SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
O gerenciamento da nossa psiquê
Como controlar
o estresse e a
ansiedade em
tempos difíceis
Psicóloga Suélen Gonçalves
Pensamento e emoção são dois mundos
distintos, que se conectam.
O pensamento é
real ou virtual?
E a emoção?
Sem saber a natureza
do pensamento
podemos errar na
relação da construção
das relações
interpessoais e na
relação do ser
humano consigo.
• O pensamento
consciente é sempre
virtual.
• A emoção é real,
substancial, concreta.
Quando eu
penso no
futuro, ele é
real ou é uma
possibilidade?
Quando eu rumino
ou reconstruo o
passado, o que
acontece no meu
cérebro e no meu
organismo?
A emoção tem que ser
gerenciada pelo EU, que
representa a capacidade
de escolha, senão ela
transforma a mente
humana num inferno de
tesões.
Exemplo:
• Quando eu penso que alguém que trabalha na mesma
empresa que eu esteja me sabotando ou falando de
mim. O pensamento é virtual, mas se eu der
credibilidade eu vou pagar caro, porque a credibilidade
da emoção transforma o que é virtual em algo real.
EMOÇÃO
A emoção nunca vai passar
de um bebê, nunca vai
passar de um ano de idade.
Ela é a parte mais bela, mas
pode também ser o terreno
mais pantanoso.
É a parte mais poética que
dá sentido à vida, mas pode
fazer também na nossa
história um terreno
estressante, angustiante.
Sem emoção, o ser humano
não seria o que é. Não
amaria, não se alegraria,
não se motivaria, não teria
curiosidades, não
estouraria, não sonharia.
Mas com emoção, ele tem
pesadelos também, se
autopune, se autocobra,
cobra demais dos outros.
Com emoção, se auto
sabota achando que não
tem capacidade, que não
tem competência, que as
pessoas não gostam dele.
Precisamos aprender a gerir
nossas emoções, precisamos
aprender sobre a natureza da
emoção e do pensamento, os
processos construtivos e como o
EU pode conciliar, administrar
estes dois mundos (emoção e
pensamento) que constantemente
estão em conflito.
Por quê temos tanta
dificuldade para
modificar alguns
comportamentos
indesejáveis?
É muito mais fácil dominar o pensamento do
que a emoção, porque o pensamento é virtual
Mas por que pessoas calmas
explodem de repente?
E uma pessoa tranquila ao receber
uma notícia péssima tem uma reação
de tensão, de angústia?
O EU é real ou é virtual?
O Eu é real, mas está entre a emoção que é substancial e o
pensamento que é virtual. Está entre os dois. Somente ele
pode dar um choque de gestão na emoção, fazendo com que
você não compre aquilo que não te pertence.
O EU é
real ou é
virtual?
• Não podemos dar um cartão de
crédito ilimitado para a emoção, que
é e sempre vai ser um bebê, ela
nunca amadurece.
• Ela nos dá os mais belos
sentimentos, mas ela precisa do Eu
para geri-la, ela não amadurece em
si.
O EU é real ou é virtual?
O Eu deve amadurecer, o Eu
deve gerir, o Eu deve
administrar, o Eu deve dar
um choque de lucidez.
Fenômenos
Insconscientes
• Gatilho da memória
• Janela da memória
• Âncora da memória
• Alto fluxo da memória
Detonou o gatilho, o fenômeno da auto
checagem.
Abre uma janela killer que tem o
sentimento de dor, de angústia, de
injustiça.
Quando alguém nos ofende, o primeiro ato
do teatro mental não é consciente.
O Eu ainda não atua neste momento.
A âncora da memória se instala na
memória RAM.
Acontece a leitura e a releitura de memórias
de situações ocorridas anteriormente.
Vamos entender alguns conceitos:
O que é uma janela killer?
As janelas Killer correspondem a todas as áreas da memória que
têm conteúdo emocional angustiante, fóbico, tenso, depressivo,
compulsivo. São as janelas traumáticas ou zonas de conflito,
denominados pelos junguianos de complexos autônomos. Killer,
em inglês significa “assassino”.
Vamos entender alguns conceitos:
O que é memória RAM na psicologia?
Segundo Augusto Cury, o fenômeno RAM (registro. automático
de memória) trata-se de lembranças, aprendizados e hábitos
cognitivos que adquirimos. com nossas experiências de forma
automática.
Síndrome do predador-presa
