SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Versão criada pelos alunos do 3º ano B Chapeuzinho Vermelho
A verdadeira história da Chapeuzinho Se você quer saber a verdade tem que ler. Oi, eu sou o lobo! Agora vou fazer suco de maçã, mas eu não tenho maçã! Vou pedir para Chapeuzinho. Estou na casa dela, vou bater:   ̶ Toc, toc.   ̶ Quem é?   ̶ Sou eu, o lobo!   ̶ Á, á, á! A velha desmaiou, coloquei ela no armário e as roupas cabiam em mim. Eu caí na cama, a menina chegou. O gravador ligou então a menina entrou e disse:   ̶ Socorro! - e o lobo diz:   ̶ Acalme-se! Então o caçador me viu e me matou. Autor: Vitor R. Trentini.
A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Era uma vez um lobo que estava com muita fome e viu uma menina passando com uma cestinha cheia de doces. Ele resolveu conversar um pouquinho com ela e perguntou:   ̶ Aonde você está indo?   ̶ Estou indo na casa da minha vovó, ela está doente. O lobo falou:   ̶ Você quer ir comigo, de repente eu posso ajudar? Ela falou que ele podia e foram para a casa da vovó. Chegando lá, a vovó ficou muito assustada ao ver o lobo. E a vovó falou para ele sair dali.  O lobo com raiva, já ia comendo a vovó quando apareceu um caçador que estava com uma espingarda e saiu correndo dali. O caçador ficou falando que eu comi a vovó. Eu fiquei conhecido como lobo-mau. Autora: Carolina Lucas .
A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Era uma vez um lobo que não tinha comido carne nenhuma na semana. Tinha uma menina que se chamava Chapeuzinho Vermelho que a mãe dela pediu para ela ir levar doces para vovozinha. A mãe dela disse que se aparecesse um estranho, pra ela não conversar. A Chapeuzinho Vermelho estava indo, e o lobo chegou a perguntar o que tinha dentro da cesta e ela disse:   ̶ O que tem aqui é doce para minha vovozinha. E o lobo pensou:   ̶ Já que eu não comi carne, eu posso comer doces. E ele disse que é para ela ir pelo lugar mais longe e ela foi. Ele foi, chegou e comeu a vovó a Chapeuzinho chegou e ele pulou pra cima da cesta. Ela deu um grito e um guarda passou por ali e ouviu. Ele já foi ver o que era e o caçador pegou o lobo e tirou a vovó e, foi assim. Autor Piero Larry Denis.
A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Eu não tinha culpa, peguei um atalho curto para ver como estava a vovó. Eu vi a coitada, estava quase morrendo e, não adianta ela ficar ali para morrer. Já que eu estava com fome, eu a comi. Chegou a Chapeuzinho, eu queria mostrar minha boca para ela de perto, mas essas crianças morrem de medo. Ela fez uma berraceira que veio o caçador e eu expliquei tudo. Ele achou que era desculpa e eu parei na prisão. Assinado: Senhor Lobo Autora: Brenda W. Poffo
A verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho Eu sou o lobo, me chamam de lobo-mau, só que não sou mau na história da Chapeuzinho Vermelho, apenas eu estava com fome. Eu estava andando pela floresta e achei ela e perguntei:   ̶ O que você tem aí dentro mocinha?   ̶ Tenho doces para levar para a vovozinha.   ̶ Posso te acompanhar?   ̶ Sim. Então eu fui pelo caminho mais curto e cheguei lá com muita fome, bati na porta e depois entrei. Quando olhei para a vovozinha, eu estava pensando em um bolo e acabei comendo ela. Me vesti de vovozinha para comer mais doces. A Chapeuzinho bateu na porta e perguntou:   ̶ Vovozinha, sou eu sua neta, posso entrar?   ̶ Pode. Então ela perguntou:   ̶ Que olhos grandes são esses?   ̶ São para ver sua beleza melhor!   ̶ E que nariz grande?   ̶ É para cheirar seu perfume melhor!   ̶ E essa boca enorme? Enchendo meu saco, eu disse, pensando num sorvete:   ̶ É para te comer melhor! E pulei em cima dela, ela escapou e chamou o caçador que abriu minha barriga e depois costurou outra vez e eu aprendi a lição e comecei a comer frutinhas. Autora: Izabela Cristina Peller Vanderlinde.
Deu a louca no lobo-mau Um dia a mãe de Chapeuzinho Vermelho falou:   ̶ Filha, leve esta cesta de doces à sua vó, porque ela está doente. Chapeuzinho pegou a cesta e foi. Quando a Chapeuzinho chegou no meio da floresta, ela encontrou um lobo-mau, mas o lobo-mau bateu numa árvore e ficou muito bonzinho. A Chapeuzinho conseguiu levar a cesta de doces à sua vó, ela bateu na porta e a vovó disse:   ̶ Quem é? Chapeuzinho respondeu:   ̶ Sou eu, sua neta. E a vovó respondeu:   ̶ Pode entrar.  A Chapeuzinho entrou e deu os doces para ela e o remédio. A vovó ficou bem e lobo nunca mais foi mau. Autora: Gabirela Lucas.
O lobo bonzinho Era uma vez um lobo muito bonzinho. Um dia, ele foi até a casa da Chapeuzinho Vermelho convidá-la para passear e ela disse:   ̶ Mas para fazer o quê?   ̶ Para ir à casa da vovozinha fazer uma surpresa.   ̶ Mas como? Você não gosta dela?   ̶ Mas agora eu sou bonzinho.   ̶ Está bom. E o lobo levou umas flores para a vovozinha e lobo sempre será bom e viveram felizes para sempre. Autora: Nadiara Martins Borges.
