SlideShare uma empresa Scribd logo
DIGA ÀS DROGAS!NÃO
01
Cartilha Educativa
de Prevenção às Drogas
Índice
DIGA ÀS DROGAS!NÃO
Expediente1. Apresentação...................................02
2. As drogas.........................................03
3. Como o vício começa.......................04
4. Síndrome de abstinência...............04/5
5. Classificação das drogas.................06
6. Bebidas Alcoólicas...........................07
7. Os 10 Estágios do álcool............08/09
8. Tabaco - Cigarro - Charuto...............10
9. Medicamentos............................. ....11
10. Anabolizantes.............................. ..12
11. Maconha / Skank...........................13
12. Solventes.......................................14
13. Crack / Oxi.....................................15
14. Cocaína / Craconha.......................16
15. Merla..............................................17
16. Drogas Sintéticas...........................17
17. Ecstasy - LSD................................18
18. Fatores que levam o uso das drogas.19
19. Como identificar um possível usuário de
drogas...................................................19
20. Sinais gerais do uso de qualquer droga
..............................................................19
21. O que fazer se você descobrir que seu
filho está usando drogas.......................20
22. Bibliografia.....................................20
Edição 2013
Editor/Jornalista Responsável
Jefferson Weindler
Reg. DRT: 2143/BA
jefferson_weindler@hotmail.com
Revisão
Marcia Weindler
marcia_weindler@hotmail.com
Projeto Gráfico:
Paulo Negreiros
paulohnegreiros@hotmail.com
Gráfica Jitbrasil
printmidia@yahoo.com.br
Fone: (75) 8176.7772 / 9833.2727
Feira de Santana / BA
Tiragem: 3 mil exemplares
Reservados todos os direitos de
propriedade a Jefferson Weindler
Registro Fundação Biblioteca Nacional
Nº 568.265 - L:1084 - Fls: 330
Capa
Jefferson Weindler
Mirella Nascimento
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Diga às DrogasNão02
Mons. João Pedreira do Couto Ferraz
Onosso país vive um momento delicado em virtude do aumento da criminalidade, perda de
valores familiares e vários outros problemas sociais, muitos deles causados pelo aumento
indiscriminado do uso de drogas, seja elas as drogas legais (bebidas alcoólicas, cigarros,
medicamentos, e outras) ou ilegais (maconha, cocaína, heroína, crack, oxi, ecstasy, LSD, e outras).
Daí, a iniciativa de elaborar uma cartilha educativa de prevenção às drogas, para explicar e orientar
os jovens sobre o perigo do contato com substâncias que causam dependência física ou psíquica.
Este projeto visa alertar a sociedade, os governantes, os políticos e os educadores de que
precisamos intensificar a prevenção ao uso de drogas nas capitais e cidades do interior do país,
principalmente em escolas públicas e privadas.
Apresentação
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Nosso corpo necessita de sensações que nos levam ao prazer, nosso cérebro é quem comanda
esta dependência através dos neurotransmissores. O consumo de alguns alimentos, como chocolate e
café, estimulam a produção de serotonina, que é um neurotransmissor cerebral responsável pela
sensação de prazer e felicidade. Para se ter uma idéia, devido aos efeitos benéficos, estes alimentos
são muito consumidos e, dependendo da freqüência de consumo, podem chegar até a viciar uma
pessoa sensível. Até aí tudo bem, o problema começou quando surgiram substâncias perigosas: as
drogas.
Elaspossuempraticamenteomesmoprincípioativodealgunsalimentos,porexemplo:ochocolate
que tem Anandamida, um tipo de gordura que ativa os mesmos receptores químicos cerebrais
envolvidosnoconsumodamaconha.
A é um análogo do princípio ativo da maconha, tem funções no sistema nervoso e noAnandamida
sistema imune (defesa do organismo). Este tipo de substância age no mecanismo do cérebro para nos
fazer cair na armadilha dos entorpecentes. Daí para frente todas as fontes de prazer deixam de ter a
mesma importância e só o consumo do entorpecente passa a ser agradável, ou seja, as substâncias
químicas encontradas nas drogas além de serem prejudiciais nos dão prazer, imitando as moléculas
quenossocérebroprecisa. Sãodiversasassubstânciasquecausamessadeturpação:álcool,nicotina,
maconha,cocaína,entreoutras.
Por que o cérebro acostuma com drogas?
Drogas podem destruir os neurônios.
Fonte: Líria Alves - Graduada em Química - Equipe Brasil Escola
NÚCLEO DO SISTEMA
DE RECOMPENSA
OU NÚCLEO DE
ACCUMBENS
A RAZÃO DA DEPENDÊNCIA
Diga às DrogasNão 03
Mons.JoãoPedreiradoCoutoFerraz
roga é toda e qualquer
Dsubstância, natural ou sintética
que, introduzida no organismo
modifica suas funções. As drogas
naturais são obtidas através de
determinadas plantas, de animais e de
alguns minerais. Exemplo a cafeína (do
café presente no tabaco), a nicotina ( ), o
ópio ( ) e o THCna papoula
tetrahidrocanabinol ( ).da maconha
As drogas sintéticas são fabricadas
em laboratório, exigindo para isso
técnicas especiais. O termo droga,
presta-se a várias interpretações, mas
comumente suscita a idéia de uma
substância proibida, de uso ilegal e
nocivo ao indivíduo, modificando-lhe as
funções, as sensações, o humor e o
comportamento. As drogas estão
classificadas em três categorias: as
estimulantes os depressores, e os
perturbadores das atividades mentais.
O termo droga envolve os analgésicos,
estimulantes, alucinógenos, tranquilizantes
e barbitúricos, além do álcool e substâncias
voláteis. As psicotrópicas, são as drogas
que tem tropismo e afetam o Sistema
Nervoso Central (SNC), modificando as
atividades psíquicas e o comportamento.
Essas drogas podem ser absorvidas de
várias formas: por injeção, por inalação, via
oral, injeção intravenosa ou aplicadas via
retal (supositório).
Resumindo: Droga é toda substância
sintética ou natural que, ao ser introduzida
no organismo vivo, produz alguma
alteração nas funções físicas e/ou mentais
do usuário, podendo causar dependência e,
conseqüentemente, a morte.
O lança-perfume - que tem sua base
principal de fabricação o cloreto de etila -,
pode causar danos irreversível ao cérebro
e na medula óssea, em virtude de existir
na sua composição, o clorofórmio e o
éter sulfúrico.
As Drogas
LANÇA-PERFUME
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Diga às DrogasNão04
O que é a síndrome de abstinência?
O homem tem a tendência a repetir
aquilo que lhe é agradável, mesmo que
estimulado por substâncias naturais ou
químicas. As drogas podem até causar
prazer no início, entretanto, provocam
diversas sensações desagradáveis: dor,
Quando a pessoa dependente deixa de
consumir a droga, passa por um período em que
seu organismo precisa se adaptar, passando por
um conjunto de sintomas bastante desagradáveis.
Isto se deve a ausência da substância (tóxica) no
seu organismo, que entra em sofrimento e em
desequilíbrio. Nesse momento, o dependente
apresenta um quadro de intenso suor, fortes dores
no estômago, distúrbios emocionais, confusão
mental, agitação, tremores e crises de violência
contra si e contra outras pessoas. É
interessante notar que se o indivíduo voltar a
usar a droga no período de abstinência, tais
sintomas desaparecem. Porém, eles retornam
com mais intensidade logo depois. Por isso, o
dependente tem dificuldade em parar de usar a
droga, chegando a cometer os mais diversos
delitos para obtê-la, como por exemplo, roubar,
matar e prostituir-se.
sonolência, depressão e desespero.
O uso contínuo de drogas chama-se
“ABUSO DE DROGAS” e acontece da
seguinte forma: depois de algum tempo, a
quantidade usada torna o indivíduo
dependente, isto é, ele passa a sentir
necessidade física e psicológica de usá-
la. Essa compulsão pelo uso da
substância é chamada de
“DEPENDÊNCIA ÀS DROGAS ou
DEPENDÊNCIA QUÍMICA”.
Para obter as mesmas sensações a
que ficou acostumado, o indivíduo
aumenta a dose (quantidade) que usa. No
fim de algum tempo pode chegar a usar
doses que seriam suficientes para matar
uma pessoa. Freqüentemente, muitos
dependentes, principalmente os jovens,
perdem a vida em função das drogas que
consomem, é o que chamamos de
“overdose”.
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Como o vício começa?
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Foto simulação - Ministério da Saúde
Diga às DrogasNão 05
Abstinência Narcótica
-Independente de sexo ou idade, na gravidez ou não, sempre que se suspende
de forma brusca os narcóticos, poderá surgir numa pessoa dependente nestas
drogas, uma seqüência de sintomas que vão caracterizar a síndrome de
abstinência narcótica.
As primeiras 4 horas de abstinência
- Ansiedade, comportamento de procura da droga
As primeiras 8 horas de abstinência
- Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos
freqüentes, sudorese excessiva (suor), fraqueza geral
As primeiras 12 horas de abstinência
- Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos
freqüentes, sudorese excessiva (suor), fraqueza geral, dilatação das pupilas,
tremores musculares, ondas de frio, ondas de calor, ereção dos pelos cutâneos,
dores ósseas, dores musculares
As primeiras 18-24 horas de abstinência
- Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos
freqüentes, sudorese excessiva (suor), fraqueza geral, dilatação das pupilas,
tremores musculares, ondas de frio, ondas de calor, ereção dos pelos cutâneos,
dores ósseas, dores musculares, insônia, náusea, vômitos, muita inquietação,
aumento da freqüência respiratória, pulso rápido, aumento da profundidade da
respiração, aumento da pressão arterial, hipertermia (febre), dor abdominal
As primeiras 24-36 horas de abstinência
- Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos
freqüentes, sudorese excessiva, fraqueza geral, dilatação das pupilas, tremores
musculares, ondas de frio, ondas de calor, ereção dos pelos cutâneos, dores
ósseas, dores musculares, insônia, náusea, vômitos, muita inquietação, aumento
da freqüências respiratória, pulso rápido, aumento da profundidade da
respiração, aumento da pressão arterial, hipertermia (febre), dor abdominal,
diarréia, perda de peso, sinais de desidratação clínica, aumento dos leucócitos
sanguíneos, aumento da glicose.
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Abstinência Narcótica
Diga às DrogasNão06
Do ponto de vista da lei.
DROGAS LEGAIS
São substâncias que,
usadas em demasia ou
erradamente, fazem mal à
saúde e, por isso, têm sua
fabricação e venda
regulamentada por
determinações legais.
Ex: bebidas alcoólicas,
cigarros, medicamentos e
