SlideShare uma empresa Scribd logo
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A China ocupa o 3⁰ lugar entre os maiores países do mundo
(em termos de população, o país ocupa o 1⁰ lugar.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A população chinesa é predominantemente
RURAL (apenas 1/3 é urbana).
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Mas como a população chinesa é muito grande, há na China
13 centros urbanos com mais de 2,5 milhões de habitantes e
cerca de 25 cidades com mais de 1 milhão de habitantes.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A China ocupa o 3⁰ lugar entre os maiores países do mundo
(em termos de população, o país ocupa o 1⁰ lugar.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Desde a década de 70 o governo chinês implantou um
rigoroso controle de natalidade, determinando que cada casal
tenha apenas um filho.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
São aplicadas rígidas penalidades para a mulher que estiver
grávida do 3⁰ filho.
Tradicionalmente ligados às atividades rurais, os chineses
acreditavam que uma família só seria completa com um
grande número de filhos (pois isso representava mais pessoas
trabalhando e elevando a renda familiar)
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Para romper com esse pensamento o governo chinês
promoveu uma intensa campanha para conscientizar os
chineses sobre a necessidade de deter o crescimento da
população.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Na década de 80 as campanhas
usavam frases como:
“Um novo bebê significa um novo
túmulo”
“Tenha menos crianças e mais
porcos”
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Estima-se que 400 milhões nascimentos foram evitados, mas a um custo
enorme.
Segundo números oficiais, foram realizados cerca de 265 milhões de
abortos. Muitos deles tardios e de risco, já que a preferência por bebês
do sexo masculino leva os pais a esperar até o segundo trimestre,
quando o sexo já está definido.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
O resultado é um desequilíbrio forte entre homens e mulheres num
futuro próximo. Em 1990, por exemplo, nasciam 120 meninos para cada
100 meninas.
O governo estima que, em 2020, haverá 30 milhões de homens a mais
do que mulheres no país.
Além disso, há o enorme peso sobre o filho
único adulto (chamado na China de “pequeno
imperador”), que terá de se encarregar de até
seis idosos (dois pais, quatro avós), pois a
proteção social do Estado é quase zero.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
A preferência por filhos homens na China se dá por inúmeros fatores: culturais, sociais e
econômicos.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
#Os fatores sociais
A mudança do papel das mulheres através da vida
Através de sua vida, as mulheres têm papéis diferentes, dependendo de sua idade e de seu
lugar na família.
Meninas: o importante para as meninas e encontrar um bom casamento, como resultado, não é
tão importante proporcionar-lhes educação, porque se elas trabalham, seus ganhos vão
pertencer a famílias de seus maridos. A família da garota não tem portanto interesse em
assegurar que a menina vai ser educada (educação não está em jogo para fazer um bom
casamento).
Mulheres: eles têm quase que exclusivamente um papel reprodutivo. O que está em jogo é dar
à luz a pelo menos um filho e, em seguida, cuidar da família e da casa.
Mulheres idosas: as mulheres finalmente tem o seu papel mais importante nos últimos anos de
sua vida. Depois que se aposentou, o homem torna-se mais modesto, ao passo que a mulher
continua cuidando da casa e da educação de seu filho e netos.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
China como uma sociedade patriarcal
Para a sociedade chinesa a manutenção da linhagem
é fundamental.
A China é uma sociedade patriarcal, onde os
principais ativos produtivos são passados ​​através da
linha masculina, ao passo que as meninas recebem
alguns bens móveis por meio de herança.
Na China tradicional, quando uma mulher se casa
com um homem, ela se muda para o seu clã.. Como
resultado, é preferível que as famílias tenham filhos
em vez de filhas, como eles vão ter certeza de que a
linhagem será mantida ea propriedade vai ficar na
família.
Além disso as famílias preferem ter filhos, porque
eles vão ser capazes de fornecer-lhes apoio na
velhice.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografiahttp://noticias.r7.com/internacional/noticias/china-pode-ter-24-milhoes-de-homens-solteiros-ate-2020-20100111.html
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
O desequilíbrio demográfico na China, país onde os abortos seletivos são frequentes para evitar o nascimento de meninas, corre o risco de criar
um excedente de 24 milhões de homens em 2020, alertou um estudo oficial citado nesta segunda-feira (11) pela imprensa.
"Os abortos seletivos continuam sendo muito frequentes, sobretudo nas zonas rurais", da China, que conta atualmente com 1,3 bilhão de
habitantes, indicaram uma série de pesquisas publicadas pela Academia de Ciências Sociais da China, citadas pelo jornal Global Times.
As famílias que vivem da agricultura preferem ter filhos homens por motivos tradicionais e econômicos: já que a maior parte da população não
pode contar com um sistema de aposentadoria e proteção social, a maior parte da população idosa depende dos filhos para sobreviver. Assim,
os casais preferem ter filhos, já que as filhas vão morar com a família do marido depois do casamento.
Assim, o desnível de gêneros na China, que era de 108 homens para cem mulheres em 1982, saltou para 119 homens para cem mulheres, de
acordo com dados da Comissão de Planejamento Familiar.
País tem rígido controle de natalidade
A tendência se acentuou com a facilitação do acesso a tecnologias modernas de exames pré-natais, que permitem identificar o sexo do embrião
- embora, na teoria, a equipe médica não tenha autorização para revelar esta informação aos futuros pais, justamente para evitar um eventual
aborto.
Em algumas áreas do país, o desequilíbrio chega a 130 homens para cada cem
mulheres, segundo um recente relatório publicado pelo jornal Mirror.
As autoridades estimam que uma proporção saudável entre gêneros normal seja de 103 a 107 homens para cada cem mulheres.
Desde o fim dos anos 70, as autoridades chineses mantêm uma rígida política de controle de natalidade, para evitar o crescimento exponencial
da população. Esta política, no entanto, limita a autorização de nascimentos a um filho por casal; há, no entanto, algumas exceções no campo e
em regiões habitadas por minorias étnicas.
Falta de mulher causa até sequestro
Segundo um pesquisador da Academia de Ciências Sociais, os principais prejudicados por esse desequilíbrio demográfico são homens de renda
mais baixa.
A enorme dificuldade para encontrar uma esposa em algumas regiões já provoca fenômenos preocupantes, como sequestros em países
limítrofes, assim como o aumento do número de mulheres obrigadas a se casar ou a se prostituir.
Segundo um dos pesquisadores citados, Wang Yuesheng, muitos homens das regiões mais pobres do país correm o risco de permanecer
solteiros por toda a vida, o que pode causar "uma ruptura das linhagens familiares".
- As chances de encontrar esposa é rara no campo para homens de mais de 40 anos, que serão mais dependentes dos seguros sociais, pois terão
menos recursos para sobreviver.
http://noticias.r7.com/internacional/noticias/china-pode-ter-24-milhoes-de-homens-solteiros-ate-2020-20100111.html
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
1-Desproporção de gênero
2-filhos únicos tem mais problemas de convivência em grupo
(uma vez que não aprenderam a dividir)
3-Indústria clandestina de aborto (preferência por filhos
homens)
4-grande massa de pessoas sem registro (sem nome oficial)
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Nos últimos 100 anos a China se transformou profundamente.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Os europeus chegaram ao extremo Oriente por
volta do século XIII.
A China representou para os estrangeiros uma
grande oportunidade de obter lucros com a
comercialização de mercadorias exóticas (seda,