Os amigos Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho. Ela tinha um amigo, o lobo-mau.  Na verdade, ele aprendeu a ser legal com as pessoas. Eles iam à casa da avó de Chapeuzinho que morava do outro lado do bosque. E lá iam eles brincando e conversando. Eles iam na beira da logoa brincar. A mãe de Chapeuzinho, Dona Lúcia, a vó de Chapeuzinho, Dona Vera e o caçador Alfredo gostaram do lobo. MOral: Quem é ruim, aprende a ser legal. Autora: Geovanna dos S. Ferreira.
Chapeuzinho Vermelho Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho, por causa do seu chapéu vermelho que sua mãe tinha feito para ela. Ela amou o chapéu vermelho e sua mãe falou:   ̶ Não fale com estranhos e não mostre o caminho para ninguém. Quando ela chegou no bosque, apareceu no meio das árvores, um lobo e ele disse:   ̶ Aonde você vai, menina linda? A Chapeuzinho Vermelho esqueceu que sua mãe disse. Ele enganou a Chapeuzinho Vermelho e ele foi pegar frutas nas árvores. Autora: Isabela Karine Lennert
Os amigos Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho. Sua mãe, dona Ana pediu para Chapeuzinho:   ̶ Leve esses doces para mim, minha filha! Não vá pelo bosque, vá pela trilha para ir até a casa da vovó. No caminho ela encontrou o lobo que perguntou:   ̶ Para onde você vai Chapeuzinho Vermelho?   ̶ Vou para casa da vovó. E o lobo deu um tchau para Chapeuzinho. E Chapeuzinho foi levar os doces pra a vovó e o lobo bateu na porta:   ̶ Vovozinha, abre a porta! A vovó abriu e o disse:   ̶ Chapeuzinho dê um pouco de leite e para o lobo. Autora: Adrya Geórgea Corrêa.
Um outro conto da Chapeuzinho Vermelho Num belo dia de sol, a mãe de Chapeuzinho Vermelho disse assim:   ̶ Minha filha, leve esses doces para sua vó que está muito doente, mas não fale com nenhum estranho. Então Chapeuzinho Vermelho foi levar os doces. No caminho ela me encontrou, então eu perguntei:   ̶ Como é seu nome e o que você está fazendo nessa floresta? Então ela me respondeu:   ̶ Meu nome é Chapeuzinho Vermelho, e eu estou indo levar uma cesta de doces para minha vovozinha que mora do outro lado da floresta. Então eu fui buscar flores para ela e acabei achando a casa vovó dela. Bati na porta e a vovozinha gritou:   ̶ Quem bate? Então para eu entrar, falei que eu era a Chapeuzinho Vermelho. Ela disse que eu poderia entrar. Eu entrei, fui no quarto dela, achei que ela estivesse no banheiro, mas não, ela estava no quarto. Eu achei que aquela vovozinha era um bolo de chocolate, eu peguei e comi. Então deitei na cama dela para dormir, botei a camisola e fui dormir.  Quando eu estava fechando os olhos, aquela menina bateu na porta. Deixei ela entrar porque lembrei que ela estava com uma cesta de doces. Quando entrou ela perguntou:   ̶ Vovó, que olhos tão grandes são esses? Eu respondi:   ̶ É para ver melhor.   ̶ Que nariz grande é esse?   ̶ É para cheirar melhor.   ̶ E que boca tão grande é essa?   ̶ É para comer melhor. Então, peguei e pulei da cama para pegar a cesta, mas ela saiu correndo e eu fui atrás dela, só que estava passando um caçador e me pôs na cadeia. Não é uma injustiça? Autora: Letícia Cyrillo Rocha
A Chapeuzinho e o lobo bom Era uma vez Chapeuzinho Vermelho. Um dia, sua mãe mandou a Chapeuzinho levar doces à sua vovó e ela foi. No meio do caminho tinha um lobo bem querido, pediu um docinho, ela deu e foi pra casa da sua vovó. Chegando lá, viu sua vovó deitada e o lobo ajudando a vovó e Chapeuzinho deu os doces.  Chegou o caçador e queria matar o lobo, mas Chapeuzinho não deixou e o caçador não matou. O caçador foi embora eles viveram felizes para sempre. Autor: Mateus Carlos Furtado Corrêa.
A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Há um ano atrás eu estava com muita dor de cabeça e resolvi pedir para alguém um remédio emprestado. Na mesma hora passou uma garotinha com uma cestinha, então resolvi perguntar  se tinha um remédio para me emprestar. A garotinha falou - não moço,eu não tenho mas a minha vovozinha deve ter. Resolvi acompanhar ela, juro que me perdi no caminho e continuei a andar.  Logo cheguei na casa da vovó, sem saber, bati na porta. Ninguém respondeu. Resolvi entrar. Logo fiquei com uma fome danada, olhei para baixo e lá estava aquele banquete exposto para mim. Perdi a paciência e dei uma abocanhada na vovó.  Logo a Chapeuzinho chegou, minha barriga começou a roncar,não resisti e fui atrás dela.  Um caçador que morava ali perto foi logo falando pra todo mundo, um fofoqueiro. Falou para um repórter e assim virou essa mentira de lobo-mau. Autora: Carol Gorges
Deu a louca no lobo-mau Oi, o meu nome é J. Astim. Vocês devem saber da história Chapeuzinho Vermelho. Mas essa não é a verdadeira história, eu vou contar a verdadeira.  Tudo começou com a Chapeuzinho Vermelho e a mãe pediu à sua filha malcriada que só fazia malandragem. Sua mãe falou:   ̶ Filha, leve isso para su vó.  E ela foi. Eu apareço aí, e falo:   ̶ Você me dá alguns docinhos, por gentileza?   ̶ Não, seu lobo idiota!. Então eu tentei abocanhá-la mas não consegui. Ela ligou para a polícia e eu fui preso. Autor: Vicente Henrique Gorges.