outras.
DROGAS ILEGAIS
São substâncias que
causam dependência
química e psíquica intensas,
causando malefício imediato
à saúde, sendo proibidas de
serem produzidas,
comercializadas e
consumidas.
Ex: cocaína, maconha, oxi,
Lsd, crack, merla, ecstasy e
outras.
Medicamentos Bebida alcoólica Cocaína
Classificação das
Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
As drogas são classificadas conforme atuam no
sistema nervoso central (SNC) e, por isso, dividem-se
em dois grupos:
álcool também é uma droga
Odepressora do sistema nervoso
central e não estimulante. Beber,
causa danos ao cérebro, fígado, pâncreas e
estômago, levando a pessoa a morte por
intoxicação.
As bebidas que contêm álcool podem
viciar principalmente crianças e
adolescentes, pois o vício tem início com
mais força na juventude. O álcool em
demasia torna a pessoa repulsiva e
agressiva, causa mau-hálito, deixa os olhos
irritados, torna a fala difícil e provoca a perda
do controle das funções motoras e físicas,
inclusive do sistema urinário. O uso
excessivo do álcool afeta o juízo e a
memória, causa distúrbios mentais, diminui a
produtividade na escola e no trabalho e
marginaliza os usuários.
A bebida alcoólica altera ou anula o
efeito dos remédios, principalmente os
antibióticos. O álcool causa ainda
problemas de esterilidade, impotência
sexual e, nas gestantes alcoólicas, produz
disfunções no embrião.
Além de seus efeitos químicos
maléficos sobre a saúde e a vida humana,
o álcool ainda gera desestruturação no
meio familiar e social, ocasionando
inúmeros acidentes de trânsito, homicídios
e agressões em ambiente doméstico.
Efeitos sobre outras
partes do corpo
Os indivíduos dependentes do álcool
podem desenvolver várias doenças. As
mais freqüentes são as relacionadas ao
fígado (esteatose hepática, hepatite
alcoólica e cirrose).
Também são freqüentes problemas do
aparelho digestivo (gastrite, síndrome de
má absorção e pancreatite) e do sistema
cardiovascular (hipertensão e problemas
cardíacos). Há, ainda, casos de polineurite
alcoólica, caracterizada por dor, formiga-
mento e cãimbras nos membros inferiores.
Diga às DrogasNão 07
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Bebidas Alcoólicas
Nas gestantes
alcoólicas, os
bebês são os mais
afetados
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Diga às DrogasNão08
1º ESTÁGIO
(O aquecimento) – Você começa a beber, aquilo desce gostoso,
provocando alguma lacrimejação e sorriso fácil. Fica sociável e
alegre. Bate bons papos com os amigos.
2º ESTÁGIO
(O Sábio) - Com mais alguns goles, se torna o cara mais inteligente
do “pedaço”. Conhece tudo e entende de qualquer assunto. E
ninguém pode discutir com ele.
3º ESTÁGIO
( ) – Além de falar que já saiu com todas as mulheres daO Garanhão
sua faculdade, do seu bairro, você começa a se achar o mais lindo e
gostoso do lugar. Todas as mulheres começam a dar mole! Até
mesmo as que não olham, pois estas só estão fazendo charme para
chamar sua atenção.
4º ESTÁGIO
( ) – As pessoas do sexo oposto começam a ficar maisO Barangueiro
bonitas e chamativas. É incrível... Todas, sem exceção, ficam lindas
e gostosas.
5º ESTÁGIO
( ) – É quando você se sente o cara mais forte doO Myke Tyson
mundo. Briga com todos, chuta o cachorro, bate na mulher e sente
que ninguém pode com você! Em boates dá ombradas de propósito
e mexe com a mulher do outro. E aí começa o perigo.
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Os 10 Estágios
do Álcool
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Diga às DrogasNão 09
6º ESTÁGIO
( ) – Você se sente o cara mais rico do mundo. PagaO Rico bebidas
pra todo mundo! Afinal, todos são seus melhores amigos. Além
disso, você bebe “todas” e as mais caras do local, faz promessas e
marca festas e churrascos na sua casa para o dia seguinte.
7º ESTÁGIO
( ) – Você faz um monte de burradas, e acha que ninguémO Xarope
tá vendo nada. Derruba copo, quebra garrafa, faz xixi na lixeira do
banheiro, conta só piada chata, faz força pra ficar em pé quando já
não caiu, olha pra bunda da namorada do seu amigo, mexe com a
cunhada, começa a imitar bicha, cochila no ouvido de todo mundo. E
assim vai.
8º ESTÁGIO
( ) – Você chora por tudo. Aí você lembra da mulher que teO Sensível
deixou, do emprego que já perdeu, da sacanagem que aprontou com
o colega, do dinheiro que gastou sem ter. Tudo é motivo para você
desabar em lágrimas.
9º ESTÁGIO
( ) – Você volta para casa, vomita na porta antes deFim de Noite
entrar e quando entra esbarra em tudo e derruba um monte de
coisas. Aí se alguém pergunta que barulho é aquele, você diz logo
que não bebeu e inventa qualquer desculpa. Você lembra da sua ex-
namorada e acha que ela quer receber um telefonema seu às 4 da
manhã, e ao estar falando com ela dorme no telefone.
10º ESTÁGIO
( ) – Estágio amnésia. Após dormir muitas horasO Sem Memória
deitado na sarjeta, acorda com o cachorro lambendo a sua cara e
nem lembra o que fez no dia anterior. A essas alturas, você já está
todo sujo, sem rumo e sem amigos.
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Os 10 Estágios
do Álcool
Diga às DrogasNão10
tabaco é uma das drogas mais
Ousadas no mundo. Seus efeitos,
produzidos pela nicotina, causam
uma excitação do sistema nervoso central,
levando facilmente à dependência. Quando
o fumante dá uma ‘ ’, a nicotina étragada
absorvida pelos pulmões, chegando ao
cérebro geralmente em 9 segundos. A
fumaça do cigarro contém um número
aproximado de 4.700 substâncias tóxicas
ao organismo e cancerígenas.algumas
Dentre as principais estão a nicotina, o
monóxido de carbono e o alcatrão.
O uso do tabaco comprime os vasos
sanguíneos, eleva o ritmo cardíaco e a
pressão arterial, diminui o apetite, amortece
parcialmente os sentidos do gosto e do
olfato, irrita os pulmões e pode causar
ainda tonturas e náuseas no início do uso,
devido ao período de adaptação do corpo ao
veneno que está sendo ingerido.
Existe a possibilidade crescente de
causar o surgimento de em várioscâncer
órgãos, como por exemplo, no pulmão, na
laringe e faringe, no esôfago, na boca, no
estômago, dentre outros, responsáveis por
um grande número de mortes no mundo
todo.
Alguns produtos químicos
presentes no cigarro
Fumar também causa
derrame celebral
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Tabaco - Cigarro - Charuto
Fotos:MinistériodaSaúde
Diga às DrogasNão 11
uando usados corretamente, seguindo a prescrição médica, eles têm finalidade
Qprofilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnósticos. Por se tratarem de
estimuladores ou depressores do sistema nervoso central, o uso indiscriminado
de qualquer medicamento pode trazer sérias conseqüências ao organismo humano.
Inibidores do apetite
Anfetaminas
pressa em querer perder peso por problemas de
Aobesidade ou por motivo estético, por exemplo,
tem levado as pessoas a buscar alternativas
rápidas para emagrecer. As anfetaminas,
medicamentos utilizados para reduzir e controlar o
peso, são causadores de problemas cardíacos
(arritmias e lesão nas válvulas do coração), insônia,
ansiedade e nervosismo.
AnalgésicosXaropes
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Medicamentos
Diga às DrogasNão12
ão compostos químicos sintéticos que imitam os efeitos anabólicos da
Stestosterona (hormônio masculino), tendo a propriedade de ativar o metabolismo
protéico. Muitos dos anabolizantes consumidos pelos jovens brasileiros têm uso
veterinário. Alguns dos principais efeitos do abuso dos esteróides anabolizantes são:
tremores, acne severa, retenção de líquidos, dores nas juntas, aumento da pressão
sanguínea, icterícia e tumores no fígado.
No homem podem causar a diminuição do tamanho dos testículos, reduzir o número de
espermatozóides causando infertilidade, levar à impotência sexual, provocar a perda dos
cabelos, gerar o desenvolvimento de mamas, a dificuldade ou dor para urinar e um
aumento da próstata.
Na mulher provocam o crescimento de pêlos faciais, levam a alterações ou ausência de
ciclo menstrual, geram aumento do clitóris, tornam a voz grossa e causam uma diminuição
do tamanho dos seios.
Um alemão de 21 anos tomou anabolizantes ao ponto
de fazer a pele explodir. Por causa do uso intenso das
substâncias ,enantato de testosterona e a metandienona
o jovem desenvolveu um tipo severo de acne que gerou
feridas profundas no peito, tórax e nas costas.
Pele de jovem abre por causa do
uso contínuo de anabolizantes
Antes Depois
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Anabolizantes
O uso de anabolizante
veterinário tem causado
amputação de braços e levado
à morte de jovens e adultos.
São muitos os medicamentos
usados sem orientação médica.
aconha é o nome popular de
Muma planta chamada “Cannabis
sativa”, que tem sido usada há
séculos por diferentes culturas e em
diferentes momentos da história com fins
médicos e industriais
Trata-se de uma planta rica no princípio
ativo ( de 2,5%THC – tetrahidrocanabinol
até a 4,%). Por tratar-se de uma droga
psicoativa, que tem efeito perturbador,
cientificamente já esta comprovado que a
maconha causa danos ,ao cérebro coração e
pulmão. Age principalmente sobre a memória
(esquecimento em curto prazo), a
coordenação motora, o humor, o equilíbrio, a
capacidade de aprendizagem e a sensação
de tempo (ter a impressão que passaram
horas, quando na realidade foram alguns
minutos). A maconha causa, ainda,
instabilidade, ansiedade, perda ou aumento
do apetite, insônia, desorientação, exaustão,
depressão, danos ao sistema reprodutor e
glandular, aumento da freqüência cardíaca e
da pressão arterial. O uso crescente produz
sintomas de esquizofrenia, alucinações e
surtos psicóticos.
Diga às DrogasNão 13
Foto: site antidrogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Maconha - Skank
<< Cannabis Sativa >>
h
Diga às DrogasNão 15
“ ” é uma forma de
O
crack
cocaína impura, uma vez que o
bicarbonato de sódio usado na
sua obtenção permanece na forma de
sal. O nome “ ” deriva do fato decrack
que o resíduo de bicarbonato de sódio
causa um som de estalos quando a
substância é fumada. Tal produto
contém um teor variável de toxidade,
em virtude das diversas impurezas no
seu processo de obtenção, como:
ácido sulfúrico, éter sulfúrico, acetona
e outros.
Por apresentar um efeito psicoativo
rápido, o dependente necessita
comprar sempre mais para consumo.
Essa “ ” constante leva a pessoafissura
a vender seus bens, roubar coisas de
casa, dos outros, até assaltar ou matar
para obter dinheiro para a compra do
crack.