• Aí vai começar a discussão, as
pessoas não raciocinam;
• Inicia a síndrome do predador-
presa: o outro se tornou
predador, você se tornou presa;
• É como se o outro estivesse nos
invadindo, lesando e destruindo;
Síndrome do predador-presa
Detona o gatilho, abre uma
janela killer, a âncora se fixa,
o território de leitura e
releitura se inicia, o processo
de discussão e de debate
agressivo ou de autopunição,
timidez e isolamento se
instalam.
Quanto mais lê e relê, sente que é presa.
Silêncio Proativo
O silêncio proativo é uma ferramenta fundamental para os momentos de
conflito e consiste em não oferecer uma resposta no momento de tensão.
Sob o efeito de sentimentos como o estresse e o desapontamento, que são
comuns em situações desafiadoras, é possível dizer coisas que você não
gostaria.
É diferente do silêncio subserviente, intimidado, frágil.
É um silêncio poderoso!
Como fazer o Silêncio Proativo?
• Este silêncio é o EU que faz, é ele que comanda;
• Você tem que se recolher para não degladiar;
• Comece a se perguntar, a se bombardear de questionamentos para que o
gatilho novamente dispare e abra janelas lights, porque ele já disparou e
abriu janelas killer ou traumáticas;
• Você se questiona:
• Quem me ofendeu?
• Por que me ofendeu?
• Em que circunstâncias me ofendeu?
• Devo eu ser escravo do meu ofensor ou a minha paz vale ouro e o resto é lixo?
O que acontece quando fazemos
o Silêncio Proativo?
Se o teu Eu se recolher por 5 ou 10 segundos:
1. A pessoa que me ofendeu ficará pasma porque você não reagiu.
Você já vai desarmá-la.
2. O fato de você se bombardear de questionamentos fará com que
você dispare vários gatilhos da memória abrindo várias janelas light
e não killers; a âncora vai deixar de fechar o circuito; a pessoa que te
agrediu vai deixar de ser predador e você vai deixar de sentir que é
uma presa que vai atacar em uma situação de estresse alto.
Qual é o prejuízo causado pela Síndrome
Predador-Presa?
• Nuvens de moléculas alteram o
organismo, gerando taquicardia,
aumentando a frequência
respiratória que é sentida como
falta de ar. Isso tudo por causa da
luta ou da fuga da situação de risco,
que é a síndrome predador-presa,
descrita pelo psiquiatra Augusto
Cury.
Técnica DCD
Exemplos:
• “Eu duvido que as pessoas não vão gostar de
tudo que eu tenho a dizer sendo que me
dediquei com tanto carinho.”
• “Eu duvido que eu serei rejeitado nesta
situação.”
• “Será mesmo que vou fracassar depois de ter
me preparado tanto?”
Síndrome Predador-Presa:
- O gatilho abre janela killer
- A âncora se fixa
- O auto-fluxo lê e relê
- O Eu: atua fazendo o silêncio proativo, questiona, discorda, confronta, duvida
de tudo aquilo que controla, critica ideias perturbadoras e determina
estratégias (Técnica DCD: duvidar, criticar, determinar).
É necessário treinar todos os dias, não é automático.
Resumindo, cada vez que for confrontado(a), estes são
os fenômenos que ocorrem, e estas são algumas
técnicas que nos ajudam a passar o controle das nossas
emoções para o Eu.
Na matemática
emocional dividir é
aumentar e não diminuir.
Se eu dividir os meus
problemas aumenta a
minha capacidade de
superação e de
resiliência.
“É preciso saber que somos imperfeitos
convivendo com pessoas imperfeitas. Não é
possível que as pessoas correspondam às
nossas expectativas. Às vezes, criamos
circunstâncias, personagens e ambientes
que tiram a nossa paz, criam ansiedade.”
(Augusto Cury)
“Ninguém muda
ninguém. Temos o poder
de piorar os outros, mas
não de muda-los. Se
exaltarmos a pessoa que
erra antes de tocar no
erro podemos estimular
as pessoas a melhorarem.
É preciso ter que o Eu
gere.”
(Augusto Cury)
• “Uma pessoa grande se faz
pequena para tornar os pequenos
grandes.” (Augusto Cury)
Jamais desista dos seus sonhos, jamais desista das pessoas que estão
ao seu redor. Apesar dos seus defeitos você não é só mais um número
na multidão. Você é um ser humano único, incrível e insubstituível.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx

Meu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdf
Meu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdfMeu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdf
Meu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdfFlavioDuccini
 
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdfAprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdfAuriceliaRosa
 
92921633 jiddu-krishnamurti
92921633 jiddu-krishnamurti92921633 jiddu-krishnamurti
92921633 jiddu-krishnamurtiFlavio Fernandes
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocionalPsicologia_2015
 
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindQuinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindNucleo Nacional
 
Augusto Cury - O Mapa da mente
Augusto Cury - O Mapa da menteAugusto Cury - O Mapa da mente
Augusto Cury - O Mapa da menteTalita Volponi
 
Como dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroy
Como dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroyComo dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroy
Como dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroyJanuário Zacarias
 
5 Passos para Você Controlar suas Emoções.
5 Passos para Você Controlar suas Emoções.5 Passos para Você Controlar suas Emoções.
5 Passos para Você Controlar suas Emoções.Eziquiel Ribeiro
 
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptxInteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptxElidaine
 
Como dominar as suas emoções
Como dominar as suas emoçõesComo dominar as suas emoções
Como dominar as suas emoçõesEmanuel Francisco
 
A forçaa dos sentimentos
A forçaa dos sentimentosA forçaa dos sentimentos
A forçaa dos sentimentosEduardo Pavin
 

Semelhante a Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx (20)

A vontade
A vontade A vontade
A vontade
 
Meu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdf
Meu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdfMeu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdf
Meu caderno da preocupação - Marisa Oshiro.pdf
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Inteligência Positiva - Resumo do livro
Inteligência Positiva - Resumo do livroInteligência Positiva - Resumo do livro
Inteligência Positiva - Resumo do livro
 
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdfAprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
Aprendendo a compreender suas emoçoês.pdf
 
92921633 jiddu-krishnamurti
92921633 jiddu-krishnamurti92921633 jiddu-krishnamurti
92921633 jiddu-krishnamurti
 
Principios para superar desafios
Principios para superar desafiosPrincipios para superar desafios
Principios para superar desafios
 
Todos somos um pouco psicopatas
Todos somos um pouco psicopatasTodos somos um pouco psicopatas
Todos somos um pouco psicopatas
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemindQuinta e-sexta-ferramentas-freemind
Quinta e-sexta-ferramentas-freemind
 
Augusto Cury - O Mapa da mente
Augusto Cury - O Mapa da menteAugusto Cury - O Mapa da mente
Augusto Cury - O Mapa da mente
 
Técnicas de poder1
Técnicas de poder1Técnicas de poder1
Técnicas de poder1
 
Como dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroy
Como dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroyComo dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroy
Como dominar as suas emoçses e torná las positivas - chrisitan h. godefroy
 
5 Passos para Você Controlar suas Emoções.
5 Passos para Você Controlar suas Emoções.5 Passos para Você Controlar suas Emoções.
5 Passos para Você Controlar suas Emoções.
 