porcelana e especiarias).
Produção da seda
Especiarias
Porcelana chinesa
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Ópio  é um produto extraído da papoula e transformado em pó ou em
barras para ser consumido (durante séculos foi usado em pequenas quantidades como
anestésico para dor).
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Ópio  é um produto extraído da papoula e transformado em pó ou em
barras para ser consumido (durante séculos foi usado em pequenas quantidades como
anestésico para dor).
O consumo causa dependência e morte em pouco tempo. Hoje em vários
países subdesenvolvidos (Afeganistão, Mianmar) a falta de renda leva muitos camponeses a
cultivar a papoula.
Os ingleses comercializavam o ópio na China.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Os governantes chineses tentaram combater o
tráfico, mas os ingleses reagiram enviando uma
frota de guerra (1839).
A China era chamada de “quintal do mundo”, e as
potências europeias tinham presença marcante na
região.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Derrotados em 1842, os chineses foram obrigados a assinar um acordo pelo qual se sujeitavam a
várias imposições, dentre elas:
-pagar indenização,
-abrir cinco portos para o comércio e
-ceder Hong Kong aos ingleses.
-conceder livre comércio do ópio aos ingleses.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Em 1949, a China se declarou socialista e passou a receber ajuda da
URSS para promover sua industrialização.
No entanto, as relações entre a China e a URSS não eram tão boas (os
chineses exigiam ajuda soviética para desenvolver armas nucleares e não eram atendidos)
Em 1960 as relações entre os dois países foram rompidas.
Sem a ajuda soviética as indústrias não cresciam o suficiente para
promover o desenvolvimento social da China.
Faltava tudo.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente.
COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural)
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente.
COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural)
Ansiosos por acelerar o desenvolvimento, os governantes não planejaram
corretamente e ocorreu uma enorme desorganização produtiva.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente.
COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural)
Ansiosos por acelerar o desenvolvimento, os governantes não planejaram
corretamente e ocorreu uma enorme desorganização produtiva.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente.
COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural)
Ansiosos por acelerar o desenvolvimento, os governantes não planejaram
corretamente e ocorreu uma enorme desorganização produtiva.
-Carvão mineral era explorado em todo o território
-poluição de solos e rios
-devastação de florestas inteiras
-desertificações de grandes regiões
-drenagem de lagos (para virar campos de cultivos)
-máquinas sem peças para reposição
-exterminação de pássaros
-proliferação de pragas
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
#GRANDE FOME
Período crítico que se estendeu do fim de 1959 até 1961.
Cenário catastrófico que levou a falta de alimentos e remédios levando a morte
milhões de chineses.
Em 1959, os moradores de um
subúrbio da cidade de Hankow
fazem fila para conseguir
comida.
A população chinesa foi
literalmente massacrada nesse
período de dificuldades e
escassez de alimentos.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
#GRANDE FOME
Período crítico que se estendeu do fim de 1959 até 1961.
Cenário catastrófico que levou a falta de alimentos e remédios levando a morte
milhões de chineses.
Em 1959, os moradores de um
subúrbio da cidade de Hankow
fazem fila para conseguir
comida.
A população chinesa foi
literalmente massacrada nesse
período de dificuldades e
escassez de alimentos.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
O protesto na Praça da Paz Celestial, por um ângulo pouco conhecido.
O Rebelde Desconhecido, também conhecido como O Homem dos Tanques, é como ficou conhecido o
misterioso homem que ganhou fama em todo o mundo como figura heroica após ser filmado e fotografado
durante os protestos na Praça da Paz Celestial em Pequim, em 5 de junho de 1989. Várias fotografias foram
tiradas do homem, que ficou em p...é em frente a uma coluna de tanques chineses Type 59, forçando-os a
parar.
Essa versão foi fotografada por Stuart Franklin da Magnum Photos, do quinto andar do Beijing Hotel. Ele
tinha um ângulo de visão mais aberto, mostrando mais tanques à distância. Ele traficou o filme fotográfico
para fora da China numa caixa de chá com um estudante francês.
As fotos e a filmagem do homem se posicionando em pé, parado e sozinho em frente à coluna de tanques
alcançou repercussão internacional quase instantaneamente. Foi capa dos principais jornais e revistas e a
principal matéria de incontáveis jornais ao redor do mundo. Em abril de 1998, a revista Time incluiu "O
Rebelde Desconhecido" na lista das 100 pessoas mais influentes do século.
Após seu gesto de não-violência, o homem escalou o topo do tanque da frente e conversou com o piloto. A
filmagem mostra duas pessoas vestidas de azul levando o homem embora e sumindo na multidão; os
tanques então prosseguiram seu caminho. Testemunhas acreditam que o homem foi levado pela polícia
secreta e foi um dos muitos executados daquele dia, uma vez que o governo chinês nunca foi capaz de
identificá-lo após as fotos tornarem-se públicas.
Texto de Diego Vieira
Administração Imagens HistóricasSee More
Like · · Share ·
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Desde 1976, com a morte de Mao Tsé-Tung, a ascenção de Deng
Xiaoping ao comando do país e a aproximação com o mundo capitalista,
a China vem mantendo o rumo da abertura econômica.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Deng começou pela reorganização do meio rural , devolvendo a
propriedade das terras às famílias camponesas e transformando as
oficinas comunitárias em pequenas fábricas de processamento dos
produtos agrícolas, movidas pelo LUCRO.
A produção agrícola aumentou vertiginosamente.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
No início da década de 80, o governo Deng deu mais um passo ousado:
criou as Zonas Econômicas Especiais (ZEE’s) em pleno território da China
Comunista.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
O objetivo das ZEE’s era atrair empresas estrangeiras que trariam
tecnologia, experiência administrativa e, principalmente, acesso aos
mercados da Europa e dos EUA.
Em troca a China oferecia mão-de-obra abundante e barata.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Guia do estudante, 2008.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Assim, a China transformou-se rapidamente em uma das mais
importantes plataformas exportadoras da atualidade (principalmente no
ramo dos calçados e vestuário, tendo se tornado a principal produtora
de fios e tecidos de algodão)
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
-É de longe a maior economia do
grupo
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
-Seu modelo de socialismo de mercado, estabelece novos desafios aos
demais membros do grupo.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
-Moeda e mão-de-obra baratas tornam a concorrência dos produtos
chineses desleal
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Grafiteiro britânico Banksy cria vinheta para seriado fazendo menção polêmica a exploração de mão-de-obra barata.A ideia teria sido inspirada
em supostas notícias de que os produtores da série terceirizariam a maior parte do trabalho para uma empresa no Oriente.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
-É um país com um imenso mercado consumidor (1,3 bilhão de
habitantes)
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
-Espera a abertura dos demais países, mas pouco se abre a eles.
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
http://www.tecmundo.com.br/energia/37430-pearl-river-tower-a-torre-sustentavel-gigante-da-
china-ilustracao-.htm
http://www.megacurioso.com.br/
http://pelomundo.folha.blog.uol.com.br/arch2010-09-19_2010-09-25.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fome_de_1958-1961_na_China