As pessoas que o utilizam, mesmo
poucas vezes, têm problemas
respiratórios como fibrose pulmonar
(endurecimento do tecido pulmonar),
pneumonia, problemas digestivos,
problemas mentais sérios, derrame e,
conseqüentemente, a morte.
Pedras embaladas para venda
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Crack - Oxi
A
nova droga OXI é similar ao
crack, em formato de
pedras é consumido da
mesma maneira, via pulmão. O OXI utiliza os
restos do refino de cocaína, só que neste
caso são adicionados cal virgem, querosene
ou gasolina.
Há diferenças, contudo, no modo de
preparo. O pó da cocaína é absorvido pela
mucosa nasal, que tem ,nervos aflorados
responsáveis pelo olfato. O efeito dura entre
30 e 45 minutos. No caso das outras duas
drogas ( ), a absorção acontececrack e oxi no
pulmão, de onde ela cai na corrente
sanguínea. O efeito dura cerca de 15
minutos, e por isso, é mais intenso que o da
cocaína, o que aumenta o risco de que o
usuário se torne um viciado.
Quando o viciado fuma o , eleoxi
queima a boca, a garganta e sente fortes
dores nas costas.
“Quanto menos tempo durar o efeito, mais
viciante é a droga”.
Diga às DrogasNão14
s produtos deste grupo não são propriamente drogas. São produtos químicos
Osolventes inalantes(substâncias capaz de dissolver coisas) e (substâncias que
pode ser inalada, isto é, introduzida no organismo através da aspiração). Um
número enorme de produtos comerciais, como colas, tintas, tinners, propelentes, gasolina,
removedores, vernizes, e esmaltes, éter, ocontém estes solventes, como por exemplo, o
clorofórmio e a benzina.
O usuário costuma aspirá-lo pelo nariz e pela boca para sentir seus efeitos. No início
provoca sensação de embriaguez, tonteiras, ligeira excitação e euforia, dificultando o
equilíbrio meninos e. Tais produtos tem sido usados – principalmente as colas – por “
meninas de rua”, que, assim, procuram fugir um pouco do seu abandono e da vida difícil
em que vivem ou, então, para obter a desinibição que pode animá-los a cometer atos
ilegais e crimes de natureza variada (furtos, roubos, estupros).
O uso da cola provoca lesões nas células cerebrais, prejudicando a inteligência, o
raciocínio, a memória, as idéias, e os reflexos. Também causa lesão nas células hepáticas
(do fígado), nas do coração e dos rins, bem como, anemia (fraqueza geral) no organismo.
O usuário desse tipo de droga pode também entrar em coma e morrer, seja por parada
cardíaca ou respiratória.
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Solventes ou Inalantes
O uso de solventes causa fibrose pulmonar
Diga às DrogasNão16
é uma substância
A
cocaína
extraída da folha de uma
planta, a , vegetal“coca”
originário dos países andinos, cujo
nome científico é .Erytroxylon coca
Submetido a reações químicas com
alguns produtos (ácido clorídrico; ácido
sulfúrico; carbonatos; acetonas),
transforma-se no “cloridrato da
cocaína”, substância em forma de pó
brilhante que é consumido através de
aspiração ou injetado na veia.
Por ser um estimulante do sistema
nervoso central causa euforia com a,
conseqüente diminuição do cansaço, da
fome e do sono.
Após esse efeito, ocorre uma
depressão profunda, que pode levar ao
suicídio, além de provocar
agressividade, desconfiança,
alucinações e perda de controle
emocional. Produz ainda sinais físicos
externos, como coriza, lacrimejamento,
espirros, fungados, palpitações,
respiração difícil, tremores das mãos,
inquietação motora, convulsões e perda
da consciência. O uso de cocaína pode,
ainda, causar a morte por ataque
cardíaco, crise respiratória ou
convulsões.
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cocaína / Craconha
Craconha é uma combinação do
Acrack com a maconha e a mistura
é capaz de potencializar os efeitos
das duas drogas. Ela também é
conhecida como “zirre” ou “criptonita” e
já vem fazendo vítimas em algumas
capitais do país. O cérebro é o mais
prejudicado, sofrendo com as dificuldades
de concentração que as duas drogas
proporcionam. Um risco sério é o
desenvolvimento de psicose, que
aumenta em até quatro vezes com o uso
da maconha. Com o estímulo trazido pela
cocaína, isso pode levar a um
comportamento agressivo. Os pulmões
também são afetados.
Para o sistema circulatório, o consumo da
cocaína representa sempre um risco, pois
a droga acelera o coração e contrai os
vasos sanguíneos, o que pode levar a um
infarto. No entanto, a maconha tem a
propriedade de dilatar os vasos, o que,
teoricamente, diminui o risco de infartos,
mas criam sérios problemas nas vias
respiratórias e alto índice de
dependência.
A melhor
maneira de
evitar às
drogas, é
não
experimentar.
Diga às DrogasNão 17
” é um subproduto da cocaína,
A
“merla
adicionando alguns solventes como
ácido sulfúrico, querosene e cal
virgem. Desse modo, transforma-se num
produto de consistência pastosa, com uma
concentração variável entre 40% a 70% de
cocaína.
A é também uma droga altamentemerla
perigosa, que causa dependência física e
psíquica, além de provocar danos irreversíveis
ao organismo. Sua absorção atinge a mucosa
Drogas Sintéticas
Drogas sintéticas são substâncias ou misturas de
substâncias exclusivamente produzidaspsicoativas,
através de meios químicos, cujos principais componentes
ativos não são encontrados na natureza. A maioria das
drogas sintéticas alucinógenos,apresentam efeitos
podendo ser do sistemaestimulantes ou depressores
nervoso central (SNC).
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Merla
Adesivos de
Lsd e Cocaína
pulmonar e seu efeito excita diretamente o sistema nervoso central. São observados os
seguintes sintomas: euforia, tagarelice, irritabilidade, comportamento estereotipado,
insônia, perda de peso, psicose tóxica (alucinações, delírios e confusão mental), além de
aumento das pupilas que afeta a visão, provocando a chamada “visão borrada”.
Devido aos resíduos dos ácidos solventes, os usuários poderão apresentar casos de
endurecimento pulmonar, chamado de fribrose.
Muitos desses adesivos já foram
encontrados colados na pele de
crianças e adolescentes.
Comprimidos de Ecstasy e
LSD
rata-se de uma droga sintética,
Tmisturada ao estimulante
anfetamina com um alucinógeno,
comercializada em comprimidos.
Geralmente são distribuídos em festas
“rave”, produzindo uma excitação que
favorece as distorções da imagem e de
som, sob luzes estroboscópicas e sobre
a batida contínua de música eletrônica.
Seu efeito pode ter uma duração de até
12 horas.
A curto prazo, o ecstasy causa uma
desidratação do organismo, a elevação
da temperatura corporal, além de
taquicardia, depressão e dependência.
Tem como efeitos crônicos problemas
hepáticos, alteração do humor,
alucinações visuais com seguidos
ataques de pânico, impressão de morte
iminente, paranóias e psicoses.
onsumido em pastilhas, entra no sangue depois de
Cser absorvido pelo estômago e chega ao sistema
nervoso central, causando alucinações e distorções
das imagens, também aumenta a sensibilidade tátil e
auditiva. Seus efeitos podem ter uma duração de 24 horas,
levando à taquicardia, surtos psicóticos, degeneração das
células cerebrais e convulsões.
Diga às DrogasNão18
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Ecstasy
Os comprimidos são coloridos para
atrair os jovens a experimentar a droga.
Diga às DrogasNão 19
s adolescentes e jovens gostam de conviver em turmas ou grupos. A pressão do
Ogrupo ou da turma é um fator muito importante na experimentação e no uso de
drogas. Outros fatores, tais como a imaturidade, a curiosidade e o espírito de
aventura também influenciam a iniciação ou a manutenção do vício. Os jovens que
possuem distúrbios comportamentais ou os que pensam que lhes faltam aptidões são ainda
mais suscetíveis às drogas.
Pais e professores repressivos, desatenciosos ou violentos acabam afastando os filhos
do convívio do lar ou da escola. Quando os filhos perdem a confiança nos pais, tornam-se
presa fácil para os traficantes.
É muito importante para os pais, os professores e a comunidade poder identificar um
possível usuário de drogas, o que nem sempre é muito fácil. Como orientação,
apresentaremos, a seguir, uma série de sintomas e sinais que podem ajudar, lembrando
apenas que, isoladamente, eles podem não significar muito, mas em conjunto, aliados ao
bom-senso, podem dar uma segura orientação.
L Mudança bruscas no comportamento.
L “Sindrome amotivacional”, isto é, falta de motivação para as atividades comuns
(trabalho, estudo, hábitos de higiene etc.).
L Queda no rendimento escolar ou abandono dos estudos.
L Queda na qualidade do trabalho ou seu abandono.
L Inquietação, irritabilidade, insônia ou, ao contrário, depressão e sonolência.
L Atitudes furtivas ou impulsivas, uso de óculos escuros mesmo sem excesso de luz e de
camisas de mangas longas, mesmo no calor.
L Desaparecimento de objetos de valor de sua própria residência, presença de
comprimidos estranhos e de frascos de colírio ou xaropes.
L Troca do dia pela noite.
L Olhos vermelhos e injetados.
L Violência, agressividade, depressão e desespero.
Como identificar um possível usuário de drogas
Sinais gerais do uso de qualquer droga
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Fatores que levam ao
uso das drogas
Diga às DrogasNão20
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
1. Não dramatize o fato. Encare-o com realismo e objetividade. Discuta-o com seu
(sua)esposo(a)oucomalguémdemuitaconfiança.
2. Procuretercertezadequeofatoestárealmenteacontecendo.
3. Tenhaumaconversafranca,sinceraelealcomoseufilho.
4. Verifiquenessaconversa,comenergia,mastambémcomcarinho,háquantotempo
e quais as drogas que ele está usando e, se possível, a freqüência e a intensidade
douso.
5. Procure descobrir as razões e os motivos que levaram o seu filho a usar drogas.
Muitas vezes, as raízes do uso de drogas repousam em problemas da própria
famíliaque,decomumacordo,vocêpoderesolverouminimizar.
6. Não estigmatize seu filho, chamando-o, por exemplo, de maconheiro, marginal ou
drogado, nem faça ameaça de expulsá-lo de casa, de interná-lo em hospitais
psiquiátricosoudedenunciareleeseuscompanheirosàpolícia.
7. Nuncafiqueserecriminandoouprocurandoculpadospelofato.
8. Conversecomseumédicooupsicólogodeconfiançaarespeitodoassunto.
9. Feitoisso,procuredaraoseufilhotodooapoionecessário.
10. Lembre-se de que as melhores armas que temos para combater o abuso de drogas
são:amor,carinho,compreensãoediálogo.Use-as!
Bibliografia
O QUE FAZER SE VOCÊ DESCOBRIR QUE
SEU FILHO, PARENTE OU AMIGO ESTÁ
USANDO DROGAS
354287650987132214325

