do-sus-doutrinas-e-principiosAbc-do-sus-doutrinas-e-principios
Abc-do-sus-doutrinas-e-principios
Ingrid Cardozo
 
Abc do sus doutrinas e principios
Abc do sus doutrinas e principiosAbc do sus doutrinas e principios
Abc do sus doutrinas e principios
Isabela Sousa
 
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principiosAbc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Jaja Newsted
 
Apostila do SUS
Apostila do SUSApostila do SUS
Apostila do SUS
Alice Sodré
 
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principiosAbc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Isabela Sousa
 
Apresentação - 8ª Conferência Estadual de Saúde
Apresentação - 8ª Conferência Estadual de SaúdeApresentação - 8ª Conferência Estadual de Saúde
Apresentação - 8ª Conferência Estadual de Saúde
Wander Veroni Maia
 
2° Parte da aula dia 04/04 Faetec
2° Parte da aula dia 04/04 Faetec2° Parte da aula dia 04/04 Faetec
2° Parte da aula dia 04/04 Faetec
Laís Araújo
 
Cartilha entendendo o SUS 2007
Cartilha entendendo o  SUS 2007Cartilha entendendo o  SUS 2007
Cartilha entendendo o SUS 2007
jorge luiz dos santos de souza
 
O que muda no SUS
O que muda no SUSO que muda no SUS
O que muda no SUS
Ministério da Saúde
 

Semelhante a Consolidação do sus e suas diretrizes (20)

Pacto pela saúde sus
Pacto pela saúde   susPacto pela saúde   sus
Pacto pela saúde sus
 
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
 
Pnps2
Pnps2Pnps2
Pnps2
 
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE  POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE
 
slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...
slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...
slidesdepolticaspblicasdesade-professoravaldirenesilvapiresmacena-17020603565...
 
Politica nacional %20saude_nv
Politica nacional %20saude_nvPolitica nacional %20saude_nv
Politica nacional %20saude_nv
 
Aula 8 e 9 SUS
Aula 8 e 9   SUSAula 8 e 9   SUS
Aula 8 e 9 SUS
 
Sus Aula2
Sus Aula2Sus Aula2
Sus Aula2
 
Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01Susaula2 100409090926-phpapp01
Susaula2 100409090926-phpapp01
 
Apostila sus
Apostila susApostila sus
Apostila sus
 
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principiosAbc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principios
 
Abc-do-sus-doutrinas-e-principios
Abc-do-sus-doutrinas-e-principiosAbc-do-sus-doutrinas-e-principios
Abc-do-sus-doutrinas-e-principios
 
Abc do sus doutrinas e principios
Abc do sus doutrinas e principiosAbc do sus doutrinas e principios
Abc do sus doutrinas e principios
 
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principiosAbc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principios
 
Apostila do SUS
Apostila do SUSApostila do SUS
Apostila do SUS
 
Abc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principiosAbc do sus_doutrinas_e_principios
Abc do sus_doutrinas_e_principios
 
Apresentação - 8ª Conferência Estadual de Saúde
Apresentação - 8ª Conferência Estadual de SaúdeApresentação - 8ª Conferência Estadual de Saúde
Apresentação - 8ª Conferência Estadual de Saúde
 
2° Parte da aula dia 04/04 Faetec
2° Parte da aula dia 04/04 Faetec2° Parte da aula dia 04/04 Faetec
2° Parte da aula dia 04/04 Faetec
 
Cartilha entendendo o SUS 2007
Cartilha entendendo o  SUS 2007Cartilha entendendo o  SUS 2007
Cartilha entendendo o SUS 2007
 
O que muda no SUS
O que muda no SUSO que muda no SUS
O que muda no SUS
 

Mais de Luanapqt

Luiz anatomia
Luiz anatomiaLuiz anatomia
Luiz anatomia
Luanapqt
 
Leis do sus na integra
Leis do sus na integraLeis do sus na integra
Leis do sus na integra
Luanapqt
 
Lei
LeiLei
Lei 8080 1990 8pg
Lei 8080 1990 8pgLei 8080 1990 8pg
Lei 8080 1990 8pg
Luanapqt
 
Humanizasus 2004
Humanizasus 2004Humanizasus 2004
Humanizasus 2004
Luanapqt
 
Estatuto do idoso comentado
Estatuto do idoso comentadoEstatuto do idoso comentado
Estatuto do idoso comentado
Luanapqt
 
Código de ética do servidor público 1
Código de ética do servidor público 1Código de ética do servidor público 1
Código de ética do servidor público 1
Luanapqt
 
Mn9
Mn9Mn9
Marcus bortolotto
Marcus bortolottoMarcus bortolotto
Marcus bortolotto
Luanapqt
 
Mamografia adriana ii copia
Mamografia adriana ii   copiaMamografia adriana ii   copia
Mamografia adriana ii copia
Luanapqt
 
