SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
Francesco Torres
francescotorres@yahoo.com.br
  www.francescotorres.com.br
Divisão Política
Japão


País arquipélago, área territorial de 378.000km2;

Formado apenas por 04 grandes ilhas todas de origem
vulcânica
 •   HONSHU (± 230.000KM²),
 •   HOKKAIDO (± 83.000KM²)
 •   KYUSHU (± 44.000KM²)
 •   SHIKOKU (±44.000KM²)

Nota: as quatro ilhas japonesas estão interligadas através de
pontes e túneis que tem por finalidade integrar todo País.
Relevo
Divisão Política
Características Gerais
População absoluta de ± 135.000 habs. Com uma densidade demográfica
média ± 350habs/km² e predominância urbana ± 80%


Cidades de maior concentração populacional: Tóquio, Yokohama, Osaka,
Nagoya, Sapporo, Kyoto e Kobe.


Faixa de aglomeração urbana do País está entre Tóquio(capital do País) Kyoto
com mais de 75 milhões de pessoas.

Dois aspectos importantes sobre a população japonesa: alta queda nas taxas de
natalidade nos últimos anos e aumento na expectativa de vida da população
como um todo.

Nota: Os dekasseguis – são descendentes de japoneses que nasceram e
residem em outros países, no qual são convidados à trabalhar em território
japonês.
Estrangeiros no Japão por
   nacionalidade (2000)
Pirâmide Etária
  Japão 2005
Agricultura

Parte do cultivo é realizado nas encostas do relevo
montanhoso e próximo a dezenas de vulcões (em torno
de 40).

Superação japonesa: técnicas agrícolas avançadas;
modernos recursos tecnológicos como o cultivo
hidropônico (uso somente de água e nutrientes).


O principais produtos agrícolas são:

• Arroz, o chá, o algodão, a soja e o trigo.
Indústria
O desenvolvimento industrial japonês está ligado a aliança entre o governo e as antigas
elites.


Zaibatsus – poderosos grupos financeiros japoneses que são controlados por famílias
tradicionais e proprietárias de grandes empresas dentro do país. Entre as mais famosas
zaibatsus estão a Mitsubishi, Mitsui, Sumitomo, Itochu, Marubeni, Nichimen, Kanematsu,
Nissan, Yasuda, Yakuza.

Ramos industriais que se destacam no JAPÃO:
 • Siderúrgico – depende das importações de matéria-prima da Ásia, América do Sul e
   Austrália;
 • Automobilística – onde a robótica é a principal mão-de-obra; produção direcionada ao
   mercado norte-americano;
 • Eletroeletrônica – produtos de alta tecnologia como equipamentos de imagens e som,
   transmissão de dados digitais, etc.
 • Indústria naval – o País é tido como maior construtor mundial;
 • Têxtil – desenvolvimento de fibras artificiais.

Nota: Como o País apresenta grandes áreas montanhosas que impedem a expansão dos
japoneses para o interior, eles constrói pôlderes(diques) e ilhas artificiais junto a beira-mar
para construção de novas industrias.
Monte Fuji
Tigres Asiáticos
TIGRES ASIÁTICOS
  Primeira Geração – Após 2ª guerra mundial