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?
Ghaya1979
 
Aborto
AbortoAborto
A Legalização do Aborto em Diferentes Visões
A Legalização do Aborto em Diferentes VisõesA Legalização do Aborto em Diferentes Visões
A Legalização do Aborto em Diferentes Visões
Rosemary Diego
 
Aborto
AbortoAborto
Estatísticas do Aborto
Estatísticas do AbortoEstatísticas do Aborto
Estatísticas do Aborto
comunidacatolicanovaalianca
 
Populacao teorias
Populacao teoriasPopulacao teorias
Populacao teorias
UFMS
 
Mulher E Homem
Mulher E HomemMulher E Homem
Mulher E Homem
leojusto
 
Aborto 2010 - Abordagem jurídica
Aborto 2010 - Abordagem jurídicaAborto 2010 - Abordagem jurídica
Aborto 2010 - Abordagem jurídica
Seminario de Bioetica
 
Aborto
AbortoAborto
Cadernobrasil2008
Cadernobrasil2008Cadernobrasil2008
Cadernobrasil2008
Débora Müller
 
Mulheres em África
Mulheres em ÁfricaMulheres em África
Mulheres em África
Rita Galrito
 
Aborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legaisAborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legais
Maria Stella
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
Fernanda Lopes
 
Brasil sexta economia
Brasil sexta economiaBrasil sexta economia
Brasil sexta economia
Fernanda Lopes
 
Tem01
Tem01Tem01
Evolução da população mundial
Evolução da população mundialEvolução da população mundial
Evolução da população mundial
Gisela Alves
 
Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
Christie Freitas
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICASTEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
Conceição Fontolan
 