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogasPalestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogas
Prefeitura Municipal de Bandeirantes,PR
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
Edson Demarch
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
Zelton Alves Oliveira
 
Dia mundial de combate às drogas e alcoolismo
Dia mundial de combate às drogas e alcoolismoDia mundial de combate às drogas e alcoolismo
Dia mundial de combate às drogas e alcoolismo
Thiago Gacciona
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
RASC EAD
 
Drogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaDrogas na Adolescência
Drogas na Adolescência
Thais Andalaft
 
Prevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogasPrevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogas
Luiz Siles
 
Drogas
DrogasDrogas
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
Dallyla Sohara
 
Palestra álcool
Palestra álcoolPalestra álcool
Palestra álcool
Alinebrauna Brauna
 
Palestras sobre drogas
Palestras sobre drogasPalestras sobre drogas
Palestras sobre drogas
Otacilio Fraga
 
As drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitosAs drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitos
Alinebrauna Brauna
 
Seminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e DrogasSeminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e Drogas
Potencial Empresário
 
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Raiane Assunção
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogasAdolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
ariadnemonitoria
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
marretti
 
Drogas
DrogasDrogas
Apresentação drogas escola
Apresentação drogas escolaApresentação drogas escola
Apresentação drogas escola
Alinebrauna Brauna
 
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I AD R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
John Brito John
 
Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.
Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.
Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.
Silvio Thales C. S.
 

Mais procurados (20)

Palestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogasPalestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogas
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
 
Dia mundial de combate às drogas e alcoolismo
Dia mundial de combate às drogas e alcoolismoDia mundial de combate às drogas e alcoolismo
Dia mundial de combate às drogas e alcoolismo
 
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
Prevenção ao uso de drogas - Aula 1
 
Drogas na Adolescência
Drogas na AdolescênciaDrogas na Adolescência
Drogas na Adolescência
 
Prevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogasPrevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
 
Palestra álcool
Palestra álcoolPalestra álcool
Palestra álcool
 
Palestras sobre drogas
Palestras sobre drogasPalestras sobre drogas
Palestras sobre drogas
 
As drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitosAs drogas e seus efeitos
As drogas e seus efeitos
 
Seminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e DrogasSeminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e Drogas
 
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogasAdolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Apresentação drogas escola
Apresentação drogas escolaApresentação drogas escola
Apresentação drogas escola
 
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I AD R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
 
Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.
Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.
Ética - Drogas Lícitas e Ilícitas no Brasil e no mundo.
 

Destaque

O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...
O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...
O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...
Fernanda Valentin
 
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPATDrogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Claudio Cesar Pontes ن
 
Apresentação de Slides
Apresentação de SlidesApresentação de Slides
Apresentação de Slides
drogasquedroga
 
Drogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitasDrogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitas
duartefran
 
Cartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogasCartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogas
saudefieb
 
CARTILHA SOBRE DROGAS
CARTILHA SOBRE DROGASCARTILHA SOBRE DROGAS
CARTILHA SOBRE DROGAS
Jéssica Angelo
 
Revista da turma da mônica sobre drogas
Revista da turma da mônica sobre drogasRevista da turma da mônica sobre drogas
Revista da turma da mônica sobre drogas
Fatima Costa
 
Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"
Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"
Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"
rozi38
 

Destaque (8)

O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...
O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...
O consumo de drogas lícitas e ilícitas por mulheres no Brasil: uma leitura so...
 