Coréia do Sul, Área – 99.260 km²


Hong Kong, Área – 1.103 km²


Taiwan (Formosa), Área – 36.184 km²


Cingapura, Área – 697 km²
TIGRES ASIÁTICOS
  Segunda Geração – década 1990

Tailândia, Área – 513.116 km²

Filipinas, Área - 300.076 Km²

Indonésia, Área - 1.904.570 Km²

Malásia, Área – 329.847 Km²
TIGRES ASIÁTICOS


Além de um sério planejamento econômico, outros fatores favoreceram o
desenvolvimento destes países. Alguns fatores muito importantes:
 • Investimento de capital estrangeiro, principalmente norte-americano e japonês, que via
   nesses países uma localização estratégica para fortalecer o capitalismo contra o socialismo, na
   época da Guerra Fria;
 • Exploração da força de trabalho, relativamente barata, que compensava a falta de matérias-
   primas - as férias são muito reduzidas, a jornada de trabalho elevada e a previdência social
   restrita;
 • Distribuição mais equilibrada de renda em relação a outros países capitalistas;
 • Estados altamente centralizados e ditatoriais;
 • Economias voltadas fundamentalmente para o mercado externo;
 • Ética confucionista - estabelece um modelo socioeconômico que enfatiza o equilíbrio social, a
   consciência de grupo, a hierarquia, a disciplina e o nacionalismo. As grandes empresas são
   vistas como grandes famílias, viabilizando, muitas vezes, a ordem e a maior produtividade.

Os Tigres Asiáticos tem como meta principal a qualificação da mão-de-obra,
investimentos fortemente nos setores de educação e pesquisa científica.
CINGAPURA
Apresenta uma média de 4,5 milhões de habitantes (população absoluta do
país)


Foi colônia britânica até 1965


É desde a década 1980, um grande centro financeiro e de indústrias de alta
tecnologias de várias partes do Mundo

Outros destaques do País se dá nos serviços portuários, bancários, turismo,
exportação de petróleo e seus derivados, de borracha natural e de
equipamentos eletroeletrônicos

76% da população é de origem chinesa, além de malaios, japoneses,
indianos e britânicos
CINGAPURA
Hong Kong

Território chinês, sob dominação britânica desde 1842, e devolvido a China em 1997


Bases da negociação/reintegração ao governo da China:
 • O país manterá sua estrutura de governo autônoma;
 • Seu sistema socioeconômico capitalista por pelo menos meio século ( 50 anos ).

Por ser de origem vulcânica seu relevo – montanhoso – dificulta a agricultura


Água escassa com dificuldade para a agricultura

A característica mais importante do país é concentrar grande quantidade de bancos,
seguradoras, empresas de exportação e importação, além setores de serviços.
Hong Kong
Hong Kong
TAIWAN OU FORMOSA

País arquipélago, de relevo difícil/montanhoso


País de grande presença chinesa na sua população


País também disputado pelos japoneses desde 1887


País de caráter capitalista desde a Revolução Chinesa socialista de 1949, refugiado o
presidente Chiang Kai-Shek.

É um País reconhecido pelas principais potências capitalistas da atualidade, etc.
Porém tenta ainda seu reconhecimento junto a ONU, República Popular da China.
TAIWAN OU FORMOSA




             Chiang Kai-Shek
CORÉIA DO SUL

O relevo montanhoso, com dificuldades para a agricultura local



Indústrias, principal atividade do País no qual transforma-o numa
PLATAFORMA DE EXPORTAÇÃO


Tem amplo investimentos nas áreas de Educação, Saúde, Ciência e
Tecnologia


Nota: Na Coréia do Sul, o mais alto salário é pago aos profissionais que
trabalham no magistério (PROFESSOR).
CORÉIA DO SUL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Asia
AsiaAsia
Asia
 
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
8º Ano - Módulo 04 - Continente Americano
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
Tigres asiáticos
Tigres asiáticos  Tigres asiáticos
Tigres asiáticos
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
 
Regionalização do continente africano
Regionalização do continente africanoRegionalização do continente africano
Regionalização do continente africano
 
Oriente x ocidente
Oriente x ocidenteOriente x ocidente
Oriente x ocidente
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
A população da ásia
A população da ásiaA população da ásia
A população da ásia
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evolução
 
América central
América centralAmérica central
América central
 
Modulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
Modulo 05 - Aspectos naturais da ÁsiaModulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
Modulo 05 - Aspectos naturais da Ásia
 
Oceania
OceaniaOceania
Oceania
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Regioes brasil
Regioes brasilRegioes brasil
Regioes brasil
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poder
 

Semelhante a Tigres Asiáticos e Japão

Disputa entre Japão X China pelas terras
Disputa entre Japão X China pelas terrasDisputa entre Japão X China pelas terras
Disputa entre Japão X China pelas terrasNome Sobrenome
 