O Aborto
O AbortoO Aborto
O Aborto
Rita Galrito
 
Apresentação aborto
Apresentação abortoApresentação aborto
Apresentação aborto
luciana
 

Mais procurados (20)

Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
A Legalização do Aborto em Diferentes Visões
A Legalização do Aborto em Diferentes VisõesA Legalização do Aborto em Diferentes Visões
A Legalização do Aborto em Diferentes Visões
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Estatísticas do Aborto
Estatísticas do AbortoEstatísticas do Aborto
Estatísticas do Aborto
 
Populacao teorias
Populacao teoriasPopulacao teorias
Populacao teorias
 
Mulher E Homem
Mulher E HomemMulher E Homem
Mulher E Homem
 
Aborto 2010 - Abordagem jurídica
Aborto 2010 - Abordagem jurídicaAborto 2010 - Abordagem jurídica
Aborto 2010 - Abordagem jurídica
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Cadernobrasil2008
Cadernobrasil2008Cadernobrasil2008
Cadernobrasil2008
 
Mulheres em África
Mulheres em ÁfricaMulheres em África
Mulheres em África
 
Aborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legaisAborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legais
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Brasil sexta economia
Brasil sexta economiaBrasil sexta economia
Brasil sexta economia
 
Tem01
Tem01Tem01
Tem01
 
Evolução da população mundial
Evolução da população mundialEvolução da população mundial
Evolução da população mundial
 
Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
 
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICASTEORIAS DEMOGRÁFICAS
TEORIAS DEMOGRÁFICAS
 
O Aborto
O AbortoO Aborto
O Aborto
 
Apresentação aborto
Apresentação abortoApresentação aborto
Apresentação aborto
 

Destaque

União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
União Europeia
Fernanda Lopes
 
áFrica formação das nações africanas
áFrica formação das nações africanasáFrica formação das nações africanas
áFrica formação das nações africanas
Fernanda Lopes
 
Oriente medio
Oriente medioOriente medio
Oriente medio
Fernanda Lopes
 
Migrações ilegais na europaaa
Migrações ilegais na europaaaMigrações ilegais na europaaa
Migrações ilegais na europaaa
Fernanda Lopes
 
América central
América centralAmérica central
América central
Fernanda Lopes
 
Atualidades questão nuclear somente
Atualidades questão nuclear somenteAtualidades questão nuclear somente
Atualidades questão nuclear somente
Fernanda Lopes
 
Conflitos nacionalistas na europa
Conflitos nacionalistas na europaConflitos nacionalistas na europa
Conflitos nacionalistas na europa
Fernanda Lopes
 
México
MéxicoMéxico
Questões ambientaissss
Questões ambientaissssQuestões ambientaissss
Questões ambientaissss
Fernanda Lopes
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Fernanda Lopes
 
Climas 1 2016
Climas 1 2016Climas 1 2016
Climas 1 2016
Fernanda Lopes
 
2 climas do brasil
2  climas do brasil2  climas do brasil
2 climas do brasil
Fernanda Lopes
 
Atmosfera e climas
Atmosfera e climasAtmosfera e climas
Atmosfera e climas
Fernanda Lopes
 
Anglo saxônica 13 colonias
Anglo saxônica 13 coloniasAnglo saxônica 13 colonias
Anglo saxônica 13 colonias
Fernanda Lopes
 
Temas enem 2012
Temas enem 2012Temas enem 2012
Temas enem 2012
Fernanda Lopes
 
Queda do comunismo
Queda do comunismoQueda do comunismo
Queda do comunismo
Fernanda Lopes
 
2 3 comércio-alunos
2 3 comércio-alunos2 3 comércio-alunos
2 3 comércio-alunos
Fernanda Lopes
 
Atualidades enem 2014
Atualidades enem 2014Atualidades enem 2014
Atualidades enem 2014
Fernanda Lopes
 
Cei conflitos territoriais e de nacionalidades
Cei conflitos territoriais e de nacionalidadesCei conflitos territoriais e de nacionalidades
Cei conflitos territoriais e de nacionalidades
Fernanda Lopes
 
éTica
éTicaéTica

Destaque (20)

União Europeia
União EuropeiaUnião Europeia
União Europeia
 
áFrica formação das nações africanas
áFrica formação das nações africanasáFrica formação das nações africanas
áFrica formação das nações africanas
 
Oriente medio
Oriente medioOriente medio
Oriente medio
 
Migrações ilegais na europaaa
Migrações ilegais na europaaaMigrações ilegais na europaaa
Migrações ilegais na europaaa
 
América central
América centralAmérica central
América central
 
Atualidades questão nuclear somente
Atualidades questão nuclear somenteAtualidades questão nuclear somente
Atualidades questão nuclear somente
 
Conflitos nacionalistas na europa
Conflitos nacionalistas na europaConflitos nacionalistas na europa
Conflitos nacionalistas na europa
 
México
MéxicoMéxico
México
 
Questões ambientaissss
Questões ambientaissssQuestões ambientaissss
Questões ambientaissss
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
 
Climas 1 2016
Climas 1 2016Climas 1 2016
Climas 1 2016
 
2 climas do brasil
2  climas do brasil2  climas do brasil
2 climas do brasil
 
Atmosfera e climas
Atmosfera e climasAtmosfera e climas
Atmosfera e climas
 
Anglo saxônica 13 colonias
Anglo saxônica 13 coloniasAnglo saxônica 13 colonias
Anglo saxônica 13 colonias
 