Deu a louca no lobo Um dia de neve, o lobo estava correndo no bosque quando deu de cabeça na árvore e caiu. Depois de um tempo, acordou e percebeu que ficou bonzinho e resolveu testar. Passou a Chapeuzinho Vermelho, ele viu e tentou abacanhar ela, mas não conseguiu, só conseguiu falar:   ̶ Oi Chapeuzinho, posso te acompanhar? A Chapeuzinho pensou que não ia ter problema e falou:   ̶ Claro! E os dois foram juntos pegar frutas. Depois de comer as frutas eles foram para a casa do lobo e dormiram. Depois o lobo levou Chapeuzinho perto de casa, ela entrou, e depois de um tempo o lobo ficou mau de novo e Chapeuzinho nunca mais voltou. Autor: Matheus Z. S .
A verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho Tudo aconteceu assim: A mãe de chapeuzinho pediu para ela ir levar uns docinhos para sua vovó que estava muito doente. Ela foi levar os doces quando encontrou o lobo na estrada. Ele perguntou:    ̶ Aonde vai linda menina?   ̶ Vou à casa da minha vovozinha levar uns docinhos para ela que está muito doente.   ̶ Eu vou com você até a casa de sua vó. - disse o lobo. E ela aceitou, ele cumprimentou a vó dela e eles se tornaram grandes amigos. Autora: Jennifer dos S. Ferreira.
Deu a louca no lobo Era uma vez em uma floresta, uma menina e um lobo e eles sempre brigavam. Um dia, a mãe de Chapeuzinho Vermelho pediu para levar uns doces para a vovozinha e a Chapeuzinho Vermelho falou:   ̶ Sim senhora, mãe, eu levo. Ela foi dizendo:   ̶ Quem tem medo do lobo-mau, lá, lá, lá! Ela foi repetindo muitas e muitas vezes. E eu falei com ela dizendo:   ̶ Que você está levando aí nesta cesta? E ela respondeu:   ̶ Eu tenho doces aqui. Vou pra casa da vovó, é a primeira da floresta. E lá foi o lobo e lá na floresta não viu a árvore deu uma pancada nela e assim termina a história com os dois sendo amigos e o lobo dizendo:   ̶ Ai que pancada!  Autor: André dos Santos.
Chapeuzinho Vermelho versão 2 Era uma vez uma menininha chamada Chapeuzinho Vermelho. Ela adorava passear na casa da vovozinha e sua mãe mandou ir visitá-la. Em vez de Chapeuzinho  ir pelo bosque, ela foi pela floresta onde mora o lobo. Todo mundo diz ele é mau, mas ele nunca diz que ele é mau, ele nunca fez mau a ninguém, isso é o que eu sei.  Ele diz que nunca fez mal a ninguém, ele adora criança e ser humano.  Eu também adoro ele, eu nunca iria fazer mal a ele, eu queria que ele fosse meu professor. Se eu fosse animal lobo, eu queria que ele fosse meu pai ou meu tio. Ah, se fosse assim, eu ia adorar! Autora: Lara Madel de Albarnaz
A verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho A Chapeuzinho está carregando biscoitinhos deliciosos na cestinha. O lobo só queria comer um biscoitinho. O lobo disse:   ̶   Chapeuzinho, quer que te acompanhe? E os dois foram caminhando e logo pegou outro caminho mais rápido. A Chapeuzinho foi cantando e foi pelo bosque. O lobo tocou a campainha.   Vovó, abra a porta! Puxe o trinco. Ele entrou e botou ela no guarda-roupa. Ele se vestiu de vovó, a Chapeuzinho falou:   ̶  Abra a porta!   ̶  Puxe o trinco e a porta vai abrir.   ̶  Que olho grande você tem?   ̶  É para te ver melhor!   ̶  E que orelha grande você tem?   ̶  É para te escutar melhor!   ̶  E que nariz grande você tem?   ̶  É para te cheirar melhor! ̶  É que dentes grandes você tem?   ̶  É para comer biscoitos! Ela levou um susto e o caçador matou o lobo-mau e tirou a vovó do guarda-roupa e o lobo não era mau, ele só queria um biscoitinho.  Essa é a verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho! Autor: Gabriel M. Alves
O lobo e as frutinhas Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho que ia na casa de sua vó e a mãe pediu para ela levar uns doces. Ela encontrou o lobo e ele pediu para ir com ela. Ele deu um bote e foi por outro caminho.  Chegou lá primeiro que a Chapeuzinho Vermelho e encontrou a vovó.  A Chapeuzinho Vermelho chegou na casa da vovozinha e pergunta:   ̶ Que olhos grandes vó?   ̶ É pra ver você melhor!   ̶ E que nariz grande vó? E que boca grande vó? E o lobo abriu a boca e comeu a Chapeuzinho Vermelho e o caçador ouviu os gritos. A Chapeuzinho Vermelho e o caçador ouviram a voz da vovó e achou ela.  O caçador abriu a barriga do lobo e tirou a Chapeuzinho Vermelho e a vovozinha botou bastante pedras na barriga do lobo e jogou o lobo no rio. O lobo foi para as pedras e as cachoeiras e o caçador, a vovozinha e a Chapeuzinho Vermelho foram felizes para sempre. Autor: Juliano.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Regras de sala de aula
Regras de sala de aulaRegras de sala de aula
Regras de sala de aulaSofia Almeida
 