O Método Stutz
O Método StutzO Método Stutz
O Método Stutz
 
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptxInteligência Emocional AUTENTICA.pptx
Inteligência Emocional AUTENTICA.pptx
 
O segredo funciona
O segredo funcionaO segredo funciona
O segredo funciona
 
Como dominar as suas emoções
Como dominar as suas emoçõesComo dominar as suas emoções
Como dominar as suas emoções
 
00335 a força dos sentimentos
00335   a força dos sentimentos00335   a força dos sentimentos
00335 a força dos sentimentos
 
A forçaa dos sentimentos
A forçaa dos sentimentosA forçaa dos sentimentos
A forçaa dos sentimentos
 

Mais de SulenDeArajoNeves

DEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.ppt
DEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.pptDEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.ppt
DEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.pptSulenDeArajoNeves
 
Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...
Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...
Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...SulenDeArajoNeves
 
Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...
Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...
Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...SulenDeArajoNeves
 
A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...
A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...
A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...SulenDeArajoNeves
 
Sarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptx
Sarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptxSarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptx
Sarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptxSulenDeArajoNeves
 
O ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptx
O ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptxO ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptx
O ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptxSulenDeArajoNeves
 
Slides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptx
Slides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptxSlides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptx
Slides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptxSulenDeArajoNeves
 
Estudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveis
Estudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveisEstudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveis
Estudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveisSulenDeArajoNeves
 
AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...
AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...
AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...SulenDeArajoNeves
 
PARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptx
PARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptxPARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptx
PARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptxSulenDeArajoNeves
 
ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...
ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...
ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...SulenDeArajoNeves
 
Desestruturação familiar: crise ou um padrão?
Desestruturação familiar: crise ou um padrão?Desestruturação familiar: crise ou um padrão?
Desestruturação familiar: crise ou um padrão?SulenDeArajoNeves
 

Mais de SulenDeArajoNeves (12)

DEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.ppt
DEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.pptDEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.ppt
DEPOIMENTO ESPECIAL - proteção ou violação de direitos.ppt
 
Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...
Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...
Slides sobre a Escuta Especializada no Contexto Escolar - SEDUC RO - resumido...
 
Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...
Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...
Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e o que fa...
 
A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...
A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...
A JUVENTUDE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - ASS. DE DEUS SHEKINAH - Le...
 
Sarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptx
Sarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptxSarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptx
Sarando as feridas do Abandono, uma abordagem bíblica e psicolkógica.pptx
 
O ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptx
O ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptxO ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptx
O ADOLESCENTE E SUAS EMOÇÕES - como lidar com elas - IMW CENTRAL.pptx
 
Slides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptx
Slides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptxSlides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptx
Slides para estudo com o Ministério de Dança da IMW Liberdade.pptx
 
Estudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveis
Estudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveisEstudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveis
Estudo sobre como criar filhos psicologicamente saudáveis
 
AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...
AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...
AJUSTADO Violência contra crianças e adolescentes - como perceber os sinais e...
 
PARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptx
PARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptxPARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptx
PARTE I - METODOLOGIA DA PESQUISA INTERDISCIPLINAR.pptx
 
ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...
ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...
ACOLHIMENTO DE VÍTIMAS OU TESTEMUNHAS DE VIOLÊNCIA DE CRIMES OU ATOS INFRACIO...
 
Desestruturação familiar: crise ou um padrão?
Desestruturação familiar: crise ou um padrão?Desestruturação familiar: crise ou um padrão?
Desestruturação familiar: crise ou um padrão?
 

Último

William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 

Último (20)