Temas enem 2012
Temas enem 2012Temas enem 2012
Temas enem 2012
 
Queda do comunismo
Queda do comunismoQueda do comunismo
Queda do comunismo
 
2 3 comércio-alunos
2 3 comércio-alunos2 3 comércio-alunos
2 3 comércio-alunos
 
Atualidades enem 2014
Atualidades enem 2014Atualidades enem 2014
Atualidades enem 2014
 
Cei conflitos territoriais e de nacionalidades
Cei conflitos territoriais e de nacionalidadesCei conflitos territoriais e de nacionalidades
Cei conflitos territoriais e de nacionalidades
 
éTica
éTicaéTica
éTica
 

Semelhante a China

China
ChinaChina
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
Demografia asia
Demografia asiaDemografia asia
Demografia asia
ebelly26
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
profleofonseca
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
Luciano Pessanha
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
Carson Souza
 
Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?
Ghaya1979
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em Dados
Idalina Leite
 
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
Junior Oliveira
 
Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)
Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)
Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Aspectos Populacionais do Brasil 2 - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 2  - 7º Ano (2018)Aspectos Populacionais do Brasil 2  - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 2 - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
China, um país desumano...
China, um país desumano...China, um país desumano...
China, um país desumano...
ThaysaWandeur
 
Aspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulher
Aspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulherAspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulher
Aspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulher
Lorena Padilha
 
Modulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhosModulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhos
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
Virgilio Nt
 
Quem vive no brasil
Quem vive no brasilQuem vive no brasil
Quem vive no brasil
Nilberte Correia
 
Inumano
InumanoInumano
Inumano
alex
 
Inumano
InumanoInumano
Relações ÉTnico Raciais E De GêNero
Relações ÉTnico Raciais E De GêNeroRelações ÉTnico Raciais E De GêNero
Relações ÉTnico Raciais E De GêNero
culturaafro
 
Relações ÈTnico Raciais E De GêNero
Relações ÈTnico Raciais E De GêNeroRelações ÈTnico Raciais E De GêNero
Relações ÈTnico Raciais E De GêNero
culturaafro
 

Semelhante a China (20)

China
ChinaChina
China
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
Demografia asia
Demografia asiaDemografia asia
Demografia asia
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.Geografia - População, Demografia, Migração.
Geografia - População, Demografia, Migração.
 
Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?Que Mundo é Esse?
Que Mundo é Esse?
 
O Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em DadosO Nosso Mundo em Dados
O Nosso Mundo em Dados
 
Geografia 3 ano
Geografia 3 anoGeografia 3 ano
Geografia 3 ano
 
Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)
Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)
Aspectos populacionais do Brasil 1 - 7º Ano (2017)
 
Aspectos Populacionais do Brasil 2 - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 2  - 7º Ano (2018)Aspectos Populacionais do Brasil 2  - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 2 - 7º Ano (2018)
 
China, um país desumano...
China, um país desumano...China, um país desumano...
China, um país desumano...
 
Aspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulher
Aspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulherAspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulher
Aspectos biopsicossociais que interferem na saúde da mulher
 
Modulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhosModulo 13 - Ter filhos
Modulo 13 - Ter filhos
 
Populacao mundial
Populacao mundialPopulacao mundial
Populacao mundial
 
Quem vive no brasil
Quem vive no brasilQuem vive no brasil
Quem vive no brasil
 
Inumano
InumanoInumano
Inumano
 
Inumano
InumanoInumano
Inumano
 
Relações ÉTnico Raciais E De GêNero
Relações ÉTnico Raciais E De GêNeroRelações ÉTnico Raciais E De GêNero
Relações ÉTnico Raciais E De GêNero
 
Relações ÈTnico Raciais E De GêNero
Relações ÈTnico Raciais E De GêNeroRelações ÈTnico Raciais E De GêNero
Relações ÈTnico Raciais E De GêNero
 

Mais de Fernanda Lopes

Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Fernanda Lopes
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
Fernanda Lopes
 
Mariana tragédia
Mariana tragédiaMariana tragédia
Mariana tragédia
Fernanda Lopes
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da história
Fernanda Lopes
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
Fernanda Lopes
 
Blocos econômicos primeiro ano
Blocos econômicos  primeiro anoBlocos econômicos  primeiro ano
Blocos econômicos primeiro ano
Fernanda Lopes
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Fernanda Lopes
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
Fernanda Lopes
 
Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2
Fernanda Lopes
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1
Fernanda Lopes
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Fernanda Lopes
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Fernanda Lopes
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Fernanda Lopes
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialista
Fernanda Lopes
 
Rússia país
Rússia paísRússia país
Rússia país
Fernanda Lopes
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentrada
Fernanda Lopes
 
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Fernanda Lopes
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Fernanda Lopes
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Fernanda Lopes
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Fernanda Lopes
 

Mais de Fernanda Lopes (20)

Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
Cap 1 primeiro ano aula 2-principais conceitos-2020
 
Cap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundoCap 1 da europa para o mundo
Cap 1 da europa para o mundo
 
Mariana tragédia
Mariana tragédiaMariana tragédia
Mariana tragédia
 
Piores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da históriaPiores acidentes nucleares da história
Piores acidentes nucleares da história
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Blocos econômicos primeiro ano
Blocos econômicos  primeiro anoBlocos econômicos  primeiro ano
Blocos econômicos primeiro ano
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Questão palestina
Questão palestinaQuestão palestina
Questão palestina
 
Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2Conflitos mundiais 2
Conflitos mundiais 2
 
Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1Cap 14 conflitos mundiais 1
Cap 14 conflitos mundiais 1
 
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sulCap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
Cap 14 c regiões geoeconômicas_centro sul
 
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_neCap 14 b regiões geoeconômicas_ne
Cap 14 b regiões geoeconômicas_ne
 
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazôniaCap 14 regiões geoeconômicas amazônia
Cap 14 regiões geoeconômicas amazônia
 
Cap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialistaCap 13 mundo ex socialista
Cap 13 mundo ex socialista
 
Rússia país
Rússia paísRússia país
Rússia país
 
Cap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentradaCap 13 b a região concentrada
Cap 13 b a região concentrada
 
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallllCap 12 desenvolvimento mundiallll
Cap 12 desenvolvimento mundiallll
 
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilllCap 12 organização politico administrativa do brasilll
Cap 12 organização politico administrativa do brasilll
 
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águasQuestões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
Questões ambientais buraco ozônio e poluição das águas
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 

Último

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 

Último (20)

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 

China

  • 1. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 2. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A China ocupa o 3⁰ lugar entre os maiores países do mundo (em termos de população, o país ocupa o 1⁰ lugar.
  • 3. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A população chinesa é predominantemente RURAL (apenas 1/3 é urbana).
  • 4. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Mas como a população chinesa é muito grande, há na China 13 centros urbanos com mais de 2,5 milhões de habitantes e cerca de 25 cidades com mais de 1 milhão de habitantes.
  • 5. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 6. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A China ocupa o 3⁰ lugar entre os maiores países do mundo (em termos de população, o país ocupa o 1⁰ lugar.
  • 7. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 8. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 9. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Desde a década de 70 o governo chinês implantou um rigoroso controle de natalidade, determinando que cada casal tenha apenas um filho.
  • 10. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia São aplicadas rígidas penalidades para a mulher que estiver grávida do 3⁰ filho. Tradicionalmente ligados às atividades rurais, os chineses acreditavam que uma família só seria completa com um grande número de filhos (pois isso representava mais pessoas trabalhando e elevando a renda familiar)
  • 11. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Para romper com esse pensamento o governo chinês promoveu uma intensa campanha para conscientizar os chineses sobre a necessidade de deter o crescimento da população.
  • 12. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Na década de 80 as campanhas usavam frases como: “Um novo bebê significa um novo túmulo” “Tenha menos crianças e mais porcos”
  • 13. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Estima-se que 400 milhões nascimentos foram evitados, mas a um custo enorme. Segundo números oficiais, foram realizados cerca de 265 milhões de abortos. Muitos deles tardios e de risco, já que a preferência por bebês do sexo masculino leva os pais a esperar até o segundo trimestre, quando o sexo já está definido.
  • 14. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia O resultado é um desequilíbrio forte entre homens e mulheres num futuro próximo. Em 1990, por exemplo, nasciam 120 meninos para cada 100 meninas. O governo estima que, em 2020, haverá 30 milhões de homens a mais do que mulheres no país. Além disso, há o enorme peso sobre o filho único adulto (chamado na China de “pequeno imperador”), que terá de se encarregar de até seis idosos (dois pais, quatro avós), pois a proteção social do Estado é quase zero.
  • 15. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia A preferência por filhos homens na China se dá por inúmeros fatores: culturais, sociais e econômicos.
  • 16. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia #Os fatores sociais A mudança do papel das mulheres através da vida Através de sua vida, as mulheres têm papéis diferentes, dependendo de sua idade e de seu lugar na família. Meninas: o importante para as meninas e encontrar um bom casamento, como resultado, não é tão importante proporcionar-lhes educação, porque se elas trabalham, seus ganhos vão pertencer a famílias de seus maridos. A família da garota não tem portanto interesse em assegurar que a menina vai ser educada (educação não está em jogo para fazer um bom casamento). Mulheres: eles têm quase que exclusivamente um papel reprodutivo. O que está em jogo é dar à luz a pelo menos um filho e, em seguida, cuidar da família e da casa. Mulheres idosas: as mulheres finalmente tem o seu papel mais importante nos últimos anos de sua vida. Depois que se aposentou, o homem torna-se mais modesto, ao passo que a mulher continua cuidando da casa e da educação de seu filho e netos.
  • 17. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia China como uma sociedade patriarcal Para a sociedade chinesa a manutenção da linhagem é fundamental. A China é uma sociedade patriarcal, onde os principais ativos produtivos são passados ​​através da linha masculina, ao passo que as meninas recebem alguns bens móveis por meio de herança. Na China tradicional, quando uma mulher se casa com um homem, ela se muda para o seu clã.. Como resultado, é preferível que as famílias tenham filhos em vez de filhas, como eles vão ter certeza de que a linhagem será mantida ea propriedade vai ficar na família. Além disso as famílias preferem ter filhos, porque eles vão ser capazes de fornecer-lhes apoio na velhice.
  • 18. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografiahttp://noticias.r7.com/internacional/noticias/china-pode-ter-24-milhoes-de-homens-solteiros-ate-2020-20100111.html