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGuaEra Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGuamaria leite
 
O pássaro sem cor
O pássaro sem cor O pássaro sem cor
O pássaro sem cor Marisa Seara
 
5 livro digital a raposa e as uvas
5   livro digital a raposa e as uvas5   livro digital a raposa e as uvas
5 livro digital a raposa e as uvasDébora Cristina
 
Baixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDF
Baixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDFBaixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDF
Baixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDFAugusto Bertotto
 
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bomChapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bomladydanasoares
 
História de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de ÁguaHistória de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de Águaelisabetemfc
 
A girafa e o macaco elysbete f. guimarães.
A girafa e o macaco   elysbete f. guimarães.A girafa e o macaco   elysbete f. guimarães.
A girafa e o macaco elysbete f. guimarães.Dário Reis
 
Sequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o RatinhoSequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o RatinhoCristhianeGuimaraes
 
O patinho que não comia legumes
O patinho que não comia legumesO patinho que não comia legumes
O patinho que não comia legumesmaria leite
 
Viviana a rainha do pijama
Viviana a rainha do pijamaViviana a rainha do pijama
Viviana a rainha do pijamaIsa ...
 
Sequência didática poema
Sequência didática   poemaSequência didática   poema
Sequência didática poemaAnalú Lúcia
 
O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaMafalda Souto
 

Mais procurados (20)

Regras de sala de aula
Regras de sala de aulaRegras de sala de aula
Regras de sala de aula
 
Chapeuzinho ao contrario
Chapeuzinho ao contrarioChapeuzinho ao contrario
Chapeuzinho ao contrario
 
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGuaEra Uma Vez Uma Gotinha De áGua
Era Uma Vez Uma Gotinha De áGua
 
O pássaro sem cor
O pássaro sem cor O pássaro sem cor
O pássaro sem cor
 
5 livro digital a raposa e as uvas
5   livro digital a raposa e as uvas5   livro digital a raposa e as uvas
5 livro digital a raposa e as uvas
 
Baixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDF
Baixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDFBaixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDF
Baixe o livro 'Quem soltou o Pum' em PDF
 
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bomChapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
Chapeuzinho vermelho e o incrível lobo bom
 
História de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de ÁguaHistória de uma Gotinha de Água
História de uma Gotinha de Água
 
A raposa e as uvas
A raposa e as uvasA raposa e as uvas
A raposa e as uvas
 
A girafa e o macaco elysbete f. guimarães.
A girafa e o macaco   elysbete f. guimarães.A girafa e o macaco   elysbete f. guimarães.
A girafa e o macaco elysbete f. guimarães.
 
Sequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o RatinhoSequência Didática- O Leão e o Ratinho
Sequência Didática- O Leão e o Ratinho
 
O patinho que não comia legumes
O patinho que não comia legumesO patinho que não comia legumes
O patinho que não comia legumes
 
História do pinóquio
História do pinóquioHistória do pinóquio
História do pinóquio
 
Viviana a rainha do pijama
Viviana a rainha do pijamaViviana a rainha do pijama
Viviana a rainha do pijama
 
4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade4 projetos sobre bondade
4 projetos sobre bondade
 
A galinha ruiva
A galinha ruivaA galinha ruiva
A galinha ruiva
 
A Ovelhinha
A OvelhinhaA Ovelhinha
A Ovelhinha
 
A fantastica maquina dos bichos
A fantastica maquina dos bichosA fantastica maquina dos bichos
A fantastica maquina dos bichos
 
Sequência didática poema
Sequência didática   poemaSequência didática   poema
Sequência didática poema
 
O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escola
 

Destaque

Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho vSANTINT
 
A verdadeira história dos três porquinhos
A verdadeira história dos três porquinhosA verdadeira história dos três porquinhos
A verdadeira história dos três porquinhosMarcia Oliveira
 
ChapéUzinho Vermelho
ChapéUzinho VermelhoChapéUzinho Vermelho
ChapéUzinho VermelhoXimenes47
 
Apostila 3 ano 100 questýýes de compreensýýo
Apostila 3 ano   100 questýýes de compreensýýoApostila 3 ano   100 questýýes de compreensýýo
Apostila 3 ano 100 questýýes de compreensýýoLuiz Rosa
 
Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015
Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015
Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015André Moraes
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoRF-ANTUNES
 
PPT Campanha da Fraternidade 2011
PPT Campanha da Fraternidade 2011PPT Campanha da Fraternidade 2011
PPT Campanha da Fraternidade 2011Bernadetecebs .
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º anoChristiane Queiroz
 
Deu a Louca na Chapeuzinho - Plano de Aula
Deu a Louca na Chapeuzinho - Plano de AulaDeu a Louca na Chapeuzinho - Plano de Aula
Deu a Louca na Chapeuzinho - Plano de AulaJefferson Camargo
 
Projeto Sacola Viajante
Projeto Sacola ViajanteProjeto Sacola Viajante
Projeto Sacola ViajanteJessica Nuvens
 
Orientações para produção de texto
Orientações para produção de textoOrientações para produção de texto
Orientações para produção de textoprofdeia
 
Projeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelhoProjeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelholadydanasoares
 
O projeto caderno viajante 2º ano
O projeto caderno viajante 2º anoO projeto caderno viajante 2º ano
O projeto caderno viajante 2º anoGislaine Oliveira
 
Contos tradicionais, fábulas, lendas e mitos
Contos tradicionais, fábulas, lendas e mitosContos tradicionais, fábulas, lendas e mitos
Contos tradicionais, fábulas, lendas e mitosVânia Salvo Orso
 
Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação
Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação
Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação Lorena Lopes
 

Destaque (20)

Sequência chapeuzinho vermelho
Sequência chapeuzinho vermelhoSequência chapeuzinho vermelho
Sequência chapeuzinho vermelho
 
Chapeuzinho v
Chapeuzinho vChapeuzinho v
Chapeuzinho v
 
A verdadeira história dos três porquinhos
A verdadeira história dos três porquinhosA verdadeira história dos três porquinhos
A verdadeira história dos três porquinhos
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
ChapéUzinho Vermelho
ChapéUzinho VermelhoChapéUzinho Vermelho
ChapéUzinho Vermelho
 
Apostila 3 ano 100 questýýes de compreensýýo
Apostila 3 ano   100 questýýes de compreensýýoApostila 3 ano   100 questýýes de compreensýýo
Apostila 3 ano 100 questýýes de compreensýýo
 
Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015
Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015
Emef centro-comunitário-sequência-didática-maio-2015
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
PPT Campanha da Fraternidade 2011
PPT Campanha da Fraternidade 2011PPT Campanha da Fraternidade 2011
PPT Campanha da Fraternidade 2011
 
Prova portuguess principe desencantado
Prova portuguess principe desencantadoProva portuguess principe desencantado
Prova portuguess principe desencantado
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 3º ano
 