Mamo.08
Mamo.08Mamo.08
Mamo.08
Luanapqt
 
Mamo. 07
Mamo. 07Mamo. 07
Mamo. 07
Luanapqt
 
Mamo. 06
Mamo. 06Mamo. 06
Mamo. 06
Luanapqt
 

Mais de Luanapqt (20)

Luiz anatomia
Luiz anatomiaLuiz anatomia
Luiz anatomia
 
Leis do sus na integra
Leis do sus na integraLeis do sus na integra
Leis do sus na integra
 
Lei
LeiLei
Lei
 
Lei 8080 1990 8pg
Lei 8080 1990 8pgLei 8080 1990 8pg
Lei 8080 1990 8pg
 
Humanizasus 2004
Humanizasus 2004Humanizasus 2004
Humanizasus 2004
 
Estatuto do idoso comentado
Estatuto do idoso comentadoEstatuto do idoso comentado
Estatuto do idoso comentado
 
Código de ética do servidor público 1
Código de ética do servidor público 1Código de ética do servidor público 1
Código de ética do servidor público 1
 
Mn10
Mn10Mn10
Mn10
 
Mn9
Mn9Mn9
Mn9
 
Mn08
Mn08Mn08
Mn08
 
Mn07
Mn07Mn07
Mn07
 
Mn06
Mn06Mn06
Mn06
 
Mn04 05
Mn04 05Mn04 05
Mn04 05
 
Mn02 03
Mn02 03Mn02 03
Mn02 03
 
Mn01
Mn01Mn01
Mn01
 
Marcus bortolotto
Marcus bortolottoMarcus bortolotto
Marcus bortolotto
 
Mamografia adriana ii copia
Mamografia adriana ii   copiaMamografia adriana ii   copia
Mamografia adriana ii copia
 