William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 

Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis.pptx

  • 1. O gerenciamento da nossa psiquê Como controlar o estresse e a ansiedade em tempos difíceis Psicóloga Suélen Gonçalves
  • 2. Pensamento e emoção são dois mundos distintos, que se conectam. O pensamento é real ou virtual? E a emoção?
  • 3. Sem saber a natureza do pensamento podemos errar na relação da construção das relações interpessoais e na relação do ser humano consigo.
  • 4. • O pensamento consciente é sempre virtual. • A emoção é real, substancial, concreta.
  • 5. Quando eu penso no futuro, ele é real ou é uma possibilidade?
  • 6.
  • 7. Quando eu rumino ou reconstruo o passado, o que acontece no meu cérebro e no meu organismo?
  • 8. A emoção tem que ser gerenciada pelo EU, que representa a capacidade de escolha, senão ela transforma a mente humana num inferno de tesões.
  • 9. Exemplo: • Quando eu penso que alguém que trabalha na mesma empresa que eu esteja me sabotando ou falando de mim. O pensamento é virtual, mas se eu der credibilidade eu vou pagar caro, porque a credibilidade da emoção transforma o que é virtual em algo real.
  • 10. EMOÇÃO A emoção nunca vai passar de um bebê, nunca vai passar de um ano de idade. Ela é a parte mais bela, mas pode também ser o terreno mais pantanoso. É a parte mais poética que dá sentido à vida, mas pode fazer também na nossa história um terreno estressante, angustiante. Sem emoção, o ser humano não seria o que é. Não amaria, não se alegraria, não se motivaria, não teria curiosidades, não estouraria, não sonharia. Mas com emoção, ele tem pesadelos também, se autopune, se autocobra, cobra demais dos outros. Com emoção, se auto sabota achando que não tem capacidade, que não tem competência, que as pessoas não gostam dele.
  • 11. Precisamos aprender a gerir nossas emoções, precisamos aprender sobre a natureza da emoção e do pensamento, os processos construtivos e como o EU pode conciliar, administrar estes dois mundos (emoção e pensamento) que constantemente estão em conflito.
  • 12. Por quê temos tanta dificuldade para modificar alguns comportamentos indesejáveis?
  • 13. É muito mais fácil dominar o pensamento do que a emoção, porque o pensamento é virtual Mas por que pessoas calmas explodem de repente? E uma pessoa tranquila ao receber uma notícia péssima tem uma reação de tensão, de angústia?
  • 14. O EU é real ou é virtual? O Eu é real, mas está entre a emoção que é substancial e o pensamento que é virtual. Está entre os dois. Somente ele pode dar um choque de gestão na emoção, fazendo com que você não compre aquilo que não te pertence.
  • 15. O EU é real ou é virtual? • Não podemos dar um cartão de crédito ilimitado para a emoção, que é e sempre vai ser um bebê, ela nunca amadurece. • Ela nos dá os mais belos sentimentos, mas ela precisa do Eu para geri-la, ela não amadurece em si.
  • 16.
  • 17. O EU é real ou é virtual? O Eu deve amadurecer, o Eu deve gerir, o Eu deve administrar, o Eu deve dar um choque de lucidez.
  • 18. Fenômenos Insconscientes • Gatilho da memória • Janela da memória • Âncora da memória • Alto fluxo da memória Detonou o gatilho, o fenômeno da auto checagem. Abre uma janela killer que tem o sentimento de dor, de angústia, de injustiça. Quando alguém nos ofende, o primeiro ato do teatro mental não é consciente. O Eu ainda não atua neste momento. A âncora da memória se instala na memória RAM. Acontece a leitura e a releitura de memórias de situações ocorridas anteriormente.
  • 19. Vamos entender alguns conceitos: O que é uma janela killer? As janelas Killer correspondem a todas as áreas da memória que têm conteúdo emocional angustiante, fóbico, tenso, depressivo, compulsivo. São as janelas traumáticas ou zonas de conflito, denominados pelos junguianos de complexos autônomos. Killer, em inglês significa “assassino”.
  • 20. Vamos entender alguns conceitos: O que é memória RAM na psicologia? Segundo Augusto Cury, o fenômeno RAM (registro. automático de memória) trata-se de lembranças, aprendizados e hábitos cognitivos que adquirimos. com nossas experiências de forma automática.