Deu a Louca na Chapeuzinho - Plano de Aula
Deu a Louca na Chapeuzinho - Plano de AulaDeu a Louca na Chapeuzinho - Plano de Aula
Deu a Louca na Chapeuzinho - Plano de Aula
 
Chapeuzihos coloridos
Chapeuzihos coloridosChapeuzihos coloridos
Chapeuzihos coloridos
 
Projeto Sacola Viajante
Projeto Sacola ViajanteProjeto Sacola Viajante
Projeto Sacola Viajante
 
Orientações para produção de texto
Orientações para produção de textoOrientações para produção de texto
Orientações para produção de texto
 
Projeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelhoProjeto chapeuzinho vermelho
Projeto chapeuzinho vermelho
 
PLANO DE AULA
PLANO DE AULAPLANO DE AULA
PLANO DE AULA
 
O projeto caderno viajante 2º ano
O projeto caderno viajante 2º anoO projeto caderno viajante 2º ano
O projeto caderno viajante 2º ano
 
Contos tradicionais, fábulas, lendas e mitos
Contos tradicionais, fábulas, lendas e mitosContos tradicionais, fábulas, lendas e mitos
Contos tradicionais, fábulas, lendas e mitos
 
Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação
Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação
Conto: A princesa e o sapo Leitura e interpretação
 

Semelhante a História 3º ano B

Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]sallesz
 
Chapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosChapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosFranciane Giomo
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015ColegioCanarinho
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaanaparecidaraca
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015ColegioCanarinho
 
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 BLivro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 BColegioCanarinho
 
Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)efaesan
 
Chapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - InfantilChapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - InfantilColegioCanarinho
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhochikete
 
A historia da chapeuzinho vermelho
A  historia da chapeuzinho vermelhoA  historia da chapeuzinho vermelho
A historia da chapeuzinho vermelhoDebora Cruz
 
Chapeuzinho vermelho - Patrick e Carolina
Chapeuzinho vermelho - Patrick e  CarolinaChapeuzinho vermelho - Patrick e  Carolina
Chapeuzinho vermelho - Patrick e CarolinaMilena Sampaio
 
Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoChapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoANDRÉA LEMOS
 
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.Milena Sampaio
 
Conto de história (nivea e renata)
Conto de história (nivea e renata)Conto de história (nivea e renata)
Conto de história (nivea e renata)matonny
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhochikete
 
Webquest
WebquestWebquest
WebquestVPS1
 
Reescrita do Livro Chapeuzinho Vermelho
Reescrita do Livro Chapeuzinho VermelhoReescrita do Livro Chapeuzinho Vermelho
Reescrita do Livro Chapeuzinho Vermelhomarciaco
 

Semelhante a História 3º ano B (20)

Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]Nx zero e chapeuzinho[1]
Nx zero e chapeuzinho[1]
 
Chapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunosChapeuzinho vermelho alunos
Chapeuzinho vermelho alunos
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B 2015
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escola
 
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 A 2015
 
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 BLivro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B
Livro Chapeuzinho Vermelho Infantil 1 B
 
Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)Lurdes Serrano (FT1)
Lurdes Serrano (FT1)
 
Chapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - InfantilChapeuzinho Vermelho - Infantil
Chapeuzinho Vermelho - Infantil
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
A historia da chapeuzinho vermelho
A  historia da chapeuzinho vermelhoA  historia da chapeuzinho vermelho
A historia da chapeuzinho vermelho
 
Chapeuzinho vermelho - Patrick e Carolina
Chapeuzinho vermelho - Patrick e  CarolinaChapeuzinho vermelho - Patrick e  Carolina
Chapeuzinho vermelho - Patrick e Carolina
 
História
HistóriaHistória
História
 
Webquest
WebquestWebquest
Webquest
 
Webquest
WebquestWebquest
Webquest
 
Chapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho VermelhoChapeuzinho Vermelho
Chapeuzinho Vermelho
 
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
Chapeuzinho feliz maria tereza e verônica.
 
Conto de história (nivea e renata)
Conto de história (nivea e renata)Conto de história (nivea e renata)
Conto de história (nivea e renata)
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
Webquest
WebquestWebquest
Webquest
 
Reescrita do Livro Chapeuzinho Vermelho
Reescrita do Livro Chapeuzinho VermelhoReescrita do Livro Chapeuzinho Vermelho
Reescrita do Livro Chapeuzinho Vermelho
 

Mais de Marilena

Apresentação Halloween
Apresentação HalloweenApresentação Halloween
Apresentação HalloweenMarilena
 
Apresentação Halloween
Apresentação HalloweenApresentação Halloween
Apresentação HalloweenMarilena
 
Sacrifícios no egito2
Sacrifícios no egito2Sacrifícios no egito2
Sacrifícios no egito2Marilena
 
Sacrifícios no egito1
Sacrifícios no egito1Sacrifícios no egito1
Sacrifícios no egito1Marilena
 
Você sabia?
Você sabia?Você sabia?
Você sabia?Marilena
 
Maquete Rio Jaguarão
Maquete Rio JaguarãoMaquete Rio Jaguarão
Maquete Rio JaguarãoMarilena
 
Aula de Campo
Aula de CampoAula de Campo
Aula de CampoMarilena
 
Garça-branca-pequena
Garça-branca-pequenaGarça-branca-pequena
Garça-branca-pequenaMarilena
 
E.M. Anita Garibaldi - Proj. Prioritário
E.M. Anita Garibaldi - Proj. PrioritárioE.M. Anita Garibaldi - Proj. Prioritário
E.M. Anita Garibaldi - Proj. PrioritárioMarilena
 

Mais de Marilena (14)

Bichos su
Bichos suBichos su
Bichos su
 
Joinville
JoinvilleJoinville
Joinville
 
Joinville
JoinvilleJoinville
Joinville
 
Apresentação Halloween
Apresentação HalloweenApresentação Halloween
Apresentação Halloween
 
Apresentação Halloween
Apresentação HalloweenApresentação Halloween
Apresentação Halloween
 
Haloween
HaloweenHaloween
Haloween
 
Sacrifícios no egito2
Sacrifícios no egito2Sacrifícios no egito2
Sacrifícios no egito2
 
Sacrifícios no egito1
Sacrifícios no egito1Sacrifícios no egito1
Sacrifícios no egito1
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Você sabia?
Você sabia?Você sabia?
Você sabia?
 