Ásia - aspectos naturais e geopolíticos
Ásia - aspectos naturais e geopolíticos Ásia - aspectos naturais e geopolíticos
Ásia - aspectos naturais e geopolíticos André Luiz Marques
 
Extremo Oriente Economia
Extremo Oriente EconomiaExtremo Oriente Economia
Extremo Oriente EconomiaPaticx
 
Industrialização do Japão
Industrialização do JapãoIndustrialização do Japão
Industrialização do JapãoMayara Sousa
 
Países e áreas de industrialização periférica
Países e áreas de industrialização periféricaPaíses e áreas de industrialização periférica
Países e áreas de industrialização periféricaColégio Nova Geração COC
 
Os tigres asáticos
Os tigres asáticosOs tigres asáticos
Os tigres asáticosJoão Couto
 
Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.
Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.
Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.Gla Santos
 
Cap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticosCap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticosAcácio Netto
 
Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]borgesnuria
 
TRABALHO tigrinhos vladia
TRABALHO tigrinhos vladiaTRABALHO tigrinhos vladia
TRABALHO tigrinhos vladiaAlanaMaria7
 
Japão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticosJapão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticosJefferson Cunha
 
Apostila geografia china
Apostila geografia chinaApostila geografia china
Apostila geografia chinaFernando Colih
 
ÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptx
ÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptxÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptx
ÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptxKelvinSousa11
 
AconsolidaodoJapo.pdf
AconsolidaodoJapo.pdfAconsolidaodoJapo.pdf
AconsolidaodoJapo.pdfOtilio Jose
 

Semelhante a Tigres Asiáticos e Japão (20)

Disputa entre Japão X China pelas terras
Disputa entre Japão X China pelas terrasDisputa entre Japão X China pelas terras
Disputa entre Japão X China pelas terras
 
Ásia - aspectos naturais e geopolíticos
Ásia - aspectos naturais e geopolíticos Ásia - aspectos naturais e geopolíticos
Ásia - aspectos naturais e geopolíticos
 
Extremo Oriente Economia
Extremo Oriente EconomiaExtremo Oriente Economia
Extremo Oriente Economia
 
Japão final
Japão finalJapão final
Japão final
 
Industrialização do Japão
Industrialização do JapãoIndustrialização do Japão
Industrialização do Japão
 
ÁSIA : EXTREMO ORIENTE
ÁSIA : EXTREMO ORIENTEÁSIA : EXTREMO ORIENTE
ÁSIA : EXTREMO ORIENTE
 
Japão em
Japão emJapão em
Japão em
 
Países e áreas de industrialização periférica
Países e áreas de industrialização periféricaPaíses e áreas de industrialização periférica
Países e áreas de industrialização periférica
 
Os tigres asáticos
Os tigres asáticosOs tigres asáticos
Os tigres asáticos
 
JAPAO.pptx
JAPAO.pptxJAPAO.pptx
JAPAO.pptx
 
Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.
Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.
Os tigres asiáticos _ 1ª e 2ª Geração.
 
Cap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticosCap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticos
 
Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]
 
TRABALHO tigrinhos vladia
TRABALHO tigrinhos vladiaTRABALHO tigrinhos vladia
TRABALHO tigrinhos vladia
 
Japão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticosJapão e os tigres asiáticos
Japão e os tigres asiáticos
 
Apostila geografia china
Apostila geografia chinaApostila geografia china
Apostila geografia china
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
Aula 17 china
Aula 17   chinaAula 17   china
Aula 17 china
 
ÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptx
ÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptxÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptx
ÁSIA - ASPECTOS ECONÔMICOS (1).pptx
 
AconsolidaodoJapo.pdf
AconsolidaodoJapo.pdfAconsolidaodoJapo.pdf
AconsolidaodoJapo.pdf
 

Mais de Prof. Francesco Torres (20)