  • 19. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia O desequilíbrio demográfico na China, país onde os abortos seletivos são frequentes para evitar o nascimento de meninas, corre o risco de criar um excedente de 24 milhões de homens em 2020, alertou um estudo oficial citado nesta segunda-feira (11) pela imprensa. "Os abortos seletivos continuam sendo muito frequentes, sobretudo nas zonas rurais", da China, que conta atualmente com 1,3 bilhão de habitantes, indicaram uma série de pesquisas publicadas pela Academia de Ciências Sociais da China, citadas pelo jornal Global Times. As famílias que vivem da agricultura preferem ter filhos homens por motivos tradicionais e econômicos: já que a maior parte da população não pode contar com um sistema de aposentadoria e proteção social, a maior parte da população idosa depende dos filhos para sobreviver. Assim, os casais preferem ter filhos, já que as filhas vão morar com a família do marido depois do casamento. Assim, o desnível de gêneros na China, que era de 108 homens para cem mulheres em 1982, saltou para 119 homens para cem mulheres, de acordo com dados da Comissão de Planejamento Familiar. País tem rígido controle de natalidade A tendência se acentuou com a facilitação do acesso a tecnologias modernas de exames pré-natais, que permitem identificar o sexo do embrião - embora, na teoria, a equipe médica não tenha autorização para revelar esta informação aos futuros pais, justamente para evitar um eventual aborto. Em algumas áreas do país, o desequilíbrio chega a 130 homens para cada cem mulheres, segundo um recente relatório publicado pelo jornal Mirror. As autoridades estimam que uma proporção saudável entre gêneros normal seja de 103 a 107 homens para cada cem mulheres. Desde o fim dos anos 70, as autoridades chineses mantêm uma rígida política de controle de natalidade, para evitar o crescimento exponencial da população. Esta política, no entanto, limita a autorização de nascimentos a um filho por casal; há, no entanto, algumas exceções no campo e em regiões habitadas por minorias étnicas. Falta de mulher causa até sequestro Segundo um pesquisador da Academia de Ciências Sociais, os principais prejudicados por esse desequilíbrio demográfico são homens de renda mais baixa. A enorme dificuldade para encontrar uma esposa em algumas regiões já provoca fenômenos preocupantes, como sequestros em países limítrofes, assim como o aumento do número de mulheres obrigadas a se casar ou a se prostituir. Segundo um dos pesquisadores citados, Wang Yuesheng, muitos homens das regiões mais pobres do país correm o risco de permanecer solteiros por toda a vida, o que pode causar "uma ruptura das linhagens familiares". - As chances de encontrar esposa é rara no campo para homens de mais de 40 anos, que serão mais dependentes dos seguros sociais, pois terão menos recursos para sobreviver. http://noticias.r7.com/internacional/noticias/china-pode-ter-24-milhoes-de-homens-solteiros-ate-2020-20100111.html
  • 20. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia 1-Desproporção de gênero 2-filhos únicos tem mais problemas de convivência em grupo (uma vez que não aprenderam a dividir) 3-Indústria clandestina de aborto (preferência por filhos homens) 4-grande massa de pessoas sem registro (sem nome oficial)
  • 21. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 22. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Nos últimos 100 anos a China se transformou profundamente.
  • 23. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Os europeus chegaram ao extremo Oriente por volta do século XIII. A China representou para os estrangeiros uma grande oportunidade de obter lucros com a comercialização de mercadorias exóticas (seda, porcelana e especiarias). Produção da seda Especiarias Porcelana chinesa
  • 24. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Ópio  é um produto extraído da papoula e transformado em pó ou em barras para ser consumido (durante séculos foi usado em pequenas quantidades como anestésico para dor).
  • 25. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Ópio  é um produto extraído da papoula e transformado em pó ou em barras para ser consumido (durante séculos foi usado em pequenas quantidades como anestésico para dor). O consumo causa dependência e morte em pouco tempo. Hoje em vários países subdesenvolvidos (Afeganistão, Mianmar) a falta de renda leva muitos camponeses a cultivar a papoula. Os ingleses comercializavam o ópio na China.
  • 26. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Os governantes chineses tentaram combater o tráfico, mas os ingleses reagiram enviando uma frota de guerra (1839). A China era chamada de “quintal do mundo”, e as potências europeias tinham presença marcante na região.
  • 27. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Derrotados em 1842, os chineses foram obrigados a assinar um acordo pelo qual se sujeitavam a várias imposições, dentre elas: -pagar indenização, -abrir cinco portos para o comércio e -ceder Hong Kong aos ingleses. -conceder livre comércio do ópio aos ingleses.
  • 28. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 29. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Em 1949, a China se declarou socialista e passou a receber ajuda da URSS para promover sua industrialização. No entanto, as relações entre a China e a URSS não eram tão boas (os chineses exigiam ajuda soviética para desenvolver armas nucleares e não eram atendidos) Em 1960 as relações entre os dois países foram rompidas. Sem a ajuda soviética as indústrias não cresciam o suficiente para promover o desenvolvimento social da China. Faltava tudo.
  • 30. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 31. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 32. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente. COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural)
  • 33. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente. COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural) Ansiosos por acelerar o desenvolvimento, os governantes não planejaram corretamente e ocorreu uma enorme desorganização produtiva.
  • 34. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente. COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural) Ansiosos por acelerar o desenvolvimento, os governantes não planejaram corretamente e ocorreu uma enorme desorganização produtiva.