Maquete Rio Jaguarão
Maquete Rio JaguarãoMaquete Rio Jaguarão
Maquete Rio Jaguarão
 
Aula de Campo
Aula de CampoAula de Campo
Aula de Campo
 
Garça-branca-pequena
Garça-branca-pequenaGarça-branca-pequena
Garça-branca-pequena
 
E.M. Anita Garibaldi - Proj. Prioritário
E.M. Anita Garibaldi - Proj. PrioritárioE.M. Anita Garibaldi - Proj. Prioritário
E.M. Anita Garibaldi - Proj. Prioritário
 

Último

Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfLUCASAUGUSTONASCENTE
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 

Último (20)

Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 

História 3º ano B

  • 1. Versão criada pelos alunos do 3º ano B Chapeuzinho Vermelho
  • 2. A verdadeira história da Chapeuzinho Se você quer saber a verdade tem que ler. Oi, eu sou o lobo! Agora vou fazer suco de maçã, mas eu não tenho maçã! Vou pedir para Chapeuzinho. Estou na casa dela, vou bater: ̶ Toc, toc. ̶ Quem é? ̶ Sou eu, o lobo! ̶ Á, á, á! A velha desmaiou, coloquei ela no armário e as roupas cabiam em mim. Eu caí na cama, a menina chegou. O gravador ligou então a menina entrou e disse: ̶ Socorro! - e o lobo diz: ̶ Acalme-se! Então o caçador me viu e me matou. Autor: Vitor R. Trentini.
  • 3. A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Era uma vez um lobo que estava com muita fome e viu uma menina passando com uma cestinha cheia de doces. Ele resolveu conversar um pouquinho com ela e perguntou: ̶ Aonde você está indo? ̶ Estou indo na casa da minha vovó, ela está doente. O lobo falou: ̶ Você quer ir comigo, de repente eu posso ajudar? Ela falou que ele podia e foram para a casa da vovó. Chegando lá, a vovó ficou muito assustada ao ver o lobo. E a vovó falou para ele sair dali. O lobo com raiva, já ia comendo a vovó quando apareceu um caçador que estava com uma espingarda e saiu correndo dali. O caçador ficou falando que eu comi a vovó. Eu fiquei conhecido como lobo-mau. Autora: Carolina Lucas .
  • 4. A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Era uma vez um lobo que não tinha comido carne nenhuma na semana. Tinha uma menina que se chamava Chapeuzinho Vermelho que a mãe dela pediu para ela ir levar doces para vovozinha. A mãe dela disse que se aparecesse um estranho, pra ela não conversar. A Chapeuzinho Vermelho estava indo, e o lobo chegou a perguntar o que tinha dentro da cesta e ela disse: ̶ O que tem aqui é doce para minha vovozinha. E o lobo pensou: ̶ Já que eu não comi carne, eu posso comer doces. E ele disse que é para ela ir pelo lugar mais longe e ela foi. Ele foi, chegou e comeu a vovó a Chapeuzinho chegou e ele pulou pra cima da cesta. Ela deu um grito e um guarda passou por ali e ouviu. Ele já foi ver o que era e o caçador pegou o lobo e tirou a vovó e, foi assim. Autor Piero Larry Denis.
  • 5. A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Eu não tinha culpa, peguei um atalho curto para ver como estava a vovó. Eu vi a coitada, estava quase morrendo e, não adianta ela ficar ali para morrer. Já que eu estava com fome, eu a comi. Chegou a Chapeuzinho, eu queria mostrar minha boca para ela de perto, mas essas crianças morrem de medo. Ela fez uma berraceira que veio o caçador e eu expliquei tudo. Ele achou que era desculpa e eu parei na prisão. Assinado: Senhor Lobo Autora: Brenda W. Poffo
  • 6. A verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho Eu sou o lobo, me chamam de lobo-mau, só que não sou mau na história da Chapeuzinho Vermelho, apenas eu estava com fome. Eu estava andando pela floresta e achei ela e perguntei: ̶ O que você tem aí dentro mocinha? ̶ Tenho doces para levar para a vovozinha. ̶ Posso te acompanhar? ̶ Sim. Então eu fui pelo caminho mais curto e cheguei lá com muita fome, bati na porta e depois entrei. Quando olhei para a vovozinha, eu estava pensando em um bolo e acabei comendo ela. Me vesti de vovozinha para comer mais doces. A Chapeuzinho bateu na porta e perguntou: ̶ Vovozinha, sou eu sua neta, posso entrar? ̶ Pode. Então ela perguntou: ̶ Que olhos grandes são esses? ̶ São para ver sua beleza melhor! ̶ E que nariz grande? ̶ É para cheirar seu perfume melhor! ̶ E essa boca enorme? Enchendo meu saco, eu disse, pensando num sorvete: ̶ É para te comer melhor! E pulei em cima dela, ela escapou e chamou o caçador que abriu minha barriga e depois costurou outra vez e eu aprendi a lição e comecei a comer frutinhas. Autora: Izabela Cristina Peller Vanderlinde.
  • 7. Deu a louca no lobo-mau Um dia a mãe de Chapeuzinho Vermelho falou: ̶ Filha, leve esta cesta de doces à sua vó, porque ela está doente. Chapeuzinho pegou a cesta e foi. Quando a Chapeuzinho chegou no meio da floresta, ela encontrou um lobo-mau, mas o lobo-mau bateu numa árvore e ficou muito bonzinho. A Chapeuzinho conseguiu levar a cesta de doces à sua vó, ela bateu na porta e a vovó disse: ̶ Quem é? Chapeuzinho respondeu: ̶ Sou eu, sua neta. E a vovó respondeu: ̶ Pode entrar. A Chapeuzinho entrou e deu os doces para ela e o remédio. A vovó ficou bem e lobo nunca mais foi mau. Autora: Gabirela Lucas.