População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Formação do Brasil
Formação do BrasilFormação do Brasil
Formação do Brasil
 
Regionalização
RegionalizaçãoRegionalização
Regionalização
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Regiao Sul
Regiao SulRegiao Sul
Regiao Sul
 
Regiao Centro oeste
Regiao Centro oesteRegiao Centro oeste
Regiao Centro oeste
 
Região Norte
Região NorteRegião Norte
Região Norte
 
Orientação
Orientação Orientação
Orientação
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
Formação terra
Formação terraFormação terra
Formação terra
 
Águas oceânicas e os mares
Águas oceânicas e os maresÁguas oceânicas e os mares
Águas oceânicas e os mares
 
Paisagem
PaisagemPaisagem
Paisagem
 
Escalas e mapas
Escalas e mapasEscalas e mapas
Escalas e mapas
 
Clima e paisagens naturais e atmosfera
Clima e paisagens naturais e atmosferaClima e paisagens naturais e atmosfera
Clima e paisagens naturais e atmosfera
 
Distribuição das águas na paisagem
Distribuição das águas na paisagemDistribuição das águas na paisagem
Distribuição das águas na paisagem
 
Ações humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientaisAções humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientais
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
A biosfera
 
O planeta terra
O planeta terraO planeta terra
O planeta terra
 
Tamanho planetas
Tamanho planetasTamanho planetas
Tamanho planetas
 

Último

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 

Tigres Asiáticos e Japão

  • 3. Japão País arquipélago, área territorial de 378.000km2; Formado apenas por 04 grandes ilhas todas de origem vulcânica • HONSHU (± 230.000KM²), • HOKKAIDO (± 83.000KM²) • KYUSHU (± 44.000KM²) • SHIKOKU (±44.000KM²) Nota: as quatro ilhas japonesas estão interligadas através de pontes e túneis que tem por finalidade integrar todo País.
  • 6. Características Gerais População absoluta de ± 135.000 habs. Com uma densidade demográfica média ± 350habs/km² e predominância urbana ± 80% Cidades de maior concentração populacional: Tóquio, Yokohama, Osaka, Nagoya, Sapporo, Kyoto e Kobe. Faixa de aglomeração urbana do País está entre Tóquio(capital do País) Kyoto com mais de 75 milhões de pessoas. Dois aspectos importantes sobre a população japonesa: alta queda nas taxas de natalidade nos últimos anos e aumento na expectativa de vida da população como um todo. Nota: Os dekasseguis – são descendentes de japoneses que nasceram e residem em outros países, no qual são convidados à trabalhar em território japonês.
  • 7. Estrangeiros no Japão por nacionalidade (2000)
  • 8. Pirâmide Etária Japão 2005
  • 9. Agricultura Parte do cultivo é realizado nas encostas do relevo montanhoso e próximo a dezenas de vulcões (em torno de 40). Superação japonesa: técnicas agrícolas avançadas; modernos recursos tecnológicos como o cultivo hidropônico (uso somente de água e nutrientes). O principais produtos agrícolas são: • Arroz, o chá, o algodão, a soja e o trigo.
  • 10. Indústria O desenvolvimento industrial japonês está ligado a aliança entre o governo e as antigas elites. Zaibatsus – poderosos grupos financeiros japoneses que são controlados por famílias tradicionais e proprietárias de grandes empresas dentro do país. Entre as mais famosas zaibatsus estão a Mitsubishi, Mitsui, Sumitomo, Itochu, Marubeni, Nichimen, Kanematsu, Nissan, Yasuda, Yakuza. Ramos industriais que se destacam no JAPÃO: • Siderúrgico – depende das importações de matéria-prima da Ásia, América do Sul e Austrália; • Automobilística – onde a robótica é a principal mão-de-obra; produção direcionada ao mercado norte-americano; • Eletroeletrônica – produtos de alta tecnologia como equipamentos de imagens e som, transmissão de dados digitais, etc. • Indústria naval – o País é tido como maior construtor mundial; • Têxtil – desenvolvimento de fibras artificiais. Nota: Como o País apresenta grandes áreas montanhosas que impedem a expansão dos japoneses para o interior, eles constrói pôlderes(diques) e ilhas artificiais junto a beira-mar para construção de novas industrias.