  • 35. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Não existia propriedade particular e tudo era dividido coletivamente. COLETIVIZAÇÃO total da agricultura e da economia (80% da população era rural) Ansiosos por acelerar o desenvolvimento, os governantes não planejaram corretamente e ocorreu uma enorme desorganização produtiva. -Carvão mineral era explorado em todo o território -poluição de solos e rios -devastação de florestas inteiras -desertificações de grandes regiões -drenagem de lagos (para virar campos de cultivos) -máquinas sem peças para reposição -exterminação de pássaros -proliferação de pragas
  • 36. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia #GRANDE FOME Período crítico que se estendeu do fim de 1959 até 1961. Cenário catastrófico que levou a falta de alimentos e remédios levando a morte milhões de chineses. Em 1959, os moradores de um subúrbio da cidade de Hankow fazem fila para conseguir comida. A população chinesa foi literalmente massacrada nesse período de dificuldades e escassez de alimentos.
  • 37. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia #GRANDE FOME Período crítico que se estendeu do fim de 1959 até 1961. Cenário catastrófico que levou a falta de alimentos e remédios levando a morte milhões de chineses. Em 1959, os moradores de um subúrbio da cidade de Hankow fazem fila para conseguir comida. A população chinesa foi literalmente massacrada nesse período de dificuldades e escassez de alimentos.
  • 38. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 39. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 40. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia O protesto na Praça da Paz Celestial, por um ângulo pouco conhecido. O Rebelde Desconhecido, também conhecido como O Homem dos Tanques, é como ficou conhecido o misterioso homem que ganhou fama em todo o mundo como figura heroica após ser filmado e fotografado durante os protestos na Praça da Paz Celestial em Pequim, em 5 de junho de 1989. Várias fotografias foram tiradas do homem, que ficou em p...é em frente a uma coluna de tanques chineses Type 59, forçando-os a parar. Essa versão foi fotografada por Stuart Franklin da Magnum Photos, do quinto andar do Beijing Hotel. Ele tinha um ângulo de visão mais aberto, mostrando mais tanques à distância. Ele traficou o filme fotográfico para fora da China numa caixa de chá com um estudante francês. As fotos e a filmagem do homem se posicionando em pé, parado e sozinho em frente à coluna de tanques alcançou repercussão internacional quase instantaneamente. Foi capa dos principais jornais e revistas e a principal matéria de incontáveis jornais ao redor do mundo. Em abril de 1998, a revista Time incluiu "O Rebelde Desconhecido" na lista das 100 pessoas mais influentes do século. Após seu gesto de não-violência, o homem escalou o topo do tanque da frente e conversou com o piloto. A filmagem mostra duas pessoas vestidas de azul levando o homem embora e sumindo na multidão; os tanques então prosseguiram seu caminho. Testemunhas acreditam que o homem foi levado pela polícia secreta e foi um dos muitos executados daquele dia, uma vez que o governo chinês nunca foi capaz de identificá-lo após as fotos tornarem-se públicas. Texto de Diego Vieira Administração Imagens HistóricasSee More Like · · Share ·
  • 41. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 42. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Desde 1976, com a morte de Mao Tsé-Tung, a ascenção de Deng Xiaoping ao comando do país e a aproximação com o mundo capitalista, a China vem mantendo o rumo da abertura econômica.
  • 43. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Deng começou pela reorganização do meio rural , devolvendo a propriedade das terras às famílias camponesas e transformando as oficinas comunitárias em pequenas fábricas de processamento dos produtos agrícolas, movidas pelo LUCRO. A produção agrícola aumentou vertiginosamente.
  • 44. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia No início da década de 80, o governo Deng deu mais um passo ousado: criou as Zonas Econômicas Especiais (ZEE’s) em pleno território da China Comunista.
  • 45. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia O objetivo das ZEE’s era atrair empresas estrangeiras que trariam tecnologia, experiência administrativa e, principalmente, acesso aos mercados da Europa e dos EUA. Em troca a China oferecia mão-de-obra abundante e barata.
  • 46. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Guia do estudante, 2008.
  • 47. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Assim, a China transformou-se rapidamente em uma das mais importantes plataformas exportadoras da atualidade (principalmente no ramo dos calçados e vestuário, tendo se tornado a principal produtora de fios e tecidos de algodão)
  • 48. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia -É de longe a maior economia do grupo
  • 49. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia -Seu modelo de socialismo de mercado, estabelece novos desafios aos demais membros do grupo.
  • 50. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia -Moeda e mão-de-obra baratas tornam a concorrência dos produtos chineses desleal
  • 51. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia Grafiteiro britânico Banksy cria vinheta para seriado fazendo menção polêmica a exploração de mão-de-obra barata.A ideia teria sido inspirada em supostas notícias de que os produtores da série terceirizariam a maior parte do trabalho para uma empresa no Oriente.
  • 52. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia -É um país com um imenso mercado consumidor (1,3 bilhão de habitantes)
  • 53. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia -Espera a abertura dos demais países, mas pouco se abre a eles.
  • 54. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 55. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 56. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 57. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 58. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 59. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia
  • 60. Oficina elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES - Geografia http://www.tecmundo.com.br/energia/37430-pearl-river-tower-a-torre-sustentavel-gigante-da- china-ilustracao-.htm http://www.megacurioso.com.br/ http://pelomundo.folha.blog.uol.com.br/arch2010-09-19_2010-09-25.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Fome_de_1958-1961_na_China