  • 8. O lobo bonzinho Era uma vez um lobo muito bonzinho. Um dia, ele foi até a casa da Chapeuzinho Vermelho convidá-la para passear e ela disse: ̶ Mas para fazer o quê? ̶ Para ir à casa da vovozinha fazer uma surpresa. ̶ Mas como? Você não gosta dela? ̶ Mas agora eu sou bonzinho. ̶ Está bom. E o lobo levou umas flores para a vovozinha e lobo sempre será bom e viveram felizes para sempre. Autora: Nadiara Martins Borges.
  • 9. Os amigos Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho. Ela tinha um amigo, o lobo-mau. Na verdade, ele aprendeu a ser legal com as pessoas. Eles iam à casa da avó de Chapeuzinho que morava do outro lado do bosque. E lá iam eles brincando e conversando. Eles iam na beira da logoa brincar. A mãe de Chapeuzinho, Dona Lúcia, a vó de Chapeuzinho, Dona Vera e o caçador Alfredo gostaram do lobo. MOral: Quem é ruim, aprende a ser legal. Autora: Geovanna dos S. Ferreira.
  • 10. Chapeuzinho Vermelho Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho, por causa do seu chapéu vermelho que sua mãe tinha feito para ela. Ela amou o chapéu vermelho e sua mãe falou: ̶ Não fale com estranhos e não mostre o caminho para ninguém. Quando ela chegou no bosque, apareceu no meio das árvores, um lobo e ele disse: ̶ Aonde você vai, menina linda? A Chapeuzinho Vermelho esqueceu que sua mãe disse. Ele enganou a Chapeuzinho Vermelho e ele foi pegar frutas nas árvores. Autora: Isabela Karine Lennert
  • 11. Os amigos Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho. Sua mãe, dona Ana pediu para Chapeuzinho: ̶ Leve esses doces para mim, minha filha! Não vá pelo bosque, vá pela trilha para ir até a casa da vovó. No caminho ela encontrou o lobo que perguntou: ̶ Para onde você vai Chapeuzinho Vermelho? ̶ Vou para casa da vovó. E o lobo deu um tchau para Chapeuzinho. E Chapeuzinho foi levar os doces pra a vovó e o lobo bateu na porta: ̶ Vovozinha, abre a porta! A vovó abriu e o disse: ̶ Chapeuzinho dê um pouco de leite e para o lobo. Autora: Adrya Geórgea Corrêa.
  • 12. Um outro conto da Chapeuzinho Vermelho Num belo dia de sol, a mãe de Chapeuzinho Vermelho disse assim: ̶ Minha filha, leve esses doces para sua vó que está muito doente, mas não fale com nenhum estranho. Então Chapeuzinho Vermelho foi levar os doces. No caminho ela me encontrou, então eu perguntei: ̶ Como é seu nome e o que você está fazendo nessa floresta? Então ela me respondeu: ̶ Meu nome é Chapeuzinho Vermelho, e eu estou indo levar uma cesta de doces para minha vovozinha que mora do outro lado da floresta. Então eu fui buscar flores para ela e acabei achando a casa vovó dela. Bati na porta e a vovozinha gritou: ̶ Quem bate? Então para eu entrar, falei que eu era a Chapeuzinho Vermelho. Ela disse que eu poderia entrar. Eu entrei, fui no quarto dela, achei que ela estivesse no banheiro, mas não, ela estava no quarto. Eu achei que aquela vovozinha era um bolo de chocolate, eu peguei e comi. Então deitei na cama dela para dormir, botei a camisola e fui dormir. Quando eu estava fechando os olhos, aquela menina bateu na porta. Deixei ela entrar porque lembrei que ela estava com uma cesta de doces. Quando entrou ela perguntou: ̶ Vovó, que olhos tão grandes são esses? Eu respondi: ̶ É para ver melhor. ̶ Que nariz grande é esse? ̶ É para cheirar melhor. ̶ E que boca tão grande é essa? ̶ É para comer melhor. Então, peguei e pulei da cama para pegar a cesta, mas ela saiu correndo e eu fui atrás dela, só que estava passando um caçador e me pôs na cadeia. Não é uma injustiça? Autora: Letícia Cyrillo Rocha
  • 13. A Chapeuzinho e o lobo bom Era uma vez Chapeuzinho Vermelho. Um dia, sua mãe mandou a Chapeuzinho levar doces à sua vovó e ela foi. No meio do caminho tinha um lobo bem querido, pediu um docinho, ela deu e foi pra casa da sua vovó. Chegando lá, viu sua vovó deitada e o lobo ajudando a vovó e Chapeuzinho deu os doces. Chegou o caçador e queria matar o lobo, mas Chapeuzinho não deixou e o caçador não matou. O caçador foi embora eles viveram felizes para sempre. Autor: Mateus Carlos Furtado Corrêa.
  • 14. A verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho Há um ano atrás eu estava com muita dor de cabeça e resolvi pedir para alguém um remédio emprestado. Na mesma hora passou uma garotinha com uma cestinha, então resolvi perguntar se tinha um remédio para me emprestar. A garotinha falou - não moço,eu não tenho mas a minha vovozinha deve ter. Resolvi acompanhar ela, juro que me perdi no caminho e continuei a andar. Logo cheguei na casa da vovó, sem saber, bati na porta. Ninguém respondeu. Resolvi entrar. Logo fiquei com uma fome danada, olhei para baixo e lá estava aquele banquete exposto para mim. Perdi a paciência e dei uma abocanhada na vovó. Logo a Chapeuzinho chegou, minha barriga começou a roncar,não resisti e fui atrás dela. Um caçador que morava ali perto foi logo falando pra todo mundo, um fofoqueiro. Falou para um repórter e assim virou essa mentira de lobo-mau. Autora: Carol Gorges
