SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
Está bem, mamãe, vou pela estrada do rio, e faço
tudo direitinho!
E assim foi. Ou quase, pois a menina foi juntando
flores no cesto para a vovó, e se distraiu com as
borboletas, saindo do caminho do rio, sem perceber.
Cantando e juntando flores, Chapeuzinho Vermelho
nem reparou como o lobo estava perto...
- Sou um anjo da floresta, e estou aqui para proteger
criancinhas como você.
-Ah! Que bom! Minha mãe disse para não conversar
com estranhos, e também disse que tem um lobo
mau andando por aqui.
- Vou à casa da vovó, que mora na primeira casa bem
depois da curva do rio. E você, quem é?
O lobo respondeu:
- Que nada - respondeu o lobo - pode seguir
tranquila, que vou na frente retirando todo perigo
que houver no caminho. Sempre ajuda conversar
com o anjo da floresta.
Muito obrigada, seu anjo. Assim, mamãe nem
precisa saber que errei o caminho, sem querer.
E o lobo respondeu:
- Este será nosso segredo para sempre...
E saiu correndo na frente, rindo e pensando:
Aquela idiota não sabe de nada: vou jantar a
vovozinha dela e ter a netinha de sobremesa ...
Uhmmm! Que delícia!)
Chegando à casa da vovó, Chapeuzinho bateu na
porta:
- Vovó, sou eu, Chapeuzinho Vermelho!
- Pode entrar, minha netinha. Puxe o trinco, que a
porta abre.
A menina pensou que a avó estivesse muito doente
mesmo, para nem se levantar e abrir a porta. E
falando com aquela voz tão estranha...
Chegou até a cama e viu que a vovó estava mesmo muito doente. Se
não fosse a toquinha da vovó, os óculos da vovó, a colcha e a cama da
vovó, ela pensaria que nem era a avó dela.
- Eu trouxe estas flores e os docinhos que a mamãe preparou. Quero
que fique boa logo, vovó, e volte a ter sua voz de sempre.
- Obrigada, minha netinha (disse o lobo, disfarçando a voz de trovão).
Chapeuzinho não se conteve de curiosidade, e perguntou:
- Vovó, a senhora está tão diferente: por que esses olhos tão grandes?
- É prá te olhar melhor, minha netinha.
- Mas, vovó, por que esse nariz tão grande?
- É prá te cheirar melhor, minha netinha.
- Mas, vovó, por que essas mãos tão grandes?
- São para te acariciar melhor, minha netinha.
(A essa altura, o lobo já estava achando a brincadeira sem graça,
querendo comer logo sua sobremesa. Aquela menina não parava de
perguntar...)
- Mas, vovó, por que essa boca tão grande?
- Quer mesmo saber? É prá te comer!!!!
Projeto Chapeuzinho Vermelho
Projeto Chapeuzinho Vermelho
Projeto Chapeuzinho Vermelho
Projeto Chapeuzinho Vermelho

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Capuchinho Vermelho Contado Por NóS
Capuchinho Vermelho Contado Por NóSCapuchinho Vermelho Contado Por NóS
Capuchinho Vermelho Contado Por NóS
curiososavista
 
O capuchinho vermelho
O capuchinho vermelhoO capuchinho vermelho
O capuchinho vermelho
paulasalvador
 
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
VERA OLIVEIRA
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
sallesz
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
marciaco
 
Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)
efaesan
 
Recriando um conto de fadas
Recriando um conto de fadasRecriando um conto de fadas
Recriando um conto de fadas
SILVIA MESSIAS
 

Mais procurados (19)

A menina do capuchinho vermelho no século xxi
A menina do capuchinho vermelho no século xxiA menina do capuchinho vermelho no século xxi
A menina do capuchinho vermelho no século xxi
 
Capuchinho Vermelho Contado Por NóS
Capuchinho Vermelho Contado Por NóSCapuchinho Vermelho Contado Por NóS
Capuchinho Vermelho Contado Por NóS
 
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOMCHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBO BOM
 
Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoChapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho Vermelho
 
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bomChapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
 
Capuchinho Vermelho[1]
Capuchinho Vermelho[1]Capuchinho Vermelho[1]
Capuchinho Vermelho[1]
 
História 3º ano B
História 3º ano BHistória 3º ano B
História 3º ano B
 
O capuchinho vermelho
O capuchinho vermelhoO capuchinho vermelho
O capuchinho vermelho
 
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
Dinamica historia do_chapeuzinho_vermelho-1[1]
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
 
Ficha de trabalho e conto integral
Ficha de trabalho e conto integralFicha de trabalho e conto integral
Ficha de trabalho e conto integral
 
A menina do chapelinho vermelho
 A menina do chapelinho vermelho A menina do chapelinho vermelho
A menina do chapelinho vermelho
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
Os sapatinhos encantados
Os sapatinhos encantadosOs sapatinhos encantados
Os sapatinhos encantados
 
Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)
 
Recriando um conto de fadas
Recriando um conto de fadasRecriando um conto de fadas
Recriando um conto de fadas
 
Apresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizadaApresentação1livrovirtual atualizada
Apresentação1livrovirtual atualizada
 
Avaliação fluência e compreensão da leitura
Avaliação fluência e compreensão da leituraAvaliação fluência e compreensão da leitura
Avaliação fluência e compreensão da leitura
 

Semelhante a Projeto Chapeuzinho Vermelho

Rosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa VermelhaRosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa Vermelha
Isabel Martins
 
Rosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa VermelhaRosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa Vermelha
Isabel Martins
 
Webquest
WebquestWebquest
Webquest
VPS1
 

Semelhante a Projeto Chapeuzinho Vermelho (20)

Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escola
 
História
HistóriaHistória
História
 
O capuchinho vermelho (adaptação)
O capuchinho vermelho (adaptação)O capuchinho vermelho (adaptação)
O capuchinho vermelho (adaptação)
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
O Capuchinho Verde
O Capuchinho VerdeO Capuchinho Verde
O Capuchinho Verde
 
Chapeuzinho vermelho.pptx RJKGgsGKLlgLLLL
Chapeuzinho vermelho.pptx RJKGgsGKLlgLLLLChapeuzinho vermelho.pptx RJKGgsGKLlgLLLL
Chapeuzinho vermelho.pptx RJKGgsGKLlgLLLL
 
Livro gabriele2
Livro gabriele2Livro gabriele2
Livro gabriele2
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
 
Capuchinho Vermelho
Capuchinho VermelhoCapuchinho Vermelho
Capuchinho Vermelho
 
Lendas e causos
Lendas e causosLendas e causos
Lendas e causos
 
A historia da chapeuzinho vermelho
A  historia da chapeuzinho vermelhoA  historia da chapeuzinho vermelho
A historia da chapeuzinho vermelho
 
Rosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa VermelhaRosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa Vermelha
 
Rosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa VermelhaRosa Branca e Rosa Vermelha
Rosa Branca e Rosa Vermelha
 
História corre, corre, cabacinha
História   corre, corre, cabacinhaHistória   corre, corre, cabacinha
História corre, corre, cabacinha
 
Apostila de-histórias-infantis
Apostila de-histórias-infantisApostila de-histórias-infantis
Apostila de-histórias-infantis
 
Apostila de-histórias-infantis
Apostila de-histórias-infantisApostila de-histórias-infantis
Apostila de-histórias-infantis
 
Webquest
WebquestWebquest
Webquest
 
Historia corre, corre cabacinha
Historia corre, corre cabacinhaHistoria corre, corre cabacinha
Historia corre, corre cabacinha
 
4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade
 
Webquest
WebquestWebquest
Webquest
 

Mais de Cirlei Santos

Fulecos copa do mundo
Fulecos copa do mundoFulecos copa do mundo
Fulecos copa do mundo
Cirlei Santos
 
Jornal - E. E. Messias Freire
Jornal - E. E. Messias FreireJornal - E. E. Messias Freire
Jornal - E. E. Messias Freire
Cirlei Santos
 
Projeto dia das mães - E. E. Prof Messias Freire
Projeto dia das mães - E. E. Prof Messias FreireProjeto dia das mães - E. E. Prof Messias Freire
Projeto dia das mães - E. E. Prof Messias Freire
Cirlei Santos
 
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto  Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias FreireProjeto  Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias Freire
Cirlei Santos
 
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto  Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias FreireProjeto  Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias Freire
Cirlei Santos
 

Mais de Cirlei Santos (20)

Coletiva 14.07.2021 - Bolsa Do Povo Educação
Coletiva 14.07.2021 -  Bolsa Do Povo Educação Coletiva 14.07.2021 -  Bolsa Do Povo Educação
Coletiva 14.07.2021 - Bolsa Do Povo Educação
 
Vernissage - Messias de Cara Nova
Vernissage  - Messias de Cara NovaVernissage  - Messias de Cara Nova
Vernissage - Messias de Cara Nova
 
Homenagem a Aposentadoria de Colega de Trabalho
Homenagem a Aposentadoria de Colega de TrabalhoHomenagem a Aposentadoria de Colega de Trabalho
Homenagem a Aposentadoria de Colega de Trabalho
 
Projeto de Conservação do Patrimônio Escolar
Projeto de Conservação do Patrimônio EscolarProjeto de Conservação do Patrimônio Escolar
Projeto de Conservação do Patrimônio Escolar
 
GRÊMIO ESTUDANTIL - E. E. PROF. MESSIAS FREIRE
GRÊMIO ESTUDANTIL - E. E. PROF. MESSIAS FREIREGRÊMIO ESTUDANTIL - E. E. PROF. MESSIAS FREIRE
GRÊMIO ESTUDANTIL - E. E. PROF. MESSIAS FREIRE
 
Bullying - Combata o Bullying Com Amor
Bullying - Combata o Bullying Com AmorBullying - Combata o Bullying Com Amor
Bullying - Combata o Bullying Com Amor
 