Mamo.08
Mamo.08Mamo.08
Mamo.08
 
Mamo. 07
Mamo. 07Mamo. 07
Mamo. 07
 
Mamo. 06
Mamo. 06Mamo. 06
Mamo. 06
 

Consolidação do sus e suas diretrizes

  • 1. PACTO PELA SAÚDE 2006 Consolidação do SUS O Sistema Único de Saúde - SUS é uma política pública que acaba de completar uma década e meia de existência. Nesses poucos anos, foi construído no Brasil, um sólido sistema de saúde que presta bons serviços à população brasileira. O SUS tem uma rede de mais de 63 mil unidades ambulatoriais e de cerca de 6 mil unidades hospitalares, com mais de 440 mil leitos. Sua produção anual é aproximadamente de 12 milhões de internações hospitalares; 1 bilhão de procedimentos de atenção primária à saúde; 150 milhões de consultas médicas; 2 milhões de partos; 300 milhões de exames laboratoriais; 132 milhões de atendimentos de alta complexidade e 14 mil transplantes de órgãos. Além de ser o segundo país do mundo em número de transplantes, é reconhecido internacionalmente pelo seu progresso no atendimento universal às Doenças Sexualmente Transmissíveis/AIDS, na implementação do Programa Nacional de Imunização e no atendimento relativo à Atenção Básica. É avaliado positivamente pelos que o utilizam rotineiramente e está presente em todo território nacional. Ao longo de sua história houve muitos avanços e também desafios permanentes a superar. Isso tem exigido, dos gestores do SUS, um movimento constante de mudanças, pela via das reformas incrementais. Contudo, esse modelo parece ter se esgotado, de um lado, pela dificuldade de imporem-se normas gerais a um país tão grande e desigual; de outro, pela sua fixação em conteúdos normativos de caráter técnico-processual, tratados, em geral, com detalhamento excessivo e enorme complexidade. Na perspectiva de superar as dificuldades apontadas, os gestores do SUS assumem o compromisso público da construção do PACTO PELA SAÚDE 2006, que será anualmente revisado, com base nos princípios constitucionais do SUS, ênfase nas necessidades de saúde da população e que implicará o exercício simultâneo de definição de prioridades articuladas e integradas nos três componentes: Pacto pela Vida, Pacto em Defesa do SUS e Pacto de Gestão do SUS. Estas prioridades são expressas em objetivos e metas no Termo de Compromisso de Gestão e estão detalhadas no documento Diretrizes Operacionais do Pacto pela Saúde 2006 I O PACTO PELA VIDA: O Pacto pela Vida está constituído por um conjunto de compromissos sanitários, expressos em objetivos de processos e resultados e derivados da análise da situação de saúde do País e das prioridades definidas pelos governos federal, estaduais e municipais. Significa uma ação prioritária no campo da saúde que deverá ser executada com foco em resultados e com a explicitação inequívoca dos compromissos orçamentários e financeiros para o alcance desses resultados.
  • 2. As prioridades do PACTO PELA VIDA e seus objetivos para 2006 são: A. SAÚDE DO IDOSO: Implantar a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa, buscando a atenção integral. B. CÂNCER DE COLO DE ÚTERO E DE MAMA: Contribuir para a redução da mortalidade por câncer de colo do útero e de mama. C. MORTALIDADE INFANTIL E MATERNA: Reduzir a mortalidade materna, infantil neonatal, infantil por doença diarréica e por pneumonias. D. DOENÇAS EMERGENTES E ENDEMIAS, COM ÊNFASE NA DENGUE, HANSENÍASE, TUBERCULOSE, MALÁRIA E INFLUENZA Fortalecer a capacidade de resposta do sistema de saúde às doenças emergentes e endemias. E. PROMOÇÃO DA SAÚDE: Elaborar e implantar a Política Nacional de Promoção da Saúde, com ênfase na adoção de hábitos saudáveis por parte da população brasileira, de forma a internalizar a responsabilidade individual da prática de atividade física regula,r alimentação saudável e combate ao tabagismo. F. ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE Consolidar e qualificar a estratégia da Saúde da Família como modelo de atenção básica à saúde e como centro ordenador das redes de atenção à saúde do SUS. II O PACTO EM DEFESA DO SUS: O Pacto em Defesa do SUS envolve ações concretas e articuladas pelas três instâncias federativas no sentido de reforçar o SUS como política de Estado mais do que política de governos; e de defender, vigorosamente, os princípios basilares dessa política pública, inscritos na Constituição Federal. A concretização desse Pacto passa por um movimento de repolitização da saúde, com uma clara estratégia de mobilização social envolvendo o conjunto da sociedade brasileira, extrapolando os limites do setor e vinculada ao processo de instituição da saúde como direito de cidadania, tendo o financiamento público da saúde como um dos pontos centrais. As prioridades do Pacto em Defesa do SUS são: A. IMPLEMENTAR UM PROJETO PERMANENTE DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL COM A FINALIDADE DE:
  • 3. Mostrar a saúde como direito de cidadania e o SUS como sistema público universal garantidor desses direitos; Alcançar, no curto prazo, a regulamentação da Emenda Constitucional nº 29, pelo Congresso Nacional; Garantir, no longo prazo, o incremento dos recursos orçamentários e financeiros para a saúde. Aprovar o orçamento do SUS, composto pelos orçamentos das três esferas de gestão, explicitando o compromisso de cada uma delas. B. ELABORAR E DIVULGAR A CARTA DOS DIREITOS DOS USUÁRIOS DO SUS III O PACTO DE GESTÃO DO SUS O Pacto de Gestão estabelece as responsabilidades claras de cada ente federado de forma a diminuir as competências concorrentes e a tornar mais claro quem deve fazer o quê, contribuindo, assim, para o fortalecimento da gestão compartilhada e solidária do SUS. Esse Pacto parte de uma constatação indiscutível: o Brasil é um país continental e com muitas diferenças e iniqüidades regionais. Mais do que definir diretrizes nacionais é necessário avançar na regionalização e descentralização do SUS, a partir de uma unidade de princípios e uma diversidade operativa que respeite as singularidades regionais. Esse Pacto radicaliza a descentralização de atribuições do Ministério da Saúde para os estados e para os municípios, promovendo um choque de descentralização, acompanhado da desburocratização dos processos normativos. Reforça a territorialização da saúde como base para organização dos sistemas, estruturando as regiões sanitárias e instituindo colegiados de gestão regional. Reitera a importância da participação e do controle social com o compromisso de apoio à sua qualificação. Explicita as diretrizes para o sistema de financiamento público tripartite: busca critérios de alocação eqüitativa dos recursos; reforça os mecanismos de transferência fundo a fundo entre gestores; integra em grandes blocos o financiamento federal e estabelece relações contratuais entre os entes federativos. As prioridades do Pacto de Gestão são: A. DEFINIR DE FORMA INEQUÍVOCA A RESPONSABILIDADE SANITÁRIA DE CADA INSTÂNCIA GESTORA DO SUS: federal, estadual e municipal, superando o atual processo de habilitação. B. ESTABELECER AS DIRETRIZES PARA A GESTÃO DO SUS, com ênfase na Descentralização; Regionalização; Financiamento; Programação Pactuada e Integrada; Regulação; Participação e Controle Social; Planejamento; Gestão do Trabalho e Educação na Saúde.
  • 4. Este PACTO PELA SAÚDE 2006 aprovado pelos gestores do SUS na reunião da Comissão Intergestores Tripartite do dia 26 de janeiro de 2006, é abaixo assinado pelo Ministro da Saúde, o Presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS e o Presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde - CONASEMS e será operacionalizado por meio do documento de Diretrizes Operacionais do Pacto pela Saúde 2006. SARAIVA FELIPE MARCUS PESTANA SÍLVIO FERNANDES Ministro de Estado da Saúde Presidente do CONASS Presidente do CONASEMS