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPATDrogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
Drogas licitas e ilicitas - Tema para SIPAT
 
Apresentação de Slides
Apresentação de SlidesApresentação de Slides
Apresentação de Slides
 
Drogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitasDrogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitas
 
Cartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogasCartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogas
 
CARTILHA SOBRE DROGAS
CARTILHA SOBRE DROGASCARTILHA SOBRE DROGAS
CARTILHA SOBRE DROGAS
 
Revista da turma da mônica sobre drogas
Revista da turma da mônica sobre drogasRevista da turma da mônica sobre drogas
Revista da turma da mônica sobre drogas
 
Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"
Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"
Projeto de Prevenção "Drogas nem Pensar"
 

Semelhante a Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas

Drogas revisado
Drogas revisadoDrogas revisado
Drogas revisado
Orlando Santos Brito
 
Drogas e Medicamentos.pptx
Drogas e Medicamentos.pptxDrogas e Medicamentos.pptx
Drogas e Medicamentos.pptx
PriscilaBiggi1
 
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de JesusDrogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
Gilberto de Jesus
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivas
tocha_turma9a
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
Francisca Santos
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
Ivaneth Almeida
 
Fe3 mod2
Fe3 mod2Fe3 mod2
Fe3 mod2
Geazi San
 
Márcia pps
Márcia ppsMárcia pps
Márcia pps
PIEF OEIRAS
 
Trabalho Vinicius 23/09/2009
Trabalho Vinicius 23/09/2009Trabalho Vinicius 23/09/2009
Trabalho Vinicius 23/09/2009
Ricardo
 
Drogas
DrogasDrogas
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
MAISA CRISTINA
 
02 entendendo o tabagismo como dependência
02   entendendo o tabagismo como dependência02   entendendo o tabagismo como dependência
02 entendendo o tabagismo como dependência
Cínthia Lima
 
Drogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdfDrogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdf
fOTÓGRAFO DE cASAMENTO sAMPA
 
Trabalho Monica 23/09/2009
Trabalho Monica 23/09/2009Trabalho Monica 23/09/2009
Trabalho Monica 23/09/2009
Ricardo
 
Drogras
DrograsDrogras
O QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe Assunção
O QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe AssunçãoO QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe Assunção
O QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Os Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptx
Os Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptxOs Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptx
Os Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptx
Ricardo Silva
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
Vanessa Lima
 

Semelhante a Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas (20)

Drogas revisado
Drogas revisadoDrogas revisado
Drogas revisado
 
Drogas e Medicamentos.pptx
Drogas e Medicamentos.pptxDrogas e Medicamentos.pptx
Drogas e Medicamentos.pptx
 
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
3º anos (Sociologia) Adolescentes e Drogas
 
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de JesusDrogas - Profº Gilberto de Jesus
Drogas - Profº Gilberto de Jesus
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivas
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
 
Fe3 mod2
Fe3 mod2Fe3 mod2
Fe3 mod2
 
Márcia pps
Márcia ppsMárcia pps
Márcia pps
 
Trabalho Vinicius 23/09/2009
Trabalho Vinicius 23/09/2009Trabalho Vinicius 23/09/2009
Trabalho Vinicius 23/09/2009
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
 
02 entendendo o tabagismo como dependência
02   entendendo o tabagismo como dependência02   entendendo o tabagismo como dependência
02 entendendo o tabagismo como dependência
 
Drogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdfDrogas e Seus Efeitos.pdf
Drogas e Seus Efeitos.pdf
 
Trabalho Monica 23/09/2009
Trabalho Monica 23/09/2009Trabalho Monica 23/09/2009
Trabalho Monica 23/09/2009
 
Drogras
DrograsDrogras
Drogras
 
O QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe Assunção
O QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe AssunçãoO QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe Assunção
O QUE SÃO DROGAS? Prof. Noe Assunção
 
Os Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptx
Os Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptxOs Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptx
Os Males para o individuo ALCOOL_DROGAS_.pptx
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 

