História – Capuchinho VermelhoEra uma vez uma menina chamada Capuchinho Vermelho, era tratadaassim por causa da sua longa ...
- E o que é que uma menina tão bonita como tu faz aqui nesta florestasozinha? – questiona-lhe o Lobo.- Estou a apanhar uma...
- Entra netinha, a porta está aberta! – Respondeu o Lobo.- Olá avozinha, olhe tenho aqui uns bolinhos muito docinhos e uns...
Capuchinho Vermelho, a Avozinha e o Lenhador riram muito e depoisaproveitaram os bolinhos e os sumos que a mãe de Capuchin...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História

699 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
699
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
122
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História

  1. 1. História – Capuchinho VermelhoEra uma vez uma menina chamada Capuchinho Vermelho, era tratadaassim por causa da sua longa capa vermelha com um capucho.Certo dia a sua mãe estava a preparar uns bolinhos e uns biscoitos echamou a Capuchinho Vermelho ate á cozinha:- Minha filha, será que podes ir entregar estes biscoitos e uns suminhos átua avó que está doente?- Sim mãezinha posso ir! – Respondeu a Capuchinho Vermelho.- muito obrigada Capuchinho. Mas lembra-te não vás pela floresta! – dissea mãe- Sim mãe! – respondeu a Capuchinho VermelhoCapuchinho vestiu a sua capa vermelha e foi em direção á casa da sua avó.Chegou a uma parte do caminho em que a menina tinha que decidir entredois caminhos, ambos davam para a casa da sua avozinha, mas um ia pelafloresta e o outro era um caminho mais longo que ia pela aldeia. Mas amenina reparou numas linda flores que existiu pelo caminho da floresta,então Capuchinho Vermelho esqueceu-se das palavras da sua mãe e foipela floresta. A floresta estava cheia de flores magnificas, arvores grandese várias espécies de animais, borboletas, pássaros, lagartas, etc.Capuchinho Vermelho estava a apanhar as suas flores para oferecer á suaavozinha quando vê alguém a esconder-se nas arvores…-Quem está ai? – pergunta a Capuchinho Vermelho- Desculpa não te queria assustar. Sou o lobo aqui da floresta! –respondeu o lobo mau.- Há está bem… -disse a Capuchinho Vermelho.- E tu, como te chamas? – perguntou o Lobo Mau.- Sou a Capuchinho Vermelho! – respondeu-lhe a Capuchinho Vermelho.
  2. 2. - E o que é que uma menina tão bonita como tu faz aqui nesta florestasozinha? – questiona-lhe o Lobo.- Estou a apanhar umas flores para a minha avozinha que está doente emcasa. – respondeu a Capuchinho.- Será que posso ir contigo dar as flores á tua avozinha? – perguntou oLobo.- Claro que podes! – respondeu a Capuchinho Vermelho.- Então fazemos assim, vamos fazer uma corrida, tu vais por esse caminhoe eu vou por este, ok? – desafiou o Lobo Mau.- Sim vamos! – Respondeu a Capuchinho Vermelho.O Lobo mau conhecia a floresta melhor que ninguém e sabia bem que iaganhar aquela corrida e então aproveitou-se disso e correu o mais rápidopossível e chegou finalmente á casa da avozinha da Capuchinho Vermelho.Tocou então á porta, quando lhe respondeu uma senhora com umaenorme rouquidão na voz.- Quem é?Lobo Mau não queria que a senhora soubesse quem ele era, portanto fez-se passar pela Capuchinho Vermelho.- Sou eu avozinha, a Capuchinho Vermelho!- Oh minha netinha entra então, a porta está aberta!Lobo Mau entrou rapidamente em casa e engoliu a avozinha sem amastigar. A avozinha nem teve tempo de pedir socorro.Lobo Mau foi ao armário da avozinha e vestiu rapidamente uma dascamisas de noite da senhora, meteu os óculos e o gorro e enfiou-se dentroda cama, mesmo a tempo da Capuchinho Vermelho chegar á casa.Truz truz – bateu a Capuchinho Vermelho á porta da casa da avozinha.- Quem é? – respondeu o Lobo Mau fazendo-se passar pela Avozinha.- Sou eu avozinha, a Capuchinho Vermelho!
  3. 3. - Entra netinha, a porta está aberta! – Respondeu o Lobo.- Olá avozinha, olhe tenho aqui uns bolinhos muito docinhos e uns sumospara acompanhar que mandou a minha mãe! Há e trouxe-lhe tambémumas belas flores que acabei de apanhar na floresta. – Disse aCapuchinho.- Ai muito obrigada minha netinha. – Disse o Lobo Mau.Capuchinho Vermelho aproxima-se da avó e começa a reparar em certascoisas que são estranhas e, por isso, começa a fazer perguntas á avó:- Oh avo, porque é que tens umas orelhas maiores?- É para te ouvir melhor, minha netinha! – Responde o Lobo.- Oh avó e então porque é que tens um nariz tão grande?- É para te cheirar melhor minha netinha! – Respondeu o Lobo.- E então porque tens uns olhos tão grande avozinha?- São para te ver melhor minha netinha? – Respondeu novamente o Lobo.- E porque tens uma boca tão grande avozinha?- É PARA TE COMER MELHOR MINHA NETINHA! – Gritou o Lobo Mau.Lobo Mau saltou da cama para comer a Capuchinho Vermelho. Com estareação desatou a correr pela floresta gritando socorro,Até que um lenhador ouviu os gritos assutados da Capuchinho Vermelho ecorreu até ela, para perceber o que se passava. Até que viu o Lobo Mauatras da menina a querer come-la, por isso, foi até ao Lobo Mau e bateu-lhe com o seu grande machado na cabeça. Ate que deixou o Lobo adormir, depois fez-lhe um grande corte na barriga, tirou de la a avozinhaque ainda estava viva e os três (a avozinha, o lenhador e a CapuchinhoVermelho) colocaram la muitas pedras.Quando o Lobo Mau acordou sentia-se MUITOO pesado, foi tentar beberágua na fonte e quando se inclinou caiu para o riu com tanto peso queestava na sua barriga.
  4. 4. Capuchinho Vermelho, a Avozinha e o Lenhador riram muito e depoisaproveitaram os bolinhos e os sumos que a mãe de Capuchinho fez eforam todos lanchar!Vitória vitória, acabou-se a história! :D

×