Mitologia - Mito em Busca de Resposta
Mitologia - Mito em Busca de RespostaMitologia - Mito em Busca de Resposta
Mitologia - Mito em Busca de Resposta
 
Projetos sala de leitura E. E. Professor Messias Freire 2017
Projetos sala de leitura E. E. Professor Messias Freire 2017Projetos sala de leitura E. E. Professor Messias Freire 2017
Projetos sala de leitura E. E. Professor Messias Freire 2017
 
Estágio - Cirlei Santos
Estágio - Cirlei SantosEstágio - Cirlei Santos
Estágio - Cirlei Santos
 
Tcc - Escola e Família - Parceria Necessária
Tcc - Escola e Família -  Parceria NecessáriaTcc - Escola e Família -  Parceria Necessária
Tcc - Escola e Família - Parceria Necessária
 
Projeto Páscoa - Sala de Litura E.E. Professor Messias Freire
Projeto Páscoa - Sala de Litura E.E. Professor Messias FreireProjeto Páscoa - Sala de Litura E.E. Professor Messias Freire
Projeto Páscoa - Sala de Litura E.E. Professor Messias Freire
 
Pecha Kucha - Superação Jovem - E. E. Professor Messias Freire
Pecha Kucha - Superação Jovem - E. E. Professor Messias FreirePecha Kucha - Superação Jovem - E. E. Professor Messias Freire
Pecha Kucha - Superação Jovem - E. E. Professor Messias Freire
 
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
Jornal da Sala de Leitura Prof. messias freire
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a Leitura
 
Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
 Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
 
Fulecos copa do mundo
Fulecos copa do mundoFulecos copa do mundo
Fulecos copa do mundo
 
Jornal - E. E. Messias Freire
Jornal - E. E. Messias FreireJornal - E. E. Messias Freire
Jornal - E. E. Messias Freire
 
Projeto dia das mães - E. E. Prof Messias Freire
Projeto dia das mães - E. E. Prof Messias FreireProjeto dia das mães - E. E. Prof Messias Freire
Projeto dia das mães - E. E. Prof Messias Freire
 
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto  Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias FreireProjeto  Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 3 - E.E. Prof. Messias Freire
 
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto  Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias FreireProjeto  Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias Freire
Projeto Consciência Negra 2013 - Parte 2 - E.E. Prof. Messias Freire
 

Último

ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
azulassessoria9
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 

Projeto Chapeuzinho Vermelho

  • 1.
  • 2.
  • 3. Está bem, mamãe, vou pela estrada do rio, e faço tudo direitinho! E assim foi. Ou quase, pois a menina foi juntando flores no cesto para a vovó, e se distraiu com as borboletas, saindo do caminho do rio, sem perceber. Cantando e juntando flores, Chapeuzinho Vermelho nem reparou como o lobo estava perto...
  • 4.
  • 5. - Sou um anjo da floresta, e estou aqui para proteger criancinhas como você. -Ah! Que bom! Minha mãe disse para não conversar com estranhos, e também disse que tem um lobo mau andando por aqui. - Vou à casa da vovó, que mora na primeira casa bem depois da curva do rio. E você, quem é? O lobo respondeu: - Que nada - respondeu o lobo - pode seguir tranquila, que vou na frente retirando todo perigo que houver no caminho. Sempre ajuda conversar com o anjo da floresta.
  • 6. Muito obrigada, seu anjo. Assim, mamãe nem precisa saber que errei o caminho, sem querer. E o lobo respondeu: - Este será nosso segredo para sempre... E saiu correndo na frente, rindo e pensando: Aquela idiota não sabe de nada: vou jantar a vovozinha dela e ter a netinha de sobremesa ... Uhmmm! Que delícia!) Chegando à casa da vovó, Chapeuzinho bateu na porta: - Vovó, sou eu, Chapeuzinho Vermelho! - Pode entrar, minha netinha. Puxe o trinco, que a porta abre. A menina pensou que a avó estivesse muito doente mesmo, para nem se levantar e abrir a porta. E falando com aquela voz tão estranha...
  • 7. Chegou até a cama e viu que a vovó estava mesmo muito doente. Se não fosse a toquinha da vovó, os óculos da vovó, a colcha e a cama da vovó, ela pensaria que nem era a avó dela. - Eu trouxe estas flores e os docinhos que a mamãe preparou. Quero que fique boa logo, vovó, e volte a ter sua voz de sempre. - Obrigada, minha netinha (disse o lobo, disfarçando a voz de trovão). Chapeuzinho não se conteve de curiosidade, e perguntou: - Vovó, a senhora está tão diferente: por que esses olhos tão grandes? - É prá te olhar melhor, minha netinha. - Mas, vovó, por que esse nariz tão grande? - É prá te cheirar melhor, minha netinha. - Mas, vovó, por que essas mãos tão grandes? - São para te acariciar melhor, minha netinha. (A essa altura, o lobo já estava achando a brincadeira sem graça, querendo comer logo sua sobremesa. Aquela menina não parava de perguntar...) - Mas, vovó, por que essa boca tão grande? - Quer mesmo saber? É prá te comer!!!!