Último

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 

Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas

  • 2. 01 Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Índice DIGA ÀS DROGAS!NÃO Expediente1. Apresentação...................................02 2. As drogas.........................................03 3. Como o vício começa.......................04 4. Síndrome de abstinência...............04/5 5. Classificação das drogas.................06 6. Bebidas Alcoólicas...........................07 7. Os 10 Estágios do álcool............08/09 8. Tabaco - Cigarro - Charuto...............10 9. Medicamentos............................. ....11 10. Anabolizantes.............................. ..12 11. Maconha / Skank...........................13 12. Solventes.......................................14 13. Crack / Oxi.....................................15 14. Cocaína / Craconha.......................16 15. Merla..............................................17 16. Drogas Sintéticas...........................17 17. Ecstasy - LSD................................18 18. Fatores que levam o uso das drogas.19 19. Como identificar um possível usuário de drogas...................................................19 20. Sinais gerais do uso de qualquer droga ..............................................................19 21. O que fazer se você descobrir que seu filho está usando drogas.......................20 22. Bibliografia.....................................20 Edição 2013 Editor/Jornalista Responsável Jefferson Weindler Reg. DRT: 2143/BA jefferson_weindler@hotmail.com Revisão Marcia Weindler marcia_weindler@hotmail.com Projeto Gráfico: Paulo Negreiros paulohnegreiros@hotmail.com Gráfica Jitbrasil printmidia@yahoo.com.br Fone: (75) 8176.7772 / 9833.2727 Feira de Santana / BA Tiragem: 3 mil exemplares Reservados todos os direitos de propriedade a Jefferson Weindler Registro Fundação Biblioteca Nacional Nº 568.265 - L:1084 - Fls: 330 Capa Jefferson Weindler Mirella Nascimento
  • 3. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Diga às DrogasNão02 Mons. João Pedreira do Couto Ferraz Onosso país vive um momento delicado em virtude do aumento da criminalidade, perda de valores familiares e vários outros problemas sociais, muitos deles causados pelo aumento indiscriminado do uso de drogas, seja elas as drogas legais (bebidas alcoólicas, cigarros, medicamentos, e outras) ou ilegais (maconha, cocaína, heroína, crack, oxi, ecstasy, LSD, e outras). Daí, a iniciativa de elaborar uma cartilha educativa de prevenção às drogas, para explicar e orientar os jovens sobre o perigo do contato com substâncias que causam dependência física ou psíquica. Este projeto visa alertar a sociedade, os governantes, os políticos e os educadores de que precisamos intensificar a prevenção ao uso de drogas nas capitais e cidades do interior do país, principalmente em escolas públicas e privadas. Apresentação Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Nosso corpo necessita de sensações que nos levam ao prazer, nosso cérebro é quem comanda esta dependência através dos neurotransmissores. O consumo de alguns alimentos, como chocolate e café, estimulam a produção de serotonina, que é um neurotransmissor cerebral responsável pela sensação de prazer e felicidade. Para se ter uma idéia, devido aos efeitos benéficos, estes alimentos são muito consumidos e, dependendo da freqüência de consumo, podem chegar até a viciar uma pessoa sensível. Até aí tudo bem, o problema começou quando surgiram substâncias perigosas: as drogas. Elaspossuempraticamenteomesmoprincípioativodealgunsalimentos,porexemplo:ochocolate que tem Anandamida, um tipo de gordura que ativa os mesmos receptores químicos cerebrais envolvidosnoconsumodamaconha. A é um análogo do princípio ativo da maconha, tem funções no sistema nervoso e noAnandamida sistema imune (defesa do organismo). Este tipo de substância age no mecanismo do cérebro para nos fazer cair na armadilha dos entorpecentes. Daí para frente todas as fontes de prazer deixam de ter a mesma importância e só o consumo do entorpecente passa a ser agradável, ou seja, as substâncias químicas encontradas nas drogas além de serem prejudiciais nos dão prazer, imitando as moléculas quenossocérebroprecisa. Sãodiversasassubstânciasquecausamessadeturpação:álcool,nicotina, maconha,cocaína,entreoutras. Por que o cérebro acostuma com drogas? Drogas podem destruir os neurônios. Fonte: Líria Alves - Graduada em Química - Equipe Brasil Escola NÚCLEO DO SISTEMA DE RECOMPENSA OU NÚCLEO DE ACCUMBENS A RAZÃO DA DEPENDÊNCIA
  • 4. Diga às DrogasNão 03 Mons.JoãoPedreiradoCoutoFerraz roga é toda e qualquer Dsubstância, natural ou sintética que, introduzida no organismo modifica suas funções. As drogas naturais são obtidas através de determinadas plantas, de animais e de alguns minerais. Exemplo a cafeína (do café presente no tabaco), a nicotina ( ), o ópio ( ) e o THCna papoula tetrahidrocanabinol ( ).da maconha As drogas sintéticas são fabricadas em laboratório, exigindo para isso técnicas especiais. O termo droga, presta-se a várias interpretações, mas comumente suscita a idéia de uma substância proibida, de uso ilegal e nocivo ao indivíduo, modificando-lhe as funções, as sensações, o humor e o comportamento. As drogas estão classificadas em três categorias: as estimulantes os depressores, e os perturbadores das atividades mentais. O termo droga envolve os analgésicos, estimulantes, alucinógenos, tranquilizantes e barbitúricos, além do álcool e substâncias voláteis. As psicotrópicas, são as drogas que tem tropismo e afetam o Sistema Nervoso Central (SNC), modificando as atividades psíquicas e o comportamento. Essas drogas podem ser absorvidas de várias formas: por injeção, por inalação, via oral, injeção intravenosa ou aplicadas via retal (supositório). Resumindo: Droga é toda substância sintética ou natural que, ao ser introduzida no organismo vivo, produz alguma alteração nas funções físicas e/ou mentais do usuário, podendo causar dependência e, conseqüentemente, a morte. O lança-perfume - que tem sua base principal de fabricação o cloreto de etila -, pode causar danos irreversível ao cérebro e na medula óssea, em virtude de existir na sua composição, o clorofórmio e o éter sulfúrico. As Drogas LANÇA-PERFUME Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
  • 5. Diga às DrogasNão04 O que é a síndrome de abstinência? O homem tem a tendência a repetir aquilo que lhe é agradável, mesmo que estimulado por substâncias naturais ou químicas. As drogas podem até causar prazer no início, entretanto, provocam diversas sensações desagradáveis: dor, Quando a pessoa dependente deixa de consumir a droga, passa por um período em que seu organismo precisa se adaptar, passando por um conjunto de sintomas bastante desagradáveis. Isto se deve a ausência da substância (tóxica) no seu organismo, que entra em sofrimento e em desequilíbrio. Nesse momento, o dependente apresenta um quadro de intenso suor, fortes dores no estômago, distúrbios emocionais, confusão mental, agitação, tremores e crises de violência contra si e contra outras pessoas. É interessante notar que se o indivíduo voltar a usar a droga no período de abstinência, tais sintomas desaparecem. Porém, eles retornam com mais intensidade logo depois. Por isso, o dependente tem dificuldade em parar de usar a droga, chegando a cometer os mais diversos delitos para obtê-la, como por exemplo, roubar, matar e prostituir-se. sonolência, depressão e desespero. O uso contínuo de drogas chama-se “ABUSO DE DROGAS” e acontece da seguinte forma: depois de algum tempo, a quantidade usada torna o indivíduo dependente, isto é, ele passa a sentir necessidade física e psicológica de usá- la. Essa compulsão pelo uso da substância é chamada de “DEPENDÊNCIA ÀS DROGAS ou DEPENDÊNCIA QUÍMICA”. Para obter as mesmas sensações a que ficou acostumado, o indivíduo aumenta a dose (quantidade) que usa. No fim de algum tempo pode chegar a usar doses que seriam suficientes para matar uma pessoa. Freqüentemente, muitos dependentes, principalmente os jovens, perdem a vida em função das drogas que consomem, é o que chamamos de “overdose”. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Como o vício começa? Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Foto simulação - Ministério da Saúde
  • 6. Diga às DrogasNão 05 Abstinência Narcótica -Independente de sexo ou idade, na gravidez ou não, sempre que se suspende de forma brusca os narcóticos, poderá surgir numa pessoa dependente nestas drogas, uma seqüência de sintomas que vão caracterizar a síndrome de abstinência narcótica. As primeiras 4 horas de abstinência - Ansiedade, comportamento de procura da droga As primeiras 8 horas de abstinência - Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos freqüentes, sudorese excessiva (suor), fraqueza geral As primeiras 12 horas de abstinência - Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos freqüentes, sudorese excessiva (suor), fraqueza geral, dilatação das pupilas, tremores musculares, ondas de frio, ondas de calor, ereção dos pelos cutâneos, dores ósseas, dores musculares As primeiras 18-24 horas de abstinência - Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos freqüentes, sudorese excessiva (suor), fraqueza geral, dilatação das pupilas, tremores musculares, ondas de frio, ondas de calor, ereção dos pelos cutâneos, dores ósseas, dores musculares, insônia, náusea, vômitos, muita inquietação, aumento da freqüência respiratória, pulso rápido, aumento da profundidade da respiração, aumento da pressão arterial, hipertermia (febre), dor abdominal As primeiras 24-36 horas de abstinência - Ansiedade, procura da droga, lacrimejamento, coriza intensa, bocejos freqüentes, sudorese excessiva, fraqueza geral, dilatação das pupilas, tremores musculares, ondas de frio, ondas de calor, ereção dos pelos cutâneos, dores ósseas, dores musculares, insônia, náusea, vômitos, muita inquietação, aumento da freqüências respiratória, pulso rápido, aumento da profundidade da respiração, aumento da pressão arterial, hipertermia (febre), dor abdominal, diarréia, perda de peso, sinais de desidratação clínica, aumento dos leucócitos sanguíneos, aumento da glicose. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Abstinência Narcótica