  • 21. Síndrome do predador-presa • Aí vai começar a discussão, as pessoas não raciocinam; • Inicia a síndrome do predador- presa: o outro se tornou predador, você se tornou presa; • É como se o outro estivesse nos invadindo, lesando e destruindo;
  • 22. Síndrome do predador-presa Detona o gatilho, abre uma janela killer, a âncora se fixa, o território de leitura e releitura se inicia, o processo de discussão e de debate agressivo ou de autopunição, timidez e isolamento se instalam. Quanto mais lê e relê, sente que é presa.
  • 23. Silêncio Proativo O silêncio proativo é uma ferramenta fundamental para os momentos de conflito e consiste em não oferecer uma resposta no momento de tensão. Sob o efeito de sentimentos como o estresse e o desapontamento, que são comuns em situações desafiadoras, é possível dizer coisas que você não gostaria. É diferente do silêncio subserviente, intimidado, frágil. É um silêncio poderoso!
  • 24. Como fazer o Silêncio Proativo? • Este silêncio é o EU que faz, é ele que comanda; • Você tem que se recolher para não degladiar; • Comece a se perguntar, a se bombardear de questionamentos para que o gatilho novamente dispare e abra janelas lights, porque ele já disparou e abriu janelas killer ou traumáticas; • Você se questiona: • Quem me ofendeu? • Por que me ofendeu? • Em que circunstâncias me ofendeu? • Devo eu ser escravo do meu ofensor ou a minha paz vale ouro e o resto é lixo?
  • 25. O que acontece quando fazemos o Silêncio Proativo? Se o teu Eu se recolher por 5 ou 10 segundos: 1. A pessoa que me ofendeu ficará pasma porque você não reagiu. Você já vai desarmá-la. 2. O fato de você se bombardear de questionamentos fará com que você dispare vários gatilhos da memória abrindo várias janelas light e não killers; a âncora vai deixar de fechar o circuito; a pessoa que te agrediu vai deixar de ser predador e você vai deixar de sentir que é uma presa que vai atacar em uma situação de estresse alto.
  • 26. Qual é o prejuízo causado pela Síndrome Predador-Presa? • Nuvens de moléculas alteram o organismo, gerando taquicardia, aumentando a frequência respiratória que é sentida como falta de ar. Isso tudo por causa da luta ou da fuga da situação de risco, que é a síndrome predador-presa, descrita pelo psiquiatra Augusto Cury.
  • 27. Técnica DCD Exemplos: • “Eu duvido que as pessoas não vão gostar de tudo que eu tenho a dizer sendo que me dediquei com tanto carinho.” • “Eu duvido que eu serei rejeitado nesta situação.” • “Será mesmo que vou fracassar depois de ter me preparado tanto?”
  • 28. Síndrome Predador-Presa: - O gatilho abre janela killer - A âncora se fixa - O auto-fluxo lê e relê - O Eu: atua fazendo o silêncio proativo, questiona, discorda, confronta, duvida de tudo aquilo que controla, critica ideias perturbadoras e determina estratégias (Técnica DCD: duvidar, criticar, determinar). É necessário treinar todos os dias, não é automático. Resumindo, cada vez que for confrontado(a), estes são os fenômenos que ocorrem, e estas são algumas técnicas que nos ajudam a passar o controle das nossas emoções para o Eu.
  • 29. Na matemática emocional dividir é aumentar e não diminuir. Se eu dividir os meus problemas aumenta a minha capacidade de superação e de resiliência.
  • 30. “É preciso saber que somos imperfeitos convivendo com pessoas imperfeitas. Não é possível que as pessoas correspondam às nossas expectativas. Às vezes, criamos circunstâncias, personagens e ambientes que tiram a nossa paz, criam ansiedade.” (Augusto Cury)
  • 31. “Ninguém muda ninguém. Temos o poder de piorar os outros, mas não de muda-los. Se exaltarmos a pessoa que erra antes de tocar no erro podemos estimular as pessoas a melhorarem. É preciso ter que o Eu gere.” (Augusto Cury) • “Uma pessoa grande se faz pequena para tornar os pequenos grandes.” (Augusto Cury)
  • 32. Jamais desista dos seus sonhos, jamais desista das pessoas que estão ao seu redor. Apesar dos seus defeitos você não é só mais um número na multidão. Você é um ser humano único, incrível e insubstituível.