  • 15. Deu a louca no lobo-mau Oi, o meu nome é J. Astim. Vocês devem saber da história Chapeuzinho Vermelho. Mas essa não é a verdadeira história, eu vou contar a verdadeira. Tudo começou com a Chapeuzinho Vermelho e a mãe pediu à sua filha malcriada que só fazia malandragem. Sua mãe falou: ̶ Filha, leve isso para su vó. E ela foi. Eu apareço aí, e falo: ̶ Você me dá alguns docinhos, por gentileza? ̶ Não, seu lobo idiota!. Então eu tentei abocanhá-la mas não consegui. Ela ligou para a polícia e eu fui preso. Autor: Vicente Henrique Gorges.
  • 16. Deu a louca no lobo Um dia de neve, o lobo estava correndo no bosque quando deu de cabeça na árvore e caiu. Depois de um tempo, acordou e percebeu que ficou bonzinho e resolveu testar. Passou a Chapeuzinho Vermelho, ele viu e tentou abacanhar ela, mas não conseguiu, só conseguiu falar: ̶ Oi Chapeuzinho, posso te acompanhar? A Chapeuzinho pensou que não ia ter problema e falou: ̶ Claro! E os dois foram juntos pegar frutas. Depois de comer as frutas eles foram para a casa do lobo e dormiram. Depois o lobo levou Chapeuzinho perto de casa, ela entrou, e depois de um tempo o lobo ficou mau de novo e Chapeuzinho nunca mais voltou. Autor: Matheus Z. S .
  • 17. A verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho Tudo aconteceu assim: A mãe de chapeuzinho pediu para ela ir levar uns docinhos para sua vovó que estava muito doente. Ela foi levar os doces quando encontrou o lobo na estrada. Ele perguntou: ̶ Aonde vai linda menina? ̶ Vou à casa da minha vovozinha levar uns docinhos para ela que está muito doente. ̶ Eu vou com você até a casa de sua vó. - disse o lobo. E ela aceitou, ele cumprimentou a vó dela e eles se tornaram grandes amigos. Autora: Jennifer dos S. Ferreira.
  • 18. Deu a louca no lobo Era uma vez em uma floresta, uma menina e um lobo e eles sempre brigavam. Um dia, a mãe de Chapeuzinho Vermelho pediu para levar uns doces para a vovozinha e a Chapeuzinho Vermelho falou: ̶ Sim senhora, mãe, eu levo. Ela foi dizendo: ̶ Quem tem medo do lobo-mau, lá, lá, lá! Ela foi repetindo muitas e muitas vezes. E eu falei com ela dizendo: ̶ Que você está levando aí nesta cesta? E ela respondeu: ̶ Eu tenho doces aqui. Vou pra casa da vovó, é a primeira da floresta. E lá foi o lobo e lá na floresta não viu a árvore deu uma pancada nela e assim termina a história com os dois sendo amigos e o lobo dizendo: ̶ Ai que pancada! Autor: André dos Santos.
  • 19. Chapeuzinho Vermelho versão 2 Era uma vez uma menininha chamada Chapeuzinho Vermelho. Ela adorava passear na casa da vovozinha e sua mãe mandou ir visitá-la. Em vez de Chapeuzinho ir pelo bosque, ela foi pela floresta onde mora o lobo. Todo mundo diz ele é mau, mas ele nunca diz que ele é mau, ele nunca fez mau a ninguém, isso é o que eu sei. Ele diz que nunca fez mal a ninguém, ele adora criança e ser humano. Eu também adoro ele, eu nunca iria fazer mal a ele, eu queria que ele fosse meu professor. Se eu fosse animal lobo, eu queria que ele fosse meu pai ou meu tio. Ah, se fosse assim, eu ia adorar! Autora: Lara Madel de Albarnaz
  • 20. A verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho A Chapeuzinho está carregando biscoitinhos deliciosos na cestinha. O lobo só queria comer um biscoitinho. O lobo disse: ̶ Chapeuzinho, quer que te acompanhe? E os dois foram caminhando e logo pegou outro caminho mais rápido. A Chapeuzinho foi cantando e foi pelo bosque. O lobo tocou a campainha. Vovó, abra a porta! Puxe o trinco. Ele entrou e botou ela no guarda-roupa. Ele se vestiu de vovó, a Chapeuzinho falou: ̶ Abra a porta! ̶ Puxe o trinco e a porta vai abrir. ̶ Que olho grande você tem? ̶ É para te ver melhor! ̶ E que orelha grande você tem? ̶ É para te escutar melhor! ̶ E que nariz grande você tem? ̶ É para te cheirar melhor! ̶ É que dentes grandes você tem? ̶ É para comer biscoitos! Ela levou um susto e o caçador matou o lobo-mau e tirou a vovó do guarda-roupa e o lobo não era mau, ele só queria um biscoitinho. Essa é a verdadeira história da Chapeuzinho Vermelho! Autor: Gabriel M. Alves
  • 21. O lobo e as frutinhas Era uma vez uma menina chamada Chapeuzinho Vermelho que ia na casa de sua vó e a mãe pediu para ela levar uns doces. Ela encontrou o lobo e ele pediu para ir com ela. Ele deu um bote e foi por outro caminho. Chegou lá primeiro que a Chapeuzinho Vermelho e encontrou a vovó. A Chapeuzinho Vermelho chegou na casa da vovozinha e pergunta: ̶ Que olhos grandes vó? ̶ É pra ver você melhor! ̶ E que nariz grande vó? E que boca grande vó? E o lobo abriu a boca e comeu a Chapeuzinho Vermelho e o caçador ouviu os gritos. A Chapeuzinho Vermelho e o caçador ouviram a voz da vovó e achou ela. O caçador abriu a barriga do lobo e tirou a Chapeuzinho Vermelho e a vovozinha botou bastante pedras na barriga do lobo e jogou o lobo no rio. O lobo foi para as pedras e as cachoeiras e o caçador, a vovozinha e a Chapeuzinho Vermelho foram felizes para sempre. Autor: Juliano.