  • 7. Diga às DrogasNão06 Do ponto de vista da lei. DROGAS LEGAIS São substâncias que, usadas em demasia ou erradamente, fazem mal à saúde e, por isso, têm sua fabricação e venda regulamentada por determinações legais. Ex: bebidas alcoólicas, cigarros, medicamentos e outras. DROGAS ILEGAIS São substâncias que causam dependência química e psíquica intensas, causando malefício imediato à saúde, sendo proibidas de serem produzidas, comercializadas e consumidas. Ex: cocaína, maconha, oxi, Lsd, crack, merla, ecstasy e outras. Medicamentos Bebida alcoólica Cocaína Classificação das Drogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas As drogas são classificadas conforme atuam no sistema nervoso central (SNC) e, por isso, dividem-se em dois grupos:
  • 8. álcool também é uma droga Odepressora do sistema nervoso central e não estimulante. Beber, causa danos ao cérebro, fígado, pâncreas e estômago, levando a pessoa a morte por intoxicação. As bebidas que contêm álcool podem viciar principalmente crianças e adolescentes, pois o vício tem início com mais força na juventude. O álcool em demasia torna a pessoa repulsiva e agressiva, causa mau-hálito, deixa os olhos irritados, torna a fala difícil e provoca a perda do controle das funções motoras e físicas, inclusive do sistema urinário. O uso excessivo do álcool afeta o juízo e a memória, causa distúrbios mentais, diminui a produtividade na escola e no trabalho e marginaliza os usuários. A bebida alcoólica altera ou anula o efeito dos remédios, principalmente os antibióticos. O álcool causa ainda problemas de esterilidade, impotência sexual e, nas gestantes alcoólicas, produz disfunções no embrião. Além de seus efeitos químicos maléficos sobre a saúde e a vida humana, o álcool ainda gera desestruturação no meio familiar e social, ocasionando inúmeros acidentes de trânsito, homicídios e agressões em ambiente doméstico. Efeitos sobre outras partes do corpo Os indivíduos dependentes do álcool podem desenvolver várias doenças. As mais freqüentes são as relacionadas ao fígado (esteatose hepática, hepatite alcoólica e cirrose). Também são freqüentes problemas do aparelho digestivo (gastrite, síndrome de má absorção e pancreatite) e do sistema cardiovascular (hipertensão e problemas cardíacos). Há, ainda, casos de polineurite alcoólica, caracterizada por dor, formiga- mento e cãimbras nos membros inferiores. Diga às DrogasNão 07 Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Bebidas Alcoólicas Nas gestantes alcoólicas, os bebês são os mais afetados
  • 9. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Diga às DrogasNão08 1º ESTÁGIO (O aquecimento) – Você começa a beber, aquilo desce gostoso, provocando alguma lacrimejação e sorriso fácil. Fica sociável e alegre. Bate bons papos com os amigos. 2º ESTÁGIO (O Sábio) - Com mais alguns goles, se torna o cara mais inteligente do “pedaço”. Conhece tudo e entende de qualquer assunto. E ninguém pode discutir com ele. 3º ESTÁGIO ( ) – Além de falar que já saiu com todas as mulheres daO Garanhão sua faculdade, do seu bairro, você começa a se achar o mais lindo e gostoso do lugar. Todas as mulheres começam a dar mole! Até mesmo as que não olham, pois estas só estão fazendo charme para chamar sua atenção. 4º ESTÁGIO ( ) – As pessoas do sexo oposto começam a ficar maisO Barangueiro bonitas e chamativas. É incrível... Todas, sem exceção, ficam lindas e gostosas. 5º ESTÁGIO ( ) – É quando você se sente o cara mais forte doO Myke Tyson mundo. Briga com todos, chuta o cachorro, bate na mulher e sente que ninguém pode com você! Em boates dá ombradas de propósito e mexe com a mulher do outro. E aí começa o perigo. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Os 10 Estágios do Álcool Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
  • 10. Diga às DrogasNão 09 6º ESTÁGIO ( ) – Você se sente o cara mais rico do mundo. PagaO Rico bebidas pra todo mundo! Afinal, todos são seus melhores amigos. Além disso, você bebe “todas” e as mais caras do local, faz promessas e marca festas e churrascos na sua casa para o dia seguinte. 7º ESTÁGIO ( ) – Você faz um monte de burradas, e acha que ninguémO Xarope tá vendo nada. Derruba copo, quebra garrafa, faz xixi na lixeira do banheiro, conta só piada chata, faz força pra ficar em pé quando já não caiu, olha pra bunda da namorada do seu amigo, mexe com a cunhada, começa a imitar bicha, cochila no ouvido de todo mundo. E assim vai. 8º ESTÁGIO ( ) – Você chora por tudo. Aí você lembra da mulher que teO Sensível deixou, do emprego que já perdeu, da sacanagem que aprontou com o colega, do dinheiro que gastou sem ter. Tudo é motivo para você desabar em lágrimas. 9º ESTÁGIO ( ) – Você volta para casa, vomita na porta antes deFim de Noite entrar e quando entra esbarra em tudo e derruba um monte de coisas. Aí se alguém pergunta que barulho é aquele, você diz logo que não bebeu e inventa qualquer desculpa. Você lembra da sua ex- namorada e acha que ela quer receber um telefonema seu às 4 da manhã, e ao estar falando com ela dorme no telefone. 10º ESTÁGIO ( ) – Estágio amnésia. Após dormir muitas horasO Sem Memória deitado na sarjeta, acorda com o cachorro lambendo a sua cara e nem lembra o que fez no dia anterior. A essas alturas, você já está todo sujo, sem rumo e sem amigos. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Os 10 Estágios do Álcool
  • 11. Diga às DrogasNão10 tabaco é uma das drogas mais Ousadas no mundo. Seus efeitos, produzidos pela nicotina, causam uma excitação do sistema nervoso central, levando facilmente à dependência. Quando o fumante dá uma ‘ ’, a nicotina étragada absorvida pelos pulmões, chegando ao cérebro geralmente em 9 segundos. A fumaça do cigarro contém um número aproximado de 4.700 substâncias tóxicas ao organismo e cancerígenas.algumas Dentre as principais estão a nicotina, o monóxido de carbono e o alcatrão. O uso do tabaco comprime os vasos sanguíneos, eleva o ritmo cardíaco e a pressão arterial, diminui o apetite, amortece parcialmente os sentidos do gosto e do olfato, irrita os pulmões e pode causar ainda tonturas e náuseas no início do uso, devido ao período de adaptação do corpo ao veneno que está sendo ingerido. Existe a possibilidade crescente de causar o surgimento de em várioscâncer órgãos, como por exemplo, no pulmão, na laringe e faringe, no esôfago, na boca, no estômago, dentre outros, responsáveis por um grande número de mortes no mundo todo. Alguns produtos químicos presentes no cigarro Fumar também causa derrame celebral Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Tabaco - Cigarro - Charuto Fotos:MinistériodaSaúde
  • 12. Diga às DrogasNão 11 uando usados corretamente, seguindo a prescrição médica, eles têm finalidade Qprofilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnósticos. Por se tratarem de estimuladores ou depressores do sistema nervoso central, o uso indiscriminado de qualquer medicamento pode trazer sérias conseqüências ao organismo humano. Inibidores do apetite Anfetaminas pressa em querer perder peso por problemas de Aobesidade ou por motivo estético, por exemplo, tem levado as pessoas a buscar alternativas rápidas para emagrecer. As anfetaminas, medicamentos utilizados para reduzir e controlar o peso, são causadores de problemas cardíacos (arritmias e lesão nas válvulas do coração), insônia, ansiedade e nervosismo. AnalgésicosXaropes Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Medicamentos
  • 13. Diga às DrogasNão12 ão compostos químicos sintéticos que imitam os efeitos anabólicos da Stestosterona (hormônio masculino), tendo a propriedade de ativar o metabolismo protéico. Muitos dos anabolizantes consumidos pelos jovens brasileiros têm uso veterinário. Alguns dos principais efeitos do abuso dos esteróides anabolizantes são: tremores, acne severa, retenção de líquidos, dores nas juntas, aumento da pressão sanguínea, icterícia e tumores no fígado. No homem podem causar a diminuição do tamanho dos testículos, reduzir o número de espermatozóides causando infertilidade, levar à impotência sexual, provocar a perda dos cabelos, gerar o desenvolvimento de mamas, a dificuldade ou dor para urinar e um aumento da próstata. Na mulher provocam o crescimento de pêlos faciais, levam a alterações ou ausência de ciclo menstrual, geram aumento do clitóris, tornam a voz grossa e causam uma diminuição do tamanho dos seios. Um alemão de 21 anos tomou anabolizantes ao ponto de fazer a pele explodir. Por causa do uso intenso das substâncias ,enantato de testosterona e a metandienona o jovem desenvolveu um tipo severo de acne que gerou feridas profundas no peito, tórax e nas costas. Pele de jovem abre por causa do uso contínuo de anabolizantes Antes Depois Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Anabolizantes O uso de anabolizante veterinário tem causado amputação de braços e levado à morte de jovens e adultos. São muitos os medicamentos usados sem orientação médica.
  • 14. aconha é o nome popular de Muma planta chamada “Cannabis sativa”, que tem sido usada há séculos por diferentes culturas e em diferentes momentos da história com fins médicos e industriais Trata-se de uma planta rica no princípio ativo ( de 2,5%THC – tetrahidrocanabinol até a 4,%). Por tratar-se de uma droga psicoativa, que tem efeito perturbador, cientificamente já esta comprovado que a maconha causa danos ,ao cérebro coração e pulmão. Age principalmente sobre a memória (esquecimento em curto prazo), a coordenação motora, o humor, o equilíbrio, a capacidade de aprendizagem e a sensação de tempo (ter a impressão que passaram horas, quando na realidade foram alguns minutos). A maconha causa, ainda, instabilidade, ansiedade, perda ou aumento do apetite, insônia, desorientação, exaustão, depressão, danos ao sistema reprodutor e glandular, aumento da freqüência cardíaca e da pressão arterial. O uso crescente produz sintomas de esquizofrenia, alucinações e surtos psicóticos. Diga às DrogasNão 13 Foto: site antidrogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Maconha - Skank << Cannabis Sativa >> h