  • 13. TIGRES ASIÁTICOS Primeira Geração – Após 2ª guerra mundial Coréia do Sul, Área – 99.260 km² Hong Kong, Área – 1.103 km² Taiwan (Formosa), Área – 36.184 km² Cingapura, Área – 697 km²
  • 14. TIGRES ASIÁTICOS Segunda Geração – década 1990 Tailândia, Área – 513.116 km² Filipinas, Área - 300.076 Km² Indonésia, Área - 1.904.570 Km² Malásia, Área – 329.847 Km²
  • 15. TIGRES ASIÁTICOS Além de um sério planejamento econômico, outros fatores favoreceram o desenvolvimento destes países. Alguns fatores muito importantes: • Investimento de capital estrangeiro, principalmente norte-americano e japonês, que via nesses países uma localização estratégica para fortalecer o capitalismo contra o socialismo, na época da Guerra Fria; • Exploração da força de trabalho, relativamente barata, que compensava a falta de matérias- primas - as férias são muito reduzidas, a jornada de trabalho elevada e a previdência social restrita; • Distribuição mais equilibrada de renda em relação a outros países capitalistas; • Estados altamente centralizados e ditatoriais; • Economias voltadas fundamentalmente para o mercado externo; • Ética confucionista - estabelece um modelo socioeconômico que enfatiza o equilíbrio social, a consciência de grupo, a hierarquia, a disciplina e o nacionalismo. As grandes empresas são vistas como grandes famílias, viabilizando, muitas vezes, a ordem e a maior produtividade. Os Tigres Asiáticos tem como meta principal a qualificação da mão-de-obra, investimentos fortemente nos setores de educação e pesquisa científica.
  • 16. CINGAPURA Apresenta uma média de 4,5 milhões de habitantes (população absoluta do país) Foi colônia britânica até 1965 É desde a década 1980, um grande centro financeiro e de indústrias de alta tecnologias de várias partes do Mundo Outros destaques do País se dá nos serviços portuários, bancários, turismo, exportação de petróleo e seus derivados, de borracha natural e de equipamentos eletroeletrônicos 76% da população é de origem chinesa, além de malaios, japoneses, indianos e britânicos
  • 18. Hong Kong Território chinês, sob dominação britânica desde 1842, e devolvido a China em 1997 Bases da negociação/reintegração ao governo da China: • O país manterá sua estrutura de governo autônoma; • Seu sistema socioeconômico capitalista por pelo menos meio século ( 50 anos ). Por ser de origem vulcânica seu relevo – montanhoso – dificulta a agricultura Água escassa com dificuldade para a agricultura A característica mais importante do país é concentrar grande quantidade de bancos, seguradoras, empresas de exportação e importação, além setores de serviços.
  • 21. TAIWAN OU FORMOSA País arquipélago, de relevo difícil/montanhoso País de grande presença chinesa na sua população País também disputado pelos japoneses desde 1887 País de caráter capitalista desde a Revolução Chinesa socialista de 1949, refugiado o presidente Chiang Kai-Shek. É um País reconhecido pelas principais potências capitalistas da atualidade, etc. Porém tenta ainda seu reconhecimento junto a ONU, República Popular da China.
  • 22. TAIWAN OU FORMOSA Chiang Kai-Shek
  • 23. CORÉIA DO SUL O relevo montanhoso, com dificuldades para a agricultura local Indústrias, principal atividade do País no qual transforma-o numa PLATAFORMA DE EXPORTAÇÃO Tem amplo investimentos nas áreas de Educação, Saúde, Ciência e Tecnologia Nota: Na Coréia do Sul, o mais alto salário é pago aos profissionais que trabalham no magistério (PROFESSOR).