  • 15. Diga às DrogasNão 15 “ ” é uma forma de O crack cocaína impura, uma vez que o bicarbonato de sódio usado na sua obtenção permanece na forma de sal. O nome “ ” deriva do fato decrack que o resíduo de bicarbonato de sódio causa um som de estalos quando a substância é fumada. Tal produto contém um teor variável de toxidade, em virtude das diversas impurezas no seu processo de obtenção, como: ácido sulfúrico, éter sulfúrico, acetona e outros. Por apresentar um efeito psicoativo rápido, o dependente necessita comprar sempre mais para consumo. Essa “ ” constante leva a pessoafissura a vender seus bens, roubar coisas de casa, dos outros, até assaltar ou matar para obter dinheiro para a compra do crack. As pessoas que o utilizam, mesmo poucas vezes, têm problemas respiratórios como fibrose pulmonar (endurecimento do tecido pulmonar), pneumonia, problemas digestivos, problemas mentais sérios, derrame e, conseqüentemente, a morte. Pedras embaladas para venda Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Crack - Oxi A nova droga OXI é similar ao crack, em formato de pedras é consumido da mesma maneira, via pulmão. O OXI utiliza os restos do refino de cocaína, só que neste caso são adicionados cal virgem, querosene ou gasolina. Há diferenças, contudo, no modo de preparo. O pó da cocaína é absorvido pela mucosa nasal, que tem ,nervos aflorados responsáveis pelo olfato. O efeito dura entre 30 e 45 minutos. No caso das outras duas drogas ( ), a absorção acontececrack e oxi no pulmão, de onde ela cai na corrente sanguínea. O efeito dura cerca de 15 minutos, e por isso, é mais intenso que o da cocaína, o que aumenta o risco de que o usuário se torne um viciado. Quando o viciado fuma o , eleoxi queima a boca, a garganta e sente fortes dores nas costas. “Quanto menos tempo durar o efeito, mais viciante é a droga”.
  • 16. Diga às DrogasNão14 s produtos deste grupo não são propriamente drogas. São produtos químicos Osolventes inalantes(substâncias capaz de dissolver coisas) e (substâncias que pode ser inalada, isto é, introduzida no organismo através da aspiração). Um número enorme de produtos comerciais, como colas, tintas, tinners, propelentes, gasolina, removedores, vernizes, e esmaltes, éter, ocontém estes solventes, como por exemplo, o clorofórmio e a benzina. O usuário costuma aspirá-lo pelo nariz e pela boca para sentir seus efeitos. No início provoca sensação de embriaguez, tonteiras, ligeira excitação e euforia, dificultando o equilíbrio meninos e. Tais produtos tem sido usados – principalmente as colas – por “ meninas de rua”, que, assim, procuram fugir um pouco do seu abandono e da vida difícil em que vivem ou, então, para obter a desinibição que pode animá-los a cometer atos ilegais e crimes de natureza variada (furtos, roubos, estupros). O uso da cola provoca lesões nas células cerebrais, prejudicando a inteligência, o raciocínio, a memória, as idéias, e os reflexos. Também causa lesão nas células hepáticas (do fígado), nas do coração e dos rins, bem como, anemia (fraqueza geral) no organismo. O usuário desse tipo de droga pode também entrar em coma e morrer, seja por parada cardíaca ou respiratória. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Solventes ou Inalantes O uso de solventes causa fibrose pulmonar
  • 17. Diga às DrogasNão16 é uma substância A cocaína extraída da folha de uma planta, a , vegetal“coca” originário dos países andinos, cujo nome científico é .Erytroxylon coca Submetido a reações químicas com alguns produtos (ácido clorídrico; ácido sulfúrico; carbonatos; acetonas), transforma-se no “cloridrato da cocaína”, substância em forma de pó brilhante que é consumido através de aspiração ou injetado na veia. Por ser um estimulante do sistema nervoso central causa euforia com a, conseqüente diminuição do cansaço, da fome e do sono. Após esse efeito, ocorre uma depressão profunda, que pode levar ao suicídio, além de provocar agressividade, desconfiança, alucinações e perda de controle emocional. Produz ainda sinais físicos externos, como coriza, lacrimejamento, espirros, fungados, palpitações, respiração difícil, tremores das mãos, inquietação motora, convulsões e perda da consciência. O uso de cocaína pode, ainda, causar a morte por ataque cardíaco, crise respiratória ou convulsões. Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Cocaína / Craconha Craconha é uma combinação do Acrack com a maconha e a mistura é capaz de potencializar os efeitos das duas drogas. Ela também é conhecida como “zirre” ou “criptonita” e já vem fazendo vítimas em algumas capitais do país. O cérebro é o mais prejudicado, sofrendo com as dificuldades de concentração que as duas drogas proporcionam. Um risco sério é o desenvolvimento de psicose, que aumenta em até quatro vezes com o uso da maconha. Com o estímulo trazido pela cocaína, isso pode levar a um comportamento agressivo. Os pulmões também são afetados. Para o sistema circulatório, o consumo da cocaína representa sempre um risco, pois a droga acelera o coração e contrai os vasos sanguíneos, o que pode levar a um infarto. No entanto, a maconha tem a propriedade de dilatar os vasos, o que, teoricamente, diminui o risco de infartos, mas criam sérios problemas nas vias respiratórias e alto índice de dependência. A melhor maneira de evitar às drogas, é não experimentar.
  • 18. Diga às DrogasNão 17 ” é um subproduto da cocaína, A “merla adicionando alguns solventes como ácido sulfúrico, querosene e cal virgem. Desse modo, transforma-se num produto de consistência pastosa, com uma concentração variável entre 40% a 70% de cocaína. A é também uma droga altamentemerla perigosa, que causa dependência física e psíquica, além de provocar danos irreversíveis ao organismo. Sua absorção atinge a mucosa Drogas Sintéticas Drogas sintéticas são substâncias ou misturas de substâncias exclusivamente produzidaspsicoativas, através de meios químicos, cujos principais componentes ativos não são encontrados na natureza. A maioria das drogas sintéticas alucinógenos,apresentam efeitos podendo ser do sistemaestimulantes ou depressores nervoso central (SNC). Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Merla Adesivos de Lsd e Cocaína pulmonar e seu efeito excita diretamente o sistema nervoso central. São observados os seguintes sintomas: euforia, tagarelice, irritabilidade, comportamento estereotipado, insônia, perda de peso, psicose tóxica (alucinações, delírios e confusão mental), além de aumento das pupilas que afeta a visão, provocando a chamada “visão borrada”. Devido aos resíduos dos ácidos solventes, os usuários poderão apresentar casos de endurecimento pulmonar, chamado de fribrose. Muitos desses adesivos já foram encontrados colados na pele de crianças e adolescentes. Comprimidos de Ecstasy e
  • 19. LSD rata-se de uma droga sintética, Tmisturada ao estimulante anfetamina com um alucinógeno, comercializada em comprimidos. Geralmente são distribuídos em festas “rave”, produzindo uma excitação que favorece as distorções da imagem e de som, sob luzes estroboscópicas e sobre a batida contínua de música eletrônica. Seu efeito pode ter uma duração de até 12 horas. A curto prazo, o ecstasy causa uma desidratação do organismo, a elevação da temperatura corporal, além de taquicardia, depressão e dependência. Tem como efeitos crônicos problemas hepáticos, alteração do humor, alucinações visuais com seguidos ataques de pânico, impressão de morte iminente, paranóias e psicoses. onsumido em pastilhas, entra no sangue depois de Cser absorvido pelo estômago e chega ao sistema nervoso central, causando alucinações e distorções das imagens, também aumenta a sensibilidade tátil e auditiva. Seus efeitos podem ter uma duração de 24 horas, levando à taquicardia, surtos psicóticos, degeneração das células cerebrais e convulsões. Diga às DrogasNão18 Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Ecstasy Os comprimidos são coloridos para atrair os jovens a experimentar a droga.
  • 20. Diga às DrogasNão 19 s adolescentes e jovens gostam de conviver em turmas ou grupos. A pressão do Ogrupo ou da turma é um fator muito importante na experimentação e no uso de drogas. Outros fatores, tais como a imaturidade, a curiosidade e o espírito de aventura também influenciam a iniciação ou a manutenção do vício. Os jovens que possuem distúrbios comportamentais ou os que pensam que lhes faltam aptidões são ainda mais suscetíveis às drogas. Pais e professores repressivos, desatenciosos ou violentos acabam afastando os filhos do convívio do lar ou da escola. Quando os filhos perdem a confiança nos pais, tornam-se presa fácil para os traficantes. É muito importante para os pais, os professores e a comunidade poder identificar um possível usuário de drogas, o que nem sempre é muito fácil. Como orientação, apresentaremos, a seguir, uma série de sintomas e sinais que podem ajudar, lembrando apenas que, isoladamente, eles podem não significar muito, mas em conjunto, aliados ao bom-senso, podem dar uma segura orientação. L Mudança bruscas no comportamento. L “Sindrome amotivacional”, isto é, falta de motivação para as atividades comuns (trabalho, estudo, hábitos de higiene etc.). L Queda no rendimento escolar ou abandono dos estudos. L Queda na qualidade do trabalho ou seu abandono. L Inquietação, irritabilidade, insônia ou, ao contrário, depressão e sonolência. L Atitudes furtivas ou impulsivas, uso de óculos escuros mesmo sem excesso de luz e de camisas de mangas longas, mesmo no calor. L Desaparecimento de objetos de valor de sua própria residência, presença de comprimidos estranhos e de frascos de colírio ou xaropes. L Troca do dia pela noite. L Olhos vermelhos e injetados. L Violência, agressividade, depressão e desespero. Como identificar um possível usuário de drogas Sinais gerais do uso de qualquer droga Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas Fatores que levam ao uso das drogas
  • 21. Diga às DrogasNão20 Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas 1. Não dramatize o fato. Encare-o com realismo e objetividade. Discuta-o com seu (sua)esposo(a)oucomalguémdemuitaconfiança. 2. Procuretercertezadequeofatoestárealmenteacontecendo. 3. Tenhaumaconversafranca,sinceraelealcomoseufilho. 4. Verifiquenessaconversa,comenergia,mastambémcomcarinho,háquantotempo e quais as drogas que ele está usando e, se possível, a freqüência e a intensidade douso. 5. Procure descobrir as razões e os motivos que levaram o seu filho a usar drogas. Muitas vezes, as raízes do uso de drogas repousam em problemas da própria famíliaque,decomumacordo,vocêpoderesolverouminimizar. 6. Não estigmatize seu filho, chamando-o, por exemplo, de maconheiro, marginal ou drogado, nem faça ameaça de expulsá-lo de casa, de interná-lo em hospitais psiquiátricosoudedenunciareleeseuscompanheirosàpolícia. 7. Nuncafiqueserecriminandoouprocurandoculpadospelofato. 8. Conversecomseumédicooupsicólogodeconfiançaarespeitodoassunto. 9. Feitoisso,procuredaraoseufilhotodooapoionecessário. 10. Lembre-se de que as melhores armas que temos para combater o abuso de drogas são:amor,carinho,compreensãoediálogo.Use-as! Bibliografia O QUE FAZER SE VOCÊ DESCOBRIR QUE SEU FILHO, PARENTE OU AMIGO ESTÁ USANDO DROGAS